Page 37

Greyson, cara? Digo, é muito possível que ele esteja tendo problemas, como eu. Não consigo ir dormir sem me masturbar. Então é isso. Ele me fez pensar apenas nele, em sua pele, seu toque, e eu quero… anseio… diabos, eu preciso disso de novo. Já me matriculei mentalmente no Viciados em Greyson Anônimos e só ele pode curar minha doença. Assim, apenas para ajudá-lo, para diminuir a pontada de desapontamento que começa a crescer do lado esquerdo do meu peito, inferno, para que ele saiba que eu definitivamente ainda estou interessada e, por favor, cara, se você gostou um pouquinho que seja de mim, faça o que disse que faria e me ligue, eu considero quebrar minha regra fundamental de enviar mensagens e talvez enviar outra para ele. Será que eu devo? As regras dizem que não, mas eu nunca gostei de regras. E Greyson também não parece um homem que goste de regras. O que eu faço? Quero perguntar para Pandora, mas já detesto o sorrisinho na cara dela. Quero que ele saiba a verdade, que eu quero que ele me ligue. Não quero fazer joguinhos. Não com ele. Ainda assim, eu me forço a guardar o telefone de volta na bolsa e me relembro de que Roma não foi feita em um dia só, bem como nenhum relacionamento que valha a pena. – Melanie – diz Pandora, seus lábios se espremendo em uma fina linha preta. Eu pisco inocentemente e sorrio. – O quê? – Encare os fatos. Ele era um cretino. – Não. – É, sim. – NÃO! – É, sim… *** Quatro dias depois de Greyson – Nada ainda? – pergunta Pandora. Eu tenho vontade de grunhir quando ela vem até a minha mesa, onde eu esperava poder me esconder dela e de seus olhos negros perscrutadores. Hoje, porém, parece que é ela quem anda com um sorrisinho raivoso e vazio, e eu, com uma cara fechada. Na segunda, eu mal sabia meu nome; estava no sétimo céu. Na terça, ainda estava esperançosa e positiva, no terceiro céu. Hoje, não apenas estou de volta à Terra, como caí alguns degraus para o purgatório ou talvez até o caminho todo para o inferno. Tudo o que eu sei é que hoje é quinta e eu não ouço nada, zero, nihil dele, há dias.

4 devasso katy evans  
4 devasso katy evans  
Advertisement