Page 1

O Tempo e o Vento está em cartaz em vários cinemas de Curitiba. Página 15

PARANÁ

EM FOCO

CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013 - ANO I - Nº 25 - PUBLICAÇÃO SEMANAL Foto: Felipe Stresser

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Jorge Ben Jor canta seus sucessos no Teatro Positivo, no dia 5 de outubro.Página 15

Bons números Exportações do agronegócio paranaense, com aumento de 4,94% nos oito primeiros meses do ano, sinalizam para fechamento do ano com saldo positivo. As maiores contribuições vêm do complexo soja e da carne de frango. Página 8

Faro apurado

De pele para pele Referência no atendimento de queimados, no Paraná, o Hospital Evangélico de Curitiba inaugurou, há três meses, o primeiro Banco de Pele Humana do Estado. Novidade tem ajudado na recuperação de vítimas de queimaduras graves e doenças de pele – como o pintor Clodoaldo (foto) –, que, antes, precisavam esperar doações do Rio Grande do Sul e de São Paulo. Página 4

CONFIRA NESTA EDIÇĂO: ARTIGOS ....................................... 2 ESPAÇO DO LEITOR ..................... 2 POLÍTICA ...................................... 3 SAÚDE ..................................... 4 a 7 ECONOMIA ............................ 8 a 10 CIDADES .............................. 11 e 12 CULTURA ....................... 13, 14 e 15

COLUNISTAS NILSON MONTEIRO ...................... 3 SÉRGIO BASSI ............................... 6

Novo lugar A partir de segunda-feira (30) haverá alteração dos locais de vendas de passagens na Rodoviária de Curitiba, devido à nova etapa das obras. Haverá faixas e cartazes indicando a localização dos guichês. Página 11

Página 14

Fiel da balança

Multa alta Curitiba quer punir com multas mais altas os pichadores que forem flagrados emporcalhando as paredes, muros e monumentos históricos da cidade. Projeto de Lei, que está na Câmara Municipal, eleva multa de R$ 400 para quase R$ 1,7 mil o desembolso dos infratores. Página 3

Um dos jornalistas mais respeitados no Brasil e em boa parte do mundo, Mauri König traz a público o segundo livro, O Brasil Oculto, no qual desvenda as mazelas que cercam a exploração sexual infantil nas mais variadas partes do Brasil.

Quem estiver com peso acima do normal está sujeito a desenvolver com mais facilidades hipertesão, diabetes e doenças cardiovasculares. O teste da circunferência abdominal é o mais indicado para a pessoa saber se está na faixa de risco. Página 6

ARTIGOS Benefícios da musicoterapia na terceira idade Elisandra Vilella G. Sé – Página 2


PREVISÃO DO TEMPO

CURITIBA Pancadas de Chuva

Pancadas de Chuva

Pancadas de Chuva

Pancadas de Chuva

Sábado 9º 20º Domingo 11º 20º Segunda-feira 14º 19º Terça-feira 9º 19º

Chuva

Quarta-feira 13º 17º

Chuva

Quinta-feira 13º 18º

Chuva

Sexta-feira 14º 19º

Informações CPTEC – www.cptec.inpe.br

PARANÁ

EM FOCO

Publicação Hora Extra Comunicação Editor Lucian Haro Redação Cintia Monteiro, Claudia Gabardo, Lucian Haro e Susana Branco Colunistas Nilson Monteiro Sérgio Bassi Colaboradores Elisandra Vilella G. Sé Fotos Felipe Rosa e Suellen Lima Comercial Guaracy Ribas Junior Projeto Gráfico e Diagramação Celso Arimatéia Tiragem 50.000 exemplares auditados pela GP Auditores

PÁGINA 2

ARTIGOS

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

> ELISANDRA VILELLA G. SÉ*

Benefícios da musicoterapia na terceira idade A musicoterapia é uma especialização científica que se ocupa do trabalho clínico e do estudo dos elementos do som e da música para fins educacionais e terapêuticos. Ela auxilia na abertura de canais de comunicação para produzir efeitos terápicos com estímulos sonoros visando treinar e recuperar o paciente. Do ponto de vista histórico, sabemos que a música tem a capacidade de transcender o tempo, ou seja, vai além dos séculos, pois existe em diferentes culturas e gerações e dá sentido aos movimentos, fatos, vivências e épocas. A música também marca um tempo histórico, sociocultural e permanece numa memória coletiva e étnica. E as músicas das nossas vidas também fazem parte dessa construção. Os seus efeitos benéficos na saúde física e mental foram descobertos há mais de dois mil anos. O reconhecimento de que ela poderia estimular o corpo humano, influenciar o batimento cardíaco, os sistemas imunológico e endócrino, agir sobre os órgãos dos sentidos, na resposta motora, nos comportamentos e nas emoções, levou seu uso para a prevenção e o tratamento de doenças físicas e mentais. Mas a musicoterapia não se utiliza somente de música no processo de aplicação terapêutica. Vale-se também do som, num aspecto mais amplo em relação à sua concepção e movimento. Podem-se obter respostas motoras, sensitivas, orgânicas de comunicação através da música, da voz, do canto, de sons de instrumentos, dos gestos e dos sons do próprio corpo. A musicoterapia na terceira idade se

O Jornal Paraná em Foco é impresso na Grafinorte S.A. Indústria Gráfica e Editora.

FALE COM A REDAÇÃO redacao@horaextramkt.com.br COMERCIAL comercial@horaextramkt.com.br (041) 3029-6786 www.jornalparanaemfoco.com.br www.facebook.com/paranaemfoco @paranaemfoco

*Elisandra Vilella G. Sé é terapeuta em Curitiba

TELEFONES ÚTEIS SEGURANÇA

SAÚDE

A tiragem e distribuição desta edição de 50.000 exemplares são auditadas pela GP Auditores.

apresenta como uma terapia autoexpressiva de grande atuação em diferentes contextos e diversas enfermidades, tanto no aspecto preventivo, social, como na reabilitação. Atua como intermediadora na relação terapeuta-cliente, visando à melhoria da qualidade de vida, estimulando as ações físicas, sensório/perceptivas, psicológicas e sociais do indivíduo. E isso tendo o corpo como primeiro instrumento musical. A utilização da música e seus elementos (som, ritmo, melodia e harmonia) pelo musicoterapeuta em um processo estruturado, ajuda promover a comunicação, o relacionamento, a aprendizagem, a mobilização, a expressão e a organização (física, emocional, mental, social e cognitiva) do indivíduo. Isso ajuda a desenvolver potenciais e/ou recuperar funções de forma que a pessoa possa alcançar melhor integração intra e interpessoal, bemestar e melhor qualidade de vida. As investigações sobre os efeitos biológicos do som e da música no ser humano mostra que, conforme o ritmo, aumenta ou diminui a energia muscular; acelera a respiração ou altera sua regularidade; produz efeito marcado, porém, variável na pulsação, na pressão sanguínea; diminui o impacto dos estímulos sensoriais de diferentes modos; reduz ou retarda a fadiga; aumenta a atividade voluntária; provoca mudanças nos traçados elétricos do organismo e mudanças no metabolismo e na biossíntese de vários processos enzimáticos.

Ambulância – SAMU Ambulância – SIATE Hospital Cajuru Hospital de Clínicas Hospital Evangélico Hospital do Trabalhador Hospital Pequeno Príncipe Hospital Angelina Caron Vigilância Sanitária

192 193 3271-3000 3360-1800 3240-5000 3212-5700 3310-1010 3679-8100 3330-4300

Unidades de Saúde 24 horas Centro Municipal de Emergências Médicas Boa Vista 3251-1013 Boqueirão 3217-1201 / 3217-1258 Cajuru 3261-4026 / 3226-1994 Campo Comprido 3373-1332 / 3279-1623 CIC 3314-5061 / 3314-5058 Fazendinha 3314-5112 / 3314-5105 Pinheirinho 3212-1468 / 3212-1457 Sítio Cercado 3378-6405

Bombeiros 193 Defesa Civil Estadual 199 Guarda Municipal 153 Instituto Médico Legal (IML) 3281-5600 Força Verde / Polícia Ambiental 0800-643-0304 Narcodenúncia 181 Ouvidoria das Polícias 0800-410-090 / 3323-7535 Polícia Militar 190 Polícia Civil 197 Polícia Federal 3251-7500 Polícia Rodoviária Estadual 198 / 3281-9000 Polícia Rodoviária Federal 191 / 3535-1910

UTILIDADE PÚBLICA Aeroporto Afonso Pena Copel Detran Previdência Social (INSS) Procon Rodoferroviária Sanepar

3381-1515 0800-510-0116 0800-643-7373 135 0800-411-512 3320-3000 115

E S P A Ç O

do Leitor Muito boa a matéria Mulheres de Peito. É importante falar sobre sempre o câncer de mama, que é um assunto que não pode cair no esquecimento. Suelli Correia Mora no Cabral

Sempre leio o Paraná Em Foco. E decidi escrever para parabenizar pela matéria do câncer de mama. Sandra Collisin Mora no Água Verde

Legal a matéria “Ligados na tomada”. É fácil usar um veiculo elétrico e de pouca velocidade só no Centro. Quero ver ir de um bairro ao Centro com um veiculo desse, pois ninguém respeita o pedestre e o ciclista, as calçadas são horríveis e as vias não têm espaço para esse meio de locomoção. Muita coisa tem que ser repensada em favor da mobilidade em Curitiba. Thiago Pereira Mora no Portão

Recebi o jornal em um sinaleiro de Pinhais. É bom receber um produto desses. Ainda mais sendo gratuito, muito bem feito e diagramado. Adorei o projeto gráfico. E fico feliz pela cidade em poder contar com essa parceria. Edna Marques Mora em Pinhais

Gostei da edição do Paraná Em Foco. Foi a primeira vez que li e achei um jornal diferenciado. Edson Santos Mora em Piraquara

Legal a agenda cultura do jornal, bem completa e diversificada. É leitura que recomendo. Silmara Bueno Mora no Portão

Eu me admirei em receber o jornal em Quatro Barras. É difícil ver um produto bom circular aqui na cidade. Isso nos mostra que o foco de vocês é informar mesmo. Boa sorte. Arthur Alvez Mora em Quatro Barras

Mande suas sugestões, críticas e elogios para leitor@premfoco.com.br

O público já está em suas mãos. QUE TAL COLOCAR O SEU ANÚNCIO NAS MÃOS DELE? POR QUE ANUNCIAR NO PARANÁ EM FOCO? Temos a maior tiragem semanal de toda a Região Metropolitana de Curitiba com 30 mil exemplares auditados por empresa especializada.

(41) 3013-1096


PÁGINA 3

COLUNISTA

NILSON MONTEIRO*

POLÍTICA Castigo no bolso

O fino da bola

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

Projeto de lei quer elevar multa em 323% para desestimular a ação dos pichadores em Curitiba analisada, ainda, pelas comissões de Urbanismo e Obras Públicas e de Meio Ambiente, antes de ir para votação em plenário.

Foto: Jaelson Lucas/SMCS

A multa para quem for pego pichando muros, paredes, prédios ou monumentos históricos de Curitiba pode ficar mais pesada que os R$ 400 atuais. Nesse sentido, um Projeto de Lei está tramitando na Câmara Municipal de Curitiba. A proposta eleva para R$ 1.693 o valor do “castigo” para os infratores, o que representa 323% sobre o valor em vigor da punição. De autoria do prefeito Gustavo Fruet, a matéria também pretende modificar a lei que proíbe a venda de tinta spray a menores de 18 anos em lojas, ao exigir que seja feito cadastro dos compradores. Segundo o texto, a nova multa (R$ 1.693) será aplicada a quem “pichar, desenhar ou escrever em muros, fachadas, colunas, paredes, postes, árvores, abrigos de paradas de coletivos, placas de sinalização, equipamentos de mobiliário urbano, monumentos ou qualquer lugar de uso público”. Já a penalidade para os estabelecimentos que venderem tinta spray para menores de

Pichação é crime

De autoria do prefeito Gustavo Fruet, a matéria também pretende modificar a lei que proíbe a venda de tinta spray a menores de 18 anos em lojas, ao exigir que seja feito cadastro dos compradores 18 anos ou não fizerem o cadastro do comprador será de R$ 4.234,60, em vez das atuais 1.785,50 Ufirs. Em caso de reincidência, o valor sobe

para R$ 8.469,21. A proposta aguarda, agora, o parecer da Comissão de Legislação, Justiça e Redação da Câmara. Se aprovada, será

Uma campanha da Associação Comercial do Paraná (ACP), em parceria com órgãos da Segurança Pública e Prefeitura Municipal, já tem gerado resultados no combate contra as pichações. Batizado de “Pichação é crime”, o movimento funciona desde fevereiro e registrou mais de 80 denúncias pelo número 153, que resultaram em 22 flagrantes só na primeira semana de atuação. Segundo a entidade, a meta é diminuir em 50% a ações dos vândalos. Para isso, a campanha conta com a união de esforços entre o município, por meio da Guarda Municipal, Polícia Militar e Polícia Civil. A ACP está estimulando os comerciantes prejudicados a entrarem com uma ação civil por danos morais, com o intuito de receberem o valor integral do prejuízo.

Regimento Interno

Armazenagem de grãos

Foi instalado quarta-feira, na Assembleia Legislativa do Estado (Alep), a comissão de deputados responsável por colher e examinar as sugestões de mudanças no Regimento Interno da Casa. A equipe vai atuar com o apoio da Diretoria Legislativa, da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), com prazo de 120 dias para concluir seus trabalhos. Compõem a comissão os deputados Pedro Lupion (DEM), escolhido para presidi-la, Pastor Edson Praczyk (PRB), Caíto Quintana (PMDB), Nereu Moura (PMDB), Bernardo Carli (PSDB), Tadeu Veneri (PT) e Rasca Rodrigues (PV). São suplentes, os deputados Teruo Kato (PMDB), Waldyr Pugliesi (PMDB), Nelson Justus (DEM), Nelson Garcia (PSDB), Ênio Verri (PT) e Antonio Carlos Belinati (PP).

A Câmara dos Deputados aprovou, na semana passada, a Medida Provisória (MP) 619, que trata, entre outras medidas, da armazenagem de grãos, ao estabelecer ações para ampliar a capacidade de armazenagem para a safra 2013/2014. No texto aprovado pelos deputados, foram incluídos pelo relator, deputado João Carlos Bacelar (PR-BA), diversos dispositivos que não constavam do texto original da MP editada pelo governo, como a questão do programa de moratória e perdão de dívidas das Santas Casas de Misericórdia, subvenção a produtores de cana-de-açúcar do estado do Rio de Janeiro e as novas regras para o recebimento do salário-maternidade na adoção e no caso de morte da genitora.A MP segue agora para análise e votação do Senado Federal. (Com Agência Brasil)

Escale uma seleção brasileira: Rogério Ceni, Léo Moura, Bolivar, Paulo André e Dedé; Arouca, Elias, Zé Roberto e Alex; Júlio Baptista e Pato. Esses onze craques junto a outros 64 jogadores profissionais em atividade no Brasil formaram o Bom Senso F.C., posicionandose contra o calendário do futebol nacional. O golaço, parece-me, saiu da cabeça careca de Alex, o do Coritiba, capaz de lances divinos dentro e fora do campo, e foi endossado por um bom número de representantes da categoria, em jogada inusitada, que causou espanto dentro e fora dos ambientes retrógrados e mofados da CBF. Pra começar o jogo, o Bom Senso F.C. reivindica uma revisão do calendário. Para isto, jogadores solicitaram a opinião dos treinadores. Pediram também a garantia de que os clubes tenham o mínimo de planejamento para pagar os salários de seus atletas em dia, o que, hoje, é uma piada. Esbaforidos, a CBF e o Sindicato Nacional das Associações de Futebol colocaram-se em guarda, dizendo-se protetores dos pobres e oprimidos e defendendo, para a manutenção do atual calendário, a realização dos campeonatos caça-níqueis (e votos). É hora de, no país no futebol, os artistas da bola falarem – e questionarem – sobre o seu espetáculo, as condições para realizalo, com bom senso, cabeças frias e chuteiras no chão. O jogo pode começar a virar a partir da próxima segunda-feira (30), quando haverá reunião dos atletas e de treinadores em São Paulo. * Nilson Monteiro é escritor e jornalista em Curitiba


PÁGINA 4

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

SAÚDE

Curativo biológico A recuperação de vítimas de queimaduras graves e portadores de doenças de pele, que necessitam de transplante, a partir de agora pode levar menos tempo do que o normal. Isso se tornou possível graças a uma novidade instalada recentemente no Hospital Universitário Evangélico de Curitiba (HUEC), que é referência no atendimento de queimados no Paraná. Há três meses, o hospital inaugurou o primeiro Banco de Pele Humana (BPH) do Estado e, com isso, aumentou a esperança de melhora dos pacientes que dão entrada no Serviço de Queimados do HUEC. E não são poucos: só no ano passado, foram atendidas 5.128 pessoas. O Evangélico possui, atualmente, 14 leitos para crianças e 22 para adultos, que estão constantemente ocupados. “A implantação do Banco de Pele significa evolução e rapidez no tratamento aos queimados de grande proporção. Quando transplantada, a pele funciona como um curativo biológico, que diminuiu as complicações, o tempo de internamento, o uso de antibióticos, o sofrimento do paciente e de seus familiares e, principalmente, o risco de morte”, explica José Eduardo Vianna, um dos médicos responsáveis pelo banco. Cerca de 20% das pessoas que se queimam precisam de hospitalização. Dependendo da gravidade do caso, o tratamento pode ser demorado e levar meses. “Com o transplante, a recuperação do paciente é acelerada

Fotos: Felipe Stresser

Banco de Pele Humana do Hospital Evangélico auxilia na recuperação de queimados graves

Clodoaldo: “O transplante acelerou em 50% o meu tratamento” em cerca de 50%, o que diminui, também, o tempo de permanência no hospital”, diz Vianna. Antes da implantação do

BPH, as vítimas de grandes queimaduras do Paraná precisavam esperar doações dos bancos de Porto Alegre (RS) e de São Paulo (capital), que

já não venciam atender a demanda. Há outro banco como esse apenas em Recife (PE), sendo o curitibano o quarto em funcionamento no País.

“Hoje vivemos, na verdade, uma defasagem de banco de pele no Brasil. A Organização Mundial de Saúde, por exemplo, estipula que haja um ban-


PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

co de pele para cada cidade com mais de 500 mil habitantes e não é o que acontece”, reitera Vianna.

Como funciona? Seguindo os critérios estabelecidos pelo Sistema Nacional de Transplantes, a doação de pele tem o mesmo processo da doação de qualquer outro órgão, seja coração, fígado ou rim. É retirada de pessoas que faleceram e, em consenso com a família, optaram por “deixar” seus órgãos para transplantes. A única exigência, no entanto, é de que os doadores tenham entre 14 e 60 anos. Cirurgicamente, são retiradas as camadas mais superficiais da pele, e depois tratadas e transplantadas. Pelo que ilustra o médico José Eduardo Vianna, é como se a pele fosse dividida em quatro camadas de folhas de papel sulfite e fossem retiradas as duas primeiras, chamadas de epiderme e derme. Ainda de acordo com ele, geralmente é retirada a pele das coxas e das costas, portanto, sem comprometer a aparência do doador. “A pele retirada se assemelha àquela que descasca depois de uma queimadura de sol. Fina como uma folha de papel”, ressalta.

Da retirada até que esteja pronta para ser usada, a pele fica em torno de 40 dias no laboratório para que possam ser realizados testes que descartam contaminações. Uma vez preparado, o material congelado pode ficar no banco por até dois anos.

Exemplo vivo No caso do pintor Clodoaldo Santos dos Anjos, que mora em Campo Magro, na Região Metropolitana de Curitiba, o transplante de pele representou a cura para o impetigo, uma doença cutânea causada por bactéria, que

SAÚDE

PÁGINA 5

gera queimaduras de 2º e 3º grau. “As bolhas começaram a aparecer no meu peito, depois foram para as costas e chegaram às partes íntimas”, disse o pintor. Com o diagnóstico dado pela rede pública de saúde, em maio deste ano, Clodoaldo ficou internado no Hospital Evangélico por 45 dias e hoje se recupera em casa. “Eu recebo alta em um mês, mas já estou bem melhor”, afirma. “Acho que sem o transplante não teria me recuperado tão rápido. Acelerou em 50% o meu tratamento”, enfatiza.

Implantação Segundo o médico José Eduardo Vianna, os trabalhos para implantação do Banco de Pele do Paraná começaram em 2007, quando a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) definiu os critérios para que os bancos fossem criados, no Brasil. Os recursos para esse início foram provenientes das doações por meio do programa de dedução do Imposto de Renda coordenado pelo Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Curitiba (Comtiba), das campanhas realizadas pelo Voluntariado do Hospital Evangélico e de doadores anônimos.

Vianna: “A pele funciona como um curativo biológico, que diminui o tempo de internamento, o sofrimento do paciente e, principalmente, o risco de morte”


COLUNISTA

PÁGINA 6 *

SÉRGIO BASSI

SAÚDE Na medida certa

Cigarro eletrônico: um bem ou um mal?

* Sérgio Bassi é médico cirugião em Curitiba

Para saber se está alguns quilos acima do peso adequado, basta fazer o teste da circunferência abdominal Fotos: Felipe Stresser

No Brasil, o cigarro eletrônico, ou ecigarro, tem sua comercialização proibida. Entretanto, um estudo apresentado no Congresso da Sociedade Europeia de Cardiologia, que ocorreu em Amsterdã, na Holanda, entre os dias 31 de agosto e 4 deste mês, buscou avaliar os efeitos dos ecigarros na microcirculação e descobriram que eles são menos prejudiciais à saúde em comparação com os convencionais. O estudo foi realizado por cientistas da Onassis CardiacSurgery Center, na Grécia, e envolveu 60 indivíduos saudáveis que foram avaliados para a reserva de velocidade de fluxo coronariano (CFVR) e para o índice de resistência vascular coronariano (CVRI). Metade dos participantes era de fumantes (30), sendo que nesses os parâmetros acima citados foram medidos 20 e 30 minutos depois de fumarem dois cigarros e depois de usarem um cigarro eletrônico. A outra metade dos participantes era composta por pacientes que não fumavam cigarros convencionais há pelo menos um mês. Esses foram submetidos aos mesmos testes, de 20 a 30 minutos após o uso de um cigarro eletrônico. O não uso de tabaco neste grupo foi medido através de testes de níveis de carboxihemoglobina. Não foram observadas diferenças nos resultados dos testes após o uso de cigarros eletrônicos em ambos os grupos. Em contraste, os participantes que utilizavam cigarros convencionais apresentaram uma diminuição de 16% na reserva de velocidade de fluxo coronariano (CFVR) e redução de 19% no índice de resistência vascular coronariano (CVRI) de 20 a 30 minutos após fumar seus dois cigarros. Um dos coordenadores do estudo, o Dr. Konstantinos Farsalinos, explica que o cigarro eletrônico não é um produto indicado para todos, mas que, para os fumantes, pode apresentar-se como uma alternativa ao tabagismo, tanto para diminuir a quantidade de cigarros consumidos como para cessar o vício. O pesquisador ressalta a necessidade da realização de um estudo de longo prazo para analisar os efeitos dos cigarros eletrônicos, já que nesses encontram-se as substâncias liberadas pelo cigarro convencional, mas em concentrações muito mais baixas. Obviamente sabemos que parar de fumar é o ideal. Mas para aqueles que apresentam dificuldades em deixar o vício, a substituição pelo e-cigarro pode ser uma opção bastante válida, pois além da dessensibilização gradativa do organismo ao vício, sem evitar que o indivíduo sofra com a falta do gestual do cigarro, o que seguramente gera ansiedade ao parar de fumar abruptamente. Infelizmente, nossas autoridades sanitárias não entendem assim. Seria mais uma contramão nossa em relação ao mundo tecnologicamente desenvolvido?

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

Juliana: “Quando os números extrapolam o recomendado, musculação combinada com atividades aeróbicas é o mais indicado” As pessoas usam as mais variadas formas para verificar se estão acima do peso. Algumas optam pela simples pesagem, outras medem rigorosamente o corpo inteiro. Há aquelas que observam o contorno corporal pelo caimento das roupas e ainda as que preferem encarar um crítico mais sincero: o espelho. Mas esses métodos conseguem dar apenas uma noção aproximada do quão em forma, ou fora dela, alguém está. Por muito tempo o método, considerado ideal por profissionais de saúde para essa avaliação foi a medida do IMC (Índice de Massa Corporal), conseguida com a divisão do peso pela altura do indivíduo elevada ao quadrado. Mas o valor do IMC não é tão preci-

so, principalmente quando a pessoa é de estatura baixa ou bastante musculosa. Ao tentar encontrar uma opção mais adequada, estudos confirmaram a medida da circunferência abdominal como a mais eficiente, além de mais simples de ser obtida, bastando circundar o abdômen na altura do umbigo com uma fita métrica paralelamente ao chão e constatar o resultado. Atualmente, entidades como a Organização Mundial de Saúde (OMS), a Sociedade Brasileira de Cardiologia (SBC) e a Associação Brasileira para Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica (Abeso) recomendam a medição do abdômen como forma de constatação da obesidade. Carlos José Franco, ci-


PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

rurgião do Serviço Multidisciplinar do Aparelho Digestivo e Obesidade Mórbida, que funciona no Centro Médico do Hospital Pilar, explica que há dois pontos a serem observados nesta medida. “Se ela estiver acima de 80 centímetros em mulheres ou 90 em homens, há risco. Mas se o valor superar 88 centímetros na cintura feminina ou 102 na masculina significa que o risco é bastante elevado”. Risco, nesses casos, significa que a probabilidade da pessoa desenvolver hipertensão, diabetes tipo 2, problemas na vesícula e doenças cardiovasculares fica muito maior quando comparada a alguém que está abaixo desses números. A recomendação médica para quem se encaixa nas faixas de perigo é

bastante direta: é preciso perder peso e procurar acompanhamento médico. A personal trainer Juliana Moreira diz que a medida da circunferência abdominal é parte da primeira avaliação que faz de seus clientes, pois ajuda a montar a estratégia de exercícios. “Quando os números extrapolam o recomendado, musculação combinada com atividades aeróbicas é o mais indicado, pois a primeira acelera o metabolismo e a segunda queima muitas calorias, favorecendo a diminuição do peso”, explica. Caminhada, corrida, bicicleta e dança são atividades que ajudam e podem ser feitas até por quem não frequenta a academia, mas não dispensam uma visita ao médico para verificar se há alguma contraindicação.

SAÚDE

PÁGINA 7

Franco: “se o valor superar 88 centímetros na cintura feminina ou 102 na masculina significa que o risco é bastante elevado”


PÁGINA 8

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

ECONOMIA

Paraná exporta quase 5% a mais Foto: Divulgação

Vendas externas do agronegócio, tanto em volume como em receita, fecharão o ano com resultado positivo

Com movimentação de US$ 9,16 bilhões entre janeiro e agosto deste ano, as exportações do agronegócio paranaense registraram evolução de 4,94% sobre os US$ 8,73 bilhões obtidos com as vendas externas nos oito primeiros meses de 2012. Segundo o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), também houve cres-

cimento nos volumes importados, de 13,6 milhões para 14 milhões de toneladas, englobando todas as commodities e vários outros produtos, com variação aproximada de 3%. Pelos dados do Mapa, o crescimento das importações se deu em ritmo moderado, com variação de 0,94%, subindo de US$ 1,24 bilhão para US$ 1,25 bilhão, no compara-

tivo do período. Devido a isso, o superávit da balança comercial até agosto está em US$ 7,91 bilhões. Para o economista e presidente do Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), Gilmar Mendes Lourenço, a performance das exportações do agronegócio paranaense não deve ter expansão maior que


PÁGINA 9

Lourenço: “Mas vamos fechar o ano no azul” lenta do que se esperava; a Europa está saindo lentamente da recessão, enquanto a China desacelerou o crescimento. Portanto, não vivemos o cenário que permitiria ampliar a nossa participação nas exportações. Mas vamos fe-

As cooperativas agroindustriais paranaenses devem participar com 29% nos embarques das cooperativas brasileiras. No total das vendas externas nacionais, contribuem com 18% do valor das exportações diretas Peso das cooperativas

Foto: Divulgação

a registrada entre janeiro e agosto, principalmente por causa das condições externas. “Crescimento maior para esse ano torna-se difícil em função da estagnação mundial: a recuperação econômica dos Estados Unidos está mais

char o ano no azul”, avalia Lourenço. O complexo soja foi o principal produto exportado, com o embarque de 8,38 milhões de toneladas. O número é um pouco menor do que os 8,48 milhões de toneladas do mesmo período em 2012, mas a receita subiu de US$ 4,40 bilhões para US$ 4,48 bilhões, alta de 1,90%. Outro setor que contribuiu para o bom desempenho das exportações paranaenses foi o de carnes, cuja receita cresceu 10,15%, elevando o valor de US$ 1,55 bilhão de janeiro a agosto de 2012 para US$ 1,67 bilhão no mesmo intervalo deste ano. A maior contribuição para esse desempenho veio do setor avícola, que movimentou US$ 1,35 bilhão, superando em 9,44% o US$ 1,24 bilhão anterior. A carne bovina participou com faturamento de US$ 49,17 milhões, o que significou aumento de cerca de 73% na comparação com a receita de US$ 28,41 milhões obtida entre janeiro e agosto do ano passado.

Foto: Divulgação

ECONOMIA Foto: Jonas Oliveira/AEN

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

Mafioletti: “A baixa no preço contribuirá para melhorar o desempenho da avicultura”

As cooperativas agroindustriais paranaenses devem participar com 29% nos embarques das cooperativas brasileiras. No total das vendas externas nacionais, contribuem com 18% do valor das exportações diretas. E de toda a produção paranaense, em média, elas recebem 56%. A importância deste segmento para a balança comercial é muito grande, pois, segundo o ranking do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) e Secretaria de Comércio Exterior (Secex), entre as 40 maiores empresas exportadoras do Paraná destacam-se as cooperativas Coamo, Cvale, Copacol, Agrária, Lar, Cocamar e Coopavel. Robson Mafioletti, analista técnico e econômico do Sindicato e Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar), prevê que, como ainda tem muito milho e carne de frango para embarcar, a exportação deve fechar o ano com aumento de 10% no volume. A receita também terá desempenho positivo, estimulada por alguns fatores: a va-

lorização do dólar em relação ao real, até antes da intervenção do Banco Central para conter o aumento da cotação da moeda norte-americana, e a demanda internacional da soja, por exemplo. “Mesmo com os Estados Unidos iniciando a colheita da soja, com safra maior que a do ano passado, a China está importando 69 milhões de toneladas do produto, o que sustenta o preço no mercado internacional e mantém a rentabilidade do produtor”, analisa Mafioletti, ao lembrar que a produção paranaense de soja deve chegar aos 16 milhões de toneladas. Quanto ao milho, cujo preço da saca de 60 quilos caiu da R$ 25 para os atuais R$ 18, com desvalorização de 28% de um ano para o outro, o volume deve contribuir para o bom resultado das vendas externas. “Por outro lado, a baixa no preço contribuirá para melhorar o desempenho da avicultura. O milho participa com 60% na ração do frango, o que significa que haverá redução no custo da produção das aves”, estima o analista da Ocepar.


PÁGINA 10

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

ECONOMIA

Arrecadação já soma R$ 722 bilhões Com crescimento real de 2,68% (já descontada a inflação) em relação ao mesmo mês de 2012, a arrecadação federal de impostos e contribuições em agosto foi de R$ 83,95 bilhões. No acumulado dos oito primeiros meses, o total chega a R$ 722,23 bilhões, o que representa aumento de 0,79% sobre o mesmo intervalo de um ano atrás, segundo a Receita Federal. Entre os principais fatores

que influenciaram a arrecadação está o desempenho dos principais indicadores macroeconômicos, incluindo a produção industrial, com crescimento de 1,35% entre dezembro de 2012 e julho de 2013, e a venda de bens e serviços, de 3,96% na mesma comparação. Houve ainda, no período, aumento da massa salarial, de 11,65% e do valor em dólares das importações, com acréscimo de 4,63%.

Publique balanços e atos legais de sua empresa no jornal Paraná em Foco Atinge diretamente, mais de 90 mil pessoas/semana, superando 360 mil leitores num único męs. Distribuído sistematicamente nos principais pontos de Curitiba e regiőes norte, sul, leste e oeste. O jornal Paraná em Foco é uma excelente opçăo para publicaçőes de balanços e atos legais de sua empresa. Consulte-nos sobre nossos formatos e medidas.

Conheça nossos benefícios: (41) 3013-1096 Fale com a gente: redacao@horaextramkt.com.br

Fotos: Divulgação

Produção industrial e venda de bens e serviços impulsionaram o aumento no recolhimento dos impostos, segundo a Receita

Sonegação passa dos R$ 306 bilhões Até por volta das 10 horas de sexta-feira (27/9) a sonegação de impostos no Brasil já estava em R$ 306,45 bilhões, de acordo com o placar on-line da sonegação fiscal no Brasil. O Sindicato Nacional dos Procuradores da Fazenda Nacional (Sinprofaz) estima que esse valor seria suficiente para construir 8,75 milhões de habitações populares de 40m2. Segundo comparação feita pelo Sinprofaz, se o Sone-

gômetro fosse um estado brasileiro, e o valor sonegado fosse colocado como seu Produto Interno Bruto (PIB), ficaria em quarto lugar no ranking, atrás apenas de São Paulo (R$ 1,248 trilhão), Rio de Janeiro (R$ 407 bilhões) e Minas Gerais (R$ 351 bilhões). A estimativa da entidade é que o calote aos cofres públicos chegue a R$ 415 bilhões. Mais detalhes pelo site www.sonegometro.com

Bancos têm lucro “robusto” No acumulado de 12 meses, encerrados em junho, o lucro líquido dos bancos chegou a R$ 59,7 bilhões, segundo constatou o Relatório de Estabilidade Financeira, divulgado pelo Banco Central (BC). No entanto, o relatório

apontou que o lucro líquido foi limitado pelo “fraco crescimento do resultado de intermediação financeira”, em razão da redução nas concessões de crédito, menor geração de receitas e “o impacto negativo da marcação a mercado da carteira de títulos”.

Melhora rendimento do trabalhador

Depois de cinco meses em queda, em agosto o rendimento médio real do tralhador brasileiro teve o primeiro aumento. O valor cresceu 1,7% em relação a julho e chegou a R$ 1.883, apontou a Pesquisa Mensal de Emprego (PME), divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Segundo o coordenador da pesquisa, Cima Azeredo, o ganho é resultado do maior controle da inflação, mas também de outros fatores. “A inflação, já com um controle maior nos últimos meses, dá à população um poder de compra maior. Mas há outras variáveis, como negociações e acordos, que são feitos entre as categorias do mercado de trabalho”, acrescentou.


PÁGINA 11

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

CIDADES

Por causa das novas etapas das obras, a venda de passagens será feita em outros locais dentro do terminal Nesta segunda-feira (30), devido a uma nova etapa das obras da reforma da Rodoviária de Curitiba, os guichês de vendas de passagens vão mudar de local. Além de faixas e cartazes de orientação, funcionários da Urbs, das empresas rodoviárias e agentes de trânsito vão orientar os usuários. Os guichês de passagens interestaduais serão transferidos para o piso superior do bloco da frente (interestadual). Já os guichês de passagens estaduais ficarão nos

contêineres instalados no pátio da ala dos fundos (onde funcionava a venda de passagens interestaduais). Pintados na cor branca e protegidos por grades amarelas, os guichês são facilmente identificáveis. Outra etapa de mudança vai será realizada no próximo dia 7, quando todos os embarques e desembarques serão transferidos para o bloco da frente. Até lá, o embarque e desembarque continuarão sendo feitos no bloco dos fundos. A Prefeitura informou que,

por enquanto, não haverá alteração no trânsito na área interna, mantendo-se o acesso exclusivo para táxis e veículos autorizados, pela trincheira da Rodoviária e a localização de paradas para embarque e desembarque no início do bloco dos fundos. No entanto, nas próximas etapas poderá haver alteração no tráfego na parte interior da rodoviária e realocação de pontos de táxi.

Mudanças

bloco estadual (fundos). A partir do dia 7 de outubro, no bloco interestadual (frente). Trânsito Por enquanto não há novas alterações. Táxi Por enquanto não há alterações.

ESATEC CONTABILIDADE C O N S U LTO R I A & A S S E S S O R I A

Aposentadorias

Consultoria trabalhista e Cálculos

A partir de segunda-feira (30), os guichês de venda de passagens na Rodoviária de Curitiba mudarão de lugar

A partir de segunda-feira: Compra de passagens estaduais: no bloco dos fundos, nos contêineres brancos instalados no pátio; Compra de passagens interestaduais: no piso superior do bloco da frente (interestadual); Embarque e Desembarque: até o dia 7 de outubro, no

Imposto de Renda

Abertura de empresa

Foto: Divulgação

Mudanças na rodoviária

Contabilidade de Condomínios

Cálculos de juros abusivos

Para que a sua empresa saia na frente, nossa parceria

faz a diferença!

Tel/Fax: (41) 3029-6786 esatec.contabil@hotmail.com


PÁGINA 12

CIDADES

Atendimento especial a alunos surdos Com recursos próprios, a Prefeitura de Araucária mantém um centro especializado para atender alunos surdos e com deficiência auditiva. Vinculado à Secretaria Municipal de Educação (SMED), o Centro de Atendimento Educacional Especializado - Surdez (CAEE-S) desenvolve um trabalho pedagógico de apoio a alunos do município. “Nosso aluno é aquele que, devido à deficiência, está tendo dificuldade no aprendizado escolar”, explicou a coordenadora Lili-

an Regina Kozlovski Brandolin. O CAEE-S atende a alunos surdos, os que têm implante coclear (dispositivo eletrônico para melhorar a percepção dos sons e compreensão da fala) e os com deficiência auditiva. Atualmente, são 26 alunos, de 4 a 24 anos, que participam das atividades de apoio em período de contraturno escolar. No local, há programas desenvolvidos que levam em conta as necessidades de cada

aluno. Por exemplo, os da Educação Infantil participam de atividades que auxiliam nos conteúdos que aprendem nos Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) e no raciocínio. O apoio pedagógico inclui auxílio no estudo para provas e nos trabalhos escolares. O CAEE-S leva em conta a opção da família que decide se deve ser investido em atividades que visam desenvolver a oralidade (sem uso da Língua Brasileira dos Sinais – Libras).

Foto: Divulgação

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

Os alunos com implante coclear fazem parte desse grupo. O Centro de Atendimento Educacional Especializado –

Surdez fica na Rua Lourenço Jasiocha, 2052, Centro, próximo à Secretaria Municipal de Educação.

Hospital Amigo da Criança O Ministério da Saúde classificou, recentemente, o Hospital Municipal Nossa Senhora da Luz dos Pinhais, que fica em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, com o selo “Amigo da Criança”. O título, criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela UNICEF, foi adotado pelo Ministério da Saúde, em 1992, na intenção de promover e apoiar e aleitamento materno. Inaugurado em 2010, o hospital atende nas especialidades clínica médica, pediatria e obstetrícia e registrou, somente até o mês de agosto último, o nascimento de 4.940 bebês. Quanto ao número de instituições credenciadas ao projeto, já são mais de 20 mil pelo mundo. No Brasil, são 336 e, no Paraná, Pinhais passou a ser o de número 20. Para a secretária municipal de Saúde, Vilma Serra, o reconhecimento é reflexo do esforço de

todas as pessoas envolvidas no processo. “O nosso tempo entre nascer e morrer é muito pequeno, por isso nossas ações e atitudes devem ser precedidas de muito comprometimento. A certificação garante o bom atendimento”, declarou. A secretária ressaltou, também, que Pinhais está atendendo pessoas de vários municípios, e comemora: “Então significa que estamos no caminho certo”. “Esta placa é o reconhecimento pelo trabalho desenvolvido na rede de assistência à mulher e à criança”, concluiu. Já de acordo com prefeito de Pinhais, Luizão Goulart, a

certificação é sinal de serviço prestado com mais qualidade à população. “A comunidade sai ganhando, pois tem a garantia de que o serviço aqui prestado é de qualidade. Se hoje estamos entre os 20 hospitais do Estado que aderiram à iniciativa, é sinônimo do bom atendimento”, afirmou. Representando o Ministério da Saúde, Carolina Belomo, externou a satisfação e alegria pela entrega da placa. “Nós sabemos do empenho da equipe, e quanto são merecedores, pois foram inúmeras as ações e desdobramentos até aqui”, disse. Segundo Carolina, a estratégia do projeto Amigo da Criança é de grande relevância, pois aumenta a prevalência do aleitamento materno exclusivo em pelo menos 13%. “O município deu um passo muito importante ao aderir a esta iniciativa”, finalizou Carolina.

Os passos para chegar ao reconhecimento A IHAC soma-se aos esforços do Programa Nacional de Incentivo ao Aleitamento Materno (PNIAM/MS), coordenado pelo Ministério da Saúde para: Informar profissionais de saúde e o público em geral; Trabalhar por leis que protejam o trabalho da mulher que está amamentando; Apoiar rotinas de serviços que promovam o aleitamento materno; Combater a livre propaganda de leites artificiais para bebês, bem como bicos, chupetas e mamadeiras. Conheça os Dez Passos para o Sucesso do Aleitamento Materno 1. Ter uma norma escrita sobre aleitamento materno, que deve ser rotineiramente transmitida a toda a equipe do serviço. 2. Treinar toda a equipe, capacitando-a para implementar essa norma. 3. Informar todas as gestantes atendidas sobre as vantagens e o manejo da amamentação. 4. Ajudar a mãe a iniciar a amamentação na primeira meia hora após o parto. 5. Mostrar às mães como amamentar e como manter a lactação, mesmo se vierem a ser separadas de seus filhos. 6. Não dar a recém-nascido nenhum outro alimento ou bebida além do leite materno, a não ser que tenha indicação clínica. 7. Praticar o alojamento conjunto - permitir que mães e bebês permaneçam juntos 24 horas por dia. 8. Encorajar a amamentação sob livre demanda. 9. Não dar bicos artificiais ou chupetas a crianças amamentadas. 10.Encorajar o estabelecimento de grupos de apoio à amamentação, para onde as mães devem ser encaminhadas por ocasião da alta hospitalar.


PÁGINA 13

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

CULTURA

Temporada de grandes atrações em Curitiba Fôlego e uma reserva em dinheiro de quase R$ 800 para comprar os ingressos mais modestos. É disso que vai precisar o curitibano aficionado por bons espetáculos musicais e que não quiser perder nenhum dos que estão programados para essa primavera. A temporada de grandes shows começou nessa semana, no Bioparque, com a quinta apresentação da banda Iron Maiden em Curitiba e vai até novembro. Confira a galeria de estrelas nacionais e mundiais que vai passar pela cidade e faça a sua programação. Os próximos a magnetizar o público serão Simple Mind, Rappa, Nando Reis, Paralamas do Sucesso, Maria Gadu, Rodrigo Amarante e Tom Zé. Esses são os artistas do Circuito Banco do Brasil, que, no próximo dia 12, durante 12 horas serão os protagonistas de atrações para todos os gostos e idades. Os shows do evento começam às 14 horas e devem se estender até as 2 horas, com direito a performances dos participantes da Copa Brasil de Skate Radical. Além de Curitiba, o circuito, que já foi realizado em Salvador, será levado Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Brasília e São Paulo. Três dias depois da maratona no Bioparque, no dia 15 será hora de retornar ao espaço de shows para ver duas bandas consagradas: Whitesnake e Aerosmith, pela primeira vez na cidade. Será o início da turnê brasileira de ambas, que farão shows em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Para quem gosta de mais conforto e tranquilidade, o espetáculo Elvis in Concert é uma boa opção. O grupo subi-

rá ao palco do Expo Unimed em 30 de outubro. No dia seguinte, perto dali, o ex-Beatle Ringo Starr tocará no Teatro Positivo. Para fechar a temporada, também no Positivo, será a vez da diva Sara Brightman. Para o produtor Patrik Cornelsen, da produtora Planet Brasil e DC Set, o fato de Curitiba receber toda essa constelação de artistas em datas tão próximas é uma coincidência. “É difícil acontecer um show exclusivo para Curitiba. Os artistas viriam para o Brasil e a agenda na cidade calhou de ser em noites perto uma da outra”, explica. Segundo Cornelsen, Curitiba tem teatros e espaços menores para shows pequenos, peca, porém, quando o assunto são as megaproduções. “Aí, por enquanto, fica devendo”, observa. Por isso, ele trabalha pela reabertura da Pedreira Paulo Leminski o mais rápido possível. Junto ao sócio Hélio Pimentel, o empresário detém o direito de explorar o espaço nos próximos 25 anos pelo regime de concessão. “No começo da década de 90, Curitiba esteve entre as cidades mais requisitadas do Brasil para shows. Isso pode acontecer de novo com a liberação da Pedreira”, diz, referindo-se ao espaço capaz de comportar 27 mil pessoas. Quando retornarem a Curitiba, é provável que Iron Maiden, Aerosmith e Whitesnake prefiram tocar lá.

Fotos: Divulgação

Iron Maiden abriu a agenda de grandes espetáculos, que segue até novembro

Iron Maiden

Simple Mind

Serviço: Para saber sobre venda de ingressos, acesso aos locais dos shows e faixa etária, clique sobre o link www.diskingressos.com.br.

Rappa

Sara Brightman


PÁGINA 14

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

CULTURA

Mauri König lança obra sobre os abusos cometidos contra a infância e a adolescência brasileira nos diferentes pontos do País Repórter investigativo consagrado pela conquista de prêmios importantes – como o Maria Moors Cabot, pela Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, no começo do mês - o jornalista Mauri König se prepara para lançar seu segundo livro-reportagem: “O Brasil Oculto”. Ao longo de 200 páginas com fotografias de Albari Rosa e Jonathann Campos, a obra aborda um tema doloroso: histórias reais de crianças e adolescentes vítimas de exploração sexual em todas as regiões do Brasil. O Brasil Oculto é fruto da imersão de König e seus parceiros no universo dos 99 principais pontos de exploração de meninos e meninas no interior e no litoral brasileiro. Para isso, foram percorridos 42 mil quilômetros em cinco meses de viagens planejadas durante quatro meses. A preparação do material para publicação no jornal Gazeta do Povo, onde os três trabalham, exigiu mais dois meses. Para o jornalista, o

trabalho reflete “a miséria resultante da história de espoliação que marca o Brasil desde o descobrimento”. A “aventura” custou R$ 58 mil, em parte custeados pelo jornal. A semente do projeto, porém, foi plantada no final de 2004, quando o jornalista recebeu a bolsa concedida pelo 2º Prêmio Tim Lopes para Projetos de Investigação Jornalística e passou a apostar na investigação. O resultado, muito mais valioso que a soma gasta na expedição, foi publicado no jornal em diferentes momentos. Agora, com a adição de três capítulos de caráter sociológico sobre a exploração dos corpos ao longo da história da humanidade, passa à versão livro, com apresentação do secretário executivo da Andi -Comunicação e Direitos, Veet Vivarta.

Movido à emoção Esse é o segundo livro da carreira de König, que tem 47 anos, é paranaense de Pato Branco, casado pela segunda vez e pai de três filhos. O primeiro foi “Narrativas de Um Correspondente de Rua”, de 2008, finalista do Prêmio Jabuti. A expectativa do autor, naturalmente, é ver seu trabalho lido pelo maior número possível de pessoas. Uma categoria de público, porém, é visada em especial: as autoridades públicas. “A ideia é que esses relatos, que são retratos da ex-

Foto: Divulgação

Livro novo, velho problema

König: “Não há como sensibilizar o leitor para um fato que não emociona o narrador” ploração em regiões ricas e pobres, em grandes centros ou fronteiras distantes do olhar da maioria das pessoas, transforme a vida daqueles que estão passando por isso. E a mudança vai acontecer pela ação dos que vão ler, indignar-se e agir”, resume o jornalista, que admite ter se emocionado e sentido medo em diversos momentos da expedição. “No dia que deixar

O Brasil Oculto, publicado pela Editora ComPactos, será lançado no dia 10 de outubro, a partir das 19 horas, na Livrarias Curitiba do Shopping Estação. Preço: R$ 34,90.

de me emocionar com as histórias que conto, não estarei mais em condições de fazer jornalismo. Não há como sensibilizar o leitor para um fato que não emociona o narrador”, justifica. Albari Rosa, com 25 anos de profissão, foi tocado pelo tema dessa aventura real de maneira diversa. “A câmera, para mim, funciona como um escudo contra as emoções e faz com que eu me sinta protegido. Mas isso não me impediu de constatar uma realidade sobre a qual não imaginava e me chocar: ao invés das meninas, a dos meninos explorados sexualmente em lugares desconhecidos ou cidades badaladas que vão sediar a Copa de 2014. É algo so-

bre o que nunca tinha pensado”, observa o fotógrafo. Na opinião de Rosa, livro e autor têm outra qualidade além de vocalizar esse drama real: a plena consciência de König sobre a importância da atividade jornalística para mudar a sociedade.

Eclético Formado em Letras antes de ter cursado Jornalismo, Mauri König está em plena execução de outro projeto: escrever livros de ficção. Um já está pronto, aguardando editora, e outro anda em fase de produção. A literatura, aliás, é a outra face profissional do jornalista. Se não fosse repórter, garante, seria professor da matéria.


PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 28 DE SETEMBRO A 4 DE OUTUBRO DE 2013

CULTURA

PÁGINA 15

Agenda Cultural SHOWS

TEATRO

Marcelo Brum-Lemos e Som-de-Brinkedo O músico, poeta e cronista e a banda se apresentam gratuitamente no Conservatório de MPB, no próximo dia 29. No repertório, canções como “Plantei Girassóis”, “Manuscrito” e “Sementes” e uma grande diversidade cultural e sonora. A show faz parte do projeto “Domingo Onze e Meia”. Informações: (41) 3321-3315.

Razões Para Ser Bonita A comédia será encenada nos próximos dias 28 e 29, no Teatro Guaíra. Com direção de Neil LaBute, a peça aborda o excesso de julgamentos e a importância dada ao padrão de beleza vigente, que influencia até decisões importantes na vida das pessoas. Ingressos: de R$ 50 a R$ 100. Informações: (41) 3304-7900.

Rock solidário No próximo dia 2, às 20 horas,no Sebas Bar, a banda curitibana The Sharon Stoness comanda uma festa com várias participações especiais, que tem como objetivo ajudar crianças carentes. A entrada é um brinquedo novo ou usado em bom estado. Informações: (41) 3524-6272 / 32784102.

Pacto da Mediocridade A peça fica em cartaz até o próximo dia 29, no Teatro Rodrigo D’Oliveira. A comédia política surrealista, em homenagem a Sócrates, conta a história de um cidadão, o último do planeta, que foge durante muito tempo do chamado “Mercado”, mas encontra-o em um bar, gerando um grande embate. Ingressos: R$ 20. Informações: (41) 3223-2205.

Duo Tavares Farias Os músicos brasileiros Gustavo Tavares, radicado na Noruega, e Nelson Faria, na Suécia, têm show no próximo dia 3, às 20h30, no Teatro Guaíra. Mestres de seus instrumentos, eles representam a variedade de estilos característica da música brasileira. Ingressos: entre R$ 40 e R$ 80. Informações: (41) 3304-7900.

Homens de Ferro A comédia será encenada até o próximo dia 29, no Miniauditório do Teatro Guaíra. O espetáculo questiona até onde os homens conseguirão aguentar as controvérsias do universo feminino? Ingressos: R4 20. Informações: (41) 3304-7982.

Sonic.Art O quarteto de jazz, se apresenta no próximo dia 5, às 20h30, no Teatro Guaíra. O grupo já conquistou primeiro lugar e o grand prix para música contemporânea do Concurso Internacional de Música de Câmera em Cracóvia, na Polônia, o prêmio do Concurso Alemão de Música e o Classic Music Award da Suíça entre outros. Ingressos:entre R$ 40 e R$ 80. Informações: (41) 3304-7900. Jorge Ben Jor O cantor, compositor e guitarrista cumpre agenda no próximo dia 5, no Teatro Positivo. No repertório seus maiores sucessos, como “Taj Mahal”, “W/Brasil”, “Fio Maravilha”, “Chove Chuva”, “Mas Que Nada” e muitos outros. Ingressos: entre R$ 120 e R$ 400. Informações: (41) 3317-3283.

SobreVoar A peça será apresentada nos próximos dias 5 e 6, às 16 horas, no Teatro Bom Jesus. Uma montagem teatral que retrata o menino Albertinho, seus sonhos, medos, desafios, obstáculos, persistência, coragem e as realizações que o levaram ao céu de Paris, cidade que o reconheceu como Santos Dumont, um brasileiro inventivo e destemido. Ingressos: R$ 20. Informações: (41) 21054034. Nós Sempre Teremos Paris O espetáculo, que será apresentado nos próximos 5 e 6, no Teatro Regina Vogue, narra a história de dois brasileiros que se conhecem em Paris e, após 20 anos sem contato, retornam ao mesmo café onde se viram pela primeira vez com esperança de se reencontrar. Ingressos: R$ 70. Informações: (41) 2101-8292. Humor e Tal, pega Aqui No Meu...Pé A peça será encenada entre os próximos dias 5 e 26 no Teatro Reikrauss, em Curitibs. Quatro atores fazem diversos personagens em uma mistura de teatro e música. A proposta da montagem é a de que o espectador se depare com diferentes formas de humor. Ingressos: R$ 30. Informações: (41) 3323-5658.

EXPOSIÇÕES

Mistifórios Urbanos

A mostra, do artista visual Francis Rodrigues, permanece aberta até o dia 29 deste mês, no Museu Alfredo Andersen. A exposição é composta por pinturas em pequenos e grandes formatos que tratam de elementos da paisagem urbana. Entrada gratuita. Informações: (41) 3323-5148.

CINEMA

A Última Estação Tarik é um muçulmano que perde a esposa e, antes de morrer, precisa cumprir algumas promessas. Após deixar toda a sua vida para trás, ele e sua filha Samia atravessam o Brasil em uma jornada de mais de 1001 noites, em busca das pessoas que fizeram a mesma travessia com ele há 51 anos. Elenco: Mounir Maasri, Elisa Lucinda, Klarah Lobato, João Antônio, Edgard Navarro, Narciza Leão, Iberê Cavalcanti e Adriano Siri, entre outros. Espaço Itaú de Cinema (Shopping Crystal) - Sala 1 - Domingo a quinta (nacional):16h e 21h30. A coleção invisível Beto é um jovem vaidoso que passa por uma crise pessoal e financeira que o leva a viajar pela região cacaueira. Nesta viajem o rapaz conhece Samir, um velho colecionador de arte, que mudará definitivamente sua visão de mundo. Elenco: Vladimir Brichta, Walmor Chagas, Ludmila Rosa,Clarisse Abujamra, Conceição Senna,Frank Menezes, Wesley Macedo, Luisa Proserpio e Ricardo Luedy. Cineplex Batel (Shopping Novo Batel) - Sala 3 - Sexta a quinta (nacional): 14h20, 16h10, 18h e 21h. O Tempo e o Vento

Deslocamentos A exposição da fotógrafa Charly Techio, fica em cartaz na Fnac do Park Shopping Barigui, até o próximo dia 30. A mostra reúne autorretratos em paisagens vazias, adicionando um sentido imaginário a cada imagem. Entrada Gratuita. Informações: (41) 2141-2040. Atlas A mostra fica em cartaz na Galeria da Caixa até 20 de outubro. A exposição, com curadoria de Antonio Cavas, reúne instalações, esculturas, gravuras, fotografia e vídeo, todas mantendo um diálogo com três elementos: a Espiritualidade, a Natureza e o Tempo. Entrada gratuita. Informações: (41) 2118-5114. O Decifrador A exposição, que fica em cartaz na Galeria de Caixa até 3 de novembro, é composta por fotos de Alexandre Nóbrega, cuja convivência com o escritor Ariano Suassuna é muito próxima e lhe rendeu acesso e fotos de momentos descontraídos e pessoais. Entrada gratuita. Informações: (41) 21185114.

As família Amaral e Terra-Cambará são inimigas históricas na cidade de Santa Fé, no Rio Grande do Sul. Quando o sobrado dos Terra-Cambará é cercado pelos Amaral, a família é obrigada a defendê-lo com as armas que têm à disposição. Esta vigília dura vários dias, o que faz com que logo a comida acabe. Bibiana, matriarca da família recebe a visita de seu falecido esposo, o capitão Rodrigo. Juntos eles relembram a história não apenas de seu amor, mas de como nasceu a própria família Terra-Cambará. A história se passa no final do século XIX. Elenco: Fernanda Montenegro, Thiago Lacerda, Marjorie Estiano, Janaína Kremer

Motta, Cléo Pires, Zé Adão Barbosa, Rafael Cardoso, Fernanda Carvalho Leite, Apolônio Cypriano, José de Abreu, entre outros. Cinemark Barigüi – Curitiba -Sala 6 - Sexta: 15h10, 17h55, 20h45 e 23h55 Sábado: 12h20, 15h10, 17h55, 20h45 e 23h55 Domingo: 12h20, 15h10, 17h55 e 20h45 Segunda a quinta: 15h10, 17h55 e 20h45; Cinemark Mueller - Sala 3 - Sexta e sábado (nacional): 13h, 15h40, 18h20, 21h10 e 23h50 Domingo a quinta (nacional): 13h, 15h40, 18h20 e 21h10 Cineplus Jardim das Américas - Sala 4 - Sexta a quinta (nacional): 14h, 16h30, 19h e 21h30; UCI Estação - Sala 5 - Sexta e sábado (nacional): 13h, 15h40, 18h20, 21h e 23h40 Domingo a quinta (nacional): 13h, 15h40, 18h20 e 21h; UCI Palladium - Sala 5 - Sexta e sábado (nacional): 16h, 18h40, 21h20 e 0h Domingo (nacional): 16h, 18h40 e 21h20 Segunda (nacional): 16h e18h40 Terça a quinta (nacional): 16h, 18h40 e 21h20. R.I.P.D – Agentes do Além O policial Nick Walker morreu recentemente e sua alma foi enviada para o Departamento Descanse em Paz, uma agência em que trabalha escondido na terra. Porém, devido à sua experiência, Nick logo volta a vida para trabalhar ao lado do veterano Roy Pulsipher. Juntos, eles precisam encontrar seu assassino. Elenco: Jeff Bridges, Ryan Reynolds, Kevin Bacon, Mary-Louise Parker, Stephanie Szostak, James Hong, Marisa Miller, Robert Knepper, Mike O’Malley, Devin Ratray, Larry Joe Campbell, Michael Coons, Christina Everett, Christina Everett , entre outros. Cinemark Barigüi Sala 2 - Sexta e sábado (legendado, em 3D): 13h40, 16h05, 18h20, 20h40 e 23h10 Domingo a quinta (legendado, em 3D): 13h40, 16h05, 18h20 e 20h40; Cinemark Mueller - Sala 6 - Sexta e sábado (legendado, em 3D): 16h20, 18h30, 20h50 e 23h20 Domingo a quinta (legendado, em 3D): 16h20, 18h30 e 20h50; Cineplus Jardim das Américas - Sala 2 - Sexta a quinta (dublado, em 3D): 13h30, 15h20, 17h10, 19h10 e 21h10; UCI Estação - Sala 6 ( Dublado, em 3D) - Sexta a segunda: 13h, 17h10 e 21h20 Terça a quinta: 13h e 17h10 (Legendado, em 3D) - Sexta e sábado: 15h05,19h15 e 23h25 Domingo a quinta: 15h05 e 19h15; UCI Palladium Sala 7 (Dublado, em 3D) - Sexta a quinta: 17h30 e 21h55 (Legendado, em 3D) Sexta e sábado: 15h25, 19h50 e 0h Domingo a quinta: 15h25 e 19h50.

HORÓSCOPO Leão (23/7 a 22/8)

Boas perspectivas de consolidação nos projetos e tarefas, anteriormente, iniciadas. Os seus superiores reconhecerão, com agrado, as suas capacidades e os retornos não se farão esperar.

Seja objetivo e procure, de uma forma bem clara, expor os seus pontos de vista no que se relaciona à concretização dos seus planos laborais. Os astros estarão a favorecê-lo e não deixe de aproveitar este bom momento.

Touro (21/4 a 20/5) Aproxime-se dos seus amigos e familiares e encontrará um pouco do conforto e compreensão que tanta falta lhe faz. Os assuntos de ordem profissional poderão misturar-se com os seus relacionamentos sociais.

Gêmos (21/5 a 20/6) As suas possibilidades econômicas poderão terminar a semana um pouco mais fortalecidas; no entanto, deverá ser muito prudente em tudo o que se relacionar com despesas e evitar gastos desnecessários.

Câncer (21/6 a 22/7) Será este aspecto que lhe trará os melhores e mais agradáveis momentos. O entendimento com o seu par será absoluto e, através de um relacionamento inteligente, viverão uma semana muito agradável.

Virgem (23/8 a 22/9) Deverá manter uma atenção, muito especial, a este aspecto. Para o meio da semana, poderá ser confrontado com uma situação delicada, na qual a sua família não deverá ser alheia; mantenha a calma e atenção.

Libra (23/9 a 22/10) Período caracterizado pela estabilidade; assim, não deixe de aproveitar a segurança que este aspeto lhe transmite para que, de uma forma tranquila, possa construir e consolidar outros aspetos da sua vida.

Escorpião (23/10 a 21/11) O relacionamento amoroso será perfeito e, se bem gerido pelo casal, poderá viver momentos bem agradáveis. Possíveis, mas nulas tentativas de estragar a relação, poderão verificar-se.

Sagitário (21/11 a 21/12)

CRUZADAS

Este aspeto será caracterizado por instabilidade e dificuldades de aceitação, ao nível de mudanças; naturalmente, esta situação far-se-á sentir a todos os níveis e deverá manter uma atenção, muito especial, com a sua saúde.

Capricórnio (22/12 a 20/1) Um pouco mais de convivência com os seus amigos e familiares contribuirá para desanuviar o seu espírito e para ver tudo de uma forma mais clara e otimista. Ótima oportunidade para estreitar relações familiares.

Solução:

Áries (21/3 a 20/4)

Aquário (21/1 a 19/2) Tudo o que se relacionar com dinheiro encontra-se favorecido e poderá proceder a pequenos investimentos. Algumas aquisições necessárias que tem tido receio de fazer encontram, nesta semana positividade.

Peixes (20/2 a 20/3) As suas finanças deverão iniciar um período de revigoramento. Embora sendo criterioso na forma como faz as suas despesas, esta será uma boa altura para proceder à compra de objetos que lhe sejam necessários.

M O


HOSPITAL SAINT LOUIS SEGURANÇA SEM FERIR O CONFORTO DO PACIENTE. TECNOLOGIA DE ÚLTIMA GERAÇÃO.

Rua Vicente Machado, 2455 Batel - Curitiba - PR - Telefone:(41) 3269-8400

Paraná Em Foco  

Semanário

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you