Page 1

A CIDADE LIDA OUVIDA ASSISTIDA


ÍNDICE Acendalhas FLIM..........p.6 Sexta na FLIM..........p.12 Sábado na FLIM..........p.17 Domingo na FLIM..........p.39 Ocupa FLIM..........p.46 Grafites e Intervenções Urbanas..........p.48 Programação Poliedro..........p.50 Programação Resumida............p.52 Mapa da FLIM..........p.54

Informações Importantes: Acessibilidade: A FLIM é um evento democrático e acessível; contempla a gratuidade e o atendimento a todas as pessoas. A programação está disponível em braille e as Mesas Literárias tem tradução simultânea em libras, a Linguagem Brasileira dos Sinais. As atividades com lugares limitados ocorrem por ordem de chegada, consulte a programação. Facebook/flim.sjc www.pqvicentinaaranha.org.br/novo/programacao/flim


Governo do Estado de São Paulo, Secretaria da Cultura e Prefeitura Municipal de São José dos Campos convidam:


A Literatura e as Cidades

L


“A FLIM 2016 elegeu como tema A LITERATURA E AS CIDADES. Cidades reais e imaginárias, frutos de construções coletivas, mas também da ação individual. Cidades em que circulamos, mas também cidades que circulam em nós. Cidades abertas como as páginas de um livro. Para conversar sobre o tema, ela convidou autores, artistas, críticos e editores que vão expor e trocar ideias, em seis mesas temáticas e uma programação intensa no Parque Vicentina Aranha, de 16 a 18 de setembro. Acendalhas antecedem e aquecem essa festa. Aproveite!” Alberto Martins – Curador da FLIM


Acendalhas Acendalhas, tudo que queima e comunica fogo com facilidade como aqueles gravetos que fertilizam a fogueira. As Acendalhas são atividades que a precedem e fazem um convite para que a cidade respire literatura, música e arte.

Das Cidades Mortas de Lobato às Cidades Invisíveis de Calvino 25/08 Terça 19h30 Parque Vicentina Aranha

Convidadas: Tania Regina de Luca e Valéria Regina Zanetti Os escritores Monteiro Lobato e Italo Calvino evocam em suas obras dois perfis de cidades reais e metafóricas que imprimem diferentes pontos de vista. A cidade deixa de ser um conceito geográfico para se tornar um emaranhado da existência humana, numa dupla face a ser desvendada.

6


Teatro Travessia com o Grupo Tecelagem 30/08 Terça Secretaria de Educação

Como um colar de histórias, o espetáculo aponta um olhar poético sobre a vida do sertanejo, baseado na obra de Guimarães Rosa.

Show com Zico Lima e Banda 04/09 Domingo Parque Vicentina Aranha

7

Uma homenagem a Paulo Leminski, o casamento perfeito entre a música eclética do cantor e compositor joseense e a renomada poesia do autor curitibano.


Sarau Flim O Poema Urbano Palco aberto com Ségio Vaz, JB Magalhães, D’Origem e convidados

10/09 Sábado 16h Centro da Juventude

Sarau marginal conduzido por Sérgio Vaz, um dos expoentes desta forma de articulação coletiva, expressão social e ocupação urbana no país; acompanhado pelas meninas do D’Origem, o autor e músico JB Magalhães e o grafiteiro Mr. Fred, além da presença de outros coletivos e representantes do movimento Hip Hop de nossa cidade.

Show Cancioneira com João Roquer 11/09

Domingo 10h30 Parque Vicentina Aranha

Através de canções autorais, João busca aprofundar a relação entre música e literatura: um som feito à mão, uma escrita de frequências. 8


Teatro Má Pele 13/09 Terça Secretaria de Educação

Peça construída a partir de pesquisas históricas, narra o encontro das trajetórias de 4 crianças internas do Preventório de Jacareí, todas filhas de pais hansênicos e internadas compulsoriamente no começo do século XIX.

Contação de Histórias Árvores do Brasil com Passarinheiros 13/09 Terça Colégio Poliedro

9

Contação de histórias baseada no livro “Árvores do Brasil” (2011) de Lalau e Laura Beatriz, um verdadeiro desfile de quinze espécies de árvores nacionais através de poemas, ilustrações e personagens que possuem uma relação de vida com cada espécie.


Oficina Sonetos de Amor em Preto e Branco com o escritor Manoel Herzog 14/09 Quarta 17h Parque Vicentina Aranha

Oficina de fazer poético com exame das formas metrificadas e rimadas, notadamente os sonetos.

Curso Cidade, Seus Artistas e a Literatura com Iriê Salomão Jr. Paris 15/09

Viena 15/09

Quinta 19h Centro da Juventude

Quinta Secretaria da Educação

O curso objetiva aproximar as pessoas da história de importantes cidades por meio de seu desenvolvimento artístico e obras literárias. Iriê Salomão Jr. é mestre em História e Critica de Arte e editor-chefe da Revista Tecnography.

10


Lançamento do Livro “Conservas do Meu Brasil: Compotas, Geleias e Antepastos” com Gil Gondin 15/09 Quinta 18h Sala de Leitura Réginaldo Poeta

Um regate das cores e sabores das geleias produzidas nos tachos de norte a sul do país.

“Na brisa da manhã” com Libercanto canções de Gonzaguinha e João Bosco 15/09 Quinta 20h Sala de Leitura Réginaldo Poeta

11

Em 2015 Gonzaguinha completaria 70 anos e em 2016 é a vez de João Bosco completar 70 anos de vida. O Grupo Libercanto homenageia os dois compositores que figuram entre os mais importantes nomes da MPB.


SEXTA NA FLIM

9

12


19h

Cerimônia de Abertura Ponto de Encontro

1ª Mesa Literária: Cidade, Cotidiano e Literatura Ponto de Encontro

19h

Mostra de Curtas

Cinema ao Ar Livre Exibição de curtas-metragens inspirados na FLIM. Convidados: José de Souza Martins e Alberto Martins Espaços de convivência e de conflito, as cidades são construções históricas nas quais confluem múltiplos tempos. Um olhar sobre as dinâmicas coletivas e individuais nas cidades brasileiras, através das artes, da literatura e da sociologia.

13


Alberto Martins Escritor e tradutor, Alberto publicou, entre outros, os livros: “Goeldi: história de horizonte” (1995), que recebeu o prêmio Jabuti; “A história dos ossos” (2005), distinguido com o segundo lugar no Prêmio Telecom de Literatura e o livro de poemas “Em trânsito” (2010), menção honrosa no Prêmio de Poesia Moacyr Scliar 2011. É editor da Editora 34.

José de Souza Martins É escritor, sociólogo e professor de sociologia da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da USP. Ganhou entre outros os prêmios o Jabuti em 1993, 1994 e em 2010 com o livro “A aparição do demônio na fábrica”. Publicou dezoito livros. Eleito pela Academia Paulista de Letras, em 11 de junho de 2015, para ocupar a Cadeira nº 22, cujo patrono é João Monteiro.

14


20h

Teatro de Sombras Muito Mais Vida Severina com a Cia Quase Cinema Pavilhão Marina Crespi Classificação: Livre Um espetáculo, que também é uma intervenção urbana e que ocupa espaços ociosos para pintar suas paredes com luz e sombras. É inspirado na obra “Morte e Vida Severina”, de João Cabral do Melo Neto, cuja narrativa versa sobre o homem do campo que parte em busca de uma vida melhor na cidade e se transforma ao habitar o espaço urbano.

15


21h

Show João Bosco Quarenta anos depois Tom da FLIM O cantor mineiro mais carioca da música popular brasileira e banda apresentam João Bosco Quarenta anos depois, uma celebração aos 40 anos de carreira de João, um diálogo de sua obra com mestres de tradição e principalmente, da sua geração. O presente trabalho é também uma leitura pessoal dessa moderna época de ouro da música brasileira que são os anos 50/60/70. Estão presentes a densidade divina de Milton Nascimento, o samba meditativo de Paulinho da Viola, a bossa eterna do maestro soberano Tom Jobim, o balanço caribenho incomparável de João Donato, o Chico Buarque herdeiro direto dos sambas simples dos anos 30, a força de Elis Regina, entre tantas outras composições de sucesso.

16


SÁBADO NA FLIM

17

17 9


10h

2ª Mesa Literária: A Cidade, Modos de Estar Ponto de Encontro

Convidados: Guilherme Wisnik, Leonardo Gandolfi e Paula Carnevale, com a mediação de Alberto Martins. A arte, a arquitetura, a ação poética e a literatura como meios para ativar a percepção da cidade e da cidadania, no passado e no presente. Guilherme Wisnik Guilherme Wisnik é arquiteto, crítico, curador e colaborador do jornal Folha de São Paulo. Publicou as obras “Lucio Costa” (Cosac Naify, 2001) e “Estado Crítico: à Deriva nas Cidades” (Publifolha, 2009). Organizou o volume “Encontro Paulo Mendes da Rocha”, obra da “Coleção Encontros” sobre Paulo Mendes da Rocha, um dos grandes artistas brasileiros e arquiteto consagrado.

18


Leonardo Gandolfi Poeta e professor de Literatura Portuguesa na Unifesp – publicou os livros “No entanto d’água” (7letras), “A morte de Tony Bennett” (Lumme Editor) e “Escala Richter” (7letras). Com Marília Garcia, traduziu “Trânsito” (Luna Parque Edições) de Kenneth Goldsmtih.

Paula Carnevale Paula transita entre diferentes campos dos saber e fazer, construindo pontes que levantam questões e ampliam percepções: graduada em Medicina, especialista em doenças infecciosas e doutora em medicina preventiva pela USP, ingressou, pela saúde coletiva, no campo do Planejamento Urbano e Regional, em que atua hoje como pesquisadora e professora na UNIVAP. 19

17


10h

Bibliotecas ao Ar Livre Alameda dos Poetas Duas lindas bibliotecas passeantes, réplicas do Pavilhão Alfredo Galvão e do Pavilhão Central, abrigam um acervo de livros infantis e juvenis para uma degustação de leitura no Parque.

10h

Mesinha Literária com Escritores Mirins Jardim Faz de Conta Convidados: Alunos do Pré II da EMEI Professor Mário Campaner Incentivados pela equipe da escola, alunos do Pré II escreveram e ilustraram juntos uma coleção de 06 livros. A primeira proposta foi escrever um livro que contasse a vida das princesas e príncipes após o casamento - o que houve com os personagens após do “felizes para sempre”. As ideias e decisões foram definidas por meio de votação democrática. Nessa Mesinha Literária, vamos conhecer as expectativas e sonhos dos escritores do futuro. Equipe Gestora: Ana Maria Ferri Lopes e Patrícia Maciel Mendes de Aquino Professora da Sala de Leitura: Giane Escobar Kawakami Harrop Galvão e Jacqueline de Almeida Brayner Professora da Turma: Mônica Fehlow Realização: Secretaria Municipal da Educação 20


10h30

Lançamento do livro Tuco o Catador de Palavras de Mirian Cris

17

Jardim Faz de Conta O livro narra a história de um menino, filho de catadores de papelão, que sonha em aprender a ler e escrever. Mediante a tantos desafios, será que ele vai conseguir?

11h30

Contação de Histórias com a Escritora Selma Maria Jardim Faz de Conta Selma dedica-se a pesquisar a Cultura da Infância abordando as formas de brincar das crianças que vivem distantes de centros urbanos. Serão apresentados seus livros “A Menina que nunca terminava nada” e “Superimã e o Mar”.

21


11h30

Lançamento do Livro Ditadura Nunca Mais de Moacyr Pinto

17

Pavilhão São José A Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR), por meio do Arquivo Público de São José dos Campos, editou o livro que traz a íntegra do relatório da Comissão da Verdade Michal Gartenkraut. Nesta obra, organizada pelo sociólogo e escritor Moacyr Pinto, são divulgados os episódios de repressão passados durante a ditadura.

12h

Lançamento do Livro Poeta Clandestino Victor Leornadi Pavilhão São José Victor Leonardi começou a escrever seus primeiros versos em 1963. Este é seu sétimo livro de poesias, também escreveu contos, romances, ensaios, uma peça de teatro, uma fábula para crianças, roteiros para cinema e mais de 30 roteiros para filmesdocumentários de televisão. Fluente em cinco línguas e conhecedor de aproximadamente 80 países, foi professor-visitante da Universidade da Califórnia e lecionou também na Universidade de Brasília. Há alguns anos vive em São José dos Campos. 22


12h30

O samba em poesia com Marcinho Moreira Alameda dos Food Trucks Marcinho Moreira, sambista e compositor joseense é um dos principais nomes da nova geração do samba no país. O show O samba em Poesia celebra consagrados sambistas nestes 100 anos de samba, passeando pela poética de suas obras.

14h

Teatro A Briga da Onça e do Tatu Jardim Faz de Conta A peça A Briga da Onça e do Tatu, da cia Núcleo Janela Mágica do Teatro de Gravata, No tempo em que os animais falavam a língua dos humanos, a onça começou uma briga com o tatu e logo a guerra estava declarada. A peça infantil é uma adaptação do conto homônimo, colhido por Ruth Guimarães.

23


14h

17

3ª Mesa Literária: Cidade em Trânsito com Guilherme Tauil, Carol Rodrigues e Joca Reiners Terron Ponto de Encontro

A passagem da vida em uma cidade pequena para a vida em uma metrópole contemporânea acarreta uma série de mudanças na percepção, na memória e na sensibilidade. Como essa mudança de escalas se revela na literatura?

Guilherme Tauil Guilherme Tauil nasceu em Taubaté, em 1993. Ingressou no curso de letras na USP em 2011, ano em que lançou “Prosa de Gaveta”, livro de crônicas juvenis. Traduziu e publicou diversos artigos. Foi cronista do jornal Gazeta de Taubaté no ano de 2014. Sua coletânea de 35 crônicas, “Sobreviventes do Verão” será lançado no final de 2015. Tauil é o responsável pelo maior acervo virtual sobre Chico Buarque.

24


Carol Rodrigues Carol nasceu no Rio de Janeiro, cresceu em São José dos Campos e atualmente vive em São Paulo. Seu livro de estreia na literatura “Vista para o Mar” (Edith, 2014), foi vencedor dos prêmios Jabuti e Biblioteca Nacional na categoria Contos, em 2015. Seu segundo livro, “Os Maus Modos”, foi realizado com apoio do Proac e será lançado em 2016. É formada em Imagem e Som pela UFSCar e fez mestrado em Estudos Internacionais de Performance, na Universidade de Amsterdam. Joca Reiners Terron Nasceu em Cuiabá em 1968, e atualmente reside em São Paulo. Poeta, prosador e designer gráfico, foi editor da Ciência do Acidente, pela qual publicou o romance “Não Há Nada Lá” e o livro de poemas “Animal Anônimo”. É autor também dos volumes de contos “Hotel Hell”, “Curva de Rio Sujo” e “Sonho Interrompido por Guilhotina”. Dele, a Companhia das Letras publicou “Do Fundo do Poço se Vê a Lua”, vencedor do prêmio Machado de Assis na categoria melhor romance.

25


15h

Música ao Pé do Ouvido com Salve as Kamadas Líricas Gramado do Cinema ao Ar Livre Uma apresentação não convencional em que pra se ouvir o show o público terá que se conectar através de um objeto muito utilizado no dia a dia das pessoas no mundo contemporâneo. A apresentação leva o som mais próximo do ouvinte, estimulando a audição e o ajudando a notar as sutilezas e detalhes do som da banda Salve as Kamadas Líricas. Muito groove e referências brasileiras, versos simples que tiram qualquer um de sua zona de conforto.

15h

Contação de histórias com o Grupo Êba: Contos de Brincar Jardim Faz de Conta Espetáculo com brincadeiras que envolvem, divertem e resgatam a cultura da infância. Com uma proposta bilíngue, tudo deve fazer sentido para aqueles que ouvem e que não ouvem. Para isso, os gestos, ritmos corporais, vibrações e recursos visuais são usados e abusados, para que todos possam participar. 26


15h30

Brincadeiras de Circo com a Cia Circo e Arte

17

Jardim Faz de Conta

Crianças de todas as idades poderão se divertir com brincadeiras do universo circense, como malabares, mímica e mágica.

27


16h

4ª Mesa Literária: A Cidade das Palavras

17

Ponto de Encontro Convidados: Beatriz Rezende, Guillermo Saavedra, Mario Francisco Ramos e Alberto Martins. Uma conversa sobre cidades reais e os escritores que as viveram e recriaram na literatura: o Rio de Janeiro, de Lima Barreto, a Buenos Aires, de Jorge Luis Borges, a São Petersburgo, de Dostoiévski e a São Paulo, de João Antonio. Beatriz Rezende Doutora em Literatura Comparada e Mestre em Teoria Literária, a carioca Beatriz Resende é Professora Titular do Departamento de Ciência da Literatura da Faculdade de Letras da UFRJ. Trabalha especialmente com os temas: Literatura contemporânea, Estudos da Cidade, Lima Barreto, Literatura e novos suportes. É autora, dentre outras publicações, de “Lima Barreto e o Rio de Janeiro em fragmentos” (2006) “Contemporâneos, Expressões da literatura brasileira no século XXI” (2008); “Apontamentos de crítica cultural”. (2000).

28


Guillermo Saavedra O argentino Guillermo Saavedra é poeta, editor, tradutor, crítico de literatura e teatro, e performer de extensa trajetória. Publicou entre outros: “Caracol” (1989), “La voz Inútil” (2003), “Del Tomate” (2009) e “Treinta y Tres Tristes Trípticos” (2015), três livros de poesia para crianças, a seleção de entrevistas com narradores argentinos La curiosidad impertinente (1993) e numerosas antologias e prefácios diversos. Sua poesia tem sido traduzida para o inglês, alemão, italiano e português. Na atualidade, desempenha a função de diretor da editora EUFyL, dirige a revista cultural Las ranas e integra o trio performático La Máquina Soltera.

Mario Francisco Ramos Mário Ramos, 45 anos, é professor de Literatura Russa na Universidade de São Paulo e também tradutor, tendo publicado traduções de textos dramáticos, contos e poemas de diversos autores russos, como: Nicolai Gógol, Boris Pasternak, Velimir Khlébnikov, Arkadi Aviértchenko, Ievguéni Zamiátin e outros.

29


16h

Curso Cidade, seus artistas e a literatura: Lisboa com Iriê Salomão Jr. Centro de Formação de Artes e Ofícios Da Torre de Belém ao Castelo de São Jorge, a cidade de Lisboa guarda tesouros de muitos séculos. Por suas ruas é possível observar a importante presença da literatura e da arte na história da capital portuguesa.

16h30

Show com o Integra Jardim Faz de Conta O Centro de Referência da Pessoa com Deficiência, por meio do Projeto Integra, vem conquistando plateia pela cidade e na FLIM eles apresentam um show bem animado com canções do universo infantil em ritmos de samba, rock, reggae, contando com a participação de músicos da cidade.

30


17h30

Ventos Antigos com as Fiandeiras da Palavra

17

Sala de Leitura Réginaldo Poeta O espetáculo foi criado a partir das crônicas do livro homônimo da escritora Sônia Gabriel. Observando o ciclo vida, morte e renascimento, o grupo Fiandeiras da Palavra construiu uma narrativa sedutora, enredada pelo encantamento das histórias, fiando e desfiando palavras e poesia, entrelaçando músicas e tecendo imagens que conduzem o espectador por memórias do cotidiano sob o ponto de vista feminino.

31


18h

17

5ª Mesa Literária: Calçadas, Esquinas e Quebradas com Paulo Lins, Ricardo Aleixo, Lourenço Mutarelli e Mário Bortolotto e Chacal Ponto de Encontro

Toda cidade comporta, dentro de si e à sua volta, uma espécie de “avesso da cidade”. Os escritores e poetas conversam a respeito de como a arte e a literatura contemporâneas lidam com esse verso e reverso das cidades. Paulo Lins Romancista, roteirista e poeta. Em 1980, ingressou no curso de letras da UFRJ e começou a escrever poesia, integrando o grupo Cooperativa de Poetas. Em 1986 publicou seu primeiro livro de poemas “Sobre o Sol”. Ainda durante a graduação, passou a trabalhar como assistente da antropóloga Alba Zaluar, cujo doutorado se debruça sobre a criminalidade em Cidade de Deus, favela carioca onde Paulo reside. Incentivado pela pesquisadora, escreveu o romance “Cidade de Deus” (1997). Em 2002, o livro é transposto para o cinema, recebendo indicações para o Globo de Ouro e Oscar. Em 2012 lançou o livro “Desde que o Samba é Samba”.

32


Ricardo Aleixo Poeta, músico, ensaísta, artista visual e sonoro, nasceu em Belo Horizonte em 1960. Publicou os livros “Festim” (1992), “A roda do mundo” (1996 e 2004, com Edimilson de Almeida Pereira), “Quem faz o quê? (1999), “Trívio” (2001), “A aranha Ariadne” (2003), “Máquina zero” (2004), “Céu inteiro” (2008) e “Modelos vivos” (2010). Participou de muitas antologias no Brasil e no Exterior, entre elas as de Heloísa Buarque de Hollanda “Esses Poetas - Uma antologia da poesia brasileira nos anos 90” e “Correspondência celeste – Nueva Poesia Brasileña” de Adolfo Montejo Navas. Lourenço Mutarelli Começou a carreira como desenhista, depois passou a fazer histórias em quadrinhos, para então tornar-se escritor. É autor dos livros “O Cheiro do Ralo”(2002), “O Natimorto” (2004), “Jesus Kid”(2004), “A Arte de Produzir Efeito sem Causa”(2008), “Miguel e os Demônios”(2009) e “Nada me faltará”(2011), “O Grifo de Abdera” (2015). Mutarelli também publicou 12 álbuns como quadrinhista e 7 peças de teatro, cinco delas reunidas no livro “O Teatro de Sombras”(2007). Como ator atuou em longas metragens como “Que horas ela volta” (2015), “Cidade do tesouro” (2003) e “O cheiro do ralo” (2006).

33


Mário Bortolotto Mário Bortolotto é escritor, dramaturgo, diretor de teatro e cinema, roteirista, ator e vocalista e compositor das bandas de rock “Saco de Ratos” e “Tempo Instável”. Nasceu em Londrina em 1962. Dirige com mais dois sócios o Teatro Cemitério de Automóveis na cidade de São Paulo, onde reside atualmente.

19h

Pré-Lançamento da Plataforma Arquipélagos e Roda de Conversa Tela de Cinema ao Ar Livre Pré-Lançamento da Plataforma Arquipélagos e Roda de Conversa sobre espaço urbano, arte e cultura digital com a jornalista Federica Fochesato e os escritores Marcus Groza e Charles Lima. Serão apresentados vídeos que devem compor as cartografias afetivas da cidade e o público será convidado a colaborar.

34


19h30

Projeção Mapeada com o Projeto Flooh

17

Fachada do Pavilhão São José Intervenção urbana com projeções mapeadas, realizadas pela parceria entre o Coletivo SEMO (André Yamamoto, Camila Morita e Danilo Ferrara) e Mario Capri. Um trabalho audiovisual experimental, unindo música instrumental com vídeos feitos a partir de filmagens, stop motion e fotografia.

35


20h

Tudo e Mais um Pouco... Chacal

17

Ponto de Encontro Influenciado por Oswald de Andrade e Allen Ginsberg, Chacal é um dos poetas brasileiros que mais representa o espírito libertário da contracultura nos dias de hoje, junto com participantes da FLIM e escritores da cidade o poeta convida à experiência poética. Chacal é poeta e letrista, considerado um marco da geração mimeógrafo e um dos pioneiros da Poesia Marginal no Brasil. Em seu livro de estreia, “Muito prazer, Ricardo” (1971), Chacal foi um dos primeiros poetas a utilizar o mimeógrafo para divulgar sua poesia. Colaborou com importantes grupos teatrais, fez parcerias musicais com Rogério Duarte, Lulu Santos, as bandas Blitz e Barão Vermelho, além de atuar como agitador cultural em espaços como o Circo Voador e o Centro de Experimentação Poética - CEP 20.000, o qual é criador e produtor. Tem 14 livros publicados e em 2016 lançou a coletânea “Tudo (e mais um pouco)”.

36


“Vivemos e morremos dentro da linguagem, que pode escrever livros ou construir cidades. Essas duas criações culturais dizem muito o que somos. Nós habitamos a linguagem, mãe da literatura e da cidade. Poetas e arquitetos são duas expressões de uma mesma construção.” Chacal.

37


17 21h

Show Algorritmo com a Filarmônica de Pasárgada Tom da FLIM O grupo paulistano formado em 2008 por alunos do Departamento de Música da ECA-USP, realiza na FLIM o segundo show da turnê do seu novo disco “Algorritmo”, trazendo um frescor de novidade para a festa. O espetáculo também conta com canções do próximo álbum, que terá como inspiração a cidade de São Paulo. O álbum conta com produção de Alê Siqueira e colaborações de peso, como Tom Zé, Juçara Marçal e Tim Bernardes, o trabalho dialoga sobre a temática da internet de uma forma ousada e provocativa, típica do grupo.

38


18 9

DOMINGO NA FLIM

39


09h30

Caça ao Poema com Passarinheiros Jardim Faz de Conta Uma caminhada pelo Parque em que o desafio é encontrar poemas e trechos de histórias de diversos autores. O grupo conduzirá a brincadeira como num cortejo e dará pistas para que as crianças encontrem os poemas. Uma aventura permeada por muita música, poesias e histórias!

40


10h

Seresteiros do Vale

18

Palco Aberto O Grupo Seresteiros do Vale traz à FLIM música, poesia e romantismo. A seresta, uma antiga tradição de cantoria popular, onde grupos de músicos e cantavam sob as janelas de suas pretendidas madrugada adentro.

41


10h

6ª Mesa Literária: A Cidade e os Nomes com José Luíz Peixoto, Murilo Marcondes de Moura e Rita Elisa Seda Ponto de Encontro A linguagem não só habita, mas também inventa as cidades. Uma conversa sobre como a literatura pode transportar autores e leitores a lugares onde nunca estiveram, conferindo-lhe um alto grau de “realidade poética”. José Luíz Peixoto Nasceu em 1974 em Portugal. Estudou línguas e literaturas modernas na Universidade Nova de Lisboa. É autor de romances, contos, poemas e peças de teatro, e seus livros já foram traduzidos para cerca de vinte idiomas. Entre suas premiações, em 2010 o romance “Livro” venceu o prêmio Libro d’Europa, e foi finalista do prémio Femina, na França. Em 2012, publicou “Dentro do Segredo, Uma Viagem na Coreia do Norte”, a sua primeira incursão na literatura de viagens. Neste ano lança no Brasil o romance “Galveias” e o livro infantil “A Mãe que Chovia”.

42


Murilo Marcondes de Moura Possui doutor em Literatura Brasileira pela USP, onde leciona. Como ensaísta, colaborou em diversos volumes de crítica literária, entre os quais se destacam os livros “Leitura de poesia” (Ática, 1996) e “Literatura e guerra” (UFMG, 2010), e a revista “Cadernos de Literatura Brasileira - Carlos Drummond de Andrade” (IMS, 2012), entre outras. Publicou o livro “Murilo Mendes: a Poesia Como Totalidade” (Edusp/Giordano, 1995) a partir de sua dissertação de mestrado e, posteriormente, o volume Manuel Bandeira (Publifolha, 2001). Em 2016 lança a obra “O Mundo Sitiado: A Poesia Brasileira e a Segunda Guerra Mundial” (Editora 34).

Rita Elisa Seda É escritora, santarritense de nascença (MG), joseense de coração (SP) e vilaboense de alma (GO). Suas atividades são moldadas pela formação em: fotografia, jornalismo e arqueologia. Pertence à Academia Valeparaibana de Letras e Artes e a Academia Joseense de Letras. Elisa é Fundadora e Diretora Cultural da ONG “Catar Feijão”, em São José dos Campos e da “Cia Teatral Farricora”, na cidade de Goiás. Publicou os livros “Cora Coralina - Raízes de Aninha”, “Nha Chica”, “Pipa Guerreira” e “Fábulas para Seishum”. 43


10h30

Show com Li Maria para Crianças Jardim Faz de Conta A cantora e percussionista Li Maria traz para a FLIM uma viagem pelas músicas do universo infantil brasileiro. Com uma voz doce, simpatia e muita alegria ao cantar, Li Maria promete encantar e conquistar o público do Parque.

12h30

Show com Bella N’ Jokers Alameda dos Trucks

A banda joseense que foi destaque no SuperStar 2016 apresenta na FLIM um repertório de músicas do início da carreira da banda (2012) e do CD lançado no segundo semestre de 2015, com influências do folk rock e do rock n’ roll.

44


11h30

Show com Barbatuques Tom da FLIM O grupo musical paulistano promete agitar a FLIM com sua forma inovadora de utilizar o corpo como instrumento musical. Uma experiência musical, abrangente, diferenciada e interativa em que pais, filhos e qualquer participante de todas as faixas etárias são convidados e desafiados e explorar a diversidade de timbres do corpo como palmas, estalos, sons produzidos pela boca e pés, assobios, etc. Suas inúmeras possibilidades de extrair o som do corpo tornaram os Barbatuques um grupo reconhecido e atuante tanto no meio artístico quanto educacional. Recentemente os Barbatuques participaram da Cerimônia de Encerramento dos Jogos Olímpicos no Brasil.

45


Ocupa Flim A Ocupa FLIM é mais um espaço destinado aos escritores de São José dos Campos e região, que possibilita a cada escritor e a cada leitor a oportunidade de um bate papo direto, além de apresentar a nova produção literária regional. No mercado de livros composto pela Livraria Saraiva, Editora SESI e escritores independentes o visitante poderá conhecer os livros e seus autores. Prestigie! Confira a Programação de Lançamento 2015/2016:

Sábado - 17/09 Jardim Faz de Conta

10h Livros das crianças da EMEI Professor Mário Campaner 10h30 “Tuco o catador de Palavras” de Mirian Cris 13h30 “Lucas e a Lagarta em A Lição das Borboletas” de Mille Torres

13h30 “A Aventura da Garça Sophie” de Sandro Luiz Cuesta – Kuba 17h30 “Foi Ele” de Leila Grassi “O Foguete e a Lua” de Enzo N. Pirolo e Ana Pirolo 46


Sábado - 17/09

Mercado de Livros

11h30 “Ditadura Nunca Mais” de Moacyr Pinto 12h “O Poeta Clandestino” de Victor Leonardi 14h “Uma Rosa Para Você” de Roberto Coelho

15h30 “A Epifania de Bernardo” de Octávio de Souza 16h “A Antimáquina” e “Talvez Um Dia Tudo Vire Poesia” de Paulo Barja 16h30 “Versos Livres” de Claudia Regina Lemes 17h “Talagadas” de Tenório Cavalcanti

14h30 “Lentos Sentimentos” 17h30 de Hipolito Rivail Duarte “Umseteum e ...No Dos Outros é Refresco” 15h de Carlos Fonseca “Onde Estão as Borboletas” 18h de Carlos Novaes “Alma Texto” Gonçalves de Luiz Felipe Rezende

47


Grafites e Intervenções Urbanas Convidados a explorar o tema da FLIM, artistas urbanos levam cor e poesia aos 4 cantos da cidade. O coletivo Chuzma desceu ladeira e foi até feira. Erica Mizu floriu o parque na primavera de 2016, Mr. Fred e Vespa fizeram do spray a sua escrita.

O Coletivo Chuzma tem a simplicidade como tema e a cidade como lema. Formam o coletivo os artistas Magô Pool, Pedro Guima e Djalma Toledo.

48


Erica Mizu dedica-se totalmente às artes, seus trabalhos extravasam sua força e técnica com original criatividade, jogo de cores e formas. Um misto de pop arte, art noveu, grafismos orientais divertidos e femininos. Vespa, Claudinei Oliveira, é artista joseense conhecido por seu trabalho em mais de 60 municípios brasileiros e em outros cinco países. Perfeccionista, Vespa brinca que é preciso praticar o desapego quando se produz uma obra de arte na rua. Mister Fred nasceu em São José dos Campos, começou a grafitar em 1998 e desenvolve trabalho importante nos movimentos sociais pela igualdade de gênero e racial.

49


PROGRAMAÇÃO POLIEDRO

O Colégio Poliedro e seus alunos prepararam uma programação especial para a FLIM 2016.

17/09 Sábado à partir das 9h Pavilhão São José

Linhas do Vale - Um Museu de Nós A FLIM terá a cobertura da equipe do “Linhas do Vale - Um museu de nós”, um museu virtual que tem como objetivo “construir narrativas” através do método da História Oral e divulgá-las em uma plataforma digital. Informações: linhasdovale.com.br

das 9h às 11h Quintal da Vó (ao lado do Quiosque São José)

Teatro Lambe-lambe: Dom Quixote Cenas baseadas ou inspiradas no livro de Miguel de Cervantes, Dom Quixote de La Mancha.

das 10h às 11h Quiosque São José

Teatro: O Mágico de Oz Peça teatral livre. Apresentação do II Ato da peça “O Mágico de OZ”, inspirado no romance de L. Frank Baum.

das 10h às 11h Quintal da Vó (ao lado do Quiosque São José)

Oficina de Fotografia: Olhar Fotográfico Composição e Enquadramento

Teatro: O Mágico de Oz das 11h às 12h Quiosque São José Peça teatral livre. Apresentação do II Ato da peça “O Mágico de OZ”, inspirado no romance de L. Frank Baum. 50


A partir das 14h Quintal da Vó (ao lado do Quiosque São José)

Espaço Infantojuvenil: No quintal da vó Ambiente lúdico, com contação de histórias e círculo de leitura infantil.

A partir das 14h Varandas do Pavilhão São José

Exposição: As Boas Notícias Não Morreram Instalação artística que busca direcionar o olhar das pessoas para fatos cotidianos que tantas vezes passam despercebidos.

A partir das 14h Varandas do Pavilhão São José

Exposição: Diário do Victor Exposição de produções literárias inspiradas na obra da escritora Mary Shelley - Frankenstein.

das 14h às 15h Quiosque São José

Leitura dramática: Sonho de uma Noite de Verão Apresentação da leitura dramática dos I e II Atos do espetáculo Sonho de uma Noite de Verão de William Shakespeare.

das 14h às 15h Quintal da Vó (ao lado do Quiosque São José)

Oficina de Artes: Fio a fio, Criando Mandalas com as Cores

das 15h30 às 19h30 Sarau “Lá de Casa” Quiosque São José Palco aberto para leitura de textos, discussões de literatura, dança, canto e sonhos. das 16h às 18h Varandas do Pavilhão São José

51

Mesa redonda: Roda de Terror Círculo de leitura seguido de uma conversa com jovens autores de títulos de terror. Mediação: Professora Andreia Máximo.

das 18h30 às 19h30 Exibição de curtas de animação: Peter Pan in a minute Varandas do Pavilhão São José Curtas-metragens de animação inspirados no livro Peter Pan de J. M. Barrie.


PROGRAMAÇÃO RESUMIDA FLIM 16 DE SETEMBRO (SEXTA) 19h Ponto de Encontro Cerimônia de Abertura

10h30 Jardim Faz de Conta Lançamento do livro Tuco o Catador de Palavras

11h30 Ponto de Encontro Alameda dos Poetas 1ª Mesa Literária: Cidade, Cotidiano Contação de Histórias com Selma e Literatura Maia 19h 11h30 Cinema ao Ar Livre Pavilhão São José Mostra de Curtas Lançamento do Livro Ditadura Nunca Mais 20h Marina Crespi 12h Teatro das Sombras Pavilhão São José Lançamento do Livro “O Poeta 21h Clandestino” de Victor Leonardi Tom da Flim Show com João Bosco 12h30 e 14h Alameda dos Truck 17 DE SETEMBRO (SÁBADO) Show com Marcinho Moreira 10h 14h Ponto de Encontro Jardim Faz de Conta 2ª Mesa Literária: A Cidade, Modo Teatro: A Briga da Onça e do Tatu de Estar 14h 10h Ponto de Encontro 3ª Mesa Literária: Cidade em Trânsito Alameda dos Poetas Degustação de Leitura nas 15h Bibliotecas ao Ar Livre Tela de Cinema Música ao Pé do Ouvido: Show com Salve as Kamadas Líricas

52


15h Jardim Faz de Conta Contação de histórias. Contos de Brincar com Grupo Êba

53

19h Tela de Cinema Lançamento da Plataforma Arquipélagos 15h30 19h30 Jardim Faz de Conta Fachada do Pavilhão São José Brincadeiras de Circo com Cia Circo Projeção Mapeada e Arte 20h 16h Pavilhão Central Ponto de Encontro O Tudo e Mais um Pouco... Chacal 4ª Mesa Literária: A Cidade Vista e Participantes da Cidade por Seus Escritores ou A Cidade das Palavras 21h Tom da Flim 16h Show com a Filarmônica de Centro de Formação de Artes e Pasárgada Ofícios Curso: A Arte a Literatura e as 18 DE SETEMBRO (DOMINGO) Cidade 09h30 16h30 Jardim Faz de Conta Jardim Faz de Conta Caça ao Poema Show com o INTEGRA canções do universo infantil e participação de 10h músicos da cidade. Ponto de Encontro 6ª Mesa Literária: A Cidade e os 17h30 Nomes Sala de Leitura Réginaldo Poeta Contação de Histórias para Adultos 10h30 com o espetáculo: Velhos Antigos Jardim Faz de Conta com grupo Fiandeiras da Palavra Show Li Maria para Crianças 18h 11h30 Ponto de Encontro Tom da Flim 5ª Mesa Literária: Calçadas, Show com Barbatuques Esquinas e Quebradas 12h30 e 14h Alameda dos Trucks Show com Bella N’ Jokers


1. Tom da Flim 2. Espaço Faz de Conta 3. Alameda dos Food Trucks 4. Feira Agroecológica

5. Cinema ao Ar Livre 8. Mostra de Artesanatos Mãos e Arte 6. Tenda dos Autores 7. Sala de Leitura Réginaldo Poeta / Sanitários / Fraldário

54




Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.