Page 138

Acrescentando ainda que “[...] Qualquer pessoa que esteja em condições de executar os movimentos de ginástica sueca poderá praticar a Capoeira Angola sem qualquer receio.” (PASTINHA, 1988, pp. 31 - 32): É interessante a menção que mestre Pastinha faz da ginástica sueca; com certeza ele deve ter tido contato com esta prática por ocasião de sua passagem pela Escola de Aprendizes de Marinheiros. Esse fato revela a importância que era dada por ele em vincular a Capoeira Angola a um método ginástico reconhecido institucionalmente. Esse discurso visava a dar à Capoeira um novo status, aquele de uma modalidade esportiva, uma forma de manter a saúde, um discurso semelhante ao da educação física do período e ao de mestre Bimba. Outro ponto importante a se destacar é que mestre Pastinha adotou um uniforme para seus alunos, fato comum nas demais modalidades esportivas, mas o curioso é que o uniforme era preto e amarelo, as cores de seu time de futebol, o Ypiranga Futebol Clube. Além disso, de acordo com Pires (2001, p. 285), ele não admitia que se jogasse descalço ou sem camisa em sua academia. Essa organização, em nossa opinião, reflete as influências de regras das entidades esportivas e foi com esse modelo que ele procurou organizar o I Centro Desportivo de Capoeira Angola, designando funções para seus alunos como “[...]. mestre de campo, mestre de canto, mestre de bateria, mestre de treinos, arquivistas, mestre fiscal, contra-mestre [...]” (FILHO, A.D., 1997 apud PIRES, 2001, p. 284). Desenvolveu ainda regras para sua prática, como nos coloca Antônio Liberac C. S. Pires (2001, p. 285): Em suas demonstrações, ficavam proibidos os seguintes golpes: golpes de pescoço, dedo nos olhos, cabeçada solta, cabeçada presa, meia-lua baixa, balão a coitado, rabo de arraia, tesoura fechada, chibata de calcanhar, chibata de peito de pé, meia-lua virada, duas meia-lua num lugar só, pulo mortal, virada no corpo com preso de calcanhar, presa de cintura, balão de boca de calça, golpes no joelho e nem truques.

E não admitia o uso das mãos em nenhuma circunstância. Não entraremos no mérito de discutir os significados dos golpes, só ressaltamos a preocupação de mestre Pastinha em estabelecer um jogo limpo, um legítimo fair-play. Dessa forma, admitia a presença de um fiscal para organizar as rodas, de acordo com suas próprias colocações:

126

A Educação Física Na Roda De Capoeira... Entre A Tradição E A Globalização - Paula Cristina D  

ENTRE A TRADIÇÃO E A GLOBALIZAÇÃO Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Física Campinas/SP Outubro/2002 Paula Cristina da...

A Educação Física Na Roda De Capoeira... Entre A Tradição E A Globalização - Paula Cristina D  

ENTRE A TRADIÇÃO E A GLOBALIZAÇÃO Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Física Campinas/SP Outubro/2002 Paula Cristina da...

Advertisement