Page 1

ANO III | 24ª EDIÇÃO | JUNHO DE 2012

A QUESTÃO É: MORAL (PARTE 1) Neste artigo, não vou falar sobre espiritualidade e sim moralidade, ou seja, as ações, atitudes, comportamentos que nós humanos temos e fazemos. Em linhas gerais, ética é o agrupamento de leis e normas que regem uma sociedade com suas estruturas básicas de convivência. Isso seria a teoria. A moral decorre disso, mas sendo a prática, a vivência dessa teoria. Por exemplo: é proibido ultrapassar 100 km/h, é a lei, a norma, a prática seria ter a consciência, o respeito de não ultrapassar essa velocidade. Começo dessa forma para explicar e você entender onde quero chegar. Pois ouvimos ou lemos muito nos jornais, televisão, revistas e internet sobre essas questões morais e às vezes não entendemos. A última foi em relação ao aborto dos anencéfa-

los, no qual, a nossa corte suprema STF (Supremo Tribunal Federal) oficializou essa prática. Embora já existisse, agora só ficou mais fácil e legal. A Igreja Católica sempre defendeu a vida, pois o próprio Jesus também o fazia. João 10,10: “Eu vim para que todos tenham vida e a tenham em abundância”. Portanto, não é invenção da Igreja e sim do próprio Deus, autor e princípio da vida. É Ele quem dá e tira a vida, pois Ele é o Criador. O ser humano não tem esse direito. Mas como, hoje em dia, o homem e a mulher se fazem deuses, se acham no direito de fazerem o que querem, mesmo que seja matar. Que seja anencéfalo (bebê sem parte do cérebro). Qual é o problema? Tem tantos por aí também sem “cérebro”: ignorantes, falsos, desequilibrados, como muitos

políticos ladrões e juízes injustos, também deveriam ser mortos se seguíssemos essa lógica. Isso abre precedente para abortar a hora que quiser e do jeito que quiser, pois, afinal, quem vai fiscalizar? Não podemos nos calar. Ninguém é perfeito, por isso todos têm direitos. Seja um feto, uma criança, jovem, adulto ou idoso. No barco da vida, somos todos iguais e diferentes, com deficiências “mil”. Então, todos deveriam ser mortos? Deus, tende piedade de nós! No próximo artigo refletiremos sobre a Eutanásia. Padre Edson R. Morettin

O TEMPO DA ESPERANÇA É com alegria que a Pastoral da Comunicação de nossa paróquia completa dois anos. Com o findar de mais um ano de comunicação social em nossa paróquia, abordando temas e discussões pertinentes em toda a comunidade de São Lourenço, nós renovamos, mais uma vez, a cara de nosso boletim informativo. Agora, com mais notícias e informações além de um quadro mais amplo de formação religiosa. Para tanto, acompanharemos, ao longo do ano litúrgico, as modificações e peculiaridades de cada tempo dentro da liturgia. Muitos de nossos leitores devem estar se perguntando o por quê da mudança de layout e, especialmente, da cor do mesmo. Pois bem; a PASCOM tem como objetivo principal a evangelização, e, para isso, precisamos mudar constantemente nossa forma de abordagem para com a população,

portanto, muito mais do que uma mudança sem nexo, todas as alterações que fazemos tem um sentido bíblico ou litúrgico por traz. Vamos explicar, então, a nova cor que preencherá nosso jornal pelos próximos meses. A cor tema de nosso jornal mudará conforme o tempo litúrgico. Aproveitaremos assim, para explicar melhor cada um dos tempos litúrgicos. Começamos com o Tempo Comum, cuja cor usada é o verde; exceto nas festas do Senhor nele celebradas, quando a cor litúrgica é o branco. O Tempo Comum é um período do Ano litúrgico de trinta e três ou trinta e quatro semanas nas quais são celebrados, na sua globalidade, os Mistérios de Cristo, distribuído entre a festa do Batismo de Jesus até o começo da Quaresma e as outras semanas entre a segunda-feira depois de Pentecostes até ao início do Advento.

Vivencia-se a escuta da Palavra, anúncio do Reino de Deus, a esperança; é tempo de amadurecimento da vivência da fé, até ao momento culminante da solenidade de Cristo Rei. A composição dos anos em "A", centrado em Mateus; "B", centrado em Marcos; "C", centrado em Lucas, com inserções de João presente nos diversos ciclos especiais, ajuda enormemente a magnitude do Tempo Comum. Contudo, aproveite esse tempo de formação, crescimento espiritual; o cristão deve ouvir o chamado de Cristo e atendêlo, informação também é um veículo de evangelização e que pode ajudar na prática da fé. Por isso, acompanhe nosso informativo, acessando o site, sintonizando o programa de rádio e principalmente participando das missas.


SACRAMENTOS DA INICIAÇÃO CRISTÃ: BATISMO

O

s sacramentos são sinais da presença de Cristo que passam pela vida dos cristãos e que esses têm a liberdade, concedida por Deus, de acolhê-los ou deixá-los passar. Ao longo dos próximos meses, serão abordados nesta coluna, os sete sacramentos da Igreja Católica, para que você, cristão fiel aos ensinamentos de nossa Igreja, possa conhecer melhor esses sinais. O Sacramento do Batismo é o primeiro e essencial para todo o Cristão para a obra salvífica de Jesus. É um dos sacramentos da iniciação cristã, sendo esse, a porta de entrada para a recepção dos outros. Esse sacramento é a carteira de identidade da filiação divina do cristão católico e símbolo de sua irmandade com os filhos de Deus na Igreja. Pelo batismo, o cristão é posto diante de três dimensões da vida cristã: de sacerdote, de profeta e de rei. Sacerdote pois torna-se capaz de oferecer sua vida à Deus e pedir por toda a humanidade; profeta pois agora deve, como filho de Deus, anunciar o Evangelho, a Boa Nova de Deus para o mundo; e rei pois continua o projeto de Jesus Cristo, a pedido dele mesmo. Os sinais, presentes na celebração do dia do Batismo, ajudam os pais e padrinhos das crianças a seguir os ensinamentos pedidos pela Igreja. Sinais como o Sinal da

Cruz, a veste branca, a luz, o sal, o óleo e a água têm, cada um, um significado importante para a formação da criança. Ao contrário do que muitas pessoas pensam, o dia do batismo é apenas uma fração de todo o sentido desse sacramento. A outra parte vem com a vivência dos ensinamentos do Evangelho, daí a importância que os pais e, principalmente, padrinhos têm como objetivo instruir e levar essas crianças, que são batizadas hoje, a conhecerem melhor os ensinamentos cristãos e a

terem uma vida embasada na vivência da fé. Por isso, a grande função do padrinho e madrinha não é ajudar financeiramente o afiliado, mas ajudar espiritualmente o que é muito mais importante. Os batizados, na paróquia São Lourenço de Urupês, são realizados no segundo domingo de cada mês após o Curso de Batismo, na igreja Matriz. As inscrições são feitas na secretaria paroquial.

P.L.C.

“Ide por todo o mundo e evangelizai...”

P.L.C. significa “Peregrinação Leiga Cristã”. Movimentos de casais católicos que buscam, acima de tudo, fazer Jesus Cristo tornar-se conhecido e ser fonte de vida na família. O movimento P.L.C. teve origem nos cursos e retiros de espiritualidade jesuítica. Pois foram os Jesuítas brasileiros que iniciaram tais encontros, chamados, em outras regiões, como T.L.C. que significa “Treinamento de Liderança Cristã”. Com o passar do tempo foi criandose uma espiritualidade especial, que tem como fundamento a pessoa de Jesus Cristo e a consagração à Nossa Senhora Aparecida, patrona e intercessora dos movi-

mentos. Em época de cursos, são rezados inúmeros terços como alavanca para um bom andamento dos cursos. É Nossa Senhora, também, que anima e dá força aqueles (filhos, pais, amigos...) que aderem às caminhadas de orações em dias de curso. Há anos, em nossa cidade, que muitos os casais que passaram pela Casa de Cursos e tiveram um encontro com Jesus Cristo, hoje, com famílias alicerçadas e que participam das demais pastorais em nossa comunidade. Composto por mulheres e homens que buscam a unidade e a fraternidade das famílias cristãs.

A missão de todos os movimentos, sem dúvida, é evangelizar. Assim, da mesma forma, o movimento do P.L.C. evangeliza, dá testemunho verdadeiro de Jesus Cristo vivo e ressuscitado. Um Jesus que quer a vida e não a morte; que liberta os aprisionados e dá consolo aos aflitos; que ama a todos sem distinção nenhuma. Em nossa comunidade, as reuniões acontecem todas as terças-feiras, às 20h, na igreja Matriz, com momentos de oração, estudo e aprofundamento na fé. Venha participar conosco. Luciana Amêndola


ATIVIDADES DE JUNHO

A CELEBRAÇÃO DE CORPUS CHRISTI

A

Festa de Corpus Christi é a celebração em que, solenemente, a Igreja comemora a instituição do Santíssimo Sacramento da Eucaristia sendo o único dia do ano que o Santíssimo Sacramento sai em procissão às nossas ruas. Propriamente, é a Quinta-feira Santa o dia da instituição, mas a lembrança da Paixão e Morte do Salvador não permite uma celebração festiva. Por isso, é na Festa de Corpus Christi que os fiéis agradecem e louvam a Deus pelo inestimável dom da Eucaristia, na qual o próprio Senhor se faz presente como alimento e remédio de nossa alma. A Eucaristia é fonte e centro de toda a vida cristã. Nela está contido todo o tesouro espiritual da Igreja: o próprio Cristo. Despertar para a importância desse sacramento entre os cristãos tem sido um dos grandes desafios da Igreja, afinal, a Eucaristia se constitui a fonte e o cume da vida dos cristãos e torna-se mais que uma celebração ritual do cristianismo. E não há momento mais oportuno para falar do tema do que nesta aproximação da festa de Corpus Christi, próximo feriado nacional. A Igreja Católica celebra a presença de Cristo na Eucaristia, no pão e no vinho que o sacerdote

consagra para se tornar o corpo e o sangue de Cristo. "A Eucaristia é um mistério de síntese da vida de Cristo e da Igreja, um sinal da nova e definitiva comunhão entre a humanidade e Deus. É considerado o mais importante dos sacramentos, de onde saem e para onde se dirigem todos os demais, centro da vida litúrgica, expressão e alimento da vida e da comunhão cristã", explica Padre Antonio Francisco Lelo. "Rica em simbologias, a Eucaristia é, primeiro, a presença real de Cristo; segundo, o sinal da unidade da Igreja; e, por último, tendo o pão como símbolo, significa, igualmente, partilha", explica Padre Lelo. Em tempos de fome, de desigualdade social e de injustiças, a celebração de Corpus Christi é oportunidade para todos os brasileiros, cristãos ou não, atentarem para as necessidades das pessoas menos favorecidas. "A celebração da Eucaristia amplia os horizontes mesquinhos de vivência cristã, torna-nos corresponsáveis pela construção de um mundo mais solidário, faz-nos avançar para as águas mais profundas do amor a Deus e aos irmãos. A comunhão com Cristo conduz à convivência fraterna com as pessoas, com a natureza, com toda a criação."

1-3 Curso de Noivos na Casa de Cursos.

7

Celebração de Corpus Christi com missa e procissão à partir das 16h30.

9 Festa Junina do Grupo de Jovens na Chácara Mundo Novo às 19h

30 Festa Junina da Pastoral Familiar na Creche às 20h CELEBRAÇÕES DE MISSAS MATRIZ: Quarta, às 19h30 ● 1ª Sexta do mês, às 19h30 ● Sábado, às 20h ● Domingo, às 7h30. SANTUÁRIO: Domingo, às 19h30 SÃO JOSÉ: Domingo, às 18h. SÃO JUDAS: Domingo, às 9h. SÃO JOÃO: Sábado, às 18h. CAPELA DO HOSPITAL: 3ª Sexta do mês às 15h. ASILO: 4ª Sexta do mês às 15h. Informações pelo tel.: (17) 3552-3853 ATIVIDADES PASTORAIS SEGUNDA: Rede de Comunidades TERÇA: P.L.C. às 20h QUINTA: Grupo de Oração às 20h ● Encontro da Pastoral Familiar às 20h . DOMINGO: Curso de Batismo no 2º Domingo do mês às 8h30 ● Batismo no 2º Domingo de cada mês às 10h30. CAPELA DO HOSPITAL: 3ª Sexta do mês às 15h. ASILO: 4ª Sexta do mês às 15h. Informações pelo tel.: (17) 3552-3853 Horários sujeitos à mudanças mediante necessidade.

PARABÉNS, PADRE EDINHO!

M

ais de quinhentas pessoas reuniram-se no dia 20 de maio no recinto de exposições Antônio Natal Crivelaro para comemorar, com alegria, o aniversário do pároco, padre Edinho. Completando 32 anos, padre Edinho foi surpreendido por muitos paroquianos, familiares e amigos que recepcionaram-no com uma salva de palmas. Foi feita uma homenagem ao padre pela semente da terra, padre Léo, que dedicou lindas palavras ao padre Edinho em nome de toda a comunidade. A equipe de organização e participação contou com voluntários de nossa paróquia que, gratuitamente,

aceitaram participar da festa servindo o grande número de convidados que encheu o recinto. A ajuda de todos foi fundamental para a concretização do bom serviço prestado pelo nossos voluntários. Depois de cantado o parabéns, todos os convidados da festa puderam cumprimentar o padre Edinho e desejar-lhe o “Feliz Aniversário”. “É muito bom sentir-se amado”, disse o padre Edinho ao ver o grande número de pessoas que havia comparecido à festa.

“Padre Edinho, que Deus lhe dê muitos anos de vida, saúde, sabedoria e paciência para que possa, com o seu dom e vocação, apascentar as ovelhas de nossa comunidade. Parabéns!”


Entrada especial das mães no Dia das Mães

Entrega das lembrancinhas para as mães

Aniversário do padre Edinho

Padre Léo homenageando o padre Edinho

Comunidade no aniversário do padre Edinho

Inicio das 24 horas de adoração do Cerco de Jericó

CasaBela materiais para construção (17) 3552-3901

Furlan & Pereira CORRETORA DE SEGUROS (17) 3552-3769

3552-3306 3552-3249 9715-1249

+ REDE MultiDrogas 3552-1903 / 8127-6613

FARMÁCIA MODELO (17) 3552-1719

Varejão do Produtor Marlene e Dema 3552-2149 / 3552-2634

(17) 3552-2651

AGROPECUÁRIA Paulo Caridá e Filhos (17) 3552-3384

24ª Edição (Junho de 2012)  

24ª edição do jornal paroquial "O Mártir

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you