Page 1

Informativo da Paróquia Ressurreição do Senhor l Ondina - Salvador - Bahia l Abril de 2019 l nº 176

Vida nova em Cristo

“Todavia os filhos do teu povo dizem: Não é justo o caminho do Senhor; mas o próprio caminho deles é que não é justo.” (Ezequiel 33,17)

A palavra Páscoa significa “passagem”. A passagem da morte para a vida. Cristo venceu a morte e justificou a nossa fé e esse importante acontecimento será relembrado no dia 21 de abril. Anunciar esta boa notícia é a missão da Igreja, que celebra continuamente a Ressurreição de Jesus. Como está escrito em 1 Coríntios 15,14: “E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a

Festa do Ressuscitado 2019

p. 3

vossa fé”. Mas, como Ele ressuscitou, tudo ganha sentido. E, para entender o profundo significado que esse evento encerra, o cristão é convidado a refletir e prepararse durante a Semana Santa, período que precede a Páscoa do Senhor. Ao terminar a Quaresma, começa a ser fomentado em nossos corações esse novo período de preparação, no qual os cristãos são chamados a mergulhar para viver o

Confira o curso de Missiologia

p. 7

grande momento de transformação que a Páscoa significa, a partir da recordação dos passos de Jesus durante sua última semana sobre a Terra. Vivamos intensamente esse período como um compromisso inadiável de todo cristão. Tenham todos uma abençoada Semana Santa de muita luz e muita paz! Boa leitura.

Incentive a criança a ler bons livros

p. 8


Informe-se 2

O RESSUSCITADO N. 176 “Este é o ponto culminante do Evangelho, é a Boa Nova por excelência: Jesus, o Crucificado, ressuscitou! Este acontecimento está na base da nossa fé e da nossa esperança: se Cristo não tivesse ressuscitado, o Cristianismo perderia o seu valor; toda a missão da Igreja iria esgotar-se o seu ímpeto, porque dali partiu e sempre parte de novo. ” Papa Francisco Amados leitores do jornal “O Ressuscitado”. Estamos em um período muito fértil da nossa Igreja. É o ápice da essência de nossa vida, morte e ressurreição. Vive-se agora um tempo de graça, a festa das festas, a solenidade das solenidades, o mistério da Ressurreição, no qual Cristo esmagou a morte, penetrando nosso velho tempo com sua poderosa energia, até que tudo lhe seja submetido. É A PÁSCOA! “A morte foi tragada pela vitória. Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão?” (I Cor 15, 55). A Liturgia Eucarística canta, sucessivamente, nos Prefácios da Páscoa: “Morrendo, destruiu a morte, e, ressurgindo, deu-nos a vida”; (2) “Nossa morte foi redimida pela sua, e na sua Ressurreição ressurgiu a vida para todos”; (3) “Imolado, já não morre; e, morto, vive eternamente”; (4) “E, destruindo a morte, garantiu-nos a vida em plenitude”. (5) A Quaresma, com toda a sua proposta de mudança de vida para cada um de nós, nos preparou para este importante momento em nossa vida e na vida da Igreja. Assim, cabe a nós mudarmos de forma plena, diante de Jesus, toda a nossa vida, com a lucidez de nossos atos para bem viver este mistério de amor e vida na história. “Quando Cristo, vossa vida, aparecer em seu triunfo, então vós aparecereis também com Ele, revestidos de glória”. (Cl 3,4) Assim, que tenhamos uma Santa Páscoa cheios da presença do Cristo Ressuscitado. Pe. Krzysztof Przychocki, CSsR (Pe. Cristóvão)

E, se não há ressurreição de mortos, também Cristo não ressuscitou. E, se Cristo não ressuscitou, logo é vã a nossa pregação, e também é vã a vossa fé. (1 Cor 15,13) HORÁRIOS DE MISSAS MATRIZ: Segunda a Sábado, às 18h. Terça-feira, às 18h (dedicada a Santo Antônio). Quarta-feira, às 7h e 18h (dedicada à Nossa Senhora do Perpétuo Socorro) e Terço dos homens, às 17h30. Domingo, às 10h, 17h (1º domingo do mês: Missa das Crianças) e 19h. IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA: Domingo, às 8h. NOSSA SENHORA DOS NAVEGANTES: Sábado, às 18h30. NOSSA SENHORA EDUCADORA (ISBA): Segunda a Sexta, às 18h (período letivo). Sábado, às 17h. Domingo, às 8h e 18h30. SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS: Domingo, às 8h. SÃO LÁZARO E SÃO ROQUE: Segunda, às 7h, 9h, 16h e 18h. Terça a Sábado, às 8h. Domingo, às 9h30. Missa com a Unção dos Enfermos: 1ª Sexta-feira do mês, às 8h. Atendimento para Confissões: Uma hora antes da missa

Batismo • Comunidades Coração de Jesus e Coração de Maria Preparação: Terça, quarta e quinta da 2ª semana do mês. Batizado: 3º domingo - Coração de Jesus, missa das 8h e Coração de Maria, das 18h. Contato: Mary (71) 98288-7542. • Comunidade Matriz Preparação: 2º sábado do mês, das 8h às 12h. Batizado: 3º domingo, missa das 10h. Contato: Secretaria da Paróquia (71) 3235-5614. • Comunidade Nossa Senhora dos Navegantes Preparação: 1º e 4º sábados do mês, das 15h às 17h. Batizado: 1º sábado, missa das 18h30. Contato: Odete (71) 98128-5787. • Comunidade Santuário Nossa Senhora Educadora Batizado: A combinar. Contato: Irmã Rita (71) 4009-3617 / (71) 99222-6055. • Comunidade Santuário São Lázaro e São Roque Preparação: Na Matriz. Batizado: 3º sábado, missa das 8h ou 3º domingo, missa das 9h30. Contato: Eliene (71) 3247-4972. Acesse as redes sociais da Paróquia

Facebook/Paróquia de Ondina

@paroquiadeondina

EXPEDIENTE

Congregação do Ss. Redentor - CSsR Paróquia Ressurreição do Senhor

Pároco: Cristovão Przychocki Vigários: Geraldo Camargo e Adam Mazur Irmão: Valdeneir Alves de Brito Membro da comunidade: padre André Skoczeń Secretaria da igreja Matriz (71. 3235-5614) Expediente: De 2ª a 6ª: 9h às 12h e 13h às 18h Av. Oceânica, 2217 - Ondina - Salvador - BA CEP: 40170-010 / secretaria.ondina@yahoo.com.br Secretaria do Santuário de São Lázaro e São Roque (71. 3247-4972) Expediente: De 2ª a 6ª: 7h30 às 16h e sábado: 8h às 12h Rua Professor Aristides Novis S/N, Alto da Federação, Salvador - BA - CEP: 40210-630 Secretaria do Santuário Nossa Senhora Educadora - ISBA (71. 4009-3666) Rua Senta Púa, 96-228 - Ondina, Salvador - BA / E-mail: santuarionse@isba.com.br Expediente: 2ª feira: 13h às 17h / 3ª e 5ª feira: 8h às 12h e 13h às 17h / 4ª feira: 8h às 12h / 6ª feira: 8h às 12h e 14h às 17h

JORNAL O RESSUSCITADO Produzido pela Pastoral da Comunicação de Ondina - PASCOM TIRAGEM: 3.000 exemplares E-MAIL: pascom.ondina@hotmail.com.br COORDENAÇÃO: Pe Cristóvão Przychocki l TEXTOS: Anita, Aruzia, Cácio, Cinthia, Giovana, Lucidalva, Magda, Patricia, Pe. Roque - CSsR, Rosângela, Sandra, Silvana e Valéria l PROJETO GRÁFICO: Silvana Lima l FOTOS: Arúzia, Neves e Google REVISÃO E DIAGRAMAÇÃO: Equipe PASCOM l JORNALISTA RESPONSÁVEL: Maria Rita Mariz – DRT/RN 756.


O RESSUSCITADO N. 176

Coloque na agenda 3

Adoração ao Santíssimo Sacramento

TOME NOTA 01/04 - Reunião do CPP 02/04 - Adoração ao Santíssimo 05/04 - Via-Sacra 12/04 - Via-Sacra / Via-Sacra da Família 14 a 20/04 - Semana Santa 21/04 - Páscoa do Senhor

3

Todo cristão tem sua forma de adorar ao Senhor, mas pensar em adorar sem orar e sem agir em comunidade, nossas ações são sem sentido cristão. Para saber como adorar, é preciso fazêlo em espírito e verdade (João 4:23). O livro “Visitas ao Santíssimo Sacramento e à Virgem Maria” de Santo Afonso Maria de Ligório, nos mostra uma verdade básica: “Deixe-nos, então, nos aproximarmos de Jesus com grande confiança e afeição; permita nos unirmos a Ele e pedir Suas graças”. Para ele, os santos tornaram-se santos porque oravam! “Todas as graças, por meio das quais tornaram-se santos, foram enviadas a eles como respostas às suas preces.” Esse mesmo caminho está aberto para cada um de nós!!!!!! Nos aproximemos de Jesus Eucarístico para adorá-lo e fazer preces. Venha adorar ao Santíssimo Sacramento! É toda a primeira terça-feira do mês às 19 h, logo após a missa das 18 h.

Oficina de Oração

Informamos a todos que as Oficinas de Oração e Vida oferecem um serviço de iniciação à leitura Bíblica e vivência da Palavra de Deus voltado às crianças. O serviço é gratuito e será oferecido dias de sábado às 14h na Paróquia de Sant´Ana, no Rio Vermelho. Começa dia 30/03. Tenho certeza que será uma excelente experiência para todos. É apenas uma vez na semana e é gratuito. Interessados podem ligar para 99366-6442 ou 99714-1127.

Missa de 2 anos de padre Carlos Kaminsk A Paróquia convida para missa de 2 anos de falecimento do padre Carlos, que será realizada no dia 24/04, às 18h, na igreja Matriz.

24/04 - 2 anos de saudade do Padre Carlos 25,26 e 27/04 - Tríduo do Ressuscitado 28/04 - Festa do Ressuscitado (Procissão - Missa Festiva - Feijoada)/ Festa da Divina Misericórdia


Oferta e Oração

O RESSUSCITADO N. 176

Santo do Mês: São Jorge

São Jorge foi um soldado romano no exército do imperador Diocleciano, venerado como mártir cristão. É o padroeiro dos escoteiros, do S.C Corinthians Paulista e da Cavalaria do Exército Brasileiro. Ainda criança, São Jorge mudou-se para a Palestina com sua mãe após seu pai morrer em batalha. Ao atingir a adolescência, Jorge entrou para a carreira das armas e logo foi promovido a Capitão do Exército Romano devido à sua dedicação e habilidade — qualidades que levaram o imperador a lhe conferir o título de Conde da Capadócia, exercendo a função de Tribuno Militar. Após a morte de sua mãe, doou toda a herança que tinha para os pobres. O Imperador tinha planos de matar todos os cristãos e, no dia marcado, Jorge levantou-se no meio da reunião afirmando que os romanos deviam se converter ao Cristianismo. Todos ficaram atônitos ao verem-no defendendo com grande ousadia a fé em Jesus Cristo. Indagado por um cônsul, Jorge respondeu-lhe: “A Verdade é meu Senhor Jesus Cristo, a quem vós perseguis, e eu sou servo de meu redentor Jesus Cristo, e Nele confiando me pus no meio de vós para dar testemunho da Verdade.” Como Jorge mantinha-se fiel ao cristianismo, o Imperador tentou fazê-lo desistir da fé torturando-o de vários modos. E, após cada tortura, Jorge era levado perante o Imperador, que lhe perguntava se renegaria a Jesus para adorar aos ídolos. Jorge sempre respondia: “Não, Imperador! Eu sou servo de um Deus vivo! Somente a Ele eu temerei e adorarei”. Como sempre reafirmava sua fé, teve seu martírio ganhando notoriedade aos poucos. Deus, verdadeiramente, honrou a fé de seu servo, de modo que muitas pessoas passaram a crer e a confiar em Jesus por intermédio da pregação daquele jovem soldado romano. E muitos romanos, tomando as dores daquele jovem soldado, inclusive a própria mulher do Imperador, se converteram ao Cristianismo. Finalmente, Diocleciano, não obtendo êxito, mandou degolá-lo no dia 23 de abril de 303, em Nicomédia (Ásia Menor).

4

Dízimo é amor A Quaresma é o tempo de preparação para a Páscoa. Podemos imaginar o Senhor Ressuscitado, que nos chama a sair das nossas trevas e nos colocarmos a caminho para Ele, que é Luz. É um período de penitência, de oração e de reflexão. O Dízimo é a devolução que fazemos ao Nosso Senhor de tudo que ele nos dá, com muito amor. Devolver uma pequena parte do que recebemos generosamente de Deus, por meio do nosso dízimo, é o dever do bom cristão maduro na fé, prova de nossa gratidão. Neste período, podemos refletir sobre a nossa participação e o comprometimento em

ajudar na ação evangelizadora da nossa igreja. Jesus, em sua bondade infinita, instituiu a Sua Igreja para evangelizar, catequizar, servir e santificar a todos. E, para que ela possa desempenhar a sua vocação evangelizadora no mundo, necessita de recursos materiais; e esses recursos devem provir de nós, seus filhos, que somos e formamos a igreja viva de Cristo aqui na terra. Será que estou sendo justo e sincero com o meu dízimo? Reparto confiante de que nada do que ofereço de forma consciente, alegre e coerente com as minhas possibilidades, me fará falta? Dízimo é partilha, não é esmola e também não é sobra. Dízimo é amor! É por isso que quanto mais partilhamos, mais valores do bem teremos em nossa vida! O Dízimo é uma contribuição contínua e mensal, ofertada com alegria no coração em uma atitude de gratidão a Deus. Quem já é dizimista, sempre que possível, atualize a sua contribuição. Contatos podem ser feitos com os agentes da Pastoral do Dízimo nas missas e na secretaria da Igreja Matriz pelo telefone (71) 3235-5614.

Parabéns aos aniversariantes dizimistas de ABRIL 4 Osvy Ferreira Garavaglia 4 Zózimo Araújo Teixeira 5 José Carlos Maciel Caminha 5 Tiago Magalhães Ferrianci 6 Edelvira Maria dos Santos 7 Mª Regina Bittencourt G. de Carvalho 8 Maria Cristina Chaves Dantas 9 Patrícia Santos Sousa 9 Viviane Kehdi Nascimento da Cunha 10 Evilásio Teixeira Cardoso 10 Ezequiel Cerqueira 10 Marco Antonio Alabi 10 Rosana Araújo Ribeiro Marques 10 Terezilde Jana ína 10 Valmor Pedro Bosi 10 Vera Regina Rodrigues de Almeida 10 Zélia Magalhães Neves 11 Adhemar Veloso Batista Neto 11 Ana Isabel Silva da Costa Orrico 11 Cleonice Maria Santos 11 Marialda Cordeiro de Souza 11 Mariza Menezes de Andrade 12 Célia Maria Boaventura Carvalho 12 Verônica Torreão B. de A. Ferreira 13 Maria Celeste Pinto de Lima 14 Karine Tamaishi Quesada 14 Darlúcia Silva Ferreira 14 Priscila Amoedo

15 16 17 18 18 18 18 19 19 19 19 20 20 21 21 21 22 22 23 24 24 25 26 29 29 30 30

Verbena Ribeiro Guimarães Costa Bernadete Oliveira Souza Solange Mª do Nascimento Nogueira Iraildes Wanderley Dantas José Leonardo Gomes José Rosalvo Dias Filho Julita Erudilho Coelho Jayro Arlego Carvalho Jenson S. Teixeira José Edison de Araujo Ferreira Manuel Rodolfo Chaparro Altair Gomes da Silva dos Santos Raimundo Samuel Neder Filadelfo de Castro Dourado Filho José Dívio Passos de Souza Ricardo Almeida Amélia Morelli Rodrigues Terezinha Novais Gonçalves Maria Goretti de Lima Amorim Silene Ribeiro Martins Valdelice Almeida Cerqueira Aurélio Hausen Melo Geraldino Lopes de Lima Maria de Lurdes Andrade Maria das Dores Moreira Armando Francisco G. Moniz Aragão Maria Regina Pontes Almeida

E disse-lhes: Ide por todo omundo, pregai o evangelho a toda criatura. (Marcos 16,15)


Matéria de Capa

O RESSUSCITADO N. 176

5

Semana Santa e Páscoa:

Momentos fortes da Igreja de Deus Os símbolos e seus ensinamentos

5

O ponto alto da Semana Santa é o Tríduo Pascal, no qual ocorrem três celebrações distintas: a da Última Ceia, que Jesus realizou com os apóstolos, na Quinta-Feira Santa, quando foi instituído o sacramento da Eucaristia; a da

Sua paixão e morte, na Sexta-Feira da Paixão; e a celebração da Vigília, no Sábado Santo. Tudo isso para louvar e agradecer pela ressurreição de Jesus no Domingo de Páscoa. Revivendo essa passagem, compreendemos o quão singular é cada um desses acontecimentos, que fizeram da Ressurreição a maior notícia que a história da humanidade já conheceu. A partir da morte e ressurreição do Filho de Deus, inclusive, as épocas foram divididas em antes e depois de Cristo (a.C e d.C), em uma referência utilizada por toda a humanidade até os dias de hoje. Por tudo isso, precisamos anunciar com nossa própria vida a missão que nos foi confiada: relembrar que Cristo venceu a morte e com ele venceremos também tudo aquilo que nos coloca em situação de morte e pecado. As nossas misérias são aqui deixadas de lado para que uma vida nova aconteça em cada um de nós, na certeza de que Deus está conosco, guiando os nossos passos e nos acolhendo com Seu infinito amor. Isso é Páscoa, isso é renovação, isso é atitude de fé. “Coragem”, diz-nos Jesus com seu sofrimento. “Eu venci a morte e você pode vencer as tribulações do mundo confiando em Mim”.

A Semana Santa ou Semana Maior, como também é conhecida, reúne dias especiais quando os ritos próprios do período são destacados nas celebrações e vivências de cada data. Essa simbologia é representada por ações e elementos materiais que comunicam mensagens de cunho espiritual, nos mostrando a história da salvação. Os ramos santos do Domingo de Ramos nos fazem lembrar que somos batizados, filhos de Deus, membros de Cristo, participantes da Igreja, defensores da fé católica. Eles nos e que estamos unidos a Cristo na mesma luta pela salvação do mundo, a luta árdua contra o pecado, um caminho em direção ao Calvário, mas que chegará à Ressurreição. O pão e o vinho – São os elementos naturais que Jesus tomou, para que não só simbolizem, mas também se convertam em Seu Corpo e Sangue no sacramento da Eucaristia. O lava-pés – Gesto simbólico de Jesus na Última Ceia, no qual Jesus humilha a nossa soberba e nos diz que abraçar a cruz é se colocar a serviço dos outros. A cruz – A cruz foi, na época de Jesus, o instrumento de morte mais humilhante. Por isso mesmo é o instrumento de Salvação. Já a coroa de espinhos, o látigo, os pregos, a lança e a esponja com vinagre, são a expressão de todos os sofrimentos que conformam o mosaico da Paixão. A Paixão revestiu os três níveis de dor que todo o ser humano pode suportar: a física, a psicológica e a espiritual. A todos eles Jesus respondeu perdoando e abandonando-se nas mãos do Pai. A luz e o fogo – Desde sempre, a luz existe em estreita relação com a escuridão: na história pessoal ou social, uma época sombria vai seguida de uma época luminosa; na natureza, é das escuridões da terra de onde brota a luz, assim como à noite lhe sucede o dia. A luz também se associa ao conhecimento, ao tomar consciência de algo novo frente à escuridão da ignorância. Nas Escrituras, simboliza a vida. Deus é uma luz no caminho dos homens (Sl 119, 105), assim como Sua Palavra (Is 2,3-5) e Jesus é a luz do mundo (Jo 8, 12; 9,5). O Círio Pascal – Representa o Cristo Ressuscitado, vencedor das trevas e da morte, sol que brilha eternamente. Acende-se com fogo novo, produzido em completa escuridão, porque na Páscoa todo se renova: dele se acendem todas as demais luzes.


Paróquia Viva 6

O RESSUSCITADO N. 176

Aconteceu na Paróquia Tarde de Formação da Pastoral Familiar

As pessoas interessadas em participar da catequese, ou seja, iniciar uma caminhada na igreja, informamos que as inscrições continuam após as missas ou na secretaria paroquial.

7ª Feira de Saúde do Grupo Redescoberta

Via-Sacra

Os setores pré-matrimonial, pósmatrimonial e casos especiais, representados pelos grupos do Enamorados, ECC, Bom Pastor e ESSVC, estiveram reunidos na tarde do dia 16/03, na Matriz, para uma formação. Foi um momento edificante de evangelização, acolhimento, entrosamento e esclarecedor para o bem das famílias. Nessa oportunidade, pudemos conhecer alguns membros de cada grupo e confraternizarmos.

Festa das inscrições

A festa das inscrições aconteceu no dia 16 de março em todas as nossas comunidades. Foram diversas atividades para todas as faixas etárias. Na comunidade Coração de Maria, as crianças tiverem momentos de muita diversão: foram muitas brincadeiras, pintura no rosto, lanches e cineminha, que contou a história “Ao lado de Jesus”. O Grupo Redescoberta também realizou a Feira da Saúde: as crianças aprenderam a escovar e a cuidar dos dentes, e os pais aferiram a pressão, realizaram exame para medir a glicose, dentre outros. Por fim, teve sessão de cineminha. Foi uma tarde com atividades divertidas e proveitosas, tanto para as crianças como para seus pais, e quem compareceu agradeceu e ficou contente por ter participado. A Comunidade agradece a todos pelo envolvimento. O que ainda precisa ser trabalhada é a participação dos pais, porque mesmo com tanta divulgação ainda foi baixa a presença deles.

Durante as sextas-feiras da Quaresma, fomos convidados a rezar a Via-Sacra, ou seja, refletir sobre as últimas horas de Jesus antes da crucificação. As 14 estações são lições que se encaixam na vida do povo que sofre com o desemprego, com o abandono da saúde, tráfico de drogas, violência contra as crianças, as mulheres e os idosos. Nessas sextas-feiras, nas ruas de nossas comunidades ou dentro de nossas igrejas, a Via-Sacra foi rezada. Fizemos penitência buscando sermos mais santos. Ao passarmos pelas ruas, alguns abriram as portas, outros até acompanharam, outros olharam com ar de desdém, mas o importante foi que o Cristo Crucificado foi levado às ruas, para que o nosso povo possa atender ao Seu chamado de ressuscitar para uma vida nova. Não pode haver Ressurreição sem Cruz.

Ação da Pastoral Social Eu e minhas irmãs da Pastoral Social nos sentimos maravilhadas, encantadas mesmo, com o nosso café da manhã com moradores de rua da Comunidade Trindade. Particularmente para mim, foi uma experiência incrível. Senti naquelas pessoas humildes a presença viva de Jesus no meio de nós, principalmente ao participar da Santa Missa com eles. Foi como voltar no tempo há 2.000 anos: Jesus, com seus discípulos, aquela simplicidade, aquele amor verdadeiro, fez-me sentir realmente a presença de Jesus. Uma experiência incrível, um amor tão forte e real brotou do meu coração. Nada como fazer o bem sem olhar a quem e ser feliz fazendo o outro feliz. Só tenho a agradecer. Obrigada, Senhor, por me levar até Ele. (Maria de Guadalupe)

No dia 16 de março, o grupo Redescoberta promoveu a 7ª edição da Feira da Saúde. Dessa vez, o evento aconteceu na Comunidade Coração de Maria e contou com a participação da Pastoral da Saúde e do Grupo Trilha. Como de costume, foram oferecidos serviços gratuitos de saúde e higiene bucal. As crianças também participaram e se divertiram bastante com as brincadeiras realizadas.

Feijoada Beneficente da Pastoral da Juventude A Pastoral da Juventude agradece a todos os que participaram da feijoada beneficente, que aconteceu no dia 17 de março. O dinheiro arrecadado com o evento será utilizado na realização do 3º Iluminar, que é um encontro para jovens entre 12 e 14 anos, a ser realizado no período de 03 a 05 de maio de 2019. Inscrições na secretaria paroquial.

Paroquianos participam da Caminhada Penitencial 2019 Mesmo com muita chuva, os paroquianos marcaram presença na Caminhada Penitencial 2019, que aconteceu no último dia 24 de março. A Caminhada é sempre realizada no terceiro domingo da Quaresma.


Paróquia Viva 7

O RESSUSCITADO N. 176

Para Cristo somos todos importantes: os clérigos e os leigos

7

Parece existir uma noção errada de que os clérigos (bispos, padres e diáconos, em oposição aos leigos) são os “mais importantes e os protagonistas” da Igreja, enquanto os leigos são “os que escutam”. Mas será que é isso mesmo? Será que é assim que as coisas, de fato, funcionam? O Concílio Vaticano II já respondeu a essas perguntas voltando a afirmar a dignidade e a missão fundamental dos leigos na Igreja. Por sua realidade de batizados, os leigos não apenas estão na Igreja, mas são Igreja, são parte do corpo que tem Cristo por cabeça, assim como os clérigos, e como estes são chamados a ser discípulos missionários. Isso acontece por meio de uma vida de oração intensa, onde se saboreia a mensagem de Jesus e se experimenta a sua graça sempre presente. Nessa condição, os leigos devem superar alguns antagonismos, como o que se dá entre a fé e a vida prática, como se as duas realidades não se relacionassem. Por isso muitos se comportam como cristãos de Domingo e dias de festa, quando o verdadeiro chamado é a ter uma vida (completamente) cristã. Muitos também podem pensar que a Igreja é uma espécie de refúgio, no qual se pode fugir do mundo hostil. Se bem é verdade que na Igreja encontramos esse espaço de paz verdadeira, precisamos reconhecer que é essencial que essa paz chegue aos quatro cantos do mundo. E é por isso que não nos desentendemos do mundo, mas buscamos transformá-lo, de acordo com o máximo das nossas capacidades e possibilidades, fazendo com que seja cada vez mais conformado com Cristo e o Reino de Deus que Ele veio anunciar. Tendo reconciliados em si toda a realidade humana e divina em uma mesma pessoa, o cristão atua no mundo como cidadão, mas seu atuar é fruto de seu ser, e o seu ser é católico. Em outras palavras, o sujeito eclesial está chamado a fazer parte ativa da missão da Igreja de restaurar tudo em Cristo, sob a proteção e guia de Maria. Fonte: A12.com/jovensdemaria (Qual o papel do leigo na Igreja Católica?, de João Antônio Johas)

CURSO DE MISSIOLOGIA

“É MISSÃO DE TODOS NÓS, DEUS CHAMA EU QUERO OUVI A SUA VOZ” OBJETIVO GERAL: Oferecer elementos básicos de formação missionária para os que desejam ser agentes multiplicadores da Ação Evangelizadora da Igreja Católica nas paróquias e grupos pastorais. ASSESSORIA DOS ENCONTROS: Ficará sob a responsabilidade dos missionários redentoristas ou convidados pela ViceProvíncia da Bahia. A abordagem dos temas desse curso pode ser sintetizada ou ampliada, conforme a metodologia de cada assessor.

INVESTIMENTO: R$ 50,00 (Cinquenta reais) no ato da inscrição para aquisição dos materiais disponibilizados para o curso. DURAÇÃO DO CURSO: De abril a outubro (ver tabela abaixo). O módulo correspondente em um mês: 1o domingo do mês; o módulo correspondente em dois meses: 1o e 2o domingo do mês. CERTIFICADOS: Serão emitidos pelo Centro Missionário Redentorista

Padre Tadeu Pawlik faleceu em Salvador Com muito pesar, padre Roque Silva Alves CSsR, Superior Vice-Provincial, comunicou aos confrades e paroquianos da Ressurreição do Senhor o falecimento do padre Tadeu Pawlik, ocorrido na madrugada do dia 27/03/2019. Aos 81 anos de idade, padre Tadeu faleceu enquanto dormia, em seu quarto, na Comunidade Santo Afonso, em SalvadorBA, vítima de infarto. Ele chegou ao Brasil no ano de 1976 e trabalhou em várias campos de missão na Bahia: em Bom Jesus da Lapa (Paróquia e Santuário e na Equipe Missionária) e em Salvador (nas

periferias e favelas de muitos bairros como Ondina, Bairro da Paz, Pituaçu e Tororó). Ele foi, ainda, fundador de muitas comunidades, associações, grupos e movimentos de base. Pe. Tadeu nasceu no dia 01/01/1938 e fez sua profissão perpétua na Congregação em 15/08/1957. Foi ordenado em 19/07/1964. A Missa de Corpo Presente foi celebrada em Pituaçu, seguida do transladado para Bom Jesus da Lapa, onde foi sepultado no dia 28/03. A missa de sétimo dia será realizada .no dia 2 de abril, às 18h, na igreja Matriz.


O RESSUSCITADO N. 176

Confira 8

Vamos oferecer o melhor para as nossas crianças 18 de abril: Dia Nacional do Livro Infantil – Estimule a leitura desde a infância

O livro faz toda a diferença na formação de uma criança. As histórias infantis permitem que a criançada faça viagens fantásticas, cheias de aventura, magia e encanto. A frase “Quem mal lê, mal ouve, mal fala, mal vê”, de Monteiro Lobato, traduz bem a importância da leitura para a formação pessoal. Por ser um dos grandes responsáveis pela riqueza da literatura infantil brasileira, o Brasil instituiu em Lei, no ano de 2002, a data de 18 de abril como o Dia Nacional do Livro Infantil para homenagear o escritor. Escritor vinculado ao Pré-Modernismo brasileiro, esse brilhante escritor contribuiu com obras célebres para o público adulto, deixando também um enorme legado para a literatura infantojuvenil, já que mais da metade de seus livros era dedicada a essa faixa etária. Sua primeira história infantil, A menina do narizinho arrebitado, foi publicada em 1920, e o sucesso do livro fez com que outros tantos surgissem, imortalizando as personagens Dona Benta, Pedrinho, Narizinho, Tia Nastácia, Emília, o Visconde de Sabugosa, entre outros, que posteriormente seriam eternizados no famoso programa de TV produzido no final dos anos 1970 até meados dos anos de 1980, e retomado no final dos anos de 1990 até meados dos anos 2000. https://brasilescola.uol.com.br/datas-comemorativas/ dia-nacional-livro-infantil.htm

Profile for paroquia de ondina

Jornal O Ressuscitado, abril 2019  

Informativo da Paróquia Ressurreição do Senhor - Ondina - Salvador – Bahia, abril de 2019 n º 176.

Jornal O Ressuscitado, abril 2019  

Informativo da Paróquia Ressurreição do Senhor - Ondina - Salvador – Bahia, abril de 2019 n º 176.

Advertisement