Page 1

portfolio arquitetura paula dal maso

2016


informaçþes pessoais

nome: paula dal maso coelho nascimento: 06.03.1993 nacionalidade: brasileira endereço: rua doutor ademar queiroz de moraes, 43 - SP, brasil celular: +55 11 99173 7571 email: pauladmc@gmail.com


CV

02

trabalhos

03

island of arts viviendas en red colaboration for kenya workshop fauusp/usc campus unifesp biblioteca roma nord extensĂŁo iporanga

03 05 07 09 10 11 12


CV resumido formação acadêmica

2011/atual

2015

2008/2010

experiências profissionais

2016

2015 2013/2014

formações complementares

fauusp (faculdade de arquitetura e urbanismo da universidade de são paulo graduação (previsão de conclusão do curso em julho de sapienza università di roma / roma / itália período: setembro 2014 / julho 2015 intercâmbio de graduação colégio santa cruz ensino médio

cat arq período: abril 2016 / atual cargo: estagiária atividades: participação no desenvolvimento de projeto arquitetônico. Desenvolvimento de maquetes eletrônicas, desenhos em Autocad. instituto pedra período: outubro 2013 / agosto 2014 - julho 2015 / dezembro 2015 cargo: estagiária atividades: participação no desenvolvimento do levantamento cadastral da Vila Itororó, desenho de projeto básico para aprovação nos órgãos de preservação, desenho de projeto executivo. Participação no desenvolvimento do projeto de restauro de vários edifícios.

2016

workshop FAUUSP/USC (University of South California): Sao Paulo, Fluvial Metropolis - Urban Waterway / Fluvial Districts of Tamanduateí River período: junho 2016 / julho 2016 (36 horas) professores responsáveis: Alexandre Delijaivoc (FAUUSP) e

2016

monitoria acadêmica na disciplina subsídios investigativos e projetuais para a preservação do patrimônio edificado período: fevereiro 2016 / julho 2016 professores da disciplina: Antonio Carlos Barossi, Maria Lucia Bressan Pinheiro, Cláudia Oliveira, Roberta Kronka

2016

curso de representação arquitetônica no CURA período: fevereiro / março 2016 carga horária do curso: 36 horas

2013/2014

trabalho de extensão universitária projeto: Centro Histórico de Iporanga – Projeto para a Conservação do Patrimônio Arquitetônico e Paisagístico do Vale do Ribeira período: setembro 2013 / julho 2014 orientador: Maria Lúcia Bressan Pinheiro

softwares

idiomas

autocad

sketchup

italiano

photoshop, illustrator, indesign

vray

inglês

revit

pacote office

francês


concurso ISLAND OF ARTS orientador equipe paula dal maso (fau usp) patricia putz (fau mack) patricia rocha (fau mack) rebeca pack (fau mack) ano 1º semestre 2016

A proposta do nosso projeto em Veneza é criar uma extensão contemporânea de Veneza. Criandouma promenade flutuante na costa, entre a Piazza San Marco e o Parco delle Rimenbranze, o projeto proporciona que o pedestre posso desfrutar de Veneza em uma perspectiva diversa. O desenho da promenade, possibilita que seus espaços sejam utilizados de maneiras diferentes, de acordo com as específicas necessidades que possam vir a surgir. Ao longo do percurso, são criados três principais espaços de permanência. O primeiro, é uma praça localizada na extensão (em direção ao mar) da Piazza San Marco, que funciona como uma extensão desse espaço, para abrigar os milhares de turistas que ocupam a cidade em eventos festivos. Na extremidade da praça, uma escadaria arquibancada tem função de cobertura para uma parada de traghettos (barcos de passageiros). A segunda parada é uma praça com um mirante (que dialoga com a torre de San Marco). Ali o turista tem uma experiência lúdica com elementos esculturais de concreto e pode observar a cidade de uma nova perspectiva. O percurso leva o turista em um edifício multi-uso, que abriga um restaurante e um museu e um espaço de projeção.


projeto HABITAÇÃO EM REDE orientador francisco spadoni equipe paula dal maso andré mendes monfort ano 1º semestre 2016

A proposta do nosso projeto em Veneza é criar uma extensão contemporânea de Veneza. Criandouma promenade flutuante na costa, entre a Piazza San Marco e o Parco delle Rimenbranze, o projeto proporciona que o pedestre posso desfrutar de Veneza em uma perspectiva diversa. O desenho da promenade, possibilita que seus espaços sejam utilizados de maneiras diferentes, de acordo com as específicas necessidades que possam vir a surgir. Ao longo do percurso, são criados três principais espaços de permanência. O primeiro, é uma praça localizada na extensão (em direção ao mar) da Piazza San Marco, que funciona como uma extensão desse espaço, para abrigar os milhares de turistas que ocupam a cidade em eventos festivos. Na extremidade da praça, uma escadaria arquibancada tem função de cobertura para uma parada de traghettos (barcos de passageiros). A segunda parada é uma praça com um mirante (que dialoga com a torre de San Marco). Ali o turista tem uma experiência lúdica com elementos esculturais de concreto e pode observar a cidade de uma nova perspectiva. O percurso leva o turista em um edifício multi-uso, que abriga um restaurante e um museu e um espaço de projeção.


7

pavimento térreo

6

5

calle juncal

1. restaurante 2. entrada moradores 3. circulação vertical 4. entrada estacionamento

3

5. recepção 6. lanchonete 7. área equipamentos

2 4

call

e ba

salv

ibas

o

planta térreo

planta pav 3

planta pav 5

planta pav 19


lacking logic and spacial efficiency.

margins of the area, starts a enhancement of the area, an continuous public space of qu

concurso

INTERNATIONAL DESIGN COLABORATION FOR KENYA Nakuru Town orientador equipe paula dal maso caio paula (brasil) daniel sombra (brasil) karoline barros matheus januário carvalho (br) nancy karemeri (quênia) ano 2º semestre 2015

O projeto se localiza na cidade de Nakuru, no Kenya, em uma área sem planejamento e subutilizada de terminal intermodal (trem e matatus - espécie de van). Buscou-se requalificar a área, de forma a criar um espaço na escala do pedestre onde diversos usos pudessem conviver harmonicamente (comércio, terminal, habitação, pedestre, ciclistas). Para tanto, se pensou em uma grande praça que corta diagonalmente o eixo do terrenos, coberto por uma marquise (composta por repetidos elementos modulares, projetados de acordo com os materiais disponíveis na região). Ao redor dessa grande praça, as vias de acesso aos terminais foram redesenhadas e novos espaços e espaços foram criados. Desenvolveu-se também uma tipologia de mobiliário urbano, que se propõe a suprir as necessidades do local, como o suporte para mercadores ambulantes, locais de descanso, etc.

edifício multiuso (comercial, residencial e hotel) passarela estação de trem

marquise e pr central


a process of nd conceives uality.

different uses, so that the square turns into a more absorbable space by the population of Nakuru.

reimagening the management of the flow of matatus, makes the space more efficient and liberates utile areas.

furniture adds appeal to the square and enables the place to be used by many and still be organized and efficient.

raça edifício garagem

terminal de matatus

edifício multiuso (térreo comercial, primeiro e segundo pavimento de serviços e torres residenciais)

eixo comercial (conecta centro comercial já existente com o lado oeste da cidade)

cover (protection against rain and sun) metal grid cover support stell struss stell beam welded brick pillar

cover (protection against rain and sun) metal grid cover support stell struss stell beam welded brick pillar

perspectiva esquina


workshop

São Paulo, Metrópole Fluvial (FAUUSP + USC) Nakuru Town

orientador alexandre delijaicov (fauusp) james steele (usc) equipe paula dal maso (fauuusp) moon mengqi he (usc) natasha arabuski (fauusp) ano julho 2016

O proposta surge da proposta do Workshop de desenvolver um projeto de uma casa de cultura um uma área próxima ao Rio Tamanduateí. A equipe partiu de uma extensa pesquisa de campo e uma pesquisa sobre os rios tamponados e a história do percurso dos rios na região e chegou em um projeto que busca requalificar a área integrando a população local


projeto

CAMPUS UNIFESP Jacupessego

orientador maria luiza corrêa equipe gabriela barboza paula dal maso priscila fernandes ano 2º semestre 2013

O partido do projeto baseia-se na relação dos espaços livres com os espaços edificados, de modo que essa relação seja definidora do desenho, criando espaços de convivência qualificados em diferentes escalas e distribuídos pelo terreno construído. A topografia do terreno foi definidora na construção dos espaços, definindo-se três grandes áreas de convivência; na cota mais baixa, no terreno adjacente a avenida Jacu Pêssego, foram dispostos os edifícios institucionais e os serviçoes comuns do campi, tais como a biblioteca, o museu, o teatro, resultando em um desenho de uma praça seca.

corte

AA

corte

DD


projeto

BIBLIOTECA ROMA NORD orientador rosalba belibani (sapienza) equipe paula dal maso (fauuusp) ano 1ºsemestre 2015

O projeto surge com a vontade de dar mais vida e requalificar a periferia Norte de Roma. O terreno da intervenção se localiza em um bairro quase que somente residencial, onde na década de 70 foram construídos diversos conjuntos habitacionais de interesse social de forma a configurar bairros “dormitório”, pouco integrados com o centro da cidade e com pouca qualidade de desenho. O projeto da biblioteca, que está inserido dentro de um conjunto habitacional, tem como mote oferecer serviços, cultura e lazer na área, de modo que esse espaço não seja somente de passagem, mas um local de permanência. A volumetria da biblioteca mimetiza a volumetria dos volumes preexistentes. O interior do edifício é dividido em dois pavimentos; o térreo com uma planta livre, que abrigar o acervo de livros e áreas administrativas e o primeiro pavimento com uma grande abertura, e ao redor dessa ficam dispostas mesas de leituras, salas de estudo e uma pequena ludoteca. Optou-se por criar espaços amplos, híbridos e sem muitas divisões internas. O pátio interno também foi objeto de projeto. A solução projetual foi a de criar caminhos e jardins que acompanhassem a topografia ligeiramente íngreme, criando espaços tanto de passagem como de convivência.

= planta térreo

+ planta 1ºpav

+ corte BB

detalhe corte AA

+

planta primeiro andar

fachada leste


extensão univ. IPORANGA Vale do Ribeira

orientador maria lúcia bressan (auh) helena ayoub (aup) catarina pinheiro (aup) equipe paula dal maso andrea barcelos gabriela deleu luisa strauss valéria waligora ano 2ºsemestre 2013 / 2ºsemestre 2014

O projeto surge com um convite da Prefeitura de Iporanga (SP) para que a equipe desenvolva um trabalho sobre a preservação do Patrimônio de Iporanga. Durante um ano esse trabalho se desenrolou com diversas visitas a campo, oficinas participativas de educação patrimonial, pesquisas históricas. O trabalho foi desenvolvido com orientação de professores de diversos departamentos, o que enriqueceu muito o desenvolvimento do trabalho. O resultado mais palpável desse trabalho (claro, além do impacto que as oficinas tiveram na própria cidade) foi uma publicação sobre o patrimônio de Iporanga. No total foram mais de 500 tiragens, que foram distribuídas para a comunidade. Também foi feito um vídeo, que registra tanto o patrimônio material, como imaterial da cidade, com diversas entrevistas com moradores.


email | pauladmc@gmail.com celular | + 55 11 99173 7571

paula dal maso

Portfolio Resumo Arquitetura | Paula Dal Maso | FAUUSP  
Portfolio Resumo Arquitetura | Paula Dal Maso | FAUUSP  
Advertisement