Issuu on Google+

PARA © ultural

Informativo da Secretaria de Estado de Cultura

Julho 2013 N. 019 - Ano II - Belém/Pará

BRAGANÇA 400 ANOS OSTP LEVA MÚSICA AO MUNICÍPIO.

© Elza Lima

Págs. 02 e 03.

01


02

OSTP VAI A BRAGANÇA PARA COMEMORAÇÃO DOS 400 ANOS

A Secretaria de Estado de Cultura (Secult-PA) vai

marcar presença nas comemorações dos 400 anos de Bragança, promovidas pelo Governo do Pará. A Orquestra Sinfônica do Theatro da Paz (OSTP) e o Coro Lírico do Festival de Ópera do TP se apresentam no dia 8, data do aniversário da cidade, com um repertório bastante popular. Banhada pelo rio Caeté, Bragança é uma das cidades mais importantes da História do Pará e da Região Norte do Brasil. As origens de Bragança remontam a 1613, sendo os franceses da expedição de Daniel de La Touche os primeiros brancos a conhecerem a região então habitada pelos índios Tupinambás. De acordo com a Gerência de Música da Secult-PA, dentre as peças a serem executadas pela OSTP na ocasião, estão incluídas a abertura da ópera “O Guarani”, de Carlos Gomes; “Trenzinho Caipira”, de Villa Lobos; “Batuque”, de Lorenzo Fernandez; “Bolero”, de Ravel; e para o Coro Lírico, já estão escolhidas “Carmina Burana”, de Carl Orff; “Va, Pensiero”, de Verdi, e ainda o “Coro dos Ferreiros”, também de autoria do compositor italiano. O regente titular da OSTP, Miguel Campos Neto, estará à frente da programação.


03

© Elza Lima

A OSTP foi criada em 1996 e já se apresentou em diversas cidades paraenses pelo projeto Pará Sinfônico - A Orquestra nos Municípios, entre elas Santarém (foto abaixo), Castanhal, Vigia, Tucuruí e Capanema. A orquestra já se prepara para o XII Festival de Ópera do TP, que inicia em agosto próximo. Ficará a cargo dos 59 músicos do conjunto a execução de uma das peças mais esperadas da programação deste ano: “Navio Fantasma”, do alemão Richard Wagner.

Serviço Apresentação da OSTP – 400 anos de Bragança Dia 8 de julho, às 20 horas. Instituto Santa Terezinha – Município de Bragança Entrada franca – Informações: (91) 4009-8758 / 8759


04

MUSEUS CONVIDAM À VISITAÇÃO DURANTE AS FÉRIAS DE JULHO

Para muitos, julho é mês de férias, de descanso. Mas

que tal aproveitar esse tempo para conhecer mais sobre a cultura e a história paraenses, por meio dos espaços públicos da capital? Seja na Corveta-Museu Solimões, no Museu Histórico do Estado do Pará (Mhep), no Espaço Cultural Casa das Onze Janelas (Cojan) ou no Arquivo Público do Estado (Apep), todos administrados pela Secult-PA, o acervo de obras e documentos está sempre aberto à visitarão, de terça a domingo, de 10h às 18h, nos museus, e de segunda a sexta, de 8h30 às 16h, no Apep. Nos museus, o ingresso custa R$ 2, com direito à meia-entrada – sendo que às terças-feiras, o acesso é gratuito –, e no Arquivo Público é de graça. A Corveta-Museu Solimões fica ancorada no Píer da Casa das Onze Janelas. Navio de guerra projetado na Europa, graças a um convênio entre a Secult-PA e a Marinha do Brasil foi completamente restaurado e a partir de 2004 passou a abrigar exposição que retrata um pouco do universo naval, podendo assim inteirar os visitantes sobre a realidade dos marinheiros das décadas de 1950 e 1960 e entreter a todos que se interessam por essa parte da história brasileira. O Mhep, outra ótima pedida, ganhou três salas expositivas após a última reforma: Sala da Cabanagem, que apresenta a história do movimento por meio dos vestígios da cultura do século XIX e textos alusivos; Sala Antonio Landi, apresentando a trajetória do arquiteto italiano responsável pelo projeto do prédio que abriga o museu, e suas principais obras; e a Sala Plácido José de Souza, que remete à história do primeiro Círio e a trajetória de fé dos paraenses. Além dessas salas, o museu possui o primeiro atelier aberto de restauração do


© Elza Lima

05

Os salões nobres do Mhep estão entre as atrações do antigo Palácio Lauro Sodré, projetado por Landi.


06

Norte do país, onde os visitantes podem assistir ao processo de restauração das obras e interagir com a equipe técnica, conhecendo mais sobre o trabalho. Já no Cojan (abaixo) a opção é a exposição permanente “Traços e Transições – Arte Contemporânea Brasileira”, instalada na Sala Ruy Meira. Em 2002 foi feita a curadoria de peças e ilustrações para a exposição, e desde então há uma abrangente amostra do acervo, que vai desde fotos, pinturas, xilogravuras e desenhos, até esculturas e outras peças, tudo


para ilustrar o que de melhor existe no espaço e ajudar ainda mais no fomento à cultura local e nacional. Por fim, no Apep, acontece diariamente a pesquisa de material histórico. Grande acervo de documentos oficiais que vão desde a época da Monarquia até a República, e que são datados do ano de 1646 até meados da década de 80 do século XX, esclarece a história e está à disposição de pesquisadores, estudantes e qualquer cidadão interessado. Mas só conhecer o antigo prédio do Apep já vale a visita. Então, agende-se.

Serviço Corveta Museu Solimões – Píer da Casa das Onze Janelas Praça Frei Caetano Brandão, s/n. Cidade Velha. Fone: (91) 4009-8840

Museu Histórico do Estado do Pará (Mhep) – Palácio Lauro Sodré Praça D. Pedro II, s/n. Cidade Velha. Fones: (91) 4009-9812/9331

Espaço Cultural Casa das Onze Janelas (Cojan) Praça Frei Caetano Brandão, s/n. Cidade Velha. Fone: (91) 4009-8821

Arquivo Público do Estado do Pará (Apep) Trav. Campos Sales, 273. Comércio. Fones: (91) 3219-1112/1110

© Elza Lima

07


08

DESTINAÇÃO DO LIXO É TEMA DA CIA. DOS NOTÁVEIS CLOWNS

E com humor e muitas gargalhadas que a Cia.

dos Notáveis Clowns trata de um tema muito sério: a destinação do lixo nos grandes centros urbanos. No dia 21, domingo, a partir das 10h30, o Projeto Teatrinho no Mangal, do Parque Ambiental Mangal das Garças – espaço sob a administração da Secult-PA e da OS Pará 2000 –, recebe a turma de palhaços com o espetáculo “Trio Limpeza Pura”. A apresentação promete agradar adultos e crianças. E o melhor: a entrada é franca. A peça conta a história de três palhaços que foram convidados a fazer parte do Grande Circus Ambiental. Mas para que eles possam ser aceitos, é preciso que antes ensaiem um novo número que possa integrar a programação do circo. O problema é que cada palhaço tem uma opinião diferente quanto aos males que o lixo pode ocasionar à natureza,


09

Serviço Espetáculo “Trio Limpeza Pura”, da Cia. dos Notáveis Clowns. Dia 21 de julho, às 10h30. Parque Ambiental Mangal das Garças Passagem Carneiro da Rocha, s/n. Ao lado do Arsenal da Marinha Cidade Velha Entrada franca Informações: (91) 3242-5052

©Adhara Belo

sobretudo quando os detritos não são destinados ou armazenados corretamente. Isso tudo, claro, provoca as situações mais inusitadas. É dessa forma, de maneira muito divertida, que a Cia. dos Notáveis Clowns apresenta essa dramaturgia que convida a uma reflexão quanto aos problemas que o lixo produzido pela sociedade pode acarretar ao meio ambiente, à saúde e à qualidade de vida do ser humano. A companhia foi criada em 1998 com o nome Grupo Gente de Teatro e é composta por um trio de palhaços com experiências comuns na pesquisa do clown. O primeiro espetáculo da trupe foi “Mendigo ou o Cachorro Morto”. Em 2003 o grupo adotou o nome fantasia Cia. dos Notáveis Clowns, ganhando grande destaque no cenário teatral paraense, com a montagem do espetáculo “Amor de Picadeiro – três palhaços em busca de um circo”.


10

CRIANÇAS TERÃO COLÔNIA DE FÉRIAS NO MANGAL DAS GARÇAS

A garotada vai poder aproveitar as férias escolares no

Parque Ambiental Mangal das Garças, que promove mais uma vez a sua Colônia de Férias para crianças entre seis e dez anos de idade. Batizada de Clubinho do Mangal, a colônia este mês acontece em dois períodos: de 2 a 6 de julho e de 9 a 13 de julho, de 8h às 12h. O desenvolvimento de atividades lúdicas e educacionais que divirtam, mas ao mesmo tempo motivem o público infantil para os temas ambientais, é o principal foco da colônia. Em contato direto com a natureza, as crianças curtem as férias ao mesmo tempo que aprendem noções de preservação e respeito ao meio ambiente. A Ong Noolhar é parceira na realização da programação pelo segundo ano consecutivo e trabalhará a temática da água. Materiais recicláveis, principalmente o jornal, serão os mais utilizados. As brincadeiras de antigamente, como bola de gude e vai-e-vem, também estarão presentes para fortalecer o entrosamento entre as crianças. Com organização da Secult-PA/Pará 2000, a programação do Mangal das Garças tem privilegiado o segmento infantil, sempre com a perspectiva educacional. Serviço Colônia de Férias 2013 – Clubinho do Mangal De 2 a 6 de julho e de 9 a 13 de julho, de 8h às 12h. Parque Ambiental Mangal das Garças Passagem Carneiro da Rocha, s/n - Cidade Velha Informações: (91) 3242-5052 ou clubinho@mangalpa.com.br


©Geraldo Ramos

©Geraldo Ramos

11


12

CINEARTE EXIBE DOIS FILMES DE JORANE CASTRO NO MHEP

©Divulgação

A cineasta paraense Jorane Castro tem duas de suas

produções exibidas este mês dentro do circuito CineArte. No dia 17, entre 10h e 12h, o público pode conferir no Museu Histórico do Estado do Pará (Mhep) os curtas “Belém, Cidade das Águas” e “Cidades Amazônicas”. A entrada é franca. O primeiro, com 22 minutos de duração, mostra a capital paraense e sua relação com os rios que a cercam, descrevendo a ocupação da orla da cidade por portos públicos e particulares, serrarias, empresas, feiras e outras atividades. Já o “Cidades Amazônicas” faz, em 19 minutos, um apanhado de tipologia das cidades da região, enumerando os tipos por meio da geografia de cada uma. O CineArte é uma parceria entre o Museu da Imagem e do Som do Pará (MIS-PA) e o Mhep – ambos integrantes do Sistema de Museus da SecultPA –, inaugurado em abril deste ano. O projeto, que faz exibições mensais, busca resgatar filmes e produções paraenses, e criar um espaço para debate, interatividade e intercâmbio entre pessoas ligadas à produção cinematográfica.


©Divulgação

©Divulgação

13

Serviço Exibição dos filmes “Belém, Cidade das Águas” e “Cidades Amazônicas”, de Jorane Castro. Dia 17 de julho, entre 10h e 12h. Museu Histórico do Estado do Pará (Mhep) Palácio Lauro Sodré Praça D. Pedro II, s/n Cidade Velha Entrada franca Informações: (91) 4009-9812/9331


14

“TETRO” E “ANNA KARENINA” NA TELA DO CINE ESTAÇÃO

©Divulgação

No mês de julho, o Cine Estação das Docas exibe dois

títulos assinados por realizadores consagrados como Francis Ford Coppola (“Tetro”) e Joe Wright (“Anna Karenina”). As estreias acontecem no primeiro domingo (7), com a tradicional sessão matinal e as sessões noturnas de 18h e 20h30, e ficam em cartaz até o final do mês. Ambientado no século 19, a clássica obra de Leon Tolstói adaptada por Joe Wright (de “Orgulho e Preconceito” e “Desejo e Reparação”), apresenta Anna Karenina (Keira Knightley) casada com o rico funcionário do governo Alexei Karenin (Jude Law). Porém, quando ela viaja para consolar a cunhada que vive uma crise no casamento devido à infidelidade do marido, conhece o conde Vronsky (Aaron Johnson), que passa a cortejá-la. O filme foi indicado a quatro categorias no Oscar 2013 e ganhou o de melhor figurino. “Tetro”, assinado pelo mesmo realizador de “Apocalypse Now” e “O Poderoso Chefão”, traz a marca de Francis Ford Copolla para o tema que explora relacionamentos familiares. “Tetro” narra a história de Benny, que ao chegar na Argentina (onde Angelo, o irmão dele, mora) percebe que a aversão ao homem que agora é conhecido como Tetro é algo muito maior, até assustador. O filme foi exibido na Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes  e recebeu indicação ao prêmio de Melhor Atriz (Maribel Verdú) ao Prêmio Goya.


©Divulgação

©Divulgação

15

Serviço Anna Karenina. Direção: Joe Wright. Com Keira Knightley, Jude Law e Aaron Taylor-Johnson. 129 min. França/ Reino Unido. 14 anos. Tetro. Direção: Francis Ford Coppola. Com Vincent Gallo, Alden Ehrenreich e Maribel Verdú. 127 min. Argentina/ Espanha/ Estados Unidos/ Itália. 14 anos. Ingressos: R$ 8,00 (com meia-entrada para estudantes). Realização: OS Pará 2000, Secult-PA e Governo do Estado.  7 (domingo) 10h: Tetro/ 18h: Anna Karenina/ 20h30: Tetro 10 (quarta) 18h: Anna Karenina/ 20h30: Tetro 11 (quinta) 18h: Tetro/ 20h30: Anna Karenina 12 (sexta) 18h: Anna Karenina/ 20h30: Tetro 13 (sábado) 18h: Tetro/ 20h30: Anna Karenina 14 (domingo) 10h: Anna Karenina/ 18h: Tetro/ 20h30: Anna Karenina

17 (quarta) 18h: Tetro/ 20h30: Anna Karenina 18 (quinta) 18h: Anna Karenina/ 20h30: Tetro 19 (sexta) 18h: Anna Karenina/ 20h30: Tetro 20 (sábado) 18h: Tetro/ 20h30: Anna Karenina 21 (domingo) 10h: Tetro/ 18h: Anna Karenina/ 20h30: Tetro 24 (quarta) 18h: Anna Karenina/ 20h30: Tetro


©Adhara Belo

Governo do Estado do Pará Simão Jatene Secretaria Especial de Estado de Promoção Social Alex Fiúza de Mello Secretaria de Estado de Cultura Paulo Chaves Fernandes Secretaria Adjunta Ana Cristina Klautau Leite Chaves Pará Cultural - Informativo mensal da Secult-PA Assessoria de Comunicação Social Equipe: Carolina Menezes/Elza Lima/Leila Rocha/Nilton Guedes/Rita Lima Estagiários: Allan Souza/Camille Nascimento/Marília Jardim Fotos: Elza Lima/Arquivo Secult/Tamara Saré Departamento de Editoração e Memória Projeto gráfico: Paulo Afonso Campos de Melo Edição: Lorena Souza/Editoração Eletrônica: Bernardo Baia

Av. Governador Magalhães Barata, 830 - São Brás CEP: 66.063-240 - Belém - PA - Fone: (91) 4009-8707 twitter - twitter.com/SECULT_PA facebook - Fan Page oficial: SECULT - Secretaria de Estado de Cultura do Pará E mail: imprensasecult@gmail.com


Pará cultural livreto online 07 2013