Page 1

CADAAD 2012

Marta Correia Barros da Costa – A54545 Paula Alexandra Gonçalves Rodrigues – A59642


Universidade do Minho Instituto de Ciências Sociais Licenciatura em Ciências da Comunicação Atelier de Publicidade e Relações Públicas II 2011/2012 - 1º Semestre – 27 de Janeiro 2012

Estratégia de Comunicação CADAAD 2012

2


ÍNDICE Índice…………………………………………………………………………………....3 Estratégia de Comunicação……………………………………………………………4 1. Contextualização e Descrição do Evento………..………………………………5 2. Objectivos………………………………………………………………………13 3. Públicos-Alvo…………………………………………………………………..13 4. Canais e Suportes……………………………………………………………….14 5. Eixo de Comunicação…………………………………………………………..15 6. Conceito………………………………………………………………………...16 7. Pesquisa de Materiais…………………………………………………………..17 Proposta criativa…………….………………………………………………………...24 8. Redesign do Logo………………………………………………………………25 9. Layout……………………………………………………………………………………28 10. Orçamento……………………………………………………………………...35 Divulgação…………………………………………………………………………......36 11. Acções……………………………….…………………………………………37 12. Calendarização………………………………………………………………….41 Animação Cultural…………………………………...………...…………….……….42 Avaliação………………………………………………………………………………48 Anexos……………………………………………………………………………….…50

3


Estratégia de Comunicação 4


1. CONTEXTUALIZAÇÃO E DESCRIÇÃO DO EVENTO CADAAD - Critical Approaches to Discourse Analysis Across Disciplines - é um grupo a trabalhar desde de 2006 para fomentar e promover a comunicação interdisciplinar na investigação crítica do discurso.

Identidade Identidade verbal O CADAAD não tem até ao momento uma identidade verbal definida. Identidade visual 

Nome: CADAAD

 Logótipo: resulta da sobreposição de dois balões num rectângulo azul claro mais o nome do grupo em maiúsculas por baixo dos balões alinhado a esquerda (fig. 1).  Sistema de cores: azul-claro com o seguinte código RGB 174 - 233 - 255 e azul petróleo com o código RGB 0 - 69 - 94. 

Lettering: Times New Roman

Figura 1- Logótipo do CADAAD

Por forma a prosseguir com os seus objectivos o CADAAD organiza o CADAAD Journal e as CADAAD Conferences: 

O CADAAD Journal é uma revista científica electrónica acessível em

http://cadaad.net/journal que começou a ser publicada em 2007 para divulgar a investigação interdisciplinar do discurso crítico no âmbito das ciências sociais e humanas. Todos os investigadores com trabalhos desenvolvidos neste âmbito são convidados a enviar os seus artigos. Estes artigos são posteriormente analisados por dois revisores que em função da qualidade, originalidade e relevância do artigo recomendam uma de três coisas: 5


1. “Aceitar, no entanto precisa de pequenas alterações”. Incluem-se aqui os artigos que embora pudessem ser publicados na sua versão original precisam de mudanças editorias ou mudanças simples de conteúdo. 2. “Rever e reenviar”. Isto acontece quando os artigos precisam de alterações substanciais no conteúdo. Feitas essas as alterações o autor deve reenviar o artigo para nova avaliação. Só é permitida uma revisão por artigo. 3. “Rejeitar”. Os autores são informados do resultado via e-mail e nos casos 1 e 2 convidados a reenviar os seus artigos nas 12 semanas seguintes. Uma vez aceite a versão final, é enviada uma cópia do manuscrito aos autores para que aprovem a sua publicação. Os direitos de autor continuam a pertencer ao autor do artigo. Neste momento o CADAAD Journal é publicado duas vezes por ano.  Já as CADAAD Conferences começaram em 2006, também com a intenção de promover a investigação interdisciplinar do discurso crítico e desde daí têm-se repetido de dois em dois anos. A primeira conferência CADAAD ocorreu na Universidade de East Anglia, no Reino Unido. As edições seguintes aconteceram na Universidade de Hertfordshire, também no Reino Unido e em Łódź na Polónia. Já a edição deste ano terá lugar na Universidade do Minho, em Braga, entre os dias 4 e 6 de Julho.

CADAAD 2012 Como dissemos atrás, a 4ª edição das Conferências CADAAD ocorre este ano na Universidade do Minho, em Braga, entre os dias 4 e 6 de Julho. As sessões terão lugar no Complexo Pedagógico II do Campus de Gualtar (fig. 2), cabendo a sua organização local ao Centro de Estudos em Comunicação e Sociedade (CECS), ao Centro de Investigação em Ciências Sociais (CICS) e ao Centro de Estudos Humanísticos (CEHUM), todos pertencentes à Universidade do Minho. A língua oficial da conferência é o inglês.

6


Figura 2 - Universidade do Minho (Campus de Gualtar)

A cidade de Braga e a Universidade do Minho Braga é uma cidade situada no litoral norte de Portugal (fig. 3), perto da Galiza com mais de 2000 anos de história. Julga-se que seja a cidade mais antiga de Portugal e uma das cidades cristãs mais antigas do Mundo. Com uma área que atinge 183,4 km2, alberga perto de 182 000 habitantes, apresentando a população mais jovem de todo o país. Aqui o Verão costuma ser quente e solarengo com ventos suaves d'Este. Nos dias mais frescos, podem ocorrer espontaneamente chuvas de curta duração. Do ponto de vista turístico destacam-se as

Figura 3 - Localização de Braga

suas igrejas barrocas, esplêndidas casas do século XVIII, jardins e parques elaborados (fig. 4). Este ano vive um momento especial por ser a

7


Capital Europeia da Juventude, estando neste sentido previsto um vasto conjunto de iniciativas que vão animar a cidade ao longo do ano.

Figura 4 – 1. Bom Jesus 2. Jardim de Santa Bárbara 3. Casa dos Coimbras

É também em Braga que se situa a Universidade do Minho (fig. 5). A Universidade do Minho foi fundada em 1973 e está dividida entre a cidade de Braga e Guimarães. Neste momento, tem uma população estudantil de 16 000 estudantes (dos quais 2000 estão a tirar pós-graduações), 1200 professores e 600 funcionários. Ao longo dos tempos tem-se afirmado como uma das melhores universidades portuguesas, tendo visto recentemente 19 dos seus 29 Centros de Estudos classificados como excelentes e muito bons pela Fundação para Ciência e Tecnologia (FCT).

Figura 5 - Campus de Gualtar da Universidade do Minho

8


Tópicos de discussão Tendo em conta o objectivo das conferências CADAAD - promover a investigação interdisciplinar do discurso crítico - a organização sugere os seguintes tópicos para debate (sem serem os únicos possíveis): 

Discurso dos (novos) media;

Discursos políticos;

Publicidade;

Discursos de guerra e terrorismo;

Discursos de discriminação e desigualdade;

Poder, ideologia e dominação nos discursos institucionais;

Identidade no discurso;

Discursos sobre educação;

Discursos sobre ambiente;

Comunicação de saúde;

A língua e a lei;

Os investigadores interessados em participar no CADAAD 2012 deviam ter enviado os seus resumos (com um máximo de 300 palavras) contemplando estes tópicos ou outros directamente relacionados com a investigação crítica do discurso para christopher.hart@northumbria.ac.uk até ao dia 18 de Dezembro de 2011.

Programa O programa da Conferência CADAAD 2012 ainda está a ser trabalhado, existindo no entanto uma versão provisória (fig. 6) que contempla sessões plenárias e sessões trabalho. Para as sessões plenárias está confirmada a presença dos professores:  Paul Chilton da Universidade de Lancaster; 

Michał Krzyżanowski da Universidade de Lancaster;

Juana Marin Arrese da Universidade Complutense de Madrid;

Michelle Lazar da Universidade Nacional de Singapura;

E Teun van Dijk da Universidade Pompeu Fabra;

Nas sessões de trabalho, os investigadores devem apresentar as suas comunicações que não podem exceder os 30 minutos, sendo que têm 20 minutos para apresentação propriamente dita e os restantes 10 são para questões. 9


Este ano e pela primeira vez a organização vai apresentar também um programa social variado e organizado (fig. 6) que deverá incluir visitas à cidade de Braga e Guimarães e um jantar no Museu Nogueira da Silva.

Figura 6 - Programa provisório

Inscrições O valor das inscrições situa-se nos varia entre os 200 e os 170 euros consoante a pessoa que se inscreve e cobre a participação, materiais, almoço, coffee-break e um jantar. O alojamento e as viagens são da responsabilidade dos participantes. As inscrições devem ser feitas através da internet entre 1 de Fevereiro de 2012 e 15 de Abril de 2012 ou então entre 16 de Abril e 18 de Maio de 2012. O formulário de inscrição (anexo 15.1) está disponível em http://cadaad.net/registration_76 e deve ser enviado para cadaadportugal@gmail.com ao cuidado de Ângela Matos.

Orçamento É o valor das inscrições dos participantes que financia as Conferências CADAAD. A organização está a contar com 120 inscritos (número que deverá crescer) pagando cada um deles 200/ 170 euros, o que perfaz um total de 20 000 euros, sendo portanto 10


este o valor que a organização local tem para gastar com espaços, alimentação, viagens, comunicação, estadias, programa social, aluguer de computadores, taxas à universidade, serviço de secretariado, etc... A este valor juntam-se os patrocínios da FCT, do COMPETE, do QREN, do Fundo Europeu para o Desenvolvimento Regional da União Europeia, da Camara Municipal de Amares e da TAP (fig. 7).

Figura 7 - Patrocinadores

Comunicação A nível comunicacional muito pouco está feito. A organização tem-se servido do site do CADAAD para divulgar a conferência, tendo para o efeito criado um separador (fig. 8) onde agrega toda a informação disponível até ao momento. O pedido de resumos foi divulgado electronicamente através dos sites de associações nas áreas das ciências sociais e humanas, facebook, newsletters e e-mails pessoais.

11


Figura 8 - Site CADAAD

Datas importantes 18 de Dezembro de 2011

Data limite para a submissão de resumos

1 de Fevereiro de 2012

Notificação da aceitação

1 de Fevereiro de 2012 até 15 de Abril de 2012

1ª fase de inscrição

16 de Abril de 2012 até 18 de Maio de 2012

2ª fase de inscrição

4 a 6 de Julho de 2012

Conferência

12


2. OBJECTIVOS 

Divulgar a Conferência CADAAD 2012.

Levar as pessoas a inscreverem-se na conferência.

Conseguir cobertura mediática.

 Deixar uma imagem positiva a cerca do CADAAD e por arrasto da Universidade do Minho na mente das pessoas.

3. PÚBLICOS-ALVO Os públicos-alvo para a Conferência CADAAD 2012 são os seguintes:

Públicos Primários 

Organização e colaboradores da conferência;

Membros do CECS, CICS e CEHUM;

 Docentes e investigadores da área1 na Universidade do Minho; 

Estudantes de mestrado e doutoramento da área na Universidade do Minho;

Universidade do Minho.

Públicos Secundários 

Participantes em edições anteriores;

 Docentes, investigadores e alunos da área de outras universidades; 

Patrocinadores;

Media regionais.

Públicos Marginais 

Cidade de Braga e Guimarães;

 Autoridades: Polícia, Hospitais, Bombeiros e Serviço de Estrangeiros e Fronteiras.

1

Considera-se área as Ciências da Comunicação, a Educação, as Letras e Ciências Humanas. 13


4. CANAIS/ SUPORTES DE COMUNICAÇÃO COM OS DIFERENTES PÚBLICOS Tendo em conta as características do evento e do grupo que o organiza optamos por canais e suportes que embora tenham potencial para alcançar um grande número de pessoas não exigem grandes recursos financeiros ou materiais. Deste modo, esta estratégia de comunicação vai usar os seguintes canais e suportes:

Canais: 

Internet;

Comunicação social.

Suportes: 

Cartaz;

Programa;

Lona e Roll up;

Carta;

Convite;

Autocolante

Press realese;

14


5. EIXO DE COMUNICAÇÃO Constrangimentos   A execução gráfica dos materiais está obrigatoriamente a cargo da Reprografia da UM;  Obrigatoriedade de usar o Logo do CADAAD e da UM nos diversos suportes;  Inscrição do logo dos apoios e patrocínios nos diversos suportes.  Data (Julho de 2012). Esta conferência ocorre fora do período escolar, pelo que poderá haverá menos alunos e professores com disponibilidade para participar.  Assunto. Esta conferência recai sobre uma área de investigação bastante específica, pelo que pode não agradar a um número muito elevado de indivíduos.  Carácter do acontecimento. Por ano ocorrem inúmeras conferências deste género, o que leva o nosso público-alvo a ter de optar por umas em detrimento de outras. Para além disso, as conferências por si só não atraem muitos participantes. Motivações   Localização. Trata-se de uma conferência internacional, a acontecer pela primeira vez em Portugal, na Capital Europeia da Juventude e muito próxima da Capital Europeia da Cultura.

 Data. Se por um lado, a data em que acontece (Julho de 2012) pode ser uma desvantagem, por outro pode se tornar uma vantagem, uma vez que a universidade está mais calma e por isso mais própria para este tipo de iniciativas.

ESTRATÉGIA O conhecimento científico resulta dos contributos que diferentes cientistas e investigadores vêm fazendo ao longo dos tempos2. Por isso concebemos uma estratégia de comunicação que valoriza o contributo individual de cada investigador para a construção do conhecimento científico. Ou seja, queremos que sintam que as suas investigações são importantes para o desenvolvimento do conhecimento e neste caso 2

Pensemos por exemplo no consórcio internacional que se constituiu com o objectivo de mapear o genoma humano e que envolveu 5000 investigadores. 15


concreto que sintam que o trabalho que venham a desenvolver no âmbito da 4ª edição das Conferências CADAAD pode ter esse efeito. Deste modo, a comunicação desta conferência será sempre muito positiva, apelando a participação dos investigadores porque só assim podemos fazer o conhecimento científico evoluir e consequentemente o Mundo.

6. CONCEITO Seguindo esta ideia de que são os contributos individuais de cada investigador que contribuem para a construção do conhecimento científico, concluímos que o puzzle (fig. 9) seria a metáfora ideal para ajudar à nossa comunicação.

Porquê?

Porque

representa exactamente aquilo que dissemos até aqui. As diferentes peças do puzzle são o contributo individual que cada um com as suas investigações dá para a construção do conhecimento científico, enquanto o puzzle é conhecimento a que se chegou graças ao contributo de cada um. Neste sentido, o mote desta conferência será “Let’s put together!”, ou seja, vamos juntar os nossos contributos e assim produzir conhecimento científico.

Let’s put together

Contributos individuais

Conhecimento científico

Figura 9 - Conceito

16


7. PESQUISA DE MATERIAIS Tendo em conta o conjunto de suportes que nos pediram que concebêssemos, fizemos uma pesquisa para conhecermos algumas das respostas que têm sido dadas para eventos semelhantes ao que estamos a trabalhar ao longo dos tempos. Cartazes:

O quê

Onde Quando ?

Quem

Patrocinadores

Figura 10 - Cartaz da 1ª Conferência de Banda Desenhada em Portugal 17


Tema

Convidados

Contactos

Figura 11 - Cartaz da Conferência Internacional sobre o superior interesse da criança e o mito da "síndrome de alienação parental"

Apoios

Figura 12 - Conferência Internacional Chaves 2011 Health and Wellness

Co-financiamento 18


Datas importantes

Figura 13 - IEEE Internacional Conference on Data Mining

19


Organizadores Figura 14 - 31 st Internacional Cosmic Ray Conference

20


Programa

Figura 16 - Clinical and Theoretical Features and of Modern Medicine

Programas:

Figura 15 - Programa Bibliotecas LĂşcio Craveiro da Silva 21


Figura 17 - Program Conference

22


Figura 18 - Programa 1º Ciclo de Conferências Centenário AEISA

23


Proposta Criativa 24


8. REDESIGN DO LOGO O anterior logo do CADAAD além de demasiado simplista, passava uma imagem de desleixo (fig. 19). Parecia que tinha sido feito à pressa e para desenrascar, com meia dúzia de elementos sobrepostos. Apesar disso, os elementos usados têm para nós potencial, por isso decidimos aproveitá-los e explorá-los de outra maneira.

Figura 19 - Logo antigo do CADAAD

Pegamos no azul usado e escurecemo-lo um pouco (fig. 20). O anterior era demasiado claro não sobressaindo sobre fundos brancos (os mais usados). Para além disso e pelo menos na nossa cultura aquele azul é associado às ciências exactas e não às ciências sociais. Em relação aos balões optamos por ter um só e trabalhamo-lo de forma a parecer uma pessoa de perfil, o que dá a ideia que estará a falar com alguém ou para alguém, aludindo ao discurso. Por fim, o lettering escolhido foi arial black com as letras todas minúsculas porque apesar de ser um grupo com intenção de produzir conhecimento científico valido, é um pouco informal e descontraído e este é o melhor lettering para expressar isso mesmo.

Figura 20 - Novo Azul

25


Com estas ideias em mente fomos desenhando algumas propostas‌

Figura 21 - Rascunhos

Tendo chegado a este resultado:

Figura 22 - Proposta final

26


Nova identidade visual 

Nome: CADAAD

 Logótipo: um balão trabalhado por forma a parecer uma pessoa de perfil que está a falar com alguém ou para alguém, aludindo ao discurso (fig. 22). 

Sistema de cores: azul com o seguinte código RGB 29 - 129 – 204

Lettering: Arial Black

27


9. Layout Tendo em conta o conceito explicado no ponto 6 (pag.14) fazemos a seguinte proposta criativa:

CARTAZ/ ROLL UP

28


LONA

29


PROGRAMA

30


CARTA e CONVITE

31


SINALÉTICA

32


CD, AUTOCOLANTE e CRACHÁ

33


T-SHIRT

Nota: No cartaz, no roll up e lona utilizamos o conceito do puzzle, nos restantes matérias optamos por fazer algo que fosse de encontro à identidade visual do CADAAD porque como nos foi dito que o grupo não tinha grandes verbas para gastar com a comunicação assim poderá usar estes materiais noutras iniciativas.

34


10. Orçamento Suporte

Preço

Cartaz A2 (75x) Cartaz A3 (150x) Lona

105 euros 121,50 euros

Roll up (2x) Crachá (100x) Capa de CD Autocolante para pasta (x100) Programa (100x)

87,36 euros 100 euros 40 euros 7 euros 200 euros 0 euros3

Sinalética T-shirt (30)

750 euros

TOTAL

3

393,75 euros

1804,61

Fica a cargo do ICS 35


Divulgação

36


11. Acções Para a divulgação do CADAAD 2012 pensamos num conjunto de acções adequadas aos diferentes públicos-alvo identificados anteriormente (ver ponto 3).

Neste sentido e para os públicos primários temos:  Acção 1: Reunião com os membros do CECS, CICS e CEHUM para que todos possam estar a par da iniciativa que os seus centros de investigação estão a desenvolver.  Acção 2: Afixação de cartazes em pontos estratégicos da universidade, com maior incidência no Instituto de Ciências Sociais (ICS), no Instituto de Educação (IE) e no Instituto de Letras e Ciências Humanas (ILCH) porque é aqui que trabalham e estudam as pessoas que têm maior interesse por esta conferência.  Acção 3: Envio de informações sobre a conferência e o CADAAD (nomeadamente o que é o CADAAD, o programa da conferência, funcionamento das inscrições e contactos para esclarecimentos) por e-mail através da rede de intranet da universidade.  Acção 4: Envio de convites aos presidentes dos principais órgãos, institutos, escolas, departamentos, centros de investigação e serviços da universidade. Por se tratar de uma conferência com participantes estrangeiros deve ser enviado primeiro um pedido de reserva de agenda com 8 meses de antecedência. O convite deve ser enviado quando faltarem 6 meses para a conferência. Para aqueles que confirmaram a presença deve ser enviada uma recordatória com um mês antes da conferência.

Públicos secundários: Participantes em edições anteriores  Acção 5: Envio do cartaz e de todas as informações relativas a conferência para o e-mail dos participantes das edições anteriores. Docentes, investigadores e alunos da área de outras universidades Por questões de proximidade geográfica vamos privilegiar a comunicação com as universidades situadas no Porto, em Aveiro, Coimbra e Vila Real (Anexo 15.2), porque por se situarem em regiões mais próximas da Universidade do Minho há uma maior

37


probabilidade que os seus membros possam comparecer na nossa conferência e devemos potencializar essa probabilidade. É neste contexto que surge acção 6.  Acção 6: Sessão de apresentação do cartaz e do programa nas diferentes universidades do Porto, Aveiro, Coimbra e Vila Real.

Sessão de apresentação do cartaz e do programa [checklist] Tarefas

Estado

Calendarizar as sessões de apresentação nas diferentes universidades Ver dentro da organização quem tem disponibilidade para fazer as apresentações Contactar as universidades para pedir autorização e um espaço para realizar actividade Pedir às universidades para divulgarem a iniciativa Fazer uma lista de convidados – professores das faculdades seleccionadas Enviar convites com 3 semanas de antecedência e pedir confirmação Preparar apresentação Levar cartazes e programas mais material informático (computador e projector) Visitar o espaço disponibilizado com antecedência e verificar a iluminação, a climatização e a limpeza da sala Fotografar a acção Avaliar acção  Acção 7: Enviar convites aos diferentes centros de investigação que trabalham na área científica desta conferência.  Acção 8: Afixação do cartaz em pontos estratégicos de todas as universidades portuguesas (anexo 15.3), no entanto com maior incidência nas universidades da região norte.  Acção 9: Envio de informações sobre a conferência e o CADAAD (o que é o CADAAD, programa da conferência, funcionamento das inscrições e contactos para esclarecimentos) por e-mail através da rede de intranet das diferentes universidades.

38


No estrangeiro  Acção 10: Envio de convites aos presidentes dos principais centros de investigação mundiais e de um pedido de divulgação da conferência.  Acção 11: Envio de informações sobre a conferência e o CADAAD (o que é o CADAAD, programa da conferência, funcionamento das inscrições e contactos para esclarecimentos) por e-mail através da rede de intranet para as principais universidades mundiais.  Acção 12: Anúncio no site do CADAAD. Patrocinadores  Acção 13: Envio de convite a todos os patrocinadores.

E à imprensa (anexo 15.4)  Acção 13: Sessão oficial de apresentação do cartaz e programa do CADAAD 2012 à universidade e à imprensa;

Sessão oficial de apresentação cartaz e do programa [checklist] Tarefas

Estado

Antes Agendar a sessão. Decidir quem vai falar. Escolher um espaço e pedir autorização para utilizá-lo à universidade (ter em conta a climatização da sala, a iluminação e a capacidade do espaço). Ter uma sala mais pequena reserva para o caso da afluência não ser a esperada… Fazer lista de convidados  Media elencados no anexo 15.4  Professores pertences aos institutos da área científica desta conferência Enviar convites com 3 semanas de antecedência para os professores e uma semana antes para os media. Pedir confirmação. Enviar convite a todos os alunos da universidade. Fazer um seguro para o evento. Preparar apresentação e fazer algumas sessões de media training com os oradores.

39


Tratar da decoração da sala

Nota: deve ser coerente com a identidade visual do CADAAD e o conceito da conferência para 2012. Pedir computador e projector Preparar um press kit  História do CADAAD  Contextualização das Conferência CADAAD  Cartaz e programa do CADAAD 2012 Tudo isto deve ser gravado numa pen (anexo 15.5) que posteriormente será entregue aos jornalistas. No dia Ter cartazes e programas à mão para qualquer eventualidade. Pedir contactos pessoais dos jornalistas presentes. Decorar o espaço e certificar-se que está impecavelmente limpo. Confirmar que o material informático está a funcionar. Assegurar acesso a telefones, computadores e internet caso seja necessário. Distribuir os press kits. Enviar um press release para os meios que não estiveram presentes e adequalo a cada um desses meios. Fotografar. Depois Recolher as notícias publicadas. Avaliar acção.  Acção 14: Comunicado de imprensa anunciar o número de inscritos  Acção 15: Comunicado de imprensa a dar conta o início da conferência (anexo 13.6).  Acção 16: Comunicado de imprensa que faça um balanço da edição do CADAAD 2012.

40


12. Calendarização

Janeiro 27

- Reunião com os membros dos centros de investigação - Envio dos convites Fevereiro

1

- Início da 1ª fase de inscrições - Afixação do cartaz - UM

8

- Sessão oficial de apresentação do cartaz e do programa - Envio de informação sobre a conferência por e-mail (UM e participantes das edições anteriores)

13

- Sessão de apresentação nas universidades do Porto - Afixação dos cartazes e envio de e-mail

14

- Sessão de apresentação na UA - Afixação dos cartazes e envio de e-mail

15

- Sessão de apresentação na UC - Afixação dos cartazes e envio de e-mail

16

- Sessão de apresentação na UTAD - Afixação dos cartazes e envio de e-mail

17

- Envio de informação sobre a conferência por e-mail (estrangeiro) Maio

11

- Envio de e-mail avisar que falta uma semana para o final das inscrições

20

- Envio do 1º Comunicado de Imprensa Junho

13

- Envio do Convite aos patrocinadores

27

- Envio do Convite aos jornalistas para a sessão de abertura Julho

3

- Envio do 2º Comunicado de Imprensa

7

- Envio do último Comunicado de Imprensa

41


Animação Cultural 42


13. Animação cultural 4 de Julho Noite Para receber os conferencistas recomendamos um serão no Espaço Vila 4 (fig. 24) situado no centro da cidade de Braga. Este serão contará com a projecção de um filme de apresentação da cidade de Braga, um demonstração de artes circenses e muita música.

Figura 23 - Espaço Vila

5 de Julho Tarde Contrariamente ao que nos foi sugerido - uma visita às cidades de Braga e Guimarães - optamos por ocupar a tarde do dia 5 de Julho com um conjunto de actividades ao ar livre. Esta opção acontece porque consideramos que os conferencistas podem visitar as cidades nos seus tempos livres. A verdade é que os conferencistas não têm interesse em estar presentes em todas as sessões plenárias e de trabalho da conferência. O que vai acontecer é que eles apenas vão frequentar aquelas que lhe suscitam particular interesse, pelo que vão ter alguns tempos livres que podem usar para visitar Braga e Guimarães. (Neste sentido, sugerimos que sejam facultados guias das duas cidades, bem como informações sobre como chegar até lá). Posto isto, pensamos numa visita ao Parque Nacional Peneda-Gerês para dar a conhecer o património natural português. Seleccionámos como locais de interesse as 7 Lagoas do Gerês (fig. 25) e a Barragem da Caniçada (fig. 26). Mais uma vez, inspiramo-nos no conceito do puzzle e sobretudo no poder de cada uma das suas peças, deste modo não pretendemos só dar a conhecer aos conferencistas o património natural português, mas também sensibilizá-los para a conservação da natureza e assim contribuir para um mundo melhor. 4

http://vilabraga.com 43


Figura 24 - 7 Lagoas

Figura 25 - Miradouro sobre a barragem da Caniçada

Jantar – Cultural Puzzle Sugerimos um jantar temático. Repiscando o conceito que atravessa todo este evento - o puzzle - a ideia deste jantar é representar todas as culturas e mostrar que unidas podem fazer mais e melhor, aliás como prova este evento. Para este efeito cada um dos conferencistas deve trazer consigo um elemento que represente a cultura do seu país, mais tarde no jantar haverá um espaço para falarem aos colegas do objecto que trouxeram e da sua cultura.

44


O espaço proposto para esta actividade é o Solar de Sant’ana (anexo 15.7). Este solar situa-se próximo da Universidade do Minho, bem como da maioria dos hotéis sugeridos pela organização aos conferencistas. Para além disso, oferece refeições típicas portuguesas (ver sugestão de menu) e todo ele é uma “montra” da nossa história e cultura. O preço é também aqui uma vantagem. Quanto maiores os grupos, mais barato se torna o jantar. Seguindo a estimativa da organização que prevê 120 participantes, cada jantar ficaria por 15 euros. Pela altura em que se realiza esta conferência a nossa proposta é que o jantar se realize na parte exterior do solar, no entanto, caso as condições metereológicas não permitam o jantar pode ser também servido no seu interior. Para animar a noite, a gerência do solar programa espectáculos de música ao vivo, podendo a festa prolongar-se até mais tarde.

Sugestão de Menu A especialidade deste solar são as tapas, neste sentido sugere-se que seja servido: 

Patê;

Azeitonas;

Sapateira;

Amêijoas;

Camarão;

Mexilhão;

Pimentos padron;

Rojões;

Moelas;

Broa Santana;

Queijo ao alho;

Cogumelos recheados;

Arroz de feijão;

Panadinhos;

E alheiras de caça.

Tudo isto acompanhado por sangria ou um bom vinho da casa.

45


6 de Julho Noite – “Let’s sing Fado” Aproveitando que o Fado foi recentemente considerado Património Mundial da Humanidade, para encerrar a conferência propomos a realização de uma noite de fado à luz das velas, sob o mote “Let’s sing Fado” no anfiteatro natural da universidade. Para acompanhar a música serão dados a provar aos conferencistas alguns vinhos acompanhados dos melhores queijos (tudo nacional), que também estarão disponíveis para compra. Os lucros que resultem desta venda revertem a favor de uma instituição de solidariedade social de Braga, deste modo os conferencistas estarão mais uma vez a dar o seu contributo enquanto peças do puzzle para um Mundo melhor. No final do concerto seriam projectadas fotos dos dias anteriores. Nota: caso o tempo não permita a realização desta actividade ao ar livre, esta pode ser transferida para o hall de entrada do CP2.

Almoços Tendo em conta que a maioria dos conferencistas deverá almoçar na cantina da Universidade pensamos animar estes almoços. Neste sentido, a cantina de Gualtar contará com a presença de grupos culturais da universidade em cada um dos dias da conferência. Com esta iniciativa, procuramos não só animar os conferencistas, mas também dar-lhes a conhecer um pouco do nosso património cultural. Assim para o dia 4 de Julho programamos a actuação da Tuna Universitária do Minho e dos Bomboémia. No dia 5 não haverá nenhuma actuação, por forma agilizar os almoços para estar toda a gente pronta a tempo da visita ao Parque Nacional Peneda-Gerês. No último dia, 6 de Julho, actua a Gatuna – Tuna Feminina da Universidade do Minho e o Grupo Folclórico da Universidade do Minho.

46


Em suma o programa social ficaria organizado do seguinte modo: Dia Período Manhã

Almoço

Tarde

Noite

4 de Julho

5 de Julho

6 de Julho

Quarta-feira

Quinta-feira

Sexta-feira

Conferências

Conferências

Conferências Actuação da

Actuação da TUM

Gatuna e do Grupo

e dos Bomboémia Conferências Serão no Espaço Vila

Folclórico Visita ao Gerês Jantar no Solar Sant’ana com música ao vivo

Conferências Noite “Let’s Sing Fado”

47


Avaliação

48


14. AVALIAÇÃO Terminada a conferência é preciso avaliar o sucesso e a concretização dos objectivos inicialmente propostos. Neste sentido é preciso fazer:  Clipping. O clipping passa por fazer a recolha de todas as notícias que façam referências à conferência publicadas antes, durante e após a mesma. Feita a sua recolha deve ser feita uma avaliação qualitativa e quantitativa. A avaliação quantitativa passa por tentar perceber qual seria o valor da notícia publicada caso fosse publicada como uma publicidade. 

Comparação das inscrições para esta edição com as inscrições feitas para edição

anterior. 

Disponibilização de um inquérito online através do qual se tentará perceber o que

os diferentes envolvidos na conferência pensaram dela.

49


Anexos

50


15. ANEXOS 15.1 Formulário de inscrição

Fourth International Conference

Critical Approaches to Discourse Analysis across Disciplines (CADAAD) To be held at the University of Minho in Braga, Portugal 4-6 July 2012 Registration form Title (Prof,Dr,Mr,Mrs,Ms) First Name Family Name Full address Email Tax number (so that we can issue a receipt for your payment) Affiliation (to be printed on badge) Conference fees Registration fee for 3 days, including lunches, all refreshment breaks in morning and afternoon, plus a conference dinner. Please choose between the options and enter the relevant amount.

Option A (faculty) € 200

Proof of student status may be a copy of your ID card or a letter/email from your institution

Option B (student)

Enter Amount

€170

Do you have food preferences? Please mark with an X. Other. Please specify. Vegetarian

Vegan

Payment Details BANK TRANSFER - Bank transfers must be for the total amount due in Euros. You must ensure that all bank charges are paid for before payment reaches us, in order to clear the outstanding amount. Please pay to UNIVERSIDADE DO MINHO BANK: CAIXA GERAL DE DEPÓSITOS, BRAGA The bank address is: Av. CENTRAL - 4700 BRAGA, Portugal SWIFT code: CGDIPTPL IBAN number: PT50003501710016732263015 NIB: 003501710016732263015 PLEASE SEND COMPLETED REGISTRATION FORM AND A LEGIBLE SCANNED COPY OF YOUR BANK TRANSFER TO: Ângela Matos: cadaadportugal@gmail.com Registration enquiries to Ângela Matos: cadaadportugal@gmail.com

51


15.2 Lista das principais Universidades situadas no Porto, em Aveiro, Coimbra e Vila Real

Porto 

Universidade do Porto  Faculdade de Letras  Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação

Universidade Católica Portuguesa  Escola de Direito  Faculdade de Educação e Psicologia

Aveiro 

Universidade de Aveiro  Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território;  Departamento de Comunicação e Arte;

Coimbra 

Universidade de Coimbra  Faculdade de Letras  Faculdade de Psicologia e Ciências da Educação

Vila Real 

Universidade de Trás os Montes e Alto Douro  Escola de Ciências Humanas e Sociais

52


15.3 Lista das universidades portuguesas

Almada Ensino universitário privado 

Instituto Superior de Ciências da Saúde Egas Moniz

Instituto Superior de Estudos Interculturais e Transdisciplinares de Almada

Ensino politécnico privado 

Escola Superior de Saúde Egas Moniz

Escola Superior de Educação Jean Piaget de Almada

Aveiro Ensino universitário público 

Universidade de Aveiro

Ensino politécnico público 

Escola Superior de Design e Tecnologias da Produção de Aveiro-Norte

Escola Superior de Saúde de Aveiro

Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda

Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Aveiro

Barcelos Ensino politécnico público 

Instituto Politécnico do Cávado e do Ave

Escola Superior de Gestão de Barcelos

Escola Superior de Tecnologia de Barcelos

Beja Ensino universitário privado 

DINENSINO — Ensino, Desenvolvimento e Cooperação, C. R. L. (Beja)

Instituto Superior de Serviço Social de Lisboa (extensão de Beja)

Ensino politécnico público 53


Instituto Politécnico de Beja

Braga Ensino universitário público 

Universidade do Minho

Ensino universitário privado 

Universidade Católica Portuguesa

Bragança Ensino politécnico público 

Instituto Politécnico de Bragança

Castelo Branco Ensino politécnico público 

Instituto Politécnico de Castelo Branco

Escola Superior Agrária de Castelo Branco

Escola Superior de Artes Aplicadas de Castelo Branco

Escola Superior de Educação de Castelo Branco

Escola Superior de Gestão e Idanha-a-Nova

Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias

Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco

Covilhã Ensino universitário público 

Universidade da Beira Interior

Coimbra Ensino universitário público 

Universidade de Coimbra  Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física  Faculdade de Ciências e Tecnologia  Faculdade de Direito 54


 Faculdade de Economia  Faculdade de Farmácia  Faculdade de Letras  Faculdade de Medicina  Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação

Ensino politécnico público 

Instituto Politécnico de Coimbra  Escola Superior Agrária  Escola Superior de Educação  Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital  Escola Superior de Tecnologias da Saúde  Instituto Superior de Contabilidade e Administração  Instituto Superior de Engenharia  Escola Superior de Enfermagem

Ensino universitário privado 

Escola Universitária Vasco da Gama

Instituto Superior Miguel Torga

Instituto Superior Bissaya Barreto

Évora Ensino universitário público 

Universidade de Évora

Faro Ensino universitário público  Universidade do Algarve  Faculdade de Ciências Humanas e Sociais  Faculdade de Ciências do Mar e do Ambiente  Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade do Algarve  Faculdade de Economia da Universidade  Faculdade de Engenharia de Recursos Naturais 55


Figueira da Foz 

Ensino universitário privado

Universidade Internacional da Figueira da Foz

Leiria Ensino politécnico público 

Instituto Politécnico de Leiria  Escola Superior de Artes e Design das Caldas da Rainha  Escola Superior de Educação de Leiria  Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Leiria  Escola Superior de Saúde de Leiria  Escola Superior de Tecnologia do Mar de Peniche

Lisboa Ensino universitário público  Universidade Aberta  Universidade de Lisboa  Faculdade de Belas-Artes  Faculdade de Ciências  Faculdade de Direito  Faculdade de Farmácia  Faculdade de Letras  Faculdade de Medicina  Faculdade de Medicina Dentária  Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação  Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa  Universidade Nova de Lisboa  Faculdade de Ciências Médicas  Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade  Faculdade de Ciências e Tecnologia  Faculdade de Direito da Universidade 56


 Faculdade de Economia da Universidade  Instituto Superior de Estatística e Gestão da Informação  Universidade Técnica de Lisboa  Faculdade de Arquitectura  Faculdade de Medicina Veterinária  Faculdade de Motricidade Humana  Instituto Superior de Agronomia  Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas  Instituto Superior de Economia e Gestão  Instituto Superior Técnico  Academia da Força Aérea  Academia Militar  Escola Naval (Alfeite)  Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna  Instituto Superior das Ciencias do Trabalho e da Empresa

Ensino universitário privado 

Universidade Atlântica (Oeiras)

Universidade Autónoma de Lisboa Luís de Camões (UAL)

Universidade Católica Portuguesa

Universidade Independente

Universidade Internacional

Universidade Lusíada

Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias

Universidade Moderna de Lisboa

Instituto Superior de Linguas e Administração de Lisboa

Instituto Superior de Gestão

Ensino politécnico público 

Instituto Politécnico de Lisboa  Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa  Escola Superior de Dança de Lisboa

57


 Escola Superior de Educação de Lisboa  Escola Superior de Música de Lisboa  Escola Superior de Teatro e Cinema  Escola Superior de Tecnologia da Saúde de Lisboa  Instituto Superior de Contabilidade e Administração de Lisboa  Instituto Superior de Engenharia de Lisboa 

Escola Superior de Enfermagem de Artur Ravara

Escola Superior de Enfermagem de Maria Fernanda Resende

Escola Superior de Enfermagem de Francisco Gentil

Escola Superior de Enfermagem de Calouste Gulbenkian de Lisboa

Escola Náutica Infante D. Henrique (Paço de Arcos)

Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril (Estoril)

Escola Superior de Tecnologias Militares Aeronáuticas da Academia da Força Aérea

Escola Superior Politécnica do Exército

Escola Superior de Tecnologias Navais (Alfeite)

Escola do Serviço de Saúde Militar

Instituto Militar dos Pupilos do Exército - Secção de Ensino Superior

Ensino politécnico privado 

Instituto Superior Politécnico Internacional

Instituto Superior de Gestão Bancária

Academia Nacional Superior de Orquestra

Escola Superior de Actividades Imobiliárias

Instituto Superior de Informática e Gestão

Escola Superior de Educadores de Infância Maria Ulrich

Escola Superior de Artes Decorativas

Escola Superior de Educação de Almeida Garrett

Escola Superior de Educação de João de Deus

Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa

Escola Superior de Saúde Ribeiro Sanches

Escola Superior de Design

58


Escola Superior de Tecnologias e Artes de Lisboa

Instituto de Estudos Superiores de Contabilidade

Instituto Superior de Novas Profissões

Instituto Superior Autónomo de Estudos Politécnicos

Instituto Superior de Comunicação Empresarial

Instituto Superior de Educação e Ciências

Instituto Superior de Gestão

Instituto Superior de Gestão Bancária

Instituto Superior de Línguas e Administração de Lisboa

Maia Ensino universitário privado 

ISMAI

Portalegre Ensino politécnico público  Instituto Politécnico de Portalegre  Escola Superior Agrária de Elvas  Escola Superior de Educação de Portalegre  Escola Superior de Saúde de Portalegre  Superior de Tecnologia e Gestão de Portalegre

Porto Ensino universitário público 

Universidade do Porto  Faculdade de Arquitectura  Faculdade de Belas-Artes  Faculdade de Ciências  Faculdade de Ciências do Desporto e de Educação Física  Faculdade de Ciências da Nutrição e Alimentação  Faculdade de Direito  Faculdade de Economia  Faculdade de Engenharia 59


 Faculdade de Farmácia  Faculdade de Letras  Faculdade de Medicina  Faculdade de Medicina Dentária  Faculdade de Psicologia e de Ciências da Educação  Instituto de Ciências Biomédicas de Abel Salazar

Ensino universitário privado 

Universidade Católica

Universidade Fernando Pessoa

Universidade Lusíada do Porto

Universidade Lusófona do Porto

Universidade Portucalense Infante D. Henrique

Instituto Português de Administração e Marketing

Ensino politécnico público 

Instituto Politécnico do Porto  Escola Superior de Educação  Escola Superior de Estudos Industriais e Gestão  Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo  Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Felgueiras  Escola Superior de Tecnologias da Saúde  Instituto Superior de Engenharia  Instituto Superior Contabilidade e Administração  Escola Superior de Enfermagem

Santarém Ensino politécnico público 

Instituto Politécnico de Santarém

Setúbal Ensino politécnico público 

Instituto Politécnico de Setúbal 60


 Escola Superior de Ciências Empresariais de Setúbal  Escola Superior de Educação de Setúbal  Escola Superior de Saúde de Setúbal  Escola Superior de Tecnologia de Setúbal  Escola Superior de Tecnologia do Barreiro

Vila Nova de Famalicão Ensino universitário privado 

Universidade Lusíada de Vila Nova de Famalicão

Ensino politécnico privado 

Escola Superior de Saúde do Vale do Ave

Vila Nova de Cerveira Ensino universitário privado 

Escola Superior Gallaecia

Vila Nova de Gaia Ensino politécnico privado 

Instituto Superior Politécnico Gaya

Escola Superior de Ciência e Tecnologia

Escola Superior de Desenvolvimento Social e Comunitário

Vila Real Ensino universitário público 

Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro

Viseu Ensino universitário privado 

Universidade Católica

Ensino politécnico público 

Instituto Superior Politécnico 61


Escola Superior de Tecnologia

Escola Superior Agrária

Escola Superior de Educação

Escola Superior de Enfermagem

Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Lamego

Açores Ensino universitário público 

Universidade dos Açores (UAC)

Madeira Ensino universitário público 

Universidade da Madeira

62


15.4 Lista de órgãos de comunicação a contactar Imprensa académica 

Académico

ComUM

UMdicas

Imprensa regional 

Correio do Minho

Diário do Minho

Imprensa Nacional 

Jornal de Noticias – (Secção País)

Rádios regionais 

Rádio Antena Minho

RUM

63


15.5 Pen

Figura 26 - Pen

64


15.6 Comunicado de Imprensa II

CADAAD 2012 arranca amanhã na UM O discurso em análise na Universidade do Minho

A 4ª edição das Conferências CADAAD (Critical Approaches to Discourse Analysis Across Disciplines) arranca amanhã na Universidade do Minho (UM) com um número recorde de participantes e conceituados investigadores das mais variadas áreas das ciências sociais. Estas conferências começaram em 2006 e pretendem ser um espaço de partilha da investigação sobre o discurso. Neste sentido, entre amanhã e sexta-feira vão analisar-se os diferentes discursos que povoam o nosso dia-a-dia. O evento arranca com a Sessão de Abertura e continua com as sessões plenárias e de trabalho que se prolongarão ao longo dos restantes dias. A par disso, a conferência tem um programa social bastante rico que animará a cidade e contribuirá para o desenvolvimento local.

O CADAAD é um grupo transdisciplinar a trabalhar desde 2006 para desenvolver a investigação do crítica do discurso.

Braga, 3 de Julho 2012 Zara Pinto Coelho

Para mais informações contactar: Zara Simões Pinto Coelho 253605211 http://cadaad.net/cadaad_2012 zara@ics.uminho.pt

65


15.7 Fotografias do Solar de Sant’ana

Figura 23 - Entrada do Solar

Figura 24 - Sala de jantar 66


Figura 28- Mesas

Figura 27 - Exterior 67


15.6 Comunicado de Imprensa II

CADAAD 2012 arranca amanhã na UM O discurso em análise na Universidade do Minho

A 4ª edição das Conferências CADAAD (Critical Approaches to Discourse Analysis Across Disciplines) arranca amanhã na Universidade do Minho (UM) com um número recorde de participantes e conceituados investigadores das mais variadas áreas das ciências sociais. Estas conferências começaram em 2006 e pretendem ser um espaço de partilha da investigação sobre o discurso. Neste sentido, entre amanhã e sexta-feira vão analisar-se os diferentes discursos que povoam o nosso dia-a-dia. O evento arranca com a Sessão de Abertura e continua com as sessões plenárias e de trabalho que se prolongarão ao longo dos restantes dias. A par disso, a conferência tem um programa social bastante rico que animará a cidade e contribuirá para o desenvolvimento local.

Braga, 3 de Julho 2012 Zara Pinto Coelho

Para mais informações contactar: Zara Simões Pinto Coelho 253605211 http://cadaad.net/cadaad_2012 zara@ics.uminho.pt

68

cadaad  

estrategia de comunicaçao