Page 41

Banco de Imagens UEL

“É uma magnífica empreitada científica e tecnológica, passando o país de comprador a potencial fornecedor deste combustível.” Andrea Paesano Jr. - UEM

Professor Andrea Paesano no laboratório da UEM - Maringá

eventualmente podem comprometer a segurança de um reator nuclear”, explica Andrea Paesano Jr., professor do Departamento de Física (DFI) da UEM e coordenador do Grupo de Materiais Especiais. “É uma magnífica empreitada científica e tecnológica, passando o país de comprador a potencial fornecedor deste combustível”, acrescenta o pesquisador. A montagem do espectrômetro - equipamento que analisa a composição do combustível - foi um esforço conjunto entre a Agência Internacional de Energia Atômica, a Marinha, o Instituto de Pesquisa Energéticas e Nucleares e o Departamento de Física da UEM, único local no

hemisfério sul que realiza esse tipo de medida espectroscópica. “A participação da UEM no nosso trabalho é muito importante. Essa técnica nos dá informações detalhadas que permite criar um processo de fabricação da pastilha de urânio com gadolínio melhor dominado”, ressalta o contra-almirante e engenheiro naval Luciano Pagano Junior, do Corpo de Engenheiros da Marinha. No momento, as pesquisas em conjunto estão mais voltadas para a preparação de aços especiais, denominados aços Maraging, utilizados nas centrífugas de enriquecimento de urânio e em partes de submarinos nucleares.

Banco de Imagens UEL

Este processo conta com o apoio fundamental do Grupo de Materiais Especiais do Departamento de Física da UEM – Universidade Estadual de Maringá (PR), parceria que já tem mais de uma década. A equipe da universidade desenvolveu uma metodologia para verificar a composição de amostras do urânia-gadolínia produzido pela Marinha, conferindo sua qualidade e eficiência. A técnica, chamada espectroscopia Mössbauer, realiza uma apurada análise seletiva do material. “Verificamos se o elemento químico gadolínio está dissolvido uniformemente no composto. Dependendo do tamanho e do número, precipitados de gadolínio

Pesquisadores no laboratório do Departamento de Física (DFI) da UEM - Maringá

PARANÁ FAZ CIÊNCIA

41

Revista Parana Faz Ciência - Edição 1  

Secretaria da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior e Fundação Araucária - Ano 1 - Nº 01 - Outubro 2013 - Distribuição Gratuita

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you