Issuu on Google+

JORNAL DA PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS - CASA FORTE - RECIFE-PE | ANO XVIII - Nº 05, 06, 07 | JAN, FEV, MAR DE 2013 | WWW.PAROQUIADECASAFORTE.COM.BR

Cristo Hoje... “Então, o Espírito conduziu Jesus ao deserto, para ser tentado pelo diabo. Jesus jejuou durante quarenta dias e quarenta noites, e, depois disso, sentiu fome. Então o tentador se aproximou e disse a Jesus:“Se és Filho de de Deus, manda que essas pedras se tornem pães!” Mas Jesus respondeu:“A Escritura diz: Não só de pão vive o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.” (Mt 4, 1-4)

Quaresma A Palavra Quaresma vem do latim Não têm limites, pois desprezam (quadragésima), e é utilizada para os anseios do próximo, em busca representar o período de quarenta de resultados com as lutas de dias, a partir da quarta-feira de classe, o choque de categorias cinzas, em preparação para a sociais, além do preconceito de raças, ou seja, a luta entre irmãos. grande Festa da Páscoa. É necessário dizer um basta a Então, Jesus foi tentado em três pontos: a) a satisfação pessoal; b) a t a l c o m p o r t a m e n t o , p o i s ambição do poder e da riqueza; c) a desagrega a sociedade, pela falta provocação do Senhor. O texto de amor ao próximo. acima, porém, leva a uma reflexão. Neste período da Quaresma, Ora, Jesus é o Filho de Deus, com orações, se aprenda a representa a síntese de todo o enfrentar o mal, porque a vida do bem. Não um mais ou um homem é uma permanente A luta do Quaresma – a lutas do bem menos bem, mas um bem absoluto. Estaria Ele a bem contra contra o mal. o mal mercê do diabo, síntese de Portanto, que o mal seja todo o mal? Sem dúvida combatido onde ele se que todos devem compreender a contra. Aqueles irmãos de mensagem, ali, contida. comportamento tão distante da Não basta ao homem, em sua verdade, talvez que representem caminhada, a certeza de que tem o p r ó p r i o m a l . , p e l o m a u um Pai que o protege; um Filho exemplo. que mostra o verdadeiro caminho; Contudo, não devem ser e um Espírito Santo que aumenta e destruídos como pessoas, pois, fortalece suas forças. É necessário, assim fazendo, seria atendida a de sua parte, saber que o mal está vontade do tentador. Deve ser sempre próximo, aguardando um destruído o mal que se encontra vacilo para desviar a sua vida. em seu interior. Portanto, que seja assimilada a Finalmente, convém lembrar o mensagem contida no Evangelho. Evangelho que diz, de modo claro Em determinada ocasião, e e compreensível:“Vigiem e rezem, respondendo aos discípulos sobre para não caírem em tentação, a incapacidade de expulsar o porque o espírito está preparado, demônio, Ele esclareceu que é por mas a carne é fraca.” (Mt 26, 4) falta de fé e que é preciso oração e Destruído o mal, será possível jejum. (Mt 17, 19-21). evitar a luta fratricida e obter a Alguns homens, em busca de união, pois imbuídos de um só poder, ou na defesa de interesses pensamento, poderão desejar, próprios, praticam atos ilícitos. entre si, uma FELIZ PÁSCOA!

Natal do menino Jesus Nesta edição... Opinião

Rosário Alves

Pág. 02

Gente em Comunicação Entrevista com Marcio Bourbon

Pág. 03

Palavra do Pastor

Pe. Edwaldo Gomes Programação da Semana Santa

Pág. 04 Pág. 05

Notícias da paróquia

Carnaval na Paróquia

Nova Direção da CCMA

Pág. 06 Pág. 07

Espaço Aberto

Bento XVI, o Papa que Renunciou

Pág. 08


02 FOLHA FORTE

Opinião

Rosário Alves, paroquiana

Dentre as Tribos de Israel, a dos Levitas ficou responsável pela tarefa de cuidar do Templo e de preparálo para as diversas atividades. Portanto, eles não receberam qualquer área para atividade agrícola e pecuária. Diante de tal situação, as demais Tribos assumiram a responsabilidade e a obrigação de responder pela manutenção de seus irmãos. Ora, como a atividade dos povos antigos era, em princípio, a de trabalhar pela subsistência da família, não seria demais, retirar um pouco daquilo que produziam. Sem dúvida que, aquele que tem o equivalente a dez pratos de alimento, retirar um prato para um irmão, não representa uma perda irreparável. Então, ficou estabelecido uma contribuição de10%(dez por cento) do total da produção, que seria entregue aos responsáveis pela distribuição. Em razão desse percentual, surgiu a palavra DÍZIMO. Ocorre, porém, que o desenvolvimento da sociedade e

o aumento das atividades do homem, o trabalho ficou voltado, também para o comércio e o intercâmbio entre os povos. Quem produz responde, também, pelo salário de seu operário; manutenção da Administração Pública. Os tributos e as obrigações trabalhistas e sociais reduziram bastante o resultado da produção. Embora continue com o n o m e D Í Z I M O, o v a l o r recolhido é ditado pelo sentimento de qualquer um. O h o m e m d e v e compreender que as coisas, de ontem, de hoje e de amanhã pertencem a Deus. Ninguém é possuidor de nada, é mero depositário daquilo que o Criador lhe confiou. Contribuir para o DÍZIMO é dever de todo o cristão, é saber que a Igreja, resultado da união de tantos irmãos, faz crescer a Palavra e de mantém todo aquele que dela precisa.

EDITORIAL

Campanha da Fraternidade EXPEDIENTE

A Campanha da Fraternidade de 2013, iniciada na quarta-feira de cinzas, tem como TEMA – FRATERNIDADE E JUVENTUDE e o lema:“Eis-me aqui, enviame!” (Is 6,8). Na verdade, o lema faz a convocação para a Jornada Mundial da Juventude, evento que reunirá milhares de jovens de todo o mundo no Rio de Janeiro em 2013. A campanha reforça a opção da Igreja pela juventude, e se propõe a olhar a realidade dos jovens, acolhendo-os, entendo-os e auxiliando-os com solidariedade no sofrimento e nas angústias. É necessário destacar o potencial dos jovens, para a sua utilização na propagação da PALAVRA. No Ano da Fé, a mobilização da Igreja e de seguimentos da sociedade para apoio do jovem, com vista à ética e o bem, resultará

Rua Jeronimo de Albuquerque nº279 Casa Forte - Recife - PE Fone: (81)3268-5114

em uma sociedade de melhor vida. Evangelizar enriquece os interlocutores pela experiência. A participação dos jovens na Igreja contribuirá para a sua renovação, pois eles a vivem com mais intensidade, e sabem da importância de sua participarão nos Conselhos, Grupos e Assembleias. A c o l h e r o j ove m re s u l t a r á n a construção de uma sociedade com mais força e com destaque para a justiça e a paz. Enfim, sensibilizando os jovens e transformando-os eles serão protagonistas de uma sociedade de amor e fundamentada no bem comum. Será a oportunidade de todos juntos alcançarem o apoio de tão fortes aliados.

CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO

A publicação mensal de distribuição gratuita e de responsabilidade da Pastoral da Comunicação, da Paróquia da Casa Forte Praça da Casa Forte, 388 Casa Forte, Recife - PE. CEP: 52061-420 Fone: (81) 3268-0647 Jornalista responsável Zodja Costa - 2043 DRT/PE Colaboradores Carmen Galvez, Fátima, Irma, Joaquim Alves, Marcinho, Rosário, Stela, Tereza e Veronildo Diagramação Veronildo Projeto Gráfico Carmen Galvez Impressão MXM Gráfica e Editora Ltda Tiragem desta edição: 1.500 exemplares Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal.

MXM GRÁFICA


03 FOLHA FORTE

GENTE EM COMUNICAÇÃO

Neste número, o Folha Forte entrevista o paroquiano Marcio Burbom, Engenheiro Eletricista e, atualmente, coordenador da Pastoral do Dízimo da Paróquia Sagrado Coração de Jesus - Casa Forte. Marcinho, como é conhecido, também faz parte da Pascom. FF: O que é Dízimo ? Márcio: O dízimo é compromisso de cada cristão. É uma forma de devolver a Deus, num ato de agradecimento, uma parte daquilo que se recebe. Além disso, Dízimo é agradecimento e partilha, já que tudo o que temos e recebemos vem de Deus e pertence a Deus Po r i s s o, o d í z i m o é a m a n i f e s t a ç ã o d a corresponsabilidade de cada um para com a comunidade cristã, da qual faz parte. Portanto, ele deve ser feito não como uma obrigação imposta, mas sim como reconhecimento de que vem de Deus tudo o que se tem e se possui. Essa atitude deve levar cada um de nós à conscientização de que fazemos parte de uma comunidade pela qual cada um de nós é responsável.

diversas pastorais, equivocadamente, acreditava que não precisaria contribuir com o Dízimo. Aprofundando o meu conhecimento bíblico e percebendo as dificuldades da Paróquia em manter as diversas obras sociais, foi que pensei em fazer parte do Dízimo. No entanto, por algumas vezes, atrasei o pagamento, por acreditar que só deveria contribuir quando houvesse sobra no meu orçamento financeiro. Apenas quando tomei o Dízimo como uma retribuição daquilo que Deus sempre me deu e dá, foi que passei a contribuir regularmente e, inclusive, atualizar os valores todos os anos. O curioso foi que, apesar de ter tomado esta decisão em um momento em que estava com dificuldade financeira, este valor nunca me fez falta! Muito pelo contrário, desde que passei a contribuir corretamente, minha situação financeira melhorou. Não porque é um milagre, mas, porque o Dízimo nos ajuda a entender a importância das nossas conquistas, daquilo que recebemos de Deus. FF: O que diria para as pessoas que ainda não são dizimistas? Marcio: Atualmente, a Igreja pretende redescobrir seu verdadeiro sentido para que nós cristãos possamos entender melhor o porquê do dízimo. Ele não é invenção humana e sim um dos mandamentos bíblicos e um excelente meio de vivermos a fé, a esperança e a caridade.

Oferecer o dízimo não quer dizer isentar-se de outras responsabilidades para com a comunidade. Pelo contrário, deve ser o início de uma nova relação do fiel com sua Igreja, principalmente com a comunidade onde vive. Dízimo não é pagamento. Não é imposto. Não é taxa. É gesto livre de gratidão. Não é esmola. Nem oferta. Dízimo é ato de fé em Deus e de confiança na Comunidade. FF: Você sempre foi dizimista? Marcio: Não. Inicialmente, como sempre participei de

Como sabemos, a Igreja é formada por pessoas que devem unir-se em comunidade. Em outras palavras, cada membro da Igreja é e deve sentir-se responsável pelos outros que formam a Igreja. Deus é Pai de todos e quer a plena realização de todos. Ora, ninguém pode chegar a essa realização sozinho. Por isso o sentido do dízimo é hoje riquíssimo, pois é um dos meios pelos quais, cada cristão demonstra sua responsabilidade para manter a Igreja a que pertence, seja a Igreja-Templo, como também a Igreja-Povo.


04 FOLHA FORTE SUPLEMENTO DO JORNAL FOLHA FORTE | ANO XVIII - Nº 04| DEZ DE 2012

Palavra do Pastor Gostaria de ter certeza de que você leitor(a) amigo(a) vem acompanhando o que está acontecendo em ROMA, particularmente no VATICANO, onde está o centro do cristianismo, da nossa Igreja. Afinal, a Igreja somos nós que pertencemos a esta grande família e a fazemos! As revistas, Veja, Isto É, e a Carta Capital têm trazido longas reportagens sobre a renúncia do santo Padre Bento XVI, bem como dos fatos lamentáveis que a motivaram. O Concílio Ecumênico Vaticano II se referindo a nossa Igreja disse: que ela era santa e pecadora, o que se comprova desde o seu início. Basta recordar que Jesus Cristo, o grande e insuperável Mestre educou cuidadosamente 12 apóstolos e um deles, Judas, foi ladrão e traidor! A recordação deste fato deve nos precaver contra certos desânimos ou comentários descabidos a respeito dos erros e fraquezas da Igreja Católica, que são fraquezas e erros dos homens, e não da Igreja. Hipocrisia é a característica de quem ver os erros dos outros e não enxerga os seus

erros. Sabemos o que Jesus disse a respeito da hipocrisia! Bento XVI com o seu inesperado gesto de humildade e amor a Igreja, deixa-nos preciosas lições, e abre a porta para reformas inadiáveis nesta Instituição Divina e Humana, que é a nossa Igreja.As revistas a que me referi não são especializadas em matéria de religião, são leigas nesses assuntos, e seus colaboradores são escritores, às vezes, ateus, ou sem prática religiosa e, por vezes, homens e mulheres preconceituosos. Seja um leitor crítico, inteligente, que sabe separar o joio do trigo. O papel de uma imprensa séria, escrita, falada, televisiva e hoje com a internet é de informar as pessoas dos acontecimentos negativos ou positivos, e não a de ajudar a fazer um juízo de valor dos acontecimentos,

Pe. José Edwaldo

impedindo as n o s s a s conclusões. Quando em nossa família acontecem f a t o s lamentáveis que a denigrem, n ó s n ã o negamos nossa família e nem a abandonamos, apesar do sofrimento. Devemos agir assim com a nossa Igreja, nossa família religiosa. O querido Dom Hélder nos ensinou a não confundir a Igreja com os homens da Igreja. Os jornais da Europa elencam os provavelmente 115 cardeais eleitores e candidatos ao trono de São Pedro. Qual o nosso papel neste momento? Pedir ao divino Espírito Santo que ilumine os cardeais para que, conscientes das necessidades do nosso tempo e conhecedores do perfil dos candidatos, votem e escolham o melhor entre os melhores.Vejam: temos uns 115 candidatos e 115 eleitores qualificados e, em princípio, devemos acreditar em homens de fé. Aguardemos! Quando rezamos o credo, dizemos: “Creio na Igreja una, santa, católica e apostólica!” É a nossa Igreja. Que exemplo de coragem e amor a esta Igreja nos deixa o Papa Bento XVI? Ouviu a queixa dos fiéis, denunciou e puniu irmãos que erraram e anunciou que há muito o que fazer ainda. Como você leitor(a) amigo(a), eu sofro com tudo isto, mas cada vez mais eu cresço no amor e na admiração por nossa Igreja santa e pecadora! Deus nos ajude a purificá-la para podermos apresentála a Ele uma Igreja sem ruga e sem mácula como escreveu o apóstolo São Paulo.

Folha Jovem é um suplemento do Jornal Folha Forte de responsabilidade dos Encontros de Jovens (Gabriel Mesquita -Bié - 9666-0044 Assessor EJC) e Adolescentes (Rachel Pontes 9743-5983 - Supervisora EAC) - Diagramação:Veronildo Oliveira.


EJC e EAC

Programação da Semana Santa Confissões particulares e Celebrações Penitenciais Dia 1

Mês março

8 e 15

Dia da sem Sexta Sexta

22

Sexta

Hora

Cerimônia Religiosa

Público

9 às 12 h

Confissões particulares Jovens e adolescentes

16 h

Celebração Penitencial Jovens e adolescentes

20 h

Celebração penitencial

Casais mais velhos

9 às 12 h

Confissões particulares

Jovens e adolescentes

9 às 12 h

Confissões particulares

Jovens e adolescentes

16 h

Celebração Penitencial Jovens e adolescentes

20 h

Celebração penitencial

Casais

Celebrações Litúrgicas da Semana Santa 23

março

24

26

Sábado

Início

Bênção e distribuição

Domingo

no Salão

de ramos em todas as

de Ramos

Paroquial

missas

9 às 12 h

Confissões particulares

15 às 17h

Confissões particulares

20 h

Celebração Penitencial

9 às 12 h

Confissões particulares

15 às 17h

Confissões particulares

20 h

Celebração Penitencial

19 h 30

Missa da Ceia do Senhor

Terça

27

Quarta Quinta-feira

28

Santa

com Lava-Pés e translado

Todos

Casais mais novos

Casais mais velhos Todos

do Santíssimo - Adoração Sexta-feira 29

8h

Via Sacra na Praça

17 h

Celebração da Paixão

Santa

30 31

Todos

do Senhor 20 h

Vigilia de Oração

Sábado Santo

20 h

Vigilia da Páscoa

Domingo de

8h

Celebração Festiva

Páscoa

17 h

Celebração Festiva

na Ressureição

19 h 30

Celebração Festiva

Todos Todos

do Senhor H o s p i t a l

d e

O l h o s

SANTA L U ZIA

Você vê a diferença

Estra do Encanamento, 909/873 Casa Forte-Recife-PE Central de Marcações: (81) 2121-9191 www.hospitalsataluzia.com.br

CONSULTÓRIO MÉDICO Dra Risomar Belarmino | Ginecologia e Histeroscopia Dra Roseana Pinheiro | Citologia Oncótica e Colposcopia Praça de Casa Forte, 381. Empresarial Alcides Fernandes - Sala 501, Casa Forte. Fone: (81) 3441-1058 | (81) 8530-2020


FOLHA FORTE

06

Notícias da Paróquia NOTÍCIAS DA PARÓQUIA

Carnaval da paróquia

Pastoral da Crisma

CRISMA - 2013 Inscrições Abertas

Foi realizado no dia 7 de fevereiro o Carnaval da Paróquia de Casa Forte, na quadra Dom Hélder Câmara. A iniciativa é dos dirigentes do ECC, e conta com a colaboração das demais pastorais que aproveitam o momento para o congraçamento e alegria entre os paroquianos. A renda é revertida para custear os encontros e palestras durante o ano.

“Portanto, vão e façam com que todos os povos se tornem meus discípulos, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo.” (Mt 28,19)

Se você ainda não é crismado, faça já a sua inscrição. Você que não é Crismado é chamado a dar o seu “SIM”. O Sacramento da Crisma vem confirmar o nosso sim, a nossa doação aos irmãos e selar nosso compromisso com a obra do Pai. A preparação do Curso da Crisma tem a duração de 08 meses (de março a outubro) com encontros semanais realizados todas as quartas-feiras, no salão paroquial, no horário das 19h45 às 21h45. INFORMAÇÕES SOBRE O CURSO: Requisitos: ter acima de 16 anos de idade. Período do Curso : 08 meses (março a outubro) Horário: Todas as quartas-feiras das 19h45 às 21h45 Local: Salão Paroquial

A animação ficou por conta da orquestra da Polícia Militar, que tocou antigos frevos e novas melodias de compositores atuais como AlceuValença. Como de costume,não faltaram as comidas tradicionais com feijoada e arrumadinho de charque regado a cerveja, para os que não dirigem e refrigerantes, para os amigos da vez. Às 15h o grupo formou um bloco que percorreu os canteiros da praça de Casa Forte ao som de muito frevo e descontração. Na despedida ficou o convite, já para o próximo ano, de mais um Carnaval da Paróquia.

INSCRIÇÕES Local

Como

Igreja Matriz de Casa Forte

Fichas Na Sacristia com Roberto

Secretaria Paroquial INTERNET

De 07h às 12h e de 14h às 17h http://www.paroquiadecasaforte.com.br/p /inscricao-crisma.html

2.1.23-Comunicação e Divulgação

COMPANHIA DOS BICHOS

EDMAR VICTOR (Laboratório de Análises Clínicas) 3228-4461 / 9834-1986 www.dinorahdoces.blogspot.com


07 FOLHA FORTE

Notícias da Paróquia

Novos bancos da matriz Escola da Fé Apóstolo Paulo

Nova direção na Casa da Criança Marcelo Asfora

Capela de N. S. das Graças Colégio Virgem Poderosa Há algum tempo, as irmãs de caridade de São Vicente de Paula colocaram à disposição da Sociedade a Capela de N.S. das Graças, situada à Rua Leonardo Bezerra Cavalcanti, 116 – Parnamirim, para a realização de casamentos, missas e outras cerimônias. Dispondo de amplo Salão para recepção e espaço para estacionamento de veículos, será mais uma opção aos interessados. Contatos pelo fone: 3268-5l70.

Tomou posse no último dia 04 de janeiro de 2013, a nova diretoria da Casa da Criança Marcelo Asfora, formada pela senhoras Edleuza Josefa dos Santos e Gilvane Maria Pires Gomes da Costa, respectivamente, presidenta e vice-presidenta, para o biênio 2013/2014. Também foram empossados a tesoureira: Sra. Deise Vanderlei Cavalcante e a Secretária: Ilka Araújo de Oliveira, além dos membros efetivos e suplentes do Conselho Fiscal. Ao tempo em que saudamos Tereza e Tânia pelos trabalhos à frente da CCMA, durante os últimos dois anos (2011 e 2012), desejamos todo o sucesso aos novos gestores dessa importantíssima instituição de utilidade pública, que acolhe 120 crianças a partir de 6 anos de idade até 14 anos, com alimentação, assistência médica, odontológica, reforço escolar, além da formação religiosa e preparação para o futuro. Essas crianças são filhos e filhas que residem das comunidades carentes do entorno da Paróquia Sagrado Coração de Jesus - Casa Forte.

Vila Vintém

ECCzinho no clima da Campanha da Fraternidade 2013 Foi lançada a Campanha da Fraternidade 2013, com o tema Fraternidade e Juventude, e o ECCzinho não poderia ficar de fora! Através da utilização das publicações das Edições CNBB A ( www.edicoescnbb.com.br ), voltadas especialmente para o público infantil, temos uma proposta de estudo, reflexão e ação em torno da temática da Campanha. Ao longo do ano, pelo menos uma semana a cada mês, haverá atividades para as crianças com foco nesse tema. Continuem a trazer suas crianças para os nossos encontros, sempre aos sábados, a partir das 19h15, na Casa Paroquial.

Bananal

Anuncie Aqui

Joaquim

Veronildo

 

3268.8999 9963.7461

Nova Diretora da CCMA - Edleuza S dos Santos A nova diretoria comunica que seu apoio é muito importante, seja como voluntário, seja como SócioContribuinte da C.C.M.A. Qualquer quantia é bastante valiosa. Basta entrar em contato com a Diretoria desta Casa, à Praça de Casa Forte, nº 388, fone: 3268.0647 e fazer sua inscrição.

Anuncie Aqui

Joaquim

Veronildo

 

3268.8999 9963.7461


FOLHA FORTE ESPAÇO ABERTO

08

Bento XVI, o Papa que renunciou... Joaquim Alves, paroquiano

Houve surpresa quando, às 11h30, do dia 11.02.2013, diante de Cardeais em Consistório, S.S. o Papa Bento XVI comunicou que, a partir de 28 de fevereiro, deixaria o Trono de Pedro. Pode-se imaginar o porquê da reação dos homens. Na Igreja, tudo é diferente. Países têm data da criação, dia da independência da Colônia, da reunião de Estados e formação de um novo País. O início da Igreja perde-se na imensidão dos tempos.Teria surgido quando o Criador preocupou-se com o homem. “Toda a Escritura é inspirada por Deus, é útil para ensinar, para refutar, para corrigir, para educar na justiça, a fim de que o homem de Deus seja perfeito, preparado para toda obra.” (2Tm 3,15-17) Mas Jesus afirmou: “Por isso eu lhe digo: você é Pedro, e sobre essa pedra construirei a minha Igreja, e o poder da mente nunca poderá vencê-la”. (Mt 16, 18) Seria o marco inicial da Igreja? Ora, construir não é fundar, nem fazer nascer, mas tornar concreto o que já existe, ou tornar visível o que já se sente. Os discípulos já eram pescadores de homens, a Pedro foram entregues os caminhos preparados por Jesus, sabendo que jamais seriam cortados os laços que já uniam a Terra ao Céu. Alguém disse: RENÚNCIA é uma espécie de FUGA. Mas, FUGA e RENÚCIA são diferentes. Fugir é covardia. É quando o soldado valoriza demais sua vida, despreza os irmãos e foge do combate por menor que seja o inimigo. Com a RENÚNCIA, porém, o cargo é tão exaltado, é tão honroso que, após meditação e uma autocrítica, a pessoa se acha “muito pequena” para corresponder à confiança dos irmãos. O gesto foi nobre e merece todo o respeito. A história do Cardeal Joseph Ratzinger, é muito rica. Depois de professor de Teologia Dogmática e Fundamental na Escola. Superior de Filosofia, em Freising, foi professor em Bonn; Minster e Tubinga. Catedrático de Dogmática e História do Dogma, em Rostesbonna, Decano e Conselheiro Teológico dos bispos alemães. Em 1977, Arcebispo de Munique e, em 1981, Prefeito da Congregação para a Doutrina da Fé; Presidente da Comissão Teológica

Fundamental. Presidiu a Comissão que elaborou o Novo Catecismo da Igreja e, posteriormente, passou a Decano do Colégio dos Cardeais. No Concílio Vaticano II, foi conselheiro teológico do Cardeal Frings, de Colônia. Enfrentou o movimento para subordinar a religião à ideologia política marxista, por considerá-la tirânica, brutal e cruel, e preservar decisões do Concílio. Há, ainda, muitos outros cargos. Por mérito, recebeu oito títulos de Doutor Honoris Causa. Uma frase que proferiu em Palestra na Bavária, resume sua caminhada: “SÓ NA IGREJA É POSSÍVEL SER CRISTÃO, NÃO AO LADO DA IGREJA”. Eleito Papa, em 19.04.2005, sucessor de João Paulo II, de quem foi assessor, num Conclave especial, pois obteve a votação necessária, em apenas dois dias, após quatro votações. Seu Pontificado seria marcado pela moralização, diálogo com outras Religiões, mas encontrou forte oposição. Sua renúncia revela que até o Papa está sujeito a resistências em sua função. Seu sucessor será escolhido em Conclave, com a presença de 118 Cardeais, reunidos na Capela Sistina sob a Presidência do Camerlengo, hoje, o Cardeal italiano Tarcísio Bertone, que lê o juramento para os presentes aceitarem as condições. Serão duas votações diárias, até alcançar dois terços dos votos, ou a escolha entre os dois mais votados, por maioria simples. Os homens erram, mas a Igreja jamais será vencida. Ela é Una e Santa. Pois, existindo um só homem de coração aberto, com amor ao Pai acima de tudo, e ao próximo, ai estará a IGREJA

Atividades Paroquiais Missas Matriz: Sábados:

19h Terça a Sexta 16h (com as crianças) 19h30 (com as famílias)

Domingos: 08h (paroquial) 17h (com os jovens) 19h30 (com as famílias) Cap. N. Sra. Graças (Col. Virgem Poderosa) Quartas, sextas e sábados às 17h e Domingo às 11h

Terças-feiras às 19h - Hora da Graça Hospital Infantil 3ª e 5ª às 17h Capela da Sagrada Família 3ª a 6ª às 17h30

Em nossas Comunidades: Poço da Panela: Domingo às 19h30 Lemos Torres: 10h 1ª 2º e 3º domingos Inaldo Martins 2ª Sábado às 17h30

Ponte do Vintém 4ª Sábado às 17h30 Sant’Ana 1e2º domingos, às 17h30 Celebração Eucarística

Batizados

Aos segundos e quartos domingos de cada mês, às 10:00h, sendo imprescindível a participação dos pais e padrinhos em palestra de preparação que ocorrerá sempre no mês anterior do batismo, conforme data preestabelecida pela pastoral. Secretaria e-mail: paroquiadecasaforte@hotmail.com 2ª a 6ª das 07h às 12h e das 14h às 17h - Site: www.paroquiadecasaforte.com.br Sábados: das 8 às 12h Telefone: 3268-0647

Folga do Vigário Às segundas-feiras


Folha Forte