Page 99

– Então posso fazer uma confissão, já que, ao que consta, pareço ser louco? A voz rouca fez o estômago dela revirar outra vez. Descendo as pontas dos dedos com suavidade pelos braços nus de Emily, Gavin pôs uma tampinha de garrafa na mão dela. Então inclinou o corpo, ficando a centímetros do ouvido dela, a voz não mais do que um sussurro: – Eu me esqueci completamente de lhe dar isto quando você chegou. – Sorrindo, ele se afastou, entrou no quarto e fechou a porta. Emily deixou escapar o ar que vinha prendendo e tentou restaurar seus batimentos a um ritmo normal. Sentiu um nó na garganta. Depois de enfiar a maldita tampinha dentro da bolsa, fez o caminho de volta até a sala de estar e acomodou-se no sofá, ao lado de Dillon. Durante os quinze minutos seguintes, enquanto aguardavam Gavin se arrumar, aturou a detalhada e maçante explicação de Natasha sobre a recente cirurgia plástica a qual havia se submetido para empinar o bumbum. Natasha parecia ser uma garota boazinha e um pouco maluquinha, mas, quando Gavin chegou à sala, Emily ficou mais do que satisfeita em poder dar o fora dali. Parecia impossível, mas a viagem de elevador até o térreo foi ainda mais torturante do que a subida à cobertura. A tensão existente no pequeno espaço era tão palpável que Emily a sentia roçando em sua pele. Os dois casais se encontravam frente a frente. Dillon e Natasha conversavam sobre opções de investimentos em ações que ele achava que ela devia fazer. Muito à vontade, Gavin se encostou na parede, sorrindo e abraçando Natasha pela cintura, mas sem tirar os olhos de Emily. Ela o observava com a mesma intensidade. Ele vestia uma camiseta preta justa cujas mangas ficavam distendidas em torno dos braços musculosos e calças pretas que apertavam a cintura delgada. Quando a campainha do elevador tocou, já no térreo, Emily saiu o mais rápido que pôde – para bem longe de Gavin. Os casais decidiram que iriam até o restaurante no carro de Dillon. Natasha e Gavin se acomodaram no banco de trás e Emily perdeu a noção da quantidade de vezes que revirou os olhos ao ouvir a risadinha de Natasha a cada palavra sussurrada por Gavin. Não havia dúvidas de que se tratava de algo de teor sexual. Quando chegaram, Dillon ajudou Emily a sair do carro, e Gavin fez o mesmo com Natasha. Embora o saboroso aroma de comida grega despertasse o apetite de Emily, ela não estava com muita vontade de comer quando o maître os conduziu à mesa. – Sabe, Emily, você é realmente linda – observou Natasha, do outro lado da mesa. – Alguma vez você, tipo, já pensou em ser modelo? Você tem mais de 18 anos, né? – É... tenho 24. Mas nunca pensei em fazer nada parecido. Além do mais, gosto demais de comida – falou, rindo, devolvendo o cardápio para o garçom. Dillon buscou a mão de Emily e olhou para Natasha. – De todo modo, eu não ia querer que ela trabalhasse como modelo. – Por quê? Tipo, ela ia ganhar um dinheiro maneiríssimo, e eu tenho o melhor agente em Nova York. Poderia apresentá-lo a ela. – Emily não precisa se preocupar com dinheiro. – Dillon se recostou. – É só uma coisa que eu preferiria que ela não fizesse, só isso.

Profile for Paula Santos da Silva

Gail mchugh tensão (oficial)  

Gail mchugh tensão (oficial)