Issuu on Google+

JORNAL DA PARÓQUIA DE CASA FORTE - RECIFE-PE | ANO XV1I - Nº 08 | ABR DE 2012 | WWW.PAROQUIADECASAFORTE.COM.BR

Cristo Hoje... “Por que vocês estão procurando entre os mortos aquele que está vivo? Ele não está aqui! Ressuscitou! Lembrem-se como ele falou quando estava na Galiléia. 'O Filho do Homem deve ser entregue nas mãos dos pecadores, ser crucificado, e ressuscitará no terceiro dia”. (Lc 24, 5-7)

Páscoa O período dos quarenta dias que seguem após a quarta-feira de Cinzas, também, denominado Quaresma, é o tempo destinado à preparação para a grande festa da Igreja – a Páscoa. O significado da palavra Páscoa é PA S S AG E M . I s t o é , a transformação do homem pecador e distante de Deus, para uma vida nova, repleta do espírito do verdadeiro cristão. Assim, durante a QUARESMA, o homem é chamado à conversão; a ficar próximo de Deus e de Jesus Cristo. É tempo de reflexão e penitência, com o propósito de afastar todo o pecado, exercitar a solidariedade com o seu irmão, viver uma nova vida ausente do sentimento da maldade e de revolta. Durante esse tempo a Igreja apresentou, semanalmente, a Palavra de Deus, fortalecendo o cristão e revelando que tudo é possível de transformação. Ora, para vencer todas as dificuldades nós devemos ficar convictos de que Deus é Pai e que está sempre de braços abertos a nossa espera. Finalmente , bem utilizado aqueles dias, poderemos agir como os gregos que se aproximaram do Apóstolo Felipe e disseram:

“Senhor, queremos ver Jesus” (João 12, 21). E, quem sabe, possamos vencer uma etapa e nos aproximarmos daquele que pode, hoje, representar o Apóstolo e dizer: “Encontrei JESUS!”. E estará preparado para a grande Festa da Igreja. A Páscoa é precedida de grandes manifestações de amor e de dor. Na quinta-feira Santa, é lembrada a Instituição de Eucaristia e do Sacerdócio, pois os apóstolos receberam os poderes para prosseguirem a missão de levar o Evangelho a todos os homens, e a Eucaristia é o corpo e sangue de Jesus. Na sexta-feira Santa é o dia de lembrar o grande amor do Pai para com a humanidade. É a entrega do Filho amado para se sacrificar por todos nós. Na noite do sábado para o domingo, a Igreja celebra a Vigília Pascal, é acesso o Círio Pascal, símbolo da luz de Cristo, renovam-se as promessas do batismo, até o momento da Aleluia, as luzes, os sinos e a música irrompem, com a certeza de que temos vida nova, pois a morte fora vencida porque o mundo será outro, pois O CRISTOVIVE!

Nesta edição... A Palavra do Pastor

Dom Fernando Saburido

Pág. 02

Gente em Comunicação Entrevista com os novos Casais Dirigentes Pág. 03

FOLHA Jovem História da beata Chiara Bandano Ministérios: visita de Páscoa

Pág. 04 Pág. 05

Notícias da paróquia

Saúde para todos

Dengue em Recife

Pág. 06 Pág. 07

Espaço Aberto

Um tal de Valdomiro (Willy Cavalcanti) Pág. 08


FOLHA FORTE

02

A PALAVRA DO PASTOR

“Desperta tu que estás adormecido/a, levanta-te de entre os mortos e o Cristo te iluminará” (Ef 5, 14). Dom Fernando Saburido (Arcebispo de Olinda e Recife) Queridos irmãos e irmãs, eis que chegamos ao tempo da alegria pascal e, como pastor, penso especialmente em cada um/uma de vocês com carinho pastoral e desejo de confirmar a todos/as neste caminho de fé que é o testemunho de que verdadeiramente Jesus ressuscitou! A celebração anual da Páscoa deve repercutir em nossas vidas como um fogo que nos devora por dentro e nos renova. Ainda nos anos 50, o padre José Comblin escrevia:“Em todo o século XX, o acontecimento teológico mais importante e transformador para a Igreja foi a redescoberta da centralidade da Páscoa de Jesus Cristo” (A Ressurreição – São Paulo, Herder, 1958, p. 07). Quando o padre Comblin assim escreveu, ainda não tinha acontecido o Concílio Vaticano II. Mas, este confirmou essa intuição teológica ao começar todos os seus trabalhos pela reforma litúrgica, para valorizar nas celebrações o mistério pascal e fazer que toda vida cristã tenha essa fonte e vá para esse cume (Cf. Constituição Sacrosanctum Concilium). Justamente nesse ano de 2012, celebramos os 50 anos do início do Concílio e o papa Bento XVI está mandando a toda Igreja a carta apostólica Porta Fidei propondo um ano da fé que começará em outubro deste ano para celebrar digna e profundamente o cinquentenário do Vaticano II. Há 50 anos, o Concílio foi para a nossa Igreja uma primavera pascal e como dizia o papa João XXIII propunha um adjornamento, um modo mais atual de expressar a fé de modo que pudesse ser melhor compreendida e vivida pelas pessoas do nosso tempo. Esse desafio é cada vez mais atual. No mundo inteiro, o número de cristãos tem diminuído e no Brasil onde antigamente os católicos eram cerca de 90%, atualmente não chegam a 70%. É claro que isso se deve ao fato de que, antes, as pessoas se diziam católicas, embora muitos não praticassem a fé. A cultura contemporânea é mais pluralista e as pessoas têm toda liberdade de dizer que não crêem ou que têm outra pertença religiosa. Justamente o Concílio, na sua declaração sobre a liberdade religiosa (Dignitatis Humanae) proclama que

respeitamos esse pluralismo. O que não podemos aceitar tranquilamente é que as pessoas deixem nossas comunidades porque não recebem nelas o alimento da fé que nós temos obrigação de transmitir. Aí sim, precisamos retomar a preocupação do papa João XXIII e do Concílio sobre como expressar a fé de forma mais acessível, dialogável e amorosa, de forma que as pessoas de hoje que têm dificuldade de aceitá-la possam sim se colocar junto conosco na mesma busca. O Concílio Vaticano II quis ser um concilio pastoral e, neste sentido, transformou o modo de falarmos de Deus.Todos os seus 16 documentos e os diversos pronunciamentos dos papas durante o Concílio sempre frisaram Deus como pai amoroso e que só pode amar. Sem negar o pecado, nem a culpa, entretanto salientaram a dimensão gratuita da bênção divina, a universalidade da salvação e a proximidade de Deus na nossa vida. No areópago de Atenas, quando justamente tentava transmitir a fé que vinha do judaísmo para os de cultura grega, Paulo pregou um Deus que não I vivemos, nos movemos e está distante de nós, “pois nEle existimos” (At 17, 28). Desejo que todas as pessoas que participaram das celebrações da Quaresma e Páscoa em nossas paróquias possam ficar com essa convicção de um Deus que está conosco e em nós como força de amor que nos abre a uma vida mais solidária e mais feliz, mesmo no meio das lutas da vida. No século IV, São João Crisóstomo, bispo de Constantinopla, dizia: “O Cristo ressuscitado vem fazer de nossas vidas, mesmo no meio das lutas e das dores do dia a dia, uma festa contínua”. É assim que desejo a todos/as uma feliz e renovadora Páscoa.

EDITORIAL

Saúde Pública Neste ano, a Campanha da Fraternidade, da CNBB, conclama todos os católicos a refletirem sobre a realidade da saúde no Brasil. Com o tema “Fraternidade e Saúde Pública” e o lema “Que a saúde se difunda sobre a terra”,a campanha traz para o debate uma realidade que acontece todos os dias, nos principais municípios brasileiros: a qualidade dos serviços de saúde prestados às populações, principalmente às mais necessitadas. Mesmo com a adoção do SUS, Sistema Único de Saúde, que permitiu a inclusão de vastas camadas da população, anteriormente excluídas do acesso aos serviços e ações de saúde, não apenas básicos, mas também de média e alta complexidade,além de apresentar uma série de vantagens em relação ao sistema tradicional, pois não visa à doença, mas ao indivíduo, propiciando uma humanização das relações entre profissionais de saúde e usuários e

EXPEDIENTE

elevando o vínculo e confiança entre eles. Também contabiliza avanços com sucesso como vários programas, a exemplo o tratamento da AIDS, o PNI (Programa Nacional de Imunização) e a possibilidade da realização de transplantes e acesso à hemodiálise.No entanto ainda são grandes as deficiência do sistema, identificadas nas longas filas, no mal atendimento, na superlotação das emergências,na falta de leitos hospitalares e na demora para a marcação de exames, caracterizando a grande distância que separa as diretrizes e princípios do SUS e a realidade dos serviços prestados. Para nós, cristãos, a saúde é vista como um dom que Deus confiou à responsabilidade humana. Esta responsabilidade se traduz no cuidado da própria saúde e da saúde coletiva, principalmente da saúde dos mais pobres e excluídos.

A publicação mensal de distribuição gratuita e de responsabilidade da Pastoral da Comunicação, da Paróquia da Casa Forte Praça da Casa Forte, 388 Casa Forte, Recife - PE. CEP: 52061-420 Fone: (81) 3268-0647 Jornalista responsável Zodja Costa - 2043 DRT/PE Colaboradores Carmen Galvez, Fátima, Irma, Joaquim Alves, Marcinho, Rosário, Stela, Tereza e Veronildo Diagramação Veronildo Projeto Gráfico Carmen Galvez Impressão MXM Gráfica e Editora Ltda Tiragem desta edição: 1.500 exemplares Os artigos assinados não refletem necessariamente a opinião do jornal.

Studio de Pilates, Estética e Terapia Corporal Drenagem linfática (pós operatório, especialista em Gestante) Vacuoterapia e argioterapia Massagem redutora e anti-stress Clareamento de manchas: rosto, axila e virilha Pelling e limpeza de pele R. Dr. Olegarina da Cunha, 148 -Casa Forte Fone: (81) 9474-4454 Próximo ao restaurante Famintos e o Ibama

CONSULTÓRIO ODONTOLÓGICO

MXM GRÁFICA


03 FOLHA FORTE

Gente em Comunicação

Neste número, o Jornal Folha Forte entrevista os cinco casais responsáveis pelo Encontro de Casais com Cristo ECC da Paróquia do Sagrado Coração de Jesus, neste ano de 2012. (Marcílio e Aidê; Iran e Edileuza; Hilton e Aldenice; Luciano e Jussara e Edson e Beth) FF: Quais as expectativas dos casais quando receberam as suas pastas?

serão decididas juntamente com o pároco (Padre Edwaldo).

Casais: As melhores possíveis, pois é sempre uma satisfação trabalhar com os casais desta paróquia e para DEUS com muita simplicidade, determinação, satisfação e alegria. Sabemos da responsabilidade que assumimos, mas a presença do Espírito Santo nos fortalecerá.

F.F: Como motivar quem já fez o ECC a se engajar nas atividades da Paróquia, ou seja, fazer com que os casais entendam a importância de doar um pouco do seu tempo a Deus?

FF: Quais os desafios que vocês esperam encontrar à frente do ECC Casa Forte? Casais: Muitos. Pois cada encontro tem suas particularidades e são diversas cabeças pensando de jeitos diferentes, porém como o objetivo é um só (servir a DEUS), t e m o s a tranquilidade de saber que tudo dará certo.Além disso, o grande desafio é o pós-encontro, onde pretendemos cada vez mais, despertar o sentimento de doação dos casais, levando-os a se engajarem nos serviços e Pastorais da Paróquia. FF: Quais as ações que vocês esperam implementar durante este ano? Casais: Estamos constantemente discutindo as ações que devemos adotar para alcançar os objetivos do ECC. Manteremos as que já foram realizadas em anos passados e que deram certo, como também avaliaremos a implantação de algumas inovações que

Casais: Esse é o nosso maior desafio. Sabemos que uma pequena parte dos paroquianos p a r t i c i p a m efetivamente das atividades da Paróquia e que a necessidade é grande. Como diz o Pe. Edwaldo: “nossa Paróquia é viva” e tem muitas atividades nas diversas comunidades adjacentes, além da Casa da Criança, da Creche e das diversas Pastorais, o que demanda muito trabalho. Sabemos também que a correria do dia a dia e as preocupações com trabalho, laser, estudo, família, nos afastam das atividades paroquiais, tudo isso é importante, mas não podemos deixar de atender ao chamado do Senhor para amar ao próximo, e a melhor forma de demonstrar esse amor é doando parte de seu tempo à comunidade. O ECC funciona como serviço paroquial que busca resgatar esse sentimento de doação dos casais e da família. Realizar um encontro com alegria e espiritualidade é fundamental para alcançarmos essa motivação.


,

Jovem

SUPLEMENTO DO JORNAL FOLHA FORTE | ANO XV1I - Nº 5, 6, 7| MAR DE 2012

Jovens conhecem a história da beata Chiara “Luce” Bandano O Grupo Jovem Cristo Forte realizou no dia 25 de março uma reunião diferente. Em um clima total de cinema, os jovens assistiram a um documentário, com direito a refrigerante e pipoca. Na ocasião, eles conheceram a história da jovem italiana Chiara “Luce” Bandano, beatificada em 2010. A vida de Chiara é repleta de fé e esperança, ensinando que é possível, sim, ser santos nos dias atuais. Ao término da sessão, o grande grupo partilhou todas as suas impressões sobre o filme. Conheça mais sobre a história de Chiara Luce Bandano acessando o site (italiano): www.chiaralucebandano.it

Ministérios fazem visitas de Páscoa No mês em que vivemos a paixão, morte e ressurreição de Jesus, os Ministérios da Criança e do Idoso do Grupo Jovem Cristo Forte, promovem visitas para levar a mensagem de que o nosso Salvador está vivo. O Ministério do Idoso realizará no dia 15 de abril, às 8h, visita a Pousada Geriátrica Deus é Amor, localizada no bairro de Casa Amarela. Já o Ministério da Criança realizará no dia 21de abril, às 15h, visita ao Orfanato Casa da Harmonia e no dia 22, às 10h, na comunidade Santana, entrega de ovos de chocolate, comprados com o dinheiro arrecadado nas celebrações da Paróquia. O ponto de encontro das visitas é no Salão Paroquial localizado na Praça de Casa Forte. Informações: Ministério do Idoso: Helô – 8697.3990 Ministério da Criança: Debi – 9213.6261

Cristo Forte lança tema para 2012

Calendário Cristo Forte - Abril 01 – Reunião Cristo Forte 01 – Procissão de Ramos 02 – Celebração Penitencial para os Jovens 05, 06, 07 e 08 – Semana Santa 15 – Reunião Cristo Forte 15 – Visita a Pousada Geriátrica Deus é Amor (Ministério do Idoso) 21 – Visita ao Orfanato Casa da Harmonia (Ministério da Criança) 22 – Reunião Cristo Forte 29 – Reunião Cristo Forte Folha Jovem é um suplemento do Jornal Folha Forte de responsabilidade dos Encontros de Jovens (Gabriel Mesquita -Bié - 9666-0044 Assessor EJC) e Adolescentes (Rachel Pontes 9743-5983 - Supervisora EAC) - Diagramação:Veronildo Oliveira.


EJC e EAC

Dada a largada para o 17º Encontro de Adolescente com Cristo Há cerca de um mês, adolescentes, jovens e casais se preparam para o final de semana mais esperado do ano. O 17º Encontro de Adolescentes com Cristo (EAC) tem tudo para ficar na história. Inscrições recordes para trabalhar e para participar deste fim de semana tão especial, que acontece de 18 a 20 de maio. Desde o último dia 4, adolescentes, jovens e casais da Paróquia estão empenhados em preparar o EAC da melhor forma e ainda há bastante trabalho pela frente. Cerca de 300 pessoas estão envolvidas na preparação deste Encontro, na busca de diversos artigos para levar o melhor aos adolescentes inscritos. O tempo de trabalho desse grande grupo deve durar cerca de três meses até o esperado final de semana do EAC. Maiores detalhes? Só quem participa pode saber, tudo que acontece lá dentro é segredo! As inscrições para os adolescentes que vão participar do EAC, também, foram um sucesso! Por volta do meiodia, a fila já começava a se formar no Salão Paroquial. Na hora marcada ocupadas. Infelizmente, as vagas são limitadas e alguns tiveram que ir para lista de espera. De qualquer forma, ano que vem tem mais!

Reuniões Dominicais Se você ficou triste porque não conseguiu se inscrever para o EAC 2012, a Supervisão convida todos os adolescentes a participarem das reuniões dominicais. Todos os domingos, após a missa das 17h, os adolescentes se reúnem para momentos de música, diversão, reflexão e aprofundamento da fé cristã. Sejam todos muito bem vindos! Supervisão EAC

H o s p i t a l

d e

O l h o s

SANTA L U ZIA

Você vê a diferença

Estra do Encanamento, 909/873 Casa Forte-Recife-PE Central de Marcações: (81) 2121-9191 www.hospitalsataluzia.com.br

Retiro Cristo Forte 2012 O Ministério da Assessoria já está articulando o VII Retiro Cristo Forte. O retiro acontece durante um final de semana, tendo como proposta viver intensamente um encontro íntimo e pessoal com Jesus Cristo. O tema do Retiro será “Fazei tudo o que Ele vos disser” (Jo 2, 5). Mais informações como data, local e valores, serão divulgadas através do site do Cristo Forte e também no perfil do Facebook, fiquem ligados!

Segunda reunião do Colegiado Cristo Forte Tendo como objetivo poder alinhar as lideranças ministeriais do Grupo Jovem Cristo Forte, aconteceu neste último sábado (31/03) a segunda reunião de Colegiado. As reuniões acontecem uma vez por mês, onde os coordenadores encontram uma oportunidade de partilhar as conquistas e desafios de cada ministério no serviço à Paróquia de Casa Forte. Um momento de oração inicial ressaltou a importância do AMAR em todas as nossas ações e posteriormente os coordenadores avaliaram os três primeiros meses de atividades do Grupo Jovem Cristo Forte como um todo, e como podemos melhorar cada vez mais. Se você tiver dúvidas, sugestões ou críticas em relação ao Cristo Forte e aos Ministérios, por favor, envie um e-mail para contato@cristoforte.com.br. Assim poderemos crescer juntos em Cristo. Caso você ainda não faça parte do Grupo Jovem Cristo, mas tem vontade de conhecer, venha para nossas reuniões dominicais que acontecem logo após a Missa das 17h, no salão Paroquial. O calendário de atividades está disponível no nosso site: www.cristoforte.com.br

Anuncie Aqui Joaquim Veronildo

3268.8999 ( 9963.7461 (


FOLHA FORTE

06

Notícias da Paróquia NOTÍCIAS DA PARÓQUIA

Saúde para todos

Tríduo Pascal

Nossa atenção este ano se volta sobre a importância de cuidar para que as pessoas não fiquem doentes. Ou seja, alerta para os cuidados básicos necessários para vivermos mais e melhor. Se cuidarmos bem da saúde, com certeza a doença diminuirá muito a sua agressividade. Lembremos também que, gastando mais com prevenção, vamos dispor de mais recursos e automaticamente de melhores condições de vida. Os especialistas em saúde são unânimes em afirmar que a maioria das doenças que ferem e matam, poderia ser evitada sem grandes esforços científicos ou financeiros.

Com muito Amor e Fé, a Paróquia de Casa Forte reviveu e celebrou o tempo mais sagrado do Ano Litúrgico e da vida do Cristão : o Tríduo Pascal. Na Quinta-feira Santa revivemos a Páscoa Eucarística, celebrada através de quatro realidades Litúrgicas: a Eucaristia, a Comunidade Eclesial, onde ela acontece, o Sacerdócio, que a perpetua através dos tempos e o Amor Fraterno, que deve animar.

ECC Forte na Folia

Caros paroquianos de Casa Forte, A nossa primeira tarefa é trabalhar e lutar para que as pessoas não fiquem doentes. Cada um de nós deve pensar no que pode fazer em prol da prevenção. A doença e a morte prematura são, em grande parte, causadas por falta de valores básicos e de sabedoria. Fica a pergunta: O que eu, pessoa madura, jovem ou mesmo criança, posso fazer para melhorar a qualidade de vida das pessoas? Se cada um der a sua contribuição muito poderá ser feito. Não podemos esquecer a nossa atenção aos que estão doentes. Como cristãos, devemos prestar a nossa solidariedade para que recuperem a saúde, se restabeleçam plenamente ou entrem na eternidade na 2.1.23-Comunicação e Divulgação plena paz dos filhos de Deus. Pastoral da Saúde

COMPANHIA DOS BICHOS

Na Sexta-feira foi realizada a Via Sacra e no Sábado a Vigilia Pascal com a Missa de Aleluia, que começou fora da igreja, onde o fogo e o Círio pascal foram abençoados por Padre Edwaldo. O novo fogo simboliza o esplendor do Cristo ressuscitado e o Círio (vela pascal) será usado em todo o Tempo Pascal, permanecendo no santuário da igreja , e durante todo o ano em batismos, crismas e funerais, lembrando a todos que Cristo é a "luz do mundo".

EDMAR VICTOR (Laboratório de Análises Clínicas)

ESCOLA NOVO TEMPO Est. do Encanamento, 909/873 Casa Forte - Fone/Fax: (81) 2121-9191


07 FOLHA FORTE

Notícias da Paróquia

Novos bancos da matriz Por que ser dizimista?

Dengue em Recife Foi realizado no dia 20 de março, no Centro Arquidiocesano da Pastoral, no bairro da Várzea, um encontro que tratou do combate à dengue no município. Participaram do evento, além do Arcebispo Dom Fernando Saburido, representantes das Igrejas Católicas dos 19 municípios que compõem a Arquidiocese do Olinda e Recife, além de representantes da Secretaria Municipal de Saúde e cerca de 200 párocos.

Participar da vida da Igreja e ser dizimista é uma benção. É estar consciente das necessidades que a comunidade esta passando e saber que o nosso dízimo está ajudando em sua caminhada. É ser desapegado dos bens materiais, em beneficio dessas necessidades. O dízimo hoje é visto como sinal de amor, partilha e compromisso. Uma maneira que temos de vivenciar e colaborar para de que04 a comunidade caminhe, fortaleça ena No período a 12 de outubro, realizou-se cresça. Comunidade de Vila Vintém, a festa de sua Padroeira N.S. Aparecida. Como ocorre ostalvez anos, os paroquianos Infelizmente ainda nemtodos todos, por falta de prepararam festa com muito cuidado, desde e o exercitar a fé,a conhecimento, vivência da partilha Novenário, até o dia do encerramento, quando q u e s t i o n a m e n t o s , n ã o e n t e n d e r a m a i n d ase realizou a procissão e a missadosolene. verdadeiramente o sentido dízimo para a Igreja e na

Vila Vintém

Os padres receberam as principais informações sobre o ciclo vetorial do mosquito, assim como os sintomas da doença, diagnóstico e prevenção. Segundo a diretora de Vigilância à Saúde do Recife, Adeílza Ferraz, houve um aumento de 400% de casos já confirmados de dengue, em relação ao ano passado. Esses números preocuparam o padre Edwaldo Gomes, pároco da Igreja de Casa Forte. De acordo com ele, quanto mais cedo o discurso do combate à dengue entrar na programação das missas mais rápido pode-se obter uma redução do número de casos da doença na Cidade. Além da Igreja Católica, a Secretaria já firmou e reforçou outras parcerias, a exemplo das igrejas evangélicas e do Exército. Com relação ao apoio militar que já existe há cinco anos, 60 soldados estão pela Cidade trabalhando em conjunto com os agentes ambientais numa varredura contra a dengue. Semana passada o mutirão foi iniciado no bairro de Jardim São Paulo, no qual foram visitados 11 mil imóveis. L

sua vida.

Bananal Que o Deus

da Paz, na sua infinita bondade e misericórdia, nos capacite a isso.Aos cristãos dizimistas A muita fé e perseverança.Aos que ainda não fizeram essa experiência, possam ser tocados pelo Espírito Santo e os leve à experiência do partilhar.

Se você deseja exercitar a sua Fé e participar do Dízimo procure um dos nosso plantonistas nas missas do final de semana ou entre em contato conosco: (81) 9147.4802 - Marcinho.

Anuncie Aqui Joaquim Veronildo

3268.8999 ( 9963.7461 (

Luciano Ferreira

Anuncie Aqui Joaquim Veronildo

3268.8999 ( 9963.7461 (

Anuncie Aqui Joaquim Veronildo

3268.8999 ( 9963.7461 (


FOLHA FORTE ESPAÇO ABERTO

A porta entre nós e o céu não poderá abrir-se enquanto estiver fechada a que fica entre nós e o próximo, principalmente as dos mais necessitados. Sempre me chamou atenção a ausência de pessoas pobres nas Celebrações Eucarísticas em nossa paróquia. Em um sábado percebi um homem pobre, mal vestido, banguelo, portando uma bolsa de colostomia, abordando o nosso pároco,na entrada da Igreja. Como de costume, sentei-me em um banco do lado direito do altar e notei esse nosso irmão aproximar-se receoso. Como a celebração ainda não havia começado, procurei acolhê-lo e dialogar com ele. Disse chamar-se Valdomiro, ter uma carroça para catar lixo e que, recentemente, havia sido atropelado e fizera uma cirurgia, mostrando a bolsa pós-cirúrgica. Contou que se tornara viúvo há pouco tempo, tendo a mulher deixado duas meninas, de 8 e 6 anos, e um menino de 4 anos, que são a razão de seu viver. Relatou, então, o drama de estar ameaçado pela sogra de entregar os filhos ao Conselho Tutelar, assim, a guarda dos mesmos. Indaguei onde morava e porque não procurava ajuda na paróquia. Ele respondeu já ter tentado, mas nunca foi recebido pelo padre “que só pede para ele”. Perguntei o que desejava do nosso vigário. – Quero que me escute. Desejo explicar minha situação a ele, agradecerlhe pelos R$ 45,00 que me deu,que foram usados no período pós-operatório e ver se pode ajudar-me de alguma maneira.

Um tal de Valdomiro... Disse que aguardasse a missa terminar que ele,certamente,atendê-lo-ia. Convidei-o a sentar em uma cadeira ao meu lado, e ele disse, apontando para uma senhora que se preparava para ajudar na distribuição da eucaristia, –“Aquela mulher já me botou duas vezes para fora desta Igreja.” Tranquilizei-o e fiz-me solidário com ele. Piedosamente, assistiu a toda a celebração, não se levantou para andar pela sacristia, não foi beber água, não cochichou com ninguém e também não quis aparecer, nem mandar em nada.Ao término da missa, ele foi ajudado por algumas pessoas, antes do cafezinho em

frente à Igreja. Em casa, procurei meditar, pensando que lição tirar deste ENCONTRO e desta espetacular homilia viva que o Espírito Santo me proporcionou. Resumi assim: - Os pobres são os prediletos de Deus, que a eles se revela. Devemos acolhê-los, de maneira especial, não os segregando, pois são os AMADOS, nossos irmãos, gente como nós, irmãos nossos pelo batismo que imploram nossa solidariedade e partilha.

Por Willy Cavalcanti Não temos o direito de recebê-los grosseiramente,com ignorância e,muito menos, enxotá-los como cães pulguentos. Então pensei que,talvez,as pessoas não estejam saindo da Igreja, mas que nós as estamos mandando embora. Procurei condensar a minha conversa comValdo: Sua gratidão ao Padre Gerson (CSSR), pela casinha onde morava, em São Lourenço da Mata, e, ao Padre Edwaldo, pelos R$ 45,00. Sua crítica ao vigário de sua paróquia “que só pede pra ele”. Há padres que o tratam com “IGNORÂNCIA ASSUSTADORA”. Seu temor e mágoa de ser expulso da casa de Deus, por uma mulher que se julga dona do mundo. Lembrei-me, então, de uma história onde um homem, cheio de amor e boa vontade, que sem ambicionar cargos, privilégios ou conquistar espaços, desejando apenas colaborar na vida paroquial, era constantemente rejeitado pelos detentores dos cargos que, de forma vitalícia, exerciam-nos sedentos de mais poderes que, como Herodes, temiam perder. Em oração, lamentava-se por tão estranha situação,quando ouviu uma voz em seu interior: - Você se escandaliza com isso? Pois saiba que nem a mim (JESUS) querem deixar entrar. Os pobres são os preferidos de Deus, e Jesus disse que nós sempre os teremos (Mc 26,11). Será que a profecia de JESUS está errada?

Atividades Paroquiais Missas Matriz: Sábados:

19h Terça a Sexta 16h (com as crianças) 19h30 (com as famílias)

Domingos: 08h (paroquial) 17h (com os jovens) 19h30 (com as famílias) Cap. N. Sra. Graças (Col. Virgem Poderosa) Quartas, sextas e sábados às 17h e Domingo às 11h

Terças-feiras às 19h - Hora da Graça Hospital Infantil 3ª e 5ª às 17h Capela da Sagrada Família 3ª a 6ª às 17h30

Em nossas Comunidades: Poço da Panela: Domingo às 19h30 Lemos Torres: 1ª Quarta às 19h30 Inaldo Martins 2ª Quarta às 19h

Ponte do Vintém 3ª Quarta às 19h30 Sant’Ana Aos domingos, às 8h30, Celebração Eucarística

Batizados

Aos segundos e quartos domingos de cada mês, às 10:00h, sendo imprescindível a participação dos pais e padrinhos em palestra de preparação que ocorrerá sempre no mês anterior do batismo, conforme data preestabelecida pela pastoral. Secretaria e-mail: paroquiadecasaforte@hotmail.com 2ª a 6ª das 07h às 12h e das 14h às 17h - Site: www.paroquiadecasaforte.com.br Sábados: das 8 às 12h Telefone: 3268-0647

Folga do Vigário Às segundas-feiras

08

PLAZA SHOPPING


Folha Forte abril