Page 229

em fins da década de 80 e início da de 90. É bom lembrar que essa discussão é apresentada superficialmente, com o intuito de demonstrar a penetração da Capoeira nas instâncias legais da sociedade brasileira. O próximo passo dado pelo autor foi o de tratar das concepções de educação física no Brasil, ou de como ela foi pensada no decorrer do século XX. Feita essa reflexão, ele partiu para um levantamento bibliográfico sobre os estudos sobre a Capoeira elaborados no âmbito acadêmico para, posteriormente, enumerar os pontos e contrapontos da Capoeira no interior da prática pedagógica da educação física. Nesta abordagem, ele menciona rapidamente as inter-relações estabelecidas entre a Capoeira e a educação física no decorrer do percurso histórico de ambas, e conclui que nesse processo existem aspectos que se aproximam e outros que se diferenciam. Dessa forma, ele diz que: A capoeira não pode ser vista apenas como um conteúdo eminentemente técnico, como geralmente são tratadas as demais modalidades desportivas já consagradas no âmbito da Educação Física, nem tampouco como uma manifestação folclórica vista a partir de uma visão ahistórica, que a trata como produto pronto e acabado. A capoeira não pode ser entendida somente como produto, ela é também processo, ou seja, há que se perceber o modo como ela é socialmente elaborada (FALCÃO, 1996, p. 69).

Notamos uma nova forma de se pensar a Capoeira, partindo da área de Educação Física. O mestre Falcão nos mostra uma perspectiva que se aproxima de algumas reflexões iniciadas por mestres/autores como Nestor Capoeira e Almir das Areias. No entanto, ele amadurece essa reflexão e sistematiza sua experiência empírica com base em seu trabalho nos Centros de Aprendizagem de Capoeira (CAC), no Distrito Federal. Atualmente, o mestre Falcão é docente da Faculdade de Educação Física da Universidade Federal de Santa Catarina/SC e ensina futuros professores de educação física a trabalharem com a Capoeira segundo essa nova concepção. Além disso, dá continuidade aos estudos sobre esse tema, contribuindo de forma representativa no debate da Capoeira no interior de nossa área. Um outro trabalho, que é simples, mas muito original e importante para uma reflexão acerca do ensino-aprendizagem da Capoeira, nas aulas de educação física, é Brincando de capoeira: recreação e lazer na escola. Nele, são apontadas algumas formas de trabalhar com a Capoeira, de maneira lúdica e interdisciplinar, no âmbito escolar. Seu

217

A Educação Física Na Roda De Capoeira... Entre A Tradição E A Globalização - Paula Cristina D  

ENTRE A TRADIÇÃO E A GLOBALIZAÇÃO Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Física Campinas/SP Outubro/2002 Paula Cristina da...

A Educação Física Na Roda De Capoeira... Entre A Tradição E A Globalização - Paula Cristina D  

ENTRE A TRADIÇÃO E A GLOBALIZAÇÃO Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Física Campinas/SP Outubro/2002 Paula Cristina da...

Advertisement