Page 1

Assuntos de Família - agenda Outubro 2017

AJUDEM A PASCOM E AO JORNAL ASSUNTOS DE FAMÍLIA Para que possamos todos os meses entregar a vocês o Jornal Assuntos de Família é necessário a contribuição dos anunciantes. Estamos precisando de você: empresário, profissional Liberal. Para que juntos possamos espalhar a Palavra de Deus. Seja você também um anunciante. O valor é simbólico e você está nos ajudando a sermos mensageiros de Deus. CONTAMOS COM SUA AJUDA !!!!! Temos camisas à venda para a comemoração da peregrinação dos 65 anos da imagem de N. S. de Fátima, em nossa cidade no dia 13 de outubro na nossa paróquia. Pedidos pelo telefone 98792- 3932 ou na rua Henrique Dias nº 66. Procurar por Ivanise ou Ivanete. Temos todos os tamanhos. Valor R$ 20,00 Obs.: Encomendem com antecedência.

Convite A imagem peregrina de Nossa Senhora de Fátima vem através deste convidá-lo (a) para juntos participarmos do terço às 18:00 horas e da missa em ação de graças pela passagem de seu sexagésimo quinto (65º) ano de peregrinação. Que serão realizados na Igreja Nossa Senhora do Livramento no dia 13 de outubro às 19:00 horas. Ao término da celebração da missa, sairemos em procissão para a residência da Senhora Enilda Carneiro, na rua Rui Barbosa, nº 100. Contamos com sua presença!

AGENDA PARÓQUIAL: MISSA NAS CAPELAS Domingo dia 01- Pacas – 7:45 Jardim Ipiranga - 9:30 Engenho Serra Grande -15:30 Segunda Dia 02– Natuba - 19:30 Terça Dia 03– Pinga Fogo - 19:00 Quarta dia 04 – Matriz- 19:00 Quinta dia 05 – Mário Bezerra - 19:30 Sexta dia 06 – Confissão na Matriz - 19:00 Sábado 07 - São Severino Abade - 16:00 Mário Bezerra – 17:30 Amparo – 19:30 Cachoeirinha - 19:30 Domingo 08 -Jardim Ipiranga - 9:30 Mocotó- 15:30 Segunda Dia 09 – Natuba 19:30 Terça Dia 10 – Pinga Fogo - 19:00 Quarta dia 11 – Matriz - 19:00 Quinta dia 12 – Mário Bezerra - 19:30 Sexta dia 13 – Confissão na Matriz - 19:00 Sábado dia 14- São josé - 16:00 Mário Bezerra – 17:30 Amparo – 19:30 Domingo dia 15- Pacas - 7:45 Jardim Ipiranga - 9:30 Engenho Pitú - 15:30 Figueira - 17:00 Segunda Dia 16 – Natuba - 19:30 Terça Dia 17 – Pinga Fogo - 19:00 Quarta dia 18 – Matriz - 19:00 Quinta dia 19 – Mário Bezerra - 19:30 Sexta dia 20 – Confissão na Matriz - 19:00 Sábado dia 21 – São Severino Abade- 16:00 Mário Bezerra – 17:30 Amparo – 19:30 Cachoeirinha - 19:30 Domingo dia 22- Jardim Ipiranga - 9:30 Canha - 15:30 Pinga Fogo - 17:00 Segunda Dia 23 – Natuba - 19:30 Terça Dia 24 – Pinga Fogo - 19:00 Quarta dia 25 – Matriz - 19:00 Quinta dia 26 – Mário Bezerra - 19:30 Sexta dia 27 – Confissão na Matriz - 19:00 Sábado dia 28 – São José - 16:00 Mário Bezerra – 17:30 Amparo – 19:30 Domingo dia 29- Jardim Ipiranga - 9:30 Segunda Dia 30 – Natuba 19:30 Terça Dia 31 – Pinga Fogo Paróquia Nossa Senhora do Livramento Rua Conselheiro Severino F Alves, s/n CEP: 55602-430 Vitória de Santo Antão – PE Tel.: (81) 3526-3688 / 3523-0732 e-mail:paroquialivramentovitoria@gmail.com Watzap: (81) 9.9783.5267

Assuntos

PASCOM - Vitória de Santo Antão/PE - Outubro 2017 - Ano 16 - Nº 187

Informativo da Paróquia Nossa Senhora do Livramento - www.paroquialivramento.com.br

Os fiéis podem tocar o ostensório?

O

que a Igreja nos ensina sobre tocar na Hóstia ou no Ostensório durante a adoração ao Santíssimo Sacramento? “Durante o momento de Adoração ao Santíssimo Sacramento, os fiéis não devem tocar o Ostensório.” “Quando Jesus era vivo, as pessoas tentavam ser curadas apenas tocando nas vestes dele. Não podemos fazer isso hoje? Aquele que tem muita fé, não poderia ser curado?” A pergunta responde por ela mesma. No tempo em que Jesus estava na terra (porque Jesus ainda está vivo), uma mulher (cf. Lc 8, 43) ficou curada não porque tocou em Jesus, mas porque tinha fé. De igual modo, não precisamos tocar em Jesus, mas crer Nele. Nosso Senhor nunca disse que deveríamos tocá-lo para ficarmos curados, mas sim, que se crermos Nele, jamais morreremos (cf. Jo 11, 26). Nós poderíamos citar diversas teologias e regras litúrgicas que mostrassem que não é certo tocar no Santíssimo. Porém, vemos aqui que a questão é outra. Quem tem muita fé, confia em Deus e Nele espera. Se nós cremos que ficaremos curados de nossos males porque tocamos no ostensório ou nas vestes do Papa ou fomos até Jerusalém, a nossa fé é vã. A nossa fé só não é vã se cremos que Cristo ressuscitou (cf. 1Cor 15, 14). Podemos tocar na Hóstia ou no Ostensório durante a adoração ao Santíssimo Sacramento? Começo lembrando que em boa hora temos documentos importantes corrigindo certas posturas equivocadas em relação à Eucaristia. São muitos estes documentos. Dois deles tão recentes que ainda não chegaram a muitas comunidades. São eles a Instrução Geral para o Missal Romano e a Encíclica do Papa João Paulo II sobre o Sacramento da

Eucaristia (Ecclesia de Eucharistia, 17/4/2003). Nossas equipes de liturgia precisam mergulhar nesses documentos para entenderem e ajudarem o povo a entender a riqueza do Sacramento do Corpo e do Sangue do Senhor. A pergunta sobre poder ou não tocar na hóstia consagrada durante as bênçãos do Santíssimo Sacramento tem endereço certo, e se refere ao que se vê em determinadas celebrações mostradas para todo o Brasil via televisão. O Santíssimo Sacramento passa pelo meio do povo e as pessoas tocam no ostensório. Embora não se negue a fé destas pessoas, é preciso dizer que não é litúrgica esta “manipulação” da hóstia consagrada. Ela peca contra a sacralidade do Sacramento. Nós tomamos o Cristo Eucarístico nas mãos e o colocamos na boca, nós o tomamos e comemos como o Cristo mandou. Nós adoramos o Cristo no Sacrário, porque cremos na Sua presença. Nós acolhemos a bênção que a Igreja nos dá com o Santíssimo Sacramento, porque é o próprio Cristo presente no Sacramento, o Autor da bênção. E chega! Fora disto qualquer manipulação, qualquer aproximação indevida se torna desrespeito ao dom mais precioso que o Cristo fez de si mesmo a nós. Isto para não dizer que determinadas atitudes acabando não passando de um devocionismo vazio. Diante da grandeza do Mistério Eucarístico acolher as instruções da Igreja é o melhor caminho para se evitarem exageros, imprecisões e erros. In Iustitia Christi

4 - Jornal Assuntos de Família - www.paroquialivramento.com.br

de Família

Mons. Inácio José Schuster

Jornal Assuntos de Família - www.paroquialivramento.com.br - 1


O

Catequese no mês missionário

utubro é mês das missões e dos missionários.Trata-se de missionários, padres, religiosos e leigos que deixam sua pátria e vão viver e anunciar o Evangelho em outros países. São pessoas que deixaram a pátria e a família só por causa de Jesus Cristo e por causa do Evangelho! Mas não esqueçamos, que eles partiram de uma comunidade... Uma Igreja que não tem missionários é uma Igreja pobre, sem idealismo, sem futuro. É uma Igreja doente! Um dia Jesus chamou seus discípulos e os enviou a anunciar o Evangelho. Hoje Ele chama cada um de nós e nos envia a anuncia-lo, com nossa palavras e nossas ações. Nesta missão de Evangelizar, os nossos exemplos são mais importantes que nossas palavras. A Igreja é missionária. Recebeu de Jesus a missão de ir a todos os povos anunciar o Evangelho e fazer discípulos. Esta é a marca da Igreja: EVANGELIZAR. A Catequese como educação permanente e comunitária da fé, anuncia a palavra de Jesus. Forma comunidade. Faz discípulos. É missionária. A Catequese não quer apenas aprofundar a fé, mas sobretudo fazer dos catequizandos missionários que atuem no mundo como cristãos. Isto não é compromisso de alguns, mas de todos. A Igreja torna-se sinal, a Catequese torna-se viva e renovada, quando é missionária e forma missionários. A catequese há de ser missionária. Há de irradiar vida, de estar atenta e aberta para todas as necessidades da Igreja, das comunidades, das regiões e dos países. Entretanto, é importante lembrar que missionário não é só aquele que vai de um lugar para outro, mas aquele que testemunha Jesus Cristo no lugar em que se encontra. O espírito missionário recria a catequese.. catequesecomcriancas.blogspot.com - Por: ANDRÉA LIBÓRIO

História da Imagem de Nossa Senhora de Fátima em Vitória de Santo Antão “A 13 de maio na cova da Iria, no céu aparece a Virgem Maria” No dia 13 de maio de 1917, em meio a Primeira Guerra Mundial, o mundo clamava por paz. Eis que a virgem Santíssima apareceu para três crianças em Fátima, Portugal, pedindo que rezassem o terço todos os dias pela paz do mundo e conversão dos pecadores. Após as aparições de Nossa Senhora, a devoção à virgem de Fátima espalha-se pelo mundo inteiro, chegando também ao Brasil, onde passa a ser venerada fervorosamente até os dias atuais. Não se sabe quando a primeira imagem chegou ao estado de Pernambuco. Porém registra-se que em 13 de dezembro de 1952, duas imagens de Nossa Senhora de Fátima, vindas de Portugal, chegaram à cidade de Vitória de Santo Antão trazidas pelo trem da manhã. Uma foi destinada a Paróquia de Santo Antão, tendo como vigário Cônego Américo Pita, e a outra para a Paróquia de Nossa Senhora do Livramento, sendo o vigário ecônomo Pe. João Eduardo Tavares. As imagens foram recebidas festivamente pelo povo vitoriense com muitos fogos, hinos e orações e depois seguiram em procissão para as referidas paróquias, acompanhadas por grande número de fiéis. Posteriormente, passaram a peregrinar pelas residências das paróquias citadas sempre no dia 13 de cada mês. A imagem passa 30 dias na casa da família que a recebe, com recitação diária do santo terço, cânticos e proclamação da palavra.

T

odos nós somos chamados para ser missionário, através do Sacramento do Batismo, recebemos a missão de evangelizar. As missões são ações religiosas com a finalidade de divulgarem a palavra de Deus segundo os princípios do Cristianismo. Como Cristão recebemos o convite para propagar o ministério de Jesus Cristo. Como missionário nos apossamos da Palavra de Deus e assumimos o compromisso levar a toda comunidade que tem sede e ainda não procurou a Fonte de água viva, mas também nos tempos atuais, o papel das missões ultrapassa a esfera religiosa e tomam a função de ajudar na vida social, econômica, educativa, assistencial, médica e, em alguns casos artístico e cultural. Como primeiro exemplo de missionário da igreja surgiu o Paulo de Tarso, que levou a doutrina Cristã aos gregos e romanos, fazendo com ultrapassasse barreiras, semeando nos mais diferentes solos. No Brasil, os padres Jesuítas foram os primeiros missionários, eles catequisaram os índios e os povos primitivos, trouxeram a doutrina católica junto com a alfabetização para os povos brasileiros. Evangelizar é missão de todo cristão. Assumir a missão.

AJUDE NA REFORMA DE NOSSA IGREJA !

22. Que importância tem o Novo Testamento para os cristãos? O Novo Testamento, cujo objeto central é Jesus Cristo, confia-nos a verdade definitiva da Revelação divina. Nele, os quatro Evangelhos — de Mateus, Marcos, Lucas e João -, por serem o principal testemunho sobre a vida e a doutrina de Jesus, constituem o coração de todas as Escrituras e ocupam um lugar único na Igreja.

2 - Jornal Assuntos de Família - www.paroquialivramento.com.br

Outubro mês das missões, O chamado é para todos os cristãos, Paulo de Tarso atendeu primeiro o chamado, Levou para todos o amor de Deus e seu Reinado, Reinado de amor e de perdão, De um rei que foi crucificado por nossa salvação, Morreu e ressuscitou ao terceiro dia, Subiu aos céus e voltará para nossa alegria, Mas o chamado para a missão, segue, Todo aquele que assume não retrocede, Seja um missionário também na sua comunidade, Você precisa começar aqui na terra, a sua eternidade, Todo católico, precisa se assumir verdadeiramente, E se tornar exemplo para toda a gente. (Antonia da Paz)

Encomende sua Camisa da Festa de Nossa Senhora do Livramento. Valor R$ 25,00. No ato da Encomenda deverá dar o sinal de 50%. Informações Secretaria da Paróquia.

conta para deposito Banco do Nordeste agência: 0118 Conta Corrente 27779-1 Paróquia Nossa Senhora do Livramento - cnpj 01.772.36/0001-19

www.paroquialivramento.com.br - Jornal Assuntos de Família - 3

2017 10 jornal assuntos de família  

Jornal assuntos de família mês e Outubro de 2017, Paróquia de Nossa Senhora do Livramento

2017 10 jornal assuntos de família  

Jornal assuntos de família mês e Outubro de 2017, Paróquia de Nossa Senhora do Livramento

Advertisement