Issuu on Google+

A Voz da Ilha

JORNAL DA PARÓQUIA DE NOSSA SENHORA APARECIDA - RUA 10, 46 - ILHA DOS ARAÚJOS - GOV. VALADARES/MG - WWW.PAROQUIADAILHA.COM.BR

Ano XXVIII - nº 719 - Governador Valadares - Fevereiro/2010 - Distribuição gratuita

Fraternidade e Quaresma

Oração da Campanha da Fraternidade Ó Deus criador, de quem tudo nos vem, nós te louvamos pela beleza e perfeição de tudo que existe como dádiva gratuita para a vida. Nesta campanha da fraternidade ecumênica, acolhemos a graça da unidade e da convivência fraterna, aprendendo a ser fiéis ao evangelho. Ilumina, ó Deus, nossas mentes para compreender que a boa-nova que vem de ti é amor, compromisso que partilha entre todos nós, teus filhos e filhas. Reconhecemos nossos pecados de omissão diante das injustiças, que causam exclusão social e miséria. Pedimos por todas as pessoas que trabalham na promoção do bem comum e na condução da economia como serviço à vida. Guiados pelo espírito, queremos viver o serviço e a comunhão, promovendo uma economia fraterna e solidária, para que a nossa sociedade acolha a vinda do teu reino. 28 de março -Domingo de Ramos - COLETA NACIONAL DA SOLIDARIEDADE

A Campanha da Fraternidade quer ajudar a construir novas relações, apontando princípios de justiça, denunciando ameaças e violações da dignidade e dos direitos, abrindo caminhos de solidariedade. A vida em fraternidade é expressão do Evangelho e testemunha a nossa condição de filhos e filhas de Deus. A fraternidade e a solidariedade suscitam uma sociedade em que todos se sintam como família, em paz, harmonia e segurança. Quaresma é tempo propício para a conversão, momento favorável, dia da salvação. No entanto, esta conversão não se limita ao tempo da quaresma, mas deve produzir frutos que a testemunhem e que permaneçam para a vida eterna. A CFE contribui para a vivência do espírito quaresmal, promovendo a conversão da pessoa em todas as suas dimensões: pessoal, comunitária e social.

Leia nesta edição: OBJETIVOS Da CaMPaNHa Da FRaTERNIDaDE 2010 - PaG. 03


A Voz da Ilha

2

Fevereiro/2010

palavradopároco

AGENDA PAROQUIAL

Com este nosso primeiro jornal de 2010 que chega às suas mãos, eu desejo aos nossos leitores e leitoras e a todos os nosso paroquianos e paroquianas que este tempo da Quaresma seja, de fato, para todos nós um tempo favorável de conversão e reconciliação, tempo de Graça e de Salvação. Vejamos a seguir o que nos diz a Igreja por meio das palavras de Dom Geraldo Magella Agnelo, Cardeal Arcebispo de Salvador. Façam uma boa leitura proveitosa deste nosso jornal. E tenham todos uma Santa Quaresma! Fraternamente Pe. Paulo

Quaresma: O Retiro da Igreja

E

m 17 de Fevereiro, Quarta-feira de Cinzas, a Igreja começa a Quaresma, seu retiro anual de 40 dias, recordando os 40 dias que Jesus permaneceu no deserto a fim de preparar-se para cumprir sua missão de anunciar aos seres humanos a novidade do Pai. Diz o evangelho que ele jejuou durante todo esse tempo e, no fim, sentiu fome. Aproveitando-se dessa necessidade vital, satanás o tenta, mandando que ele transforme pedras em pão – além de fazer outras propostas lisonjeiras. Jesus reage a tudo e, depois das tentações, parte para comunicar a boa notícia da salvação. A Quaresma é, para a Igreja, o que a permanência de 40 dias no deserto foi para o Filho de Deus: um tempo mais intenso de exercício espiritual que prepare os cristãos para celebrar os grandes

mistérios cristológicos, a paixão morte, e ressurreição do Senhor. A memória desses eventos não pode ser improvisada; por isso a liturgia quaresmal, muito rica e significativa, objetiva a renovação interior do povo de Deus, para que ele possa colher e saborear os frutos da Páscoa. mas isso só ocorrerá se, no cronograma da Quaresma, houver espaço para a conversão, para a penitência, para a oração e para a vivência da caridade. Tais exigências não sintonizam muito com o perfil do ser humano moderno, pragmático, pouco interessado nos valores espirituais individualista e resistente a tudo que pede reforço. É necessário, portanto, que os cristãos se convertam, vivam intensamente a Quaresma, a fim de converter esta sociedade que, a passos largos, foge do ressuscitado e, cada dia mais, se distância do reino de Deus.

Diretor responsável: Padre Paulo Roberto Carlos Fernandes Equipe de Comunicação: Maria Lúcia Cotta Soares / Sandra Pitanga Diagramação: Fausto Gomes (3083-5765) Impressão: Inforgraf (3275-5444) Jornal da Paóquia Nossa Senhora Aparecida - Ilha - (33) 3275-1720 Rua 10, 46 - Ilha dos Araújos - www.paroquiadailha.com.br

ACONTECEU: Dia 02 - Festa da apresentação do Senhor Dia 03 - (Memória de São Brás) - Missa de abertura dos trabalhos pastorais e Bênção da garganta. - Primeira Reunião do Conselho Pastoral 2010-02-10 Dia 04 - Adoração e Bênção do Santíssimo Sacramento às 16h Dia 05 - Missa do Coração de Jesus (primeira sexta) - Posse de Dom Aloísio Jorge Vitral na diocese de Teófilo Otoni Dia 09 - Reunião da Pastoral do Dízimo e posse da nova coordenação Carlos e Solange. Dia 11 - Festa de Nossa Senhora de Lourdes - Missa dos enfermos no Colégio Lourdinas ás 19:30

VAI ACONTECER: Dia 16 - Terça feira do carnaval - Adoração ao Santíssimo às 16h (Responsabilidade do Apostolado da Oração) Dia 17 - Quarta feira de Cinzas - ABERTURA DA CAMPANHA DA FRATERNIDADE - Missa com distribuição das cinzas às 19h30 - dia de e Jejum abstinência de carne e de outros vícios como cigarro, bebidas, TV, Internet.... Dia 19 - Via Sacra às 19h30 dirigida pelo Pe. Paulo - Distribuição de Cinzas Dia 21 - Primeiro Domingo da Quaresma Dia 22 e 23 - Formação de Catequistas às 19:30 Dia 26 - Via Sacra organizada e dirigida pelo Apostolado da Oração às 19:30 Dias 26/27/28 - Encontro Diocesano de Catequese na Paróquia Sagrada família Coordenado pelo Pe. Paulo.

MARÇO: Dia 04/03 - Adoração e Bênção do Santíssismo às 16h Dia 05/03 - Missa do Coração de Jesus (Primeira sexta feira) às 19h30 Dia 06/03 - Reunião dos coroinhas às 9h30

- Horário de Missas: Quartas-feiras, Sábados e Domingos: 19h30 / Domingo: 9h com crianças. - Adoração ao Santíssimo todas as Quintas-feiras às 16h. Na primeira quinta-feira do mês, responsáveis; Pe. Paulo ou Diretoria do Apostolado da Oração. - Toda última terça-feira do mês no Grupo de Oração. - Grupo de Oração Jesus e Maria: Toda terça-feira às 19h 30. - Atendimento paroquial (Secretaria):de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 18h. - Atedimento pastoral: Terça-feira: visita as doentes / Quarta e quinta-feira, das 9h às 11h. - Sexta-feira: confissão individual de 9h às 11h.

artigos odontológicos

www.dentalibituruna.com.br

F: 3271-7195

Dr. Geraldo M. Mourão Dr. Jhoner M. Resende Dr. Marcos V. Mourão Dr. Thiago M. Miranda CRF/mG - 4729 CRF/mG - 11001 CRF/mG - 4610 CRF/mG - 15083


Fevereiro/2010

3

Os objetivos desta Campanha da Fraternidade Ecumênica Objetivo geral: “Colaborar na promoção de uma economia a serviço da vida, fundamentada no ideal da cultura da paz, a partir do esforço conjunto das Igrejas Cristãs e de pessoas de boa vontade, para que todos contribuam na construção do bem comum em vista de uma sociedade sem exclusão”. Este objetivo exige que haja justiça social, consciência ambiental, sustentabilidade, empenho na superação da miséria e da fome e, de um modo geral, que se considere com atenção especial a dignidade da pessoa e o respeito aos direitos humanos. Objetivos específicos: • Sensibilizar a sociedade sobre a importância de valorizar todas as pessoas que a constituem; • Buscar a superação do consumismo, que faz com que o “ter” seja mais importante do que as pessoas; • Criar laços entre as pessoas de convivência mais próxima, em vista do conhecimento mútuo e da superação tanto do individualismo como das dificuldades pessoais; • Mostrar a relação entre fé e vida, a partir da prática da justiça, como dimensão constitutiva do anúncio do Evangelho; • Reconhecer as responsabilidades individuais diante dos problemas decorrentes da vida econômica, em vista da própria conversão.

Um ideal de justiça econômica que sirva e sustente a vida só poderá tornar-se realidade pela ampliação do exercício da democracia e se forem estabelecidas também metas para se atingir a plena sustentabilidade. Para se atingir os objetivos da CFE 2010, são adotadas as seguintes estratégias: • Denunciar a perversidade de todo modelo econômico que vise em primeiro lugar o lucro, sem se importar com a desigualdade, miséria, fome e morte. • Educar para a prática de uma economia de solidariedade, de cuidado com a criação e valorização da vida como o bem mais precioso. • Conclamar as Igrejas as religiões e toda a sociedade para ações sociais e políticas que levem à implantação de um modelo econômico de solidariedade e justiça para todas as pessoas. Esses objetivos e estratégias devem ser trabalhados em quatro níveis: social, eclesial, comunitário, pessoal. Desejamos a preservação da grande casa comum, o planeta Terra, planeta da vida e morada da família humana, em vista da sua sustentabilidade. Buscamos mudanças na economia, na administração dessa casa comum em fraterna cooperação entre toda a sociedade: cristãos e cristãs, seguidores de diferentes religiões e pessoas de boa vontade. Fonte: CONIC - Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil. Campanha da Fraternidade Ecumênica 2010.


A Voz da Ilha Tempo dos homens e tempo de Deus

4

Fevereiro/2010

Tempo é dinheiro ou é Graça?

O

pensamento racional grego distinguia no conceito de tempo: ‘krónos’ e ‘kairós’. Krónos é o fluxo quantitativo dos momentos cósmicos (estações) e históricos (eventos) medidos pelo cronômetro. Kairós é o momento oportuno qualitativo; é a ocasião favorável; é a chance a ser aproveitada. Iluminando a distinção com a visão cristã nós dizemos: krónos é o tempo dos homens; kairós é o tempo de Deus. Tudo depende do tempo cronológico: um trabalho, uma viagem, a cura da doença, a vida toda. Aí, o salmista alerta: nossos anos de vida são 70. Para os mais robustos 80. (Sl 90,10) A vida é um prazo de tempo. Mas não se identifica com ele. Passa por ele e vai além dele. Logo, viver só para o mundo é esvaziar de sentido o uso do tempo. Deus, origem e fim da vida, está fora do tempo. Ele é eterno. É transcendental ao que é temporário. Quis, porém, fazer a história conosco na Criação. Criou o homem no tempo e em Cristo o redimiu para que ele seja o autor de si. As primeiras palavras de Jesus no Evangelho de Marcos anunciam o tempo de Deus: “Completou-se o tempo. O Reino de Deus está próximo de vós” (1,15). Era o tempo messiânico. A hora da Graça. A chance da salvação. São Paulo entende a irrupção do divino no humano assim: “Quando che-

Pe. Antônio Clayton / Sant’Anna, C.SS.R.

gou a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de uma mulher... a fim de recebermos a adoção filial” (Gl 4,4). O dinheiro – símbolo do tempo dos homens – torna-se facilmente veículo de ambição e corrupção. A Graça – o kairós de Deus – preserva a vida em dignidade. No mundo globalizado, cada vez mais técnico e materialista, ter sucesso é o imperativo social. Realizar os desejos pessoais ao máximo e no tempo mais breve possível. Ganhar dinheiro! A comunicação televisiva projeta figurinos que encantam e seduzem. Princípios, valores e ideais éticos são trocados pela febre do consumo, da ambição e pela disputa de vaidades. Esse esquema tem contaminado a prática religiosa. Muda-se de religião, culto e igreja conforme o chamariz, o impacto emocional. Ela é mais um item na pauta de consumo imediato. Alcançar graças é sinônimo de resolver problemas. É o que importa. Não viver em Graça! Aí a quantia do donativo é critério da graça maior ou menor. Não pode estar nisso o tempo de Deus! A conversão para a justiça. Santificamos a vida se usamos o tempo no sentido de Graça dizendo sim à eternidade

divina. Nosso tempo é muito precioso para ser perdido! Coloquemos em Deus anseios e esperanças de mais um ano. Saber discernir os sinais do eterno no que passa e procurar os tesouros do céu ocultos nas coisas terrenas é questão de viver na fé. Fonte: Seguir em frente. Revista de Aparecida. Ano 7 - nº 94 Jan. 2010.

Passagens aéreas nacionais e internacionais, cruzeiros e pacotes de viagens

Fone: (33) 3271-1755 Av. Minas Gerais, 372 - Centro - CEP:35010-150 - Gov. Valadares/MG

Leve essa qualidade para seu município

Rua Trinta e Seis, 497 - Ilhas Telefone: (33) 3277-4951 Gov. Valadares


Fevereiro/2010

5

cedescedes

CEDES - Centro de Educação e Desenvolvimrnto Social da Ilha - CRECHE DA ILHA Retrospectiva DEZEMBRO 2009 Graças ao empenho, dedicação e envolvimento consciente de todos os educadores que atuaram no CEDES, fechamos o ano com chave de ouro. O Projeto Institucional “Vivenciando Valores” propiciou o fortalecimento dos laços familiares e a compreensão do outro, resgatando valores indispensáveis à construção da paz. ELEIÇÃO E POSSE DA NOVA DIRETORIA DO CEDES - BIÊNIO - 2010/2011 No dia 17 de dezembro de 2009, após o encerramento festivo do ano escolar e a confraternização de Natal, realizou-se a eleição e posse da nova diretoria do Centro de Educação e Desenvolvimento Social da Ilha- CEDES/CRECHE DA ILHA-, que foi assim constituída: Presidente: Ivanilde Medeiros Grobério; Vice-Presidente: Eduardo Antônio de Paiva (foto); 1ª Secretária: Selma Batista Pires e 2ª Secretária: Maria Lúcia de Moraes; 1º Tesoureiro: Álvaro A. Moraes e 2º Tesoureiro: Geraldo Guedes Metzker; Conselhos Consultivo e Fiscal: formados por representantes da comunidade, Grupo “ELAS”, professores, funcionários e pais de crianças da Creche. Na Vice-Presidência, destacamos a participação do Sr. Eduardo Antônio Paiva, voluntário, professor aposentado, com significativa experiência na área educacional, (Ensino Médio) e profissionalizante (SENAC/GOVAL), reforçando a atual equipe de trabalho, em defesa dos interesses da entidade, sintonizado que está com os objetivos e programas sociais em desenvolvimento. A inclusão de novos voluntários ainda não é o desejável, mas representa um avanço e até mesmo um incentivo no que se refere à participação da comunidade nas decisões do CEDES.

“Cada ponto de chegada é um novo ponto de partida”. Estar novamente a caminho, mais que um privilégio, é uma bênção.

janeiro 2010 - Tudo pode ser bem melhor. Depende de Nós!

P

or isso queremos iniciar este Ano Novo com um texto de Carlos Drummond de Andrade que bem retrata o que o Novo Tempo nos traz. “Quem teve a idéia de cortar o tempo em fatias, a que se deu o nome de ano, foi um indivíduo genial. Industrializou a esperança fazendo-a funcionar no limite da exaustão. Doze meses dão para qualquer ser humano se cansar e entregar os pontos. Ai entra o milagre da renovação e tudo começa outra vez, com outro número e outra vontade de acreditar que daqui para adiante vai ser diferente...” (Carlos Drummond de Andrade)

Que 2010 nos seja de muita luz, paz, saúde e, principalmente, de esperança no milagre da renovação, do empreendedorismo e das realizações; do desejo de servir mais e melhor àqueles que precisam e acreditam no nosso trabalho. Queremos dinamizar e diversificar nossas ações sociais, para alcançar, além das crianças da Educação Infantil,os adolescentes, suas famílias e pessoas idosas. Igualdade de oportunidade é como vemos o projeto “Tempo de Aprender”, de implantação gradativa, a partir de março, com atividades artísticas, de cidadania e Inclusão digital (Informá-

tica), contribuindo para a construção de uma sociedade mais justa. Os interessados poderão se informar pelo telefone 32718557 ou na secretária do CEDES, após o período de carnaval. Desafios não nos faltam e você pode colaborar. Conheça o nosso PROJETO, identifique as áreas de sua especialidade e seja um voluntário. Projeto “TEMPO DE VIVER”- para atendimento às pessoas idosas (3ª Idade): reinício das atividades a partir de 1º março, sempre às segundas-feiras, as 17;00 horas. Daremos continuidade às atividades já existentes, além de oferecer novas modalidades que sejam de interesse da clientela: Programas de atenção à Saúde, Dança Sênior e de Salão, oficinas de arte, literatura, preservação e desenvolvimento da memória, curso de informática, entre outros. Convivendo com as outras pessoas, vamos nos descobrir mais participativos, mais saudáveis, mais felizes. Não faltem! 24 DE FEVEREIRO DE 2010 - O Ano Escolar começa aqui. As crianças da Educação Infantil voltam à Creche da Ilha: Elas vão inundar os espaços de alegria e de esperança o coração dos educadores. Bem Vindos ao CEDES! Aos educadores os nossos cumprimentos. A Direção.

BANHO, TOSA Rua São Paulo, 417 - Centro - Gov. Valadares - MG


A Voz da Ilha

6

idadefeliz

dicasdesaúde

A

Azia ou Refluxo

zia, também conhecida como refluxo gastroesofágico, ou simplesmente refluxo, é a sensação de queimação causada pelo retorno do suco gástrico para o esôfago. Quando comemos, os alimentos percorrem o esôfago e, antes de chegar ao estômago, atravessam o esfíncter esofágico inferior que deve manter-se fechado após a passagem do bolo alimentar para impedir que os ácidos digestivos refluam pelo esôfago acima. Às vezes, porém, os músculos desse esfíncter perdem a elasticidade e permanecem abertos, permitindo o refluxo que causa dor e a queimação típica da azia. Geralmente, a acidez estomacal ocorre após as refeições. O estômago cheio pressiona o suco gástrico que flui para o esôfago, porque o funcioRecomendações: • Faça refeições mais leves. Sente-se e coma sem pressa, mastigando bem os alimentos; • Não pratique exercícios físicos, nem se abaixe ou se curve após as refeições; • Evite beber durante as refeições. Bolo alimentar mais consistente tem menor probabilidade de causar refluxo; • Não use cintos ou roupas apertadas na região do abdome; • Tente perder peso. A obesidade pode aumentar a incidência de azia; • Evite chás, café, bebidas alcoólicas, chocolate e comidas gordurosas. Procure analisar os alimentos ingeridos antes das crises para identificar os possíveis causadores dos sintomas; • Não fume; • Aumente a salivação com gomas de mascar ou balas duras. A saliva pode aliviar a dor; • Evite refeições perto do horário de deitar-se. Durma com travesseiros mais altos ou eleve a cabeceira da

namento do esfíncter está alterado. A hérnia de hiato, causa mais freqüente do mau funcionamento do esfíncter esofágico inferior, é responsável por muitos casos de azia.

cama com um calço; • Antiácidos podem aliviar os sintomas, mas seu uso excessivo deve ser sempre evitado, especialmente por portadores de glaucoma, diabetes, doenças cardíacas porque o sal neles contido pode elevar a pressão arterial. Advertência: A dor provocada pela azia pode confundir-se com a dor da angina. No entanto, difere-se desta por não estar relacionada a esforços físicos e normalmente piorar quando a pessoa se deita. Se os sintomas vierem acompanhados de náusea, tontura ou falta de ar, ou ainda a dor no peito irradiar-se para o braço ou mandíbula, procure assistência médica imediatamente, pois esses sintomas podem indicar um ataque cardíaco. Dica: Comer um pedaço pequeno de batata crua nas crises de azia é um “santo remédio”. Artigo retirado do site: www.drauziovarella.com.br

Juber Neves da Silva

oaB - 113.734 causas cíveis e trabalhistas av. rio doce, 1025 - Bairro ilha Governador Valadares - mG

Fevereiro/2010

Valesca Damásio

Vai, Vai, Vai, Começar a Brincadeira...

A

o ritmo da música “O Circo” de Sidney Miller, o Grupo Idade Feliz encerrou o ano de 2009 e inicia 2010. Para os jovens idosos do Grupo, o mais importante é fazer da vida uma grande brincadeira, procurando, acima de todos os obstáculos, serem muito felizes. Dançando e se divertindo, o Grupo Idade Feliz fez muito sucesso no Encontro Estadual da 3ª Idade, no SESC – GV. Palhaços, bailarinas, trapezistas, domadores e feras se revezaram, bailando, cantando e encantando o público. Esperamos que o ano de 2010 seja repleto de momentos

iguais a este. Em fevereiro, acontecerá o Feliz Folia, um animadíssimo agito de Carnaval, onde todos os que desejarem poderão participar. Brevemente estaremos passeando na Praia Formosa, no magnífico parque aquático do SESC. Se você gosta de passear, brincar e se divertir, precisa conhecer o Grupo Idade Feliz. Nossos encontros acontecem em todas as tardes de sábado e são sempre repletos de novidades. Maiores informações pelo telefone 3273 3310, ou à Ruas 20, nº 382. Um feliz 2010 para todos.


Fevereiro/2010

7

“Gagueira não tem graça, tem tratamento”

C

om este tema, o Instituto Brasileiro de Fluência (IBF) comemora desde 2005, o Dia Internacional de Atenção à Gagueira, com Campanhas voltadas para a divulgação das causas,incidências infantis e prevenções da gagueira como um distúrbio que não tem graça, tem tratamento. Mas, afinal, o que é gagueira? A gagueira é um distúrbio de temporalização. Fala, em que sons e sílabas não são finalizados e iniciados no tempo adequado. Alguns sinais são típicos da gagueira: prolongamentos de sons, repetições de sons, repetições de sílabas, bloqueios. A gagueira é involuntária. Isto significa que o falante não tem controle sobre sua fala, não sendo possível simplesmente optar por não gaguejar. Na tentativa de sair mais rapidamente da gagueira, o falante recorre a diversos truques, como substituições de palavras, reformulações de frases (“rodeios”), uso excessivo de marcadores discursivos (“então”, “assim, “né”), modificações da respiração, modificações do tom de voz (falar mais grosso ou falar mais fino). A gagueira NÂO É um hábito adquirido, nem distúrbio emocional, nem indício de insegurança e nem muito menos indício de falta de conhecimento sobre conteúdo do que vai falar. As causas da gagueira são: - Hereditariedade - Em torno de 55% das pessoas que gaguejam apresentam predisposição genética para gaguejar. Indícios de predisposição genética, incluem presença de pessoas na família que gaguejam ou que já gaguejaram, presença de outras pessoas na família que falam rápido, início da gagueira entre 2 e 4 anos de idade.

- Lesão Cerebral – Em torno de 45% das pessoas que gaguejam apresentam lesão cerebral como causa primária da gagueira. Indícios de lesão cerebral incluem: prematuridade, baixo peso ao nascer, Hipóxia (baixa oxigenação cerebral) ao nascer, traumatismo craniano. O que não causa a gagueira, como alguns mitos que ouvimos por ai, são: nascimento de um irmão, sustos, pensar mais rápido do que falar, nervosismo ou ansiedade, insegurança, timidez, baixa auto-estima, estresse. O Cérebro de uma pessoa que gagueja funciona de forma diferente em comparação com o cérebro de uma pessoa que não gagueja. Existem alterações tanto em nível cortical, quanto em nível subcortical. De maneira geral, essas alterações fazem com que os núcleos de bases não produzam pistas temporais internas suficientes para finalizar um som e iniciar o próximo som da palavra. Até que o próximo som não é liberado, o falante permanece no som anterior(prolongando, repetindo ou bloqueando). Situações que melhoram ou que sincronizam essa fala e melhoram a fluência, é cantar, ler em coro, falar com outro sotaque, sussurrar, representar um personagem, falar com crianças pequenas, etc.. Sempre é possível melhorar a gagueira, não importando a idade do paciente ou a gravidade da gagueira. O não tratamento pode levar consequências além da fala, comprometimento na relação com familiares, convívio social, desempenho escolar, desempenho profissional, saúde emocional. Por isso, deve ser tratada por profissional especializado. Fonte: IBF, Linguagem Direta - Fonoaudiologia Adriana Menta Guedes - Fonoaudióloga - CRFª 0209-MG

Dicas para pais de crianças ou adolescentes que gaguejam - Fale sobre a gagueira. Não falar, fingindo que ela não existe, contribui para aumentar o tabu em torno do assunto. - Não diga frases como: “Fale mais devagar”, ”Fique calmo”, “Pense antes de falar”, “Respire fundo”, “Pare e comece de novo”,” Pare de gaguejar”. A gagueira é involuntária, portanto, a criança não gagueja porque quer ou para chamar a atenção. - Não apresse o seu filho para falar. - Dê atenção quando seu filho demonstrar que quer falar alguma coisa. Ouça o que ele tem para dizer e comente o que ele falou (e não como ele falou). - Procure não interromper e não finalizar as falas do seu filho, por mais difícil que seja ouvi-lo gaguejando. Interrompendo ou finalizando, você vai ensinar ao seu filho que sua forma de falar não é aceita dentro da família, o que vai contribuir para aumentar seu sofrimento. Não existem fórmulas mágicas no tratamento da gagueira. A gagueira não pode ser eliminada de um dia para o outro. Se o seu filho está gaguejando e se existem outras pessoas na família que também gaguejam ou que já gaguejaram, procure tratamento especializado. A presença de mais de uma pessoa que gagueja na família é um forte indício da existência de herança genética para a gagueira, o que diminui a probabilidade da gagueira melhorar espontaneamente.

Portanto, lembre-se: “Gagueira não tem graça, tem tratamento”.


A Voz da Ilha

8

Fevereiro/2010

dízimodízimodízimo Graças à Deus nós temos testemunhado pela atitude de antigos dizimista e pela adesão de novos dizimistas uma crescente conscientização do dízimo. Acolha você também as bênçãos de Deus através do Dízimo e experimente a certeza de que ser dizimista é lançar-se nos braços amorosos de Deus que é Pai e que nada nos deixa faltar.

Como, quando e onde utilizar Pe. Cristovam Lubel

1 - No que consistem as dimensões do dízimo? As dimensões do dízimo – religiosa, social, e missionária – consistem nas formas como o dízimo é utilizado na comunidade.

2 - No que consiste a Dimensão Religiosa do Dízimo? A dimensão religiosa consiste na utilização de parte do dízimo para promover a oração comunitária e tudo o que diz respeito a ela. 3 - Isso quer dizer que o dízimo não dever ser utilizado numa única dimensão? Exatamente. Além da dimensão religiosa, o dízimo deve atender as dimensões social e missionária. (confira no demonstrativo)

Como o dízimo é utilizado na dimensão religiosa? Na dimensão religiosa, o dízimo é utilizado na construção, sustentação, manutenção e ampliação da igreja, da casa paroquial do salão comunitário, do escritório/secretaria, das salas de catequese e de outros locais e atividades que estejam a serviço da oração e da evangelização. DÍZIMO E IGREJA: a igreja é o local de encontro da comunidade. Ela deve oferecer o necessário para que a oração comunitária se realize, seja pela missa, seja por outras celebrações. Eis alguns exemplos do que é preciso para tanto: objetos litúrgicos, folhas e livros, aparelhagem de som, vestimentas para os ministros e coroinhas, imagens e quadros sacros, instrumentos musicais, armários, sistema de segurança, extintores. DÍZIMO E CASA PAROQUIAL: equipamentos domésticos, alimentação, contas de água, luz, telefone (e outros), contribuição para os clérigos (côngrua), plano de saúde e encargos sociais (clérigos e/ou

funcionários), material de limpeza, cozinheira e/ou diarista, automóvel. DÍZIMO E SALÃO PAROQUIAL: cadeiras, mesas, sistema de som, armários, utensílios de cozinha, materiais didáticos para encontros, cursos e palestras, banheiros, aparelhos de TV (com vídeo), bebedouro, salas para encontros/reuniões em grupos, sistema de ventilação, sistema de segurança. DÍZIMO E SECRETARIA / ESCRITÓRIO: arquivos, secretário(a), computador e acessórios, materiais diversos (canetas, grampeador, carimbos, tesouras, fitas...), fichários, boletim diocesano e/ou paroquial, ambiente acolhedor, impressos em geral, materiais para uso de pastorais e movimentos, telefone, fax. DÍZIMO E CATEQUESE: salas, material adequado e atualizado (aparelhagem de som, vídeo, cartazes, bíblias e outros livros, manuais de catequese...), espaço para recreação/confraternização, banheiros, caixas de primeiros socorros, jogos educativos. DÍZIMO E OUTROS: cuidado e ornamentação do espaço ao redor da igreja e outras dependências, salas para grupos autônomos (pastorais, movimentos, organismos eclesiais), agentes liberados, serviços prestados por autônomos.

4 - Os itens elencados acima esgotam todas as necessidades da dimensão religiosa a serem supridas pelo dízimo? Não. São apenas uma lista que exemplifica o quanto custa a existência e a sustentação/manutenção de uma comunidade. As comunidades, por serem diferentes, têm necessidades diferentes. Algumas precisam muito mais do que o listado acima; outras precisam de menos. O importante é entender que a obrigação de cuidar da igreja e investir na evangelização é de toda a comunidade, e não apenas do padre ou da equipe administrativa ou de um grupo. (No próximo número: No que consiste a Dimensão Missionária e Social do Dízimo? )

Você que já é dizimista, seja um evangelizador(a) ajudando alguém a converter-se ao Dízimo. Procure na secretaria ou o plantão do dízimo, antes e após as missas e faça já a sua inscrição. Visite o nosso site e saiba tudo sobre o dízimo. E Se você dizimista quiser partilhar aqui neste espaço o seu testemunho, pode deixá-lo na secretaria ou nos enviar através do nosso site.

Aniversariantes de fevereiro 02 - Maria Fraga Pereira 09 - Alaor Coelho Silva 11 - Rosangela Moreira 13 - Adertônio Cezário da Silva Parabéns que Deus ilumine e que o Espírito Santo possa permanecer sempre em seus corações e em sua família.


Fevereiro/2010

9

Aviario da Ilha mercearia e sacolAo Rua 12, 26 - 3275-1191


A Voz da Ilha

10

Conselho Pastoral

D

ando início às atividades pastorais e movimentos de nossa paróquia aconteceu no dia 03 pp a primeira reunião do Conselho de Pastorais de 2010. A reunião foi coordenada pelo Padre Paulo, que dirigiu palavras de incentivo aos coordenadores e representantes das pastorais presentes. Duas novas coordenadoras foram apresentadas: Marina C. Juliani, coordenadora do EAC e Ozana Martins Perpétuo, na presidência do Clube de Mães Sta. Isabel. A elas apresentamos as nossas boas vindas, desejando que seus trabalhos produzam bons frutos e encontrem ressonância nos demais grupos. Vários assuntos foram tratados, entre eles, o planejamento dos trabalhos para 2010 e o EAC – Encontro de Adolescentes com Cristo, que acontecerá nos dias 13 e 14 de março. Desde já, unamos nossas orações para que este encontro seja frutuoso. Foi pedido que todos os grupos participem das vias-sacras às sextas-feiras, como exercício de espiritualidade quaresmal. A próxima reunião está agendada para o dia 03 de março, quando contamos com a presença de todos os coordenadores. Desejamos a todos muitas realizações em seus trabalhos, sempre avançando para águas mais profundas. Benjamin e Lúcia - coordenadores

Fevereiro/2010

Uma sogra no caminho Dado Moura

M

uito se fala das interferências da sogra na vida conjugal e nem sempre as opiniões dela, caem em boa hora ou é aceita com naturalidade. Já ouvimos muitas vezes que “em brigas de marido e mulher, ninguém põe a colher”. Se tal advertência é válida para todos os demais parentes, muito especialmente, será para as sogras. Grandes são as crises estabelecidas entre nora e sogra especialmente quando ela [a sogra] insiste em querer agir como mãe não somente do filho, mas querendo fazer as vezes de mãe, também, da nora. Algumas sogras acreditam que a melhor atitude diante de uma situação,

particular do casal, é fazer aquilo que ela própria orienta. É evidente que a experiência de vida de nossas sogras, são superiores as nossas, mas assim como a vida foi nos capacitando a superar obstáculos, também na vida conjugal aprenderemos a resolver outras questões, agora, assumidas e resolvidas entre marido e mulher. O problema será maior quando a mãe do esposo perde a noção que o seu menino cresceu, e sem respeitar o momento ou mesmo o lugar, ela dá seus palpites esquecendo que o casal agora, já constitui uma nova família e uma nova história ira ser contada. Dado Moura é membro aliança da Comunidade Canção Nova e trabalha atualmente na Fundação João Paulo II para o Portal Canção Nova como articulista.

AMÉM.

Ouça comentários do autor Entretanto, nem sempre, a sogra é a grande vilã ou uma pedra no sapato na vida da nora. Assim como pode acontecer de sogras perderem a noção que o filho cresceu, há também filhos que não conseguiram se desligar do cordão umbilical com a sua genitora. Seja por uma dependência financeira, por mimos ou por falta de maturidade, o filho recorre ao “colo” da mãe diante de qualquer pequena dificuldade. E acostumado com os “amparos” da mamãe, isso, por sua vez, permite que a sogra também dê seus palpites na vida do casal. O fato de sermos pessoas casadas, não significa que devemos deixar de visitar a casa de nossos pais ou desconsiderar as suas opiniões. Contudo, não se pode fazer dessas visitações um pretexto para apresentar um relatório das experiências e das dificuldades da vida a dois. Caso contrário, o almoço ou festas que deveriam ser momentos de confraternização, será aproveitado para que os parentes se “alfinetem” ou transformem o encontro em ocasião para “lavar a roupa suja” em território, o qual, a nora poderá sentir-se humilhada mediante ao assunto trazido em pauta. É interessante a gente considerar que cada família, estabelece suas próprias regras e normas, em comum acordo, entre os cônjuges. Uma vez detectado o possível problema, cabe ao casal aproveitar dessa oportunidade para expor, entre si, a situação que não lhe agrada, no sentido de juntos adequar o impasse. Se o filho não consegue ainda se separar da mãe, mesmo depois de casado, talvez, seja um bom começo, equilibrar o tempo de permanência na casa da sogra. Por outro lado, para que a mãe do esposo esteja interferindo na relação conjugal do filho, entre essas e outras coisas citadas acima, pode ser um indicador que comentários, os quais deveriam permanecer estritamente entre os muros da vida do casal, estejam sendo ventilados em conversas mais para ter o que falar ao invés de oferecer ajuda. Para que as sogras, possam sair das margens dos relacionamentos, basta que elas se lembrem que seus filhos agora têm suas vidas próprias e seus conselhos, quando não for impostos, poderão ser úteis quando solicitados. De maneira geral, todos nós estamos aprendendo alguma coisa com outra pessoa, assim, também será proveitoso para a sogra aprender com aquilo que a nova geração, a qual faz parte e nora, tem a ensinar.


Fevereiro/2010

11

catequese

apostoladodaoração

AGENDA DA CATEQUESE

Fevereiro: 04 - Reunião de Coordenadores 19 - Encerramento das inscrições da Catequese 26 a 28 - Encontro Diocesano da Catequese: “A educação da fé na cultura pós moderna” - O Belo, o Lúdico e o Místico na catequese Março: 01 a 06 - Início dos Encontros as Catequese Recado da Catequese Ei pessoal! “A alegria está no coração de quem conhece Jesus”. É com o coração em festa que iniciaremos os encontros da Catequese a partir do dia 1º de março. Esperamos por você! Parabéns à nossa catequista joseane e ao seu esposo fábio, pelo nascimento do pedro no dia 19/01. Que ele seja canal de bênçãos para vocês e para o mundo. parabéns ao andré pelo irmãozinho e à dona maria fraga por mais um netinho.

ANIVERSARIANTES

Catequistas e colaboradoras: 19/01 - Renite do N. Barreto / 26/01 - Maria de Fátima de Oliveira 29/01 - Marinalva Batista Vilela 18/02 - Fernanda Dias Augusto 19/02 - Iêda Mª Vila Nova A. Avelino / 21/02 - Rita de Cássia V. Bittencourt / 22/02 - Karla Núbia Lopes

Sejam felizes!!! Em cada amanhecer, uma nova vida e nesta nova caminhada um buscar pleno de Deus. Parabéns!!! Que Deus os abençoe sempre!

Ecoando...

Como aprender a conviver Que quer dizer cativar? - (...) significa criar laços... - Criar laços? - Exatamente, disse a raposa. Tu és ainda para mim senão um garoto inteiramente igual a cem mil garotos. E eu não tenho necessidade de ti. E tu também não tem necessidade de mim. Não passo aos teus olhos de uma raposa igual a cem mil outras raposas. Mas, se tu me cativas, nós teremos necessidade um do outro. Serás para mim único no mundo, e eu serei para ti única no mundo. Saint - Exupéry - “O Pequeno Príncipe”. Conviver é a arte de viver bem com as pessoas. É assim que Jesus viveu. Criando laços de amizades, de interação, cativando e despertando em cada pessoa o que há de melhor nela. No nosso relacionamento com as pessoas é extremamente necessário reconhecer e apreciar as características que elas possuem e a história que viveram. Se analisarmos as pessoas com o coração aberto, as compreendermos melhor e teremos mais facilidade em acolhê-las com alegria e fraternidade. Para uma convivência cada vez melhor é preciso transmitir simpatia, afeto e disposição para ouvir o outro. Aprender a conviver nunca é uma linha reta entre dois pontos. É sim uma linha sinuosa cheia de voltas e encantos. Pois então, mergulhe nessa estrada de encantar e cativar as pessoas. A hora é agora! Cative alguém e se deixe cativar.

aniversariantes do Mês de fevereiro 02 - Maria Fraga P. Santos 16 - Lamy Lobato Antônio 18 - Maria Martins Souza 24 - Carmen Mendes 24 - Maria da Glória Lopes Parabéns! Felicidades! Que o Sagrado Coração de Jesus guarde cada uma de vocês em seu Coração Misericordioso em todos os dias de suas vidas e faça de vocês testemunhas do seu amor. “Jesus manso e humilde de coração, fazei o nosso coração semelhante ao vosso”!

Solidariedade!... Nossos sentimentos à família e familiares de D. Carmita de S. Gomes, que em 16-012010: fez a sua Páscoa definitiva para a casa do Pai, onde ela terá a luz que não se apaga e viverá eternamente a sua Paz!... Estaremos em oração por ela e pelo conforto de seus familiares. Saudades sim!... Tristeza não!...

Zeladora: Maria da Glória de Assis ANIVERSARIANTES COROINHA 09 - Alaor Coelho Silva 10 - Clara Brandão Parabéns, que Deus derrame sobre você muitas bênçãos pela intercessão de São Tarcísio e de São Domingos Sávio aumentando-lhe a piedade e o desejo sincero de Servi-lo sempre com alegria.


A Voz da Ilha

12

Fevereiro/2010

Galeria Infantil

Tia Rita

Fernanda... Menina-mulher, que fascina a todos com sua alegria contagiante e beleza sem igual. Não existe palavras para expressar o que você significa para nós. Você é um anjo que Deus nos enviou. Parabéns pelos seus 15 anos. Te amamos muito, sua família.

LABORATÓRIO FARRERAS VALENTI Para garantia da qualidade de seu exame são necessárias orientações especiais. Consulte seu médico ou o laboratório antes da coleta de material.

fazemos Coleta domiciliar

e m p r e s a certificada iso 9001:2008

Rua Afonso Pena, 2566 (esquina com Dom Pedro II) Fone (33) 3271-7240 Fax (33) 3271-3510 - Gov. Valadares

Rua Israel Pinheiro, 2417 - Fone: 3271-1156 Rua Peçanha, 396 - Tel.: 3271-5506 Ponta de estoque: Rua 32 - 105 - Ilha - Fone: 3275-2585 GV Shopping - Loja 163 - Fone: 3272-4180


A Voz da Ilha - fevereiro de 2010