__MAIN_TEXT__

Page 1

JORNAL DA PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS - CASA FORTE - RECIFE-PE | ANO XIX - Nº 10| JUN DE 2015 | www.paroquiadecasaforte.com.br

Cristo Hoje... “Enquanto comiam, Jesus tomou um pão e, tendo pronunciado a bênção, o partiu, distribuiu a eles, e disse: “Tomem, isto é o meu corpo”. Em seguida, tomou um cálice, agradeceu e deu a eles. E todos eles beberam. E Jesus lhes disse:“Isto é o meu sangue, o sangue da aliança, que é derramado em favor de muitos. Eu garanto a vocês: nunca mais beberei do fruto da videira, até o dia em que beberei o vinho novo no Reino de Deus” (Mc 14, 22-25)

Corpus Christi Deus-PAI sempre dedicou Eucaristia. O pão e o vinho especial atenção ao homem. Os representam o corpo e o sangue povos antigos foram orientados e de Jesus Cristo. Aos discípulos, receberam proteção em diversas foi confiada a missão de levar a situações. Com Abraão, um povo Palavra e o Corpo e o Sangue de errante e sem destino, vai ocupar J e s u s a o s m a i s d i s t a n t e s um lugar e iniciar vida nova. Com recantos da terra. Assim todo Moisés, escravos foram libertados a q u e l e , f o r t a l e c i d o p e l o e conduzidos à sua morada. ESPÍRITO SANTO, encontra Assim Deus enfrenta poderosos r a z ã o p a r a re c o n h e c e r o e faz ALIANÇAS, mas homens C O R P O D E C R I S TO n a ingratos não cumpriram a sua EUCARISTIA. parte. Em 1264, o Papa Urbano IV O Senhor decide estabelecer a publicou, na Constituição DEFINITIVA ALIANÇA, enviando Clementina, o dever de se o seu próprio FILHO, para levar a EUCARISTIA em Festa p r o c i s s ã o p e l a s v i a s libertar a humanidade do de pecado e mostrar o públicas. Tinha início a caminho da Salvação. Jesus Corpus grande Festa em louvor ao convive com os homens. Corpo de Cristo. A partir Ensina e explica a diferença Christi daí, todo ano, a Igreja entre o bem e o mal. Diz que celebra a Festa de é possível viver, porém, com amor, C O R P U S C H R I S T I , e o s tudo será melhor. Haverá um M i n i s t r o s C o n s a g r a d o s mundo novo, quando não houver c o n t i n u a m a m i s s ã o d o s privilégios ou interesses ilícitos. primeiros discípulos. Jesus Deus é o Senhor de todas as retornou ao PAI, mas deixou o coisas, e o FILHO a imagem do s e u c o r p o n a E u c a r i s t i a . próprio PAI. Portanto o maior de Ninguém pode alegar a sua todos os Mandamentos é amar a a u s ê n c i a , d i a n t e d e u m a Deus acima de tudo e ao próximo presença real. como a si mesmo. A EUCARISTIA é um dos sete Jesus está concluindo sua Missão. Sacramentos e foi instituída na Mas, antes de se entregar e Quinta-Feira Santa; por isso morrer para remir os pecados da mesmo, a Festa de CORPUS humanidade, durante a celebração CHRISTI é festejada na quintada Páscoa e jantando com seus feira, após o domingo da discípulos, realiza a Instituição da Santíssima Trindade.

Nesta edição... Palavra do Pastor

Pe. Deyvson Soares Santos

Pág. 02

Gente em Comunicação Irmã Fátima Dantas

Pág. 03

Folha Jovem

São João na Paróquia O mês de maio no Poço da Panela

Pág. 04 Pág. 05

Notícias da paróquia

1ª Eucaristia 2015

Ritos da Santa Missa

Pág. 06 Pág. 07

Espaço Aberto

Reflexão sobre Cortus Christi Papa Francisco

Pág. 08


FOLHA FORTE

02

A PALAVRA DO PASTOR

Caros Paroquianos(nas)

Pe. Deyvson Soares dos Santos Vigário Paroquial

Queridos irmãos e irmãs, quero nestas poucas linhas expressar meu carinho e respeito por todos de nossa querida paróquia de Casa Forte. Cheguei por aqui há quase dois anos e fui muito bem acolhido, a ponto de às vezes pensar que estou por aqui há muito mais tempo. Engraçado, onde colocamos o amor, a cronologia evapora ou vira mero detalhe. Estamos no mês do Sagrado Coração de Jesus, nosso padroeiro, vale a pena recordar que o Verbo se fez carne, habitou entre nós e nos amou com um coração humano, algo tão misterioso, que nos ajuda a pensar que a maior lei de fato é o amor. O amor desarma nosso coração, nos coloca a serviço, dissolve a indiferença tão presente nas relações, resgata a superficialidade da vida, promove uma faxina na alma, compromete com a solidariedade, faz enxergar de fato o outro na sua diferença que deve implicar em acolhida e respeito, derruba os titãs do preconceito e da hipocrisia, traz a gratidão em nossos atos e cria em nós o desejo de sermos melhores, de sermos humanos, de sermos divinos. Destaco a alegria de conviver com o Padre Ewaldo, figura mitológica, nosso amado pároco, com ele tenho aprendido muito no exercício do meu ministério presbiteral. É visível que o amor faz toda diferença no tocante aos anos dedicados à paróquia, sua

sensibilidade aos mais pobres, a paciência de escutar e discernir melhores soluções, o trabalho dividido com os leigos, etc.Tenho tido uma oportunidade ímpar de viver minha vocação, que tem como lema, “Tornei-me tudo para todos” 1Cor 9, 22b, de forma serena, ao dedicar minha vida ao próximo. E, estando atento aos desafios pastorais, vou dividindo esta missão com outros irmãos queridos, o Diácono Aerton e o Dom Genival, que chegou há pouco tempo para reforçar o time no pastoreio. É muito importante fazer tudo com amor, tendo clareza do serviço e de forma despretensiosa, colocar-se como instrumento de Deus na vida do povo. Convido a todos que entreterem seu olhar nestas linhas, a elevar a Deus esta pequena oração que diz: “Jesus manso e humilde de Coração, fazei meu coração semelhante ao Vosso”. E como este mês é também de festas populares termino recordando um trecho de uma antiga canção que diz: “Porque o que se leva dessa vida, coração, é o amor que a gente tem pra dar”. Que Deus nos ajude nesta sublime missão de espalhar o amor. E no amor, nos eternizarmos no coração de todos com os quais convivemos!

EDITORIAL

O Padroeiro Santo Antônio Por iniciativa de dom Antônio Fernando Saburido, a Arquidiocese de Olinda e Recife está resgatando a história devocional do padroeiro da AOR e do Estado de Pernambuco, Santo Antônio, inspirada na comemoração do Ano de Vida Consagrada, proclamado pelo papa Francisco e do Ano da Paz idealizado pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Neste sentido foi realizado, pela primeira vez, o Tríduo em honra a Santo Antônio na Igreja Catedral do Santíssimo Salvador do Mundo – Sé de Olinda, nos dias 10,11 e12 do mês de junho, com recitação do terço, ladainha, missas e no dia 13 o encerramento com procissão e missa celebrada pelo bispo auxiliar dom Antônio Tourinho. Muitas

Rua Jeronimo de Albuquerque nº279 Casa Forte - Recife - PE Fone: (81)3268-5114

EXPEDIENTE

pessoas pensam que a padroeira da AOR e do Estado é Nossa Senhora do Carmo. Acontece que a devoção mariana cresceu tanto que em 1909, a Virgem do Carmo foi proclamada a Excelsa Padroeira do Recife pelo papa Pio X. Como não pode haver dois padroeiros no mesmo lugar, Nossa Senhora ficou como padroeira da Cidade do Recife e da província Eclesiástica de Pernambuco. A devoção a Santo Antônio vem de Portugal, quando para o Brasil vieram os primeiros colonos. O verdadeiro nome de Santo é Antônio Fernando de Bulhões. A troca para Antônio se deu quando ele ingressou na ordem de São Francisco de Assis, dos Franciscanos.

CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO

A publicação mensal de distribuição gratuita e de responsabilidade da Pastoral da Comunicação, da Paróquia da Casa Forte Praça da Casa Forte, 388 Casa Forte, Recife - PE. CEP: 52061-420 Fone: (81) 3268-0647 Jornalista responsável Zodja Costa - 2043 DRT/PE Colaboradores Carmen Galvez, Fátima, Irma, Joaquim Alves, Marcinho, Rosário, Stela, Tereza e Veronildo Diagramação Veronildo Projeto Gráfico Carmen Galvez Impressão MXM Gráfica e Editora Ltda Tiragem desta edição: 1.500 exemplares Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal.


FOLHA FORTE

03

Gente em Comunicação

Neste número, o Folha Forte entrevista Irmã Fátima Dantas, da Congregação das Irmãs da Sagrada Família, por ocasião dos 200 anos de atividade da Congregação. FF: Quem fundou e onde foi iniciada a Congregação das Irmãs da Sagrada Família? Irmã Fátima: A Congregação das Irmãs da Sagrada Família foi fundada em 03 de maio de 1816, em Villefranche de Rouergue, sul da França, por Santa Emília de Rodat, com a finalidade da educação de crianças pobres. FF: Quantos anos a Congregação atua no Brasil e no Estado? Irmã Fátima: Estamos iniciando o ano jubilar dos 200 anos. A abertura será oficialmente celebrada na festa de Santa Emília, em setembro/2015. Desses 200 anos de história, mais de 100 de presença no Brasil. O 1º grupo de religiosas francesas chegou em 29 de maio de 1902, para educação e formação dos filhos dos operários da Fábrica de tecidos de Camaragibe. Em Casa Forte, elas iniciaram a missão educativa em 1905. FF: Como se dá a participação na Igreja e comunidade paroquial? Irmã Fátima: Hoje, nossa presença, na Igreja, tem um toque particular – queremos participar da vida das pessoas, dos grupos, das pastorais, na solidariedade, na amizade. Somos solidárias com as necessidades da Igreja e suas iniciativas. Na Igreja, também queremos ser uma presença orante, ajudando-nos mutuamente a

experimentar Deus no cotidiano da vida. Dizem as nossas Constituições: “Consagradas na Igreja, povo de Deus que vive, celebra sua fé e anuncia o Evangelho, nós queremos ser disponíveis para responder a seus apelos e às necessidades de nosso tempo...” FF: Qual a mensagem que a irmã deixaria para as comunidades de Casa Forte neste ano jubilar?

Irmâ Fátima: Convidamos a todos(as) a vivenciar conosco este Ano Jubilar. Que Deus nos ajude a sermos presença do amor e da ternura. Assim dizia Santa Emília:“Para mim, é agradável pensar que... fazem tudo o que depende de vocês para tornar conhecido e amado o melhor dos mestres.” Para mim, também gosto de pensar que esta também é nossa missão, nos grupos, nos meios de comunicação...Vamos nos esforçar para ser essa expressão da ternura e do amor de Deus para com todos. Deus é bom! Deus é amor e quem ama permanece em Deus! Somos chamadas a testemunhar isso no nosso dia a dia. Amém!

Visita da Primeira Dama da Prefeitura do Recife à Creche Beneficente Menino Jesus. No dia 28 de maio, às 15h, a Creche Beneficente Menino Jesus foi agraciada com a presença amiga da jovem primeira dama da nossa cidade a Dra. Cristina Mello e da Dra. Ana Rita Suassuna, da Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos da Prefeitura do Recife. A equipe da Creche, representada pela sua presidente Paula Lira, sua Vice-presidente Isabel Poggi, a Tesoureira Maria Dulce Wanderley, a Gerente Administrativa Marinalva Barros e representando a Paróquia, o Bispo Emérito dom Genival S. França e o casal Dr. Miguel Fonseca Lima Neto, presidente da Casa da Criança Marcelo Asfora e sua esposaYara Areias. Com esta visita a primeira dama do Recife, Dra. Cristina Mello, confirmou a doação de parte do recuso arrecadado com o Baile dos Namorados promovido pela Prefeitura do Recife. São estas ações solidárias que alimentam e fortalecem a caminhada de prestação de serviços realizadas por

esta Creche. Que o Menino Jesus abençoe os seus fiéis colaboradores.


Jovem

FOLHA FORTE

04

SUPLEMENTO DO JORNAL FOLHA FORTE | ANO XIX - Nº 10 jun de 2015

São João da Paróquia Programação de

Junho

NOTÍCIAS DA PARÓQUIA

Notícias da Paróquia

EAC - 2015

06 07

Adoração ao Santíssimo

05 09

Santos do mês de junho O mês de junho é dedicado a vários santos, que no nordeste têm grande devoção. No dia 12 festeja-se Santo Antônio, também conhecido como o santo casamenteiro. No dia 23 é a vez de São João, que é comemorado com muita alegria, com festejos regados a comidas e bebidas típicas e muita música, destacandose o forró e o coco. No dia 28 é o dia de São Pedro e São Paulo, completando assim o ciclo junino. Embora essas comemorações façam parte da cultura nordestina, cada dia se distanciam da devoção que ocorriam nos lugares mais distantes dos grandes centros, notadamente nas cidades do interior dos Estados do Nordeste.

Encontro de Adolescente com Cristo

Dia 05 às 16h e dia 09 às 20h30 na Igreja Matriz;

Missa do padroeiro Sagrado Coração de Jesus

12

Missa , às 19h30.

Bazar da Fraternidade

13

Bazar, no salão paroquial das Graças, com produtos doados pela Receita Federal

2.1.

13

São João do EJC, EAC, ECC Salão Paroquial e quadra

15

19 27

28

C.P.P.

Reunião das das comissões

São João da CCMA Festa Junina no Poço

Calendário - maio São Pedro e São Paulo Missas dos domingos

Folha Jovem é um suplemento do Jornal Folha Forte de responsabilidade dos Encontros de Jovens (Raíssa - Assessora EJC) e Adolescentes (Rafael Miranda 8887- 4510- Supervisor EAC) - Diagramação:Veronildo Oliveira.


FOLHA FORTE

05

EJC e EAC

2º Bazar da Fraternidade

O mês de maio no Poço da Panela

O próximo Bazar da Fraternidade acontecerá no dia 12 de junho, na Paróquia das Graças, no horário das 9 às 18h, no salão Paroquial. Serão comercializadas mais de 10 mil peças, doadas pela Receita Federal do Brasil, divididas entre material de informática, eletrônicos, perfumaria, som, roupas, acessórios masculinos e femininos e dezenas de outras especialidades.

O mês de maio, mês de Maria, contou com uma participação muito efetiva da comunidade do Poço da Panela. Em uma demonstração de Fé e amor à Maria e a seu filho Jesus Cristo, todos os dias, foram realizados momentos de oração nas casas do bairro. Cada casa da comunidade recebeu uma réplica da bandeira de Nossa Senhora da Saúde, rezaram o terço, compartilharam os inúmeros exemplos de Maria e, ao final, cada família oferecia um lanche para a confraternização de todos. Adultos, jovens e crianças, todos participaram. Além disso, a equipe de liturgia ainda preparou uma lembrancinha para cada casa que recebeu Nossa Senhora e, aos domingos, para aqueles que se revezassem na Igreja.

Vale sempre lembrar que todo o recurso será em prol das obras sociais da Paróquia: a Creche Beneficente Menino Jesus e a Casa da Criança Marcelo Asfora. Além dessas duas obras sociais, o dinheiro arrecadado, com a venda das mercadorias, vai para a Fazenda da Esperança, instituição que será construída para trabalhar na recuperação de viciados em todos os tipos de drogas.

H o s p ital

de

Foram momentos de congraçamento de toda a comunidade, em que partilharam os seus momentos de vida, iluminados pela devoção à Maria. Ao final do mês (dia 30), houve a preparação do andor para o encerramento na Matriz e procissão. E, no dia 31, todos seguiram em procissão para a Igreja Matriz, para celebrar junto com todas as comunidades, o encerramento do mês mariano.

O lh o s

Adoração ao Santíssimo Sacramento

SANTA L U ZIA

*  1ª quinta‐feira do mês às 16h;

Você vê a diferença

Estra do Encanamento, 909/873 Casa Forte-Recife-PE Central de Marcações: (81) 2121-9191 www.hospitalsataluzia.com.br

Rua Gildo Neto, 62, Tamarineira-Recife-PE. www.casacertaimobiliaria.com.br

* 2ª terça‐feira do mês às 20h30 Matriz de Casa Forte


FOLHA FORTE

06

EJC e EAC

Primeira Eucaristia - 2015

Evangelização pelas ondas do rádio

A nossa paróquia celebrou, com muita alegria, no dia 16/05, a Primeira Eucaristia dos catequizandos formados no biênio 2014-2015. Após um período de formação, que contou com a renovação do batismo e a primeira confissão, chegou o grande dia da celebração do Sacramento da Eucaristia. Ainda no salão paroquial, em preparação para a procissão até a igreja, os catequizandos receberam uma acolhida calorosa do nosso querido pároco Padre Edwaldo que, como sempre faz, motivou a todos a prosseguir nesta nova etapa da iniciação cristã.

Todos conhecem o belo trabalho de evangelização e caridade das Irmãs da Congregação da Sagrada Família, situada ao lado da igreja Matriz, através dos inúmeros projetos e ações sociais que elas desemvolvem, com muito carinho, em nossa paróquia.

A celebração, presidida por Padre Deyvson, que acompanhou as crianças durante a toda a preparação, foi emocionante! Como todos os anos, os catequizandos receberam o sacramento da Eucaristia na consagração do pão e vinho em “Corpo e sangue de Cristo”.A Eucaristia é " o próprio sacrifício do Corpo e do Sangue do Senhor Jesus, que Ele instituiu para perpetuar o sacrifício da cruz no decorrer dos séculos até ao seu regresso, confiando assim à sua Igreja o memorial da sua Morte e Ressurreição. É o sinal da unidade, o vínculo da caridade, o banquete pascal, em que se recebe Cristo, a alma se enche de graça e nos é dado o penhor da vida eterna" (conf. CIC 272). Ao final, todos celebraram não o fim, mas, o começo de uma nova vida cristã baseada na celebração contínua da Eucaristia, na perseverança dos ensinamentos de Cristo e na vivência de uma comunidade disposta a caminhar juntos para a construção do Reino de Deus aqui na Terra. Parabenizamos assim, os catequizandos, Pais, parentes, amigos, paroquianos e, principalmente, a todos os catequistas, por momento tão sublime da nossa fé católica.

No entanto, o que poucos sabem, é que a dedicação e o desejo de evangelização das irmãs da Sagrada Família já ultrapassam os limites paroquiais. No dia 27/05, a Pascom de Casa Forte, representada pelo casal Marcinho e Stela, visitou o programa de rádio, que é apresentado pela Irmã Fátima Dantas todas as quartas-feiras, às 20h, na Rádio Guarany AM 1300KHz. O objetivo do programa é de evangelizar com o aprofundamento litúrgico, com a escuta e reflexão da Liturgia da Palavra e a oração, através da reza do Terço, que tem a participação emocionante dos ouvintes que ligam para a rádio, além de apresentação de belas canções católicas. De parabéns as Irmãs da Sagrada Família por mais um bonito projeto. O programa pode ser acompanhado também pela internet, todas as quartas-feiras, às 20h, através do site: http://www.radioguarany.com.br/.

EDMAR VICTOR (Laboratório de Análises Clínicas)


FOLHA FORTE

07

Notícias da Paróquia

RITOS DA MISSA

Novos bancos da matriz

O Folha forte neste número continua a reproduzir na integra a coluna do Jornal o Domingo, da Editora Paulus, que nas últimas semana vem abordando o tema: Ritos da Missa. A proposta vem ao encontro e o desejo de muitos que têm dúvidas quanto aos procedimentos e ritos desenvolvidos durante a solenidade e para aqueles que sentem dificuldades em entender realmente o significado de cada parte da missa. A iniciativa além de ser louvável, merece a atenção de todos os leitores por se tratar de uma matéria de interesse de todo católico e por ter sido tratada por especialistas no assunto ligados ao setor de liturgia da CNBB.

3. VAMOS À IGREJA O Cristão que se põe a caminho para o encontro com o senhor tem diante de si “ o chegar e o reunir-se em comunidade”. Esse reunir-se constitui a Igreja. O “reunirse, para os primeiros cristãos, era algo sagrado que fazia parte de sua identidade. Os mártires de abitínia, quando indagados pelo imperador sobre os motivos das reuniões, respondiam: “Sem a reunião não podemos viver”. Ausentar-se da “reunião” era o mesmo que machucar o corpo, isto é, a comunidade. O apóstolo Paulo entende a comunidade como o corpo. É pela reunião e celebração que a Igreja se torna cada vez mais corpo no Corpo de Cristo, como diz são Leão Magno: “A nossa participação no corpo e no sangue de Cristo age de tal modo que nos transformamos naquele que recebemos”. “Vamos à Igreja. ” Ter espaços para o encontro e convivência faz parte da condição humana. Embora a terra toda seja santa, precisamos de lugares que favoreçam a experiência fecunda da vida em comunidade e o encontro com Deus. Para esse lugar, carregamos a vida de cada dia e buscamos, para a caminhada, luz, sentido, força e coragem missionária. O espaço material, na sua funcionalidade, pode constituir o espalho da reunião e da memória do mistério pascal. As pessoas se dirigem à igreja para rezar, para confiar sua vida e desejos ao Senhor e dele receber nova luz. Oração é precisamente esse diálogo confidente. Bom seria se aí as pessoas encontrassem um ambiente agradável e convidativo à oração. Um refrão cantado ou uma música suave aquecem o coração. O louvor a ação Conhecer a Jesus é o melhor presente que equalquer de graças que a assembleia elevará ao Senhor, em cantos e pessoa pode receber, tê-lo encontrado foi o melhor que preces, primeiro elabora no coração e com depois se ocorreu em nossassevidas, e fazê-lo conhecido nossas expressaeem gestos e palavras. significativo momento palavras obras é uma alegria Um (Dap.32) de oração pessoal anterior à celebração comunitária insere e mergulha as pessoas no mistério libertador do qual a assembleia do povo de Deus fará memória por meio da ritualidade litúrgica.

Vila Vintém

Anuncie Aqui

Joaquim

Veronildo

 

3268.8999 9963.7461

4. A MISSA: UMA CELEBRAÇÃO COMUNITÁRIA “Reunião do povo” são as palavrasessenciais do Missal para compreender a natureza da celebração eucarística. O Missal de Paulo VI (1970) apresenta como critério da celebração “a reunião do povo de Deus”.A missa é ação do povo de Deus reunido em assembleia. A assembleia do povo de Deus é a primeira realidade sacramental da missa.Além da sua realidade concreta de pessoas reunidas de diferentes idades, níveis de cultura etc., a assembleia é obra de Deus. Os participantes são convocados pelo chamamento de Deus para a celebração. Chamado que ressoa em todos os domingos para os batizados - pois é principalmente no Domingo que os cristãos são chamados para constituírem a assembleia de culto. A constituição da assembleia dá caráter de ação pública à celebração eucarística. Uma característica notável do culto cristão: “Eram perseverantes em ouvir o ensinamentos dos apóstolos, na comunhão fraterna, no partir o pão e na oração. E a cada dia o Senhor acrescentava à comunidade outras pessoas” (At 2,4247). A assembleia, seja qual for o número de pessoas presentes, não é nada menos do que a Igreja reunida. Chegando ao local da celebração, os cristãos devem lançar um olhar de fé sobre as pessoas reunidas; apesar de serem de bairro ou de visinhança ou pessoas transeuntes, elas constituem o povo de Deus - a Igreja. Como mergulhar nesse espírito comunitário? Favorece esse espírito necessário à celebração o fato de as pessoas se saudarem umas às outras, de a equipe de liturgia e os ministros acolherem alegre e fraternalmente os que vão chegando, dando especial atenção às crianças, às pessoas idosas e aos que estão de passagem. Na celebração eucarística, o agir comunitário tem primazia. Havendo necessidade de destacar algo de caráter individual, cuidese para que o mesmo se integre à ação comunitária da assembleia. Frei Faustino Paludo Assessor de liturgia da CNBB

ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS

Rua Albino Meira, 110/02 Parnamirim, Recife‐PE. www.holder.adm.br atendimento@holder.adm.br F: (081)3442‐1618 / 9208‐8400

Anuncie Aqui

verofat@ hotmail. com Veronildo


FOLHA FORTE

08

ESPAÇO ABERTO

No Corpus Christi o Papa recorda os cristãos perseguidos Nos separamos “quando não somos dóceis à Palavra do Senhor, quando não vivemos a fraternidade entre nós, quando competimos para ocupar os primeiros lugares, quando não encontramos a valentia de testemunhar a caridade, quando não somos capazes de oferecer esperança”. E assim, o Pontífice assegurou que a Eucaristia nos permite não separar-nos, “porque é vínculo de comunhão, é realização da Aliança, sinal vivente do amor de Cristo que se humilhou e imolou para que nós permanecêssemos unidos”. Também disse que a participando na Eucaristia e alimentando-se dela,“estamos em um caminho que não admite divisões".

Assim, o Santo Padre Francisco nesta quinta-feira na homilia da Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo, na missa celebrada na Basílica de São João de Latrão, referindo-se ao responsório da segunda leitura. “Reconhecei no pão ao mesmo que pendeu na cruz; reconhecei no cálice o sangue que brotou do seu lado. Tomais, pois, e comei o corpo de Cristo; tomais e bebei seu sangue. Sois já membros de Cristo. Comei o vínculo que vos mantém unidos, para que não vos disperseis; bebei o preço da vossa redenção, para que não o desprezeis”.

O Papa se perguntou: o que significa hoje, desintegrarse e desprezar-se? "Cristo presente em nosso meio, no sinal do pão e do vinho, exige que a força do amor supere cada laceração, enquanto se torna comunhão com o pobre, apoiado pelo fraco, atenção fraterna a todos aqueles que sentem dificuldade em levar o peso da vida cotidiana”, explicou Francisco. Por outro lado, ele também explicou o que significa "desprezar-nos”. Dessa forma indicou o que significa “deixar-se afetar pelas idolatrias do nosso tempo: o aparentar, o consumir, o eu no centro de tudo; mas também o ser competitivos, a arrogância como atitude vencedora, o não admitir nunca ter errado e ter necessidade'. Tudo isso “nos humilha, nos faz cristãos medíocres, tíbios, insípidos”.Na Última Ceia, Jesus dá o seu Corpo e Sangue através do pão e do vinho, para nos deixar o memorial do seu sacrifício de amor infinito, lembrou Francisco. E com este “estímulo” cheio de graça, os discípulos têm tudo o que precisam para o seu caminho ao longo da história, para estender a todos o reino de Deus. Por isso, o Santo Padre disse que "a luz e a força será para eles o dom que Jesus fez de si mesmo, sacrificando-se voluntariamente na cruz". E este pão da vida – acrescentou – chegou até nós. Esta “maravilha” da Igreja perante esta realidade, não termina nunca. E é um “estupor” que alimenta sempre a contemplação, a adoração, a memória. Na homilia, do dia de Corpus Christi, o Bispo de Roma recordou que o Sangue de Cristo nos livrará dos nossos pecados e nos restaurará nossa dignidade.“Sem nosso mérito, com humildade sincera, poderemos levar aos nossos irmãos o amor de nosso Senhor e Salvador”, acrescentou. Assim, a Eucaristia “atualiza a Aliança que nos santifica, nos purifica e nos une em comunhão admirável com Deus”.

Atividades Paroquiais Missas Matriz: Sábados:

19h Terça a Sexta 16h (com as crianças) 19h30 (com as famílias)

Domingos: 08h (paroquial) 17h (com os jovens) 19h30 (com as famílias)

Terças-feiras às 19h - Hora da Graça Hospital Infantil 3ª e 5ª às 17h Capela da Sagrada Família 3ª a 6ª às 17h30

Em nossas Comunidades: Vila Vintém 4ª Sábado às 17h30 Sant’Ana 1º domingo, às 17h

Poço da Panela: Domingo às 19h30 Lemos Torres: Cap. N. Sra. Graças (Col. Virgem Poderosa) 1º e 3º domingos, às 10h Quartas, sextas e sábados às 17h e Domingo às Inaldo Martins: 2º sábado às 17h30. 11h

Hospital Agamenon Magalhães

última 4ª feira do mês às 15h30

Batizados

Aos segundos e quartos domingos de cada mês, às 10h, sendo imprescindível a participação dos pais e padrinhos em palestra de preparação que ocorrerá sempre no mês anterior do batismo, conforme data preestabelecida pela pastoral. Folga do Vigário Secretaria e-mail: paroquiadecasaforte@hotmail.com Às segundas-feiras 2ª a 6ª das 07h às 12h30 e das 14h às 17h - Site: www.paroquiadecasaforte.com.br Sábados: das 8 às 12h Telefones: 3268-0647/ 9964-0647/8914-5224 - Sacristão da Matriz: Roberto - 3442-5957

Profile for Paróquia Forte

Folha Forte junho 2015  

Informativo da Paróquia de Casa Forte - junho 2015

Folha Forte junho 2015  

Informativo da Paróquia de Casa Forte - junho 2015

Advertisement