Page 1


Índice

ENTREVISTA ESPECIAL - pág.08

HP INC.

APOSTA NA ASCENSÃO DO MERCADO DE IMPRESSÃO 3D NO BRASIL Entrevista Especial com Claudio Raupp, presidente da companhia

COLUNISTAS:

TENDÊNCIAS - pág. 42

IOT Especial de

A nova mola propulsora do mundo dos negócios já está a todo o vapor

Marcelo Martinez Estratégias Digitais pág 18

PARTNER POINT Entrevista com os principais executivos do mercado

Arcserve - pág. 16 Daniela Costa

Luiz Marins Vendas pág. 24

Cooler Master - pág. 20 Gustavo Chiu

Veeam - pág. 22 Elder Jascolka

MERCADO - pág. 30

DISTRIBUIÇÃO - pág.34

PROG. DE CANAIS - pág. 36

Novidades das fabricantes 5G Américas , F5 Networks, Lenovo, HPE, NVIDIA e Ruckus

Estratégias e benefícios das distribuidoras Golden Distribuidora, Ingram Micro, Tech Data e Westcon

Programas detalhados por fabricantes e distribuidoras HPE, Microsoft, Vertiv e VMware

NVIDIA - pág. 38

HP Inc. - pág. 40

ESYWORLD - pág. 39

FLASH

Eventos em destaque

4

GUIA DE DISTRIBUIÇÃO

GAMES - pág. 48

NEGÓCIOS E SERVIÇOS

pág. 28

Corsair e Samsung

pág. 49 - ABRINT, CIAB, ISC Brasil e TOTVS

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Editorial

A tecnologia, um dos grandes vetores de mudança no mundo, evolui a passos largos no Brasil

Hoje em dia não dá nem para pensar em sair de casa sem levar o smartphone que se tornou imprescindível por acoplar inúmeras funções e apps que facilitam o nosso dia a dia, podemos nos esquecer de praticamente tudo: carteira, bolsa, chaves do carro, mas o dispositivo está sempre ali a mão. O que mostra que a tecnologia permeia o nosso cotidiano e tem evoluído a uma velocidade sem precedentes nos últimos anos. Nesta edição foi muito bacana abordar o tema Internet das Coisas porque esta nova megatendência se consolida cada vez mais no Brasil e tem melhorado a nossa experiência com a tecnologia, ou seja, os eletrônicos de consumo estão mais integrados entre si e possibilitam realizar inúmeras tarefas. O Especial de IoT intitulado: “A nova mola propulsora do mundo dos negócios já está a todo o vapor” me fez descobrir que a internet das coisas traz uma enorme transformação tecnológica na vida das pessoas e empresas e tem um potencial gigantesco para mudar os negócios, assim como a computação e a internet fizeram anteriormente. Neste ano, segundo a IDC, o segmento de IoT deve movimentar US$ 745 bilhões no mundo em 2019, com potencial para ultrapassar a marca de US$ 1 trilhão em 2022.

V i rg í n i a S a ntos Ed i to ra re d acao@p artn ersa les. co m. br

Nossos Canais de Comunicação Para receber a revista PartnerSales ou esclarecimentos sobre assinaturas, números atrasados, sugestões, críticas ou dúvidas, entre em contato através do e-mail: partnersales@partnersales.com.br Para anunciar: (11) 3965-8143 e (11) 3858-0705 ou comercial@partnersales.com.br

O canal que estiver bem informado sobre o segmento sairá na frente da concorrência e se tornará sem sombra de dúvida um consultor confiável dos clientes. Nossa entrevista de capa traz um bate papo especial com Claudio Raupp, presidente da HP Inc., que discorreu sobre as oportunidades de negócios com a impressão 3D que cria muitas possibilidades para a inovação em diversos setores, pois impacta não só a manufatura, como a logística e distribuição. Além disso, o executivo compartilhou sua visão sobre como a empresa se tornou inovadora na transformação digital e o papel do canal neste processo para a HP Inc. Vale frisar que a companhia trabalha tanto no desenvolvimento de novos produtos como na reinvenção do portfólio já existente, com o objetivo de melhorar a vida das pessoas e promover o crescimento sustentável e assim promover chances reais de vendas para todo o ecossistema. O canal também vai ficar por dentro das novidades das fabricantes, distribuidoras, programas de canal e coberturas de eventos, afinal o nosso compromisso é com a informação de qualidade baseada nos avanços da tecnologia. Excelente leitura e ótimas vendas!

Acesse www.partnersales.com.br

EXPEDIENTE

Cadastre-se e receba com rapidez as últimas notícias do canal de distribuição e ainda:

Diretora Executiva Elaine de Paula Soares

• Newsletter semanal por e-mail; • Revista mensal impressa; • Edições online disponível por tempo indeterminado.

esoares@partnersales.com.br

Interaja em tempo real através das redes sociais:

amunhoz@partnersales.com.br

Redação - redacao@partnersales.com.br

Publisher e Diretor Comercial Anderson Munhoz

Financeiro

Fale Conosco - faleconosco@partnersales.com.br

Partner Sales

Eventos - redacao@partnersales.com.br

@partner_sales

Edgard José P. Soares partnersales@partnersales.com.br

@partner_sales

Editorial Editora

PartnerSales é uma revista dirigida à canais anderson munhoz

de distribuição do mercado de TI e Telecom,

Virgínia Santos - MTB: 29339 virginiasantos@partnersales.com.br

por meio de mailling segmentado e não se responsabiliza por conceitos e opiniões emitidos

Arte e Diagramação

por colunistas, entrevistados e anunciantes, assim como pelo conteúdo veiculado nos anúncios, como: imagens, textos, produtos e promoções. A reprodução total ou parcial do conteúdo desta revista só é permitida mediante autorização prévia e por escrito da diretoria da empresa. Todos os direitos são reservados.

6

COLUNISTAS ESTRATÉGIAS DIGITAIS: Marcelo Martinez VENDAS: Luiz Marins

Clarice A. Cunha clarice@partnersales.com.br Marketing Ida L. Batemarchi ida@partnersales.com.br

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


HP Smart Tank

Liberdadee de impressão

Nova geração de Tanque de Tinta HP.

Perfeita para quem imprime muito. Imprima até 12.000 páginas com garrafas de tinta inclusas.

A melhor qualidade de impressão da categoria.

Escolha sempre Tintas Originais HP. Bom para você, bom para o meio ambiente. Saiba mais em: www.hp.com.br/reciclar

Procure um distribuidor exclusivo HP. 1. Volume até 8.000 páginas (coloridas) ou 6.000 páginas (preto). Resultados baseados na metodologia HP de impressão contínua de páginas de teste ISO/IEC 24712, sem usar o processo de teste ISO/ IEC. É necessário um frasco de tinta preta adicional para realizar a impressão de 8.000 páginas de teste (ciano/magenta/amarelo). O rendimento real varia de acordo com o conteúdo das páginas impressas e outros fatores. Parte da tinta dos frascos incluídos é usada para iniciar a impressora. 6.000 páginas em preto com garrafa de tinta XL inclusa na caixa do produto. 2. Sistema de abastecimento sem derrames, quando usado de acordo com as instruções de instalação. *Até 8.000 páginas (coloridas) ou 6.000 páginas (preto), refere-se ao rendimento de impressoras Tanque de Tinta HP nos modelos: HP Ink Tank 116, HP Ink Tank 316 e HP Ink Tank Wireless 416. © Copyright 2019 HP Development Company, L.P. As informações contidas neste documento estão sujeitas a alterações sem aviso prévio. As únicas garantias de produtos e serviços HP são aquelas estabelecidas nas declarações de garantia expressa que acompanham tais produtos e serviços. Nenhuma parte deste documento deve ser inferida como constituindo uma garantia adicional. A HP não será responsável por erros técnicos, erros editoriais ou omissões aqui contidos.


Entrevista Especial

HP Inc. aposta na ascensão do mercado de impressão 3D no Brasil Por Virgínia Santos

A frente da operação brasileira da HP Inc. Claudio Raupp tem o desafio de conduzir a empresa para a liderança da impressão 3D no país, vale pontuar que recentemente a companhia anunciou a disponibilização comercial de seu portfólio de soluções de impressão 3D HP Multi Jet Fusion e a expansão de seu negócio de impressão 3D e manufatura digital no mercado nacional para atingir esse objetivo, segue o nosso bate-papo com o executivo:

8

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Entrevista Especial

PS: Nos últimos anos, a HP Inc. visa agregar valor, modernizar e acelerar os processos de negócios com os canais, como tem sido este processo? Claudio Raupp: Os canais HP fazem parte do nosso DNA e são nossos principais aliados na reinvenção dos negócios. É por isso que sempre procuramos trabalhar de perto com atualizações em nossos programas, como o HP Partner First, aprimorando plataformas como o HP University e o Sales Central, incrementando benefícios, e muito mais. Através destes programas e compromisso mútuo, temos impulsionado o potencial dos parceiros, que representam globalmente 87% dos nossos negócios. Também temos investido na capacitação deles e nos dedicado em oferecer agilidade nas operações, para acelerar este crescimento com consistência e a velocidade necessária. PS: Quais foram as suas experiências anteriores e de que modo elas impactam o seu trabalho na HP Inc.?

10

Claudio Raupp: O setor

CR: Sou engenheiro elétrico formado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Estou na HP há quase 11 anos, e antes disso fiquei 6 anos na Nokia e 16 na IBM. Ao longo da minha carreira, aprendi que o setor de tecnologia está em constante transformação, por isso o gestor tem que estar bem atento ao que está acontecendo ao redor. Com a divisão da HPE e HP Inc., tive a missão de começar uma empresa do zero, e as minhas experiências anteriores certamente me ajudaram a cumprir essa missão. PS: Em quais verticais a empresa atua? CR: A HP tem um portfólio muito extenso, com PCs, notebooks, impressoras pessoais e corporativas, e através dos parceiros oferecemos serviços específicos em computação e impressão com base na necessidade do cliente. Desta forma, atuamos em todos os segmentos verticais. Além dos produtos que já somos referência, temos um grande foco de in-

de impressão segue muito importante dentro das empresas e a HP tem trabalhado para que a experiência das companhias com nossos produtos seja cada vez melhor

vestimento em inovação. Aproveitamos todo o potencial que a tecnologia nos proporciona para investir em conceitos como, por exemplo, blended reality, uma combinação do mundo físico real com o virtual. Por meio de um processo de escaneamento 3D, pegamos objetos do mundo real, manipulamos a imagem, junta-

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Entrevista Especial

mos com outras criadas virtualmente e podemos colocar isso de novo no mundo real através de uma impressora 3D. PS: Como a companhia avalia o desempenho no mercado e quais produtos e soluções pretendem dar destaque em 2019? CR: O mercado brasileiro segue em constante evolução, com consumidores cada vez mais interessados e exigentes. A HP têm linhas completas para atender tanto empresas como usuários finais. Vemos neste ano, uma demanda crescente para DaaS (Device as a service), o que faz do Brasil um destaque na adoção do “tudo como serviço”. Nesse ano, entramos também na área de manufatura industrial com as impressoras 3D, voltadas especialmente para a indústria. PS: Como está sendo este ano para a companhia? Quais as expectativas para este semestre? CR: Globalmente, a HP teve receita de US$ 14 bilhões no segundo trimestre de 2019.

Claudio Raupp:

Para o segundo semestre, a expectativa é continuar o desenvolvimento consistente que tivemos nos últimos anos, trazendo mais inovações para os nossos clientes. PS: Como a companhia analisa as novas tecnologias que provocaram uma disruptura no setor de TI mundialmente? CR: Para a HP, as novas tecnologias certamente trouxeram mudanças positivas para todos os setores. Estamos passando por uma mudança gigantesca causada pela transformação digital. Todos querem melhorar a experiência de seus consumidores e causar a disrupção em seus mercados. Hoje estamos realizando coisas impressionantes, e avançando em diversas áreas para atender um consumidor muito mais exigente. A HP é uma empresa inovadora, que trabalha tanto no desenvolvimento de novos produtos como na reinvenção do portfólio já existente, a fim de melhorar a vida das pessoas e promover o crescimento sustentável.

Os canais HP fazem parte do nosso DNA e são nossos principais aliados na reinvenção dos negócios

PS: O que tem a nos falar sobre o mercado de impressão 3D no Brasil mediante a 4ª Revolução Industrial? CR: O mercado de impressão 3D cria muitas possibilidades para a inovação em diversos setores, pois impacta não só a manufatura, como a logística e distribuição. A impressão 3D, permite que as peças sejam produzidas sob demanda e descentralizada, reduzindo significativamente custos de logística e inventário. Além disso, a impressão 3D permite a perso-

Impressos por impressora HP 3D

12

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Entrevista Especial

Impressos por impressora HP 3D nalização de peças e produtos, algo que a manufatura tradicional não atende. A forma que a HP entra nessa revolução é no mercado de impressão 3D para manufatura, que tem um imenso potencial. PS: Quais são as tendências que a empresa avalia que devem ditar o mercado de impressão 3D nos próximos anos? CR: Por ser uma tecnologia que apresenta inúmeras possibilidades, a impressão 3D deve avançar em diversos setores, como o automotivo, aviação, saúde, entre outros. Um fator muito importante para expansão de 3D Printing, é o desenvolvimento de materiais. Além da impressão em diversos polímeros, a HP lançou a Metal Jet, que produz peças em metal, em escala industrial. PS: Quais são os destaques do portfólio da empresa para a área de impressão 3D? CR: Temos a linha Multi Jet Fusion, com os modelos: Multi Jet Fusion 500 que produz peças funcionais em cores, preto ou branco. Voltada para prototipagem industrial, é ideal para equipes de desenvolvimento de produtos, empresas de design e universidades. Multi Jet Fusion 4200, voltada para prototipagem e produção e peças finais. Multi Jet Fusion

14

5200, recentemente anunciada, voltada para produção de peças em alta escala. Adicionalmente, temos o modelo Metal Jet, que imprime peças em metal. PS: Além da linha Jet Fusion, há previsão de novidades a serem lançadas neste ano, se sim quais serão? CR: Estamos sempre em busca de inovações, entretanto, não comentamos sobre produtos ainda não anunciados. PS: Na visão da companhia, quais são as principais oportunidades e desafios para o avanço da área de impressão 3D? CR: Observamos que as oportunidades trazidas pela descentralização da produção são imensas, como melhorias na distribuição e redução de gastos com estoque e logística. Já o desafio é desenvolver o ecossistema ao redor da impressão 3D, para que haja uma integração entre todas as partes, desde fornecedores, desenvolvedores e sistemas. PS: Qual é a posição da HP diante desta tecnologia e de que modo a impressão 3D pode agregar valor aos negócios dos clientes? CR: 3D Printing permite criar e personalizar peças com estruturas diferenciadas,

que não são possiveis na manufatura tradicional de injeção sobre molde. Além disso, permite uma forte aceleração no ciclo de desenvolvimento dos produtos, proporcionando um “time to market” muito melhor. PS: Por falar no setor de impressão como ele está aliado ao processo de transformação digital das empresas? CR: O setor de impressão segue muito importante dentro das empresas e a HP tem trabalhado para que a experiência das companhias com nossos produtos seja cada vez melhor. A HP tem investido no modelo de serviços gerenciados de impressão (Managed Print Services, MPS) para que as empresas possam contar com o que há de melhor em serviços de impressão sem ter que se preocupar com substituição ou manutenção de equipamentos. Além disso, a HP conta com soluções de segurança em todos os seus produtos, garantindo que nenhum de seus equipamentos será utilizado como porta de entrada para ataques cibernéticos nas redes das empresas. Tudo isto permite que o CIO possa focar em sua missão mais importante, que é o ajuste de transformação digital de sua empresa.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Fácil de configurar. Fácil de gerenciar. Conectividade de nível empresarial para empresas em crescimento. O portfólio de rede da Aruba oferece soluções acessíveis, de fácil implementação, fácil gerenciamento e adequado a empresas com recursos e orçamentos limitados. Os switchs e APs fornecem conectividade rápida e confiável - otimizada para usuários móveis e integrada com e sem fio. Gerencie sua rede com segurança, visibilidade granular e análise preditiva, no local ou na nuvem.

Access Point 207 e Switch 2930F


Partner Point | Entrevista com os principais executivos do mercado

Arcserve visa manter os dados e sistemas críticos das corporações seguros e disponíveis no mundo digital Fundada em 1990, a Arcserve oferece uma solução completa para ambientes virtuais e físicos, dentro da empresa e na nuvem. A companhia traz a arquitetura unificada, Arcserve Unified Data Protection (UDP) e oferece uma grande variedade de recursos integrados para proteção dos dados, através de um console web simples. A empresa está presente em mais de 50 países. Para saber como está a sua atuação neste ano, conversamos com Daniela Costa, vicepresidente para América Latina da companhia.

16

PS: Fale-nos sobre a sua carreira, onde tudo começou e por quais empresas passou antes de entrar na Arcserve? DC: Na verdade, construi minha carreira com a Arcserve. Na época, era um produto da Cheyenne Software que a Computer Associates/CA Technologies tinha recém-adquirido em 1997. São mais de 20 anos trabalhando com a empresa que nos últimos cinco ganhou vida própria como Arcserve. Nosso portfólio cresceu desde a separação da CA Technologies e hoje integro uma empresa 100% focada em soluções para proteção de dados e recuperação de desastres. No cenário atual é raro uma profissional ficar tanto tempo em uma empresa, mas o processo com a Arcserve foi sempre tão dinâmico e evolutivo que estas duas décadas passaram voando. PS: Qual o desafio do cargo que ocupa na Arcserve? DC: Há mais de 10 anos sou a responsável pela Arcserve América Latina, que inclui a região do Caribe. Minha equipe está presente em quatro países: Brasil, México, Colômbia e Argentina. Através dos nossos mais de 500 parceiros ativos, no ano fiscal passado, vendemos para mais de 30 países em toda a região. O principal desafio, sem dúvida, é administrar os recursos em um território tão extenso garantindo excelência na qualidade dos serviços e nos tempos de respostas para os parceiros e clientes. É claro que não podemos nos esquecer dos desafios externos, variáveis que muitas vezes não controlamos e que impactam diretamente os negócios. Minha função é minimizar esses possíveis impactos com ofertas mais apropriadas para o nosso mercado local. PS: Como a companhia avalia o desempenho do mercado brasileiro? DC: O ano fiscal 2019, recém-finalizado em março, foi um sucesso. O Brasil liderou as vendas e nosso crescimento alcançou dois dígitos, representando 50% do número da América Latina. O ano que passou também foi marcado pelo lançamento dos novos Arcserve Appliances 9000 series, o único do mercado desenvolvido 100% para oferecer proteção de

Daniela Costa: Nosso modelo de negócios é 100% via canal e, por isso, tudo o que fazemos tem que ser implementado com o apoio dos parceiros dados e recuperação de desastres, além do lançamento das novas soluções Cloud incluindo nosso serviço de BaaS e DraaS, ainda baseado em datacenters localizados nos Estados Unidos e Reino Unido. PS: Quais são as estratégias da companhia para 2019? DC: Em abril, iniciamos nosso ano fiscal 2020 e com ele a implementação de nossos programas anuais que apoiarão os parceiros a darem continuidade ao excelente trabalho feito no ano anterior. Nosso principal objetivo é ajudar nossos canais e clientes a proteger, recuperar e inovar nas formas de manter seus dados e sistemas críticos seguros e disponíveis para que eles tenham sucesso em seus negócios. E isso é algo que fazemos já há 35 anos! PS: Quais são as apostas e expectativas da empresa neste ano? DC: Dentre as principais apostas deste ano temos os novos Arcserve Appliances 9000 series lançados em março. São 11

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


modelos que atendem as necessidades de nossos clientes de backup de 1 Tb até 504 Tbs. Além disso, temos as soluções em nuvem que cresceram de maneira significativa no ano passado e continuam em alta, em especial para clientes que não querem investir em infraestrutura própria mas, ao mesmo tempo, buscam proteção e disponibilidade integral de seus ambientes. Vale lembrar que nossas soluções em nuvem são integradas às nuvens públicas (Azure, AWS) e que também temos a nuvem própria da Arcserve que atende às principais regulamentações mundiais. PS: Em termos de verticais, em quais vocês pretendem atuar? DC: Nossas soluções atendem a uma necessidade específica de proteção de dados e recuperação de desastres, e qualquer empresa, não importa seu tamanho ou setor de atuação, precisa se proteger. São muitas as ameaças cibernéticas, são muitos os riscos e ainda maiores serão os prejuízos em caso de qualquer tipo de desastre. Por isso, nossa missão é dar continuidade ao trabalho de divulgação da importância da prevenção e da adoção de uma solução adequada. Indisponibilidade e problemas de segurança da informação não são preocupações exclusivas de TI, são desafios compartilhados por toda a empresa e têm que ser tratados de maneira holística. No Brasil, algumas indústrias já possuem regulamentações severas como as dos setores de Finanças e Saúde, porém com a chegada da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais que entrará em vigor em agosto de 2020 todas as empresas terão que se preparar para evitarem multas que poderão ameaçar a continuidade dos seus negócios. A Arcserve apoiará todas as empresas com ofertas personalizadas que combinam alta tecnologia e custo acessível, aliadas com a facilidade de implementação e de gestão para cada uma delas. PS: Como a companhia avalia a área de disaster recovery e disponibilidade de dados na América Latina, especificamente no Brasil? DC: À medida que o mundo se torna

Daniela Costa:

mais digital, mais informações e dados são gerados, os sistemas se tornam cada vez mais críticos e as ameaças e riscos crescem, ou seja, as necessidades quanto à proteção destes ambientes só irão aumentar. Além disto, a Arcserve vem ganhando market share globalmente, segundo informações do último relatório publicado pelo Gartner. No Brasil, alcançamos crescimento consistente em dólar nos últimos dois anos, sendo que finalizamos o último ano fiscal com crescimento de dois dígitos. Acredito que ainda temos muito espaço para crescer. PS: O que a empresa oferecerá de novidade para os parceiros? Quais as linhas de produtos ou soluções que vocês pretendem dar destaque neste ano? DC: Nosso modelo de negócios é 100% via canal e, por isso, tudo o que fazemos tem que ser implementado com o apoio dos parceiros. O Arcserve Smart, nossa plataforma de conhecimento, foi lançada no ano passado e sem dúvida continua sendo muito importante para a capacitação e apoio de nossos parceiros. Como principais novidades teremos dois grandes lançamentos ainda nesse trimestre e conteúdos originais para a nova plataforma de educação Arcserve Learncore. É importante ressaltar que nossos conteúdos de treinamento são desenvolvidos localmente para que possam suprir todas as necessidades de nossos parceiros locais. Esses conteúdos foram reconhecidos globalmente pela sua excelência nos detalhes e na apresentação interativa. PS: Como funciona o programa de Canal da Arcserve? DC: Nosso programa foi totalmente renovado em 2019. O Accelerate oferece quatro categorias: Associate (não tem mínimo de vendas), Silver (US$ 25K), Gold (US$ 75K) e Platinum (US$ 200K), sendo que os benefícios são oferecidos de acordo com cada uma delas. Nosso canal é aberto e nossos parceiros são apoiados por nossas distribuidoras autorizadas: Ingram Micro e M3Corp.

O Arcserve Academy, somado ao Arcserve Learncore, oferece treinamentos presenciais para os parceiros

PS: Quais ações são realizadas para preparar a revenda em seus negócios diante da transformação digital? DC: O Arcserve Academy, somado ao Arcserve Learncore, oferece treinamentos presenciais para os parceiros. São treinamentos de vendas e técnicos em três níveis: Básico, Avançado e Bootcamp, que inclui toda a parte de Troubleshooting (recurso que analisa possíveis problemas). Também oferecemos webcasts mensais abordando diversos temas. PS: O que o parceiro deve fazer para se tornar um consultor de confiança dos clientes? DC: Os clientes buscam parceiros que possam entregar uma solução de ponta a ponta. Não querem cotações, querem soluções. Da pré-venda à implementação e manutenção do ambiente os clientes procuram excelência e parceria, por isso investimos tanto em capacitação. PS: A companhia pretende promover eventos nos próximos meses para o parceiro, se sim quais serão? DC: A agenda é tão grande que não consigo mencionar todas as ações, mas no Arcserve Now, nosso aplicativo (disponível para iOS e Android), nossos parceiros conseguem acessar todo o calendário do ano incluindo todos os treinamentos e webcasts. Para os parceiros localizados fora de São Paulo vale lembrar que acompanharemos a Ingram Micro no Engage 2019, onde estaremos presentes em mais de oito cidades.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

17


Estratégias Digitais | Marcelo Martinez | colunistas@partnersales.com.br

Neurotecnologia: realidade ou ficção científica Foguetes reutilizáveis, cidades em Marte, trens viajando a velocidade do som, casas autossuficientes em energia, carros autônomos. Para Elon Musk, o homem à frente da Tesla e da SpaceX, não existe o impossível. Para cada projeto, ele cria uma empresa, investe milhões e gera uma expectativa enorme na sociedade.

Nesta esteira de ficção científica e realidade, no último mês de julho, depois de anos operando sob forte sigilo, detalhes sobre uma de suas mais ousadas apostas foram finalmente revelados ao mercado. A Neuralink, lançada em 2017 com o desafio de integrar a atividade cerebral a um sistema digital através de dispositivos implantados em pessoas, apresentou em um evento na Academia de Ciências da Califórnia, em São Francisco, avanços promissores de suas pesquisas e anunciou que começará testes em humanos já no ano que vem. Para obter a conexão mente-máquina, no melhor estilo Matrix, a Neuralink apresentou um pequeno dispositivo que ficará atrás da orelha, parecido com um casulo, conectado a centenas de pequenos fios, ou threads, mais finos que o cabelo humano e quase invisíveis a olho nu, a serem implantados cirurgicamente no crânio do usuário através de um robô especialmente construído para realizar esta tarefa com alta precisão. O objetivo da empresa no longo prazo é fazer com que os implantes sejam tão seguros, confiáveis e simples que possam entrar no campo de uma cirurgia eletiva, como se fosse uma correção de miopia a laser. Como de costume, Musk também falou de planos mais futuristas (e polêmicos) como dar aos humanos “a opção de se fundirem à inteligência artificial” trocando ideias com um computador e aumentando a capacidade mental de pessoas saudáveis. Improvável ou não, o fato é que é difícil apostar contra alguém bem-sucedido em contrariar a lógica dominante com suas invenções. Obviamente, a tecnologia ainda é embrionária e o caminho para o desenvolvimento e a aprovação de uma solução comercial segura em humanos promete ser longo. Entretanto, com o sucesso de testes preliminares em animais de laboratório, as expectativas com

o projeto aumentaram, prometendo possibilidades sem precedentes na história para pacientes com doenças neurológicas e portadores de restrições motoras e sensoriais, como deficientes visuais e auditivos. Neste campo lotado e em expansão da neurotecnologia, além da Neuralink, diversas empresas e laboratórios acadêmicos estão desenvolvendo estudos similares para fins médicos, recreativos e até militares. Exemplos dessas iniciativas são a do Facebook, Pentágono e CTRL-labs, esta última uma startup de Nova York que arrecadou em maio US$28 milhões em uma rodada de financiamento liderada pela GV, braço de capital de risco do Google. Apesar dos avanços, muitos pesquisadores se mantêm cautelosos sobre a viabilidade da fusão entre cérebros e computadores. Um dos principais desafios a serem superados segundo eles, além da rejeição do próprio implante pelos sistemas de defesa do organismo, é o fato de que nosso cérebro trabalha com tarefas de administração distribuídas entre áreas conectadas, exigindo comandos simultâneos em diversas partes, algo inviável para um implante cerebral. Seja como for, as críticas não parecem ser um problema para a Neuralink, que anunciou recentemente a ampliação da equipe do projeto, nem para o próprio Musk, que investiu US$100 milhões na empresa e continua sendo seu principal embaixador no mercado. Musk há muito afirma que a única maneira de os humanos conseguirem acompanhar a IA no futuro é se tornando simbióticos com máquinas. A sua busca constante pela inovação capaz de nos levar a uma nova etapa evolutiva está no centro de seus investimentos e movimenta mercados. Afinal para alguém que sempre ouviu que uma empresa privada nunca poderia enviar foguetes para o espaço, o impossível só existe até ser realizado.

Marcelo Martinez é especialista em Digital Business Strategies pela Columbia University e em novas tecnologias para os setores de Varejo e Educação. Doutor e mestre em Administração possui mais de 20 anos de atuação em cargos executivos em multinacionais, onde foi membro de conselho consultivo e representante da indústria em entidades setoriais. Atualmente é diretor executivo do UOL Edtech e palestrante em congressos nacionais e internacionais, com diversos artigos publicados em revistas. Dê sua opinião sobre o artigo ou faça sugestões para nossos colunistas, envie seu e-mail.

18

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Partner Point | Entrevista com os principais executivos do mercado

Cooler Master investe na marca para tornar-se referência no segmento de componentes no mercado brasileiro Com mais de 25 anos de atuação no mercado de componentes, a Cooler Master tem estabelecido diversos padrões na indústria para trazer a melhor experiência aos entusiastas e gamers. Foi a primeira empresa a lançar um gabinete de PC totalmente em Alumínio (ATC-100) em 1999, posteriormente em 2001 apresentou o primeiro cooler de CPU com heat pipes estabelecendo um novo padrão de refrigeração. No ano 2004 disponibilizou ao mercado uma solução completa de refrigeração líquida se estabelecendo como um das principais marcas do segmento. Para conhecer quais as metas para os próximos meses, conversamos com Gustavo Chiu, gerente geral Cooler Master LATAM.

20

PS: Fale-nos sobre a sua carreira, onde tudo começou e por quais empresas passou antes de entrar na Cooler Master? GC: Antes da Cooler Master, gerenciei o setor de Notebooks da Asus na América Latina, me dedicando a essa região por mais de 10 anos. PS: Como a companhia avalia o desempenho do mercado brasileiro? GC: Nós avaliamos a performance observando o crescimento de market share e aumento de lucros na região, especificamente no Brasil.

Gustavo Chiu:

Qual o desafio da empresa no país e as estratégias para 2019? GC: Nos estágios iniciais das atividades no Brasil, os desafios principais foram: Pessoas e Canais. Em relação as pessoas, nós atingimos o objetivo em um curto período e montamos uma equipe local com profissionais muito experientes, comigo incluso, totalizamos uma equipe de 5 pessoas para atender o mercado brasileiro. Franklin Silva é nosso gerente de Produtos encarregado das estratégias de produtos e sell-in. Temos dois gerentes de Vendas, Paulo Marques encarregado da região Norte e Centro-Oeste, e Micheli Tonkio encarregada da região Sul e ambos cobrem o estado de São Paulo. Também temos a Camila Chimello como gerente de Marketing para todas as estratégias de marketing e execução. Além do nosso time, também temos a Lovatec (assistência técnica autorizada) para demandas de Serviço ao Cliente, eles vêm realizando um trabalho incrível nos últimos 8 meses e acreditamos que têm realizado um excelente trabalho ao cuidar de nossos parceiros e usuários. Sobre os canais, nosso desafio é construir um ecossistema para a Cooler Master, das Distribuidoras às revendas e ao usuário final, garantindo que nosso produto e marketing sejam entregues de forma

É preciso ter bastante informação do produto e conhecimento para oferecer a solução adequada que cumpra as necessidades do usuário

constante nessa valiosa cadeia, assim teremos uma imagem mais forte na mente dos consumidores. Não é um segredo, toda marca encontra o mesmo desafio nos estágios iniciais, mas a velocidade é importante e nos torna diferentes. A curto período, iniciamos a distribuição com fortes parceiros, atualmente trabalhamos com Oderço, SND, All-Nations, Pauta e Agis, nós continuamos trabalhando o canal e esse desafio não acaba nunca. Em 2019 esperamos executar de 2 a 3 pedidos com nossas distribuidoras do sell-in ao sell-out. Ao invés de nos aproximarmos mais dos parceiros de canal, iremos

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


corrigir qualquer problema que venha a ocorrer no processo, para garantir uma base estável de crescimento para 2020. PS: O que a empresa oferecerá de novidade para os parceiros? Quais as linhas de produtos e soluções que vocês pretendem dar destaque neste ano? GC: A Cooler Master possui duas companhias para diferentes negócios, Cooler Master Corp para OEM/ODM, e Cooler Master Technology para Produtos de varejo. Estamos focando em produtos de varejo, oferecendo Gabinetes, Fontes de Alimentação, Refrigeração e Periféricos (Mouse, Teclado e Headset). Nós também apoiamos clientes locais para projetos OEM/ODM. PS: Vocês disponibilizam um programa de canais, se sim como funciona e de que modo os parceiros podem participar? GC: Sim, iniciamos um programa de incentivo com alguns parceiros baseado em projetos. Estabelecemos um alvo junto ao parceiro e trabalhamos as vendas e o marketing. Começando no terceiro trimestre de 2019, junto com novos lançamentos, iremos anunciar um Programa de Canais aberto à parceiros que desejam participar. Teremos um roadshow para apresentar esse programa cara-a-cara, os clientes podem pedir nossos produtos diretamente com a distribuidora ou através do website. PS: Quais ações são realizadas para preparar a revenda em seus negócios diante da transformação digital? GC: Grande parte dos usuários já decidem o que comprar antes de irem à uma loja ou loja virtual. Na loja física 53% dos usuários mudam de ideia após recomendação de um vendedor. Na geração digital a revenda ainda tem um papel importante que é difícil substituir. Ainda há usuários que preferem ir até uma loja para ver e sentir o produto, consultar com um vendedor e ter o produto em mãos imediatamente. Sendo assim,

Gustavo Chiu: Nossa

nosso dever é fazer a revenda acreditar em nossa marca e recomendar nossos produtos, é aí que entra o boca-a-boca. Nessa circunstância, a ação a ser tomada é entregar o produto e informações minuciosamente, tendo certeza de que a comunicação é sólida e eficiente. Teremos muitos e muitos roadshows e treinamentos de canais, no meio tempo, estamos trabalhando a exposição de produtos online e offline para gerar demanda e aumentar o tráfego para os canais parceiros. PS: O que o parceiro deve fazer para se tornar um consultor de confiança dos clientes? GC: Eu diria que ter bastante informação de produto e conhecimento para oferecer a solução adequada que cumpra as necessidades do usuário. Algumas vezes o usuário não sabe o que ele realmente precisa e as revendas podem dar a confiança necessária na decisão de compra, ou fazer uma oferta melhor, é assim que se constrói este elo, o usuário irá recomendar amigos a fazerem compras com esse vendedor que ele/ela confia. Se observarmos nós mesmos, como um usuário, nós temos a experiência de confirmar ou mudar de opinião após conversar com um vendedor, e então dar a referência a nossos amigos quando eles precisarem. Como marca, é o mesmo, nossa responsabilidade é oferecer produtos com um bom design, performance e qualidade que são essenciais para os negócios, além de dar acesso aos parceiros para obterem informações de produtos suficientes para fazer a melhor oferta ao consumidor, nós temos que obter a confiança de nossos parceiros, então eles terão as ferramentas para ganhar a confiança do consumidor. PS: O que esperar da empresa nos próximos meses? GC: Nossos novos produtos estão chegando, os planos de marketing e canal

responsabilidade é oferecer produtos com um bom design, performance e qualidade que são essenciais para os negócios

estão engatilhados, o parceiro verá muito mais exposição no mercado brasileiro em termos de marca e produtos. Estamos tendo um feedback positivo nesses meses, precisamos trabalhar duro para obter a confiança de mais clientes que podemos ajudar a crescer em seus negócios. PS: A Cooler Master visa promover eventos nos próximos meses para o parceiro, se sim quais serão? GC: Sim, estamos realizando Cooler Master Day com nossas distribuidoras de tempo em tempo, assim como estamos com uma campanha na Oderço, SND e All Nations, e teremos lançamentos de produtos na Pauta e Agis.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

21


Partner Point | Entrevista com os principais executivos do mercado

Veeam visa se consolidar como a provedora mais confiável de soluções de gestão de dados na Nuvem no mercado nacional Especializada em soluções de backup que fornecem gerenciamento de dados em nuvem, a Veeam disponibiliza a Availability Platform que é uma solução de backup completa para auxiliar os clientes na jornada para alcançar o sucesso nos 5 estágios do Cloud Data Management. A companhia tem mais de 343.000 clientes em todo o mundo, incluindo 82% da Fortune 500 e 67% da Global 2.000, com uma pontuação de satisfação do cliente de 3,5x a média da indústria, a mais alta do setor. O ecossistema global da Veeam inclui 64.000 parceiros de canal; Cisco, HPE, NetApp e Lenovo como canais exclusivos; e mais de 22.500 provedores de nuvem e serviços. Sediada em Baar, na Suíça, a Veeam possui escritórios em mais de 30 países. Para saber quais são os planos para este semestre conversamos com Elder Jascolka, novo country manager da companhia:

22

PS: Fale-nos sobre a sua carreira, onde tudo começou e por quais empresas passou antes de entrar na Veeam? EJ: Sou formado em Administração pela FIAP, tenho pós-graduação em Gestão de Negócios pelo Insper e MBA Executivo em Administração pela Kellogg School of Management (EUA). Comecei minha carreira como estagiário de curso técnico na IBM. Aliás, lá tive a grande oportunidade de atuar em diferentes áreas, como Service Account Manager, Project Cost Controller, Command Center Coordinator, Region Resource Manager, entre outros. Fiquei na IBM durante dez anos, foi uma época de muito aprendizado. Saindo de lá, fui gerente de Vendas nas empresas Mainline Information Systems e Dell EMC até ter minha primeira passagem pela Veeam em 2017, como Enterprise Account Manager. Depois passei um período na Salesforce, onde atuei como Senior Account Executive, Enterprise Sales, até retornar à Veeam agora como country manager no Brasil. PS: Qual o desafio do cargo que ocupa na companhia? EJ: Ser country manager no Brasil de uma empresa em plena ascensão é uma honra, mas também um desafio o qual encaro com orgulho. A empresa acabou de anunciar um faturamento global de US$ 1 bilhão, apenas um seleto grupo de empresas de software atingiu esse valor em tão pouco tempo. O crescimento é contínuo com uma média de quatro mil usuários por mês. No Brasil, tivemos um crescimento de 15% no faturamento no último ano, somamos mais de dois mil clientes e mais de 1.200 parceiros. São números muito expressivos e vamos trabalhar muito para crescer de forma significativa. Temos uma forte presença local e pretendo acelerar esse ritmo de crescimento para consolidar ainda mais a Veeam como a provedora mais confiável de soluções de gestão de dados na Nuvem. PS: Como a companhia avalia o desempenho do mercado brasileiro? EJ: Sem dúvida, o Brasil é um mercado

Elder Jascolka: A Veeam segue focada em lançar para o mercado soluções que auxiliam as empresas a passar pelo processo de transformação digital da maneira mais produtiva possível

estratégico para toda companhia global, não apenas pelo seu tamanho continental, mas pelo potencial econômico e sua importância para a América Latina. É um mercado sustentável e que cresce mesmo em um cenário econômico, às vezes, não muito favorável, demonstrando seu bom nível de maturidade. Ou seja, o país vem constantemente evoluindo mesmo em um panorama desafiador. PS: Quais são as estratégias da empresa para 2019? EJ: A Veeam segue focada em lançar para o mercado soluções que auxiliam as empresas a passar por esse processo de transformação digital da maneira mais produtiva possível. Os dados assumem um papel cada vez mais relevante para as organizações, para tomada de decisões, redução de custo, eficiência operacional, interação com os clientes, oportunidades de negócios e geração de receita. É o nosso objetivo ajudar as organizações a gerenciarem e protegerem essas infor-

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


mações da melhor maneira possível onde quer que elas estejam. Para isso, vamos continuar firmando parcerias estratégicas com os principais players do mercado e desenvolvendo nossos canais para continuarmos sendo os principais parceiros dessas organizações durante essa jornada. PS: Quais são as apostas e expectativas da empresa neste ano? EJ: A Veeam continuará centrada na construção de parcerias e no constante desenvolvimento de seus canais para permanecer líder no mercado de gerenciamento de dados na Nuvem. Temos uma enorme capacidade de adaptação, o que nos dá flexibilidade para atuarmos em diferentes frentes. No início do ano, lançamos o Veeam Availability Suite 9.5 Update 4, que traz ferramentas que facilitam ainda mais a migração e a mobilidade na nuvem. É uma solução que oferece muita segurança e controle dos dados corporativos. Anunciamos em maio o Veeam Availability Orchestrator v2, uma tecnologia completa que expande os recursos de orquestração e automação para um conjunto mais amplo de aplicativos. Sem dúvida, essas soluções trarão um retorno muito positivo para aquelas organizações que lidam com uma grande variedade de situações envolvendo recuperação de desastres e migração de dados. PS: Em termos de verticais, em quais vocês pretendem atuar? EJ: A Veeam se dedica a ajudar todas as empresas de todos os portes independente, das suas verticais de atuação. A razão para isso é simples: as empresas estão cada vez mais dependente dos seus dados. Imagine que até 2025 produziremos mais de 175 zettabytes de dados por ano. Vivemos uma Era totalmente orientada por essas informações e é por isso que não nos restringimos à verticais de negócios específicas. Antigamente, somente as grandes companhias possuíam soluções de Disaster Recovery (DR). Nos últimos dois anos, 80% das empresas pesquisadas pela Veeam tiveram algum

tipo de incidente. O tempo de inatividade de uma única aplicação de missão crítica custa, em média, US$ 102 mil por hora. Por isso, a nova versão do Availibility Orchestrator oferece recursos de nível Enterprise para as empresas de todos os portes e para qualquer setor de atuação.

Elder Jascolka : Nossa

PS: O que a empresa oferecerá de novidade para os parceiros? Quais as linhas de produtos ou soluções vocês pretendem dar destaque neste ano? EJ: Neste ano, anunciamos o programa “Com a Veeam”. Trata-se de uma parceria com os principais players para desenvolver tecnologias mais abrangentes de armazenamento que combinem o software da Veeam com infraestrutura de hardware e HCI líderes de mercado. Tanto a Nutanix como a Exagrid, por exemplo, já anunciaram algumas soluções feitas com essa parceria. Além dessas, estamos apostando muito nas últimas versões do Veeam Availability Suite 9.5 Update 4 e Availibility Orchestrator v2.

constante crescimento

PS: Vocês disponibilizam um programa de canais, se sim como funciona e de que modo os parceiros podem participar? EJ: Sim, temos mais de 4.385 parceiros na América Latina, nossa missão é ajudar os canais a se tornarem mais disponíveis, lucrativos e em constante crescimento. PS: Quais ações são realizadas para preparar a revenda em seus negócios diante da transformação digital? EJ: A Veeam atua muito próxima de seus canais e parceiros. Além de treinamentos constantes e de bastante capacitação técnica, os novos colaboradores têm acesso à recursos de vendas e marketing, que ajudam a fechar negócios com mais agilidade. PS: O que o parceiro deve fazer para se tornar um consultor de confiança dos clientes? EJ: Um bom consultor de confiança sempre considera os desafios reais de seus clientes. É de suma importância compre-

missão é ajudar os canais a se tornarem mais disponíveis, lucrativos e em

ender seu contexto, seu escopo de atuação, sua realidade, suas limitações. É preciso de um olhar neutro a fim de indicar as soluções que melhor atendam às suas necessidades. Além disso, é imprescindível não estar presente apenas na hora da venda, mas em todo o processo de implementação, configuração e suporte no pós-venda. O cliente precisa enxergar o canal como um parceiro de fato. PS: O que esperar da empresa nos próximos meses? EJ: Acabamos de inaugurar um escritório em São Paulo e com isso vamos estreitar ainda mais nossos laços com clientes e parceiros. Muitas novidades estão a caminho, seja em parcerias estratégicas e soluções inovadoras. É importante estar atento aos nossos anúncios, porque certamente vamos crescer ainda mais nos próximos meses. PS: A Veeam pretende promover eventos nos próximos meses para o parceiro, se sim quais serão? EJ: A Veeam trará pela primeira vez ao Brasil o VeeamON Fórum, que acontecerá dia 13 de agosto no Hotel Grand Hyatt, em São Paulo e será um evento voltado exclusivamente para os clientes e a comunidade de usuários da Veeam no Brasil.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

23


Vendas | Professor Luiz Marins | colunistas@partnersales.com.br

Verdadeiros líderes se desafiam para que seu time atinja resultados “ os líderes de sucesso que conheço estudam cada um de seus liderados e para cada um deles estabelecem um projeto, com objetivos, metas e estratégia definidos.”

Muito se discute e se escreve sobre liderança. O líder nasce feito? Nasce líder? É possível formar um líder? Como formar? Quais as maiores características de um verdadeiro líder? Enfim, há dezenas de textos sobre o tema. Aqui eu gostaria de comentar apenas uma característica, que, como antropólogo, tenho observado nos líderes de sucesso: Eles se desafiam para que seus liderados atinjam resultados. Verdadeiros líderes que conheço não desafiam apenas a sua equipe, os seus liderados. Eles, antes de mais nada, SE desafiam. E o que eles fazem para se desafiar? Em primeiro lugar, eles estudam cada um de seus liderados com método, com afinco. Eles diagnosticam cada um deles procurando descobrir seus pontos fortes e pontos frágeis; quais experiências anteriores tiveram e como se saíram; qual a sua história familiar, problemas, filhos, escolaridade; quais os seus interesses pessoais, seus hobbies, o que mais gosta de fazer; quem são as pessoas de seu relacionamento, etc. Em seguida, esses líderes de sucesso colocam para si mesmos, objetivos e metas em relação a seus liderados, isto é, o que

eles (líderes) querem conseguir de cada um deles de forma clara e detalhada. Depois de definir os objetivos e metas com cada um de seus liderados, eles estudam as estratégias que usarão para conseguir atingir esses objetivos e metas, enfim qual a metodologia que irão utilizar para transformar cada liderado em um profissional de sucesso e de valor para sua empresa. Assim, os líderes de sucesso que conheço estudam cada um de seus liderados e para cada um deles estabelecem um projeto, com objetivos, metas e estratégia definidos. Dessa forma, eles têm claro em suas mentes o que fazer para desenvolver cada um deles em suas habilidades principais e formar um time vencedor. Eles reforçam os pontos fortes de cada um e fazem com que eles se desenvolvam com prazer e alegria em direção ao sucesso pessoal e profissional. Ao entrevistar esses líderes vencedores, eles sempre afirmaram que sem um projeto individual para cada um de seus liderados, é impossível ter uma liderança eficaz, com resultados. Pense nisso. Sucesso!

Professor Luiz Marins é antropólogo, professor e consultor de empresas no Brasil e no exterior, com 24 livros (também disponível em vários países da América Latina e Europa) e mais de 300 vídeos e DVDs publicados; empresário de sucesso dos ramos de agronegócio, educação, comunicação e marketing. Líder de audiência em programas de televisão de todo Brasil e um dos mais requisitados palestrantes do país. (secretaria@anthropos.com.br). Dê sua opinião sobre este artigo ou faça sugestões para nossos colunistas, envie seu e-mail.

24

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


SOMOS DO TAMANHO DO SEU PROJETO A Westcon-Comstor possui o time ideal para auxiliar na transformação do seu negócio rumo à nova era digital. Nossa equipe de especialistas está pronta para ajudar você a tirar projetos de todos os tamanhos do papel, com um portfólio completo dos maiores fabricantes do mundo.

White Label Serviços profissionais com sua marca

WTBC Ambiente tecnológico de demonstração de produtos e hands-on Marketing as a Service

Equipe de Engenharia Pré-Vendas Partner Portal Todas as ferramentas Westcon-Comstor em uma única plataforma: • E-commerce • Configurador • Consulta de estoque • Rastreamento de pedidos

Nextlevel Programa de consultoria especializada em segmentos de mercado

Estamos prontos para atender você: atendimento.canais@westcon-la.com.br | (11) 5525-7300

Aceleração de Nuvem • BlueSky: gerenciamento de contratos na Nuvem • Marketplace: para impulsionar suas demandas em Cloud • Data Analytics: dashboard dos seus negócios • Programa de Canais: EDGE for Cloud

Acesse o QR Code e seja uma revenda parceira.


Soluçþes Financeiras Personalizadas POC Proof of Concept

Centro de Treinamento Autorizado


Guia de Distribuição

Principais distribuidoras de tecnologia para o canal de distribuição Tel: 0800-724-11115 | br.techdata.com falecom.brasil@techdata.com Fabricantes: IBM, Oracle, Dell EMC, HPE, NetApp, Red Hat, Riverbed, SUSE, Micro Focus, Hitachi Data Systems, CTERA, Tintri, Mellanox, Carbonite e VCE

Anixter www.anixter.com.br

DTEK www.dtekinformatica.com.br

Anmy www.anmy.com.br

Dualcomp www.dualcompatac.com.br

Aplidigital www.aplidigital.com.br

Esyworld www.esy.com.br

Arrow ECS Brasil www.arrowecs.com.br

Evolusom www.evolusomma.com.br

Ativa www.ativadistribuicao.com.br

Fagundez www.fagundez.com

Axyon Distribuidora www.axyon.com.br

Fujioka www.fujioka.com.br

Bellfone Distribuidora www.bellfone.com.br

Futura Technologia www.futuratechnologia.com.br

Boxware Distribuidora De Software www.boxware.com.br Tel: (11) 5525-7300 | https://blogbrasil. westcon.com/sobre-a-westcon atendimento.canais@westcon-la.com Fabricantes: Algosec, Alien Vault, Arbor, Arista, Audio codes, Avaya, Beyond Trust, Bomgar, Carbon Black, Check Point, Citrix, Commvault, Cylance, Erwin, Extreme Networks, F5, Fire Eye, Firemont, Force Point, Forescout, Fortinet, Gigamon, HPE, IBM, Imperva, Infoblox, IXIA, Jabra, Lenovo, Logitech, Microsoft, NetApp, Netscout, Nokia, Palo Alto, Poly, Purple, Pulse Secure, Pure Storage, Radware, RSA, Rubrik, Ruckus, RP1 Cloud, Sonic Wall, Splunk, Symantec, Trend Micro, Varonis, Veeam e VmWare.

Braile www.braileonline.com.br Brazil Market www.brazilmkt.com.br Brazil PC www.brazilpc.com.br brConference www.brconference.com CLM www.clm.com.br Cogra www.cogra.com.br

A|B|C Adistec www.adistec.com/br/

Comesp www.comesp.com.br

Agis www.agis.com.br

Compex Tecnologia www.compextec.com.br

Agora Telecom www.agoratelecom.com.br

Controle Net Tecnologia www.controle.net

Alcateia www.alcateia.com.br

D|E|F

G|H|I Gazin Ind. e Com. De Móveis e Eletro www.gazin.com.br Gibson www.gibsonnet.com.br Golden Distribuidora www.goldendistribuidora.com.br Gomaq www.gomaq.com.br H2i www.h2i.com.br Handytech www.handytech.com.br Hayamax www.hayamax.com.br Houter www.houter.com.br Ibyte www.ibyte.com.br Infinito www.infinitoweb.com.br

Deltacable www.deltacable.com.br

Info CHD www.infochd.com.br

All Nations www.allnations.com.br

Dicomp www.dicomp.com.br

Info CWB www.infocwb.com.br

Allied Brasil www.alliedbrasil.com.br

Districomp www.districomp.com.br

Inforshop www.inforshop.com.br

Alphavale www.alphavale.com.br

DSL Informatica www.distribuidoradsl.com.br

Ingram Micro Brasil www.ingrammicro.com.br

Aldo www.aldo.com.br

28

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


J|K|L Kernel www.kernel.com.br Life Shining Tecnologia www.lifeshining.com.br

Nova Opção www.novaopicao.com.br

Romero Atacadista www.romeroatacadista.com.br

Oderço www.oderco.com.br

Route 66 www.route66.com.br

Officer Distribuidora www.officer.com.br

LR Multimídia Comercial www.lrmultimidia.com.br

Olibras Telecomunicações www.olibras.com.br

M|N|O

On Distribuidora www.ondistribuidora.com.br

Macro Distribuidora www.macrodistribuidora.com.br

P|Q|R

Martins www.martins.com.br

Pauta www.pauta.com.br

Mazer www.mazer.com.br

Pense Informática www.penseinformatica.com.br

Mercotape www.mercotape.com.br

Phoenix Corp www.phoenixcorp.com.br

Microdigi www.microdigi.com.br

Phonoway www.phonoway.com.br Port www.portinfo.com.br

Mobimax www.mobimax.com.br Multiport Telecom www.multiport.com.br Myatech Distribuidora www.myatech.com.br

Rcell www.rcell.com.br

Netplus Teleinformática www.netplus.com.br

Rede GLM Informática www.redeglm.com.br

Network1 www.network1.com.br

Seccon www.seccon.com.br Set Computadores www.setcomputadores.com.br SigmaOne www.sigmaone.com.br SND www.snd.com.br

Softronic www.softronic.com.br

RB Distribuição www.rbdistribuicao.com.br

NC Games www.ncgames.com.br

Scansource CDC Brasil www.cdcbrasil.com.br

Primex Tech www.primextech.com.br

R1 Distribuidora www.r1distribuidora.com.br

Nagem www.nagem.com.br

Saldit Software www.licenciamentodesoftware.com.br

Society Info Distribuidora www.societyinfo.com.br

PSI Tecnologia www.psitecnologia.com.br

N3 Computadores www.n3computadores.com.br

S4N Secure For Network www.s4n.com.br

Prime Interway www.primeinterway.com.br

Protagon www.protagon.com.br

N1 Telecom www.n1telecom.com.br

S|T|U|V

Stock www.stock.com.br Stock Distribuidora www.stockgrupo.com.br Unicoba www.unicoba.com.br Union Sistemas de Energia Ltda. www.unionsistemas.com.br Velans www.velans.com.br W | X | Y| Z

Reval www.reval.net

New Face www.newfaceinfo.com.br

Rico Peças www.ricopecas.com.br

Nova Distribuição www.novadistribuicao.inf.br

RO7 www.ro7.com.br

WDC Networks www.wdcnet.com.br Winco Sistemas www.winco.com.br

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

29


Mercado | Novidades das Fabricantes

Ruckus Networks habilita novas soluções de IoT com a expansão do lineup de conectividade

F5 Networks e Cisco selam acordo para simplificar o uso de SDN, Software Defined Network

30

A Ruckus Networks (agora parte da CommScope via aquisição) anuncia a expansão de seu portfólio de conectividade para o setor de hospitalidade que inclui o switch de fibra ICX 715024F, o switch compacto ICX 7150-C08 e o Fiber Backpack, que suporta o access point H510. Os novos produtos adicionam o suporte à fibra nas ofertas para clientes do setor de hospitalidade e habitação (condomínios).

Vale frisar que o novo Fiber Backpack permite a integração direta dos access points in-room Ruckus H510 no back-

bone de fibra para uma instalação mais limpa e segura, aproveitando a escala, velocidade e eficiência da arquitetura fiber-to-the-room. O produto pode utilizar uma ampla gama de transceptores de fibra interoperáveis, com suporte para mono ou multimodo, habilitado pelo portfólio de switches de fibra Ruckus ICX, onde o Ruckus ICX 7150-24F é a mais recente novidade. “No setor de hospitalidade global, a interoperabilidade entre vários aplicativos e fornecedores é fundamental para ajudar os hotéis a planejar o futuro, onde o maior consumo da largura de banda por clientes e pelas operações apresenta desafios reais para as redes hoteleiras existentes. Além disso, nossos clientes e parceiros enxergam o incrível valor que nossas soluções de fibra oferecem, o que nos permite disponibilizar uma rede para hotéis mais rápida e completa, proporcionando flexibilidade para suportar as muitas funções exigidas pelas operações dos hotéis”, afirma Larry Birnbaum, vice-presidente de Global Hospitality e MDU da Ruckus Networks.

A F5 apresenta solução que facilita a adoção do SDN (Software Defined Network) em ambientes Cisco. A partir de agora, as aplicações de missão crítica ganham performance e segurança com a soma do app F5 ACI Service Center ao ambiente Cisco ACI. Disponível por meio do ACI App Center da Cisco, o novo app da F5 Networks aprimora a visibilidade e o controle das aplicações ao longo de toda a rede. Isso potencializa os ganhos de automação e produtividade propiciados pelo SDN. “A colaboração tecnológica entre a F5 e a Cisco é uma clara vitória para os clientes que trabalham com as soluções das duas empresas. O app F5 ACI ServiceCenter fornece às organizações a capacidade de desenvolver e aprimorar implementações de aplicações e rede de maneira elegante, com uma abordagem definida por software”, pontua Calvin Rowland, vice-presidente Sênior de Desenvolvimento de Negócios da F5.

O app F5 ACI ServiceCenter permite aos clientes implementar, configurar e customizar rapidamente serviços de aplicação. Trabalhando em conjunto, as equipes de engenharia da F5 e da Cisco construíram vários casos de uso que utilizam a ampla gama de serviços de disponibilidade, rede e segurança da F5. Esses templates tornam mais fácil para os usuários implementar e consumir, de forma agilizada, as tecnologias dessas duas empresas. “As APIs abertas nunca foram mais importantes do que agora — elas ajudam os clientes a utilizar dados, construir parcerias e criar novos caminhos para inovação. O ACI App Center foi projetado para nutrir a colaboração e inovação de fontes de usuários e comunidades de desenvolvimento em todo o nosso ecossistema de parceiros”, finaliza Thomas Scheibe, vice-presidente de Gestão de Produtos de Redes para Data Centers da Cisco.

Juntamente com os produtos de cabeamento estruturado da CommScope, a empresa agora passa a oferecer aos clientes uma solução completa. A Ruckus vai adicionar novos parceiros de Internet das Coisas (IoT) ao seu ecossistema para atender melhor as prioridades empresariais do setor de hospitalidade, incluindo a melhoria da eficiência operacional, dos serviços aos hóspedes e uma maior segurança para clientes e funcionários.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Mercado | Novidades das Fabricantes

HPE visa disponibilizar todo o portfólio como serviço até 2022

A HPE (Hewlett Packard Enterprise) anuncia planos de tornar-se uma empresa de serviços até 2022. A companhia pretende oferecer aos clientes a opção de adquirir todo o seu portfólio, através de uma variedade de opções baseadas em subscription, pagamento por uso e como serviço, mantendo a prática vigente de fornecer hardware e software em despesas de capital e modelo baseado em licença para as empresas que preferirem manter o poder de escolha entre uma oferta tradicional ou como serviço. Além disso, a companhia continuará dando destaque ao HPE GreenLake, um novo modelo de consumo que tem em seu core o serviço de Flexible Capacity, que pretende levar o ecossistema de parceiros rumo ao crescimento. A companhia acaba de incluir novas ofertas do HPE GreenLake para o mid-market, novos serviços para edge e a expansão das parcerias com CyrusOne, Equinix e Google Cloud. Além disso, a HPE continua investindo e inovando no portfólio

NVIDIA traz a plataforma de computação CUDA à arquitetura ARM, novo caminho para supercomputação exoescala

32

A NVIDIA anuncia suporte para CPUs ARM, possibilitando que o setor de computação de alto desempenho possa criar supercomputadores de exoescala, com uso eficiente de energia e com IA. A companhia disponibilizará para o ecossistema ARM sua stack completa de software de IA e HPC (computação de alto desempenho) — que acelera mais de 600 aplicativos de HPC e todas as estruturas de IA — até o final do ano. O stack inclui todas as bibliotecas NVIDIA CUDA (plataforma de computação) -X AI e HPC, estruturas de IA aceleradas por GPU e ferramentas de desenvolvimento de software, como compiladores PGI com suporte para OpenACC e criadores de perfil.“ Os supercomputadores são os instrumentos essenciais da descoberta científica, a obtenção de supercomputação de exoescala aumentará drasticamente a fronteira do conhecimento humano. À medida que a escala de computação tradicional terminar, a energia limitará todos os supercomputadores. A combinação da computação acelerada com a CUDA da NVIDIA e da arquitetura de CPU com eficiência energética da ARM

de software por subscription, incluindo o HPE Aruba Central, o HPE BlueData, o HPE Cloud Volumes, o HPE InfoSight e o HPE OneView. Vale frisar que o novo modo de consumo da HPE facilita a transformação digital das empresas ao fornecer um lineup robusto na forma de um serviço flexível e ágil. “Estamos em um ponto de inflexão no mercado. Todos reconhecem que os clientes querem que a tecnologia seja oferecida como serviço. A abordagem exclusiva da HPE, que oferece opções, flexibilidade e controle, está impulsionando o tremendo sucesso do HPE GreenLake. Continuaremos investindo agressivamente nessa oportunidade, capitalizando nossa liderança de mercado e alavancando nosso ecossistema de parceiros de forma a, cada vez mais, entregar todas as nossas ofertas, de ponta a ponta, sob o portfólio HPE GreenLake. Como resultado, vamos reformular a HPE e transformar o mercado a partir de uma nova proposta de entrega como serviço”, afirma Antonio Neri, CEO da HPE. proporcionará à comunidade de HPC um impulso para a exoescala”, afirma Jensen Huang, fundador e CEO da NVIDIA. O suporte da NVIDIA para sistemas HPC baseados na arquitetura ARM é desenvolvido com base em mais de 10 anos de colaboração. A companhia usa a arquitetura ARM para vários de seus sistemas em produtos de chips disponíveis para games portáteis, veículos autônomos, robótica e computação de IA incorporada. “A ARM visa trazer ganhos de desempenho de computação sem precedentes. Colaborar com a NVIDIA para levar a aceleração CUDA à arquitetura ARM é um marco importante para a comunidade HPC”, finaliza Simon Segars, CEO da ARM. Os principais fatores que tornam possível os supercomputadores são: a capacidade das GPU’s NVIDIA de desviar trabalhos de processamento intenso para GPU’s CUDA de processamento paralelo com maior eficiência energética, pacotes SXM 3D de Tecnologia de interconexão NVIDIA NVLink, que possibilita nós de escalabilidade extremamente densos, entre outros.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


5G Américas apresenta relatório sobre o futuro conectado da IoT e do 5G

A 5G Américas, associação industrial e a voz da 5G e LTE nas Américas, publica o relatório 5G: O Futuro da IoT. O estudo mostra os incentivos de mercado e soluções tecnológicas para a Internet das Coisas (IoT em inglês), tendência em setores e aplicações e apresenta uma visão geral dos avanços em padrões 3GPP( ramo de telecomunicação) para criar o futuro conectado. De acordo com pesquisadores, serão 20 bilhões de coisas conectadas até 2020 em um mercado da IoT avaliado em US$ 1 trilhão, a IoT em geral alcança a escala prevista para a “IoT massiva”, uma referência às dezenas de bilhões de dispositivos, objetos e máquinas móveis, nômades ou fixos que exigem conectividade total. Na análise observou-se que com a migração para a tecnologia 5G, as redes móveis devem suportar todos os dispositivos, incluindo os mais simples que não se comunicam com frequência e que oferecem ultraeficiência energética a longo prazo, usando ba-

Lenovo sela parceria com Logitech e fortalece portfólio para escritórios inteligentes no mercado nacional

A Lenovo e a Logitech anunciam parceria para a linha Smart Office (escritório inteligente) no Brasil. O acordo reforça o compromisso da companhia com a Transformação Inteligente para as empresas, com soluções que propõem facilitar o dia a dia de trabalho, com colaboração otimizada, acesso seguro à documentos e arquivos, compartilhamento eficiente e conexão confiável. A parceria é focada em soluções para conferências, complementando o portfólio Lenovo com os produtos Logitech como acessórios periféricos. “A Logitech é um parceiro global para a linha Smart Office e o Brasil também se torna uma região estratégica com esse anúncio. A grande vantagem é permitir que nossas soluções se complementem para entregar ao cliente uma experiência completa, rápida e gerenciável”, agrega Leandro Lofrano, gerente sênior de Produtos da Lenovo. Lofrano destaca que a comercialização das soluções será feita via canais e distribuidoras, com condições especiais para

terias com uma vida útil de 10 anos, ou mais. “É cada vez mais importante entregar a IoT e garantir sua compatibilidade futura nessa transição de redes de 4G para 5G. As primeiras redes 5G já estão aparecendo agora em 2019. Ao mesmo tempo, a IoT deve continuar evoluindo no futuro”, afirma Vicki Livingston, vice-presidente de Comunicações da 5G Américas e uma das autoras do relatório. Já Chris Pearson, presidente da 5G Américas, pontua que o caminho para o crescimento da IoT foi muito longo, embora hoje a tecnologia está em todos os lugares - em cidades, veículos, indústrias e comunidades. “Nessa época de transformação, um sistema flexível de tecnologia transformativa como a 5G pode ser a plataforma que oferece a infraestrutura necessária para atender à crescente demanda não somente do número cada vez maior de dispositivos, mas também de dispositivos especializados com diferentes exigências de desempenho”, sintetiza o executivo. empresas de diferentes portes. “A venda por canal está no DNA da Lenovo e parcerias como essa estreitam nosso relacionamento com esses importantes parceiros a fim de entregar soluções completas para nossos clientes”, afirma o executivo. A Logitech é especializada no segmento de webcams, tanto para consumidor final quanto B2B. “Globalmente, a Logitech cresceu 61% no segmento de videoconferências e no Brasil já possuímos uma base instalada em diversas verticais. Estar ao lado da Lenovo e oferecer soluções 100% completas faz parte da nossa estratégia de parceria com uma marca renomada do segmento”, comenta Jairo Rozenblit, presidente da Logitech Brasil. No Brasil, o primeiro dispositivo a ser impactado pela parceria é o ThinkSmart Hub 500 que será oferecido com três soluções da Logitech de acordo com a necessidade do cliente (Meetup, Group e Rally ) solução de conexão projetada para oferecer mais produtividade e fluidez durante as reuniões.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

33


Distribuição | Estratégias e Benefícios das Distribuidoras

Westcon sela parceria com a Nozomi Networks para entregar soluções de segurança cibernética em toda a América Latina

A Westcon, parte integrante da Westcon-Comstor Américas, uma divisão da SYNNEX Corporation, firma acordo com a Nozomi Networks Inc., especializada em segurança cibernética industrial e visibilidade operacional, com o objetivo de ampliar a atuação da companhia nos mercados de automação industrial, manufatura, energia e construção em toda a América Latina. “A Internet trouxe ameaças adicionais ao ambiente ICS (sistema de controle industrial), com riscos crescentes à medida que as redes de tecnologia operacional se tornam mais complexas. Proteger essas redes e a crescente massa de dispositivos IoT industriais requer a abordagem integrada de segurança que a Nozomi Networks oferece. Na América Latina, como em qualquer outra região, fatores como a comoditização de soluções, os protocolos de rede abertos e a disseminação dos dispositivos conectados à internet – sem mencionar o aumento do cibercrime – impõem sérios desafios à todas as atividades que dependem de controles industriais”, afirma Otavio

Lazarini Barbosa, EVP Latin América, Westcon-Comstor Américas.

Golden Distribuidora amplia parceria com a Zebra Technologies

A Golden Distribuidora, em sua divisão focada na automação comercial, ampliou e fortaleceu seu portfólio de produtos com a Zebra Technologies.

recentemente lançados pela Zebra, oferecem visibilidade em tempo real para fabricantes, varejistas e empresas de logística, gerenciamento de inventário, atendimento de pedidos, aplicativos de cross docking (sistema de distribuição) e rastreamento de ativos, etc. Esta solução está disponível através da Golden. “Nosso relacionamento com a Golden complementará seu portfólio de soluções e serviços com nossas impressoras, scanners e suprimentos de cartões inovadores e proporcionará uma vantagem de desempenho aos funcionários móveis em diversos mercados”, completa Vanderlei Ferreira, diretor de vendas da Zebra Technologies Brasil.

A equipe de vendas da distribuidora oferecerá uma variedade de produtos e equipamentos da Zebra, incluindo impressoras, scanners, computação móvel e suprimentos como pulseiras e fitas. Além disso, a companhia distribuirá cabeças de impressão, cintos e rolos para o mercado de reposição. “Por anos, o portfólio da Golden tem atendido a muitos segmentos de mercado e, agora, com a adição dos produtos líderes do setor da Zebra, fortalecemos nossa presença na indústria de captura automática de dados de identificação (AIDC). Vemos oportunidades de negócios conjuntos para impressoras e pulseiras com soluções de identificação hospitalar e para o controle de acesso na educação”, ressalta Fabio Gaia, vice-presidente da Golden Distribuidora. Podemos destacar que os leitores RFID portáteis de base Android MC3300R,

34

Vale ressaltar que a Nozomi Networks possui soluções que são utilizadas em centenas de milhares de dispositivos em mais de mil instalações dos setores de energia, manufatura, mineração, transporte, serviços públicos e infraestrutura. A empresa oferece uma solução já conhecida pelo mercado para mapeamento, monitoramento e identificação de ameaças OT (tecnologia operacional). Integra-se facilmente e compartilha informações de sistemas ICS com ambientes de TI e OT. “À medida que um número crescente de organizações industriais em toda a América Latina adota a digitalização, a segurança cibernética para suas redes operacionais está se tornando uma prioridade. Temos o prazer de trabalhar em conjunto com a Westcon para fornecer aos clientes uma solução eficaz para a visibilidade e segurança da OT e da ICS, com a garantia de entrega por meio de parceiros respeitados e competentes”, conclui Ricardo Guedes, diretor regional de Vendas – LATAM da Nozomi Networks.

Em síntese, a Golden faz parte do programa de canais da Zebra, o PartnerConnect, focado em oportunidades, lucratividade e simplicidade e atende às necessidades das distribuidoras, fornecedoras independentes de software (ISVs), revendas e integradoras de sistemas que podem se diferenciar e obter oportunidades de crescimento.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Ingram Micro Brasil firma acordo com a Hitachi Vantara no mercado nacional

A Ingram Micro e a Hitachi Vantara acabam de anunciar parceria de distribuição para todos os produtos e soluções da empresa que foi criada em 2017, a partir da união da Hitachi Data Systems, Hitachi Insight e Pentaho. Entre os destaques já estão à disposição dos canais da a solução Hitachi Smart Spaces and Video Analitycs, que coleta, unifica e combina dados de vídeo para as empresas se tornarem mais eficientes e oferecerem serviços mais inteligentes e seguros, e as soluções de governança de dados, que ajudam as empresas a se adequarem às regras da Lei Geral de Proteção de Dados, que entrará em vigor a partir de agosto de 2020. “O interessante do portfólio da Hitachi é que todas as soluções estão interligadas e nós conseguiremos atender todas as verticais”, diz Roberto Gero, diretor de Produtos da Ingram Micro Brasil. Gero completa que a eficiência já comprovada das soluções da Hitachi Vantara é um dos pontos importantes para o acordo. “Além dos famosos storages da marca, as soluções de Smart Spaces, por exemplo, permitiram a contagem das pessoas na final do Superbowl, nos EUA, em apenas um minuto e meio”, conta, completando que a

Tech Data amplia parceria com a Automation Anywhere para a América Latina e Caribe

A Tech Data anuncia a expansão de sua parceria com a Automation Anywhere para oferecer soluções de automação de processo robótico (Robotic Process Automation - RPA) para os mercados da América Latina e Caribe. A partir de agora, os canais da Tech Data na América Latina podem fornecer soluções de categoria internacional em automação de processo capacitado por Inteligência Artificial (IA) capazes de adicionar à força de trabalho humana uma força digital para melhorar a eficiência, liberando recursos para focar em outras áreas de seus negócios e gerar maior valor, ampliando o envolvimento do cliente e a inovação. “A automação de processo robótico é uma tecnologia emergente, fundamental para impulsionar o aumento de produtividade e precisão em processos comerciais que, por sua vez, transformam a maneira de operar das empresas. A adição de soluções da Automation Anywhere para o portfólio da América Latina nos ajudará a atender

solução também é utilizada em Las Vegas para obter dados sobre o tráfego de bicicletas, carros e pedestres, além de atuar na segurança pública. Com o acordo, a Hitachi Vantara espera alcançar o nível de crescimento planejado para os próximos cinco anos. “Queremos expandir o negócio em todo o território brasileiro e levar a Hitachi a um patamar mais alto na oferta de soluções para os mais diversos segmentos do mercado”, afirma Erico Guessi, gerente sênior de Alianças da Hitachi Vantara. De acordo com o executivo, o plano é levar tecnologia inovadora para que as empresas possam usufruir do que há de mais moderno no mundo em armazenamento de dados, automação industrial, IoT e transformação digital. “A infraestrutura de vendas da Ingram foi um dos pontos essenciais para sua escolha como distribuidora Hitachi Vantara no Brasil. Equipes com mais de 150 vendedores, uma dedicada gerência de conta em todo o território nacional e suporte de marketing são diferenciais que a Hitachi Vantara precisa para sua estratégia de vendas indireta”, sintetiza Guessi. à crescente demanda por automação e tecnologias de IA através de nossa comunidade de parceiros na região” afirma Deena Piquion, vice-presidente e gerente geral da Tech Data. Vale ressaltar que a RPA é uma nova tecnologia disruptiva, preparada para revolucionar empresas ao implantar uma força de trabalho digital para ajudar a dinamizar os negócios, melhorar a qualidade de trabalho e permitir um significativo retorno de investimento. “Clientes em toda a América Latina estão procurando mais do que nunca digitalizar operações de negócios para aumentar a produtividade e reduzir drasticamente os custos operacionais. Juntos, a Automation Anywhere e a Tech Data podem munir mais parceiros na região com soluções de RPA que ajudarão esses clientes a atingir suas metas de transformação digital”, finaliza Edmundo Costa, vice-presidente regional e gerente geral da Automation Anywhere para a América Latina.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

35


Programas de Canais | Programas Detalhados por Fabricantes e Distribuidoras

Vertiv oferece um programa de canal mais flexível e rentável diante do avanço das novas tecnologias

Para preparar o canal em suas vendas, a Vertiv, empresa que reúne hardware, software, analytics e serviços para assegurar que as aplicações vitais dos clientes sejam executadas de maneira contínua, disponibiliza o Programa de Parceiros Vertiv que possui as seguintes categorias: Diamond, Platinum e Solution Provider que são divididas de acordo com o nível de receita. “Trazemos para o mercado um programa de canal mais competitivo, ele é destinado para toda a América Latina, aqui nós traduzimos todo o nosso material para o português para facilitar o dia a dia do parceiro que possui um portal exclusivo onde depois de fazer o login, tem acesso as informações da plataforma, University Vertiv (treinamentos e especializações em vendas e produtos), registro de oportunidades, verbas de marketing, entre outros benefícios”, afirma Ricardo Duque, vice-presidente de Estratégias para Canais da Vertiv na região das Américas. Recentemente, a companhia, lançou dentro da plataforma o programa de recompensas Vertiv One. “O programa

Microsoft disponibiliza investimentos para aumentar as vendas do ecossistema de canal

A Microsoft anuncia novos investimentos para apoiar seu ecossistema de parceiros. A iniciativa tem como objetivo otimizar o engajamento de canais com a era da nuvem. “As oportunidades oferecidas pela Microsoft aos parceiros nunca foram tão fortes. Observamos que clientes e canais continuam a migrar para a nuvem e a acelerar os seus negócios, nos levando a diferentes níveis de parcerias. Nosso portfólio de programas, ofertas e recursos destinados às empresas parceiras da Microsoft farão que elas capitalizem mais com novas chances de vendas”, observa Gavriella Schuster, vce-presidente Corporativa da divisão Microsoft’s One Commercial Partner. Entre as novidades, estão: as extensões e a adoção do Microsoft Teams (plataforma digital que reúne conversas, aplicativos e conteúdos). Apenas dois anos após o seu lançamento, o Teams agora tem 13 milhões de usuários ativos diários e 19 milhões de usuários ativos semanais. A partir de agora terá novas integrações de parceiros, como suporte para centrais de atendimento, gravação de conformidade e provedores de soluções de nuvem; atualizações do Dynamics 365.

36

é destinado aos vendedores dos canais e está presente em vários países da América Latina, incluindo o Brasil, nele o profissional é recompensado de modo individual, através do acúmulo de pontos, por cada venda, que podem ser trocados por eletrônicos, jóias, eletrodomésticos, viagens, cartões presente digitais. Através do Vertiv ONE, temos orgulho de poder oferecer prêmios que sejam significativos para esse profissional. É um reconhecimento de que esses profissionais ajudam seus clientes a se tornarem mais produtivos e eficazes graças às soluções da Vertiv”, agrega Duque. Questionado sobre o impacto da transformação digital no cotidiano das empresas, o executivo pontua que a Vertiv procura munir o parceiro com materiais exclusivos sobre as novas tecnologias, além de disponibilizar um amplo portfólio que aumenta os ganhos na hora da venda. “Investimos regularmente em Pesquisa e Desenvolvimento para que o canal tenha as informações necessárias, afinal o mercado está em profunda mudança”, sintetiza Duque. Além disso, o programa Business Applications ISV Connect está disponível para todos os parceiros, com novas ferramentas de desenvolvimento e orientação, recursos de marketplace, processos de engajamento em campo conjunto e suporte de go-to-market; apresentando o Azure Lighthouse que oferece aos parceiros um plano de controle único para exibir e gerenciar o Azure em escala em todos os seus clientes. Vale frisar que desde o início do programa de co-sell (venda conjunta) da Microsoft, há 24 meses, foi gerado US$ 9,5 bilhões por meio de receitas anuais contratadas de parceiros, devido a esse resultado a companhia pretende investir regularmente nos canais. “Para se preparar para novas oportunidades hoje e no futuro, estamos fazendo investimentos significativos em muitos aspectos do nosso negócio com parceiros. No ano que vem, faremos investimentos substanciais em programas e tecnologias para ajudar as revendas a expandir os seus negócios, impulsionar o sucesso do cliente, aumentar a eficiência e desenvolver as suas áreas de conhecimento e especialização”, sintetiza Graviella.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Durante o HPE Global Partner Summit 2019, que foi realizado em Las Vegas, EUA, a HPE anunciou novos investimentos na área de Canal. A companhia apresentou a nova série “Pro”, plataforma de incentivos que tem o objetivo de fornecer aos parceiros: soluções, habilidades e programas para desenvolver ainda mais suas equipes, transformando a experiência dos clientes e impulsionando o crescimento dos negócios.

HPE traz novos investimentos para a área de Canal visando impulsionar o crescimento dos negócios

Com foco global em três objetivos básicos – Conectar, Aprender e Crescer – a série Pro amplia as oportunidades para que os parceiros trabalhem junto com os times HPE para facilitar o processo das transações comerciais. “Qualquer profissional dentro de nossa comunidade de parceiros tem grande importância na venda da melhor solução para um cliente. Ao ampliar o acesso às ferramentas e aos recursos certos, a HPE está demonstrando um novo nível de

VMWare apresenta programa de canal simplificado e flexível para as revendas

comprometimento e investimento nos parceiros. Isso vai facilitar nosso relacionamento e os negócios que fazemos juntos, além de impulsionar o crescimento contínuo de todo o ecossistema”, afirma Paul Hunter, diretor Global de Canal da Hewlett Packard Enterprise. Vale frisar que a nova Comunidade HPE Sales Pro, Comunidade HPE Tech Pro e Academia HPE Marketing Pro oferecem ferramentas, treinamentos, recursos e mecanismos de suporte – bem como a oportunidade de acessar as mesmas fontes de aprendizado e colaboração de funcionários HPE, formando um grande e único time rumo à inovação. A Comunidade HPE Sales Pro é uma nova abordagem global com o objetivo de impulsionar a excelência em vendas para a HPE e parceiros por meio de iniciativas eficazes de comunicação, troca de notícias, atualização de produtos e capacitação em vendas.

No evento Partner Leadership Summit realizado recentemente pela companhia, a VMware anunciou a atualização do programa de parceiros, o Partner Connect, que será simplificado e flexível e estará disponível no início do próximo ano, permitindo aos parceiros fazerem negócios com a empresa de uma forma alinhada aos seus modelos de vendas.

a jornada do cliente”, afirma Jenni Flinders, vice-presidente, Worldwide Channel Chief, na VMware.

A iniciativa vai capacitar os canais com flexibilidade para atender às necessidades dos clientes, tornando as tecnologias e serviços mais acessíveis. Além disso, os parceiros terão uma experiência aprimorada que os reconhece e recompensa baseada no valor que levam aos clientes, possibilitando maior rentabilidade. “Estamos apresentando uma nova forma de fazer parceria. Nós escutamos a opinião dos parceiros e o Partner Connect será nosso programa de canais singular para qualquer modelo de negócios. Com ele, será mais simples para os parceiros venderem e investirem na empresa, ao se alinharem à nossa nova geração de tecnologias e gerarem valor durante toda

Além disso, a empresa espera que todos os canais demonstrem habilidades básicas com o VMware Solution Competencies. As competências visam desenvolver as habilidades de venda, proficiência em arquitetura e experiência em implementação dos parceiros. À medida que eles investem e expandem seu nível de capacidade e atendem às vendas, terão a oportunidade de ganhar recompensas melhores, incluindo margem aprimorada, além de incentivos de desempenho de desenvolvimento.

O programa terá três níveis: Partner, Advanced Partner e Principal Partner. Este último será destinado às revendas mais capacitadas para ajudar os clientes a identificarem e implementarem as soluções da marca.

Antes do lançamento do programa, a VMware auxiliará os parceiros a se prepararem para o novo programa oferecendo suporte, recursos e conhecimento.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

37


Flash | Eventos em Destaque

NVIDIA Enterprise realiza evento para apresentar soluções de inteligência artificial no mercado nacional Soluções de inteligência artificial aceleradas por GPU são disponibilizadas pela primeira vez no país

No NVIDIA AI PRESS DAY, os participantes conferiram de perto as oportunidades que a inteligência artificial traz ao mercado

38

Recentemente a NVIDIA realizou um evento, em São Paulo, para anunciar que está trazendo pela primeira vez ao Brasil soluções desenvolvidas para a alta demanda computacional nas empresas, que a inteligência artificial exige. Entre elas está a família de supercomputadores NVIDIA DGX. Trata-se de uma plataforma equipada com 4 GPUs NVIDIA TESLA V100 desenvolvidas para técnicas de IA, otimizadas para deep learning e com um poder computacional equivalente a 4 racks de servidor em um formato de workstation. De acordo com os institutos de pesquisa, 70% das pesquisas de imagens médicas são baseadas em deep learning e a receita global de software de 22 casos-chave de uso de IA no setor de serviços de saúde crescerá até US$ 8,6 bilhões anualmente até 2025. Atenta à esta realidade, a companhia disponibiliza os servidores DGX que são ideais para ajudar a processar e analisar grandes quantidades de dados gerados por diversas aplicações com alto poder computacional. O dispositivo já está disponível no Brasil através da rede de parceiros autorizados da NVIDIA: Accept, Decatron, Risc Technology e Atos. Outra solução é o Jetson Nano, um mini computador de IA que possibilita a criação de milhões de sistemas inteligentes. O aparelho é compatível com a plataforma de AI CUDA-X e oferece 472 GFLOPS de desempenho computacional para executar cargas de trabalho de IA modernas, com alta eficiência energética e consumindo menos de 5 watts. O Jetson Nano, que estará disponível neste semestre, inicialmente possui um kit para desenvolvedores (Developer Kit) que traz o poder da IA moderna para uma plataforma de baixo custo, possibilitando uma nova onda de inovação por parte das fabricantes, inventores, desenvolvedores e estudantes. Eles podem desenvolver projetos de IA que não eram possíveis anteriormente e levar os já em desenvolvimento para um próximo nível — robôs móveis e drones, assistentes digitais, dispositivos automatizados, reconhecimento facial através de câmeras e muito mais. O kit vem com suporte imediato para Linux, compatibilidade com muitos periféricos e acessórios populares, além de projetos e tutoriais prontos para uso que ajudam as fabricantes a se familiarizarem com IA rapidamente.

Além disso, a companhia apresentou um dos componentes da mais nova plataforma de computação acelerada NVIDIA EGX a GPU NVIDIA Tesla T4, que foi criada para atender à crescente demanda de execução de IA chamada de edge computing, processando localmente uma grande quantidade de dados que eventualmente serão enviados para a nuvem. Até 2025, 150 bilhões de sensores de máquinas e dispositivos de IoT transmitirão dados contínuos que precisarão ser processados, números maiores do que os produzidos atualmente por indivíduos que usam smartphones. Os servidores equipados com a NVIDIA Tesla T4 serão distribuídos em todo o mundo por provedores de computação corporativos globais como ATOS, Cisco, Dell EMC, Fujitsu, Hewlett Packard Enterprise e Lenovo. Eles também estão disponíveis nos principais fabricantes de sistemas de servidor e IoT: Abaco, Acer, ADLINK, Advantech, Rack ASRock, ASUS, AverMedia, Cloudian, Connect Tech, Curtiss-Wright, GIGABYTE, Leetop, MiiVii, Musashi Seimitsu, QCT, Sugon , Supermicro, Tyan, WiBase e Wiwynn. “A divisão NVIDIA Enterprise desenvolve soluções com alto poder computacional, para intensificar a adoção da inteligência artificial nas empresas, mostrando o valor da GPU, o motor de engrenagem para a IA moderna”, afirma Marcio Aguiar, Gerente Sênior da divisão Enterprise NVIDIA na América Latina. Por último, a NVIDIA Quadro RTX 4000 traz para os mais de nove milhões de artistas e designers ativos, inovações como a capacidade de interagir com modelos complexos e cenas com iluminação de Ray Tracing, a velocidade mais rápida do setor para renderizar imagens realistas e novos recursos baseados em IA para acelerar o processo de produção. Vale ressaltar que a NVIDIA dedica-se a melhorar o mundo através do avanço da computação de alto desempenho, o instrumento essencial das descobertas científicas atuais. A companhia é pioneira na computação acelerada por GPU - uma forma de computação que alcança desempenho simplesmente impossível com computadores normais. Mais de um milhão de pesquisadores, cientistas de dados e profissionais de criação trabalham com a tecnologia da marca.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


EsyWorld realiza evento para apresentar novo portfólio de segurança digital em São Paulo BlackBerry Cylance é a nova marca de segurança da distribuidora no mercado brasileiro

Em junho, a EsyWorld, empresa de software e serviços de segurança que fornece às empresas e governos a tecnologia necessária para proteção adequada em plena era digital, realizou um evento para informar ao mercado que depois de quase dois anos como distribuidora de soluções BlackBerry no Brasil, agora também vai distribuir as soluções Cylance - recentemente adquirida pela BlackBerry. Entre as soluções de next generation (NextGen) da BlackBerry Cylance que serão distribuídas pela companhia estão o CylancePROTECT, que redefine como a segurança do endpoint é tratada nas organizações, e o CylanceOPTICS, solução de detecção e resposta de endpoints (EDR) que aprimora os recursos de prevenção do CylancePROTECT. De acordo com a Esy, o BlackBerry Cylance AI Platform fornece às organizações uma prevenção, detecção e resposta de ameaça de modo consolidado. Criada desde o início para implementar facilmente novas tecnologias de segurança em empresas de todos os portes, de acordo com suas necessidades, a solução unificada fornece segurança inovadora que oferece benefícios reais às organizações. A EsyWorld terá um executivo de contas dedicado a promover novos negócios com os produtos da marca em todo o Brasil. As áreas de Canais, Produtos e Pré-vendas, com a nova aquisição ajudarão as revendas durante todo o processo de treinamento e vendas, inclusive com suporte e participação em Provas de Conceito (POC). “Nossa equipe estará comprometida em tirar qualquer dúvida sobre soluções de NextGen que possa existir entre equipes de TI de grande, médio e pe-

queno porte de todos os cantos do país”, afirma Luís Rogério Moraes, CEO da EsyWorld. Moraes completa que para expandir o mercado, a distribuidora ampliará a base de revendas com foco em segurança digital. “Nos próximos meses, promoveremos vários road shows em todo o país, além de treinamentos presenciais e online com especialistas da EsyWorld e da BlackBerry Cylance. Nossa missão é expandir a penetração da marca no Brasil e aumentar significativamente sua participação no mercado. Teremos diversos eventos, em todo o país, para que as revendas conheçam e tenham um contato direto com a equipe da fabricante”, agrega o executivo. Marcello Pinsdorf, country manager da BlackBerry Cylance no Brasil, destaca que a companhia disponibiliza portfólio de ponta a todo o ecossistema. “Nossa exclusiva abordagem de inteligência artificial premiada ajuda a prever e a proteger de malwares conhecidos e desconhecidos, ataques sem arquivos e execuções de dia zero, e já foi implementada em mais de 4.000 clientes, protegendo mais de 20 milhões de endpoints em todo o mundo. Estamos muito entusiasmados com a parceria com a EsyWorld, o que nos aproxima mais de oferecer segurança cibernética verdadeiramente eficaz a todos os brasileiros”, diz. Em síntese, para preparar os canais em suas vendas, a Esy disponibilizará uma série de webinars, focados tanto na parte comercial e técnica das soluções de NextGen para mostrar como as soluções Cylance podem ser posicionadas no mercado e devidamente trabalhadas pelos parceiros interessados.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

39


Flash | Eventos em Destaque

HP Inc. promove evento para apresentar sua primeira linha de impressoras 3D voltadas ao segmento industrial Fabricante se consolida na liderança do setor de impressão 3D com a entrega das primeiras impressoras 3D industriais do Brasil, apresentando a nova revenda SKA para a comercialização e parceria local com a empesa FLEX

No último mês, a HP Inc., companhia especializada no setor de impressão 3D, realizou um evento para apresentar sua primeira linha de impressoras 3D, no Brasil. Inicialmente, os modelos são voltados para produção industrial, pequenos produtores e uso em universidades. São duas linhas específicas da Jet Fusion 3D: a 300/500 e a série 4200 que já estão disponíveis no mercado, através da parceria com o canal SKA. Os dispositivos já foram adquiridos pela fábrica da Flex, em Sorocaba, São Paulo, há mais de um mês. “Temos 80 anos de atuação no mercado, e posso ressaltar que a HP é uma empresa que se reinventa constantemente para trazer tecnologia de ponta desde a nossa fundação em 1939 em uma garagem no Vale do Silício com Bill Hewlett e Dave Packard. Estamos sempre atentos às novas tecnologias e felizes em trazer nosso conhecimento em impressão 3D e manufatura digital ao Brasil, um dos centros industriais mais robustos e de crescimento mais rápido na América Latina”, afirma Claudio Raupp, presidente da HP Inc., agregando que só em 2018 foram impressos mais de 10 milhões de componentes usando a tecnologia Multi Jet Fusion, patenteada pela HP. Segundo Raupp, a impressão 3D é uma forma de digitalizar a manufatura, transformando processos analógicos em digitais. “Estamos no processo de transformação digital onde tecnologias como Big Data, Inteligência Artificial, IoT, Robotics e Impressão 3D ditam o mercado e a HP está atenta à essa movimentação. A inovadora tecnologia de impressão 3D da HP está mudando os fundamentos da cadeia de suprimentos para produtos finais e de alto valor, ao acelerar a manufatura digital para produzir componentes onde e quando forem necessários. Estamos orgulhosos de trabalhar juntamente com a SKA, e animados para ver a Flex impulsionar a inovação utilizando tecnologia HP Multi Jet Fusion. A impressão 3D cria inúmeras oportunidades de negócios a todo o ecossistema”, reforça o executivo. Vale ressaltar que todas as impressoras da marca utilizam um software desenvolvido pela própria empresa. Em relação as Jet Fusion 340 e 540, são empregados quatro agentes químicos na produção das

peças, enquanto que as versões 380 e 580 são mais avançadas, já que possuem oito agentes químicos para a fabricação dos objetos em 3D. Já a Fusion 4210 cobre grandes fábricas que diariamente lidam com a produção de peças em larga escala. “As companhias que não se mexerem de forma rápida e objetiva serão deixadas para trás, e é por isso que estamos empolgados de ampliar nossa atual parceria com a HP para trazer a próxima geração de tecnologias de impressão 3D para a América Latina. A solução corporativa de impressão 3D da HP é capaz de entregar peças físicas de qualidade superior com rapidez e eficiência de custo, o que dá a nossa companhia uma vantagem competitiva no futuro da manufatura digital, afinal conseguimos maior volume e escala”, pontua Leandro Santos, vice-presidente da Flex. Na ocasião, alguns modelos impressos na Flex foram exibidos pela HP incluindo óculos, porta cartões, crachás, brinquedos, cases para celular, entre outros. Em síntese, os gastos mundiais com impressão 3D atingirão US$ 13,8 bilhões em 2019, de acordo com o Guia de Gastos divulgado recentemente pela IDC. A América Latina tem tido um importante papel no renascimento da manufatura, e a tecnologia de impressão 3D promove uma onda de inovação e pensamento empreendedor entre as fabricantes – grandes e pequenas – em toda a região. Espera-se que a América Latina tenha um dos crescimentos mais rápidos em impressão 3D, com taxa de crescimento anual composta por mais de 25%. A HP Inc. acredita que a Impressão 3D tem o potencial de revolucionar a produção em massa em todas as indústrias e atender à demanda do consumidor por produtos personalizados, abrindo assim o caminho da Quarta Revolução Industrial. Segundo o Fórum Econômico Mundial, o valor das transformações digitais para esse momento é estimado em US$ 100 trilhões só nos próximos 10 anos, em todos os setores, indústrias e localidades. O setor manufatureiro, que há muito tempo impulsiona a prosperidade e o crescimento econômico globais, é essencial para essa transformação.

Em Sorocaba, Claudio Raupp, HP e Leandro Santos, da Flex, mostram a versatilidade e rapidez da impressora 3D Jet Fusion

40

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Te n d ê n c i a s | E s p e c i a l d e I O T

IOT ESPECIAL DE

A NOVA MOLA PROPULSORA DO MUNDO DOS NEGÓCIOS JÁ ESTÁ A TODO O VAPOR Por Virgínia Santos De acordo com a IDC Brasil, o segmento de IoT deve movimentar US$ 745 bilhões no mundo em 2019, com potencial para ultrapassar a marca de US$ 1 trilhão em 2022

42

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Não dá para mensurar a quantidade de dados utilizados todos os dias nos milhares de aparelhos conectados que se comunicam mutuamente. Os dados se tornaram o novo petróleo da atualidade e a IoT (internet das coisas) passou a ter um papel fundamental nesse processo, afinal os dispositivos passaram a gerar, a cada segundo, centenas de informações que tem o propósito de melhorar e ampliar a experiência do uso da tecnologia na sociedade fazendo com que a computação se torne onipresente. E pensar que a internet em si já foi uma grande transformação na vida das pessoas e empresas. Agora com a IoT observamos que a comunicação entre os produtos que conversam entre si permitem que eletrodomésticos, aparelhos mecânicos, robôs da indústria 4.0, automóveis ou casas inteligentes, entre outros se tornem um caminho sem volta, proporcionando assim inúmeras transações comerciais aos canais, mas para isso é essencial conhecer profundamente o que está sendo feito neste segmento em evolução. AS NOVAS TECNOLOGIAS JÁ FAZEM PARTE DO CENÁRIO NACIONAL O Brasil começa a dar os primeiros passos concretos na adoção das novas tecnologias, prova disso é que recentemente o país instituiu o Plano Nacional de Internet das Coisas. “O Plano Nacional de Internet das Coisas, criado por meio da edição do Decreto nº. 9.854/19, tem por objetivo, justamente, criar, no âmbito governamental, uma agenda para o desenvolvimento da IoT no Brasil. Nesse sentido, a fixação, pelo Decreto, (a) dos objetivos do Plano Nacional de Internet das Coisas, (b) de áreas prioritárias (tais com a saúde, cidades, indústria e rural) e (c) a criação de uma Câmara com a função de acompanhamento da implantação do Plano, podem propiciar um ambiente de pesquisas, estudos e inovação favorável ao desenvolvimento local da IoT”, pontua dr Tito Malta, advogado especialista em Direito Digital e sócio do escritório AMBIEL, MANSSUR, BELFIORE & MALTA Advogados. Malta destaca que em um primeiro momento a iniciativa não terá um grande impacto na vida das pessoas. “O decreto busca criar um ambiente organizado, em

nível governamental, para o desenvolvimento da IoT, hoje inexistente. É provável, caso o Plano seja bem conduzido, que o Brasil conte, em futuro próximo, com um ambiente de negócios e capital humano preparados para o desenvolvimento da IoT”, ressalta o especialista. Já Regiane Relva Romano, diretora de Pesquisas da Facens (Faculdade de Engenharia de Sorocaba) e “especialista” em IoT reforça que todos os setores serão amplamente afetados pela IoT, o que significa um crescimento para a indústria nacional. “Acredito que o Plano Nacional de Internet das Coisas será um divisor de águas para os negócios. Já estamos vendo alguns investimentos sendo disponibilizados para essa área. Isso fará com que os pequenos empresários e as startups comecem a pensar em como inovar. O Brasil precisa desse choque de tecnologia, desse apelo da área de Iot para retomar seu crescimento, afinal o impacto da tecnologia será visto em todos os lugares. Hoje já começamos a ter carros, casas e eletrodomésticos conectados. Isso permite fazer a previsão do que o consumidor irá comprar, tornando a produção industrial mais assertiva, diminuindo o gasto desnecessário de matérias primas com uma cadeia de suprimentos mais inteligente”, agrega a expert. COMO AS SOLUÇÕES DE IOT PODEM IMPACTAR OS NEGÓCIOS DOS CLIENTES É preciso ter em mente que a IoT tem o potencial para mudar os negócios, assim como a computação e a internet fizeram anteriormente, além disso, a tecnologia traz resultados mais precisos e rápidos. “Os dispositivos IoT implementados em todas as verticais da economia representam facilidade para o dia a dia. Temos tudo conectado, é a geladeira conversando com o App, é o App enviando comando para a TV ligar, a Alexia (assistente pessoal da Amazon, presente em dispositivos de Internet das Coisas) gerenciando o som. A tecnologia possibilita benefícios para o dia a dia, traz novas experiências e

Fabio Noaldo, da Vertiv: Os dispositivos IoT implementados em todas as verticais da economia representam facilidade para o dia a dia facilidades para o consumidor. Pensando nisso, a Vertiv investe cada vez mais em soluções de Edge Computing para suportar a demanda de processamento de dados mais perto do usuário. Nosso portfólio de Smart Solution, principalmente o Smart Cabinet já conta com mais de 50 unidades instaladas no mercado. Nosso papel é suportar a implementação de mini data centers ou data centers modulares que, instalados próximos aos ambientes IoT, garantem a qualidade de serviço que essas redes – muitas vezes em áreas remotas, pouco digitalizadas – necessitam. Nossa oferta representa uma grande oportunidade de crescimento e de novos negócios para os parceiros; a expansão do IoT demanda a expansão dos data centers. A Vertiv coloca essas oportunidades ao alcance do parceiro”, conta Fabio Noaldo, gerente de Canais da Vertiv. Para a Microsoft, a IoT se refere a um esforço colaborativo e multidisciplinar que

Leandro Lofrano, da Lenovo: Estar preparado para adotar essa inovação, e garantir que os dispositivos estejam suficientemente protegidos, será um diferencial competitivo

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

43


Te n d ê n c i a s | E s p e c i a l d e I O T

rios e criar melhores experiências para os clientes”, avalia Priscyla Laham, diretora de Canais e Vendas para pequenas e médias empresas e líder de diversidade e inclusão da companhia.

Jomar Silva, da Intel: A Intel tem um plano bem elaborado para IoT, que conta com soluções prontas de fácil customização

abrange o desenvolvimento na nuvem, a Inteligência Artificial, a segurança e a privacidade. “No Brasil, vemos que alguns setores estão liderando esse movimento, como agronegócio, saúde, varejo e manufatura em geral. Setores que são de extrema importância para a sociedade e que podem se beneficiar ainda mais do uso da tecnologia. A Microsoft enxerga uma grande chance de negócio em Internet das Coisas (IoT), tendo anunciado em 2018 um investimento de US$5 bilhões de dólares na tecnologia ao longo de quatro anos. Estamos dedicando ainda mais recursos para pesquisa e inovação para esta nova fronteira inteligente que permite que máquinas, caminhões, produtos, qualquer tipo de dispositivo ou bem durável – sejam equipados com sensores de coleta de dados e capacidade de transmissão. Tudo é conectado pela Internet para que os sistemas empresariais possam receber e analisar seus dados para oferecer insights. Com ela, é possível melhorar as tomadas de decisões nas empesas, impulsionar a eficiência, capacitar funcioná-

Quem também investe na adoção de novas tecnologias como IoT, Inteligência Artificial, entre outras, com o objetivo de antecipar as tendências aos clientes é a Lenovo. Globalmente, a fabricante emprega 1 bilhão de dólares em Pesquisa e Desenvolvimento. “A adoção da Internet das Coisas tende, com o passar do tempo, a evoluir de tecnologia emergente à nativa de dispositivos em todos os segmentos, e isso fará com que a adoção seja inevitável em todos os setores. Estar preparado para adotar essa inovação, e garantir que os dispositivos estejam suficientemente protegidos, será um diferencial competitivo”, afirma Leandro Lofrano, gerente sênior de Produtos da Lenovo Brasil, completando que no próximo passo da Transformação Inteligente, mote da companhia, os equipamentos estarão integrados ao ecossistema para transformar as casas e escritórios em ambientes ainda mais inteligentes e eficientes. Vanderlei Rigatieri, CEO da WDC Networks, por sua vez, destaca que IoT não é uma “opção de ter ou não ter”. “Todos serão afetados cedo ou tarde por essa tecnologia ou por produtos que a incorporem. Portanto o potencial é enorme, seja para fabricantes, revendas, distribuidoras, varejistas, etc. A WDC é uma distribuidora antenada às tendências e sempre procura soluções que tragam valor agregado aos seus canais, e escolhemos um segmento do IoT ligado a automação residencial e corporativa, pois já atuamos em Wi-fI, em vigilância e segurança, e fazia todo sentindo entrar na automação. Nossas marcas Fibaro e Touchlight são controladores Z-wave e RF433 Mhz e Infra-vermelho que acionam dispositivos IoT tais como controladores de iluminação, Smart TVs, acionadores de persianas. Temos também dispositivos IoT pra implantar em equipamentos antigos tais como ar Eduardo Gonçalves, da Aruba: Recentemente a Aruba lançou duas soluções ClearPass Device Insight e pontos de acesso Aruba 530 e 550

44

condicionado existentes, transformando-os em “Smart””, diz o executivo. Para a Intel, as soluções de IoT trazem novas opções para os clientes não só expandirem seus negócios, mas também para que possam compreender melhor seus consumidores. “A Intel tem um plano bem elaborado para IoT, que conta com soluções prontas de fácil customização, ou trabalhadas desde o início junto com os clientes. Plataformas de visão computacional da marca, como as baseadas em OpenVino, por exemplo, podem ajudar a identificar potenciais compradores para produtos específicos. Elas identificam sexo, idade e até o humor das pessoas captadas pelas câmeras. Por outro lado, sistemas de logística podem ajudar a otimizar o inventário, oferecendo status atualizados em tempo real e em qualquer lugar do planeta. A IoT surge para simplificar e otimizar os processos existentes, e isso reflete em economia a médio e longo prazo”, ressalta Jomar Silva, líder da área de Software da Intel. Na visão da Aruba, para a escolha de IoT as organizações de vários segmentos precisam implementar o Intelligent Edge, uma arquitetura totalmente conectada, segura, distribuída e autônoma. “Atualmente, a adoção dessas novas tecnologias é fundamental para manter a competitividade de empresas, uma vez que elas refletem diretamente em fatores como produtividade e qualidade de produtos e serviços, entretanto para levar a IoT de forma inteligente para toda a cadeia produtiva exige soluções que protegem e simplificam a implementação e o gerenciamento e que convergem a tecnologia operacional (OT) com a TI, recentemente a Aruba lançou duas soluções ClearPass Device Insight e pontos de acesso Aruba 530 e 550”, conta Eduardo Gonçalves, country manager da empresa. Já Carlos Tunes, executivo de Watson IoT, IBM América Latina, discorre que uma das principais oportunidades de IoT é apoiar as organizações na jornada de plataformas que envolvem três aspectos: IoT, Indústria 4.0 e Transformação Digital, com soluções tecnológicas - como IBM Watson IoT. “Uma vez que estas plataformas tecnológicas estão disponíveis

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


no modelo de “as a Services” na nuvem, estão acessíveis à empresas de qualquer tamanho, como clientes e como provedores de nicho específico. A diversidade e o volume de provedores remetem a uma tendência forte que são os “ecossistemas”, empresas complementares que estabelecem parcerias para compor novas soluções. Um desdobramento positivo é a combinação de IoT com blockchain, que abre um horizonte gigante para novas oportunidades de negócios, assim como para mudar a forma que trabalhamos atualmente, desenvolvendo formas produtivas em redes baseadas em colaboração e transparência”, pontua o executivo. IoT tem grande potencial não só no Brasil, mas ao redor do mundo, uma vez que é visto como diferencial competitivo e, em alguns mercados, como questão de sobrevivência na análise da HPE. “Ter insights de dados da base permite melhor compreensão do comportamento em tempo real e possibilita fazer sugestões (também em tempo real) do que é relevante, com base no perfil de equipamentos e pessoas (dependendo do tipo de IoT em questão) - e colocando em prática o que pareciam sonhos distantes e que agora estão se popularizando e virando realidade, além de novos negócios e segmentos. Identificar bem as necessidades dos clientes e endereçá-las de forma eficiente é fundamental para ter sucesso em um mercado que está valorizando cada vez mais a boa experiência e a relação com tecnologia”, agrega Sergio Siqueira, arquiteto de Soluções HPE. Para a Tech Data, são diversas as formas que a IoT impacta os negócios de clientes, direta e indiretamente, afetando a lucratividade, diminuindo o custo operacional e acelerando a inovação. “Acreditamos em uma IoT que monetiza e dá valor a toda tecnologia envolvida na venda de resultados. A Tech Data tem diversas iniciativas para alavancar seu ecossistema de soluções IoT. Primeiramente, trabalhamos na criação de parcerias estratégias com provedores de produtos e soluções com grande maturidade no setor, depois criamos frameworks ou arquiteturas de soluções que são uma base sólida para se iniciar conversas e projetos de IoT e, por último, utilizamos uma metodologia (IoT Practice Builder) para implementar

a prática da tecnologia dentro de parceiros que têm interesse em se aprofundar neste mercado. Além do nosso portfólio tradicional com soluções de IoT da IBM e da Oracle, posso citar a Advantech, Keonn, QPCS e PTC. Essas empresas têm um lineup especializado em IoT B2B (ou seja IoT Industrial, IoT Comercial e IoT de Infraestrutura) e nós as auxiliamos apresentando como abordar com um discurso de valor agregado às soluções de IoT para que possam levá-las a seus clientes finais”, conta Juliano Carboneri, CTO da Tech Data. Na opinião de Marcel Saraiva, Enterprise Channel Manager da NVIDIA, IoT é importante na geração dos dados que se transformam em matéria-prima para tomadas de decisões de muitos negócios. “Para simplificar a adoção das novas tecnologias é muito importante trabalhar e desenvolver soluções (software e hardware) de forma integrada e a NVIDIA tem feito isso há algum tempo, disponibilizando suas arquiteturas de software e hardware de forma uniforme, permitindo aplicar soluções transparentes para o usuário/desenvolvedor, desde o Data Center até o Edge com IoT. O destaque da NVIDIA para IoT é a Família JETSON, que permite entregar uma altíssima capacidade de processamento o mais próximo possível onde o dado é gerado, podendo ser aplicada em robôs, drones, câmeras, veículos autónomos, etc”, agrega o executivo. Ao abordar o tema IoT, a ScanSource-Network1 pontua que a nova tecnologia traduz o futuro. “A IoT é a solução que irá conectar o planeta! Estão todos olhando para isso, o Brasil e o mundo. Trata-se de uma grande oportunidade. Nós, da ScanSource, estamos alinhados com esta tendência e prontos para apoiar os parceiros neste mercado. Contamos com soluções de fabricantes líderes como APC, Azure IoT, Bematech, Cisco, Datalogic, Dell-EMC, Honeywell, HPE, Lenovo, NCR, Zebra Technologies, dentre outras. A ScanSource também provê uma ampla gama de soluções de segurança da IoT. Ou seja, estamos prontos para ofertar

Marcelo Molinari, da Ruckus: Possibilitamos que uma rede Wi-fi pré-existente seja utilizada para IoT, sem a necessidade da criação de uma rede nova, ou adição de gateways especializados uma solução fim-a-fim para os canais que querem atuar neste mercado”, analisa João Neto, diretor executivo da Divisão Corporativa da companhia. LINEUPS QUE POSSIBILITAM A COMUNICAÇÃO ENTRE PRODUTOS QUE AUMENTAM AS VENDAS DOS PARCEIROS Um ponto relevante que deve ser analisado pelas revendas que visam ter êxito nas negociações é que com o surgimento de IoT, as empresas descobriram que podem resolver uma série de problemas que nunca imaginaram antes, por isso elas apostam em trazer lineups que melhoram o dia a dia das pessoas. “A Cisco possui um portfólio bastante extenso de soluções IoT. Efetivamente entregamos soluções desenhadas, integradas, testadas e documentadas para diferentes casos de uso em setores como manufatura, energia, transporte e cidades inteligentes, entre outros. Temos trabalhado em projetos de IoT que impactam o negócio dos clientes através de ganhos de produtividade, redução de custos e riscos, maior agilidade

Priscyla Laham, da Microsoft: A Microsoft enxerga uma grande chance de negócio em Internet das Coisas (IoT)

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

45


Te n d ê n c i a s | E s p e c i a l d e I O T

Juliano Carboneri, da Tech Data: Acreditamos em uma IoT que monetiza e dá valor a toda tecnologia envolvida na venda de resultados operacional, melhor experiência do cliente final, mais segurança para a população e aumento da qualidade de vida, entre outras”, agrega Rodrigo Linhares, Especialista em IoT da Cisco. Quando se fala em destaque na linha de produtos, a Nutanix disponibiliza o Xi IoT. “Este é um software baseado em edge computing que oferece processamento baseado em IA (inteligência artificial) com uma plataforma de software que potencializa a percepção de negócios em tempo real e simplifica as operações em grande escala. O Xi IoT, se concentra nos mercados de manufatura, varejo, petróleo e gás, saúde e cidades inteligentes, tem como função a eliminação da complexidade, aceleração da velocidade de implantação e concentração dos desenvolvedores na lógica de negócios e serviços de IoT”, destaca Marcela Daniotti, gerente de Canais da Nutanix. Uma das empresas pioneiras no apoio ao desenvolvimento do mercado de IoT no Brasil, a Westcon-Comstor disponibiliza

soluções que auxiliam o canal na jornada digital. “Nosso projeto de IoT começou em 2015, quando a sigla era ainda desconhecida para a maioria das pessoas. Com apoio das nossas fabricantes, como a Cisco e a Microsoft, criamos programas para treinar revendas e integradoras em soluções específicas como controle de frotas (ônibus, caminhões, carros de aluguel, bicicletas inteligentes etc.), saúde, varejo e educação. Na verdade todos os produtos, hardware e software, que distribuímos são necessários para implementar uma solução de IoT. Mas não são suficientes. A IoT é, basicamente, uma solução de software específico para o segmento. Temos um Market Place disponível somente para nossos canais com dezenas de aplicações específicas para várias verticais. Muitas delas podem ser as bases para soluções de IoT”, conta Sergio Basilio, diretor Comercial da distribuidora. Já Daniel Melo, diretor de Vendas da Cambium Networks avalia que há um grande potencial no mercado brasileiro para a implementação da nova tecnologia. “Desde a implantação dos sistemas de aplicação propriamente ditos como das redes de IT e Telecom necessárias para o transporte confiável das informações. A Cambium oferece soluções de transmissão de dados nos seguintes subsistemas: enlaces ponto-a-ponto (PTP), distribuição ponto-a-multiponto (PMP) última milha fixa, IoT Industrial nas bandas de 900 MHz e 450 MHz (PTP, PMP), Wi-fi Enterprise Indoor e Outdoor (Mesh), etc. Com as novas tecnologias, os canais têm a possibilidade de oferecer soluções de tecnologias e serviços bastante amplos, aumentando o escopo e rentabilidade das oportunidades, além da fidelização dos clientes”, afirma o executivo. Para a Hitachi Vantara, nos últimos anos, a inteligência artificial (IA) e a Internet das coisas (IoT) se tornaram importantes para as empresas e fábricas. “O uso de IoT irá impactar em diversas frentes, Marcel Saraiva, da NVIDIA: O destaque da NVIDIA para IoT é a Família JETSON, que permite entregar uma altíssima capacidade de processamento

46

desde a geração de “insights” para novos negócios, otimização de linhas de produção, na agricultura de precisão, trazendo ganhos na produtividade e competividade. A Hitachi Vantara, possui uma gama bem ampla de soluções que integram a Internet das Coisas, como Pentaho (solução de Big Data), Smart Spaces, e a Lumada Video Insights (solução de orquestração, armazenamento e gerenciamento de dados)”, ressalta Ivo Leonardo de Souza, consultor de Vendas da companhia. A VMware avalia que as demandas de integração de cidades inteligentes, redes inteligentes, infraestrutura, as redes 5G e toda a transformação digital é crescente no mercado nacional. “Temos uma solução denominada Pulse IoT que simplifica o gerenciamento em escala com uma estrutura de gestão e monitoramento consistente de dispositivos e aplicativos de IoT heterogêneos, ajudando na automação e coleta de métricas para agilizar as operações. A solução também estende os padrões de segurança à infraestrutura edge e de IoT oferecendo visibilidade e controle granulares de todos os dispositivos, aplicativos e redes conectados”, diz Kleber Oliveira, diretor de Canais e Alianças da empresa. A Ruckus Networks, (agora parte da CommScope via aquisição), iniciou as vendas de produtos com suporte à IoT há aproximadamente 1 ano e meio. “Nossa especialidade é montar redes de acesso usando Wi-fi e switches. A maior parte dos nossos APs permite a instalação de um rádio IoT (ou já vem com um rádio desta tecnologia embutido). Dessa forma, uma rede Wi-fi pode servir como meio de transporte para o tráfego IoT que vem dos sensores ou para atuação sobre dispositivos com esta aplicação. Hoje trabalhamos com BLE e ZigBee, e em breve adicionaremos LoRA à nossa linha de produtos. A importância da nossa solução, que é o que simplifica a adoção, é que possibilitamos que uma rede Wi-fi pré-existente seja utilizada para IoT, sem a necessidade da criação de uma rede nova, ou adição de gateways especializados. Além disso, permitimos a integração de dispositivos de diversas marcas: Phillips, ASSA Abloy, Kontak.IO, TrackR, OSRAM, TraknProtect, Revogi, etc”, destaca Marcelo Molinari, diretor de Engenharia de Sistemas da Ruckus LATAM.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Júlio Divietro, gerente de Produtos da EsyWorld, reforça que a partir do momento que novos dispositivos são conectados na rede, se abre um novo mundo de possibilidades, como automatização em grande escala, aprendizado de máquina que levará as empresas a tomarem decisões mais rapidamente. “Estamos gerando uma proliferação de dados não imaginados e, com uma boa análise dos mesmos, as empresas podem se diferenciar no mercado. Nosso papel como empresa com foco em segurança é apresentar soluções que possam garantir a segurança nesses dispositivos, com certeza a questão de segurança é muito importante quando falamos em IoT. Como nosso DNA é segurança, nossos fornecedores apresentam um portfólio focado em proteger esses novos elementos conectados. Podemos destacar as soluções de KICS da KASPERSKY que focam muito na proteção do ambiente fabril, onde as máquinas estão cada vez mais conectadas e, a BlackBerry que também apresenta uma linha de soluções dedicada para mercado de IoT (BlackBerry IoT Platform)” , pontua o executivo. ATENDER AS NECESSIDADES DOS CLIENTES MEDIANTE OS MUNDOS FÍSICOS E DIGITAIS Em plena Quarta Revolução Industrial, vemos que a fusão de tecnologias entre o mundo físico e o digital trazem novas oportunidades de negócios aos canais que são peças importantes no processo da introdução da IoT em nosso cotidiano. “As soluções de IoT normalmente requerem a integração de diversos componentes, como dispositivos físicos, conectividade, aplicações, dados e processos. Os canais terão um diferencial competitivo, com possibilidade de alavancar suas vendas, à medida que tiverem o conhecimento e a capacidade para realizar a integração dos componentes. A variedade de resultados possíveis com a IoT é muito grande. Um dos principais desafios é entender quais problemas cada tipo de cliente enfrenta e identificar as melhores soluções que podem ser adotadas”, diz Nilton Cruz, diretor de Transformação Digital da Fujitsu. Erico Guessi, gerente Sênior de Alianças da Hitachi Vantara, reforça que toda revenda que pretende fidelizar o cliente precisa entender a palavra parceria para ser lembrada nos momentos corretos. “Atualmente to-

dos nossos clientes procuram ser competitivos em seus mercados e o canal Hitachi Vantara deve apoiar o seu cliente para ganhar competitividade no mercado, e oferecer soluções de IoT pode ser uma das alternativas. Mostrar para seu cliente como ele pode resolver os problemas de seu negócio com IoT, vai ressaltar a parceria estratégica existente com a revenda”, conta. Para Lofrano, da Lenovo, a IoT deve ser assimilada não mais como uma tecnologia emergente, mas como um recurso presente em equipamentos e ambientes dos mais diversos segmentos, desde eletrodomésticos até as linhas de produção. “As empresas devem estar atentas a essas mudanças e incorporar elementos da IoT em suas próximas atualizações, se mantendo em linha com o mercado. Para o canal, é fundamental se manter sempre atualizado e estar em constante evolução sobre as novas tecnologias. Participar dos eventos e programas de capacitação da Lenovo, como o Lenovo Partner Engage, é essencial para se manter a par das novidades sobre essas tecnologias e em relação ao mercado”, conta o executivo. Com o discurso de sempre estar próxima de seus canais de distribuição, a Intel disponibiliza o Technology Provider que é um programa de associação global para empresas que distribuem ou recomendam a tecnologia da marca. “Os parceiros têm acesso à vários benefícios. Oferecemos vídeos, referências e guias específicos para projetos de IoT em nosso site. O material é aberto e pode ser acessado por qualquer interessado. Além disto, a empresa tem o programa Intel IMRS (IOT Market Ready Solutions) que proporciona diversas vantagens e incentivos aos parceiros que possuem uma solução fim a fim de IOT já disponível no mercado”, agrega Silva.

Sergio Basílio, da Westcon: Temos um Market Place disponível somente para nossos canais com dezenas de aplicações específicas para várias verticais, com solução em IoT ajudar o cliente a analisar o processo de implementação de IoT de modo realista e oferecer várias opções, de acordo com as suas necessidades e seu orçamento – desde simples sensores de dispositivos conectados, à instalações existentes em áreas industriais e até uma solução totalmente gerenciada cobrada por dispositivo – permitindo que ele saiba exatamente o custo atual e futuro. Para isso, investimos em uma variedade de treinamento técnico, ferramentas e recursos para auxiliar nossos parceiros no aprimoramento constante”, pontua Priscyla. Por fim, a Internet das Coisas é um instrumento importante para fomentar a inovação no país, pois permite maior produtividade, competitividade e novas oportunidades de negócios a todo o ecossistema. Desse modo, é preciso que o parceiro invista no aprimoramento técnico e de vendas para ter sucesso em suas transações comerciais e se tornar acima de tudo um consultor com credibilidade e habilitado em novas tecnologias para atender com êxito os clientes.

Já a Microsoft reforça que com as novas tecnologias os negócios passam a ser digitais. “Saber entender as necessidades do cliente é fundamental. Um parceiro confiável pode

Daniel Melo, da Cambium Networks: Com as novas tecnologias, os canais têm a possibilidade de oferecer soluções de tecnologias e serviços bastante amplos

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

47


Games | Rentabilidade Garantida às revendas

Corsair anuncia a aquisição da Origin PC, especializada em computadores para gamers

Samsung apresenta óculos de realidade mista HMD Odyssey+ que reúne recursos para melhorar a experiência de jogabilidade

48

A Corsair acaba de adquirir a Origin PC que disponibiliza uma ampla gama de PCs configuráveis de alto desempenho, desde PCs para jogos e estações de trabalho poderosas até laptops, sistemas de personalização, serviço, games e tecnologia para oferecer uma experiência de jogo completa. “Com o mercado de jogos para PC em ascensão à medida que há um número cada vez maior de jogadores que passam do console ao PC, a parceria é ideal. Com a expertise da Origin PC em sistemas personalizados e a força da Corsair em acessórios de alta performance para PCs, além do ecossistema do software iCue da Corsair (que conecta todos os produtos compatíveis a uma única interface, permitindo que você controle tudo: a iluminação RGB e seus efeitos, a velocidade das ventoinhas e o monitoramento da temperatura), criaremos novas experiências de jogos de alto nível para os jogadores de

PC”, afirma Andy Paul, fundador e CEO da Corsair.

A Samsung traz tecnologia embarcada nos novos óculos de realidade mista HMD Odyssey+ que oferece altos níveis de imersão aos usuários, permitindo que os jogos sejam aproveitados de forma completa para uma experiência única. Os elementos visuais do produto, em conjunto com a plataforma Windows Mixed Reality, abrem novas possibilidades para o gamer que busca cada vez mais tecnologia e inovação para ter o melhor proveito nas partidas.

logia premium de áudio da AKG com som espacial 360º. Este nível de realismo sonoro oferece uma experiência superior aos jogadores, pois eles serão capazes de escutar, por exemplo, passos de inimigos próximos que estejam prestes a atacá-los durante uma batalha que exige concentração e estratégia.

O lançamento tem como destaque o recurso ‘Anti-Screen Door Effect’ (Anti-SDE), uma tecnologia desenvolvida exclusivamente para o headset da Samsung que torna imperceptível as linhas finas que separam os pixels das telas AMOLED do equipamento. O principal benefício desta novidade é que mesmo as partidas mais longas têm conforto garantido, com os usuários livres de eventuais tonturas ou náuseas. Para entregar uma imersão completa, o Samsung HMD Odyssey+ também traz a tecno-

Já Kevin Wasielewski, CEO da Origin PC, completa que a parceria é ímpar, afinal os produtos da Corsair reúnem alta qualidade e desempenho e se alinham totalmente ao portfólio da Origin PC. “Com uma gama completa de produtos para PC entusiastas, as duas companhias estão em uma posição única para criar novos sistemas incríveis que tornam a experiência de possuir um PC de jogos personalizados, melhor do que nunca”, ressalta. Vale reforçar que a Origin PC será uma marca separada dentro do Corsair que continuará operando a partir de seus escritórios em Miami, Flórida, com sua própria linha de sistemas, incluindo o Vengerance PC, o Corsair One e o Corsair One Pro.

Há também o recurso ‘FlashLight’ que permite que as câmeras do HMD mostrem o ambiente ao redor – em tempo real - com apenas um comando. Desta forma, o jogador não precisa retirar os óculos caso precise andar pelo ambiente ou falar com alguém próximo a ele. “Para o público gamer, a experiência e imersão são fundamentais para aproveitar completamente os jogos. Com o Samsung HMD Odyssey+ os jogadores têm à disposição um equipamento tecnológico com recursos de ponta, pronto para oferecer momentos únicos”, afirma Marcus Diniz, gerente de produtos da área de Notebooks da Samsung Brasil.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


Negócios e Serviços | Dicas e sugestões para o mercado

ABRINT 2019 supera número de visitantes e expositores dos anos anteriores

ISC Brasil 2019 movimenta R$ 800 milhões no mercado de segurança

Neste ano, o Encontro Nacional da ABRINT (Associação Brasileira de Provedores de Internet e Telecomunicações) contou com o maior número de participantes desde sua primeira edição, em 2009. No total, o encontro dos provedores contabilizou mais de 200 expositores e mais de 8 mil visitantes, representando, em ambos os casos, um aumento de mais de 30% em relação a 2018. “A quantidade de provedores existentes no Brasil é única no mundo. Justamente por isso, o Encontro Nacional, realizado pela ABRINT, se torna cada vez mais importante, servindo como um espaço e oportunidade para que os provedores façam networking e conheçam as novidades do mercado, tanto em termos de produtos e serviços quanto em relação à legislação e regulamentação”, afirma Breno Vale, presidente do Conselho de Administração da ABRINT.

Vale frisar que o evento reúne todo o ecossistema do segmento de provedores, desde fabricantes de equipamentos até empresas de consultoria e serviços. Também estiveram presentes atendendo o público na feira, entidades como o Nic.Br e a ANATEL, que pelo terceiro ano consecutivo participam da feira e levam técnicos de diversas áreas para prestarem orientações aos provedores.

A 14ª ISC Brasil (Feira e Conferência Internacional de Segurança) contou com um crescimento de 31% no tamanho e volume em relação ao ano anterior, com mais de 200 marcas presentes, sendo 71 novas empresas. O evento é considerado o principal polo de tecnologia, inovação, conteúdo e negócios para a indústria de segurança do país e aqueceu o setor por meio da geração de parcerias para novos projetos, movimentando mais de R$ 800 milhões, sendo mais de R$ 92 milhões somente nas rodadas de negócios.

ras, gestores de segurança, diretores de segurança da informação (CIOs), líderes do governo, secretários de segurança das cidades e municípios, comandantes gerais das policias, proporcionando às empresas do setor oportunidades para se conectarem em um ambiente propício ao networking e aos negócios. “O evento possui essa proposta de valor, refletindo a tendência do mercado em aumentar a colaboração entre equipes multifuncionais e parceiros, apresentando uma convergência de operações e projetos integrados de segurança. Assim, foi possível reunir no mesmo espaço tomadores de decisão de segurança para usuários finais, líderes da segurança pública, diretores de segurança da informação, CIOS e profissionais de TI altamente influentes”, afirma Thiago Pavani, responsável pela ISC Brasil.

Durante os três dias do evento, que aconteceu entre os dias 25 e 27 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo, mais de 18 mil pessoas tiveram acesso às novidades de soluções integradas e inteligentes de segurança para usuários finais e gestores de segurança de 16 setores da economia, com necessidades em segurança eletrônica, privada, patrimonial, digital e segurança pública. Um dos diferenciais da ISC Brasil foi a qualificação do público que contou com a presença de usuários finais corporativos, integradoras, distribuido-

Em três dias, a feira reuniu mais de 90 palestrantes que puderam levar seus conhecimentos por meio de 4 salas de palestras – uma plenária principal e três salas auxiliares. A ABRINT tem procurado mesclar temas de grande interesse da pauta regulatória, como o leilão das faixas de 5G (previsto para 2020) e a insegurança tributária que ainda paira sobre o segmento, com temas relacionados ao dia a dia das empresas como vendas, marketing e gestão de negócios.

Um dos pontos importante do evento foi a Rodada de Negócios que gerou mais de R$ 92 milhões em expectativa de negócios entre as empresas. Essa projeção é o resultado de 220 reuniões, que envolveram diretamente 22 empresas compradoras.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r

49


Negócios e Serviços | Dicas e sugestões para o mercado

TOTVS apresenta a primeira edição do Índice de Produtividade Tecnológica que revela que empresas brasileiras estão pouco preparadas para a Indústria 4.0

CIAB FEBRABAN 2019 alcança recorde de público ao receber mais de 26 mil visitantes

A TOTVS anuncia os resultados de um estudo, encomendado para a H2R Pesquisas Avançadas, voltado a identificar o grau de produtividade dos ambientes tecnológicos relacionado ao uso de ERP e de outros sistemas de gestão das indústrias brasileiras para suportar as demandas associadas à Indústria 4.0. O levantamento gerou o Índice de Produtividade Tecnológica (IPT), que concluiu que, em uma escala de 0 a 1, as manufaturas instaladas no Brasil atingiram uma média de 0,52 pontos. O que demonstra que ainda existe um longo caminho para que as empresas utilizem melhor as tecnologias de sistemas de gestão (ERP) para aumentar a performance e melhorar a gestão do negócio. O estudo entrevistou 800 profissionais responsáveis pelas áreas de TI de indústrias instaladas no país, com faturamento acima de R$ 5 milhões e atuantes em sete setores: bens de consumo, bens duráveis, metal-mecânica/ plástico, têxtil/vestuário, química/re-

A 29ª edição do CIAB FEBRABAN Congresso e Exposição de Tecnologia da Informação das Instituições Financeiras bateu recorde de participação: 26.075 visitantes passaram pela exposição durante os três dias de evento, um incremento de 12,6% em relação à edição de 2018. O fórum de TI contou com a presença de 182 expositores, 52 patrocinadores, cerca de 300 palestrantes e 94 painéis. No evento, que também recebeu 3.786 congressistas, foram apresentadas as principais soluções e inovações para o setor em plena onda digital e um dos pontos altos foi a terceira edição do Hackathon CIAB FEBRABAN. Neste ano, o tema foi “Entender para Atender Melhor os Clientes na Era da Economia Analítica”. Quatro projetos foram selecionados pela comissão julgadora e foram apre-

50

ciclagem, extrativismo/beneficiamento e papel/celulose. A análise, realizada entre março e maio de 2019, avaliou dois indicadores essenciais para a produtividade dos ambientes tecnológicos: Prontidão Atual e Performance. A Prontidão Atual indica o nível de internalização do uso dos sistemas de gestão da empresa e a Performance indica o ganho de desempenho do negócio e da produção obtido com o uso dos sistemas de gestão (ERP).”A partir do índice de 0,52 pontos, queremos apoiar as empresas brasileiras na jornada para a Indústria 4.0, oferecendo uma métrica real sobre como as soluções e processos dessas companhias estão adaptados às novas necessidades de performance e de produtividade do setor. Com mais informações, os gestores podem tomar melhores decisões de estratégia e investimentos adequados para ter sucesso no cenário atual e futuro”, afirma Juliano Tubino, vice-presidente de Negócios da TOTVS.

sentados. A solução Linko, do time Vingadores, foi a grande vencedora do Hackathon. O projeto tem como objetivo melhorar a experiência digital de clientes rurais de pequeno porte por meio de um site que irá conectar agricultores, agrônomos e bancos, facilitando o processo de documentação de terras e bens do agricultor e aprimorando as conexões entre os participantes. CIAB Fintech Day se destaca no congresso O CIAB Fintech Day foi outro ponto alto na programação deste ano do CIAB FEBRABAN. O já tradicional evento, que neste ano chegou à sua quarta edição, é considerado um dos mais importantes encontros entre instituições financeiras e fintechs do Brasil, e tem como objetivo identificar startups que tenham potencial para colaborar com bancos, seguradoras e instituições financeiras.

w w w . p a r t n e r s a l e s . c o m . b r


“Wireless Fabric” Material para a vida

Com o Poder da “Intelligent Edge”

EXPERIMENTE O PODER do Wi-Fi “Zero Touch”

cnMaestro™

Redes Wi-Fi Enterprise com Inteligência Distribuída Rapidamente provê uma rede otimizada para usuários e dispositivos. Melhora a performance com simplicidade operacional, flexibilidade e automação.

Realize previamente as funções de Adoção, Associação a um Site e o Provisionamento de toda a sua rede Enterprise Ethernet e Wi-Fi. Não requer licença de acesso ao Cloud, nem licença de AP, nem licença de FW e nem licença de suporte. Não possui brechas de segurança e é resistente à indisponibilidade do Sistema de Gerência.

Pontos de Acesso cnPilotTM proveem performance de alta capacidade e alta densidade. Switches cnMatrixTM simplificam a instalação e operação da rede. Gerenciamento Fim-a-Fim cnMaestroTM oferece relatórios e visibilidade de toda a rede a partir de um único painel de Gerenciamento.

Entre em contato conosco! Daniel Melo – Diretor de Vendas daniel.melo@cambiumnetworks.com

cnMatrix™ cnPilot™ e600

cnPilot™ e700

Torne-se um Integrador Cambium Networks

Faça seu registro hoje mesmo através do link abaixo:

channel.cambiumnetworks.com © 2019 Cambium Networks, Ltd.


Lançamento

Chegou HP Neverstop

A 1ª impressora a laser com Tanque de Toner

A impressora perfeita para seu negócio. Velocidade e qualidade com até 80% de economia em Toners Originais HP.

Ciclos de trabalho de até 20.000 páginas por mês, com velocidade de 21 páginas por minuto.

Liberdade para digitalizar e imprimir pelo celular com o App HP Smart. 1

Recarregue em apenas 15 segundos com o novo kit Recarga de Toner Original HP.

Procure um distribuidor exclusivo HP. 1. A conectividade refere-se aos modelos 1000w, 1200a e 1200w. 2. Kit Recarga de toner vendida separadamente. 1. Declared yields based on ISO/IEC 19798 and continuous printing. Actual yields vary considerably based on images printed and other factors. Learn more at hp.com/go/learnaboutsupplies. 2. Based on internal HP comparison of average MSRP and cost-per-page of in-class HP LaserJet MFP M28 with standard-fill HP 48A Black Original LaserJet Toner Cartridge,as of March 2019. For details see www.hp.com/go/learaboutsupplies. 3. When used in accordance with setup instructions.

2

Profile for PartnerSales Publicações Ltda EPP

PartnerSales 125 Agosto/2019  

Tendências para o canal de distribuição

PartnerSales 125 Agosto/2019  

Tendências para o canal de distribuição

Advertisement