Issuu on Google+

A voz da Ilha

JORnAL DA PARÓquIA De nOssA senHORA APAReCIDA - RuA 10, 46 - ILHA DOs ARAÚJOs - GOV. VALADARes/MG - WWW.PAROquIADAILHA.COM.BR

Ano XXVIII - nº 712 - Governador Valadares - Junho/2009 - Distribuição gratuita

“Dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com inteligência e sabedoria”. (Jr 3,15)

O

Papa Bento XVI convocou a Igreja para a celebração de um Ano Sacerdotal com o tema “Fidelidade de Cristo, fidelidade do sacerdote”. A abertura será no dia 19 de junho, festa do Coração de Jesus e dia de Santificação do Clero. (Página 7).

Programação do Tríduo do Coração de Jesus e festa de Corpus Christi, em nosso pároco informa,na página 3


A Voz da Ilha



Junho/2009

espaçolitúrgico

Fonte: Catequese caminhando. Ano XV nº 188, maio de 2008

Corpus Christi: Cristo que passa! Entrar na Cidade Quando estava próximo o dia dos pães sem fermento, tradicional festa judaica, em que se imolava o cordeiro pascal, Jesus disse a Pedro e a João: “Ide e preparai-nos a ceia da Páscoa” (Lc 22,8). Desejando dados mais concretos sobre essa celebração, eles lhe perguntaram onde ela deveria acontecer. Jesus, em resposta, mandou-os entrar na cidade, assegurando-lhes que lá outras pessoas lhes dariam informações mais precisas. Mandou-os entrar na cidade... Na solenida­de de Corpus Christi (nome litúrgico: Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo), quem entra em nossa cidade é Jesus. Percorre nossas ruas, é aclamado e adorado, numa celebração marcada pela fé. Mais do que entrar em Florianópolis, Belo Horizonte, Recife, Salvador ou em sua cidade, ele quer, na realidade, entrar em nossas casas, participar da vida de nossas famílias e ter um lugar especial em nosso coração. Essa é a ra­zão de ser dos tapetes, cantos e orações desse dia; esse é o motivo da Procissão de Corpus Christi. Em cada uma de nossas cidades, Jesus quer comer a Páscoa com seus discípulos — e nós somos esses seus discípulos. Comer a Pás­coa é

fazer uma experiência de fraternidade. Nossa cidade deve ser um lugar de solidarieda­de e de partilha. Onde está presente o amor de Cristo, não há lugar para o ódio, para a injustiça e para a opressão. Onde há opressão, injustiça e ódio, ali Crista ainda não tem espaço. Entrando em nossa família, Jesus ensi­na-nos que seu gesto de comunhão é possível porque ele nos perdoa. Não há comunhão sem perdão; sem perdão não há aliança. Jesus vem, pois, ensinarnos a perdoar: perdoar o esposo, a esposa e o filho; o vizinho, o companheiro de trabalho e o colega de escola. Entrando em nosso coração, o Senhor vem propor-nos uma aliança. Ele se oferece, oferece sua amizade, seus dons, seus sacramentos e sua Igreja. E o que nos pede? Pedenos fidelidade ao ba-

tismo; pede-nos coerência de vida, en­tusiasmo por sua pessoa e dinamismo missionário. Esse dinamismo é tan­to mais necessário quando se sabe que há muitos que ainda não conhecem suas riquezas e seu amor e, por isso, não o aceitam como Senhor.  

Presença de Cristo Corpus Christi é, pois, a celebração da presença de Jesus Cristo em sua Igreja, no sacramento da Eucaristia, sob as aparências do pão e do vinho. Em cada Missa, no momento da consagração, Cristo, na pessoa do celebrante, diz: “Tomai e comei, isto é o meu corpo... Tomai e bebei, isto é o meu sangue” (Mt 26,26-28). Além de se oferecer ao Pai pela humanida­de, oferece-se a todos como alimento de vida, garantindo-nos que “quem comer deste pão vi­verá eternamente; o pão, que eu hei de dar, é a minha carne para a salvação do mundo” (Jo 6,51-52). Na procissão de Corpus Christi, é Cristo que passa em nossas cidades. Vamos aco­lhê-lo?!

Dom Murilo S.R. Krieger, scj. Arcebispo de Florianópolis - SC

Artigos Odontológicos

www.dentalibituruna.com.br

F: 3271-7195

Dr. Geraldo M. Mourão Dr. Jhoner M. Resende Dr. Marcos V. Mourão Dr. Thiago M. Miranda CRF/MG - 4729 CRF/MG - 11001 CRF/MG - 4610 CRF/MG - 15083


Junho/009

3

palavradopároco AGENDA PAROQUIAL - JUNHO - MÊS DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS Dia 01 - Retomada da 9ª Semana do Tempo Comum do ano Litúrgico Dia 05 - Primeira sexta feira - Missa adoração e Bênção com o Santíssimo às 19h30 Dia 06 - Reunião dos coroinhas - 10h - Reunião da equipe Diocesana de Catequese às 14h Dia 07 - Solenidade da Santíssima Trindade Dia 10 - Reunião do Clero - Reunião do Conselho Pastoral às 20h30 Dia 11 - Solenidade do Corpo e Sangue de Cristo com Exposição do Santíssimo as 16h para adoração até às 18h30 (das 16 às 17h - Responsável Apostolado da Oração - das 17 às 18h - Responsáveis Ministros da Eucaristia) - Missa Solene às 19h30 com procissão interna e Bênção do Santíssimo Sacramento. Dia 13 - Festa de Santo Antônio na Catedral Dias 16/17/18 - Tríduo do Sagrado Coração de Jesus Terça - primeiro dia - junto com o Grupo de Oração Jesus e Maria às 19h30 Quarta - segundo dia - Na missa da comunidade às 19h30 Quinta - terceiro dia - Adoração ao Santíssimo Sacramento às 16h Dia 19 - Solenidade do Sagrado Coração - Abertura do Ano Sacerdotal, missa às 19h30 - Ato de desagravo e Bênção com o Santíssimo. Dia 25 - Reunião com os Pais de todos os catequizandos, às 19h30 - Para estudo do texto base do Ano Catequético Dia 28 - Solenidade dos Apóstolos Pedro e Paulo - Encerramento do Ano Paulino Encontrão do Apostolado da Oração no Colégio Imaculada às 13h30.

Junho, muitos motivos para festejar

T

endo encerrado o Tempo Pascal, no dia 31 de maio, com a Solenidade de Pentecostes, retornamos ao tempo comum da nossa caminhada litúrgica e entramos no mês de junho, que vem cheio de momentos marcantes na caminhada da nossa Igreja. Lembramos que junho é um mês muito querido do nosso povo brasileiro, primeiramente por causa do devocionário popular, onde todo ele é dedicado ao Sagrado Coração de Jesus, “a escola da humildade e da mansidão e a fonte que sacia a nossa sede de Deus”. Neste ano, A festa do Coração de Jesus acontece no dia 19, ocasião em que será feita a abertura do Ano Sacerdotal convocado pelo Santo Padre o papa. Em seguida vem a festa do Sagrado Coração de Maria, no dia 20. Já no dia 11, celebraremos a festa do Corpo e Sangue de Cristo, dando testemunho da nossa fé na presença viva e real de Jesus na Eucaristia. No dia 13 a nossa cidade para, a fim de celebrar Santo Antônio, padroeiro da cidade de Governador Valadares, da nossa Diocese e da paróquia da Catedral, no dia 24,

o nascimento de São João Batista e 28 o martírio dos apóstolos Pedro e Paulo, quando estaremos também encerrando o Ano Paulino. Vimos assim, que não nos falta neste mês motivação para estarmos bem unidos a Jesus e entrarmos na intimidade do seu coração, que nos diz: “Venham a mim todos vocês que estão cansados de carregar o peso do seu fardo, e eu lhes darei descanso, carreguem a minha carga e aprendam de mim, porque sou manso e humilde de coração, e vocês encontrarão descanso para suas vidas.” (Mt 11,28e29 cf ed. Pastoral) Com este convite de Jesus, fazemos chegar às mãos dos nossos paroquianos, paroquianas e leitores, o jornal a Voz da Ilha do mês de junho. Esperamos que as suas notícias possam nos alegrar e seus ensinamentos possam instruir-nos no caminho para o discipulado. A todos e todas desejo uma boa leitura e que façam bom proveito deste nosso trabalho preparado com muito carinho para você.

Fraternalmente Pe. Paulo

- Horário de Missas: Quartas-feiras, Sábados e Domingos: 19h30 / Domingo: 9h com crianças. - Adoração ao Santíssimo todas as Quintas-feiras às 16h. Na primeira quinta-feira do mês, responsáveis; Pe. Paulo ou Diretoria do Apostolado da Oração. - Toda última terça-feira do mês no Grupo de Oração. - Grupo de Oração Jesus e Maria: Toda terça-feira às 19h 30. - Atendimento paroquial (Secretaria):de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h e das 13h às 18h. - Atedimento pastoral: Terça-feira: visita as doentes / Quarta e quinta-feira, das 9h às 11h. - Sexta-feira: confissão individual de 9h às 11h. Para saber da programação do Ano Paulino na Comunidade São Paulo (Paroq. São José) acesse o site www.paroquiadailha.com.br

Diretor responsável: Padre Paulo Roberto Carlos Fernandes Equipe de Comunicação: Maria Lúcia Cotta Soares / Sandra Pitanga

- JULHO Dia 02 - Adoração e Bênção do Santíssimo com o Pe. Paulo ás 16h Dia 03 - Primeira Sexta feira - Missa às 19h30

Diagramação: Fausto Gomes (3083-5765) Impressão: Inforgraf (3275-5444) Jornal da Paóquia Nossa Senhora Aparecida - Ilha - (33) 3275-1720 Rua 10, 46 - Ilha dos Araújos - www.paroquiadailha.com.br


A Voz da Ilha



Junho/2009

cedescedes

Atividades no Cedes

Projeto “TEMPO DE VIVER”

Só elas envelhecem?...

À

s vezes eu penso que só as mulheres envelhecem... Só elas assumem que viver é um privilégio e viver bem tem muito a ver com as nossas escolhas. Nos grupos de idosos que hoje se multiplicam em todas as cidades, os homens não comparecem ou são minoria. Entretanto, é comum encontrar os chamados pré-idosos, pessoas que, sem preconceitos, se incluem de forma preventiva naquele ambiente sempre as mulheres. Também não é raro encontrar, por ai, gente nova/velha ou gente velha/nova. E sem aquela de jovem de espírito. Não. Jovem é jovem. Idoso é idoso - com muita idade, experiência, sabedoria e, logicamente, com um propósito de vida: sonhar e realizar esse sonho, o que nem sempre é fácil. A vida nos é pródiga de oportunidades. Cabe a cada um decidir se aproveita todas ou só uma delas, desperdiçando o seu “Tempo de Viver”. Sabemos que a expectativa de vida do brasileiro vem aumentando muito e o Brasil, dentro de alguns anos, será um país de velhos. Insisto. Só as mulheres envelhecem? Grande equívoco. Homens e mulheres envelhecem. Não de forma homogênea. Para cada um há que se considerar as interferências, ou seja, fatores econômicos, sócio-afetivos, culturais e outros. Iniciam o processo de envelhecimento assim que nas-

cem, podendo durar mais ou menos tempo e até que se descubra a poção mágica da eterna juventude - melhor, soro ante-idade. Apesar disso, a vida segue em frente, num constante recomeçar, como nos versos de Ivan Lins: “Começar de novo e contar comigo “Vai valer a pena ter amanhecido”. Para recomeçar é preciso aprender a viver cada momento como se fosse único; abraçá-lo com disponibilidade, entusiasmo, aberto a novos conhecimentos, novas experiências e aprendizagens, livre de qualquer preconceito. Você, idoso ou idosa , tem valor e merece atenção, respeito. O CEDES- Centro de Educação e Desenvolvimento Social – (Creche da Ilha) coloca à disposição dos interessados atividades variadas de condicionamento físico, lazer , arte e cultura além de acompanhamento psicológico. Os idosos, homens e mulheres, cientes de suas capacidades, possibilidades e limitações, podem contribuir para o sucesso do PROJETO ”TEMPO DE VIVER“, como orientador e aprendiz da vida. A decisão é de cada um. A alegria será nossa.

(Ivanilde M.Grobério Presidente do Cedes)

(Creche da Ilha)

Projeto “Brincado de Poesia”

A

Creche da Ilha iniciou um projeto que envolve o mundo da poesia. A poesia é parte integrada e essencial na formação da leitura e da escrita. Conforme Ligia Averbuck (l982), a poesia além de ser para desenhar, pensar, criar, colorir, brincar com palavras, intentar e aprender. É através da poesia que a criança desenvolve sua imaginação e criatividade. Dentro desta perspectiva as professoras da creche estão trabalhando várias poesias com as crianças

de escritores como Vinicius de Moraes, Cecília Meireles e etc...Uma vez por semana cada sala faz apresentação da poesia trabalhada na semana com as crianças. Uma das primeiras apresentações foi feita pela turma da professora Verônica com a poesia “ A bailarina de Cecília Meireles”, onde as crianças se apresentaram junto com duas Bailarinas profissionais (Letícia e Dayane) que vieram abrilhantar nosso trabalho, trazendo para as crianças alegria e fantasia para esta momento. Depois foi a vez das crianças do 2º período - turno matutino que participaram do projeto, declamando e dramatizando a poesia - “Minha Enxadinha” (Coelho Neto). (Foto abaixo). A culminância deste projeto será realizado no mês de agosto na “Festa da Família”, onde será apresentado um sarau de poesias para as famílias.

JUNHO - Tempo de Festa na Creche da Ilha:

Destaque para o dia 05 de junho Programação: 1 - Comemoração do Dia Mundial do meio-ambiente: - Exposição de trabalhos das crianças e passeata até a praça Itatiiaia na Ilha; 2 - Aniversário da Creche, 17 anos a serviço da comunidade: - Mural “Histórico da Creche”; - Apresentação da Banda de Música do 6º BPM de Gov.Valadares; - Entrevista: jovens falam de seu tempo na Creche, hoje CEDES: (próxima edição)


Junho/2009



Qual opinião importa mais?

O

mês de maio findou-se, e com ele as barraquinhas da Ilha, mas ficou a certeza de que a cada ano as nossas barraquinhas estão melhores, mais crianças, adolescentes, adultos, idosos, famílias inteiras que veem prestigiar a nossa comunidade. Muitos participam das celebrações e se encantam com a igreja e a liturgia, outros tomam parte somente das barraquinhas e ali se encontram com os amigos, fazem novas amizades, deixam as crianças se divertirem na boca do palhaço ou na pescaria, quem gosta marca um bingo, outros preferem o lado da música, mais sossegado, e daí pra frente ninguém segura tanta gente degustando as deliciosas guloseimas ali servidas acompanhadas de um suco, um refrigerante ou apenas uma água mineral, provando a todos e especialmente aos mais jovens que alegria é um estado de espírito e dispensa qualquer bebida alcoólica e outras drogas. Foi só alegria, gente bonita, gente educada que sabe festejar!. Nosso agradecimento primeiro vai para todos aqueles e aquelas que nos prestigiaram com a sua presença, a sua participação é que faz a festa, e o nosso objetivo é primeiramente criar um ambiente alegre e saudável de confraternização entre as várias gerações. Agradecemos a todos que fizeram suas doações e patrocínios em favor das nossas barraquinhas ou quermesses, como preferir. Agradecimentos do fundo do coração aos organizadores e coordenadores, (geral e das barracas) como também a todos os que participaram das equipes das barracas. Um “obrigadão bem grandão” aos catequizandos, crianças e adolescentes que ajudaram nas barracas da pescaria e na boca do palhaço. Tudo muito bom, com promessa de ser melhor em outubro. Nem a infeliz idéia da catedral de antecipar os seus festejos nos atrapalhou. Quem tem bom gosto, provou e aprovou, e não foram poucos os elogios para todas as guloseimas: pastel, cachorro quente, doces e tortas, os caldos, (nota mil), o churrasco, o angu a

baiana, sem comentários (já foram feitos muitos elogios pessoalmente à equipe, eu vi e sou testemunha!), do macarrão (hum, que loucura!!! a equipe ficou até verde com tanto trabalho, ou seria reflexo do periquito?) Revelação das barraquinhas. Todos os anos a sempre a surpresa de alguém que se revela e se destaca no seu serviço, este ano não poderia ser diferente e a revelação foi a nova equipe do canjicão que aprendeu direitinho da nossa querida Maria Helena e sua equipe, que a pedido médico está recarregando as baterias, mas mesmo assim não deixou de participar das compras e orientar a nova turma. Eu mesmo, numa visita, ouvi dela elogios à nova equipe do canjicão e principalmente a sua aprovação ampla e irrestrita ao dito cujo. Sendo assim eu me calo, ou melhor, me calo nada, digo para todos que quiserem ouvir, com eco de mais um cento de pessoas de gosto não duvidoso,(que tem convicção e não pretensão), que a quermesse da Ilha sempre teve e continua tendo o melhor canjicão de GV. Obrigado Maria Helena, pela sua ajuda e por você ter feito escola. Torcemos e rezamos pela sua recuperação e para que você esteja junto à comunidade o quanto antes. O mesmo desejamos ao nosso amigo Geraldo Mourão, que este ano não pode trabalhar na barraca do churrasco, por motivos de saúde. Vocês fazem muita falta, sarem logo. Por fim, só me resta pedir a Deus que abençoe e recompense a todos, a todas e a cada um e cada uma pelo seu trabalho generoso. Em nossos agradecimentos incluímos as equipes do bingo, da música, da limpeza e da ordem. Parabéns a todos!... E mesmo que uns não queiram, eu, pe. Paulo e toda a equipe do A Voz da Ilha damos a última palavra: aprovadíssimo!!!


A Voz da Ilha

6

apostoladodaoração

Junho/009

Fonte: Pe. Francisco Sehnem, SCJ Revista Brasil Cristão

Pedra angular dos devotos do CoRAÇão de JESUS

A

pedra angular é a que faz o fechamento e dá segurança a toda a construção. Nós devotos do Coração de Jesus podemos fazer muitas coisas, realizar obras as mais diversas, participar nos trabalhos pastorais de nossa Igreja. Mas se não tivermos momentos de parada, de reabastecimento, se não encontrarmos tempo para estar com o Senhor, em pouco tempo, provavelmente, não saberemos mais porque e por quem estamos trabalhando. Padre Dehon, Fundador dos Padres do Coração de Jesus, falando da Eucaristia e da Adoração, dizia: “Todos os apóstolos do Evangelho que eu conheço e que não vivem da Eucaristia fazem apenas um trabalho medíocre e pregam uma palavra sem sentido”. A Adoração como presença, fazer-nos presentes a Jesus presente na Eucaristia, como contemplação e oração constitui a pedra angular para todos aqueles que desejam levar o amor de Cristo aos seus irmãos e irmãs. Sem a Adoração, o resto de nossas preocupações e trabalhos, mesmo a nossa luta em favor dos pobres e sofredores não dariam o resultado esperado porque quem dá eficácia ao nosso trabalho é Ele, é o Senhor. Se lermos com atenção os Evangelhos, perceberemos que Jesus Chamou os Apóstolos para estarem com Ele e depois enviá-los em missão. Quero convidá-los a reler uma passagem do Evangelho escrito por São João: “No dia seguinte, estava lá João outra vez com dois dos seus discípulos. E avistando Jesus que ia passando, disse: ‘Eis o Cordeiro de Deus’. Os dois discípulos ouviram-no falar e seguiram a Jesus. Voltando-se Jesus e vendo que o seguiam, perguntou-lhes: ‘Que procurais?’ Disseram-lhe: ‘Rabi (que quer dizer Mestre), onde moras?’‘Vinde e vede’, respondeu-lhes Ele. Foram aonde ele morava e ficaram com ele aquele dia. Era cerca da hora décima (16 horas).” “Vinde e vede” é ainda hoje o convite para todos aqueles que querem seguir o Mestre e continuar a Sua Obra. João nos diz que naquele dia, eles ficaram com Jesus. E, no dia seguinte, um deles (André) foi à procura de seu irmão e o convidou para vir com ele e conhecer Jesus, o Messias. Quem tem tempo para estar com Jesus, falar com Ele e, principalmente aprender com Ele, sentirá necessidade de chamar os outros para que também eles possam conhecer Aquele que está sendo a razão de sua vida. Na Eucaristia, no encontro com o Senhor, encontraremos o alimento para a nossa vida e nosso apostolado. Somente aquele ou aquela que tiver tempo para estar com o Senhor, somente os que tiverem os olhos fixos no Senhor

crucificado que deu a vida por nós e que agora continua presente entre nós na Eucaristia, podem sustentar a sua luta até o fim. Uma lenda Copta diz que um monge estava muito preocupado porque tantos candidatos apareciam no Mosteiro e, logo em seguida, iam embora novamente. E foi perguntar a um monge velhinho: “Por que tantos homens vêm ao Mosteiro e, logo voltam outra vez para casa?” O velhinho respondeu: “Acontece com os monges o mesmo que se dá com os cães de caça. Um deles vê uma lebre e sai correndo e latindo com todas as forças. Todos os cachorros que estão na vizinha se alvoroçam e saem correndo e latindo. Mas daqui a pouco não sabem mais porque estão correndo e latindo, ficam com vergonha e voltam para casa. Somente aquele que viu a lebre vai persegui-la até alcançá-la. Somente aquele que tiver lançado o seu olhar sobre o Senhor Crucificado e acreditado n‘Ele, vai sustentar a luta até o fim”. Só quem pôs os olhos no Coração de Cristo e crê no Seu amor vai continuar até o fim. E, na Eucaristia te-

“Todos os apóstolos do Evangelho que eu conheço e que não vivem da Eucaristia fazem apenas um trabalho medíocre e pregam uma palavra sem sentido”. mos a nossa chance de encontrarmos com o Coração de Cristo. No sacrifício Eucarístico torna-se presente toda a Vida de Cristo, mas especialmente a Sua oferta’ sobre a Cruz. Quando, na Eucaristia, nos deixamos atrair pelo ato redentor de Cristo, bebemos de certa maneira da fonte do Seu Coração aberto. E quando na Eucaristia encontramos o Senhor que Se oferece e Se faz dom por nós, a nossa resposta só pode ser a nossa entrega pessoal e total a Ele. A resposta à oferta total de Cristo exige a nossa oferta, a Ele, a união a Ele na Sua oferta ao Pai pela humanidade. Nosso encontro com Cristo na Celebração Eucarística e mesmo na Adoração Eucarística (sempre em estreita ligação com o Sacrifício Eucarístico) deve transformar o nosso coração, abrir-nos para o amor a Deus, mas também para o amor aos irmãos e irmãs. Devemos nos lembrar que o Cristo da Eucaristia é o mesmo que tem um olhar de ternura e de misericórdia para, com os pobres, os pecadores, os marginalizados...

Membro da soc. Brasileira de RPG

Juber Neves da Silva

OAB - 113.734 causas cíveis e trabalhistas Av. rio doce, 1025 - Bairro ilha Governador Valadares - mG

E, nos momentos que reservamos para Ele, nas horas em que nos fazemos presentes ao Cristo presente na Eucaristia, nós queremos pedir a Ele que nos dê um coração semelhante ao d’Ele. “Somente aquele ou aquela que tiver tempo para estiar com o Senhor na Eucaristia, pode sustentar a sua luta até o fim”. A oração: “Fazei o nosso coração semelhante ao vosso”, nos recorda o profeta Ezequiel: “Eu vos darei um coração novo, infundirei em vós um espírito novo. Tirarei de vós o coração de pedra e vos darei um coração de carne” (Ez 36, 26). O coração de pedra, o coração endurecido, é insensível à necessidade dos homens; se fecha no círculo do próprio eu. O coração novo, o coração semelhante ao Coração de Jesus, é um coração aberto. A sua abertura se manifesta na silenciosa e discreta ajuda do homem ao homem; leva, impele para o serviço do irmão, ao trabalho nas organizações de assistência, mas também deverá dar seus efeitos nas atividades sociais e políticas. A transformação de nosso coração dar-se-á, sobretudo, no nosso encontro com o amor de Cristo na Eucaristia, na Missa e na Adoração. Costumo dizer que a Eucaristia é a mensagem mais perigosa, mais revolucionária da Igreja. Aquele ou aquela que entende a Eucaristia e assim mesmo decide tomar parte nela, receber o Cristo na comunhão, ficar na Sua Presença em adoração, não pode mais ficar parado(a). A Eucaristia nos compromete! No encontro com o Cristo, presença do amor misericordioso na Eucaristia, nós aprenderemos a amar como Ele amou, sem interesses, sem perguntar se os outros merecem ou não, sem perguntar se vão se lembrar daquilo que fizemos por eles ou se vão retribuir. Ele nos amou porque quis, para ver-nos felizes, e deu a vida por nós. Deixou-nos a Eucaristia, para que também nós pudéssemos encontrá-lo e com Ele aprender a amar. Somente se nós aprendermos a amar como Cristo amou poderemos falar ao coração das pessoas e fazer com que elas continuem a crer que Deus é Pai nos ama.

aniversariantes do Mês de Junho 05 - Nicolina B. Dias 13 - Helfec Dutra (Rosa) 30 - Lúcia L. D. Murta Parabéns!... Felicidades!... Que o Sagrado Coração de Jesus, as abençoe e as guarde dentro de seu “Coração Misericordioso”!... Zeladora - Maria da Glória de assis


Junho/2009

Papa convoca um Ano Sacerdotal



amaiamai

* A AMAI - Associação de Moradores e Amigos da Ilha, com muito esforço, humildade e perseverança conseguiu que no último dia 18/05 fossem iniciadas as obras de limpeza da orla e reforma do calçadão. * Muitas foram as solicitações dirigidas ao SEMOV na pessoa do seu diretor Sr. Cezar Coelho e em reunião com o presidente Danilo Gomes de Souza e demais membros da associação, conseguiram agendar e concretizar a realização de tais trabalhos. * Fora alguns contratempos como

O

Papa Bento XVI, durante a audiência concedida aos participantes da Plenária da Congregação para o Clero, quinta-feira, 16, convocou um Ano Sacerdotal, por ocasião do 150º aniversário da morte do Santo Cura de Ars, a quem proclamará como padroeiro de todos os sacerdotes do mundo. A abertura do Ano Jubilar Sacerdotal será no próximo mês de junho, dia 19, festa do Sagrado Coração de Jesus, dia de oração pela santificação do Clero. O encerramento do ano será no Encontro Mundial Sacerdotal, na praça de São Pedro, em Roma, em junho de 2010. Com o tema: “Fidelidade de Cristo, fidelidade do sacerdote”, o Papa quer promover a espiritualidade sacerdotal e ajudar os sacerdotes a perceber cada vez mais a importância do seu papel e de sua missão na Igreja e na sociedade contemporânea. Durante este ano sacerdotal deverá ser publicado um Diretório para os confessores e diretores espirituais, bem como um resgate dos textos do Sumo Pontífice Bento XVI, sobre a vida e o ministério dos presbíteros numa perspectiva missionária.

o embargo dos trabalhos pela polícia do meio ambiente (o referido embargo ocorreu com o intuito de se fazer a capina da orla preservando mudas que foram plantadas recentemente, para recuperação da mata ciliar), todos os trabalhos de limpeza da orla e reforma do calçadão, limpeza e manutenção das praças estão sendo realizados como combinado, dando a Ilha o valor e zelo que ela merece. * A AMAI registra um agradecimento especial ao Sr. Cezar Coelho, pela receptividade, atenção e presteza em receber sua diretoria e atender suas solicitações.

Politicagem de oportunistas - na Ilha Não!!!

Temas debatidos na reunião do dia 02 de junho:

Infelizmente, diante da grandeza e relevância da limpeza da orla e conserto do calçadão, um determinado “vereador” na tentativa de tirar todo o mérito da AMAI, atribuiu “a ele”, a realização de tais obras. Definitivamente não precisamos deste tipo de político !!!

* Reunião extraordinária da AMAI para selecionar as 03 maiores prioridades da Ilha, que serão apresentadas no Orçamento Participativo - marcada para o dia 16/06/09. * Convocação de uma Assembléia Geral com todos os moradores da Ilha que acontecerá no dia 18/06/09 às 19h30 no Garfo Clube.

Depende de todos nós! Por meio do Orçamento Participativo 2010, podemos participar e definir onde e como investir o dinheiro público em Governador Valadares. Cada Associação de Bairro se reúne em assembléia com os moradores e definem quais são as prioridades do seu Bairro. Para conseguirmos viabilizar tais prioridades é importante a participação de todos os moradores no dia do Orçamento Participativo, para que consigamos a verba necessária à realização das mesmas. Alguns projetos como cobertura da passarela da ponte, calçamento de algumas ruas de pé de moleque e conserto das redes pluviais, serão apresentados. Venha você e traga sua família, seus amigos. Juntos, somos mais fortes!

Dia 18 de junho às 19h30 no Garfo Clube.

Campanha de contribuição Para continuar lutando pelo nosso bairro, precisamos da participação de todos! Conforme anunciado na edição anterior, estaremos neste mês de junho, percorrendo as casas para colhermos as autorizações de doação na conta da água no valor a partir de R$2,00 (dois reais). Participe doe... e faça da Ilha o melhor lugar para se viver.


A Voz da Ilha



Junho/2009

dicasdesaúde

Gripe ou resfriado? O que fazer?

A

gripe e o resfriado são doenças causadas por vírus e atingem constantemente a população, principalmente nesta época do ano, onde devido à temperatura mais baixa, as pessoas se concentram em locais mais fechados e tendem a ficar mais próximas umas das outras. Apesar de terem sintomas parecidos, gripe e resfriados são doenças diferentes e causados por vírus diferentes, e os sintomas na gripe se manifestam de forma mais grave. O vírus da gripe é o Influenza e o do resfriado é o Rinovirus. Os principais sintomas dessas doenças são: coriza (“nariz escorrendo”), obstrução nasal, espirros, tosse, febre, dores (cabeça, músculos, ouvidos, garganta e articulações), fadiga e fraqueza. Geralmente são auto-limitadas, o próprio organismo reage e combate o vírus. Mas em pessoas debilitadas (idosos, portadores de doenças crônicas como do coração, dos pulmões, dos rins, diabetes, câncer, AIDS, imunodeprimidas, gestantes no 2° e 3° trimestres de gravidez e recém-nascidos) elas podem evoluir para um quadro grave, podendo levar ao óbito.

Como prevenir contra essas doenças? A principal forma de prevenção são as medidas higiênicas, visto que a contaminação se dá através do contato com secreções de pessoas contaminadas. PORTANTO, LAVAR BEM AS MÃOS E COM FREQÜÊNCIA É A FORMA MAIS EFICAZ DE PREVENIR. E se já estiver com a doença tome medidas para evitar transmitila a outras pessoas como: usar lenços de papel descartáveis ao invés do pano para limpar o nariz, proteger o nariz e a boca ao espirrar ou tossir, evitar contatos íntimos, não usar mesmo copo ou talheres, manter cozinha e banheiros limpos, evitar aglomerados de pessoas. Contra a gripe temos mais uma arma que é a vacina. A vacina funciona? A vacina não é 100% eficaz, pois é feita para combater os 3 tipos de vírus da gripe mais predominante. Mas quem toma a vacina, mesmo que seja contaminado, sofrerá menos com os sintomas. Para idosos com mais de 60 anos, a vacina é gratuita. Como posso tratar da gripe e resfriado? No caso da gripe e resfriado o tratamento se dá, diminuindo o desconforto dos sintomas. Mesmo fazendo o uso dos medicamentos, essas doenças durarão o tempo que tem que durar. Devese observar qual sintoma que incomoda e tratá-lo, por exemplo com analgésicos e antitérmicos para as dores e febre, antialérgicos para a coriza, lavar o nariz com soro fisiológico e beber muito líquido. É IMPORTANTE QUE AS PESSOAS NÃO SE DEIXEM LEVAR PELAS PRO-

PAGANDAS DE MEDICAMENTOS COM FÓRMULAS “MILAGROSAS”, E EVITEM AO MÁXIMO TOMAR MEDICAMENTOS SEM NECESSIDADE. Quando devo ir ao médico? Todas as pessoas que se incluem no quadro de pacientes debilitados (citados acima) devem procurar um médico logo no início. Além disso aquelas pessoas que os sintomas persistirem por mais de 7 dias também devem procurar um médico para avaliar se não se trata de outros vírus ou doenças.

Dicas de Site:

www.saude.gov.br drauziovarella.ig.com.br Clarissa Pina - Farmacêutica Referência: FERNANDES, Clarissa Pina de Carvalho. Atenção Farmacêutica na gripe e no resfriado. 2006. 42 f. Monografia (Especialização em Atenção Farmacêutica) – Faculdade Newton Paiva, Belo Horizonte, 2006.


Junho/2009



dízimodízimodízimo

Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos

Unidos na Tua Mão H

á muitos anos, já faz parte do nosso calendário paroquial dar uma pausa nas atividades ordinárias, reuniões, encontros e celebrações de grupos para nos reunirmos com Maria e os Apóstolos, fazendo da nossa igreja um verdadeiro cenáculo, onde nos preparamos para a festa de Pentecostes, rezando, escutando a Palavra de Deus, refletindo-a e nos alimentando do mesmo Pão e do mesmo Cálice. É bonito ver que os fiéis da nossa paróquia, até mesmo as crianças, já entenderam a importância desta Semana e acorreram mais uma vez em grande número em todos os dias. Este ano, a Semana de Oração pela Unidade dos Cristãos de 24 a 30 de maio, com o tema “Unidos na tua mão”, teve o seu momento forte com a Celebração Eucarística diária, dentro da qual rezamos pedindo os dom do Espírito Santo e fizemos uma catequese mistagógica sobre cada um dos sete dons. Também foram feitas preces em favor da Unidade dos Cristãos, salientando que esta unidade começa entre nós cristãos católicos, bispos, clero, leigos, nas diversas pastorais e movimentos e dentro da própria assembléia celebrativa que não pode ser exclusiva. Foram momentos muito significativos na nossa preparação para a Solenidade de Pentecostes. No dia 27, os jovens do Catecumenato Crismal receberam o livro da Palavra de Deus, ao que disseram Amém, e cantaram: “Palavra não foi feita para dividir ninguém, Palavra é a ponte onde o amor vai e vem”, sabendo que a Bíblia é o livro por excelência na catequese. Ao final da celebração eles receberam a unção catecumenal, concluindo a primeira etapa na caminhada do Catecu-

menato Crismal. No dia 30 celebrou-se a missa da vigília e pe. Paulo chamou a atenção para frase de São Paulo na carta aos Romanos: “o Espírito vem em socorro de nossa fraqueza”(Rm 8,26). Ligando a mesa da Palavra com a mesa da Eucaristia, o ministério de música, com a assembléia, cantou durante a distribuição da comunhão: “Quem tiver sede venha a mim e beba, e do seio de quem crê em mim, hão de brotar torrentes de água viva, jorrando sempre, sem jamais ter fim”. É a promessa de Jesus no Evangelho de São João 7,37. Já a solenidade de Pentecostes, como nos exige a liturgia, foi de uma beleza, simplicidade e emoção contagiantes no seu sentido espiritual. Pe, Paulo destacou em sua homilia: “o Pentecostes Cristão não é a festa do Espírito Santo em si, a vinda do Espírito Santo representa o ponto alto do Mistério Pascal da Morte e Ressurreição de Cristo. Não é um fato isolado, é a festa que dá coroamento à Páscoa de Cristo, cumprindo a fidelidade de Jesus que prometeu aos apóstolos que eles seriam batizados no Espírito Santo, e este Espírito os conduziria na verdade.” Que o Espírito nos faça testemunhas e continuadores da missão que Jesus nos confiou, que ele nos torne verdadeiros discípulos e missionários.

Neste mês de junho o nosso COROINHA ANIVERSARIANTE é o Thiago Mota de Paula, que aniversaria no dia 07/06 . Parabéns Thiago, desejamos que Deus derrame sobre você muitas bênçãos pela intercessão de São Tarcísio e de São Domingos Sávio, aumentando-lhe a piedade e o desejo sincero de servi-Lo sempre com alegria.

Aviario da Ilha mercearia e sacolAo Rua 12, 26 - 3275-1191


A Voz da Ilha

10

renovaçãocarismática

Acredite: Você pode mudar o mundo

C

erta manhã um escritor caminhava por uma praia. De repente avistou uma pessoa que corria à beira do mar e fazia uns gestos que se assemelhavam a uma dança. O escritor aproximou-se e viu um homem que ia pegando estrelas do mar, uma a uma, e as jogava de volta às águas. Ele perguntou ao homem: - Que é que você está fazendo? - Estou jogando estrelas de volta ao mar - respondeu o homem. E o escritor continuou: - São milhares de estrelas, e você conseguirá salvar muito poucas, não vai fazer diferença... Nesse momento o homem olhou para

o escritor, abaixou-se, pegou uma estrela e jogou-a de volta ao mar, dizendo: - Para essa fez diferença. O escritor ficou pensando naquilo o resto do dia. No dia seguinte resolveu voltar à praia e ajudar o homem a jogar estrelas de volta ao mar. Agora já eram dois... Talvez dali a algum tempo fossem quatro, depois oito... Uma visão sem ação é apenas um sonho. Uma ação sem visão é apenas um passatempo. Mas uma visão com ação... pode mudar o mundo! Fonte: (Para que minha vida se transforme. Maria Salette/Wilma Ruggeri. 17ª edição- Ed. Verus)

“Aproveitamos a oportunidade para transmitir nossos sinceros agradecimentos às pessoas e empresas que colaboram com doações para o êxito das barraquinhas de maio, o que certamente contribuiu para mudar o mundo dos beneficiados da ação benemérita.” (Macarrão Periquito; Barbosa e Marques; Photomania; Coimbra Imóveis, Elétrica JK; Martins Andrade, Hotel Príncipe; Mafrian Abatedouro São Geraldo; Farmácia Indiana; Holly Place; Casa dos Milhões; Odebrecht; Precoce; Oficina São Lucas; Casa Realeza; Multiparts Informática - Multifone; Pizzaria Porto Bello; City Car; Evolução Veículos; Exata Chenicals Ind. e Com. Ltda; Depósito de Material de Construção Brasão) “Rogamos a Deus que abençoe e recompense a todos vocês pela ajuda que nos foi proporcionada que as suas bênçãos recaiam em todas as áreas de suas vidas: pessoal, (atingindo a sua mente, o seu espírito e o seu físico), familiar e empresarial e que em todas elas vocês tenham muita prosperidade. Declaramos a Vitória de Jesus Cristo sobre vocês e seus empreendimentos”.

Aniversariantes do mês de junho 10 - Ticiano Bastos / 23 - Elzuila Silva / 25 - Fernando Parabéns! Que Deus os abençoe sempre.

Junho/009

Edificar a Família Insuficiência da lei e excelência do amor na edificação da família

A

lei é necessária, mas sempre se mostrou com eficaz para construir relacionamentos humanos de qualidade. As melhores leis humanas balizam os relacionamentos, mas são insuficientes para motivar o comportamento humano mais elevado. Modernamente, os que querem excluir Deus e impor o laicismo, desestruturar a família original e legitimar qualquer forma de agrupamento, implantando uma liberdade desligada da responsabilidade, criam grandes dificuldades para a formação integral de pessoas. A insuficiência da lei para construir relacionamentos se torna cada vez mais evidente. As novas legislações sofrem pressões do laicismo, da ganância econômica e do poder e assim vão se afastando da justiça. A legislação quase sempre chega atrasada. Primeiro acontecem grandes desvios de recursos, devastações de florestas, explosão de violências, delinquência de menores, etc., e atrás vêm as discussões e proposições de novas leis. Também a Lei de Deus não foi suficiente para cativar e atrair o ser humano para o projeto do Criador e para os relacionamentos de qualidade. Foi necessário que o próprio Deus viesse até nós e concretamente, com sua vida, nos trouxesse o recurso maior e cativante - o amor gratuito e decidido. Mas essa forma de amar precisa ser mais difundida e aplicada na formação integral das pessoas e das famílias. É grande a carência de amor nos re-

GRUPO DE ORAÇÃO JESUS E MARIA Coordenadora: Aristéia R. Melgaço Colaboradora: Gilca Maria de Carvalho Almeida

teLeFaX: 3271-1301

lacionamentos. Muito se fala, mas pouco se experimenta do amor decisão - aquele que ama também nos momentos difíceis. Para amar é preciso experimentar o amor de Deus. Isso é requisito também para educar-se e ser educador; para casar e iniciar uma família. Os pais são os primeiros educadores. É neles que, primeiro, os filhos precisam conhecer e viver o amor, elemento base da formação. Muito do que não se consegue pela lei, pode ser conseguido pelo amor, em termos de relacionamentos humanos edificantes. E a família é o lugar planejado por Deus para ser escola de relacionamento amoroso, de vivência de valores que edificam a comunidade e a sociedade. O Papa Bento XVI proclama insistentemente a importância da experiência pessoal do amor de Deus. “Amor a Deus e amor ao próximo são inseparáveis, mas ambos vivem do amor proveniente com que Deus nos amou primeiro” (Deus Caritas Est, 18). O Sacramento do Matrimônio é a base da família no projeto de Deus. A base dessa experiência é Jesus Cristo. Por vontade de Deus, o casal sacramentado tem a missão de mostrar o amor, primeiro aos filhos, mas também ao mundo. E como é honrosa essa missão! Mas quantos a compreendem? Que o senhor, nosso Criador, nos ajude a aprender isso o quanto antes! João Bosco e Aparecida Eunides Fonte: Revista Ave Maria - março de 2009


Junho/009

11

Você sabe o que é Shantala?

S

“Glória da luz e milagres de amor (...) de repente, em plena sordidez, foi-me dado contemplar um espetáculo da mais pura beleza!” ( Frédérick Leboyer)

Grupo Renascer Para a glória de deus e o bem da comunidade, o grupo renascer está completando 7 anos de existência. a todos os integrantes do grupo renascer, meu carinhoso abraço de parabéns. Zilma FELiZ aniVErsÁrio Aproveite esta data para fazEr um balanço de sua vida. Repense os seus erros e relembre os seus acertos. Perdoe-se pelos fracassos e orgulhe-se de suas vitórias. Saiba que, erros acertos fraCassos e vitórias são a história de sua vida. E por isso dEvem ser valorizados por igual. Sem eles você não seria quem é hoje. Junho de 2009

hantala é uma massagem para bebês, muito comum no oriente, e que já está fazendo parte da nossa cultura. Na Índia, esse é um conhecimento tradicional, passado de mães para filhas, e tão corriqueiro quanto amamentar. Sua essência consiste na intensa e afetuosa transferência de amor da mãe para seu filho. A massagem foi “descoberta” pelo médico francês Frédérick Leboyer, que trouxe para o Ocidente nos anos 70. Leboyer nomeou a massagem de Shantala em homenagem à jovem mãe, que encontrou massageando seu bebê na viagem que fez a Calcutá em 1976. Leboyer ficou encantado pela forma afetuosa, concentrada, ritualizada, com que Shantala se dedicava à massagem do filho. A massagem após o nascimento é a continuação da relação do contato íntimo que existia entre a mãe e o bebê. A prática da Shantala desenvolve a interação mãe-filho/pai-filho, trazendo benefícios para ambos. Seu toque

sutil e carinhoso é capaz de acalmar, evitar cólicas, gases, doenças, insônia, melhorar a digestão e até mesmo o nascimento dos dentes. Aumenta o poder sensorial e a ligação afetiva, proporcionando ao bebê momentos de bem-estar. O pai praticante da Shantala tem mais facilidade e confiança para lidar com o bebê, pois passa a conhecer melhor o seu corpinho, aumentando assim seus laços familiares. Shantala proporciona momentos mágicos de intimidade e conforto para pais e bebês.

Juliana Cotta F. Soares - Professora de Shantala Gestar e Nascer - Fone: 33 3271 1449/ 9111 0333


A Voz da Ilha

12

Junho/2009

catequese

Galeria Infantil

Tia Rita

Encontre no caça-palavras sete atitudes geradoras de vida.

ese

Agenda da Catequ

17/06 - Reunião de Coordenadores, 20h 25/06 - Encontro Catequético Paroquial com os Pais da Catequese e Pastorais às, 19h30

Ecoando... Os 10 mandamentos daquele que faz a vontade de Deus

Perdão Acolhida

1 - Amar a Deus acima de todas as coisas. 2 - Amar o próximo. 3 - Honrar pai e mãe. 4 - Ir à Igreja. 5 - Ser obediente. 6 - Fazer o Bem. 7 - Preservar o mundo e a vida. 8 - Ser solidário. 9 - Respeitar os mais velhos. 10 - Promover a paz.

Paciência Compreensão Tolerância Verdade Diálogo

Pedro Oliveira Neto, completou seu primeiro aninho no dia 02/06. Filho de Marcelo e Leiliane. Parabéns!!! Felicidades!!!

Aniversariantes de JUNHO

Turma do Mini-Jovem / Catequistas: Vivian e Diana

Pré-catecumenato: 02 - José Candido Naves 08 - Ana Luisa Martins Albéfaro Perseverança: 03 - Luiza Almeida Ferreira / 09 - Iolanda Andrade Valentim / 09 - Santiago Faria Viana e Mello 09 - Raissa Cotta Torres / 05 - Lucas Alves de Melo 10 - Bárbara Leal Silva / 11 - Ingrid Vicente Ferrari 15 - André Perázio Givisiez Fonseca / 25 - Vitória dos Santos Dias / 27 - Karla Cristina Campos de Andrade 28 - Diêgo Carvalho Schenatto / 29 - Luiz Félix Neto Catecumenato Eucarístico: 20 - Renata Siqueira de Souza Catequistas e Ajudantes: 26 - Nayara Machado Almeida 12 - Rita de Cássia Pinto Baldim

Que a luz de Deus brilhe todos os dias em suas vida

PARABÉNS!!! FELICIDADES!!!

“O Reino de Deus é como um grão de mostarda”. Leia Marcos 4, 26-34.

Complete a frase com as palavras do quadro. VIDA - AMOR - SIMPLES - MOSTARDA Um ___________ gesto de ____________ é como um grãozinho de _____________, pequeno, mas é um grande gerador de _____________.

BANHO, TOSA Rua São Paulo, 417 - Centro - Gov. Valadares - MG

LABORATÓRIO FARRERAS VALENTI Para garantia da qualidade de seu exame são necessárias orientações especiais. Consulte seu médico ou o laboratório antes da coleta de material.

fazemos Coleta domiciliar

e m p r e s a certificada iso 9001:2008

Rua Afonso Pena, 2566 (esquina com Dom Pedro II) Fone (33) 3271-7240 Fax (33) 3271-3510 - Gov. Valadares

Rua Israel Pinheiro, 2417 - Fone: 3271-1156 Rua Peçanha, 396 - Tel.: 3271-5506 Ponta de estoque: Rua 32 - 105 - Ilha - Fone: 3275-2585 GV Shopping - Loja 163 - Fone: 3272-4180


A Voz da Ilha - Junho 2009