Page 132

Porém, apesar de Amouzinho ser o administrador dessa roda, consta dos manuscritos de Daniel Coutinho, o mestre Noronha, o nome de seus fundadores e praticantes. Eis suas palavras: [...] Primeiro Centro de Capoeira Angola do Estado da Bahia na Ladeira de Pedra barrio da Liberdade fundado por grandes mestre Daniel Coutinho – Noronha, Livino, Maré, Amouzinho, Raimundo ABR (Aberrê), Percilio, Gerado Chxapeleiro, Juvenal Engraxate, Gerado Pé-de-Abeilha, Zehi, Feliciano Bigode de Seda, Bonome, Henrique, Cara-queimada, Ança (Onça) Preta, Cimento, Algimiro Grande Olho-de-Pombo estivador, Antônio Galindeu, Antônio Boca-de-Porco estivador, Cândido Pequeno – Argolinha de Ouro – campeão Baiano, Lúcio Pequeno, Paqueite do Cabula [...] (COUTINHO, 1993, p. 17)86

É interessante elucidar que a designação de I Centro de Capoeira Angola, utilizada por mestre Noronha para tratar dessa roda, foi adotada algum tempo depois, quando mestre Pastinha assume sua direção, como veremos adiante. Entretanto, as disputas que ocorriam na roda no Bairro da Liberdade, também chamada de roda da Gengibirra, possuíam um caráter diferenciado daquelas de ringue, nas quais mestre Bimba estava envolvido neste mesmo período. Isso reforça as divergências entre os capoeiristas treinados por mestre Bimba e os que vinham de outros locais, fazendo assim com que a Capoeira de ringue não vingasse como uma modalidade esportiva. Vale dizer que alguns capoeiristas que freqüentavam o espaço da Ladeira de Pedra também se arriscaram nas disputas do Parque Odeon, e foi justamente este fato que desencadeou uma série de conflitos envolvendo os verdadeiros fundamentos da Capoeira.87 Em meio aos conflitos, os angoleiros perceberam a necessidade de organização e divulgação deste estilo para se contrapor àquele com o qual não concordavam. Dessa forma, elegeram mestre Pastinha para encabeçar suas idéias. De acordo com seu depoimento: Aberrê então me convidou para ir apreciá-lo jogar na Gengibirra, com o que eu concordei. Em vinte e três de fevereiro de 1941 fui a esse lugar como prometera a Aberrê e, com surpresa, o Sr. Amouzinho, dono daquela capoeira, apertando-me a mão disse-me: há muito que o esperava para lhe 86

Mantivemos na citação a grafia do mestre. Tivemos somente o cuidado de colocar entre parênteses alguns nomes de difícil identificação. Gostaríamos de salientar a riqueza de detalhes que é exposta pelos apelidos dos capoeiras do início do século XX, designando suas características físicas, psicológicas ou mesmo seu ofício. 87 No livro de Abreu (1999) temos referências sobre as lutas de ringue nas quais participaram alguns dos capoeiristas citados por mestre Noronha. Com o levantamento destes dados juntamente com o que já foi recomendado por Pires (2001), percebemos atualmente a necessidade de se realizar um trabalho reescrevendo

120

A Educação Física Na Roda De Capoeira... Entre A Tradição E A Globalização - Paula Cristina D  

ENTRE A TRADIÇÃO E A GLOBALIZAÇÃO Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Física Campinas/SP Outubro/2002 Paula Cristina da...

A Educação Física Na Roda De Capoeira... Entre A Tradição E A Globalização - Paula Cristina D  

ENTRE A TRADIÇÃO E A GLOBALIZAÇÃO Universidade Estadual de Campinas Faculdade de Educação Física Campinas/SP Outubro/2002 Paula Cristina da...

Advertisement