Page 1

JORNAL DA PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS - CASA FORTE - RECIFE-PE | ANO XIX - Nº 9| MAI DE 2015 | www.paroquiadecasaforte.com.br

Cristo Hoje... “A mãe de Jesus, a irmã da mãe d’Ele, Maria de Cleofas, e Maria Madalena estavam junto à cruz. Jesus viu a mãe e, ao lado dela, o discípulo que Ele amava. Então disse à mãe: “Mulher , eis aí o seu filho”. Depois disse ao discípulo:“Eis aí a sua mãe”. E dessa hora em diante, o discípulo a recebeu em sua casa.” (Jo 19, 25-27)”.

Maria Dentro do Plano de Deus, uma encontra em Maria não apenas mulher simples e humilde foi um exemplo, mas um cabedal de escolhida para ser a mãe de Jesus - forças para alimentar o seu S a l v a d o r e R e d e n t o r d a propósito de um verdadeiro humanidade.A vida de Maria foi de amor materno. obediência ao Pai e de muita Com Maria, Deus quer mostrar proteção a Jesus, em todos os que não há alteração no seu momentos. Como se sabe, desde amor à humanidade. O tempo a ANUNCIAÇÃO, Maria aceitou passa, mas o amor permanece, e e se comprometeu a cumprir sua as promessas da Salvação missão. Muitas pessoas não continuam. A ligação entre conhecem ou não procuram “mãe” e “filho”, no texto acima, conhecer a vida de Maria. Todas, c o m p r o v a a u n i d a d e e porém, devem saber que as continuidade do povo de Deus. mesmas mãos que acolheram, Mostra, também, que a morte zelaram e protegeram Jesus, não é o final do amor ainda hoje, estão a mercê de maternal. Ele prossegue, Dia todos os homens. porque não há dúvida de das Amparam, protegem, que JESUS VIVE e mora no mães rendem graças, mostram os coração de uma mãe. caminhos da formação No segundo domingo religiosa, por ser a Rainha da deste mês, em qualquer lugar, Evangelização. Aqueles que se haverá a reunião da família em afastam perdem a sua proteção. torno da “rainha do lar.” Será um Na sociedade, há momentos de d i a p a r a r e c o r d a r b e l o s alegrias e de tristezas. Qualquer momentos – O DIA DAS MÃES. mãe também tem tristezas e Não importa a condição social, as alegrias. Com efeito, quando mães serão lembradas e cada uma todos estão alegres, uma mãe não receberá uma lembrança, que tem alegria plena. O seu coração é pode variar de um simples e tomado pela preocupação, que fraterno abraço a um presente alimenta a sua responsabilidade, influenciado pelo apelo comercial. pois precisa estar preparada para Pouco importa a lembrança, pois, enfrentar e superar o mal que para uma mãe, um filho já é um possa aparecer e prejudicar o seu presente de Deus. filho. Como se constata, é uma Que Maria, que é o maior vida difícil. Exige renúncia, para exemplo de mãe, continue a total dedicação a seu filho. interceder por todos junto a seu Neste mês de maio, toda mãe Filho, Jesus.

Nesta edição... Palavra do Pastor

Dom Genival Saraiva

Pág. 02

Gente em Comunicação Casal Coordenador do 51º ECC

Pág. 03

Folha Jovem

Terço na Praça Adoração do Santíssimo

Pág. 04 Pág. 05

Notícias da paróquia

Catequese da 1ª Eucaristia

Ritos da Santa Missa

Pág. 06 Pág. 07

Espaço Aberto

Reflexão da Campanha da Fraternidade 2015 Márcio Bourbon Pág. 08


FOLHA FORTE

02

A PALAVRA DO PASTOR

Caros Paroquianos(nas)

Pe. José Edwaldo Gomes Pároco da Paroquia de Casa Forte

A tradição cristã-católica mantém, ao longo dos séculos, o costume de consagrar este mês a MÃE de Jesus e nossa e, na pessoa dela, homenagear todas as mães do mundo. Sem dúvidas, a maternidade foi uma extraordinária prerrogativa com que o Criador quis ornar a mulher. Ser mãe é ter uma missão sagrada. Não é por acaso que todos nós queremos bem aos nossos pais, mas todos temos um diferente modo de amar as nossas mães! No exercício do meu sacerdócio, sinto que Deus me deu também o mister de ser formador de opinião, o que me faz atento a tudo o que acontece no mundo e voltando-me para o jornal, rádio, televisão e computador. Eu não entendo um pastor alheio ao mundo em que ele vive, pois é sua missão falar de Deus aos homens e às mulheres e conversar com o PAI, a respeito dos sofrimentos e preocupações da humanidade. Diante de um mundo tão violento, onde os crimes são cometidos com tanta perversidade, a ponto de o “ser humano” ganhar para os animais mais ferozes, eu penso nas mães com a sua imensa capacidade de amar e avalio o seu sofrimento! Os criminosos, os bandidos, os drogados, os ladrões e todos os que caminham por estes caminhos tiveram e

têm uma mãe! Como s e r á , p a r a e l a s, o Domingo das mães? E penso na importância das mães para a construção de um mundo, de um BRASIL diferente com que todos sonhamos! Q u e todas a s m ã e s tenham, neste mês, um lugar especial em nossas orações! Convivendo com as adolescentes, procuremos despertar nelas maior consciência de seu valor, levando-as a imitar Nossa Senhora, modelo de mãe, a se prepararem espiritualmente para uma possível maternidade. Meu abraço carinhoso e minha bênção de Pastor e Pai para todas as mães que souberam ser mães e, hoje, em um mundo tão confuso e adverso, sabem exercer o seu mister. Deus as abençoe e as fortaleça para nunca se cansarem de amar e semear o amor nos filhos e nas filhas, para um amanhã diferente, seguindo o coração e desígnios de Deus! No dia 31 de maio será o encerramento do mês mariano, que será comemorado com a participação de todas as comunidades.Todos estão convidados.

EDITORIAL

Beatificação de Dom Hélder Teve início oficialmente a fase diocesana do processo de beatificação de dom Hélder Câmara, no dia 03 de maio, na Igreja Sé de Olinda, após a instalação do tribunal na Arquidiocese de Olinda e Recife. Dom José Maria Pires, bispo emérito da Paraíba, companheiro de Dom Hélder, será o primeiro a ser ouvido. Uma comissão histórica foi constituída para analisar o legado intelectual de dom Helder. Segundo dom Fernando Saburido, "Esta comissão já está trabalhando, vendo os escritos de Dom Hélder, que é muita coisa. Somente as cartas conciliares que ele escreveu – na madrugada – já têm três volumes. E ainda têm cartas para serem publicadas: é uma riqueza de material”. O arcebispo de

Rua Jeronimo de Albuquerque nº279 Casa Forte - Recife - PE Fone: (81)3268-5114

EXPEDIENTE

Olinda e Recife acredita que a fase diocesana do processo deve durar um ano. Uma comissão teológica será criada para analisar a herança teológica de dom Hélder. Padre Edwaldo tem muitas lembranças de sua convivência com d o m H é l d e r, i n c l u s i ve d e s e u s momentos difíceis por suas lutas contra o regime de exceção, do qual foi perseguido de forma direita ou indireta , como no caso de Pe. Henrique. Sem dúvida dom Hélder foi um homem santo, quer pelas suas posições, sempre em favor dos mais pobres, como pelas obras que deixou. Espera-se que o processo avançe, para que possamos tem mais um beato brasileiro.

CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO

A publicação mensal de distribuição gratuita e de responsabilidade da Pastoral da Comunicação, da Paróquia da Casa Forte Praça da Casa Forte, 388 Casa Forte, Recife - PE. CEP: 52061-420 Fone: (81) 3268-0647 Jornalista responsável Zodja Costa - 2043 DRT/PE Colaboradores Carmen Galvez, Fátima, Irma, Joaquim Alves, Marcinho, Rosário, Stela, Tereza e Veronildo Diagramação Veronildo Projeto Gráfico Carmen Galvez Impressão MXM Gráfica e Editora Ltda Tiragem desta edição: 1.500 exemplares Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal.


FOLHA FORTE

03

Gente em Comunicação

Neste número, o Folha Forte entrevista o casal coordenador geral do XV1Encontro de Casais com Cristo, Carlos e Dárcia. O encontro será realizado no último final de semana do mês de maio, nos dias 29, 30 e 31. FF: Como vocês receberam a notícia que seriam o casal coordenador do ECC deste ano? Carlos/Dárcia: Difícil esquecer, o convite foi feito numa terça-feira, à noite, através de uma ligação do próprio Pe Edwaldo, após reunir-se com os casais dirigentes. Ficamos lisonjeados, orgulhosos e muito felizes, por termos sido escolhidos para tamanha missão e responsabilidade. É o melhor reconhecimento que podíamos receber pelo trabalho que desenvolvemos desde nosso Encontro com Cristo em 2004. FF: Qual a importância do ECC para a igreja a nível de paróquia? Carlos/Dárcia: Fundamental, para combatermos as tantas distorções apresentadas em relação à estrutura familiar, ao matrimônio e à relação pais e filhos, mostradas pelos canais de comunicação, como redes sociais e mídia televisiva, principalmente. Temos plena convicção de que a missão evangelizadora, que propomos aos casais, ajudam a fortalecê-los em sua Fé, Respeito e Amor conjugal.Também creditamos ao ECC a responsabilidade de ser exemplo para nossos adolescentes e jovens da paróquia. FF: Quais os principais desafios que vocês têm encontrado enquanto casal coordenador geral? Carlos/Dárcia: Felizmente, temos muitos casais voluntários, dispostos a trabalhar para realizarmos nosso 51º ECC, porém nossa estrutura física não nos permite

acolher a todos. Pelo mesmo motivo, somos obrigados a restringir ao número de 32 casais, os que desejam fazer o ECC em nossa paróquia. FF: Quais os frutos desse serviço oferecido aos casais da paróquia? Carlos/Dárcia: Proporcionar aos casais que receberemos, o encontro deles com Cristo e integrá-los nas atividades pastorais da nossa paróquia. A paróquia de Casa Forte tem mais de 20 pastorais e grupos de serviços.

ECC - 2ª ETAPA No dias 10, 11 e 12 de abril de 2015 a paróquia de Casa Forte sediou o XII Encontro de Casais com Cristo - ECC 2ª Etapa - setor III, da Arquidiocese de Olinda e Recife. O tema do encontro foi: "Eu sou o servo fiel e prudente a quem o senhor confiou sua casa. Eu vim para servir". O ECC 2ª etapa é um encontro de aprofundamento catequético, doutrinal, numa visão de Igreja pós conciliar; uma tomada de consciência sobre os documentos da Igreja, objetivando o engajamento do casal na pastoral paroquiana ou diocesana.


Jovem

FOLHA FORTE

04

SUPLEMENTO DO JORNAL FOLHA FORTE | ANO XIX - Nº 05, 06 e 07 jan, fev, mar de 2015

Somos mais que amigosX Retiro Cristo Forte

Terço na Praça

Quase 50 jovens “subiram ao monte”, no último final de semana de abril para se retirarem do mundo, dos problemas corriqueiros, do ritmo acelerado do dia a dia, de tudo aquilo que os afasta de Deus e, consequentemente, aproximarem-se d’Ele. São mais que amigos! Devem e precisam ser, verdadeiramente, Cristo na vida dos amigos e de todos aqueles que os cercam. Os relacionamentos de jovens cristãos precisam ser construídos sob a rocha: “Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha; e desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha.” Mt 7-24,25 Retornaram a Recife renovados pelo Espírito Santo e trazendo no coração um propósito simples: amar.

A Comissão da Juventude da Paróquia de Casa Forte realizará, ao longo de todo o mês de Maio, o projeto Terço na Praça. Sempre aos domingos, com exceção do segundo final de semana (será realizado no sábado, 09/05), às 16h, os jovens convidarão os passantes a terem um momento de oração com o Terço. Como já dizia o Papa Bento XVI, quando esteve no Santuário de Nossa Senhora de Fátima (12/05/2010): “A oração do terço permite-nos fixar o nosso olhar e o nosso coração em Jesus, como sua Mãe, modelo insuperável da contemplação do Filho". Todos são convidados a essa experiência de oração e evangelização!

Calendário - maio 07/05- reunião Cristo Forte 12/05- Adoração organizada pelo Éfata 17/05- reunião Cristo Forte 17/05- primeiro dia de inscrição para encontreiros (quem trabalha no EJC)

Folha Jovem é um suplemento do Jornal Folha Forte de responsabilidade dos Encontros de Jovens (Raíssa - Assessora EJC) e Adolescentes (Rafael Miranda 8887- 4510- Supervisor EAC) - Diagramação:Veronildo Oliveira.


FOLHA FORTE

05

EJC e EAC

Bazar da Fraternidade

Adoração ao Santíssimo - Jovens

Quem gosta de comprar importados e quer unir o útil ao agradável já tem hora, dia, mês e ano para satisfazer essa vontade. O Bazar da Fraternidade, o grande bazar da Arquidiocese de Olinda e Recife, em 2015, está marcado para o sábado, dia 09 de maio, das 9 às 18h, no salão Paroquial de Casa Forte. São mais de 10 mil peças, doadas pela Receita Federal do Brasil, divididas entre material de informática, eletrônicos, perfumaria, som, roupas, acessórios masculinos e femininos e dezenas de outras especialidades. Se comprar é agradável, o útil nessa história é ajudar a manter viva a Creche Beneficente Menino Jesus e a Casa da Criança Marcelo Asfora, obras sociais da Paróquia de Casa Forte, que atendem a 300 crianças e adolescentes de 0 a 14 anos de idade. Além dessas duas obras sociais, o dinheiro arrecadado com a venda dos importados vai para a Fazenda da Esperança, mantida pela Igreja Católica, com a missão de recuperar viciados em todos os tipos de drogas. Um trabalho reconhecidamente competente.

AA Adoração ao Santíssimo Sacramento do mês de abril aconteceu no dia 14/04, conduzida pelo diácono Aerton Carvalho. O momento iniciou com a proclamação do evangelho do dia (Jo 3,7b-15). Na reflexão, Aerton fez referência ao Antigo Testamento, quando a cidade de Israel foi atingida por uma peste e, para que as pessoas fossem curadas, Moisés manda fincar uma madeira com uma serpente de bronze, e todo aquele que olhasse para a serpente era curado. Fazendo alusão ao evangelho abordado, do Novo Testamento, Jesus diz a Nicodemos que é preciso nascer de novo, para a vida verdadeira; por causa do pecado, fomos feridos pela serpente.

Casa Forte abre a série do Bazar da Fraternidade em 2015. Os produtos doados são provenientes de apreensões realizadas pela Receita Federal em todo o Brasil. São todos de primeira mão, mas, por se tratar de doação, não se oferece garantia, não pode ser trocado nem testado na hora da compra. O local das vendas será o salão paroquial, localizado na Praça de Casa Forte, n°412. Na hora de pagar, você pode fazê-lo à vista, em espécie, ou usar cartão de crédito e dividir o valor em até quatro parcelas sem juros. Nesse caso, a parcela mínima é de R$20,00. O preço é convidativo: 40% abaixo do mercado. H o s p ital

de

Quando isso acontece, temos que olhar para a nova madeira, a Cruz de Jesus, onde encontramos a salvação e nosso consolo. Nesse sentido, Aerton lembrou que, durante a adoração, nós não olhamos mais a serpente, mas o próprio Deus. Os que estiveram presentes, cerca de 120 pessoas, refletiram sobre quais motivos os levaram a buscar um encontro com Jesus naquela noite de terça-feira, que louvores e agradecimentos eles tinham para apresentar. Foi um momento de unção, muitos sentiram o amor de Deus preencher seus corações. As adorações acontecem sempre na segunda terçafeira de cada mês; a próxima será no dia 12 de maio.

O lh o s

Adoração ao Santíssimo Sacramento

SANTA L U ZIA

*  1ª quinta‐feira do mês às 16h;

Você vê a diferença

Estra do Encanamento, 909/873 Casa Forte-Recife-PE Central de Marcações: (81) 2121-9191 www.hospitalsataluzia.com.br

Rua Gildo Neto, 62, Tamarineira-Recife-PE. www.casacertaimobiliaria.com.br

* 2ª terça‐feira do mês às 20h30 Matriz de Casa Forte


FOLHA FORTE

06

EJC e EAC

Catequese das crianças e pré-adolescentes No sábado, 25 de abril, realizamos um Encontro de Formação com os pais dos catequizandos que estão se preparando proximamente para sua Primeira Eucaristia. Foi uma manhã feliz, orientada pelo professor Sandro Roberto Gomes, que nos fez caminhar junto com Jesus e os discípulos de Emaús. Bela e rica caminhada! Ao final, almoçamos juntos, pais, crianças e catequistas estando conosco também nosso querido Pe Edwaldo.

Calendário Mensal Programação de

Maio Notícias da Paróquia

NOTÍCIAS DA PARÓQUIA

03 09 17 24 31

Terço na Praça Venha rezar conosco. Às16h na Praça de Casa Forte;

Adoração ao Santíssimo

07 12

Dia 07 às 16h e dia 12 às 20h30 na Igreja Matriz;

Confissões Auriculares

08 No próximo dia 16 de maio, a nossa Catequese estará em festa! Celebraremos a Primeira Eucaristia de nossos catequizandos. Faz dois anos que eles se preparam para este grande momento de suas vidas, quando, pela primeira vez, participarão do Mistério da Eucaristia recebendo o Corpo de Jesus. Esperamos que esta seja a primeira de inúmeras comunhões que eles irão realizar, no decorrer de suas vidas. Deus os abençõe sempre e também a seus pais, para que possam orientá-los no caminho do bem, como cristãos participantes de sua Igreja e a serviço do próximo! Parabéns queridos amiguinhos! Recebam um abraço de suas catequistas!

2ª Sexta do mês, das 09h às 11h.

Bazar da Fraternidade

09

06 20

Bazar, no salão paroquia, com produtos doados pela Receita Federal

2.1.

Formação para Acólitos às 20h na Igreja Matriz.

16

1ª Eucaristia às 16h na Igreja Matriz.

31

EDMAR VICTOR (Laboratório de Análises Clínicas)

Encerramento do mês de maio Celebração das comunidades, Domingo, às 19h30 na Igreja Matriz


FOLHA FORTE

07

Notícias da Paróquia

RITOS DA MISSA

Novos bancos da matriz

O Folha forte inicia neste número a reproduzir na integra a coluna do Jornal o Domingo, da Editora Paulus, que nas últimas semana vem abordando o tema: Ritos da Missa. A proposta vem ao encontro e o desejo de muitos que têm dúvidas quanto aos procedimentos e ritos desenvolvidos durante a solenidade e para aqueles que sentem dificuldades em entender realmente o significado de cada parte da missa. A iniciativa além de ser louvável, merece a atenção de todos os leitores por se tratar de uma matéria de interesse de todo católico e por ter sido tratada por especialistas no assunto ligados ao setor de liturgia da CNBB.

1. INTRODUÇÃO A partir do presente número de O DOMINGO, dedicaremos este espaço para melhor compreender o conteúdo do Ritual da Missa. Trata-se de contributo com enfoque litúrgicocatequético, destinado especialmente aos ministros ordenados que presidem a eucaristia – mas também a todo povo de Deus que participa da missa. Produzimos frutos mais consistentes quando conhecemos e depois vivenciamos o que celebramos. A sequência das reflexões aqui oferecidas objetiva criar a convicção de que a eucaristia é –de fato – alimento e remédio para a nossa vida cristã. Nas palavras do papa Francisco: “A eucaristia, embora continue a plenitude da vida sacramental, não é um prêmio para os perfeitos, mas um remédio generoso e um alimento para os fracos... Muitas vezes agimos como controladores da graça e não como facilitadores. Mas a Igreja não é uma alfandega; é a casa paterna, onde há lugar para todos com a sua vida fadigosa” (EG 47). Para nos ajudar a desenvolver de modo consistente a tarefa de explicar a missa, parte por parte, convidamos especialistas no assunto. A explicação do conteúdo presente nos ritos de entrada e finais estará a cargo do atual assessor de liturgia da CNBB, frei Faustino Paludo. A parte da missa dedicada à liturgia eucarística nos será apresentada pelo atual pároco da catedral de Porto Alegra e ex-assessor de liturgia da CNBB, Pe. Carlos Gustavo Haas. Pela extensão do tema, a parte do ritual da Missa dedicada à liturgia da palavra será desenvolvida, neste Conhecer a Jesusapós é o amelhor que qualquer mesmo espaço, Páscoapresente do próximo ano. pessoa pode receber, tê-lo encontrado foi o melhor que Objetivamos, assim, oferecer uma visão completa, prática ocorreu nossas vidas, e fazê-lo conhecido com nossas e atual doem Ritual da Missa. Que a etrajetória a ser percorrida palavras obras é uma alegria (Dap.32)neste espaço nos próximos meses deste ano – avive em nós a importância da eucaristia em nosso dia a dia. Pe. Darci Luiz Marin Coordenador dos periódicos da Paulus

Vila Vintém

Anuncie Aqui

Joaquim

Veronildo

 

3268.8999 9963.7461

2. VAMOS AO ENCONTRO DO SENHOR “Na missa, o povo de deus é convocado e reunido, sob a presidência do sacerdote que representa a pessoa de Cristo, para celebrar a memória do senhor ou o sacrifício eucarístico” (1GMP 27) É a presença de homens e mulheres que se encontram, felizes por se reconhecerem como convocados por Deus. São pessoas que se reúnem na fé, em nome de Cristo, conduzidos pela ação misteriosa do Espírito. Daí emerge o sentido da assembleia litúrgica. Hoje, me meio aos inúmeros compromissos inerentes à vida profissional e social, tomar parte da celebração eucarística é séria opção. No passado, as pessoas eram movidas pelo preceito: “ Participar da missa inteira nos domingos e outras festas de guarda e abster-se de ocupações de trabalho”. Hoje as decisões são tomadas com base nas motivações. Contudo, se uma pessoa deseja ter vida sadia, sente-se obrigada a alimentar-se sadiamente. O decidir-se e pôr-se a caminho para tomar parte da missa dominical é um sagrado exercício de quem entende que seu cotidiano necessita alimentar-se na mesa que é fonte e ápice da vida cristã (cf. SC 10) Celebrar o mistério pascal em comunidade é um privilégio, mais do que uma obrigação. Há quem pergunta: quando começa a missa? A resposta poderia ser: a missa, enquanto momento celebrativo, começa com o canto de entrada. Contudo, a missa como expressão da vida de fé se inicia em casa, envolve a caminhada até o encontro com o Senhor. O sair de casa e o caminhar, é movimento repleto de significado. Partir a pé ou de carro para celebrar a eucaristia em comunidade é locomover-se animados pela força da palavra de Deus que convoca para o encontro com ele. Tomar o caminho que conduz à celebração supõe romper as amarras da rotina e deixarse mover pelo Espírito que age em vista da comunhão com deus e com os irmãos de fé. A celebração da eucaristia é alimento da caminhada. O pão partido par um mundo novo nos é oferecido para estreitar os laços da aliança com o Senhor. Pôr-se a caminho ao encontro do Senhor revela a identidade do Cristão: um ser a caninho rumo ao reino definitivo do Pai. Frei Faustino Paludo Assessor de liturgia da CNBB

ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS

Rua Albino Meira, 110/02 Parnamirim, Recife‐PE. www.holder.adm.br atendimento@holder.adm.br F: (081)3442‐1618 / 9208‐8400

Anuncie Aqui

verofat@ hotmail. com Veronildo


FOLHA FORTE

08

ESPAÇO ABERTO

Reflexão sobre a Campanha da fraternidade - 2015 No último dia 28 de abril, às 20h, o paroquiano Márcio Bourbon fez uma apresentação da Campanha da Fraternidade de 2015, no salão Paroquial, sobre o tema: "Fraternidade: Igreja e Sociedade” e lema: "Eu vim para servir” (Marcos 10,45). A palestrante mostrou os problemas e desafios da Igreja Católica frente uma sociedade mediática.

Ao mesmo tempo em que se mostram as dificuldades, sempre é produtivo mostrar o que vem dando certo, por onde caem as sementes jogadas a lanço na sociedade. A paróquia Sagrado Coração de Jesus, de Casa Forte, tem muitos exemplos de boa semeadura. Duas instituições, mantidas pela paróquia, fazem um trabalho que produzem frutos, mas que, muitas vezes, não são conhecidos pelos próprios paroquianos. O diácono Aerton apresentou ao público presente três exemplos que deram certo. A comissão formada, para apoiar esse evento, convidou pessoas que, em sua infância e adolescência, vivenciaram a paróquia, através da Creche Menino Jesus e da Casa da Criança Marcelo Asfora. A primeira a se apresentar foi a Jornalista Angélica Zenitha Silva Campos de França Barros. A mesma agradeceu a

oportunidade e contou que foi moradora da comunidade Lemos Torres e participou ativamente na paróquia. A partir da catequese, com Pompéia, fez encontro de jovens e, hoje, trabalha como jornalista, mas nunca esquece a formação que teve na paróquia. O segundo testemunho foi dado por Roberta Eleonora Souza Leão Soares, que foi a primeira professora da Casa da Criança Marcelo Asfora, em 1991. Muito emocionada, a Professora Roberta lembrou o tempo em que trabalhava dando reforço nas principais disciplinas aos alunos mantidos de 7 a 14 anos na CCMA, e que acompanha, ainda hoje, através do whatsApp, muitos alunos que passaram pela paróquia.

Tarciana, Roberta e Angêlica E, por último, a Tarciana dos Santos Damião, que também residiu na comunidade de Lemos Torres e que passou pela paróquia na CCMA que, hoje, é Bacharel e Professora de Canto Lírico. Para terminar, a plateia foi brindada com três números de canto lírico, o que encantou a todos. Pe. Edwaldo agradeceu às três pelos belíssimos testemunhos de sucesso e falou que são muitos os anônimos que receberam da paróquia o apoio e o direcionamento para suas vidas.

Atividades Paroquiais Missas Matriz: Sábados:

19h Terça a Sexta 16h (com as crianças) 19h30 (com as famílias)

Domingos: 08h (paroquial) 17h (com os jovens) 19h30 (com as famílias)

Terças-feiras às 19h - Hora da Graça Hospital Infantil 3ª e 5ª às 17h Capela da Sagrada Família 3ª a 6ª às 17h30

Em nossas Comunidades: Vila Vintém 4ª Sábado às 17h30 Sant’Ana 1º domingo, às 17h

Poço da Panela: Domingo às 19h30 Lemos Torres: Cap. N. Sra. Graças (Col. Virgem Poderosa) 1º e 3º domingos, às 10h Quartas, sextas e sábados às 17h e Domingo às Inaldo Martins: 2º sábado às 17h30. 11h

Hospital Agamenon Magalhães

última 4ª feira do mês às 15h30

Batizados

Aos segundos e quartos domingos de cada mês, às 10h, sendo imprescindível a participação dos pais e padrinhos em palestra de preparação que ocorrerá sempre no mês anterior do batismo, conforme data preestabelecida pela pastoral. Folga do Vigário Secretaria e-mail: paroquiadecasaforte@hotmail.com Às segundas-feiras 2ª a 6ª das 07h às 12h30 e das 14h às 17h - Site: www.paroquiadecasaforte.com.br Sábados: das 8 às 12h Telefones: 3268-0647/ 9964-0647/8914-5224 - Sacristão da Matriz: Roberto - 3442-5957

Profile for Paróquia Forte

Folha Forte maio 2015  

Informativo da Paróquia de Casa Forte - maio 2015

Folha Forte maio 2015  

Informativo da Paróquia de Casa Forte - maio 2015

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded