Page 1

“Químicos Melhoram Cristais para Absorver CO2” Retirado do site: “info.abril” (http://info.abril.com.br/noticias/ciencia/quimicos-melhoram-cristaispara-absorver-co2-15072010-18.shl). O artigo foi publicado em 15 de julho de 2010.

Rodrigo Dutra Gonçalves nº 26 2°A Gabriel Araújo Teixeira nº15 2°A

“A poluição ainda tem salvação”

Estamos em uma época onde nos cercamos de discussões acerca do estrago a que já submetemos o nosso próprio planeta. As maiores nações globais se encontram constantemente investindo em métodos novos ou aperfeiçoados de se conseguir amenizar a situação atual. Esse não tem sido um trabalho fácil, porém árduo, e como todo trabalho árduo, tem surtido efeitos positivos e aclamados pela ciência, pela sociedade, e principalmente por quem mais necessita dessas melhorias: o planeta Terra. Embora haja inúmeras pesquisas, das mais variadas, baseadas na sustentabilidade, escolhemos uma cujo potencial já foi amplamente explorado, e pode vir a render bons resultados futuros, além dos que já são visíveis. Sendo assim, escolhemos falar do MOF, que vem do inglês Metal Organic Frameworks, ou, em português, estruturas metal-orgânicas. O MOF, que é um cristal que absorve CO2, já existe há um tempo, com o nome de MOF-177, porém recentemente foi produzido com sucesso o MOF-200 e MOF-210, que são capazes de armazenar duas vezes a mais o volume de gás do que o MOF177. Produzido por químicos dos EUA e da Coréia do Sul e liderado por Omar Yaghi, cujo artigo original foi publicado na revista “Science”, uma das revistas científicas mais respeitadas do mundo, os novos “MOFS” 200 e 210 que conseguem absorver e comprimir gás carbônico em espaços muito pequenos terão funções futuras no cotidiano das pessoas, como em uso de energia limpas, capturando o CO2 emitido por automóveis, indústria, etc., e também a fim de diminuir a poluição já existente na atmosfera. Essa nova substância de natureza metálica, que é descrita como “cristal esponja”, pode ser produzida com ingredientes de baixo custo, tais como Óxido de Zinco (usado em filtros solares), e tereftalato (usado em garrafas plásticas de refrigerante).


O gás carbônico absorvido ainda tem utilidade, como combustível, a fim de reaproveitamento, a quebra de moléculas, e ainda estão em busca de mais finalidades para o CO2 que for retido nos “MOFS”. O MOF absorve tanto dióxido de carbono, pois são baseados em estruturas de DNA (que possuem uma capacidade de armazenamento enorme), e possuem poros em nanoescala, que nos quais é possível armazenar gases que normalmente são difíceis de confinar e transportar. A substância ainda está em desenvolvimento, porém, caso funcione como falado pelos pesquisadores, essas novas substâncias serão de muita utilidade para a saúde do planeta Terra e de quem vive nele, pois além da substância ter uma função muito positiva, tem um custo muito baixo, além disso, a transformação do gás capturado em combustível, reutilizando-o, ou a quebra das moléculas de dióxido de carbono, assim, controlando a emissão do gás.

Referências Bibliográficas: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=novo-material-capturaco2-chamine-fabrica http://info.abril.com.br/noticias/ciencia/quimicos-melhoram-cristais-para-absorver-co215072010-18.shl

resumocriticogabrielerodrigo-vfinal  

ciencia, midia

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you