Issuu on Google+


Nas primeira aulas, foi falado sobre o conceito de Cibercultura e sobre Pierre Lévy. Conceitos fundamentais para o desenvolvimento do artigo. A cibercultura é a relação entre as tecnologias de comunicação, informação e a cultura, emergentes a partir da convergência informatização/telecomunicação na década de 1970. Trata-se de uma nova relação entre tecnologias e a sociabilidade, configurando a cultura contemporânea O princípio que rege a cibercultura é a “re-mixagem”, conjunto de práticas sociais e comunicacionais de combinações, colagens e cut-up de informação a partir das tecnologias digitais. As novas tecnologias de informação e comunicação alteram os processos de comunicação, de produção, de criação e de circulação de bens e serviços.


Nas aulas seguintes cada aluno apresentou um breve relato sobre a história da informática. A HISTÓRIA DOS COMPUTADORES NO BRASIL A informática brasileira desenvolveu-se em duas etapas. A primeira, de 1958 até 1975, caracterizada pela importação de tecnologia de países de capitalismo avançado, principalmente dos Estados Unidos. O processamento eletrônico de dados era realizado basicamente em computadores de grande porte, localizados em grandes empresas e universidades, bem como em órgãos governamentais e agências de serviços... Aula bem interessante, por não sabermos muitos detalhes sobre estas tecnologias que usamos e também por não conhecer sua história, foi bem proveituoso.


A produção de um artigo, com as entrevistas que fizemos confesso que não agradou muito por alguns motivos não especificados, mas o conhecimento adquirido com esta produção foi engrandecedor! “AS TECNOLOGIAS NA EDUCAÇÃO COMO FONTE DE INFORMAÇÃO”


A construção do Mapa conceitual de inicio gerou um certo desconforto, mas depois de aprender a usar a ferramenta foi ótimo! Um programa de construção de mapas é o CMap Tools, que nos permite construir mapas conceituais e publicá-los em servidores, bem como transformá-los em figuras que podem ser publicadas em páginas da Internet.


Experiência na prova de Educação Digital • Uma vez que tu começa a usar as tecnologias no seu dia- a - dia, não consegue mais viver sem elas. Porém, nosso “mundo fechado” para as redes sociais não permite que enxergamos as imensas riquezas e as ótimas ferramentas que nos cercam, mas que nem sabíamos que existia, por falta de conhecimento ou até mesmo de interesse. Essas aulas de educação digital nos proporcionou desfrutar de momentos maravilhosos descobrindo novos horizontes que facilitam nosso trabalho cotidiano, seja como docente ou como seres humanos desprovidos de conhecimento digital.


Experiências nas aulas de Educação Digital