__MAIN_TEXT__

Page 1

JORNAL DA PARÓQUIA SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS - CASA FORTE - RECIFE-PE | ANO XIX - Nº 11| JUL DE 2015 | www.paroquiadecasaforte.com.br

Cristo Hoje... “Ainda que eu falasse línguas, as dos homens e dos anjos, se eu não tivesse amor, seria como o sino ruidoso ou como címbalo estridente. Ainda que eu tivesse o dom da profecia, o conhecimento de todos os mistérios e de toda a ciência; ainda que eu tivesse toda a fé, a ponto de transportar montanhas, se não tivesse amor, eu não seria nada.” (1Cor 13, 1-2)

O amor ao próximo É importante o relacionamento surgir o amor. O AMOR AO entre as pessoas para o PRÓXIMO ultrapassa os dons e conhecimento daquilo que as características dos membros de identificam. Jesus ensinou que uma comunidade. A sociedade todos são irmãos e que não se atingirá um estágio superior, sem deve julgar nem apontar qualquer sequela, quando o diferenças que geram equilíbrio não depender de preconceitos. interesses pessoais, mas do Assim, se todos são iguais, não há relacionamento baseado no razão para evitar aproximação. amor ao próximo. O dinamismo À medida que os homens da vida é a expressão maior do formam grupos, surgem as relacionamento entre os irmãos. comunidades, povoados e, até, São João define: "Deus é amor" cidades. É comum dizer que (Jo 4,8). é importante SOMAR. Com Quando existe amor ao Se não efeito, deve-se lembrar de próximo, pode-se afirmar tivesse que a SOMA mantém a que é possível viver a amor, individualidade das partes, s a b e d o r i a , p o rq u e a eu possibilitando a separação consciência está formada p e l a d i v i s ã o. A s s i m o não seria de acordo com o Plano de nada caminho é pensar na união Deus. A mensagem do amor ao das pessoas, pois, quando próximo está contida na ocorre UNIÃO, há integração parábola do samaritano, na qual perfeita. A partir desta união, o próximo é quem vai ao surgem a unidade dos encontro de seu irmão para pensamentos, a força dos ideais e conhecer suas necessidades. O a divisão dos bens entre todos, Mestre ensinou que se deve que vão formar uma sociedade amar até o inimigo e fazer o bem livre de interesses individuais ou a quem o odiar. Amar o amigo de grupos, fundada no equilíbrio não é comportamento especial. s o c i a l . O n d e e x i s t e u n i ã o, O homem precisa ter um compreensão, respeito e comportamento especial que se distribuição de bens, surge uma fundamenta na FÉ. A confiança sociedade perfeita. Neste no irmão deve ser fundamento momento, as pessoas estão mais para a atitude do CRISTÃO. próximas e, zelar pelo irmão, faz

Nesta edição... Palavra do Pastor

Papa Francisco

Pág. 02

Gente em Comunicação A Paróquia viva

Pág. 03

Folha Jovem

São João EJACC XX Encontro de Adolescentes com Cristo

Pág. 04 Pág. 05

Notícias da paróquia

Junho no ECCzinho

Ritos da Santa Missa

Pág. 06 Pág. 07

Espaço Aberto

Festa Junina Arraial do Poço da Panela

Pág. 08


FOLHA FORTE

02

A PALAVRA DO PASTOR

Caros Paroquianos(nas)

Papa Francisco

No Evangelho, como Jesus, o Mestre, ensinava a multidão e o pequeno grupo dos discípulos, adaptando-Se à sua capacidade de compreensão. Fazia-o com parábolas, como a do semeador (Lc 8, 4-15). O Senhor sempre foi “plástico” no modo de ensinar, de forma que todos pudessem entender. Jesus não procura “doutorear”; pelo contrário, quer chegar ao coração do homem, à sua inteligência, à sua vida e para que esta dê fruto. A parábola do semeador fala-nos de cultivar. Mostra-nos os tipos de terra, os tipos de semente, os tipos de fruto e a relação que se gera entre eles. E, já desde o Génesis, Deus sussurra ao homem este convite: cultivar e cuidar. Não se limita a conceder-lhe a vida; dá-lhe a terra, a criação. Não só lhe dá uma companheira e infinitas possibilidades; mas faz-lhe também um convite, dá-lhe uma missão. Convida-o a participar na sua obra criadora, dizendo: cultiva! Dou-te as sementes, dou-te a terra, a água, o sol; dou-te as tuas mãos e as dos teus irmãos. Aqui o tens; também é teu. É um presente, é um dom, é uma oferta. Não é algo de adquirido, não é algo comprado; mas antecede-nos e ficará depois de nós. É um presente dado por Deus para, juntamente com Ele, podermos fazê-lo nosso. Deus não quer uma criação para Si, para Se ver a Si mesmo. Muito pelo contrário! A criação é um dom para ser partilhado. É o espaço que Deus nos dá, para construir conosco, para construir um nós. O mundo, a história, o tempo é o lugar onde vamos construindo esse nós com

Deus, o nós com os outros, o nós com a terra.A nossa vida encerra sempre este convite, um convite mais ou menos consciente que sempre permanece. Mas notemos uma peculiaridade. Na narração do Génesis, ao lado da palavra cultivar, aparece imediatamente outra: cuidar. Uma explica-se a partir da outra. Andam de mãos dadas. Não cultiva quem não cuida, e não cuida quem não cultiva. Somos convidados não só a participar na obra criadora cultivando-a, fazendo-a crescer, desenvolvendo-a, mas também a cuidá-la, protegê-la, guardá-la. Hoje, este convite impõe-se-nos forçosamente. Já não como uma mera recomendação, mas como uma necessidade devido ao «mal que provocamos [à terra] por causa do uso irresponsável e do abuso dos bens que Deus nela colocou. Crescemos a pensar que éramos seus proprietários e dominadores, autorizados a saqueá-la. Existe uma relação entre a nossa vida e a da nossa mãe terra; entre a nossa existência e o dom que Deus nos deu.“O ambiente humano e o ambiente natural degradam-se em conjunto; e não podemos enfrentar adequadamente a degradação ambiental, se não prestarmos atenção às causas que têm a ver com a degradação humana e social” (LS 48).

EDITORIAL

O nosso Pe. Edwaldo A paróquia do Sagrado Coração de Jesus tem sentido a falta do seu pároco, o Pe. Edwaldo, que foi submetido a um procedimento cirúrgico, mas que se encontra em processo de restabelecimento de sua saúde, no Hospital Esperança. Nesses dias em que se preparava para a cirurgia, Pe. Edwaldo recebeu muitas visitas de parentes e de paroquianos. No entanto, em maior quantidade, aqueles que não puderam visitá-lo, em seu anonimato, oram a Deus pela sua saúde. Muitos dos que o visitaram guardam consigo o momento que passaram com o sacerdote, a começar pelo Arcebispo de Olinda e

Rua Jeronimo de Albuquerque nº279 Casa Forte - Recife - PE Fone: (81)3268-5114

EXPEDIENTE

Recife, dom Antonio Fernando Saburido que, em várias ocasiões, lembra quando chegou ao seminário e foi acolhido pelo então reitor do seminário, o Pe. Edwaldo. Quantos casais, cujo casamento foi presidido por ele, quantos noivos que ouviram seus conselhos e crianças que foram batizados. Enfim, a figura desse pastor que, há 45 anos, está à frente da P a r ó q u i a d e C a s a Fo r t e , a i n d a representa muito para o seu rebanho. Que as preces para o seu mais rápido restabelecimento sejam aceitas por Deus e que seu retorno aconteça para a alegria daqueles que aprenderam a respeitá-lo, a admirá-lo e a amá-lo.

CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO

A publicação mensal de distribuição gratuita e de responsabilidade da Pastoral da Comunicação, da Paróquia da Casa Forte Praça da Casa Forte, 388 Casa Forte, Recife - PE. CEP: 52061-420 Fone: (81) 3268-0647 Jornalista responsável Zodja Costa - 2043 DRT/PE Colaboradores Carmen Galvez, Fátima, Irma, Joaquim Alves, Marcinho, Rosário, Stela, Tereza e Veronildo Diagramação Veronildo Projeto Gráfico Carmen Galvez Impressão MXM Gráfica e Editora Ltda Tiragem desta edição: 1.500 exemplares Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal.


FOLHA FORTE

03

Gente em Comunicação

Casa Forte - uma paróquia viva A Paróquia do Sagrado Coração de Jesus - da Casa Forte - tem um conceito muito importante, dentre as 116 Paróquias da Arquidiocese. A orientação e a assistência espiritual, desenvolvidas pelo Padre José Edwaldo Gomes, são reconhecidas. Paroquianos realizam ENCONTROS DE CASAIS COM CRISTO – E.C.C. Depois, os Círculos de Estudos se reúnem e analisam o Evangelho, e as reuniões aproximam as f a m í l i a s . Jo ve n s e a d o l e s c e n t e s re a l i z a m ENCONTROS DE JOVENS E DE ADOLESCENTES. Após os Encontros, casais e jovens se integram à Paróquia, participando das atividades, como exemplo: LITURGIA - MINISTROS DA EUCARISTIA – BATISMO– C ATEQUESE– CRISMA COMUNICAÇÃO ENCONTRO DE IRMÃOS ( reunião de idosos para formação religiosa e distribuição de alimentos, roupas, utensílios domésticos) –ESCOLA DA FÉ ( para Evangelização, através de Palestras, Cursos e Aulas). Há o trabalho do Núcleo de Casa Forte, da ASSOCIAÇÃO INTERNACIONAL DE CARIDADE – A.I.C. , Entidade Católica Feminina fundada por São Vicente de Paulo, na França, em 1617. Senhoras buscam a recuperação de irmãos que se encontram carentes. OutrosVoluntários, durante a semana, visitam as localidades: “LEMOS TORRE”, “SANTANA”, “VILA DO VINTÉM”, “CABOCÓ” E “BANANAL”, para formação cristã e informação relativa ao cuidado com os filhos. Há “pesagens”, distribuição de leite, material de limpeza e noções de higiene pessoal. Através da CATEQUESE, crianças são preparadas para a Primeira Eucaristia. Quando a dificuldade impede o homem de comparecer à Igreja, é preciso que a Igreja vá até ele. No mês de novembro, os paroquianos realizam a Festa da Vitória Régia, que conta com barracas de alimentação, parque de diversão, além de palco, onde se apresentam atrações musicais. Pela sua importância, está incluída no Calendário Turístico da Cidade do Recife. O total da renda é revertido às obras sociais da

Joaquim Alves, paroquiano

Paróquia. Duas Instituições, fundadas e mantidas pela Paróquia, que realizam um trabalho digno de registro:A CRECHE BENEFICENTE MENINO JESUS e a CASA DA CRIANÇA MARCELO ASFORA, entidades sem fins lucrativos que funcionam, à Rua Samuel de Farias e na Praça de Casa Forte, ao lado do Salão Paroquial, respectivamente. Juntas, acolhem 300 crianças, na faixa etária a partir de quarenta e cinco dias, até 14 anos, exclusivamente do meio popular do bairro, filhas de mães residentes no bairro que exercem atividade profissional fora do lar, precisando deixar os filhos em lugar seguro, de 2ª. a 6ª feira, no horário de 07h00 às17h00. Eles recebem as três refeições diárias e lanches. É oferecida assistência médica, odontológica e psicológica. A CRECHE recebe 180 crianças até completarem seis anos, quando são encaminhadas à CASA DA CRIANÇA. Ali, por já estarem matriculadas em Escolas, as crianças recebem formação religiosa, reforço escolar, assistência médica e educação profissional e permanecem até os 14 anos. Deve-se registrar um fato: A CRECHE, instalada em prédio antigo, não dispunha de espaço para o lazer das crianças. Assim a única solução seria a construção de uma quadra esportiva sobre a casa já ocupada. A empresa ALCOA NORDESTE, que doara cozinha e lavanderia industriais, tomou conhecimento. Então a ALCOA FUNDATION, nos Estados Unidos, diante da inusitada ideia, solicitou cópia do projeto. Para surpresa, chegou autorização daquela Fundação, para o início das obras, respondendo pelo custo total. Atualmente, o Padre Edwaldo já se preocupa com a construção de imóvel residencial para acolher moradores pobres. Por estas e outras realizações, vale lembrar a lição do Mestre, acerca da semente que caiu em terreno fértil. (Mt 13,8). Assim pode-se definir a Paróquia de Casa Forte, como uma PARÓQUIA VIVA.


Jovem

FOLHA FORTE

04

SUPLEMENTO DO JORNAL FOLHA FORTE | ANO XIX - Nº 11 jul de 2015

São João EJACC 2015 O Encontro de Adolescentes, o Cristo Forte e o Encontro de Casais todos os anos se juntam para fazer uma linda festa de São João na paróquia.

Programação de

Julho Notícias da Paróquia

Missa da saúde Quinta-feira, às 19h30 na Igreja de N.S. da Saúde no Poço da Panela

02

Teve comida junina, brincadeira para as crianças, muita gente vestida de matuto pra curtir a festa à caráter e um bom forró para todos dançarem, inclusive uma das bandas é formada por jovens da nossa pastoral.

02 14

1ª quinta-feira às 16h 2ª Terça do mês às 20h30 na Matriz

Novenário a Santa Ana e a São Joaquim

17 a

Comunidade de Santana

26

12 e 26

O sucesso foi certo, uma festa animada, cristã, onde as famílias puderam se divertir e confraternizar. Ano que vem tem mais!

Adoração ao Santíssimo

12 e 26

Batizados Todo 2º e 4º Domingo na Igreja Matriz..

Cristo Forte EJC Salão Paroquial após a Missa das 17h

Comissão Bíblico-Catequética Retiro dos Catequistas Próximo sábado, dia 11 de agosto, os catequistas de nossa Paróquia participarão de um retiro, coordenado por nosso Diácono Aerton Carvalho. Será na Casa de Retiros Sta Clara. Esperamos contar com a presença de todos os catequistas de Batismo, Primeira Eucaristia e Crisma.Temos a certeza que será um dia de muita espiritualidade e nos aproximará cada vez mais do nosso Deus! Folha Jovem é um suplemento do Jornal Folha Forte de responsabilidade dos Encontros de Jovens (Raíssa - Assessora EJC) e Adolescentes (Rafael Miranda 8887- 4510- Supervisor EAC) - Diagramação:Veronildo Oliveira.


FOLHA FORTE

05

EJC e EAC

XX Encontro de Adolescentes com Cristo

Informal do EAC

Nos dias 05, 06 e 07 de junho, no Colégio Sagrada Família e NAP, aconteceu o XX Encontro de Adolescentes com Cristo (EAC) da paróquia de Casa Forte. Na vigésima edição do EAC, foi trabalhado o tema “Vem, viver e amar!”, um convite a todos os adolescentes da paróquia a conhecer esse Cristo alegre, cheio de amor e a viver a vida que Ele quer para nós. No encontro deste ano, foram 96 adolescentes, fazendo o encontro e mais de 300 pessoas trabalhando, entre adolescentes, jovens e casais da nossa paróquia. O encontro foi encerrado com a Santa Missa, com a presença do nosso querido Pe. Deyvson.

No dia 05 de julho, aconteceu o DIA EAC no Km 4 de Aldeia, no Sítio do Alto. O evento é conhecido como uma “informal” para todos que trabalharam ou fizeram o XX Encontro de Adolescentes com Cristo. Um dia de confraternização, banho de piscina, jogos e muita música para aumentar os laços de amizades e conhecer mais os adolescentes, jovens e casais da paróquia.

1 Renascer do EAC

Uma semana depois, aconteceu o pós- encontro, que é um momento de recordar os melhores momentos do XX Encontro de Adolescentes com Cristo. O pósencontro mostrou os bastidores do encontro e outras surpresas para aqueles que fizeram o encontro e que, agora, fazem parte da nossa paróquia. Ao final do pósencontro, foi feita uma homenagem ao nosso querido José Edwaldo, que foi nosso orientador espiritual, dando apoio e estimulando o EAC nesses 20 anos.

H o s p ital

de

Nos dias 15 e 16 de agosto, acontecerá o I Renascer do Encontro de Adolescentes com Cristo, no Centro de Evangelização Damas, em Aldeia. O Renascer tem como objetivo promover um crescimento espiritual em adolescentes, entre 13 e 18 anos, através de momentos em grupo, partilhas e conhecimento da fé, entre outros momentos especiais, neste final de semana.

O lh o s

Adoração ao Santíssimo Sacramento

SANTA L U ZIA

*  1ª quinta‐feira do mês às 16h;

Você vê a diferença

Estra do Encanamento, 909/873 Casa Forte-Recife-PE Central de Marcações: (81) 2121-9191 www.hospitalsataluzia.com.br

Rua Gildo Neto, 62, Tamarineira-Recife-PE. www.casacertaimobiliaria.com.br

* 2ª terça‐feira do mês às 20h30 Matriz de Casa Forte


FOLHA FORTE

06

EJC e EAC

Junho do ECCzinho Nos dias 13 e 25 de junho último, o Encontro de Crianças com Cristo - ECCzinho - promoveu a sua comemoração junina e sua reunião periódica de trabalho, respectivamente.

Na comemoração junina, que aconteceu no mesmo dia das festividades da Paróquia de Casa Forte, houve um encontro especial em que os casais que atuam na Pastoral se fizeram presentes para, juntamente com as crianças que compareceram naquele dia, promover atividades recreativas alusivas aos festejos de São João, animados por músicas, brincadeiras e comidas típicas da época.

Quanto à reunião de trabalho foram abordados os seguintes temas e deliberações, dentre outros:  Oração inicial e reflexão sobre a nova Encíclica do Papa Francisco sobre Sustentabilidade  Elaboração da escala de trabalho e reuniões das Pastorais para o segundo semestre  Plano de trabalho para os encontros - ênfase ainda no material didático da Campanha da Fraternidade 2015 para crianças  Reposição de materiais de trabalho  Confraternização da equipe

O ECCzinho tem como objetivo ajudar os pais na evangelização dos seus filhos a partir dos 2 anos e que ainda não fizeram a Primeira Eucaristia. Permite que os pais, ou responsáveis, que trazem crianças para as missas das 19h30 aos sábados, possam deixá-los na pastoral - na secretaria da Paróquia -enquanto assistem à celebração com tranquilidade.

Novenário em homenagem a Santa Ana A comunidade de Santana estará homenageando sua padroeira, Senhora Sant'Ana, no período de 17 a 26 de julho. Procissão da Bandeira - Sexta-feira, 17 de julho. Saída às 19h30m da Rua Henrique Machado 31, Santana (Vizinha à Capela de Sant'Ana) Casa de Zuleide Sobral e família Demais noites do Novenário - 18 a 25 de julho. Em todas as noites do mês de julho haverá recitação de terço, seguido de celebração, iniciando sempre às 19h. Missa e Procissão de enceramento - Domingo, 26 de Julho. No dia da padroeira, haverá missa pela manhã, às 8h, e às 16h, procissão de enceramento. Endereço da Capela: Rua Dona Olegarinha da Cunha S/N Santana

EDMAR VICTOR (Laboratório de Análises Clínicas)


FOLHA FORTE

07

Notícias da Paróquia

RITOS DA MISSA

Novos bancos da matriz

O Folha forte neste número continua a reproduzir na integra a coluna do Jornal o Domingo, da Editora Paulus, que nas últimas semana vem abordando o tema: Ritos da Missa.A proposta vem ao encontro e o desejo de muitos que têm dúvidas quanto aos procedimentos e ritos desenvolvidos durante a solenidade e para aqueles que sentem dificuldades em entender realmente o significado de cada parte da missa.A iniciativa além de ser louvável, merece a atenção de todos os leitores por se tratar de uma matéria de interesse de todo católico e

5. Reunidos no amor de Cristo A cada domingo somos convidados a deixar nossa casa, reunir-nos na igreja e formar a assembleia do povo convocado.“A celebração da missa, como ação de Cristo e do povo de deus, hierarquicamente ordenado, é o centro da vida cristã tanto para Igreja toda como para e também para cada um dos fiéis” (IGMR 16). Para nós, cristãos, o domingo tem importante significado. É ele que ilumina os demais dias da semana. É o dia primordial de festa, de alegria e de comunhão fraterna. Os santos padres da Igreja convidam a “viver a semana iluminados pelo domingo”. Daí “entende-se a grande importância do preceito dominical de “viver segundo o domingo”, como necessidade interior do cristão, da família cristã, da comunidade paroquial. Sem uma participação ativa na celebração eucarística dominical e nas festas de preceito, não existirá um discípulo missionário maduro” (DAp 252). Com razão afirmavam os primeiros cristãos:“Sem o dom do Senhor, sem o dia do Senhor, não podemos viver! ” Nós não teremos forças para viver como cristãos sem o encontro com Jesus Cristo por meio da memória eucarística. Esse, no entanto, não é apenas um contato espiritual, interno, subjetivo: o encontro com o senhor acontece no tempo, em um dia preciso. E, dessa maneira, insere-se em nossa existência concreta, corpórea e comunitária. Assim sendo, participar da celebração eucarística dominical não é simples preceito, mas necessidade que sustenta nossa vida de discípulos missionários de Cristo. A grandeza do domingo, como encontro de comunhão Conhecer a Jesus é o melhor presente que qualquer com o Senhor ressuscitado, remete à necessidade de a pessoa pode receber, tê-lono encontrado foi oem melhor missa ser bem preparada seu conjunto, que que se ocorreu e fazê-lo conhecido destaqueem a nossas atitudevidas, acolhedora e fraterna,com a nossas digna comunicação dosé uma textos bíblicos, a expressão orante, a palavras e obras alegria (Dap.32) harmonia dos cantos, a beleza do espaço celebrativo (cf.IGMR 17) Quem não gosta de chegar a um ambiente agradável e acolhedor que suscita a experiência: "Estamos sendo esperados para a festa primordial do amor, a eucaristia”?

Vila Vintém

Anuncie Aqui

Joaquim

Veronildo

 

3268.8999 9963.7461

6. Somos assembleia do povo de Deus Movidos pelo Espírito Santo, pusemo-nos a caminho e, na comunidade, fomos acolhidos para o encontro para o encontro com o Senhor ressuscitado, que ilumina nossa vida. Reunidos, somos povo sacerdotal. A missa é celebração da Igreja, isto é, ação eminentemente comunitária, encontro que fazemos juntos com o Senhor. Ela vai além da expressão devocional e individual da fé. A reunião de pessoas que, durante a semana, procuraram viver individualmente segundo o domingo agora constitui a assembleia do povo de Deus. Mas, para formar a assembleia, em Jesus Cristo, sujeito da celebração, precisamos aderir ao agir comum, deixando de lado o individualismo. Nossos passos, nossa caminhada pessoal feita no decorrer da semana, unem-se com a caminhada comunitária e social dos irmãos e irmãs em busca da fraternidade, justiça e paz. Quer dizer, na assembleia litúrgica passamos do “eu” para o plural “nós”; cantamos, rezamos, comungamos, damos graças e juntos acolhemos a palavra de Deus. Notemos que a missa, hoje é diferente daquela dos tempos em que padre rezava enquanto as pessoas faziam suas devoções. Agora, a missa é ação de toda a assembleia que participa unida, servida por ministros. A finalidade dos ritos iniciais é “fazer com que os fiéis, reunindo-se, constituam uma comunhão e se disponham para ouvir atentamente a palavra de Deus e celebrar dignamente a eucaristia” (IMGR 46). A assembleia litúrgica é uma comunidade organizada, um corpo vivo e articulado em torno dos mesmos objetivos, desempenhando diferentes atividades e funções, movido pelo Espírito Santo. Dessa realidade brota a importância da atuação da equipe de liturgia, atenta a tudo o que possa contribuir para a participação ativa, consciente, plena e frutuosa da celebração. O sacerdote que preside a missa é convocado a participar e a fazer que todos participem da ação de Deus. Ele precisa estar profundamente conectado ao Senhor e à assembleia, conduzindo-a à participação ativa e plena.

Frei Faustino Paludo Assessor de liturgia da CNBB

ADMINISTRAÇÃO DE CONDOMÍNIOS

Rua Albino Meira, 110/02 Parnamirim, Recife‐PE. www.holder.adm.br atendimento@holder.adm.br F: (081)3442‐1618 / 9208‐8400

Anuncie Aqui

verofat@ hotmail. com Veronildo


FOLHA FORTE ESPAÇO ABERTO

Arraial do Poço da Panela

A ideia da realização da Festa Junina no Poço da Panela surgiu, segundo a paroquiana Karina, durante uma missa dominical, após a homilia de Pe. Deyvson, em um momento de oração. Ela acredita que foi um chamado a mais a SERVIR e não apenas reclamar e questionar o que estava ou não dando certo. Com a ideia fixa, resolveu arregaçar as mangas e correr atrás da solução do atual problema: o som precário da Igreja do Poço! Como se aproximava o período junino, logo veio a ideia de uma festa tradicional e, ao mesmo tempo, solidária. O projeto da Festa teve o objetivo de arrecadar fundos, para financiar a compra de um novo som para a Igreja do Poço da Panela, com o intuito de melhorar a comunicação nas missas e atividades da igreja e das pastorais. E, também, fazer desse evento uma tradição em nossa comunidade, um momento de confraternização, reunindo as famílias, voluntários e amigos de várias gerações, na alegria, no entusiasmo e na fé, em torno de uma grande celebração - os festejos dos “Santos Juninos”!

A animação ficou por conta de dois conjuntos de forró pé de serra, quadrilha tradição do Ipsep e também contou com sorteios de brindes e eleição da Rainha do Milho Mirim. A comissão organizadora agradece as doações das diversas empresas que contribuíram para o sucesso da Festa: Prefeitura do Recife, Amoretto, Mercadinho Zé e Sueli, Alugue toldos - Eduarda Toldos, O Pescadero, Casa do Bolo, Casa Forte, Colégio Geração Atual, Engenho Casa Forte, Padaria Delícias da Praça e Faculdade FOCCA. O arraial foi um sucesso que agregou a comunidade da fé, desde a Matriz de Casa Forte às comunidades adjacentes. Foram vendidos mais de 540 ingressos. Desde já, convidamos a todos para o próximo ano.

Atividades Paroquiais Missas 19h Terça a Sexta 16h (com as crianças) 19h30 (com as famílias)

Domingos: 08h (paroquial) 17h (com os jovens) 19h30 (com as famílias)

Terças-feiras às 19h - Hora da Graça Hospital Infantil 3ª e 5ª às 17h Capela da Sagrada Família 3ª a 6ª às 17h30

Em nossas Comunidades: Vila Vintém 4ª Sábado às 17h30 Sant’Ana Celebrações, domingos, às 17h

Poço da Panela: Domingo às 19h30 Lemos Torres: Cap. N. Sra. Graças (Col. Virgem Poderosa) 1º e 3º domingos, às 10h Quartas, sextas e sábados às 17h e Domingo às Inaldo Martins: 2º sábado às 17h30. 11h

Karina Regis, paroquiana

Foram vendidas comidas típicas, com um cardápio bem variado, entre doces e salgados, dando ênfase ao ingrediente principal da época: o milho.

A organização ficou por conta da equipe de liturgia do Poço da Panela, coordenada por Karina Regis, mas contou com a participação de vários voluntários, no dia do evento, que deram sua enorme contribuição e abrilhantaram ainda mais nossa equipe! A festa foi completamente realizada com base em doações; desde a infra-estrutura , decoração, comidas e bebidas, vendidas durante o evento.

Matriz: Sábados:

08

Hospital Agamenon Magalhães

última 4ª feira do mês às 15h30

Batizados

Aos segundos e quartos domingos de cada mês, às 10h, sendo imprescindível a participação dos pais e padrinhos em palestra de preparação que ocorrerá sempre no mês anterior do batismo, conforme data preestabelecida pela pastoral. Folga do Vigário Secretaria e-mail: paroquiadecasaforte@hotmail.com Às segundas-feiras 2ª a 6ª das 07h às 12h30 e das 14h às 17h - Site: www.paroquiadecasaforte.com.br Sábados: das 8 às 12h Telefones: 3268-0647/ 9964-0647/8914-5224 - Sacristão da Matriz: Roberto - 3442-5957

Profile for Paróquia Forte

Folha Forte Julho 2015  

Informativo da Paróquia de Casa Forte - julho 2015

Folha Forte Julho 2015  

Informativo da Paróquia de Casa Forte - julho 2015

Advertisement