Page 1

REVISTA

ANO 1 - Nº 3

www.t1.com.br

ANO 1 Nº 3

Perfil As gêmeas do nado sincronizado falam sobre beleza e profissionalismo

Moda Prepare-se para a invasão dos shorts no verão

capa_ed3_v2.indd 1

Cultura O grafite desafiador de Banksy, o artista anônimo mais famoso da Inglaterra

28/10/2009 11:41:28


Expediente_sumario.indd 2

21/10/2009 17:29:38


Expediente_sumario.indd 3

21/10/2009 17:29:52


Expediente_sumario.indd 4

21/10/2009 17:29:56


Expediente_sumario.indd 5

21/10/2009 17:30:04


6

Expediente

Sumário Tennis One

Editora

Tennis One #3

JB Pátria Editora Ltda. Jaime Benutte Iberê Benutte ADMINISTRATIVO/FINANCEIRO: Gabriela S. Nascimento COMERCIAL: Walter Torres e Bete Costa PRESIDENTE: DIRETOR:

Revista Tennis One Jaime Benutte EDITORA: Juliana Bianchi

PUBLISHER:

JORNALISTA:

Kelly Souza

Belatrix Ltda. Diretor de arte: Marcelo Paton Assistentes de arte: Gabriel de Moraes Luiz e Vivian Balardin PROJETO GRÁFICO E ARTE:

Colaboradores Fabiano Cerchiari, Fabio Mangabeira e Priscila Prade. REVISOR: Patrícia Pappalardo IMPRESSÃO: IBEP Gráfica TIRAGEM: 50 mil exemplares

CAPA: FOTO:

Luiza Rickert (L’equipe) Priscila Prade

Empresa filiada à Associação Nacional dos Editores de Publicações, Anatec.

8 A revista Tennis One é uma publicação bimestral da JB Pátria Editora, localizada na Rua Flórida, 1.703, 11º andar, Brooklin, CEP 04565-001, São Paulo – SP. Tel.: (11) 5505-6065. www.patriaeditora.com.br Dúvidas ou sugestões: t1@patriaeditora.com.br Os textos assinados são da responsabilidade de seus autores. Não estão autorizados a falar pela revista, bem como retirar produções, pessoas que não constem neste expediente e não possuam uma carta de referência assinada pelo presidente.

MOVIMENTO

Conheça as jovens promessas das quadras, das águas a das pistas

16 ESPORTE Adrenalina e diversão sobre duas rodas na mountain bike

22 Perfil A beleza e a competência de Beatriz e Branca Feres, as gêmeas do nado sincronizado

28 COMEÇAR Descubra os segredos do surfe e domine as ondas no verão

Expediente_sumario.indd 6

21/10/2009 17:30:06


7

8

22

16

28

66

56

38 MODA Prepare o guarda-roupa para enfrentar o verão na cidade

52 OBJETO DE DESEJO Pegue uma carona no superesportivo Gumpert Apollo Sport, o carro mais rápido do Nürburgring

70

Em toda edição: 34 Agenda

56 TURISMO

36 Vitrine

Conheça as belezas selvagens da África do Sul antes de a copa começar

54 Se liga

66 CULTURA Descubra os grafites questionadores e divertidos do inglês Banksy

62 Gastronomia 70 O que rola 72 Roteiro cultural 82 Vou de tênis www.t1.com.br

Expediente_sumario.indd 7

21/10/2009 17:30:40


8

Movimento

A vontade de jogar pela seleção brasileira de handebol fez com que a atleta Eduarda Amorim, 23, tornasse o hobby em profissão. “Jogo desde os 11 anos, mas participo de campeonatos desde 2000. Disputei jogos escolares, da juventude, abertos, regionais, nacionais e mundiais”, diz. Dentre os principais campeonatos que disputou, ela ficou em primeiro lugar mais de 15 vezes em provas como o Pan-Americano do Rio de Janeiro, em 2007, e a Copa das Nações, em 2006. Este ano, foi campeã da Copa Nacional da Hungria, país onde joga desde 2006, pelo clube Györi Audi Eto KC, em Gÿor. “O handebol na Europa é mais forte, rápido e dinâmico. Não posso tirar o mérito do handebol brasileiro, mas a Europa oferece a estrutura para jogar profissionalmente. No Brasil, nunca chegaremos a ter a tradição que tem o futebol”, lamenta. A atleta, que fez parte do time brasileiro de handebol, nono colocado nas Olimpíadas de Pequim, já pensa nos próximos desafios. “Quero ganhar a Liga dos Campeões, a mais importante competição entre os clubes da Europa, e com a seleção brasileira, participar dos próximos Mundiais e Olimpíadas.”

movimento.indd 2

Fotos: divulgação

TIPO EXPORTACAO EXPORTAÇÃO

21/10/2009 17:16:37


9

CAÇADOR DE ONDAS

Fotos: Diego Freire

Nem bem garantiu sua vaga para a próxima etapa do Brasil Tour e Flávio Nakagima de Oliveira, 21, já pensa em novas ondas. “Meu sonho é surfar na Indonésia”, diz ele. Medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos do Peru, em 2006, Flávio também coleciona prêmios nacionais desde que começou a praticar o esporte, com apenas dez anos. Recentemente, subiu ao topo do pódio nos campeonatos de surfe de Ubatuba, Santa Catarina e Rio de Janeiro, e ficou em quinto lugar no Circuito Paulista Profissional de Surfe. “Agora, quero participar do WQS Brasil e de eventos regionais, que valem pontos para o Brasil Tour, e poder participar de disputas fora do país”, diz o surfista, que no início do ano foi treinar no Havaí.

www.t1.com.br

movimento.indd 3

21/10/2009 17:16:56


Movimento

Fotos: divulgação

10

FORÇA BRUTA FORCA Vida de triatleta é assim: 28 horas de treino por semana para estar em forma com a natação, a bicicleta e a corrida. Mas para ser um campeão, isso não basta. Ainda são necessárias diversas aulas de pilates, alongamento, RPG e musculação. Assim é a rotina do esportista Fábio Carvalho, 30, um dos grandes destaques do 19º Troféu Brasil de Triathlon. Vencedor de duas outras edições da prova, o jovem nascido em Mogi Mirim e formado em hotelaria, quer agora ganhar o tricampeonato. A medalha será a dose de confiança que ele precisa para brigar pelo pódio no próximo mundial de Ironman, que acontece no Havaí, no fim de 2010. “Quero poder conquistar algo que ainda nenhum brasileiro conseguiu”, diz ele, que ficou conhecido do grande público ao posar seminu para a campanha da Mizuno.

movimento.indd 4

21/10/2009 17:17:16


RATA DE PRAIA Sobrinha do ex-jogador de basquete Oscar Schmidt, Júlia Schmidt, 19, convive desde cedo com o meio esportivo. “Já treinei basquete e fiz natação. Meu pai sempre praticou esporte e meu irmão também é jogador de vôlei”, diz ela, que desde os nove anos descobriu no vôlei sua verdadeira paixão. Mas foi só em 2006, após passar pelas seleções de base de Vitória, no litoral do Espírito Santo, que ela decidiu trocar as quadras pelo jogo à beira-mar. “Jogar vôlei é o que quero fazer profissionalmente”, afirma. De volta a sua terra natal, o Rio de Janeiro, no ano passado, Julia conquistou o título de campeã brasileira na categoria sub-19 e venceu o Torneio Internacional do Peru. A próxima etapa é participar dos jogos adultos do Circuito Banco do Brasil e, quem sabe ir para as Olimpíadas. “É o sonho de qualquer atleta, mas sei que tenho uma longa caminhada até chegar lá.”

Fotos: Fédération Internationale de Volleyball

11

www.t1.com.br

movimento.indd 5

21/10/2009 17:17:35


12

Movimento

Ao contrário dos nadadores que praticamente cresceram dentro da piscina, José Júnior, 16, sempre gostou mesmo é de jogar futebol. Mas um problema inflamatório acentuado no calcanhar o tirou dos gramados e o levou para dentro d’água, aos nove anos. “Ele queria continuar a praticar algum esporte, mas por causa da lesão, o mais indicado era a natação, que não tem tanto impacto”, explica o pai do atleta, José Carvalho. Campeão brasileiro na categoria juvenil 2, pelo Botafogo, ele vem tendo destaque nos 50 metros e 100 metros nado livre, como o César Cielo. “Talento todos dizem que ele tem”, diz Carvalho, já vislumbrando o futuro do filho. O próximo desafio será representar a seleção carioca no principal Campeonato Interfederativo do país, em outubro.

movimento.indd 6

Fotos: arquivo pessoal

ATRÁS DO IDOLO ATRAS ÍDOLO

21/10/2009 17:18:04


13

Foto: divulgação

DE OLHO NA RETOMADA Eleita duas vezes pelo Comitê Olímpico Brasileiro (COB) como a melhor patinadora do Brasil, a atleta Mayra Ramos, 23, está prestes a voltar às pistas. Em 2010 ela retoma com força total sua busca por medalhas depois de ficar quase um ano parada se recuperando de uma grave lesão no joelho. Ainda em novembro, ela começa a dar amostras de seu potencial após a recuperação no Campeonato Mundial de Patinação Artística, que acontece na Alemanha. Lá, disputará o título por equipe. Vice-campeã mundial em 2007, Mayra já conquistou a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Santo Domingo, em 2003, e o quinto lugar no Campeonato Mundial em Roma, em 2005. Posições inéditas para o país, o que a coloca como a melhor representante brasileira na história da patinação artística. www.t1.com.br

movimento.indd 7

21/10/2009 17:18:14


movimento.indd 8

21/10/2009 17:18:32


movimento.indd 9

21/10/2009 17:18:43


16

Desafio

Esporte

As pedra s vão rola r

dos Pro

fetas, e

m Min

as

Reconhecido como esporte nos anos 1980, o mountain bike atrai jovens em busca de aventura sobre duas rodas Kelly Souza

Fotos: Red Bull Photofile

F

Esporte6.indd 2

oi em Ilhabela, cidade conhecida por revelar velejadores e surfistas, que o atual campeão brasileiro de mountain bike, Edvando Cruz, descobriu o seu talento. De tanto pedalar pelas trilhas e morros da ilha em busca das melhores ondas, o atleta acabou trocando a prancha pela bike. “Com 14 anos nem conhecia o esporte, mas já pedalava até 50 quilômetros para chegar à praia”, diz ele que, sem saber, já estava treinando. Praticado em estradas de terra e trilhas acidentadas nas montanhas, o mountain bike mistura aventura e adrenalina numa espécie de rali sobre duas rodas, onde é preciso superar os obstáculos da natureza em alta velocidade, montanha abaixo. Não à toa, é possível gastar até 8 mil calorias praticando o esporte. Altamente competitivo e desafiador, o mountain bike não atrai apenas o público masculino. Uma das principais atletas de MTB (sigla usada para designar o esporte) no Brasil é Érica Gramiscelli, 26, atual campeã brasileira e pentacampeã da Copa Internacional de MTB. Com o iPod no ouvido e devidamente paramentada com capacete e luvas cor-de-rosa, ela encara cinco horas diárias de treino solitário em cima da bicicleta. – Escuto música para passar o tempo. Gosto de house e trance, porque dão mais ânimo. Amo pedalar, e quando estou treinando, a bike e eu somos uma coisa só – diz.

22/10/2009 11:09:33


17

Foto: Pedro Cury

No des aďŹ o da Mina de Ouro , muita pedra s olta e la deira

www.t1.com.br

Esporte6.indd 3

22/10/2009 11:09:41


Esporte

Foto: Pedro Cury

18

No Brasil, montanhas e antigas minas nos arredores de Belo Horizonte sĂŁ oo cenĂĄrio ideal para provas e treino s

Esporte6.indd 4

22/10/2009 11:09:50


19

Nem mesmo

os terrenos mai s esburacados afastam a ciclista Érica Gramiscelli

Foto: Fábio Piva

Esporte recente, o mountain bike teve origem na Califórnia, em uma brincadeira de ciclistas. “Foi nos anos 1980, na região de Maryn Country, perto de São Francisco, onde alguns amigos adaptaram suas bicicletas para brincar de descer montanhas”, conta Eduardo Ramires, técnico da Seleção Brasileira de Mountain Bike. O primeiro campeonato oficial reconhecido pela UCI – sigla em inglês para União Internacional de Ciclistas – data da década de 1990. Com quatro modalidades de destaque – Cross Country, Down Hill, 4X e Free Ride –, o esporte tem níveis de dificuldade diferentes, que agradam desde os atletas mais tranquilos até os mais aventureiros. – O Cross Country, também chamado de XC, tem provas em circuitos fechados, que variam entre quatro e oito quilômetros por volta. É a modalidade olímpica do MTB, e cada prova dura de uma hora e meia a duas horas – explica o técnico. Para apimentar o esporte, foram criadas modalidades ainda mais exigentes. – O Down Hill é descida de montanha em disputa contra o relógio. O 4X é uma competição entre quatro atletas ao mesmo tempo em um circuito com descida e muitos obstáculos. Já o Free Ride é a modalidade mais extrema, na qual os atletas praticamente se atiram montanha abaixo, com penhascos e saltos espetaculares – completa Ramires.

Provas longas e noturnas apimentam as disputas Mas algumas provas exigem ainda mais empenho e preparo físico dos atletas. Caso da Cape Epic, famosa prova de MTB que ocorre na África, com percurso de 800 quilômetros. São oito dias de prova e superação. A próxima será de 21 a 28 de março de 2010. No calendário nacional, Ramires destaca a Power Biker e Copa Internacional, que acontecem em Minas Gerais, a Copa Sampa Bikers Amadores e a MTB 12 horas, prova de longa duração realizada em São Paulo. Nem todas contam pontos para o ranking mundial, mas entre as seletivas, a mais visada é o Campeonato Brasileiro, que a cada ano acontece em uma cidade diferente. Com provas espalhadas pelo país inteiro, os atletas podem até mesmo encarar obstáculos no escuro, em provas que ocorrem no período noturno. Nesses casos, é necessário mais do que luvas, capacete e óculos. “Esses itens são obrigatórios, por causa da poeira, do mato e das pedras, mas, em disputas noturnas, também é preciso usar lanternas, e o ‘pisca’ na parte traseira da bicicleta”, diz Edvando. No caso de modalidades mais difíceis, capacete fechado, coletes, cotoveleiras e joelheiras são itens indispensáveis. www.t1.com.br

Esporte6.indd 5

22/10/2009 11:10:01


Esporte

20

Depois de trei nos nas trilhas de Ilhabela, Ediv ando Cruz conquist aa Itália pedaland o

Fotos: Arquivo pessoal

Cuidados com a segurança e a alimentação são essenciais A bicicleta, principal equipamento, deve ter a atenção que merece. – O modelo ideal é aquele com muitas peças de carbono, para garantir a leveza; guidão mais alto com 27 marchas; pedal com “taco” (espécie de pino que segura a sapatilha para o pé não escorregar); suspensão na roda dianteira e às vezes na traseira; pneus mais largos e com mais cravos, para dar aderência na hora de pedalar na terra, e freio a disco, por causa da velocidade – diz o atleta. Além dos cuidados com equipamentos, ter uma dieta saudável é essencial. – Os atletas devem consumir muito carboidrato e proteínas magras. Além disso, na véspera e no dia da prova, não é indicado comer alimentos gordurosos nem muita fibra, porque pode provocar algum desconforto intestinal

– diz Natália Pratis Perina, especialista em nutrição esportiva da Np2 Nutrição Personalizada. Ela indica ainda a ingestão de géis de carboidrato e bebidas energéticas durante a prova, além de muita água. Arcar com tantos cuidados tem lá seu preço. “É preciso uma bicicleta de ciclismo para treino speed – de velocidade, no asfalto – uma para treinar na terra e outra para competir”, diz a campeã brasileira Érica Gramiscelli. Somando-se a isso, há o valor das bicicletas, que pode variar de R$ 500 a R$ 30 mil. Custos à parte, o técnico Ramires relembra que o mais importante é a diversão. “Qualquer um que tenha uma bicicleta de mountain bike pode ir para uma trilha se divertir. A essência do esporte é essa. Sair para respirar ar puro e voltar cheio de histórias para contar”, diz.

ENCARE A PIRA MBEIRA Es

colha a sua bike e comece a se aventurar pelas trilhas como se fosse um campe ão

MT 1 Sundown – Modelo profissional. Quadro de fibra de carbono, caixa de direção integrada, gancheira removível, suspensão dianteira, freios a disco dianteiro e traseiro e 27 marchas. Preço: R$ 13.899

Esporte6.indd 6

Elite 2.7 SW Feminina Caloi – Quadro de alumínio tratado que garante maior leveza e resistência, suspensão dianteira e selim em gel. Preço sob consulta.

Sundown Brisk – Quadro Full Suspension em aço carbono, 21 marchas, aros em alumínio preto, garfo dianteiro com suspensão. Preço: R$ 489

22/10/2009 11:10:08


Take it all on e Tecnologia BSFP são marcas registradas da The Timberland Company, sob licença da São Paulo Alpargatas S/A. © 2009 The Timberland Company. Todos os direitos reservados.

Timberland, patrocinadora da prova internacional de corrida de aventura Ecomotion/Pro.

NABI TRAP Sistema de amarração com elástico - ajuste perfeito aos pés Shock Diffusion Plate + entressola em EVA - dispersa a pressão dos impactos s Solado de borracha multi-direcional que proporciona estabilidade em todas direções de movimento s s

www.timberland.com.br

Esporte6.indd 7

23/10/2009 11:10:19


Perfil

Foto: Nike Brasil

22

Sereia em

dose dupla As gêmeas Beatriz e Branca Feres, atletas da seleção brasileira de nado sincronizado, mostram que mais do que beleza, elas têm talento

perfil.indd 2

23/10/2009 11:17:25


23 A dupla em momento de descontração e dentro d’água

–S

omos atletas, não modelos. A frase é quase um mantra na vida das nadadoras Beatriz e Branca Feres, 21. Lindas e carismáticas, as gêmeas, que fazem parte da equipe adulta da seleção brasileira de nado sincronizado, sabem que a beleza da dupla chama mais atenção do que os movimentos artísticos que praticam dentro d’água. Eleitas “Musas do Pan 2007” em votação feita pela TV Globo, e vicecampeãs no ranking das 50 atletas mais belas do mundo feito pelo site Popcrunch, em 2008, ficando atrás apenas da tenista russa Anna Kournikova, elas garantem não se incomodar por serem mais conhecidas pela aparência do que pelo esporte. – Só tenho que agradecer a Deus por ter nascido bonita. Tenho que aproveitar, pois beleza abre portas, até mesmo no esporte, porque atrai patrocínio – diz Beatriz. – Somos boas no que fazemos. Estamos na seleção brasileira e não é por causa da beleza – completa. As disputas em equipe comprovam o talento das atletas. No último mundial de esportes aquáticos, realizado neste ano, em Roma, elas conquistaram, junto com as seis companheiras da equipe, o 8º lugar na modalidade rotina combinada, o 11º na rotina técnica, e 12º na livre. Deixando para trás atletas de mais de cem países.

Foto: Arquivo pessoal

Foto: Satiro Sodre/Divulgação CBDA

Na hora de competir a dupla lembra a importância do time Mas o grande marco da carreira da dupla foi mesmo em 2007, ano em que ficaram em 9º no mundial de Melbourne e conquistaram a medalha de bronze nos Jogos Pan-Americanos do Rio de Janeiro. “Em Melbourne foi a nadada da vida, e o Pan também foi inesquecível”, completa Bia, a mais falante da dupla. Apesar do potencial do time, as duas sempre acabam chamando mais atenção. “As pessoas confundem e acham que, pelo fato de sermos gêmeas, disputamos em dueto. Mas somos uma equipe”, diz Branca. Elas garantem que aproveitam o convívio com outras atletas para aprender a se relacionar não somente no esporte, mas no dia a dia. – Amo trabalhar em equipe. Você tem que saber respeitar seu superior e as meninas que treinam contigo, que são parte do time. Aprendi a escutar e abaixar a cabeça nas horas certas, ouvir “não”, a me expressar e dar opinião quando necessário – diz Bia. Apesar de reforçar a importância das colegas, as gêmeas já disputaram dueto, e se deram bem. Foram campeãs sul-americanas juvenil em 2002, medalha de ouro no torneio Sul-Sudeste, em 2008, e prata no US Open, no mesmo ano. www.t1.com.br

perfil.indd 3

23/10/2009 11:17:33


Perfil Fotos: Nike Brasil

24

Sintonia e sincronia dentro e fora da água

Fotos: Orsino Lentine

“Nós somos anfíbios”, diz Branca, à esquerda

perfil.indd 4

A gêmeas em momento modelo. Sem culpa de serem bonitas

A afinidade entre a dupla não vem somente do fato de serem irmãs gêmeas, mas também de praticarem um esporte em que estar na mesma “frequência” é essencial. – A sintonia é natural, mas a sincronia é o treino que traz –, diz Branca. Para aperfeiçoar a sintonia do grupo, elas treinam seis dias por semana, intercalando dias com cinco e oito horas de treinamento. “Nós somos anfíbios”, graceja Branca. Os próximos desafios como atletas justificam a rotina puxada de treinamento. “No final de novembro vamos disputar a ‘Copa’ do nado sincronizado”, afirma, referindo-se ao Synchronised Swimming World Trophy 2009, que ocorrerá dia 27, em Montreal. – Além disso, nosso foco é a Olimpíada de 2012, em Londres, e a de 2016 no Brasil – completa Bia. Caso a equipe brasileira consiga se classificar para o evento de 2016, as gêmeas têm grandes chances de reviver a sensação de participar de uma importante disputa em casa, já que o Rio de Janeiro é uma das cidades candidatas a sediar a Olimpíada. – Disputar em casa é sempre melhor, mas também gostamos de ter ido quatro vezes a Roma, a Rússia, ao Canadá, e principalmente de ter conhecido o Japão – afirma Branca. Mesmo com o foco nas disputas, elas garantem que sempre sobra um tempinho para conhecer um pouco dos lugares pelos quais passam. – Não dá para aproveitar muito, mas às vezes temos sorte e sobra um dia para passear e conhecer a cidade – garante Bia.

23/10/2009 11:17:47


Foto: Satiro Sodre/Divulgação CBDA

25

De ‘Pequenas Sereias’ a atletas da seleção

Branca e Beatriz com a equipe brasileira de nado sincronizado no Mundial de Roma

Foto: Arquivo pessoal

O interesse das gêmeas pela natação começou aos três anos de idade, quando começaram a ter aulas na piscina. Uma das formas que a mãe arrumou para tentar queimar um pouco da energia natural da dupla. O nado sincronizado só surgiria quatro anos depois, quando decidiram juntar na água as aulas de balé e sapateado, que faziam em terra firme. – Foi uma decisão muito nossa, não teve influência dos nossos pais. Éramos apaixonadas pela Pequena Sereia [personagem da Disney] dançando na água e ficávamos encantadas olhando as meninas treinarem no clube – afirma Branca. A dedicação ao esporte fez com que as outras atividades fossem deixadas de lado e, de vez em quando, até a escola ficava em segundo plano. – A gente costumava faltar por causa dos treinos e campeonatos. Nossa mãe cobrava muito, mas sempre conseguimos tirar notas boas – lembra Branca. A faculdade de artes cênicas, iniciada em 2007, também ficou em segundo plano. Mas mesmo com tantas tarefas, elas garantem que ainda sobra tempo para curtir o domingo e os poucos momentos em que não estão treinando. – Quando não treino, estou dormindo – diz Bia, rindo, para corrigir a frase em seguida. – Mentira. Saio com meu namorado, vou ao teatro, a restaurantes japoneses e também à praia. Queremos nos formar, mas não teve jeito de continuar a faculdade. Temos que aproveitar esse momento – completa ela, referindo-se à atenção que a dupla recebe da mídia. Quando esse momento passar, elas já sabem o que vão fazer. – Quero trabalhar com marketing esportivo, ajudar outros atletas – afirma Bia.

www.t1.com.br

perfil.indd 5

23/10/2009 11:18:29


ANUNCIO.pmd perfil.indd 6

1

17/8/2009, 21:07

A 23/10/2009 11:18:44


ANUNCIO.pmd perfil.indd 7

1

17/8/2009, 21:10 23/10/2009 11:18:50


Comeรงar

Foto: Matthew Bowden/ sxc.hu

28

Comecar.indd 2

23/10/2009 11:49:27


29

Na crista da

onda

O surfe é o esporte ideal para quem quer ter contato com a natureza

C

om o verão se aproximando e a certeza de que o sol estará presente diariamente nos próximos meses, a vontade de cair no mar é inevitável. É na época mais quente do ano que muitos turistas aproveitam a temporada de férias, sol e praia para começar a surfar e, como dizem os entendidos, lavar a alma no mar. Privilégio dos reis havaianos, que há mais de três séculos deslizavam sobre o mar com pranchas feitas de tronco de árvore, o surfe hoje é mais do que um hobby, é um estilo de vida. Mas não é preciso conhecer todo o universo do surfe para começar a pegar ondas nem esperar o verão chegar. Bastam algumas horas para que o iniciante no esporte praticado por artistas como Paulinho Vilhena, Rodrigo Santoro e Jack Johnson possa ficar em pé na prancha com tanta classe quanto os profissionais Fábio Gouveia, Johne Fran e Djackon Paulino. – As primeiras aulas são na areia, onde se aprende a subir na prancha e remar. Depende da dedicação da pessoa, já é possível se equilibrar no mar logo no primeiro dia – diz Picuruta Salazar, um dos surfistas brasileiros mais respeitados, hoje dono de uma escola de surfe em Santos.

www.t1.com.br

Comecar.indd 3

23/10/2009 11:49:39


30

Começar COM VÁRIAS MODALIDADES, ESPORTE ATRAI PESSOAS COM HABILIDADES E INTERESSES DIVERSOS

Fotos: divulgação

Dividido basicamente em três modalidades – longboard, stand-up e bodyboard – o porte consiste em deslizar pelas ondas em cima de uma prancha, muitas vezes realizando manobras. Mas antes de decidir qual se adapta melhor ao seu estilo – o que vai influenciar diretamente na compra da prancha mais adequada – é preciso passar por algumas aulas básicas e aprender os fundamentos do esporte. – A escolha depende de até onde cada pessoa quer chegar no surfe e quanto tempo tem para se dedicar – diz Picuruta. – Longboard é a mais fácil, onde a pessoa rema com o braço e se equilibra na prancha para fazer manobras – explica. – O stand-up é mais difícil, pois o surfista fica o tempo todo em pé, em um ‘pranchão’, e usa um remo de quase dois metros para surfar – completa. Segundo ele, o ideal é começar no longboard, com uma prancha de nove pés – cerca de três metros de altura. “Com esse tipo de prancha, maior e mais pesada, você não faz nada a não ser ir reto, o que evita acidentes”, diz. O próximo passo é utilizar a prancha 7/4, que seria a intermediária. Após pegar intimidade com o mar, o surfista pode utilizar a de seis pés – cerca de um metro e meio de altura – que dá mais agilidade na hora de surfar, e permite praticar as manobras radicais do esporte. O surfista Alessandro Matero lembra ainda a possibilidade de se praticar o bodyboard, modalidade na qual o surfista pega onda deitado, em uma prancha menor. Foi exatamente essa variação que atraiu a publicitária Carol Garcia, 26, que desde os 13 “doma” a prancha nas ondas de Maresias, no litoral Norte de São Paulo. – Foi uma luta, porque não tinha carro, e dependia de carona para ir da capital ao litoral – diz a ex-surfista profissional, que foi campeã paulista em 2006. Hoje, Carol desce a serra religiosamente todo fim de semana, mas por pura diversão. “Não dava para continuar morando em São Paulo e disputando com surfistas que moravam no litoral. Ser bodyboarder foi um sonho, mas chega uma hora em que ou você se muda para a praia ou investe em outra profissão.”

Ex-surfista profissional, a publicitária Carol Garcia mantém a forma com o bodyboard

Comecar.indd 4

23/10/2009 11:49:47


Foto: Thiago Duarte

31

Prova de que não há idade nem limitações para se começar no esporte, é a história do americano Kelly Slater, que pegou sua primeira onda com apenas cinco anos de idade, para passar o tempo na praia de Cocoa Beach, na Flórida. “Cresci em uma cidade pequena e a maioria dos meus amigos não surfava”, disse o surfista, campeão mundial por nove vezes, em entrevista ao programa Esporte Especular, da rede Globo, em 2007. Segundo Picuruta, que já venceu 156 campeonatos de surfe, o primeiro passo para quem sonha em pegar onda é procurar orientação de alguém com muita experiência no mar. Há escolas de surfe espalhadas pelo país inteiro, e muitas delas oferecem, inclusive, o material básico. – Dou aulas gratuitas. Os alunos só precisam levar uma bermuda. Parafina, prancha e cordinha também são fornecidas pela escola – diz Picuruta. O último item merece atenção especial. “A cordinha [que prende a prancha ao tornozelo do esportista] é um equipamento fundamental, para que a pessoa não perca a prancha no mar”, completa. Na Universidade de São Paulo (USP), as aulas acontecem com hora marcada, na raia olímpica. “Há dois anos ensino as bases do stand-up sem ter de sair da cidade. Explico como funciona, mostro como se equilibrar na prancha e depois encaminho para uma escola na praia”, diz Alessandro Matero.

Foto: Francisco Chagas

NÃO É PRECISO TER PRANCHA NEM ESTAR NA PRAIA PARA COMEÇAR A APRENDER

Os surfistas Johne Fran (no alto) e Fábio Gouveia em ação

www.t1.com.br

Comecar.indd 5

23/10/2009 11:49:54


Começar

Foto: Chico Padilha

32

Foto: divulgação

Djackson Paulino desafia a força das ondas num movimento radical

Quando o assunto é a onda dos sonhos, a resposta é unânime: “Já surfei em diversos lugares do mundo, mas o Havaí... É muito bacana”, diz Picuruta. Para Matero, a paixão pelo local vai além: “Já cheguei até a morar no Havaí, e decidi dar aulas de surfe na USP quando voltei de lá”, diz. É lá, no Havaí, na ilha de Maui, que se encontra o “paredão” de Jaws, um dos “picos” mais difíceis e perigosos do mundo, com ondas de cerca de 20 metros de altura. Sonho de qualquer surfista experiente. A Austrália, conhecida como o país do surfe, também é o paraíso de quem procura boas ondas. No Brasil, a bodyboarder Carol indica a badalada Maresias e a tranquila praia de Paúba, também no litoral norte de São Paulo. No Rio, as praias mais procuradas pelos surfistas são a da Macumba e Grumari. As ondas de Fortaleza e Florianópolis também são famosas e não raro são sede de campeonatos.

O campeão Picuruta Salazar mostra algumas manobras

Comecar.indd 6

23/10/2009 11:50:03


Comecar.indd 7

23/10/2009 11:50:23


34

Agenda

Acelere Conheça algumas das provas de rua mais disputadas dos próximos meses e anime-se a correr

si Foto: Cláudio Ros

Dia: 8 ilhas Brasil Mizuno 10 M Prova: Circuito km Distância: 16 (DF) ília as Br : Cidade .br w.mizunobr.com w w : ão riç sc In

Dia: 1 ova York atona de N Prova: Mar 42 km Distância: ) a York (EUA ov g N : Cidade marathon.or yc gn .in w w w : o çã ri Insc

Dia: 15 Prova: Circuito Vênus – Corrida para Mulheres Distância: 5 e 10 km Cidade: São Paulo (SP) Inscrição: http://o2por minuto.com.br

Dia: 22 Prova: Circuito de Co rridas da Caixa Zumbi dos Palmares Distância: 5 e 10 km Cidade: Brasília (DF) Inscrição: www.circu itodacaixa.com.br

Dia: 2 2 Prova : São Paulo C Zumb lassic i dos Palm are Distâ s ncia: 4,3 e 10 Cidad km e: São P au Inscr lo (SP) içã www o: .corpo re.org .br

Exclusiva para o público feminino, a prova ficou famosa por agregar palestras e atividades relacionadas à saúde e ao bem-estar da mulher na área de largada. Yoga e massagens também fazem parte dos mimos oferecidos para a “nuvem cor-de-rosa” que percorre até 10 km.

Dia: 22 Prova: Curitiba tona de 13ª Mara : 42 km Distância tiba (PR) gov.br uri C : uritiba.pr. e Cidad aratonac .m w w :w Inscrição

Agenda 2.indd 2

O BR M VE NO

Dia: 29 ack & Prova: Tr – n Series u R ld ie F a p 3ª eta : 10 km Distância : e d Cida (SP) São Paulo : o ã ç Inscri ld. ckandfie www.tra n com.br/ru

pa Dia: 29 es – 5ª eta thlon Seri zamento ve e Prova: Bia R e al : Individu ida) corrida) Distância 2 km corr ação e 3 km at n m natação e m (500 0 0 (3 iciantes Infantil e In biathlon peva (SP) u It : e d a s.com.br/ Cid h5evento .t w w w : Inscrição

26/10/2009 10:51:09


35

Foto: Mac Pale/ SXC

BRO M E Z DE

si Foto: Claudio Ros

A 85ª edição da principal corrida de rua da América Latina ocorrerá, conforme a tradição, no último dia de dezembro. Ao contrário da primeira edição, onde apenas 48 atletas compareceram, este ano espera-se que 15 mil pessoas, entre amadores e profissionais, corram pelas ruas e avenidas de São Paulo.

Dia: 6 Prova: Maratona e Meia Maratona Rock n’ Roll Las Vegas Distância: 42 e 21.1 km Cidade: Las Vegas (EUA) Inscrição: las-vegas.competitor.com

Las Vegas entra no circuito mundial de corridas musicais e sedia, no dia 6 de dezembro, a Maratona e Meia Maratona Rock n’Roll. Nesta data, cerca de 20 mil corredores tomarão as ruas da capital do entretenimento embalados pelo som de 70 bandas que prometem garantir o ânimo dos atletas ao longo do percurso.

Dia: 12 Prova: le Alphavil a -5ª etap g in n n Ru : ia c Distân m 5 e 10 k : Cidade (SP) Barueri o: ã ç Inscri lphaville .a w w w .com.br running

Dia: 6 Prova: Corrida Shalom Distância: 6 km Cidade: São Paulo (SP) Inscrição: www.corpore.org.br

Foto: Makio Kusahara/ sxc.hu

Dia: 5 Prova: Maratona do Reggae Distância: 42 km Cidade: Jamaica Inscrição: www.reggaemarathon.com

– Etapa Final Dia: 6 de il de Triathlon as Br éu of tação, 40 km Tr Prova: 1,5 km de na l: ta na io na ss de ofi m Distância: Pr mador: 750 de corrida. A km 10 e da o rri ciclism km de co ciclismo e 5 ção, 20 km de P) os (S pa_2009 Cidade: Sant il.com.br/eta w.trofeubras Inscrição:ww

Dia: 12 Prova: XTerra Trail Run Florianópolis Distância: 8 km Cidade: Florianópolis (SC) Inscrição: www.xterrabrazil.com

Dia: 31 Prova: São Silvestre Distância: 15 km Cidade: São Paulo Inscrição: www.saosilvestre.com.br/2009

Dia: 13 Prova: Circuito das Praias 6ª Etapa Distância: 10 km Cidade: Guarujá (SP) Inscrição: www.th5eventos.com.br/inscricao

Dia: 1 3 Prova : Circuit o Estaçõ das es Ad idas 10K / E ta Distân pa Verão cia: 5 e 10 k Cidad m e: Inscriç Poá (SP) ão: http://o 2 uol.co porminuto. m.br/c ircuito dases tacoe s

Dia: 19 Prova: Corrida de Natal Distância: 5,5 km Cidade: São Paulo (SP) Inscrição: ww.corpore.org.br

www.t1.com.br

Agenda 2.indd 3

26/10/2009 10:51:29


36

Vitrine

Atitude nos pés

Mais do que nunca, o tênis virou um importante acessório de moda. Para ajudar a montar o look, selecionamos dez tênis para você também fazer bonito fora da academia

Lacoste Kade Strap

Olympikus Flap

OLK Pequim

Fotos: Fabio Mangabeira

Converse European OX

Vitrine3.indd 2

23/10/2009 12:00:58


37

Adidas Hyperbounce

Puma Tazon II

Adidas Shikoba

Adidas HyperRide 2.0

Adidas Star Bling

OLK Portugal

www.t1.com.br

Vitrine3.indd 3

23/10/2009 12:04:44


38

Moda

Tênis Reebok Diamond Cool, blusa M.Officer, short Coca-Cola, colar Tutu Ferreira, pulseira Francesca Romana

MODA-op2.indd 2

23/10/2009 12:15:13


39

Pernasdefora Item básico do verão, o short chega em diversas cores, tecidos e modelagens para garantir o clima de descontração também na cidade Fotografia – Priscila Prade Figurino – Flaminio Vicentini Cabelo e maquiagem – Junior Mendes Modelo – Luiza Rickert (L’Equipe) Produção Executiva – Kelly Marietto

www.t1.com.br

MODA-op2.indd 3

23/10/2009 12:15:24


40

Moda

T锚nis Mizuno Wave Nirvana 5, camisa Mandi, short e cinto Triton, pulseiras Acess贸rios Modernos

MODA-op2.indd 4

23/10/2009 12:15:34


41

TĂŞnis Puma Tazon II, short Colcci, regata Calvin Klein, blusa Mob

www.t1.com.br

MODA-op2.indd 5

23/10/2009 12:15:50


42

Moda

MODA-op2.indd 6

23/10/2009 12:16:11


43

T锚nis Coverse As Core OX CT 114, camisa Rock Lilly, regata Calvin Klein, short jeans John John Denin, cinto Triton, pulseiras Acess贸rios Modernos

www.t1.com.br

MODA-op2.indd 7

23/10/2009 12:16:22


44

Moda

T锚nis Olympikus Beauty, short Triton, regata I贸dice, top Calvin Klein, pulseira Francesca Romana

MODA-op2.indd 8

23/10/2009 12:16:32


45

Tênis Reebok Diamond Cool, blusa M.Officer, short Coca-Cola, colar Tutu Ferreira, pulseira Francesca Romana

www.t1.com.br

MODA-op2.indd 9

23/10/2009 12:16:51


46

Moda

T锚nis Nike All Court Nylon Emb., polo Sky Land and Sea, short branco F贸rum, pulseira Swacht

MODA-op2.indd 10

23/10/2009 12:17:05


47

Tênis Adidas Hellbender Ats, blusa Patogê, short Hering, pulseiras Acessórios Modernos

www.t1.com.br

MODA-op2.indd 11

23/10/2009 12:17:21


MODA-op2.indd 12

9/11/2009 11:33:25


2ND FLOOR 575 DENIM ANTIK CALVIN KLEIN CARMIM CAVALERA DIESEL EARNEST SEWN ECKO ENERGIE FAITH CONNEXION HUDSON IÓDICE JOHN, JOHN LEE MISS SIXTY OSKLEN OXTO REPLAY RK DENIM SEVEN TRUE RELIGION ZOOMP

OSCAR FREIRE I MORUMBI SHOPPING I ANÁLIA FRANCO I JARDIM SUL I ELDORADO BAURU SHOPPING I SHOPPING IGUATEMI CAMPINAS I PALLADIUM CURITIBA I PARK BARIGUI CURITIBA IGUATEMI PORTO ALEGRE I BARRA SUL PORTO ALEGRE I PRAIA DE BELAS PORTO ALEGRE FLORIPA SHOPPING I SHOPPING VITÓRIA I CATUAÍ LONDRINA I MUELLER JOINVILLE RIO PRETO SHOPPING I RIBEIRÃO SHOPPING BREVE WEST PLAZA I SHOPPING BUTANTÃ I SHOPPING LA PLAGE GUARUJÁ I RIO CLARO SHOPPING CENTER PLAZA LIMEIRA I MAXI SHOPPING JUNDIAÍ I PARK SHOPPING BRASÍLIA

www.thejeansboutique.com.br

MODA-op2.indd 13

9/11/2009 11:33:40


50

Estilo rua

Corpo e mente sãos Se durante a semana o foco são os exercícios mentais, aos sábados a USP se abre àqueles que querem malhar também o resto do corpo Fotos: Fabiano Cerchiari

Ana Luiza Nobre Nunes

Camila de Souza

Simone Claudio Mrtins Cardoso

Estilo rua.indd 2

23/10/2009 12:21:46


51

Luiza Moraes Thabata Soares Giavoni

Patricia Ramos

Carla Gillermamm

Rodrigo Prado

Daniel Ramos

Denise Faria Terra

v

Estilo rua.indd 3

23/10/2009 12:22:41


Objeto de desejo

52

O rei da

estrada

Fotos: divulgação Gumpert

S

Objeto de desejo + se liga2.indd 2

eu nome não é famoso e seu design, ainda meio robusto, não chama a atenção nas ruas da Europa. Ainda assim, o superesportivo Gumpert Apollo Sport superou carros de renome como o Nissan GT-R, o Chevrolet Corvette ZR1, a Maserati MC12 e o Pagani Zonda ao bater o recorde de velocidade para veículos homologados para uso em estrada do autódromo de Nürburgring, na Alemanha. Pilotado por Florian Gruber, o modelo completou o traçado de mais de 20 quilômetros, em apenas 7min11s57. O que dá uma média de pouco mais de 171 km/h. Capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas três segundos, o Gumpert Apollo Sport conta com motor Audi de 4,2 litros FSI V8 biturbo de 700 cv de potência, e é capaz de atingir até 360 km/h.

28/10/2009 10:41:27


Suco Bagaรงo, natural de verdade!

Objeto de desejo + se liga2.indd 3

28/10/2009 10:42:06


54

Se liga

Guarda-roupa de portáteis

Fotos: divulgação

Uma nova mania americana promete pegar por aqui. Trata-se dos adesivos para iPod, celular, notebook e até consoles de videogame que servem como capas diferenciadas e divertidas. A ideia, desenvolvida pela GelaSkins em parceria com a 3M e diversos artistas plásticos e fotógrafos, é poder personalizar os aparelhos de acordo com o seu humor. Fácil de remover, as “roupinhas” são feitas no tamanho exato para os diferentes modelos de MP3, celulares e computadores, e podem ser encontradas no site www.gelaskins.com a preços que variam de US$ 12 a US$ 30.

Desfile nas areias A modelo Mariana Weickert, 27, lançou-se ao posto de estilista. Em parceria com a amiga Francine Taulois, criou a grife de moda praia Alór, que já conta com clientes famosas como Adriane Galisteu, Carolina Dieckmann e Luciana Curtis. A maior inovação na modelagem da dupla fica por conta das tiras de borracha tensionadas, que entram no lugar dos tradicionais elásticos para dar mais conforto e melhor caimento às peças.

Maré alta Eleita pela revista Náutica por dois anos consecutivos (2007 e 2008) como uma das 15 melhores embarcações do ano, a lancha FS 230 Scappare acaba de ganhar nova versão. Com 23 pés (sete metros), vem com motor tipo centro-rabeta – o que garante mais espaço livre para solário ou para incluir uma plataforma de mergulho – com potência que varia de 120 a 225 hp. Fabricado com madeira Teka importada do Sudeste asiático, material também utilizado no assoalho do cockpit, o barco pode ser encontrado na FS Boats (www.fsboats. com.br), por R$ 79 mil.

Objeto de desejo + se liga2.indd 4

23/10/2009 12:25:38


55

Por terra ou água Os aventureiros poderão finalmente desfrutar da liberdade de locomoção que tanto queriam durante suas expedições. A Greenext acaba de trazer ao Brasil os carros anfíbios da canaGreene dense Argo. Disponíveis em três modelos, Avenger, Frontier e Centaur, cada qual com versões com tração nas seis ou nas Centau rodas, os utilitários off-road chegam a atingir 37 quilôoito ro metros por hora em terrenos acidentados, com rocha, areia, lama, lagoas, córregos e gelo. Com motor de 23 HP e 627 c.c., o 6x6 Frontier 650, por exemplo, tem capacidade c.c para pa levar até quatro pessoas em terra e duas na água. De D R$ 30 mil a R$ 137 mil. (www.greenext.com.br)

Skate arte Sempre surpreendente, Marc Jacobs resolveu abrir mão do tênis, do golfe e do polo, esportes classicamente relacionados ao universo do luxo, para mostrar sua criatividade em uma seara que combina muito mais com seu estilo despojado e anárquico, o skate. O estilista da grife Louis Vuitton aproveitou a liberdade de sua marca própria, a Jacobs by Marc Jacobs, para lançar duas pranchas de skate feitas com bordo canadense grafitado, que prometem se tornar verdadeiros objetos de arte. Disponíveis nas lojas da marca ou pelo site www.marcjacobs.com, as únicas 100 peças de cada modelo poderão ser adquiridas por US$ 89. O dinheiro arrecadado com a venda deverá ser revertido ao Creative Growth Art Center, organização californiana sem fins lucrativos, voltada a artistas com deficiências mental e física.

Remadas preciosas Os remadores de primeira linha que se preparem. A Caiaker acaba de lançar seu mais novo modelo, o caiaque Tubarão. Fabricado em polietileno de alta resistência (RA-34-U3 da Braskem), o modelo aberto – “sit-on-top” –, autodrenável, vem com dois compartimentos estanques para acondicionamento de equipamentos, além de bagageiro, alças anatômicas para transporte, cadeirinha para expedições, prendedores de remo na lateral e proteção anti-UV no casco. Com design voltado à alta performance, pode atingir até 8 km/h em condições normais de remada. Por R$ 1.200,00, na Caiaker (www.caiaker.com.br) www.t1.com.br

Objeto de desejo + se liga2.indd 5

23/10/2009 12:25:43


56

Turismo

Paraíso

selvagem Sede da Copa do mundo de 2010, a África do Sul agrega aventura, história e contato com a natureza

C

Foto: Vivek Chugh/sxc.hu

onhecida pelos safáris e pela pouca tradição no futebol, a África do Sul conta os dias para mostrar aos turistas que o esporte também faz parte das atrações turísticas do país. A mudança já tem data marcada. Será de 11 junho a 11 de julho de 2010, quando o país do rugbi dará espaço ao futebol. Até lá, enquanto as famosas vuvuzelas (cornetas de quase um metro de comprimento, usadas nos estádios) sul-africanas não soam, o país serve de cenário para os amantes de aventuras nas nove províncias que serão sedes do evento esportivo – Johannesburgo, Pretória, Bloemfontein, Rustenburg, Polokwane, Nelspruit, Port Elizabeth, Durban e Cidade do Cabo.

turismo.indd 2

Nelas, é possível fazer passeios que vão desde observar animais selvagens até conhecer praias banhadas pelos oceanos Atlântico e Índico, em paisagens dignas de programas da National Geografic. Somente a Cidade do Cabo, capital legislativa do país, é cercada por 101 praias, que agradam desde quem procura tranquilidade até os que buscam, sem timidez, um belo banho de sol na praia de nudismo de Sandy Bay. É no centro da Cidade do Cabo que está também o mais famoso cartão-postal do país, aTable Mountain, com teleférico, trilhas e cerca de 350 rotas a serem escaladas. Com dias ensolarados praticamente durante o ano todo, a cidade, que já foi comparada ao Rio

Paisagens centenárias e animais selvagens são as principais atrações do país sede da Copa de 2010

23/10/2009 12:28:23


57

de Janeiro inúmeras vezes por ser considerada a mais bonita da África do Sul, é também a que atrai mais turistas. A poucos minutos de barco está a ilha Robben, onde Nelson Mandela – principal líder contra o Apartheid – permaneceu isolado por 18 dos quase 30 anos em que esteve preso. Visitas guiadas ao presídio hoje desativado podem ser facilmente agendadas.

www.t1.com.br

turismo.indd 3

23/10/2009 12:28:33


Turismo

Foto: Nicolas Raymond/sxc.hu

58

Vista panoramica de cima da Table Mountain, um dos lugares mais visitados em Cidade do Cabo

Mais ao Norte do país, o Kruger National Park, em Polokwane, na fronteira com Moçambique, e o deserto de Kalahari são os destinos mais procurados pelos turistas que desejam ver de perto os “big five” – leão, leopardo, rinoceronte, búfalo e elefante. Só o Kruger possui mais de dois milhões de hectares destinados a safaris e luxuosos acampamentos, que atraem milhares de turistas desejosos de vivenciar dias de natureza selvagem. Com localização privilegiada e belas paisagens, a África do Sul está mais perto do que se imagina. A oito horas de voo de São Paulo está Johannesburgo, cidade sede do Soccer City, maior estádio do país, com capacidade para 95 mil espectadores, e onde terá início a Copa de 2010. É também lá que se localiza o museu do Apartheid, que reconta a história de quase meio século de segregação racial que tomou conta da África do Sul, quando governantes brancos impediam que os negros exercessem seus direitos de cidadão, entre 1948 e 1990. As disputas territoriais na época da colonização e toda a violência gerada pela exploração de pedras preciosas na região também fazem parte do histórico do país.

turismo.indd 4

Foto: divulgação

Natureza e história se misturam na paisagem

Mais ao Norte do país é possível ver leões, girafas e elefantes soltos nas reservas

23/10/2009 12:28:46


59

Pausa para as compras

Johannesburgo, cidade onde terá início a Copa do Mundo de 2010

Foto: Aldon Scott Mc Leod/sxc.hu

Antes de encerrar a viagem, vale a pena acrescentar algumas lembranças regionais na bagagem. O shopping Sandton, em Johannesburgo, misto de hotel, lojas e restaurantes, é uma opção para quem quer estar por dentro das novidades da moda africana ou ver os últimos lançamentos de sapatos de Milão. Já na Cidade do Cabo, a badalação nas compras fica por conta do complexo Victoria & Alfred Waterfront, que reúne shoppings, bares e restaurantes à beira do cais. Se a ideia é comprar objetos tipicamente sul-africanos, não deixe de passar na Green Market Square, também na Cidade do Cabo. Ali, pode-se encontrar diversas opções de bijuterias feitas com penas e rabo de elefante, esculturas de madeira, artesanatos, quadros e tecidos. Não deixe de pechinchar.

SERVIÇO Passagem de ida e volta para Johannesburgo, saindo de São Paulo, a partir de US$ 2.276,11 com a South African Airways.

Foto: Nicolas Raymond/sxc.hu

Uma das paisagens do Kruger, parque onde é possível realizar os famosos safáris africanos

www.t1.com.br

turismo.indd 5

23/10/2009 12:28:52


turismo.indd 6

23/10/2009 12:29:01


turismo.indd 7

23/10/2009 12:29:11


62

Gastronomia

Gastronomia3.indd 2

23/10/2009 12:34:31


Foto: Divulgação

63

Bendita

redonda

Fotos: Fernando Cavalcanti

Foto: Alessandra Gerzoschkowitz

Prato unânime na hora de reunir os amigos, a pizza só divide opiniões quando se trata de escolher os sabores e o melhor local para degustá-la

H

á quem diga que São Paulo é a terra da pizza, e que as redondas feitas por aqui são ainda melhores do que as originais encontradas na Itália. Interpretações subjetivas à parte, o fato é que é difícil encontrar quem não se renda ao prato seguindo, muitas vezes, uma regularidade quase espartana. – Domingo tem que terminar com pizza, se não, não é domingo – afirma o empresário Luca Salvia, dando voz a inúmeros fãs da receita democrática, que já ganhou dezenas de versões. Indo das básicas de mussarela ou calabresa, às mais requintadas com shitake, brie, presunto de Parma e alcachofra. Isso sem falar das variantes adocicadas, de chocolate, frutas e sorvete. Eleita sete vezes a melhor pizzaria de São Paulo pela Vejinha, a Brás confirma a preferência também entre os famosos. Em uma rápida enquete realizada pela revista Tennis One, 80% dos entrevistados não hesitaram em citar a casa como primeira opção, respondendo quase sem pensar. Um deles foi o empresário e polista Rico Mansur, que costuma fazer companhia ao amigo Luca Salvia. “Gosto muito da Paulistana (feita com mussarela especial, queijo defumado ralado, pedaços de tomate fresco e azeitona preta)”, diz ele. – Todas as combinações são tão boas que não me importo de, no dia seguinte, ter de correr duas horas na esteira pra queimar todas as calorias extras – garante Salvia.

Pizza Margherita da Brás: restaurante preferido de Luca Salvia e Julia Petit

www.t1.com.br

Gastronomia3.indd 3

23/10/2009 12:34:48


Gastronomia Pizza Alla Margherita da Forneria San Paolo, indicada por Érika dos Mares Guia

Foto: divulgação

64

Alta qualidade dos ingredientes é o segredo Julia Petit e o estilista Alexandre Herchcovitch são outros fãs assumidos da casa criada pela Cia. Tradicional de Comércio em 1998, e que hoje conta com cinco filiais, incluindo uma em Campinas e outra no Rio de Janeiro. Com 36 sabores no cardápio, todos compostos por ingredientes de alta qualidade – aí o segredo do grande sucesso –, a Brás costuma contentar tanto aqueles que gostam de combinações mais ortodoxas, como Herchcovitch, que costuma pedir a Castelões, feita com mussarela e calabresa, quanto os que preferem pequenas ousadias, como Julia. – Peço sempre aquela que tem nome de macarrão. Como é mesmo? Carbonara – referindo-se ao recheio que leva pedacinhos de pancetta, mussarela, pimenta-do-reino, ovo cozido e queijos Grana Padano e Pecorino ralados. – Ah, e sempre acompanhado com chope. Que ali é delicioso – completa. Com mais de seis mil pizzarias espalhadas pela cidade (isso sem contar as que trabalham apenas com entregas), chegar a um consenso de quais as melhores realmente não é tarefa fácil. Tanto que, depois de eleita aquela que assumiria o topo da pirâmide, as opiniões se dispersam para todos os lados. Entre as mais lembradas estão a Veridiana, localizada em um casarão antigo no bairro de Higienópolis, a Bendita Hora, uma das mais novas a assumir um posto de destaque, e a Bros.

Forneria e Cristal também são preferidas entre os famosos Mineira recém-adotada pela cidade, para onde se mudou no início do ano, a empresária Érika dos Mares Guia lembra ainda outro ponto que se tornou o queridinho da alta sociedade paulistana na hora de reunir os amigos ou a família em torno de um disco de pizza, a Forneria San Paolo. Ali, Érika gosta de pedir uma das receitas mais clássicas, a margherita, feita com mussarela, tomate fresco e folhas de majericão. Com arquitetura de Isay Weinfeld e concepção do grupo Fasano, que em 2006 vendeu sua parte para o empresário João Paulo Diniz, a casa tem em sua massa o principal destaque. Tanto que a utiliza como base para os diversos paninis que completam o menu. Outra que prefere apostar nos sabores mais tradicionais é a atriz Guilhermina Guinle, que não raro pode ser vista dividindo uma redonda de mussarela na Cristal Pizza, no Itaim Bibi. “A pizza deles tem massa fininha. É uma delícia”, diz ela, que também reserva as noites de domingo para se jogar no prato mais amado do paulistano.

Gastronomia3.indd 4

23/10/2009 12:35:05


65

SERVIÇO Bendita Hora R. Vanderlei, 795, Perdizes Tel: (11) 3862-0622 Brás Pizzaria R. Vupabussu, 271, Pinheiros Tel: (11) 3037-7975

Cristal Pizza R. Prof. Arthur Ramos, 551, Itaim Bibi Tel: (11) 3031-0828 Forneria San Paolo Rua Amauri , 319, Itaim Bibi Tel: (11) 3078-0099

Foto: Luna Garcia

Bros R. Adolfo Tabacow, 170, Itaim Bibi Tel: (11) 3078-1130

Veridiana R. Dona Veridiana, 661, Higienópolis Tel: (11) 3120-5050

www.t1.com.br

Gastronomia3.indd 5

23/10/2009 12:35:13


Cultura

66

Grafite de

guerrilha Com obras avaliadas em quase meio milhão de dólares, o inglês Banksy consagra-se como o maior artista de rua da atualidade

Cultura2.indd 2

Foto: Adrian Pingstone

S

ua verdadeira identidade é secreta e seu trabalho questionador aparece quando menos se espera pelos muros da cidade. No caso, Londres. Ainda assim, o grafiteiro Banksy se tornou celebridade no mundo todo. Seus desenhos em locais públicos foram elevados à categoria de obra de arte, tendo merecido até mesmo um pedido de desculpas da prefeitura de Bristol por ter apagado um deles “sem querer”. E mesmo aqueles feitos por encomenda chegam a atingir US$ 560

23/10/2009 12:40:56


67

mil, como aconteceu com o quadro encomendado pela banda britânica Blur, para servir de capa do álbum Think That. Com forte crítica social, comportamental e política, seus desenhos feitos com estêncil e tinta em spray começaram a aparecer nas paredes de Londres e de Bristol em meados da década de 1990. Desde então, ganharam admiradores famosos como Brad Pitt, Angelina Jolie e Christina Aguilera, e o respeito de especialistas em artes plásticas. Os aplausos foram tantos que, em 2008, Banksy foi convidado a expor seu trabalho num túnel ferroviário próximo à estação de Waterloo, na capital britânica, e neste ano fez sua primeira mostra individual no museu de Bristol. Nos dois andares reservados ao artista, uma série de obras e instalações abre caminho aos questionamentos habituais, sempre partindo de referências simples, que facilitam a leitura e o entendimento pelo público em geral. Caso do Piu Piu triste e enrugado dentro da jaula, do David de Michelangelo com explosivos atados ao corpo como se fosse um homem-bomba, do policial da tropa de choque cavalgando em um pônei de brinquedo, ou da estátua da Justiça com óculos e bolsas de grife no lugar da venda e da balança.

Humor, singeleza e crítica social são constantes no trabalho do grafiteiro inglês

Habituado a usar capuz, máscaras e roupas largas quando está trabalhando, Banksy desestimula seus fãs a buscarem sua identidade. “Estou tentando apenas fazer com que os desenhos apareçam bem. Não quero fazer com que eu mesmo apareça bem. Além disso, é uma aposta segura dizer que a realidade do que sou seria uma terrível decepção para alguns moleques de 15 anos por aí”, disse ele, certa vez, à revista americana Swindle. Estima-se que o artista tenha nascido na primeira metade da década de 1970 na cidade de Bristol, onde seus

Foto: Szater

Fotos: divulgação

Identidade do artista anônimo é questionada

www.t1.com.br

Cultura2.indd 3

23/10/2009 12:41:02


Cultura

primeiros grafites foram feitos. Recentemente, o jornal britânico The Mail On Sunday publicou uma grande reportagem afirmando ter descoberto seu verdadeiro nome e origem. A informação, levantada a partir de uma foto feita há quatro anos na Jamaica, afirma que Banksy é de fato Robin Gunningham Banks, 34, um ex-aluno da Bristol Cathedral School. Mas os dados nunca foram confirmados nem negados pelo assessor do artista.

Foto: William Avery

68

Ilustrações: Banksy

Ousadia e poesia são suas marcas registradas

Cultura2.indd 4

Um dos trabalhos mais marcantes de Banksy foi feito em 2005, quando viajou à Cisjordânia para realizar uma série de desenhos no muro que divide a Palestina de Israel. Dois dos mais marcantes foram o de uma menina alçando voo graças aos balões a gás que segura, e o de um buraco que satirizava a vida do outro lado da parede ao mostrar uma paisagem tranquila com praia e coqueiros. A temática da guerra e paz aparece ainda nos desenhos da pomba branca com colete a prova de bala, de menina revistando um soldado contra o muro e da Monalisa segurando uma bazuca. No início de 2008, o grafite de um pin-

23/10/2009 12:41:09


Fotos: divulgação

Foto: Szater

69

Nas duas páginas, alguns dos desenhos de Banksy espalhados pela Inglaterra

tor usando roupas antigas e dando os últimos retoques à palavra “banksy”, feito na lateral de um restaurante no bairro de Notting Hill, em Londres, foi vendido no site de leilões e-Bay por US$ 400. Sendo que o comprador ainda teve de arcar com os custos de remoção e reparo da parede. Mais recentemente, o alvo das críticas do artista foram os CDs da socialite metida a artista, Paris Hilton. Quinhentas cópias adulteradas do álbum foram colocadas pelo grafiteiro nas maiores lojas de disco da Inglaterra sem que ninguém notasse. Só depois de descoberto ele colocou o vídeo que prova sua façanha na internet. www.t1.com.br

Cultura2.indd 5

23/10/2009 12:41:15


70

O que rola

STOP PLAY

E

les já tocaram em festivais, abriram a última turnê do grupo belga Vive la Fête, no Brasil, foram apontados como a próxima CSS (Cansei de Ser Sexy) e, desde o ano passado, vivem com a agenda de shows lotada. Criada no fim de 2007, a banda Stop Play Moon vem fazendo sucesso entre o público mais descolado com uma estética musical marcada pelo uso de sintetizadores para distorcer vozes e combinar diferentes batidas e instrumentos. O resultado são canções progressivas e ao mesmo tempo simples, que convidam a dançar sob a voz melodiosa da curitibana Geanine Marques. Muito antes de se descobrir como banda, os integrantes da Stop Play Moon já mostravam seus talentos em outra

o_q_rola.indd 2

seara, a da moda. A vocalista, Geanine Marques, já tinha desfilado como modelo e virado musa do estilista Alexandre Herchcovitch. Paulo Bega, que cuida dos sintetizadores e da guitarra, fez sua história na fotografia. E o baterista Ricardo Athayde trabalhou como designer gráfico e ilustrador. Mas todos também já tinham feito suas incursões individuais pelo mundo da música. Geanine, 36, canta profissionalmente há mais de dez anos fazendo pocket shows e participações especiais em projetos musicais, como o disco Confraria das Sedutoras, do grupo 3namassa. Bega já tocou em diversas bandas, como a indie Motel e a underground Vague. Athayde chegou a ser DJ do badalado restaurante parisiense Favela Chic.

23/10/2009 12:47:23


71

Foto: Divulgação

MOON

Helô Ricci – Gosto muito de sair para ver e escutar o show da banda Stop Play Moon, com a Geanine Marques nos vocais. Ela é incrível. A dica vem de quem já viu um pouco de tudo na noite paulistana. Antes de se tornar uma das promoters mais respeitadas da cidade, com direito a comandar a lista de VIPs e famosos nos shows de Madonna e Boy George, Helô Ricci se tornou conhecida por liberar ou vetar a entrada do público por mais de 12 anos em clubes como Massivo, Cha Cha Cha, B.A.S.E, Lov.e, Disco e Ultralounge. Afastada das “portas” há cinco anos, ela agora decide quem u não participar das festas pode ou daladas sentada na sala da mais badaladas oria de eventos que monassessoria ado de Fábio Queiroz. Para tou ao lado manter a boa forma à noite, ercala corridas ela intercala e aulas de pilates durante o dia.

Criada em 2007, a banda se tornou queridinha dos noturnos e fashionistas

Foto: Daniel Aratangy

Com influências do rock, pop, funk, soul, jazz e muita música eletrônica dos anos 1970, a Stop Play Moon, também conhecida apenas como SP Moon ou SPM, agrega referências estéticas trazidas da moda para compor um som refinado e elegante. Enquanto não lança seu primeiro álbum, o grupo alimenta seus fãs com faixas inéditas disponibilizadas em sua página no MySpace (www.myspace.com/ stopplaymoon), onde mais de quatro mil pessoas já ouviram canções como Stranger, Huhu, Take It All e Hey. – São composições nossas, inéditas, que estamos gravando aos poucos – diz Bega, que garante não ter pressa para finalizar o disco. – Estamos fazendo no ritmo de cada um, sem pressão.

QUEM INDICA

www.t1.com.br

o_q_rola.indd 3

23/10/2009 12:47:31


Roteiro cultural por...

Leonardo Miggiorin

Escalado para participar do elenco de Viver a Vida, novela que substituiu Caminho das Índias na TV Globo, o ator mineiro Leonardo Miggiorin, 27, teve de mudar de vida nos últimos meses. Trancou a faculdade de psicologia que fazia em São Paulo e mudou-se por uns tempos para o Rio de Janeiro. “Novela das oito no Rio não combina com faculdade em São Paulo”, diz ele. Ainda colhendo os louros de sua atuação na minissérie Som & Fúria, ele aproveita o pouco tempo livre para promover seu filme mais recente, Rinha, do diretor Marcelo Galvão. Produção independente da Gatacine, o longa conta a história de um playboy, que tenta ganhar dinheiro apostando em festas secretas.

Foto: Milton Michida / SPTuris

72

Imperdível “Ir ao parque Ibirapuera. É perfeito para passear com a família, andar de bicicleta e tomar água-de-coco. Tomar um café na Starbucks da alameda Santos e caminhar pela Paulista, vendo aqueles prédios enormes! Ou um passeio à tarde em qualquer dia da semana pela Oscar Freire: compras e sorvete!”

Parque do Ibirapuera, na zona sul de São Paulo (SP)

Tela Plana

Pipoca

DVD duplo Justin Timberlake Futuresex/ Loveshow, por R$ 41,80, na Saraiva.com

Quem quer ser um Milionário, do diretor Danny Boyle (2008)

io Ângelo

“Recentemente comprei o DVD dos shows da Amy Winehouse e do Justin Timberlake para curtir em casa.”

Foto: Már

Biblioteca

o Fotos: Divulgaçã

Peça Alguns Leões Falam, de Anderson Aníbal, encenada pela Cia Clara de teatro

roteiro cultural2.indd 2

“Estou lendo o roteiro da peça Alguns Leões Falam, do diretor Anderson Aníbal [que trata sobre desejo, traição e camaradagem]”

Vitrola

Boca de Cena

“Tenho ouvido muita coisa de Cabo Verde, como Cesaria Evora, além de Justin Timberlake, Forgotten Boy’s e Michael Camilo.”

“Gostei muito de Agreste e As Centenárias, com a Andréa Beltrão e a Marieta Severo. Elas são incríveis! Também recomendo a comédia Amigas Pero no Mucho, com as participações de Leopoldo Pacheco e o impagável Elias Andreatto.”

CD Diva Aux Pieds Nus, de Cesaria Evora, na CD Point por R$ 37,32

“Indico Quem Quer Ser um Milionário. Filme genial! E com uma função social muito bem aproveitada!”

As Centenárias, Com Andréa Beltrão e Marieta Severo

23/10/2009 12:50:05


roteiro cultural2.indd 3

23/10/2009 12:50:21


Social

74

Fotos: Fabiano Cerchiari

Bruno Gagliasso

Juliana Paes

PROMENADE

Chandon 2009

Giovanna Ewbank

Foto: divulgação

E Evento promovido pela marca de champanhe reúne ffamosos na rua Oscar Freire e na The Jeans Boutique

DJ Zé Pedro

social2.indd 2

23/10/2009 15:12:03


Turco Loco

Fernanda Machado

Amanda Nader

Priscila Borgonov Valdemar I贸dice e Amir Slama

Eneida Oliveira

Julio Cotrin e Erik Sim玫es

www.t1.com.br

social2.indd 3

23/10/2009 15:12:43


Social

Foto: Rodrigo Trevisan

Foto: Rodrigo Trevisan

76

Isabela Fiorentino

Bianca Ranucci

Paula Manzoni, Thais Curvelo e Karina Roma

Fashion’s Nights Out

Jonny Luxo

Concebido por Anna Wintour, editora da Vogue América, o evento mundial reuniu mais de 300 lojas na região da Oscar Freire, Daslu e shoppings Iguatemi e Market Place.

Foto: Rodrigo Trevisan

Foto: Rodrigo Trevisan

Cesar Cielo

Chris Francini e Paula Martins

Fotos: Fabiano Cerchiari

Ana Claudia Michels e Thiago Costa Rego

social2.indd 4

Jefferson Lopes e Bianca Emsenhuber

Manuela Coltro e Luiza Vasconcellos

23/10/2009 15:13:41


77

Rico Mansur

Renata Maciel

Noite na Mokaï

Ana Paula Junqueira

Ana Paula Junqueira aproveitou sua estada em São Paulo, em outrubro, para badalar na Mokaï ao lado dos amigos. Intitulada Hand’s Up, a noite foi comandada pelo DJ Ber Bush e pelo músico Gutto Serta, que misturarm percussão com house music.

DJ Lucky

Juliana Sacramento e José Otávio Marfará Fotos: Cauê Moreno

Sally Marcelo Mussi e Pietra Bertolazzi

André Queiros e Giuliana Massiviero

www.t1.com.br

social2.indd 5

23/10/2009 15:14:22


Sarah Oliveira e Reynaldo Gianecchini

Marina Person e Didi Wagner

Foto: Adri Felden/ Argosfoto

Social

Foto: Adri Felden/ Argosfoto

78

VMB 2009 Sophia Reis

A entrega do prêmio VMB (Video Music Brasil), da MTV, agitou São Paulo no início de outubro. A cerimônia, que aconteceu no Credicard Hall, foi seguida por uma balada na Barra Funda.

Kika Martinez

Fotos: Hans Georg/ Argosfoto

Ronaldo e Bia Anthony

social2.indd 6

23/10/2009 15:14:44


Marcos Mion Titi Muller

Bia e Branca Feres Felipe Solari

Luisa Micheletti Jo達o Gordo e Eliana

www.t1.com.br

social2.indd 7

23/10/2009 15:15:22


social2.indd 8

9/11/2009 11:36:10


A Pátria Editora conta com profissionais altamente qualificados, prontos para atender as expectativas da sua empresa, executando o projeto editorial desde a concepção até a entrega da publicação para os leitores.

Telefone: 11 5505.6065 www.patriaeditora.com.br

social2.indd 9

9/11/2009 11:36:32


Vou de tênis

Foto: Fabiano Cerchiari

82

Malvino Salvador

M

esmo dedicando seis dias da semana às gravações da novela global Caras e Bocas, Malvino Salvador arranja tempo para pensar em outros planos. “Vou estrear uma peça de teatro, que ainda não tem nome definido”, diz o ator, que além de atuar, produzirá o espetáculo. O projeto, que está sendo planejado há dois anos, ainda não tem data certa para entrar em cartaz, mas já é certo que a exibição da peça não se restringirá ao tradicional eixo Rio – São Paulo. Malvino não descarta a ideia de levar a produção para Manaus, onde nasceu. Elegante até mesmo de jeans, ele mostrou que tênis pode ser usado para compôr um estilo despojado e fashion ao prestigiar a loja The Jeans Boutique durante a Promenade Chandon, evento realizado no bairro paulistano dos Jardins, no fim de agosto. De tênis casual e camisa, ele compareceu ao evento acompanhado da colega de elenco, a atriz Fernanda Machado, e atraiu dezenas de fãs, que se aglomeraram na porta da loja para fotografar o galã global.

vou_d_tenis.indd 2

28/10/2009 12:47:33


Às segundas, eu pego um longo caminho pra casa

© 2008 adidas AG. adidas, the 3-Bars logo and the 3-Stripes mark are registered trademarks of the adidas Group

A mesma rota de 8 km. Os mesmos tênis confortáveis. Toda segunda, semana após semana. Porque, quando eu encontro alguma coisa que funciona, eu me apego a isso.

vou_d_tenis.indd 3

adidas.com/running

9/11/2009 11:32:03


vou_d_tenis.indd 4

23/10/2009 15:31:36

Revista Tennis One 3  
Revista Tennis One 3  

Revista Tennis One 3

Advertisement