Issuu on Google+

Ano 2 - Nº 15

PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO PERPÉTUO SOCORRO

MAIO - 2012

Maria, nossa Mãe O mês de maio sempre foi considerado, desde as nossas mais antigas tradições católicas, como o mês de Maria. Todos nós nos recordamos das solenidades que fazem parte deste momento do ano. O verdadeiro devoto de Maria é conduzido por Ela a Jesus. Aliás, Ela nos ensina a ouvir e fazer a vontade de Seu Filho - "Fazei o que Ele disser" (Jo 2, 5) - quando vê a falta de vida e alegria na caminhada da Aliança do Povo de Deus. A maioria de suas imagens no-La representam, de uma forma ou outra, sempre com referência a Cristo, principalmente em Seus braços, como que O anunciando ao mundo.

DUAS PRERROGATIVAS UNÍSSONAS Ao refletirmos acerca da maternidade de Maria, não podemos deixar de evidenciar: Ela é Mãe, entretanto, Virgem, porque concebeu segundo a ação amorosa do Espírito Santo. Mãe de Deus e Virgem: são uníssonas as duas prerrogativas, sempre proclamadas juntas, porque se integram e se qualificam reciprocamente. Maria é Mãe, mas mãe virgem; Maria é Virgem, virgem mãe. Se omitirmos um dos dois aspectos, não se compreende plenamente o mistério de Maria, como os Evangelhos no-La apresentam. Maria, uma humilde criatura, gerou o Criador do mundo! O mês de maio renova-nos a consciência deste mistério, apresentando-nos a Mãe do Filho de Deus como copartícipe dos acontecimentos culminantes da História da Salvação. A tradição secular da Igreja considerou sempre o nascimento de Jesus e a Maternidade Divina de Maria como dois aspectos da Encarnação do Verbo. Recorda o Catecismo da Igreja Católica, citando o Concílio de Éfeso: "Com efeito, Aquele que Ela concebeu como homem por obra do Espírito Santo e que Se tornou verdadeiramente Seu Filho segundo a carne, não é senão o Filho eterno do Pai, a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade. A Igreja confessa que Maria é, verdadeiramente, a Mãe de Deus".1 Realmente, Nossa Senhora é "a Mãe de Deus", daí derivam todos os outros aspectos da Sua missão; aspectos bem evidenciados pelos milhares de títulos com os quais as comunidades dos discípulos de Cristo em todas as partes do mundo honram- Na. Antes de tudo, os de "Imaculada" e de "Assunção" porque, sem dúvida, Aquela que devia gerar o Salvador não podia ser submetida à corrupção do pecado original. Por isso mesmo, Nossa Senhora é invocada como a Mãe do Corpo Místico, ou seja, da Igreja. O Catecismo da Igreja Católica, inspirando-se na tradição patrística expressa por Santo Agostinho, afirma que Ela é verdadeiramente "Mãe dos membros de Cristo, porque cooperou com o Seu amor para que na Igreja nascessem os fiéis, membros daquela Cabeça".2 Toda a existência de Maria está estreitamente relacionada à de Jesus.

MISSÃO QUE CONTINUA NO CÉU

Por fim, não podemos olvidar que Maria, Mãe de Deus, é a Mãe da Igreja, portanto, de todos nós. O Papa Paulo VI afirmou com propriedade: "A primeira verdade é esta: Maria é Mãe da Igreja não apenas por ser Mãe de Jesus Cristo e sua muito íntima colaboradora na 'nova economia, quando o Filho de Deus assume d'Ela a natureza humana, para libertar o homem do pecado' mediante os mistérios da sua carne (LG, n.55), mas também porque 'refulge em toda a comunidade dos eleitos como modelo de virtude' (cf. LG, n.65, também n.63). Como, na verdade, cada mãe humana não pode limitar a sua missão à geração de um novo homem mas deve alargá- la à nutrição e à educação, assim se comporta também a Bem-aventurada Virgem Maria. Depois de ter participado no sacrifício redentor do Filho, e de maneira tão íntima que Lhe fez merecer ser por Ele proclamada Mãe não só do discípulo João, mas - seja consentido afirmá-lo - do gênero humano, por aquele de algum modo representado, Ela continua agora no Céu a cumprir a missão que teve na Terra, de cooperadora no nascimento e desenvolvimento da vida divina em cada alma dos homens remidos. Esta é uma consoladora verdade, que por ser livre beneplácito de Deus sapientíssimo faz parte integrante do mistério da salvação humana; por isso ela deve ser considerada como de Fé por todos os cristãos".3 O Documento de Aparecida diz: "Com Maria, chega o cumprimento da esperança dos pobres e do desejo de salvação. A Virgem de Nazaré teve uma missão única na História da Salvação: concebeu, educou e acompanhou Seu filho até a Cruz. Desde a Cruz, Jesus Cristo confiou a Seus discípulos, representados por João, o dom da maternidade de Maria, que nasce diretamente da hora pascal de Cristo (Jo 19, 27). Perseverando junto aos Apóstolos à espera do Espírito (cf. At 1, 13-14), Ela cooperou com o nascimento da Igreja missionária, imprimindo- lhe um selo mariano que a identifica profundamente. Como Mãe, fortalece os vínculos fraternos entre todos, estimula a reconciliação e o perdão e ajuda os discípulos de Jesus Cristo a experimentarem, como uma família, a família de Deus. Em Maria, encontramo- nos com Cristo, o Pai, o Espírito Santo e os irmãos".4

MISSÃO QUE CONTINUA NO CÉU

Na escola de Maria, escola de humildade, de serviço e de caridade, queremos pedir- Lhe que abençoe o povo brasileiro e ajude todos os seus devotos a serem discípulos- missionários de Jesus Cristo, como nos recomenda o Documento de Aparecida. Que Ela nos ajude a sermos autênticos filhos de Deus e zelosos filhos da Igreja, quando no mundo devemos anunciar - na esteira da Virgem Mãe de Deus, Mãe da Igreja, Mãe do Brasil - o rosto terno de Jesus que nos chama à fidelidade ao Evangelho. Que o olhar fiel e de serviço de Maria por Seu Filho nos ensine não só a rezar, mas a nos colocarmos em Seus braços para, com Jesus, caminharmos neste mundo anunciando o amor e vivendo este amor na comunidade dos seguidores do Ressuscitado que está em nosso meio! São Bernardo nos recorda, em um belo sermão sobre a Virgem, que no meio do mar da vida o cristão precisa fazer como um marinheiro que olha para a estrela a fim de encontrar o caminho do porto: "Olha para a estrela, invoca Maria!". Dom Orani João Tempesta, OCist 1 Catecismo da Igreja Católica, n.495. / 2 Idem, n.963. / 3 Signum magnum, 13/5/1967, n.1. / 4 DA n.267.

Arcebispo do Rio de Janeiro


PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO PERPETUO DO SOCORRO - FLORIANO - JABOATÃO DOS GUARARAPES - PE

Seguir o exemplo de Maria, Eterna Mãe...

Editorial

A

vida é um presente de Deus para nós. Quem traz a vida ao mundo é a mãe. Esta figura singular que todos amamos e damos graças a Deus pela sua existência que permitiu que a vida viesse ao Mundo. Maria e mamãe têm cinco letras, isto não é coincidência, mas uma ligação providencial divina. A maternidade de Maria e de todas as mães é dom agraciado por Deus. Maria é a Bem-aventurada, cheia de graça que no seu sim a Deus deixou gerar no seu ventre, Jesus Cristo, o Salvador da humanidade. As mães quando recebem de Deus o dom de gerar filhos e que deixam prosseguir a gravidez, elas estão colaborando com o Criador para que esse mundo esteja habitado por novas pessoas que fazem a alegrias de todos. O mês de maio é especial para os cristãos porque podemos celebrar a memória de nossa mãe do céu, Maria. Ela é a figura doce e meiga que nos traz Jesus e nos leva a Ele, com sua mão protetora, que zela, cuida e nos ajuda a sermos cristãos coerentes na escuta da Palavra e na missão de evangelizar todos com a Boa nova de Cristo. Neste mês também homenageamos as mães que tem um papel muito importante na família, pois elas educam os seus filhos para vida e para fé madura em Cristo. Que cada mãe sinta a proteção de Deus e da intercessão de Nossa querida mãe de Deus e nossa. VIVA NOSSA SENHORA E VIVA TODAS AS MÃES! José Benedito Schumann Cunha

Oração por todas as Mães

(Bacharel em Teologia)

Quão bendito és Tu Senhor, que nos trouxestes para este mundo, por obra e graça da tua bondade e do teu amor. Bondade e amor, expresso pelo dom da maternidade de nossas mães. É por isso que te louvamos Senhor, pela graça e benção de nossas mães. Abençoe todas as mães do mundo. Ricas e pobres, em todos os lares. Em todos os cantos, em todos os chãos. Quem recebeu o seu amor, nunca esquece.

Liturgia - Pequeno Manual do Católico (Parte 4) 27) Além da assistência à Santa Missa, o que mais é pedido aos fiéis? A Santa Igreja em sua sabedoria e para o bem de nossas almas, maior glória de Deus e para nossa salvação, pede ainda outras obrigações, que devemos procurar realizar com espírito de obediência e amor por Deus Nosso Senhor. São os chamados “Mandamentos da Igreja”. 28) Quais são esses Mandamentos? São 5: Assistir a missa inteira aos domingos e dias Santos de Guarda; Confessar-se uma vez por ano pelo menos; Comungar por ocasião da Páscoa; Fazer jejum e abstinência nos dias prescritos e Dar o dízimo segundo o costume 29) Porque a Igreja nos obriga a confessar e comungar na Páscoa? Sendo a mais importante festa do Ano Litúrgico, centro dos mistérios da vida de Nosso Senhor, a Igreja considera que todos os católicos devem realizar este mínimo gesto de amor por Jesus Sacramentado. Não significa que esta comunhão seja suficiente. O ideal seria que comungássemos todos os domingos. Mas a obrigação da comunhão pascal nos impele a fazer um bom exame de consciência. Quantas pessoas receberam a graça da conversão devido à confissão para a comunhão pascal. Fonte: www.mitranh.org.br

30) Quais os dias Santos de Guarda? São dias santos de Guarda: Santa Maria Mãe de Deus (1º de janeiro); Epifania (6 de janeiro); São José (19 de março); Ascensão do Senhor (data móvel); Corpus Christi (data móvel); São Pedro e São Paulo (29 de junho); Assunção de Nossa Senhora (15 de agosto); Todos os Santos (1º de novembro) e Imaculada Conceição (8 de dezembro). Todos os católicos devem fazer um esforço para ir à Santa Missa nos dias santos de Guarda quando não for feriado. 31) Quais os dias de jejum obrigatório? Atualmente, apenas na Quarta-feira de Cinzas e na Sexta-feira Santa. Mas o espírito da Quaresma nos move a jejuar com maior frequência, mesmo não sendo de obrigação 32) Ainda é de rigor a abstinência de carne nas sextas-feiras? Sim. Toda sexta-feira do ano devemos nos abster de comer carne (podemos comer peixe), em honra e em memória das dores da Paixão de Cristo. Continua na próxima edição


PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO PERPETUO DO SOCORRO - FLORIANO - JABOATÃO DOS GUARARAPES - PE

Igreja no Mundo Mulher com câncer rechaça aborto, salva-se e salva filhos

Z

oila Leiva, de Whittier, na Califórnia, enfrentou uma decisão de vida ou morte, como nenhuma outra em sua vida, aos 42 anos de vida e no quarto mês de uma gravidez de gêmeos. Em dezembro de 2007, ela foi diagnosticada com um câncer de seio avançado (etapa III) e seu médico lhe assegurou que a única opção para salvar sua vida era recorrer ao aborto de seus dois filhos. Ela, já mãe de uma menina de 14 anos, negou-se a abortar e salvou sua vida e a vida dos gêmeos. Sua história seguiria sendo desconhecida, mas um estudo recém revelado sobre a segurança do tratamento de câncer de seio para mulheres grávidas a motivou a contatar os meios de comunicação e narrar sua experiência. Zoila Neiva, a protagonista da história, faz carinho em No dia que transformaria os próximos meses em uma luta pela vida, as palavras de um dos gêmeos/ Foto: Zoila Neiva seu médico foram radicais: "A única forma de te tratar, a única forma de salvar sua vida, é o aborto". Um tumor em seu seio, que havia sido diagnosticado como benigno em fevereiro, era em dezembro um câncer que se espalhava para os gânglios linfáticos. Após este diagnóstico, ela aceito assistir a uma palestra informativa sobre o procedimento de aborto, que, segundo os médicos, deveria ser realizado em menos de duas semanas. Saiu desta reunião horrorizada. Podia sentir seus filhos movendo-se dentro dela e ficou convencida de que era incapaz de acabar com suas vidas. "Morreria de depressão se os matasse naquele momento, pensei. Assim, nunca mais regressei a este centro médico", recorda. Em vez disso, Zoila buscou alternativas. Com a ajuda da organização Hope for Two, buscou um oncologista disposto a tratá-la sem recorrer ao aborto. Uma equipe de médico, entre os quais se encontrava a doutora Elyce Cardonick, obstetra e especialista em medicina materna e fetal, lhe informou que poderia ser feito um tratamento normal com segurança, especialmente no caso dela, que já havia superado a terceira semana de gestação. As sessões de quimioterapia começaram então e Zoila pôde exibir seu cabelo até a festa de 15 anos da filha. Após isso, o perdeu por completo. "Era uma verdadeira montanha russa, mas eu ia a minha 'quimio' com minha cabeça calva e o meu grande abdômen e de verdade tinha vontade de ir", comenta. Seus médicos comentam que sua valentia era um exemplo para as outras pacientes. "As pacientes grávidas são guerreiras", assegura a doutora Jane Kakkis, cirurgiã oncologista que atendeu a Zoila. "Preocupam-se com a sobrevivência de seus bebês, mas também querem viver, para poder cuidá-los", completa. Os resultados do tratamento foram muito alentadores: após 12 semana de administração de medicamentos e quatro sessões de quimioterapia o tumor diminuiu até quase desaparecer. A maior preocupação da equipe médica era o estado de seus filhos, de quem se temia um peso muito baixo ao nascer (menos de um quilo cada) e que requereriam umas cinco semanas de cuidados intensivos após o parto. No entanto, Joel e Julian pesaram ao nascer cerca de 1,5kg e 2kg, respectivamente. "Respiravam sozinhos, comiam sozinhos. Eram crianças fortes e seguem sendo", recorda Zoila com alegria. Após dar a luz, Zoila iniciou um tratamento mais agressivo e, depois de seis meses, submeteuse a uma cirurgia. "Não queria correr riscos. Estes bebês precisam da mãe por muito tempo", diz. Joel e Julian têm hoje quatro anos de idade. Novas evidências científicas O estudo que motivou Zoila a contatar os meios de comunicação conclui precisamente o que ela constatou por experiência: as mulheres grávidas que adoecem de câncer de seio podem dar a luz normalmente, sem necessidade de antecipar o parto, nem adiar o tratamento. O estudo, que foi publicado na revista The Lancet, uma das publicações de pesquisa médica mais reconhecidas do mundo, foi realizado por pesquisadores do Instituto de Câncer de Leuven, do Hospital Gasthuisberg e da Universidade Católica de Leuven, da Bélgica, e pela Clínica Offenbach, da Alemanha. Os pesquisadores concluíram que os tratamentos de quimioterapia e cirurgia podem ser praticados com segurança após o primeiro trimestre de gravidez. Uma conclusão notável é que não há indícios de que o aborto aumente a possibilidade de que a mãe sobreviva à doença, como tem sido comumente sugerido nos debates legais em torno deste tema. Mais ainda, a equipe afirma que o câncer de seio durante a gravidez não constitui uma emergência e que o tempo requerido para consular um equipe de especialistas não piora o prognóstico da doença. Os pesquisadores também recomendam informar adequadamente as mulheres e seus parceiros sobre estas alternativas de tratamento. Este foi o motivo final que conduziu a Zoila a compartilhar sua experiência. "Quero que as mulheres saibam que há esperança e que podem salvar suas vidas e a de seus bebês também", afirmou. "O câncer não tem que ser uma sentença de morte", acrescentou. Fonte: http://www.gaudiumpress.org

Formação - Ministros Extraordinários da Palavra e Comunhão 6º Pedrinha: Serviço à Obra/Dízimo. “Tu tens fé; eu tenho obras. Prova-me a tua fé sem as obras, que eu tirarei das minhas obras a prova da minha fé” (cf. Tg 2, 10).

DÍZIMO Fonte: www.obralumen.org.br

O serviço a Deus é fruto da vida de oração e dos olhos fixos em Jesus. Ambos, serviço e oração, são interdependentes. O desequilíbrio entre eles gera inconstância na caminhada. Oração e serviço correspondem, assim, aos dois remos que nos leva a navegar no oceano do Amor de Deus. Nosso serviço deve estar ligado ao amor e à gratidão de Deus, além da caridade para com os irmãos. Por isso, ele favorece a unidade e o compromisso com o projeto de Deus. O dízimo também demonstra nossa gratidão e comprometimento com a comunidade, já que é sinal de caridade e despojamento, valores que constituem a essência do Evangelho. Assim, é proposta a constância de todos no dízimo. Deus precisa de pessoas firmes na fé e no amor e constantemente comprometidas com a vontade d'Ele de sermos luz. Para a sua meditação deixamos a seguinte pergunta: Você que tem condições, tem sido fiel no sua contribuição mensal com o dízimo na Paróquia? Textos Bíblicos para sua reflexão: II Carta de São Paulo aos Coríntios Cor 9,7-8 Continuamos na próxima edição!


PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO PERPETUO DO SOCORRO - FLORIANO - JABOATÃO DOS GUARARAPES - PE

TRÍDUO PASCAL 2012 - A VIDA VENCEU A MORTE... ALELUIA, ALELUIA, ALELUIA! - RESSUCITOU O SENHOR. Quinta-Feira Santa - A Missa do Lava-Pés e da Santa Ceia


PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO PERPETUO DO SOCORRO - FLORIANO - JABOATÃO DOS GUARARAPES - PE

Sexta-Feira da Paixão - Liturgia da Palavra – Adoração da Cruz – Comunhão

Sábado Santo - Vigília Pascal, a Vida venceu para sempre a morte


PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO PERPETUO DO SOCORRO - FLORIANO - JABOATÃO DOS GUARARAPES - PE

São João Nepomuceno (Presbítero e Mártir)

A Ascensão do Senhor na vida do cristão

“Concedei-nos, ó Deus sermos sempre bem firmes na luta pelos direitos da fé e da Igreja, e pelo exemplo e intercessão do mártir São João Nepomuceno, dai-nos que sejamos pelos méritos divinos enumerados entre os eleitos. Por Cristo nosso Senhor. Amém!”

Depois que o Senhor Jesus apareceu a seus discípulos foi elevado ao céu. Este acontecimento marca a transição entre a glória de Cristo ressuscitado e a de Cristo exaltado à direita do Pai. Marca também a possibilidade de que a humanidade entre no Reino de Deus como tantas vezes Jesus anunciou. Desta forma, a ascensão do Senhor se integra no Mistério da Encarnação, que é seu momento conclusivo.

São João nasceu em 1330, em Nepomuk, na Boêmia, atual República Checa. Apesar de os pais serem pobres e ter idade avançada, João conseguiu formar-se doutor em teologia e direito canônico na Universidade de Praga, uma das mais modernas e avançadas da época, fundada pelo Imperador Carlos IV da Alemanha. Desde cedo João sabia que sua verdadeira vocação era o sacerdócio e a pregação. Quando, finalmente, recebeu a ordenação sacerdotal, pôde colocar em prática o seu talento de orador sacro, e o fez de forma tão brilhante que foi convidado a ser capelão e confessor na corte, onde teve muito trabalho, pois o rei Venceslau IV da Boêmia era uma pessoa difícil e de mau caráter. Mas a rainha Joana da Baviera era muito piedosa, bondosa e caridosa, e o tomou para diretor espiritual e confessor particular. Mas o rei Venceslau, que desejava controlar a Igreja, não estava satisfeito com a possível chegada de um novo bispo, enviado por Roma a pedido da rainha. O rei teria exigido que João violasse o segredo da confissão da rainha, coisa a que ele se negou e, por isso, foi torturado e morto. Depois, às escondidas, seu corpo foi jogado nas águas do rio Moldávia, em 16 de maio de 1383. No dia seguinte, a população percebeu um cadáver boiando no rio, circundado por uma luz misteriosa com cinco estrelas. Ao recolhê-lo, reconheceram que se tratava do capelão João. A cidade toda, então, ficou sabendo o que acontecera com ele e reconheceu no rei Venceslau o autor daquela crueldade. Assim, em procissão, o corpo foi levado e enterrado na igreja da Santa Cruz, onde ainda permanece. Em 1729, ele foi canonizado e hoje é celebrado como o mártir da confissão. São João Nepomuceno, rogai por nós.

Testemunhas de Cristo A Ascensão de Cristo é também o ponto de partida para começar a ser testemunhas e anunciadores de Cristo exaltado que voltou ao Pai para sentar-se à sua direita. O Senhor glorificado continua presente no mundo por meio de sua ação nos que crêem em sua Palavra e deixam que o Espírito atue interiormente neles. O mandato de Jesus é claro e vigente: "Ide a todo o mundo e proclamai o Evangelho à toda a criatura". Por isso, a nova presença do Ressuscitado em sua Igreja faz com que seu seguidores constituam a comunidade de vida e de salvação. A Força do Evangelho A Ascensão de Cristo ao céu não é o fim de sua presença entre os homens, mas o começo de uma nova forma de estar no mundo. Sua presença acompanha com sinais a missão evangelizadora de seus discípulos. A comunidade pós-pascal necessitou de um tempo para reforça sua fé incipiente no Ressuscitado. A Ascensão é o fim de sua visibilidade terrena e o início de um novo tipo de presença entre nós. Missão da Igreja São Lucas, depois de escrever seu Evangelho, empreende também com a inspiração divina a tarefa de redigir algo do que ocorreu depois que Jesus ressuscitou e subiu ao céus. É a história do início da Igreja, os tempos fundacionais nos quais a mensagem cristã começa a ser proclamada como uma doutrina nova e surpreendente que deveria transformar o mundo inteiro. Assim nos refere que o Senhor, antes de subir ao trono de sua glória e enviar-lhes a força avassaladora do Espírito, aparece-lhe uma e outra vez durante quarenta dias, para fortalecê-los na fé e encender-lhes na caridades, para animá-los com a mais viva esperança.

Toma tua Cruz Com a Ascensão, o mandato de Jesus cobra uma força singular; compreendendo o valor da Paixão e da Morte. A partir dessa nova perspectiva, a Cruz era a força e a sabedoria de Deus. A partir desse momento podia-se falar em perdão e conversão, sem duvidas do amor e A finalidade dos Sacramentos é para do poder divino de Jesus. Foi possível a conversão, exortar os homens tornarmos um sinal de testemunho para que se reconciliassem com Deus, cheio de misericórdia. Com a de vida; é para identificar-nos cada Ascensão de Jesus Cristo o caminho está aberto, e os fiéis convidados a percorrê-lo com Ele. vez mais com Cristo.

PASTORAL DA CRISMA «Inscrições Abertas»

VENHA INSCREVA-SE Mais informações procure a Pastoral da Crisma aos domingos a partir das 14h00 na Matriz ESPERAMOS POR VOCÊ PANIFICADORA

ELIANEZA Levantamentos de Edificações Desenho de Projetos, Mecânica, Arquitetônicos Elétricos, Lógica, Hidrossanitários, Incêndio Saneamento de Água e Esgoto

8435-4265 / 8528-2008 / 8209-8916

Oração Concedei-nos, Deus onipotente, exultar de alegria e dar-vos graças nesta liturgia de louvor, porque a ascensão de Jesus Cristo, vosso Filho, é nossa vitória, e onde nos Ele,que é nossa cabeça, nos precedeu, esperamos chegar também nós como membros de seu corpo. Por Jesus Cristo nosso Senhor, Amém. Fonte: www.catequisar.com.br

MATRÍCULAS ABERTAS

Desde 1987

3379-1636

3379-4917 - 339-5676


PARÓQUIA NOSSA SENHORA DO PERPETUO DO SOCORRO - FLORIANO - JABOATÃO DOS GUARARAPES - PE

Estudando a nossa Fé Fonte: www.domhenrique.com.br

Dom Henrique Soares (Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Aracajú-SE)

Malhação...

S

e você não tem o hábito de assistir novelas, experimente, um pouco ao menos, observar o que nossos canais de televisão estão oferecendo, que idéias estão veiculando.

Tomemos com exemplo aquela novela do final da tarde, encarregada de perverter os adolescentes; seu nome é Malhação. Aí se ensina a desrespeitar os pais, mostra-se que família não tem nada a ver com casamento, a linguagem e o tipo de conversa são de dar pena e – pérola das pérolas – durante toda a semana passada um casal de adolescentes estava à procura de uma casa de amigos para sua primeira experiência sexual: a menina cabeça oca já “estava preparada” e, após sábios e ponderados diálogos com amigas mais maluquinhas que ela, tinha chagado à conclusão que estava pronta para “dormir” com o namoradinho. Tudo isso sem contar com outros casais adolescentes que são exibidos em cenas de agarra-agarra ou já com um filho prematuro arranjado em aventuras amorosas, cuja conta quem paga sempre são os pais dos dois sem-juízo... Eis a televisão brasileira, primor de tecnologia e lixo de ideologia! Parece que existe um objetivo claro, certeiro e bem pensado de destruir valores: família, religião, Deus, honestidade, sacrifício, disciplina, renúncia, respeito... são temas completamente alheios à televisão brasileira. Se levarmos em conta que as novelas têm uma penetração marcante nos nossos lares, pode-se imaginar o estrago que todo este lixo televisivo provoca. Quem achar que é um exagero, faça as contas: que programas realmente instrutivos nossos canais apresentam? Xuxa? Sílvia Popovic? O instrutivo Ratinho? O profundo Sílvio Santos? Os programas de Record, a TV evangélica, TV do “Reino de Deus? A verdade é que esses canais de TV apostam numa única coisa: audiência e têm um único fim: lucro... o deus de todos os canais! Que fazer diante de uma tal situação? Sobretudo os pais têm o dever de tomar posição, sob pena de verem seus filhos altamente prejudicados depois! Há algumas possibilidades: filtrar o que assistir e o que evitar, discutir com os filhos aquilo que se viu e mostrar-lhes o quanto tudo aquilo está distante da vida real, do “show da vida” de cada dia; um outro caminho seria motivá-los a assistir a programas de canais como a Rede Vida ou também a Canção Nova, que são decentes. Sobretudo a Canção Nova, que tem forte apelo emocional, tão característico da nossa psicologia brasileira. Mas tudo isso não basta nem é fácil! A verdadeira solução é exigir com urgência do omisso Governo brasileiro uma atitude! Em países do chamado Primeiro Mundo há um controle sobre a qualidade de programas de rádio e televisão. E lá, em países democráticos, ninguém chama isso de censura! Aqui se usa esta desculpa esfarrapada para deixar-se os meios de comunicação destruindo a consciência do nosso povo, sobretudo dos jovens! A Constituição brasileira prevê um conselho para tutelar o padrão cultural e educativo do que é veiculado pelas emissoras de rádio e televisão, mas até hoje isso não foi regulamentado. É que não interessa: não dá voto nem rende lucro. Já é hora de cobrar isso, de exigir uma atitude! Seria interessante que os brasileiros que prezam a família e alguns valores fundamentais da vida começassem a exigir um compromisso dos políticos. Aí sim, as coisas caminhariam. A própria Igreja, as demais Comunidades Eclesiais cristãs e a OAB poderiam empenhar-se numa causa assim. Uma coisa é certa: algo deve ser feito! Caso contrário, veremos todos os dias entrar em nossas casas e perverter nossos jovens lixos como a Malhação.

Conhecendo a nossa Paróquia O Grupo de Oração Nossa Senhora da Divina Providência foi criado em 29/06/2011, para suprir a carência de atividades evangelizadoras na área do bairro de Sucupira. Sua principal finalidade é divulgar e perpetuar, nos lares, a devoção ao Ofício de Nossa Senhora todos os sábados. O grupo também trabalha organizando as celebrações da Palavra de Deus com distribuição da Comunhão nas residências do bairro. A novena de Natal, a Campanha da Fraternidade em Família, a Via-Sacra e a Novena de Pentecostes, também compõem o leque de serviços desse grupo no objetivo de evangelizar as famílias. Hoje, o Grupo de Oração Nossa Senhora da Divina Providência possui cerca de 20 membros, a maioria mães, mulheres e donas de casa que, a exemplo da Virgem Maria, dão seu testemunho para a construção de um mundo melhor através do seguimento ao evangelho. Mãe da Divina Providência. Providênciai!

ENCONTRO DE CASAIS COM CRISTO Abençoados Casais dos Ciclos do ECC, contamos com todos para participarem de nosso momentos * Toda última sexta-feira de cada mês, teremos Pós-Encontro para os casais. Na Matriz Paroquial às 19h00.. * Todo segundo sábado de cada mês, teremos a Missa da Família. Na Matriz Paroquial às 18h30.

«CONTAMOS COM A PARTICIPAÇÃO DE TODOS» Coordenação Paroquial do Encontro de Casais com Cristo JESUS, MARIA E JOSÉ MINHA FAMÍLIA VOSSA É!


3º Encontro Pascal das Famílias Cristãs de Socorro

GRUPO DE ORAÇÃO

Local: Cassino dos Sargentos A partir das 14h00 Ingresso: R$ 3,00

VENHA LOUVAR E BENDIZER A DEUS

Comidas Típicas Muito Forró Pé de Serra Quadrilha Matuta Rei e Rainha do Milho

No Grupo de Oração da Boa Nova Todas as quarta-feiras às 19h00 Louvor, Pregação e Adoração Na Capela de Sta Joana Darc

CONTAMOS COM A SUA PARTICIPAÇÃO

Divulgação no Jornal + 10 exemplares por assinante ENTRE EM CONTATO CONOSCO

Adquira os ingressos

Apostolado da Oração Movimento da Mãe Rainha Terço dos Homens Grupo de Oração Medalha Milagrosa

Seja um Benfeitor ASSINATURA MENSAL Seja um Benfeitor Divulgue no Jornal Anunciai Divulgue no Jornal Anunciai Por

R$ 25,00

Você não vai perder não é?

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

(81) 8435-4265 (81) 8725-1143 (81) 8214-2750

Oi Oi Vivo

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

(81) 8435-4265 (81) 8725-1143 (81) 8214-2750

Oi Oi Vivo

ASSINATURA MENSAL Por

R$ 30,00

Divulgação no Jornal e no Site da Paróquia + 10 exemplares por assinante

« A divulgação é a alma do negócio» pascomperpetuosocorro@gmail.com pascomperpetuosocorro@gmail.com ENTRE EM CONTATO CONOSCO

BOLETIM PAROQUIAL - Publicação da Paróquia Nsra do Perpétuo Socorro Diretor Administrativo

Imagens e Fotos

Impressão Gráfica

Pe Edmilson de Lima Lopes

Parisio Bartolomeu

Rivaldo Serviços Gráficos

De Terça a Sexta, das 14h00 às 18h00 Fone/Fax: 3252-5941 (Somente no expediente do secretariado)

Membros da PASCOM Fábio Couto, Givanildo Martins, Mª do Carmo, Tertuliano Couto, Sebastião Lopes, Patricia Freitas, Parisio Bartolomeu, André Couto, Fábio Jr, Rafaela Gomes

Tiragem: 1000 Exemplares

Expediente Secretariado Paroquial

Diagramação e Digitação Patricia Freitas

E-mail: pascomperpetuosocorro@gmail.com

Horário das Missas Matriz Aos Domingos - às 06h30, 17h00 e 19h00 Às quartas e quintas - às 17h30 Às sextas - às 19h00 Àos sábados - às 18h30


Jornal Anunciai - Maio 2012