Page 1

Aldeias do Xisto – Os projectos A marca Aldeias do Xisto é muito mais que uma marca, é a nova vida de 26 aldeias que beneficiaram de um plano de requalificação que lhes deu um novo potencial turístico e social. O Programa Aldeias do Xisto permitiu não só a recuperação das tradições, como o melhoramento do património arquitetónico, a preservação dos ofícios tradicionais e do ambiente natural envolvente. Actualmente, as Aldeias do Xisto são locais dinâmicos e pólos de atracção turística suficientemente activos para captar visitantes e investimentos. Contudo, este programa criado em 2001 pela Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), com fundos comunitários do Programa Operacional da Região Centro (FEDER), rapidamente se associou a outros projectos que permitiram o crescimento do potencial das aldeias. Um desses projectos é “Aldeias Iguais”. Esta iniciativa é promovida pela ADXTUR (Agência para o Desenvolvimento Turístico das Aldeias do Xisto) e tem como principal objectivo fazer com que as empresas do território do Pinhal Interior (que congrega os concelhos de Alvaiázere, Ansião, Arganil, Castanheira de Pêra, Figueiró dos Vinhos, Góis, Lousã, Miranda do Corvo, Oleiros, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Pedrógrão Grande, Penela, Proença-a-Nova, Sertã, Tábua, Vila de Rei e Vila Nova de Poiares) sejam mais responsáveis do ponto de vista social. Assim, este programa deseja contribuir para a mudança organizacional das suas empresas associadas, no sentido de incorporar nas suas políticas de gestão uma cultura de responsabilidade social que tem, como principal finalidade, que estas aldeias se afirmem como um projecto global de Turismo Sustentável. Outro projecto é o ECO-ARQ. Tem como intento promover a reabilitação sustentável do património construído com uma pequena área, para atribuir valor económico às rotas turísticas. Ajuda, assim, a salvaguardar o património construído e as artes locais, valorizando as boas práticas no que diz respeito à Eco-Reabilitação e disponibilizá-las ao conjunto dos territórios do Sudoeste Europeu. Permite ainda, identificar e valorizar o património envolvente às rotas turísticas nas quais estão incluídos os parceiros espanhóis e franceses.


Ainda falando de projectos é de assinalar a contribuição da Rede da Arte Rupestre das Aldeias do Xisto. A região centro possui muitos indícios da ocupação humana na pré-história, através de gravuras cravadas na rocha ou de conjuntos de rochas. Esta iniciativa pretende criar as bases para a existência de uma Rota da Arte Rupestre no território das Aldeias do Xisto, a partir de dois locais: Poço do Caldeirão, em Barroca, no Município de Fundão, e Chãs d’Égua, no Piódão, no Município de Arganil. Estes lugares precisam, neste momento, de centros interpretativos (para a continuação dos estudos e recepção de visitantes) e de um projecto de promoção de uma rede temática própria. Por fim, falamos da Rede do Património do Xisto. Este projecto internacional entre a Rede das Aldeias do Xisto em parceria com o Museu de Roros, na Noruega, baseia-se numa transferências de conhecimentos entre os artesãos noruegueses e portugueses. Tem com finalidade a recuperação de edifícios nas Aldeias do Xisto através da forma de preservação do património implementada em Roros. Visa, assim, a realização de workshops práticos nas aldeias, que abrangem obras em edifícios selecionados levados a cabo por artesãos das duas nacionalidades. Ainda se pretende alargar a panóplia de actividades através da criação de workshops técnicos e da edição de publicações. Existem, também, alguns parceiros e associados que contribuem para o desenvolvimento desta rede de Aldeias. Estes parceiros e associados estão divididos por várias categorias de interesse: alojamento, animação turística, associação, bebidas, institucionais, moradores, municípios, praias fluviais, produtores, produtos locais, restauração, sócio-culturais. Não vamos nomear todas as áreas temáticas, apenas a mais conveniente para o nosso trabalho – Empresas de Animação Turística: •

Cumes do Açor;

Piodantur Unipessoal Lda.;

Mais Legends – Actividades Turísticas, Lda;

Caminhos d’Água – empresa de actividades ao ar livre;

Desafio das Letras – Empresa de Animação Turística;

Lago Queiroz, Unipessoal Lda. - Empresa de Animação Turística vocacionada

para o organização de eventos desportivos; •

Go Outdoor;


Cordastrong – empresa de animação turística dirigida a eventos desportivos;

Grau 5 – empresa de turismo e aventura;

A2Z Adventures by Ytravel – empresa de viagens;

Saltamontes – organização de eventos;

Trans Serrano – empresa de aventura, lazer e turismo;

Montes D’Aventura;

Montanha Clube;

Waypoint – empresa de animação turística que opera na área do Turismo de

Natureza preferencilamente em três regiões: Peneda-Gerês, Douro e Serra da Lousã.; •

DownStream - Downhill;

MCV Bike Clube - Downhill;

Horizontes no Pinhal – Organização de eventos desportivos de BTT;

Skydive – Centro de Paraquedismo das Moitas;

Trilhos do Zêzere – organização de eventos de acampamento, paintball, BTT,

Escalada/Rapel, Slide, Canoagem Kart •

Incentivos Outdoor – Turismo de Outdoor; Relativamente aos percursos existentes na serra da Lousã, são eles:

Caminho do Xisto das Aldeias de Góis – Góis

Caminho do Xisto de Casal de S. Simão - Figueiró dos Vinhos

Caminho do Xisto Acessível do Gondramaz - Mirando do Corvo

Caminho do Xisto do Gondramaz - Mirando do Corvo

Caminho do Xisto da Lousã - Rota dos Moinhos – Lousã

Caminho do Xisto da Lousã - Rota das Aldeias do Xisto da Lousã – Lousã Apesar do concelho de Penela não integrar a Serra da Lousã, podemos incluir

um último percurso visto que a aldeia de Ferraria de S. João se localiza a sul da serra da Lousã: •

Caminho do Xisto de Ferraria de S. João - Trilho do Rebanho – Penela

Para além de todas estas pesquisas, procurámos reportagens relativas ao tema, para termos noção de como se executará o nosso trabalho: •

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/outros/domingo/nas-praiaspor-esses-rios-acima


http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/nacional/economia/artesanatonao-resiste-a-crise

http://www.cmjornal.xl.pt/detalhe/noticias/outros/domingo/o-ultimogarimpeiro-vai-ao-cobrao

http://www.jn.pt/paginainicial/interior.aspx?content_id=473785

http://www.jn.pt/VivaMais/interior.aspx?content_id=1714127

http://www.asbeiras.pt/2011/03/a-diversidade-e-uma-das-vantagens-daregiao/


Aldeias do xisto os projectos  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you