Page 1

Modelo Católico

http://paroquiamodelo.blogspot.com

Paróquia Nossa Senhora Aparecida

Edição Especial

Modelo Católico

Informativo Paroquial Ano 3 - Edição 7 - Julho 2013

CHEGOU!

Tudo pronto para a grande festa da fé. Confira o que vai acontecer a Semana Missionária.


2

Modelo Católico

http://paroquiamodelo.blogspot.com

Sua Santidade

Editorial

Ide, fazei discípulos...

Há exatos 365 dias iniciávamos uma contagem regressiva e uma intensa preparação rumo a JMJ Rio 2013. O mundo, o país, as dioceses, paróquias, comunidades, todos voltados para o centro do mundo que agora é o Rio de Janeiro. Para viver tudo isso nossa paróquia também não poderia ficar de fora, muita preparação e muitas reuniões, deixando tudo no jeito para acolher bem nossos peregrinos, carinhosamente, já nossos “filhinhos” que, com certeza, vão deixar saudades. Comissões foram montadas desde o ano passado para o melhor desenvolvi-

A experiência da peregrinação dos símbolos. Entramos no mês da tão esperada JMJ Rio 2013. Os corações estão acelerados e os trabalhos de preparação cuidadosamente encaminhados para garantir que este acontecimento, que já tem proporcionado muitos frutos pelo Brasil afora, principalmente devido à Peregrinação da Cruz e do Ícone de Nossa Senhora, marque ainda mais a vida de nossos jovens e provoque significativas transformações na proposta pedagógico-pastoral da Igreja junto a eles. Enquanto muitos jovens de sua paróquia estão se organizando, convido-os a pensar seriamente no processo de evangelização da juventude local impulsionada por este momento. Precisamos acolher com sabedoria e gratidão este presente que Deus está nos concedendo. Há um dina-

mento das tarefas. Famílias acolhedoras criando já expectativas para conhecer nossos estrangeiros e fazerem o melhor para eles. Se Deus quiser, será um tempo riquíssimo para todos e, desde já, agradecemos de coração àqueles que se dedicaram de forma incansável para a montagem da Semana Missionária Paroquial. Doações de vida, doações de trabalho, doações materiais, tudo para servirmos melhor. Que nossos peregrinos levem boas impressões e recordações de todos nós. Deus abençoe a todos. E VIVA A JMJ!!!! Pe. Rodrigo Alberti mismo próprio deste acontecimento que tem atraído muitos jovens e oferecido a nós uma singular oportunidade para organizar melhor nossa presença no meio deles. O reconhecimento das frentes já existentes, o fortalecimento das estruturas e projetos que já estão dando certo, a criação de outras iniciativas e a organização de tudo isto num plano de evangelização paroquial poderão garantir um novo tempo em nossos ambientes eclesiais. Precisamos acompanhar mais de perto a proposta evangelizadora de cada expressão juvenil auxiliando-a na acolhida das orientações da Igreja em suas prioridades e serviços; Para estar com os jovens é preciso apaixonar-se por eles. Antes de tudo é necessário resgatar no coração de todos a paixão pela juventude. Em minhas orações de junho, confio-os ao Sagrado Coração de Jesus. Que ao sentirem pulsar em seu interior o amor incondicional do Senhor, cresça em sua pastoral o ardor juvenil e transborde na vida de sua comunidade esta Força da qual nascemos, pela qual nos movemos, para a qual caminhamos, da qual somos portadores aos jovens. Fonte: ACI Digital - Flavio Tambelini

Papa lança “Lumen Fidei”

A primeira encíclica do Papa Francisco foi apresentada no dia 5 de julho, em coletiva de imprensa no Vaticano. Intitulada Lumen fidei, “A luz da fé”, o documento é dirigido aos bispos, sacerdotes, diáconos, religiosos e religiosas e a todos os fiéis leigos e busca recuperar o caráter de luz específico da fé, capaz de iluminar a existência humana. O documento é o primeiro a ser escrito por dois Papas. Ele começou a ser desenvolvido pelo Papa Emérito Bento XVI e depois contou com a contribuição do atual Papa. “À trilogia de Bento XVI sobre virtudes teologais faltava

um pilar. A Providência quis que o pilar que faltava fosse um presente do Papa emérito ao seu sucessor e ao mesmo tempo um símbolo de unidade, porque assumindo e levando ao cumprimento a obra iniciada pelo seu predecessor, Papa Francisco dá testemunho com ele da unidade da fé”, declarou o Prefeito da Congregação dos Bispos, Cardeal Marc Ouellet, presente na coletiva. Segundo escreve o Santo Padre na encíclica, a fé é um bem comum que ajuda a edificar a sociedade, levando a esperança. E este é o coração da Lumen fidei. “Numa época como a nossa, a moderna – escreve o Papa – em que o acreditar se opõe ao pesquisar e a fé é vista como um salto no vazio que impede a liberdade do homem, é importante ter fé e confiar, com humildade e coragem, ao amor misericordioso de Deus, que endireita as distorções da nossa história”. Site: Canção Nova

O Pastor entre nós

Bispo da Diocese de Petrópolis fala sobre as manifestações

O Bispo da Diocese de Petrópolis, Dom Gregório Paixão disse concordar com as manifestações, que na sua avaliação é resultado do grito reprimido do povo. Para ele não é um resgate do que ocorreu no Brasil na década de 60, “mais um momento novo. As pessoas não aguentam mais calada a corrupção e por isso reivindicam qualidade na educação, saúde e também em segurança”. Dom Gregório Paixão disse que “se estivesse na cidade, teria participado, pois também sou povo e sofro como todas

as pessoas. Todo mundo deveria ir com seus cartazes, apresentando suas reivindicações”. Ele afirma que vê a manifestação com muita satisfação, frisando que “somos o povo e queremos governar com nossos representantes. O povo deseja governar da forma mais apropriada, promovendo a justiça, construindo uma nação feliz”, lembrando que esta é a forma cristã de viver, sonhada por Deus e pelas pessoas. Ele frisa no entanto que as manifestações não podem ser contra um pessoa ou contra instituições e condena os atos de violência e de vandalismo. “É importante frisar que Petrópolis deu um exemplo, mostrou como é possível ir para as ruas reivindicando seus direitos mais sem agressão, sem jamais estragar o patrimônio”. Dom Gregório Paixão lembra ainda que a manifestação não é algo dos partidos, é apartidária e tem como objetivo a luta pelo bem comum.

Fonte: Diocese de Petrópolis


Modelo Católico

http://paroquiamodelo.blogspot.com

Esperança do Amanhecer Dom Orani tempesta - Por Pe. Rodrigo Alberti

“Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28,19). Esse é o tema da XXVII JMJ proposto pelo Papa e que será o marco de reflexão e oração dessa Jornada. Para nós, bispos, sacerdotes, diáconos, religiosos, consagrados e fiéis católicos do Brasil, é uma honra e imensa alegria poder acolher os jovens que confluirão de todos os cantos da Terra. Evento que relembra Pentecostes, momento em que Deus, em sua infinita misericórdia, infundiu um novo ânimo nos corações dos apóstolos, transformando-os em anunciadores destemidos da Palavra de Deus. A Igreja primitiva se transforma, unidos em Maria, em Igreja missionária. (Cf. At 1,14) A força e o ardor apostólico, infundidos pelo Espirito de Deus, lembram o vigor e a plenitude de vida que caracterizam a Juventude. E é essa juventude que marcará presença no Brasil. Eles escutaram ao chamado do sucessor de Pedro e desejam navegar na Barca da Igreja. Será uma ocasião em que todos, especialmente os jovens, renovarão o amor e a alegria de serem amigos queridos de Cristo. Jovens que virão para escutar o que Cristo deseja deles. O Cristo Redentor com os braços abertos é a imagem perfeita do desejo de acolhida que paira no coração de todos os que estamos organizando a JMJ Rio 2013. Todos os preparativos estão em marcha. Uma rede de milhares de voluntários foi colocada em ação.... Contudo, um primeiro alerta deve ser evidenciado. Diante de um evento de tal magnitude, podemos cair no perigo de deixar-nos levar pelo ativismo. Por isso, instauramos a vigília de orações pela Jornada e agora começamos a difundir a oração oficial. A única pergunta que realmente importa é: O que Cristo deseja dos jovens? Esse não é um questionamento que brota

3

Jornada Mundial da Juventude - O coração do mundo bate aqui!

perdido entre tantos. Mas é a fonte que dá sentido e fundamento a tudo. Se respondermos com sinceridade a essa pergunta essencial, descobriremos que ela coincidirá com outro questionamento: O que os jovens desejam e esperam da Igreja? A resposta é óbvia, mas de difícil assimilação. Cristo deseja simplesmente habitar no coração da juventude e os jo-

vens desejam simplesmente a Cristo. “Senhor, quem há de morar em vosso tabernáculo? Quem habitará em vosso Santo Monte?” (Sl 14,1). É isto que desejamos, como Igreja, oferecer aos jovens. Que este evento multitudinário seja o momento para o encontro pessoal e renovador com Cristo. Outro perigo é o de reduzir e deturpar o verdadeiro significado e dimensão que é próprio da Jornada. Haverá muita festa, alegria e milhões de jovens reunidos? Sim, com certeza. No entanto, o encontro com Cristo exige uma dimensão mais profunda. A Jornada cumprirá seu papel e missão se for não apenas mais um encontro, mas “o” Encontro. Somos criados para o Absoluto, nosso ser possui fome de palavra. Essa Palavra é Cristo! O Logos encarnado. O Absoluto que entra na história para resgatar a humanidade do egoísmo advindo pelo pecado original. (Cf. Jo 1, 1ss). Cristo é a palavra viva que resgata o jovem do perigo de fecharse em si mesmo. A Jornada é o momento espetacular para o encontro com o outro, com o irmão, e descobrir que não estamos sós. Que a sede de

infinito que palpita no coração de cada jovem é uma realidade universal, pois a palavra humana é espiritual, e foi depositada no momento em que Deus nos chamou para a existência por meio de sua “Palavra”. Por isso, independente dos belos e importantes particularismos próprios de cada cultura, existe o Verbo Divino que nos une. Possuímos irmandade universal, que nasce de nossa Paternidade espiritual. É a filiação divina resgatada por Cristo o fundamento da Jornada (Cf. 1Jo 3,2). A alegria que brota das JMJ não é fruto do acaso e nem do mero esforço da organização humana. Ela nasce do reconhecimento do rosto de Cristo no outro. É a manifestação de que se tocou na essência do cristianismo. Através, e com o outro, a Jornada permite romper o encanto das sereias do pecado, que apenas desejam afundar o barco de nossas vidas. Livres de sua magia enganadora, encontramos com a verdade plena, com o único necessário capaz de responder a ânsia de infinito: o Outro, que é Cristo. A “Palavra”, que é Amor! Os olhos cheios de vida, o sorriso estampado em cada rosto, os joelhos dobrados diante da Eucaristia, e os cantos que sempre ecoam nas ruas durante as jornadas são reflexos da beleza divina. A verdadeira alienação é viver longe de Deus. A JMJ, que se fundamenta em Cristo, nunca será um eco esquecido no passado, mas sempre terá uma força que impulsionará a nova evangelização. Ide e fazei discípulos entre todas as nações (Mt 28,19). É isso o que, através do sucessor de Pedro, Cristo deseja dos jovens. Nosso Senhor deseja uma Igreja missionária que não tenha medo de: em primeiro lugar, abrir de par em par nossos corações a Cristo. Exortação contínua e incessante de nosso querido e amado Beato João Paulo II. E em segundo lugar, que não tenha

medo de anunciar com testemunho a boa nova de Cristo ao mundo. O jovem, como todo cristão, possui a vocação eminentíssima de ser sal da terra e luz do mundo (Mt 5, 13-14). Não há vocação e maior alegria do que viver e transmitir com entusiasmo a mensagem de amor que é o mesmo Cristo. Ele necessita dos jovens e os jovens necessitam de Cristo. Ele é a fonte infinita de felicidade que pode saciar a sede infinita presente em cada ser humano. A JMJ RIO 2013 coincidirá com o Ano da Fé, cujo objetivo é “redescobrir o caminho da fé para fazer brilhar, com evidência sempre maior, a alegria e o renovado entusiasmo do encontro com Cristo” (Porta Fidei, 2). Será um impulso que dará nova força e ânimo para a Missão Continental lançada na Conferência de Aparecida. E para fazer brilhar os tesouros da fé presentes no Catecismo da Igreja Católica e nos Documentos do CV II... ...“ajude-nos a companhia sempre próxima, cheia de compreensão e ternura, de Maria Santíssima. Que ela nos mostre o fruto bendito de seu ventre e nos ensine a responder “sim”, como ela fez no Mistério da Anunciação e Encarnação. Que nos en-

sine a sair de nós mesmos no caminho de sacrifício, de amor e serviço, como fez na visita à sua prima Isabel, para que, peregrinos a caminho, cantemos as maravilhas que Deus tem feito em nós, conforme a Sua promessa. Guiados por Maria, fixamos os olhos em Cristo, autor e consumador da fé, e dizemos a Ele, como o Sucessor de Pedro: “Fica conosco, pois cai a tarde e o dia já declina” (Lc 24,29).”Aparecida, n.553-554)


4

Modelo Católico

http://paroquiamodelo.blogspot.com

Corpus Christi e Bote Fé Magé

Batizados em junho de 2013 Ana Luiza Almeida Ferreira Alexandro Cardoso de Oliveira Filho Felícia Siqueira Cardoso Rocha Renan Gustavo da Rocha Trindade Tayná Santos Mendes da Silva Thaynara dos Santos Lara Sophia Barbosa Correa


http://paroquiamodelo.blogspot.com

Modelo Católico

Chegada dos símbolos da JMJ à Parada Modelo e Guapimirim

5


6

Modelo Católico

http://paroquiamodelo.blogspot.com

20 de julho - Dia do amigo

Semana Missionária - JMJ - Diác. Paulo Roberto Semana Missionária: Dicas para o acolhimento dos peregrinos Qual é o Objetivo do acolhimento nas casas? O objetivo é que haja um intercâmbio entre o jovem acolhido e a família que o recebe. É também uma oportunidade de crescimento na fé e de exercitar a caridade. Além de ser nossa Missão: “Era peregrino e me acolhestes” (Mt. 25,35). Sem a acolhida das famílias muitos jovens não poderiam participar da Jornada, pois não teriam condições de pagar hotéis para hospedagem.

Qual será a minha responsabilidade com o peregrino que vou acolher? Leva-lo a Igreja e voltar para buscá-lo nos dias e horários marcados, fornecer café da manhã, almoço e jantar, preparar local adequado para o peregrino dormir e fazer a higiene pessoal e fazer o possível para estar presente em alguns eventos da Semana Missionária que serão para toda a comunidade. Vou poder fazer um programa diferente com o peregrino que vou acolher? A família não está obrigada a isto, mas pode se desejar pode fazer programas diferentes com os peregrinos desde que seja fora do horário da programação na Igreja. Recomendamos às famílias que não deixem os peregrinos transitar¬em sozinhos à noite pela cidade. Que tipo de alimentação devo preparar para os peregrinos? A ideia é que este jovem aprenda e viva um pouco da nossa cultura, então você vai preparar a alimentação habitual de sua casa, de preferência

tudo o mais brasileiro possível, porém durante a preparação da semana missionária, as famílias saberão as comidas típicas dos países que acolheremos e desejando pode preparar alguma coisa para que o peregrino sinta-se em casa. Que outro tipo de ajuda posso oferecer ao peregrino? Você pode ajudar lavando e passando algumas peças de roupa deles. É bom lembrar que depois da semana missionária os peregrinos ainda terão 6 dias de JMJ pela frente. Como vou fazer para me comunicar com o peregrino se não souber a língua falada por ele? Isso com certeza vai acontecer, mas não se preocupe, a linguagem do amor fará toda diferença nestes dias. Tem ocorrido algumas aulas com dicas práticas basta se informar na secretaria da Igreja dos dias e participar, assim poderá aprender algumas coisas básicas, por exemplo: bom dia, obrigado, banheiro, almoço... Como posso me preparar para a Semana Missionária? Rezando muito, coloque sempre em suas orações os peregrinos que iremos acolher em nossa paróquia e não deixe de participar das reuniões preparatórias. Diác. Paulo Roberto

ACOLHA SEU PEREGRINO COM CARINHO! APROVCEITE AS DIFERENÇAS PARA EXPERIMENTAR A UNIVERSALIDADE DA IGREJA!

Dia internacional da Amizade

O Dia do Amigo é comemorado em várias datas no Brasil, mas o 20 de julho é a data oficial, que é ao mesmo tempo o Dia Internacional da Amizade. É quando as pessoas trocam presentes, se abraçam e declaram sua amizade umas as outras. A data foi criada pelo argentino Enrique Ernesto Febbraro, que com a chegada do homem à lua, enviou cerca de quatro mil cartas para diversos países e idiomas, pois ele considerava a chegada do homem a lua significava que se os homens se unissem, não haveria objetivos impossíveis.

Origem do Dia do Amigo Conta-se que essa comemoração foi primeiramente adotado em Buenos Aires, na Argentina, através de um Decreto, e depois, gradualmente, espalhada em outras partes do mundo. Hoje quase todos os países comemoram a data. A primeira comemoração pretendia comemorar a chegada do Homem na Lua, significando que juntos, os povos poderiam conseguir superar desafios quase impossíveis. Este ano, de maneira especial, nossa paróquia vai comemorar essa data de maneira mais intensa. Afinal, será o dia da despedida dos 227 novos amigos peregrinos que levaremos, para sempre, em nossos corações. Pessoas vinda de diferentes partes do mundo e que, no período da Semana Missionária, deixarão um pouco de si e levarão um pouco de nós. Essa é a virtude dos verdadeios amigos em Deus. FELIZ DIA DO AMIGO! Fonte: portalsaofrancisco.com.br

JMJ Rio2013 (Flávio Tambelini) Infraestrutura no Campus Fidei

O Campus Fidei será palco dos dois principais atos centrais da Jornada Mundial da Juventude Rio2013, a vigília no dia 27 e a missa de envio no dia 28 de julho. Antes disso, porém, o local tem sido palco de um grande projeto de infraestrutura. Cada um dos 22 lotes tem, aproximadamente, a área de sete campos do Maracanã. E pensando na comodidade do peregrino serão instaladas 32 ilhas de serviços, com banheiros, lavatórios, bebedouros, torres de vigilância e venda de bebidas e comidas; deste modo, o peregrino não precisará se deslocar entre os lotes. A Vigília deve começar no sábado por volta das 19h30 e a entrada dos peregrinos será liberada às 6h da manhã, já que a ocupação dos lotes será feita por ordem de chegada.

O Papa Francisco chegará de helicóptero, mas para ficar mais perto dos jovens percorrerá o trajeto até o palco de papamóvel, ficando cerca de 50 a 100 metros dos fiéis. O abastecimento de água do Campus Fidei será o mesmo utilizado nos últimos Jogos Olímpicos de Londres (2012), projetado por holandeses. O sistema, um dos mais modernos do mundo, é bastante utilizado em eventos de grande porte. NÚMEROS DO CAMPUS FIDEI

• Terreno de 1,362 milhão de m² /

4673 banheiros, 270 são adaptados para pessoas com deficiência física • 615 lavatórios / 4.920 pias/ bebedouros / 2.016 posições de mictório • 12 milhões de litros de água para o evento. Eles serão distribuídos por 177 bolsões • Tamanho do palco: 75 metros de largura por 68 metros de profundidade. Por: Flávio Tambelini Fonte: Diocese de Petrópolis


Modelo Católico

http://paroquiamodelo.blogspot.com

7

Programação da Semana Missionária 14:00 – Tarde de lazer, recreação e atividades físicas no Clube do Modelo e adjacências.. 17:00 – Retorno para casas das famílias. 19:00 - Procissão de Nossa Senhora do Carmo e Santa Missa (concentração na loja Piscinas Modelo) . 15/07/2013 - Acolhida 19:00 – Matriz - Santa missa de abertura da Semana Missionária. 16/07/2013 - Introdução 09:00 – Matriz - Chegada à igreja para manhã de espiritualidade e início das atividades. 11:15 – Retorno às casas para almoço.

matriz para o passeio ao PARNASO. 17:00 – Retorno para casas das famílias. 20:00 - Festa das nações (CIEP). 18/07/2013 – Dia do Decanato 08:00 - Matriz - Chegada à igreja. Saída para Raiz da Serra. Dia em que os peregrinos estarão reunidos com os outros visitantes e jovens das paróquias vizinhas em diversas atividades, em Raiz da Serra. 21:00 – Matriz - Retorno dos peregrinos para casa

17/07/2013 - Dia da Cultura 08:00- Matriz - Chegada à igreja. Manhã com orações, missa, apresentação da cultura de Guapimirim e Parada Modelo e visitas guiadas. 12:00 – Retorno às casas 19/07/13 Dia Missionário para almoço. 13:50 – Concentração na 08:00 - Chegada à igreja.

Espaço do Dizimista

Neste dia os peregrinos receberão preparação espiritual e serão enviados às comunidades da paróquia para realizarem missões. 12:30- Almoço nas comunidades. 14:00 – Retorno à matriz e plenário sobre as missões. 15:00 – Retorno para às casas. 18:00 – Matriz - Santa Missa da Juventude. 20:00- Festa Julina – Arraiá da Amizade. 20/07/13 – Despedida – Dia da amizade 07:00 - Matriz - Café da manhã comunitário. Despedida aos peregrinos e ida para Petrópolis.

Expediente

Expediente

Informativo Paroquial - Modelo Católico

Paróquia Nossa Senhora Aparecida de Parada Modelo - Guapimirim - RJ Pároco: Pe. Rodrigo Alberti Rua Marcionílio Ignácio, 209 - Parada Modelo - Guapimirim - RJ Diocese de Petrópolis Gráfica: Gráfica Jornal da Cidade / Tiragem: 1.000 exemplares Diagramação: Glauco Gomes Colaboradores: Pe. Rodrigo Alberti, Marlúcia Seixas, Glauco, Carlos Alberto, Lenalda, Sem.Rodrigo Celso, Flávio Tambelini, Paulo Roberto, Emanuelle Gomes, Vera Regina, Dudu da Banca, Adriana, Alan, Aline Q., Aléxia, Adriele, Alyne C., Amanda, Edilma, Larissa, Rafaela, Weslley , Adriele, Alyne N., Thais, Erica e Janielly. Fotos: Marlucia Seixas e Glauco Gomes

Informações paroquiais

Capelas Terça - Feira 1ª Terça - 19:00 – Km 11 2ª Terça - 19:00 – Paraíso 3ª Terça - 19:00 – Km 11 4ª Terça - 19:00 – Paraíso

Sábado 1ª Sábado - 17:30 – Paraíso 2ª Sábado - 17:30 – Km 11 3ª Sábado - 17:30 – Paraíso 4ª Sábado - 17:30 – Km 11

Quarta - Feira 1ª Quarta - 19:30 – Jardim Guapimirim 2ª Quarta - 19:00 – Parada Ideal 3ª Quarta - 19:30 – Jardim Guapimirim 4ª Quarta - 19:00 – Parada Ideal

Domingo 1ª Domingo - 10:30 – Citrolândia 1ª Domingo - 17:00 – Parada Ideal 2ª Domingo - 10:30 – Sertão 2ª Domingo - 17:00 – Jardim Guapimirim 3ª Domingo - 10:30 – Citrolândia 3ª Domingo - 17:00 – Parada Ideal 4ª Domingo - 10:30 – Sertão 4ª Domingo - 17:00 – Jardim Guapimirim

Quinta - Feira 1ª Quinta - 19:30 – Sertão 2ª Quinta - 19:30 – Citrolândia 3ª Quinta - 19:30 – Sertão 4ª Quinta - 19:30 – Citrolândia

Horário de Funcionamento da Secretaria Terça a Sexta-Feira 08:00 às 12:00 / 13:00 às 17:00 Sábado - 08:00 às 12:00 Tel.: 2632-8665 / 8828-0030 Missas na Matriz Terça - 07:00 Quarta - 07:00 Quinta - 07:00 Sexta - 19:00 Sábado - 19:30 Domingo - 08:00 Domingo - 19:00

Batizados 1º Domingo 08:00 - Missa e preparação para Pais e Padrinhos 2º Domingo 08:00 - Missa e Batizados

Adoração ao Santíssimo Toda quinta na Matriz, de 08:00 às 18:00

Confissões Quinta-Feira - 09:00 às 12:00/15:00 às 18:00 Missa da Esperança Toda Segunda, na capela do Bananal, às 19:00 Louvor

Toda terça na Matriz, às 19:00

Terço dos Homens Toda Sexta, na Matriz, às 19:00


8

Modelo Cat贸lico

http://paroquiamodelo.blogspot.com

Passeio Cicl铆stico - Contagem Regressiva de 30 dias para JMJ

Boletim Informativo Paroquial  

Edição Especial - julho 2013