Issuu on Google+

Cores Sem Fronteiras traz a Curitiba obras inéditas de escultor e muralista Adélio Sarro. Página 15

PARANÁ DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

Disney Live! - Festival Musical do Mickey cumpre agenda no Teatro Positivo de 27 a 29.Página 15

EM FOCO

CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013 - ANO I - Nº 24 - PUBLICAÇÃO SEMANAL

Se, por um lado, os casos de câncer de mama ainda são muito frequentes e fatais – em pouco mais de dois anos foram registradas acima de 1,5 mil mortes no Paraná –, por outro lado, as mulheres se mostram dispostas a lutar e vencer o mal, tendo como armas o diagnóstico precoce e o tratamento adequado. Página 6

Na semana em que se comemora o Dia Mundial Sem Carro, a utilização dos veículos elétricos como forma sustentável e econômica de reduzir os impactos no trânsito de Curitiba volta à tona. Não são poucas as pessoas que já estão praticando o desapego dos carros e aderindo aos skates, bikes e scooters elétricos.

Foto: Felipe Stresser

MULHERES DE PEITO

Ligados na tomada

Página 12

Carga leve Estudo da CNI/ Sebrae mostra que no Paraná as micro e pequenas empresas têm ambiente mais favorável para prosperar. É que a incidência do ICMS sobre o faturamento delas é menor que a alíquota determinada pelo Simples Nacional. Página 10

CONFIRA NESTA EDIÇĂO: ARTIGOS ....................................... 2 ESPAÇO DO LEITOR ..................... 2 POLÍTICA ...................................... 3 SAÚDE ..................................... 4 a 7 ECONOMIA ............................ 8 a 10 GERAL ......................................... 11 CIDADES .............................. 12 e 13 CULTURA ............................. 14 e 15 COLUNISTAS NILSON MONTEIRO ...................... 3 SÉRGIO BASSI ............................... 4

Às claras

Planos no éter

Vereadores, que esmiúçam a questão envolvendo o transporte urbano de Curitiba, querem saber qual é a retirada mensal dos donos das empresas para saber o impacto sobre o custo da tarifa. Página 3

O aumento do valor do dólar em relação ao real levou muita gente a desistir de viagens já programadas ao exterior até que o câmbio se estabilize e permita refazer a programação. A agências de viagens já registraram até 30% de queda na venda de pacotes turísticos. Página 8

Qual o melhor? Na hora da chegada do bebê, surge a dúvida quanto ao parto: natural ou cesariana? A Organização Mundial da Saúde recomenda o método normal. No entanto, entre mães e dos médicos a opção pela cesariana tem sido a preferida. Página 4

ARTIGOS A dor da terceira idade Camilla Dias – Página 2


PREVISÃO DO TEMPO

CURITIBA Tempestade

Sábado 17º 22º

Chuva

Domingo 12º 18º Segunda-feira 8º 14º

Chuvas Isoladas

Predomínio de Sol

Terça-feira 8º 14º

Nublado

Quarta-feira 10º 19º

Nublado

Quinta-feira 10º 19º

Nublado

Sexta-feira 11º 19º

Informações CPTEC – www.cptec.inpe.br

PARANÁ

EM FOCO

Publicação Hora Extra Comunicação Editora Claudia Gabardo Redação Cintia Monteiro, Claudia Gabardo, Lucian Haro e Susana Branco Colunistas Nilson Monteiro Sérgio Bassi Colaboradores Camilla Dias Fotos Felipe Rosa e Suellen Lima Comercial Guaracy Ribas Junior Projeto Gráfico e Diagramação Celso Arimatéia Tiragem 50.000 exemplares auditados pela GP Auditores

PÁGINA 2

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

> CAMILLA DIAS*

E S P A Ç O

A dor na terceira idade

do Leitor

A dor é um fenômeno subjetivo e complexo que sempre deve ser avaliado com muito critério. É o sintoma que mais leva uma pessoa a procurar assistência médica e ocorre com frequência na doença reumática. Na terceira idade há uma diminuição da sensibilidade à dor. Dessa maneira, qualquer tipo de dor deve ser sempre valorizado, pois ela é um sinal de alarme de que algo está agredindo o organismo. Quando surge subitamente, em geral vem acompanhada de aumento da frequência cardíaca e da pressão arterial. Quando a dor é crônica, existente há meses, pode produzir desânimo, depressão, perda de apetite, alterações do sono e até constipação. O estado emocional influencia a sensação dolorosa. Frequentemente a dor se deve a uma somatização de problemas mal resolvidos. O estado depressivo acentua o quadro doloroso que, por sua vez, piora a depressão. Na terceira idade, destacam-se as dores reumáticas, nas costas, abdominais e na face. A dor de cabeça deve ser sempre muito bem avaliada. A angina de peito, dor provocada pela falta de irrigação sanguínea ao músculo

Sempre leio o jornal para acompanhar a coluna do Dr. Sérgio Bassi. Estudo Medicina e, para mim, a coluna do especialista é a aula grátis da semana.

Na terceira idade, destacam-se as dores reumáticas, nas costas, abdominais e na face.

O Jornal Paraná em Foco é impresso na Grafinorte S.A. Indústria Gráfica e Editora.

FALE COM A REDAÇÃO redacao@horaextramkt.com.br COMERCIAL comercial@horaextramkt.com.br (041) 3029-6786 www.jornalparanaemfoco.com.br www.facebook.com/paranaemfoco @paranaemfoco

cardíaco, tem grande importância na terceira idade. No câncer a dor pode ocorrer devido ao próprio tumor (dor óssea devido à metástase, por exemplo) ou ao tratamento (a quimioterapia pode levar à dores nevrálgicas). As nevralgias podem ocorrer no diabetes e no alcoolismo, afetando também o trigêmeo. A rigorosa avaliação da história e das características da dor são fundamentais para o seu diagnóstico. A análise do tipo de dor (como cólica, aperto, pontada etc.), de sua variação no tempo (contínua, períodos de melhora) e a sua relação com os mais diferentes fatores (como alimento, posturas, emoção etc.) são básicos. O tratamento se vale de analgésicos e antiinflamatórios. O uso de morfina ou derivado é indicado em situações limites quando outras terapias não surtiram efeito. Em algumas situações utilizam-se técnicas de estimulação elétrica do nervo com fins analgésicos. O bloqueio, através da injeção de medicamento anestésico diretamente no nervo, é muito útil na obtenção de resultados rápidos, mas tem ação transitória. Os procedimentos cirúrgicos no tratamento da dor são indicados quando a resposta ao tratamento clínico é insatisfatória. São técnicas que provocam lesão no nervo ou no tecido cerebral (neurectomias, cordotomias etc.) e, com freqüência, desenvolvem sequelas. * Camilla Dias é psicóloga no Rio de Janeiro

TELEFONES ÚTEIS SEGURANÇA

SAÚDE

A tiragem e distribuição desta edição de 50.000 exemplares são auditadas pela GP Auditores.

ARTIGOS

Ambulância – SAMU Ambulância – SIATE Hospital Cajuru Hospital de Clínicas Hospital Evangélico Hospital do Trabalhador Hospital Pequeno Príncipe Hospital Angelina Caron Vigilância Sanitária

192 193 3271-3000 3360-1800 3240-5000 3212-5700 3310-1010 3679-8100 3330-4300

Unidades de Saúde 24 horas Centro Municipal de Emergências Médicas Boa Vista 3251-1013 Boqueirão 3217-1201 / 3217-1258 Cajuru 3261-4026 / 3226-1994 Campo Comprido 3373-1332 / 3279-1623 CIC 3314-5061 / 3314-5058 Fazendinha 3314-5112 / 3314-5105 Pinheirinho 3212-1468 / 3212-1457 Sítio Cercado 3378-6405

Bombeiros 193 Defesa Civil Estadual 199 Guarda Municipal 153 Instituto Médico Legal (IML) 3281-5600 Força Verde / Polícia Ambiental 0800-643-0304 Narcodenúncia 181 Ouvidoria das Polícias 0800-410-090 / 3323-7535 Polícia Militar 190 Polícia Civil 197 Polícia Federal 3251-7500 Polícia Rodoviária Estadual 198 / 3281-9000 Polícia Rodoviária Federal 191 / 3535-1910

UTILIDADE PÚBLICA Aeroporto Afonso Pena Copel Detran Previdência Social (INSS) Procon Rodoferroviária Sanepar

3381-1515 0800-510-0116 0800-643-7373 135 0800-411-512 3320-3000 115

Thiago Guimarães Mora no Portão

Fico feliz em ver o crescimento da tal geração saúde, pois a qualidade de vida das pessoas melhora com uma boa alimentação. Scheilla Ribeiro Mora no Centro

Legal a matéria “Sacada de mestre”. A geração saúde vem mesmo tomando conta de todos os lugares. Sonial Alvez Mora no Portão

É bom ver que as casas estão se adaptando à culinária saudável. E fico feliz em saber que a geração saúde vem tomando conta da cidade. Matheus Silva Mora no Centro Cívico

Muito boa a matéria sobre vitaminas, que muitas pessoas tomam por conta própria sem se dar conta de que o organismo de cada um é diferente. É bom que as pessoas tomem ciência de que tudo em excesso maltrata o corpo. Iara Matazar Mora no Centro

Gostei do jornal, principalmente da informação sobre as poesias dentro dos ônibus. Afinal, quanto mais cultura tiver, melhor será a população. Tatiana Martins Mora no Fazendinha

Gosto muito da agenda cultural. Sempre leio o horóscopo e a matéria de cultura, que acho muito legal a maneira como é escrita. Camilla Priclles Mora no Água verde

O Paraná Em Foco está melhor a cada semana. Parabéns. Edgar Pereira Mora no Cabral

Mande suas sugestões, críticas e elogios para leitor@premfoco.com.br

O público já está em suas mãos. QUE TAL COLOCAR O SEU ANÚNCIO NAS MÃOS DELE? POR QUE ANUNCIAR NO PARANÁ EM FOCO? Temos a maior tiragem semanal de toda a Região Metropolitana de Curitiba com 30 mil exemplares auditados por empresa especializada.

(41) 3013-1096


PÁGINA 3

COLUNISTA

NILSON MONTEIRO* PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

POLÍTICA

Bruzundangas

CPI do Transporte Coletivo A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Câmara de Vereadores de Curitiba, que investiga o transporte coletivo na cidade, decidiu, na semana passada, analisar o pró-labore (remuneração mensal) dos sócios proprietários das 11 empresas de ônibus que compõem os consórcios responsáveis pelo sistema da capital. Os dados devem ajudar no processo de verificação. Pelo que afirmou o autor do requerimento, o vereador Chicarelli (PSDC), as informações serão confrontadas com os documentos já obtidos pela CPI e representarão um passo a mais em direção à transparência do sistema. “Temos trabalhado pela abertura da caixa-preta da Urbs. As empresas alegam prejuízo. Então

queremos saber quanto os sócios têm retirado, se são valores expressivos ou não e qual o impacto disso na tarifa”, argumentou. Também foi aprovado, na semana passada, um pedido de informações do presidente da CPI, Jorge Bernardi (PDT). Ele requer ao Sindicato das Empresas de Transporte Urbano de Curitiba e Região Metropolitana (Setransp) o envio do balanço consolidado das empresas de ônibus dos anos de 2011, 2012 e 2013, incluído o quarto lote, que é o metropolitano. Também foi pedido o balanço consolidado e individualizado de todas as empresas que operaram no sistema entre 1995 e 2010. Segundo a justificativa do

Maria da Penha Virtual A inclusão de crimes virtuais contra a mulher na Lei Maria da Penha - enquadrando a prática como agressão doméstica e crime inafiançável - é tema de uma audiência pública que será realizada, nesta segundafeira (23), às 10 horas, na Assembleia Legislativa do Paraná (Alep). A iniciativa é do deputado Gilberto Martin (PMDB), com base em um projeto de lei que tramita pela Câmara Federal. O evento terá o depoimento da jornalista Rose Leonel, que teve sua vida íntima devassada por um ex-companheiro, e do especialista em segurança digital Wanderson Castilho. “Vamos, a partir deste debate, utilizar as informações para produzir materiais que possam auxiliar as mulheres na denúncia desses crimes”, explica Martin.

Martin quer que Lei Maria da Penha criminalize as agressões virtuais contra a mulher

Foto: Divulgação

Comissão solicita pró-labore dos donos das empresas que integram sistema de transporte público

O país adormeceu mais incrédulo na noite de quarta passada, apesar de alguns especialistas terem considerado a sessão do STF como uma lição de Direito, para exultação dos defensores dos – já – condenados no processo do mensalão. A decisão, que saiu do voto do ministro Celso de Mello, abriu a chance para que 12 dos 25 réus tenham direito a cumprir penas menores ou até se livrar das punições por formação de quadrilha e lavagem de dinheiro. Triste país dos Bruzundangas, já o disse Lima Barreto.

Quem é você

Chicarelli: “Temos trabalhado pela abertura da caixa-preta da Urbs” requerimento, estão sendo investigados todos os aspectos que orbitam o transporte público de Curitiba e, “em face da abrangência e da re-

levância das investigações”, entende-se fundamental o exame desta documentação, “para o bom desenvolvimento dos trabalhos”.

Fim dos trotes Poder Tramita pela Câmara Municipal de Curitiba projeto de lei que cria medidas de colaboração na prevenção e repressão ao trote telefônico nos serviços públicos e de emergência. No projeto, de autoria do vereador Cacá Pereira (PSDC), estão incluídos serviços como a Central de Atendimento e Informações (156), Defesa Civil (199), Guarda Municipal (153) e Samu (192). A proposta prevê o compartilhamento entre os serviços e informações sobre os trotes. Segundo o texto, o trabalho será focado na disseminação de esclarecimentos sobre os malefícios do trote telefônico nos serviços públicos, por meio de palestras, campanhas educativas e eventos de divulgação. A norma também cria o “Dia de Esclarecimento sobre os Malefícios do Trote Telefônico aos Serviços de Emergência”, a ser realizado, anualmente, sempre na terceira quarta-feira do mês de abril.

fiscalizatório O plenário do Senado aprovou, na semana passada, projeto de resolução que aumenta a fiscalização das comissões permanentes da Casa sobre projetos do Poder Executivo. Constitucionalmente, a fiscalização já é uma atribuição do Congresso Nacional. O projeto, no entanto, tem o objetivo de estabelecer mais claramente como ela será feita. A partir de agora, as comissões passarão a selecionar as políticas públicas do governo federal que serão avaliadas. Para isso, os membros de cada colegiado poderão pedir informações a órgãos do Executivo, ao Tribunal de Contas da União e a organizações da sociedade civil. (Com Agência Brasil)

O José Genoíno que conheci no início dos anos 80, em reuniões do jornal Movimento, em São Paulo, deve estar profundamente triste com a decisão que o beneficiou. Aquele Genoíno me parecia uma espécie de Robin Hood nordestino, crente em leis que, à luz da democracia, julgariam e igualariam homens independente de suas posses, siglas partidárias, religião etc.

A lei, ora a lei Acusado de participar das negociações com partidos aliados ao PT (sigla da qual era presidente) e com os bancos que alimentaram o “valerioduto”, e de orientar a distribuição do dinheiro do “mensalão”, Genoíno, defendido em 53 longas e exaustivas sessões do STF, foi condenado. Não em tribunais extraordinários, como na ditadura, mas em pleno regime democrático. Foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro e a uma pena de 6 anos e 11 meses de prisão, que deveria cumprir em regime semiaberto, além do pagamento de R$ 468 mil em multas.

Pizza e descrença Pois bem, com a vitória dos infringentes, Genoíno foi um dos beneficiados. Aquele Genoíno dos anos 80 adormeceria na noite de quarta-feira incrédulo na Justiça do país, como tantos outros milhões. * Nilson Monteiro é escritor e jornalista em Curitiba


COLUNISTA

PÁGINA 4 *

SÉRGIO BASSI

Chicletes no pósoperatório

* Sérgio Bassi é médico cirugião em Curitiba

SAÚDE

Entre o bisturi e o natural Entidades e organismos oficiais indicam o parto normal como o melhor para mães e bebês, mas a cesariana é a opção preferida por mulheres e médicos Foto: Felipe Rosa

Um estudo publicado no Obstetrics and Gynecology investigou o efeito da goma de mascar no pósoperatório sobre a motilidade intestinal após cirurgia ginecológica laparoscópica. Neste estudo, os pacientes foram alocados ou para goma de mascar no pós-operatório a cada 2 horas, por 15 minutos, ou para cuidados pós-operatórios padrão sem goma de mascar. Desfechos primários do estudo foram para os primeiros ruídos intestinais regulares e o tempo para a primeira passagem de gases após a cirurgia. Os desfechos secundários foram o tempo da operação até a primeira defecação, satisfação do paciente em relação à goma de mascar pós-operatória, potenciais efeitos colaterais da goma de mascar pós-operatória e o potencial efeito do chicletes no tratamento da dor pós-operatória. Cento e setenta e nove pacientes foram incluídos neste estudo. Foi encontrado um tempo significativamente menor entre a cirurgia e a passagem dos primeiros flatos no grupo da goma de mascar em comparação com o grupo de controle padrão e uma taxa significativamente maior de ruídos intestinais regulares entre 3 e 5 horas após a cirurgia. Menos analgésicos opióides foram administrados a pacientes que usaram a goma de mascar. Não houve diferença significativa no tempo para a primeira defecação entre os dois grupos. A goma de mascar foi bem tolerada e bem aceita pelos pacientes, e não foram observados efeitos colaterais relacionados com a intervenção. Os autores concluíram que a goma de mascar parece ter efeitos benéficos sobre a motilidade intestinal quando utilizada como coadjuvante no tratamento pós-operatório de cirurgia minimamente invasiva. Enfim, a conclusão é que a goma de mascar deve ser recomendada aos pacientes após cirurgia laparoscópica ginecológica.

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

Bárbara: “Vou esperar pela opinião da obstetra” Afinal, o que é melhor: o parto natural ou a cesariana? A resposta uníssona da Organização Mundial da Saúde (OMS) e do Ministério da Saúde é a favor do parto normal. Os números brasileiros, no entanto, não condizem com essa orientação. A OMS recomenda a taxa máxima de 15% de cesarianas. No Brasil, porém, os números sobre o procedimento são bem maiores. Em 2011, por exemplo, o Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos registrou 53% de partos cirúrgicos. No Paraná, a quantidade é ainda maior, ultrapassando 60%. É possível associar essa proporção ao avanço tecnológico repre-

sentado pela cesariana, que viabilizou partos perigosos, além de tornar o procedimento rápido e sem as dores próprias do processo natural. Há outro componente que favorece a cesárea: a comodidade de pais e médicos em agendar data e horário para a realização do parto. A cesárea é, incontestavelmente, um passo à frente e, quando corretamente indicada, salva vidas. “Mas é essencial que as pessoas a vejam como um procedimento cirúrgico e com riscos implícitos a qualquer evento deste tipo”, diz Olga Peterlini, consultora da Rede Mãe Paranaense.


SAÚDE

Critérios Cesarianas expõem as crianças a três vezes mais riscos, facilitam a ocorrência de infecções, hemorragias e problemas de cicatrização na mãe, além de apresentarem a possibilidade de laceração de órgãos próximos ao corte e de reações inesperadas à anestesia. Mas todos esses possíveis problemas são aceitáveis quando a modalidade é utilizada para proteger a saúde da mãe ou da criança. É com isso em mente que Bárbara Kristina Silva, gestante de 16 semanas, afirma que pretende seguir a indicação médica. “Vou esperar pela opinião da obstetra sobre o que será melhor para mim e para o bebê”, diz a futura mamãe. A indicação de cesariana está relacionada à proporção da cabeça do bebê e a passagem pélvica da mãe, hiperten-

são materna e hemorragia durante a gestação. Também pode justificá-la a diabetes gestacional, ruptura prematura de bolsa ou trabalho de parto excessivamente prolongado. No entanto a ocorrência destas últimas não é imperativa para a realização de parto cesáreo, pois apenas exigem atenção. Além de riscos menores, o parto vaginal oferece outros benefícios. A recuperação da mulher é mais rápida e praticamente sem dor. A produção de hormônios é estimulada, favorecendo a amamentação e a compressão do canal feminino no tórax do bebê elimina boa parte do líquido dos pulmões, favorecendo a respiração espontânea. Quanto a isso, Olga Peterlini é taxativa. “A opção para o parto normal deve estar sempre em primeiro lugar”.

PÁGINA 5

Foto: Felipe Rosa

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

Olga: ““o parto normal deve estar sempre em primeiro lugar”


PÁGINA 6

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

SAÚDE

Sintomas e fatores de risco Apesar de a doença ser mais frequente em mulheres a partir dos 50 anos, a mamo-

grafia de rastreamento – para pesquisar a ocorrência de formações suspeitas em mulheres que não têm sintomas da mal - é recomendável a partir dos 40, uma vez por ano. Apesar disso, quem tem casos na família pelo lado materno, independente da idade, também deve fazer o exame. A mamografia é acessível inclusive às mulheres usuárias do Sistema Único de Saúde (SUS). Em Curitiba, por exemplo, a oferta equivale ao dobro da demanda – o que faz as autoridades sanitárias se esforçarem para atrair mais mulheres para o exame. Das 14 mil mamografias disponibilizadas na cidade a cada mês, não mais que 7 mil são realizadas. A ginecologista Rosilei Antonievicz, da Secretaria Municipal da Saúde de Curitiba, explica que o exame é importante porque pode detectar formações muito pequenas e, por isso, imperceptíveis no autoexame. “O autoexame é importante, mas é mais importante que a mulher faça a mamografia e discuta o resultado com o seu médico. Não tenha medo ou vergonha. Só ele poderá descartar a doença ou, em caso positivo, encaminhar ao tratamento necessário”, completa. De acordo com a lei 12.732/ 12, em vigor desde maio, qualquer tratamento contra o câncer deve começar até 60 dias depois do diagnóstico. Isso

Diagnóstico precoce é a arma mais eficiente para enfrentar a doença e impedir seu avanço nas estatísticas de mortalidade

Rosilei: “O autoexame é importante, mas é mais importante que a mulher faça a mamografia e discuta o resultado com o seu médico” vale tanto para cirurgias como para sessões de rádio e quimioterapia. Além da realização do exame na época indicada, todas as mulheres devem ficar atentas para os sintomas da doença. O câncer de mama não dói, garantem ex-pacientes, mas determinam o aparecimento de nódulo ou caroço na mama ou na axila, alteração da forma e do tamanho da glândula, mudança nas características da pele ou do mamilo e ocorrência de secreção do mamilo. Porém, estão mais sujeitas ao câncer de mama quem, além de ter 50 anos ou mais, fumar, beber, fazer ou ter feito tratamento à base de estrogênio, engordou depois da menopausa ou foi mãe mais tarde (depois dos 35 anos). A existência de casos na família também é importante para dimensionar o risco clínico de vir a ter a doença.

Fotos: Felipe Stresser

Cerca de 3,5 mil novos casos de câncer de mama são diagnosticados no Paraná, a cada ano, de acordo com projeção do Instituto Nacional de Câncer (Inca). O diagnóstico precoce dessa doença, que fez mais de 1,5 mil vítimas desde 2010, é a razão de existir das celebrações mundiais do Outubro Rosa. No Paraná, a campanha deste ano teve seu pré-lançamento no último dia 18, durante evento que reuniu, no Canal da Música, em Curitiba, representantes do governo estadual e de organizações que apoiam a iniciativa. A meta é levar a mensagem sobre a importância do diagnóstico precoce aos 399 municípios do Estado. O Outubro Rosa é importante porque o câncer de mama é o tipo de neoplasia que mais atinge a população feminina. Além disso, é o tipo que mais mata, apesar de o diagnóstico precoce significar até 95% de chances de cura para a paciente. O diagnóstico se dá com a ajuda da mamografia – o exame de Raios X das mamas. Para alertar as mulheres sobre esse assunto, uma extensa programação de esclarecimento é realizada ao longo do mês.

Fotos: Felipe Stresser

Câncer de mama tem cura


SAÚDE

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

PÁGINA 7

mesmo ouvido sobre a importância de fazer a mamografia. “Não faz tanto tempo assim mas, em termos de informação, não era como hoje. Agora só não se cuida quem não quer mesmo”, opina.

O começo “Fiz tudo errado quando percebi o caroço. Ao invés de procurar ajuda logo, levei oito meses para entrar no consultório do médico e levar o baque. Se naquela época eu tivesse a informação que se dá para as pessoas hoje, talvez o meu câncer não tivesse se tornado tão agressivo”, relembra Rachel. Sua história se parece com a da jovem e bela advogada da telenovela “Viver a Foto: Felipe Stresser

Uma mulher muito melhor, uma pessoa muito mais útil. É assim que se vê a taxista aposentada Rachel Tyski, de 64 anos, quase 12 anos depois de ter diagnosticado em sua mama esquerda um tumor maligno. O motivo da satisfação é a garra de ter superado o câncer, a vontade de ajudar quem tem a doença e, principalmente, aquelas que precisam aprender a se cuidar. Na época do diagnóstico, Rachel era viúva havia quatro anos, tinha duas filhas moças e um táxi, que dirigiu por 26 anos, até o dia em que se levantou do banco de motorista para entrar na sala de cirurgia. Nunca teve notícia de um caso sequer na família ou

Vida” que, nos dias atuais, mesmo torturada pela possibilidade de ter câncer, protela a decisão de procurar o ginecologista até não suportar mais o abalo emocional causado pela dúvida. Da consulta para os exames e destes para a confirmação e o internamento para retirar toda a mama, foi um pulo. Quando deu por si, já estava operada e sob tratamento. Antes da alta, foram 12 sessões de quimioterapia e 80 de radioterapia e, por conta disso, um ano inteiro completamente careca. Nessa ocasião, sofria pelo desgaste físico, pela ideia de que nunca seria avó e pelo preconceito. “Eu ia de ônibus fazer o tratamento no (hospital) Erasto Gaertner e percebia pessoas que, por causa do meu aspecto, não queriam sentar do meu lado ou ocupar o lugar do qual eu tinha acabado de me levantar pouco antes de descer. Era muito triste”, lembra. Se a patobranquense Rachel não fez o dever de casa na época do diagnóstico precoce, caprichou no pós-operatório e no controle da doença. “Refaço todos os exames a cada seis meses, cuido de mim e ajudo aos outros”, conta, feliz por ter saúde para brincar com os dois netos. Ao longo de mais de dez anos de voluntariado, calcula ter repetido sua história de superação cerca de 300 vezes. Há quatro anos acompanha as palestras feitas pela coordenadora do Instituto Humanista de Desenvolvimento Social (Humsol), Tania Mary Gomez.

Foto: Divulgação

Histórias de superação

Neide: “Na hora do resultado foi aquele baque, o susto. Mas eu tinha a convicção de que não era nada grave e que ia dar para retomar minha vida” Rapidez A ex-professora primária Neide Zólio de Souza também foi surpreendida pelo carocinho, que se insinuou na mama direita depois de um choque acidental em casa. Era o ano de 2008 e ela, com 65 anos, como Rachel não tinha casos na família e nem era avó. Diferente daquela, porém, Neide diz que sempre foi otimista e não pensou na morte. “Quando vi aquilo, mostrei para a minha filha e logo fui ao médico. Em um mês eu

Rachel: “Se naquela época eu tivesse a informação que se dá para as pessoas hoje, talvez o meu câncer não tivesse se tornado tão agressivo”

tive o diagnóstico e fiz a cirurgia. Agi na hora certa”, conta Neide, que não precisou retirar a mama. Extraiu o nódulo no hospital Angelina Caron e fez apenas 20 sessões de radioterapia. “Na hora do resultado foi aquele baque, o susto. Mas eu tinha a convicção de que não era nada grave e que ia dar para retomar minha vida. E foi exatamente assim”, resume Neide, que até então havia feito apenas uma mamografia na vida – por curiosidade. Também sujeita a exames periódicos, que repetiu em agosto, Neide agora tem outas preocupações. Quer se manter saudável também para ajudar na criação dos dois netos, ainda bebês, e para desfrutar da aposentadoria com o marido.


PÁGINA 8

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

ECONOMIA

A alta da moeda norte-americana alterou os planos de muitos brasileiros que pretendiam viajar ao exterior. Enquanto alguns desistiram da viagem, outros optaram por destinos nacionais, refazer o planejamentos ou mesmo aguardar a recuperação do poder de compra do real. “Houve uma queda entre 20% e 30% na comercialização de pacotes internacionais de viagem em razão da oscilação do dólar”, informou o presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens do Paraná (Abav-PR), Roberto Bacovis. Para não perder negócios, muitas agências de turismo passaram a renegociar e oferecer alternativas aos clientes. “A moeda norte-americana subiu para R$ 2,10, chegou a R$ 2,60 e as pessoas ficam esperando o valor baixar. Nesse momento, as vendas pararam. Os clientes que se programaram para viajar ao exterior e ainda tinham dúvidas, substituíram a primeira escolha por algum destino nacional. Quem tem poder aquisitivo e vontade de viajar espera o dólar estabilizar”, explicou Bacovis. Para ele, a oscilação brusca do câmbio é negativa para o setor, pois “as pessoas precisam ter noção de como estará (o valor do dólar) na data da viagem”. Segundo ele,

quando o dólar estabilizar e ficar entre R$ 2,35 e R$ 2,50 haverá retomada no mercado. As pessoas recomeçam a comprar porque sabem que o valor não vai cair muito mais que isso. Segundo Bacovis, algumas operadoras que tinham grupos fechados em julho, devido à alta temporada, tiveram que congelar o dólar num valor entre R$ 1,99 e R$ 2,10 para renegociar os pacotes. “Devagar, o mercado começa a voltar à situação anterior”, disse. Seja em Curitiba, no resto do Paraná ou em outros estados, o cenário é o mesmo. “Recomendamos um planejamento da viagem, que a pessoa vá comprando dólar aos poucos. Uma coisa é certa: o valor não vai voltar a R$ 1,98 ou R$ 2,00, mas vai ficar na faixa de R$ 2,35, conforme previsão do Banco Central”, avaliou Bacovis. Para as pessoas que já compraram as passagens internacionais, a orientação é para que busquem o apoio de uma agência de viagens. “Oferecemos opções de hotéis mais em conta e recomendamos a compra parcelada de dólares em espécie e com cartão pré-pago, que pode ser recarregado aos poucos. O cartão de crédito só deve ser usado em caso de emergência, pois tem uma taxa atual de

Foto: Divulgação

Mudança de rota

Valorização do dólar frente ao real freia projetos de viagens ao exterior. Setor de turismo, porém, aposta na recuperação do mercado para breve


ECONOMIA Foto: Suellen Lima

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

PÁGINA 9

6,38% mais a variação do dólar, podendo chegar a R$ 2,52 na data de vencimento da fatura. Também consideramos importante fazer um seguro adequado, conforme o perfil da viagem. Por isso é importante contar com um agente de viagem”, disse o presidente da Abav-PR.

Otimismo nas agências O cenário é de recuperação e setembro já apresenta resultados animadores, na opinião da diretora da Diamante Turismo e primeira secretária do Sindicato das Empresas de Turismo do Paraná, Flavia Lucina Furman. As recentes promoções de empresas aéreas, especialmente as norte-americanas, já tiveram efeito positivo no mercado. “Oferecemos os mesmos valores dos sites das companhias aéreas. A American Airlines, por exemplo, está com promoção que termina no dia

23 de setembro e oferece passagens aéreas Curitiba-MiamiCuritiba por US$ 549 mais taxas. Praticamos os mesmos valores, somos comissionados pelas companhias dos estados Unidos e prestamos assistência aos nossos clientes. São dicas, detalhes importantes que só um viajante muito experiente conhece”, adiantou. Flavia recomenda a aquisição de pacotes de viagem com bastante antecedência para, com isso, aproveitar as promoções das empresas aéreas. “É possível comprar com até nove meses de antecedência. Quanto mais cedo, melhor. A dica é aproveitar as promoções que estão acontecendo em virtude da alta do dólar. Só um agente de viagem vai saber planejar, orientar com relação ao destino, data, itinerário, melhor forma de reservar hospedagem, oferecer opção de pagamento em real, parcelamento e indicar a casa de câmbio”, acrescentou.

Flavia: “É possível comprar com até nove meses de antecedência”

Publique balanços e atos legais de sua empresa no jornal Paraná em Foco Atinge diretamente, mais de 90 mil pessoas/semana, superando 360 mil leitores num único męs. Distribuído sistematicamente nos principais pontos de Curitiba e regiőes norte, sul, leste e oeste. O jornal Paraná em Foco é uma excelente opçăo para publicaçőes de balanços e atos legais de sua empresa. Consulte-nos sobre nossos formatos e medidas. Conheça nossos benefícios: (41) 3013-1096

-

Fale com a gente: comercial@horaextramkt.com.br


PÁGINA 10

ECONOMIA

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

O Paraná é o melhor estado para dar o “pontapé inicial” em um negócio. Essa é a conclusão de um estudo feito pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). A intenção era avaliar o impacto da carga tributária entre os estados brasileiros - principal fator que compromete o desenvolvimento das empresas. Para chegar ao parecer, os pesquisadores analisaram a alíquota média do Simples Nacional. Estado Brasil AC AL AM AP BA CE DF ES GO MA MG MS MT PA PB PE PI

PR RJ RN RO RR RS SC SE SP TO

“É um estudo muito complexo porque há crescentes possibilidades de se modificar as alíquotas”, diz o gerenteexecutivo de Pesquisa e Competitividade na CNI, Renato da Fonseca. “Temos, agora, consistência técnica para mostrar o caos que o ICMS é hoje”, complementa o gerente da Unidade de Políticas Públicas do Sebrae, Bruno Quick. Segundo o levantamento, o Paraná é o único Estado que possui uma alíquota inferior ao do Simples Nacional. En-

Geral (%) 6,5 7,5 7,4 7,8 7,2 8,1 7,2 6,3 5,8 5,5 6,2 7,0 6,3 8,6 5,7 6,9 6,8 7,5

Indústria (%) 6,4 8,8 8,2 7,4 8,2 7,1 6,7 6,8 6,0 4,9 6,5 7,0 8,3 23,2 6,1 6,7 6,6 6,7

Comércio (%) 6,5 7,4 7,4 7,9 7,1 8,2 7,2 6,2 5,7 5,5 6,1 7,0 6,2 7,7 5,7 6,8 6,8 7,6

5,3 7,0 6,0 7,1 5,3 5,6 6,4 7,3 6,5

5,2 7,9 6,3 6,5 4,6 5,9 6,9 6,9 6,9

5,2 6,9 6,0 7,1 5,4 5,5 6,3 7,4 6,5

4,7

4,5

quanto a média geral nacional é de 6,5%, no Paraná o recolhimento, em média, é de 4,7 % do faturamento da empresa. O Simples engloba sete tributos entre eles o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), Imposto sobre Serviços (ISS) e a Cofins. No Estado, uma PME recolhe 4,66% do seu faturamento em tributos. A justificativa para este resultado está em incentivos estaduais para os pequenos negócios. Companhias paranaenses que faturam até R$ 360 mil por ano têm isenção do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), por exemplo. A política tributária adotada no Paraná beneficia 98% das empresas do Estado. Hoje, aproximadamente 200 mil microempresas estão isentas do recolhimento de impostos estaduais. “Temos nos preocupado não apenas com grandes investimentos, mas também com os empreendimentos menores, dando oportunidade para que empresas já instaladas no Paraná, que geram empregos, possam ampliar a produção com benefícios do Estado”, destacou o governador Beto Richa.

Hauly: “No Paraná, a alíquota é de 0,67%”

Benefício maior Para o secretário de Estado da Fazenda, Luiz Carlos Hauly, a boa colocação é resultado de uma política da atual administração em busca de, ao aliviar o peso da carga tributária sobre estes segmentos, promover a geração de empregos e renda no Estado. Das cerca de 300 mil empresas paranaenses ativas, 250 mil são micro e pequenos empreendimentos inscritos no Foto: ANPr

Estudo da CNI, em parceria com o Sebrae, mostra que empresas paranaenses são as que menos sofrem com a carga tributária

Foto: Julio Cesar Souza/SEFA

Paraná é o melhor Estado para se começar um negócio

4,6

Richa: “Temos nos preocupado não apenas com grandes investimentos, mas também com os empreendimentos menores”

Simples Nacional. Desses, 200 mil estão isentos do ICMS por se enquadrarem na faixa de faturamento de até R$ 360 mil por ano. Hauly destaca, ainda, que a redução da alíquota para as pequenas empresas é ainda maior que a prevista pela Lei Geral, da qual foi relator no Congresso Nacional. “Por exemplo, para uma empresa que fatura entre R$ 360 mil e R$ 540 mil o ICMS a ser recolhido é de 2,33%. No Paraná, a alíquota é de 0,67%”, acrescenta. “Se todas essas 250 mil micro e pequenas empresas recolhessem normalmente o ICMS, a arrecadação seria de R$ R$ 2 bilhões por ano; pela Lei Geral, o total cairia para R$ 1 bilhão. Com os benefícios previstos pela Lei Estadual de Micro e Pequenas Empresas, o imposto cai para R$ 500 milhões por ano”, explica Hauly.


PÁGINA 11

GERAL

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

Pinhais recebe estrangeiros do Programa Mais Médicos Três médicos estrangeiros que irão reforçar o atendimento em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, visitaram o município, na semana passada. Eles fazem parte do Programa Mais Médicos, do Governo Federal, e estavam em treinamento no Rio de Janeiro desde o dia 26 de agosto. A vinda dos profissionais possibilitará a ampliação de três equipes da Estratégia de Saúde da Família. Eles vão trabalhar nas Unidades de Saúde da Família dos bairros Perdizes, Weissópolis e Maria Antonieta. Entre os profissionais convocados para atuar no muni-

cípio, estão um brasileiro que se formou na Argentina, um mexicano e um argentino. Durante a recepção a secretária de Saúde de Pinhais, Vilma Serra, falou a todos da importância de receber estes profissionais em nosso município. “Nós pretendemos investir na qualificação das equipes e melhorar cada vez mais o atendimento. Por isso, esses profissionais estão sendo encaminhados para regiões onde a demanda é maior e onde queremos expandir ainda mais as equipes destas localidades”, ressaltou a secretária. Já o prefeito, Luizão Goulart, disse que o Programa Mais Médicos poderá contri-

buir com o atendimento desta demanda que há muitos anos afeta a saúde pública nos municípios. “O fato é que faltam médicos nas Unidades de Saúde em todo o país. Por isso, a iniciativa do Governo Federal é vista com bons olhos pela população”, afirmou. Os médicos selecionados para atuar no programa trabalharão no Brasil por três anos. Nesse período, terão registro profissional provisório, que lhes dará o direito de atuar exclusivamente na Atenção Básica, com acompanhamento de tutores e supervisores. Cada médico será lotado em uma equipe de Atenção Básica.

Foto: FDivulgação

Profissionais vão trabalhar nas Unidades de Saúde da Família dos bairros Perdizes, Weissópolis e Maria Antonieta

Marli Paulino, vice-prefeita, Vilma Serra, secretária municipal da Saúde, Augusto André Marcomini, médico brasileiro formado na Argentina, José Hector FloresSahaguen, Médico mexicano, Sergio Antonio Lopez, médico argentino, e o prefeito de Pinhais, Luizão Goulart

Cabeamento em postes

Viver sem limites

O uso de cabeamento em postes de Curitiba pelas operadoras de telefonia celular e de televisão a cabo será discutido separadamente pelas empresas com a Prefeitura. Essa é mais uma medida tomada pelo Executivo municipal para resolver o uso irregular de postes e pontos de fiação solta, que expõe a população a riscos de acidentes. As reuniões serão agendadas entre a próxima segunda-feira (23) e o dia 1° de outubro, para que cada empresa apresente suas necessidades e as propostas para a regularização do compartilhamento em postes. Após a série de reuniões, no dia 3 de outubro será realizada uma reunião geral para que as propostas individuais sejam apresentadas e discutidas por todos os envolvidos.

O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, assina, neste sábado (21), o termo de adesão ao Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência – Viver sem Limite, do governo federal. O plano usa as metas da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, da ONU, que foi ratificada pelo Brasil com equivalência de emenda constitucional. Promove, também, uma articulação de políticas governamentais de acesso à educação, inclusão social, atenção à saúde e acessibilidade. O plano tem ações desenvolvidas por 15 ministérios e a participação do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade), que trouxe as contribuições da sociedade civil. O Viver sem Limite envolve todos os entes federados e prevê investimento de R$ 7,6 bilhões até 2014. Os recursos serão usados para equipamentos e obras de acessibilidade. Ainda não está confirmado quanto deste montante vem para Curitiba.

Mapeamento A Secretaria de Estado da Infraestrutura está levantando informações sobre 39 aeroportos e 65 balsas locais, para embasar os planos aeroviário e hidroviário. Até maio de 2014, o Estado saberá a situação de cada pátio aéreo e suas necessidades. Dados semelhantes serão obtidos em relação às balsas, cujas informações serão finalizadas no fim do ano. Os estudos estão sendo feitos com a Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária (Fapeu), por meio do Laboratório de Transportes e Logística (LabTrans). Nessa primeira etapa, estão sendo feitos levantamentos de dados e visitas de campo aos municípios. Já receberam a visita técnica mais de 20 municípios paranaenses.


PÁGINA 12

CIDADES Práticos e ecológicos Veículos elétricos consagram-se como alterativa sustentável (e eficiente) de deslocamento nos centros urbanos Um teste da Universidade Federal do Paraná (UFPR) apontou que os veículos elétricos podem ser a solução para a confusão do trânsito na capital paranaense. Em sua 7ª edição, o Desafio Intermodal de Curitiba, realizado no final do mês passado, reuniu 40 participantes com a missão de transitar pela cidade em horário de pico – às 18 horas – e descobrir qual deles é o mais eficiente. Em meio aos engarrafamentos e buzinadas, a bicicleta elétrica atingiu os melhores resultados, deixando para trás os voluntários que fizeram a prova de carro, ônibus, a pé ou correndo. Dos fatores levados em conta, a junção de quesitos como tempo de locomoção, mobilidade, eficiência energética, custo do deslocamento e quantidade de poluentes emi-

tida no ar durante o trajeto renderam o prêmio à “magrela”. “O diferencial é que, além de oferecer a vantagem de não precisar de combustível, a bike elétrica tira você do trânsito, podendo ser usada em ciclovias e caminhos alternativos. Algo que você não conseguiria fazer mesmo utilizando um carro elétrico, por exemplo”, diz Tairone Passos, um dos proprietários da Two Dogs, empresa curitibana responsável por trazer as primeiras engenhocas elétricas para o país. E, ao que tudo indica, esses veículos caíram mesmo no gosto do povo. Segundo Passos, as comercialização de bikes, skates e scooters elétricas (uma espécie de patinete motorizado) já bateram recorde de vendas por aqui, em todos os meses 2013, superando

Educação para o Trânsito Curitiba também está prestes a instituir uma Política Municipal de Educação para o Trânsito. A mensagem que cria as novas leis foi assinada na quartafeira (18) pelo prefeito Gustavo Fruet e segue agora para análise na Câmara Municipal. Caso aprovada, prevê a implantação de uma série de ações por parte do poder público, em parceria com a sociedade civil, para consolidar um novo conceito de trânsito e mobilidade. A elaboração do projeto teve participação da população, que contribuiu com sugestões em audiências públicas organizadas pela Secretaria Municipal de Trânsito (Setran) em todas as administrações regionais da cidade. “Queremos trabalhar na prevenção e na educação, para mudar para melhor o comportamento no trânsito, melhorando a mobilidade e poupando vidas”, disse o prefeito. Fruet lembrou, ainda, que a implantação da Política Municipal de Educação para o Trânsito faz parte de um conjunto de medidas adotadas pela Prefeitura. “Também criamos outros instrumentos para a melhoria do trânsito na cidade, como o Conselho Municipal de Trânsito e a Coordenadoria de Mobilidade Urbana”, afirmou.

Foto: Felipe Rosa

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

Dias: “Com dia bom, saio de casa de scooter ou outro veiculo elétrico” a expectativa de aumento de 30% do movimento para o ano inteiro. “Vendemos, em média, 300 unidades por mês e atribuímos o sucesso ao fato de os produtos gerarem pouca dor de cabeça aos usuários, além da questão da consciência sustentável também”, afirma. No mercado desde 2008, a Two Dogs conta atualmente

com mais de 200 pontos de venda espalhados pelo país e outras centenas de lojas de assistência, embora sejam poucos os problemas técnicos gerados pelos produtos. Por serem novidade, os veículos movidos a energia podem pesar no bolso dos consumidores, pois vão de R$ 1.900, caso dos skates mais simples, a

R$ 2.900, que é o das scooters elétricas mais potentes.

Não desgrudo Quem já adquiriu,porém, garante que vale cada centavo. O empresário curitibano Edinaldo Armando Siqueira Dias, por exemplo, tem um skate e uma scooter. “Eu comprei o skate há três anos e a

Praticando o desapego E para quem está ensaiando para praticar o desapego, esse domingo (22) será uma boa oportunidade de deixar o carro em casa e sair pela cidade pedalando. Em comemoração ao Dia Mundial Sem Carro, a Prefeitura promoverá o passeio ciclístico “Marcha das 2013 Bicicletas”. A concentração será às 13 horas na Praça Rui Barbosa, no Centro. O evento também contará com exposição de materiais educativos de alunos das escolas municipais.


PÁGINA 13

CIDADES

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

Para vários gostos

Foto: Divulgação

scooter, há um ano e meio. Uso bastante”, afirmou. Segundo ele, o patinete elétrico garante um deslocamento mais tranquilo e prático de casa para o trabalho e viceversa. “O que mais gosto na scooter é a mobilidade. Como não há legislação de trânsito para esse tipo de veículo, isso me permite transitar por ciclovias e até pela calçada. Chego bem mais rápido”, disse. Ainda segundo Dias, o equipamento é fácil de pilotar, não dá problemas mecânicos e pode ser facilmente guardado no porta-malas do carro, que, aliás, passou a sair da garagem apenas nos dias de chuva. “Com dia bom, saio de casa de scooter ou outro veiculo elétrico. Vale a pena o investimento”, assegurou.

Skate elétrico Feito com a estrutura básica igual aos skates tradicionais, o skate elétrico funciona com a tecnologia wireless, que controla a aceleração e o freio. A bateria dura aproximadamente uma hora e meia e chega a percorrer 15 quilômetros com a carga completa. Além do lazer, como sua velocidade chega a 40 Km/h, o skate pode ser adotado como meio de locomoção prático, econômico e ecológico, pois, para “abastecer”, basta ser ligado na tomada. Os modelos mais básicos custam a partir de R$ 1.900.

Scooter elétrica Apesar do pouco tempo no mercado brasileiro, onde chegou em 2011, a scooter já conquistou diversos adeptos que procuram um meio de transporte alternativo. Assim como o skate, a scooter elétrica é um produto importado da China, movido à bateria, que com a carga cheia tem autonomia de duas horas. Semelhante a um patinete, pode atingir até 40 km/h. O motorista ainda pode escolher como quer pilotar: de pé ou sentado. A novidade custa, em média, R$ 2.900.

Bikes elétricas

Passos: “os veículos elétricos tiram você do trânsito e podem ser usados em ciclovias e caminhos alternativos”

Dois modelos de bicicletas elétricas prometem ser a sensação deste ano. A primeira é um modelo com bagageiro na parte traseira, uma cestinha frontal e visual mais delicado. A segunda não tem bagageiros, mas é equipada com câmbio de seis marchas tem visual mais esportivo. Os dois modelos possuem bateria elétrica removível, autonomia de aproximadamente 2 horas e ainda o sistema “pedal assist”, em que a bike pode ser acelerada com o movimento dos pedais. A belezinha custa a partir de R$ 2.590.

ESATEC CONTABILIDADE C O N S U LTO R I A & A S S E S S O R I A

Imposto de Renda Aposentadorias

Abertura de empresa

Consultoria trabalhista e Cálculos

Contabilidade de Condomínios

Cálculos de juros abusivos

Para que a sua empresa saia na frente, nossa parceria

faz a diferença!

Tel/Fax: (41) 3029-6786 esatec.contabil@hotmail.com


PÁGINA 14

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

CULTURA

Ficbic, bons filmes a custo zero Uma semana inteira de filmes de qualidade e, o que é melhor, grátis e para todos os gostos e idades. Essa é a proposta do 1º Festival Internacional de Cinema de Curitiba (Ficbic), evento integrante da Bienal Internacional de Curitiba, que está sendo realizada na cidade até dezembro para promover a interação entre público e arte. A programação começa na terça-feira (24) e inclui palestras e debates. Durante seis dias, o Ficbic irá agitar salas de cinema de quatro locais: o Espaço Cultural Itaú, no shopping Crystal, que sediará as mostras internacional de longas metragens e a nacional de curtas; a Cinemateca, encarregada de exibir a mostra paranaense, com produções audiovisuais

Serviço: FICBIC Festival de Cinema da Bienal Internacional de Curitiba Mostra principal (longas internacionais e curtas nacionais) Local: Espaço Itaú de Cinema (Shopping Crystal – Rua Comendador Araújo, 731 | Batel) - Horário: 19h30 Mostra Infanto-Juvenil

Local: SESI Portão (Rua Padre Leonardo Nunes, 180 | Portão) - Horário: 15h30 e 16h Local: Centro Cultural Sistema Fiep (Av. Cândido de Abreu, 200 | Centro Cívico) Horário: 10h, 10h30, 15h e 15h30 Mostra Universitária Competitiva Local: Cine Guarani – Portão Cultural (Av. República Argentina, 3430 | Portão) Horário: 15h30 Mostra AVEC Exibição dos filmes Balada da Cruz Machado (Terence Keller, 2010, 11’00"), Cisco (Fábio Allon, 2013, 7’53"), O Dia da Neve (Adriano Justino, 2010, 20’00"), Salina (Bruno Costa, 2012, 05’53"), A Tímida Luz de Velas das Últimas Esperanças (Jackson Antunes e Salete Machado, 2013, 75’00") Data:29 de setembro - Horário: 15h Local: Cinemateca de Curitiba (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 1174 | São Francisco)

do Estado selecionadas pela Associação de Cinema e Vídeo (Avec) do Paraná; o Cine Guarani, que revelará os talentos universitários na mostra competitiva, e o Sesi Portão, onde haverá a exibição da mostra infanto-juvenil. A curadoria é do cineasta e professor Eduardo Baggio. Entre os destaques do festival estão o canadense A Feiticeira da Guerra e o brasileiro Pátio. Dirigido por Kim Nguyen, A Feiticeira (2012, 90 minutos) concorreu ao Oscar de Melhor Filme Estrangeiro de 2013 e teve sua atriz principal, Rachel Mwanza, premiada com o Urso de Prata do Festival de Berlim desse ano. Com 17 minutos, Pátio é a segunda parte da Trilogia do Cárcere, do diretor Aly Muritiba. “O que Aprendi com meu Pai” (Getúlio Ribeiro Marques, Universidade Estadual de Goiás – UFG) “Por Ela” (Rafael Jardim, Faculdade de Tecnologia e Ciências – FTC) “Sobre a pele e a parede” (Henrique de Freitas Larré e Laura Kleinpaul, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS) “Solidão a metro” (Gustavo Torres, Universidade Estácio de Sá – Unesa) “Elegia” (Ulisses Candal Sato, Universidade Tecnológica do Paraná – UTFPR) “Estátuas Vivas” (MirrahIañez Gonçalves da Silva, Universidade Anhembi Morumbi) Local: Cine Guarani 15h30 - Mostra infanto-juvenil “L” (Thais Fujinaga, 2012, 15 min) “Meu pé de laranja lima” (Marcos Bernstein, 2012, 99 min) Local: Teatro SESI Portão 17h - Palestra com Marcos Cordiolli (presidente da Fundação Cultural de Curitiba e ex-assessor da Diretoria na Ancine – Agência Nacional de Cinema) Tema: A inserção da produção independente na TV paga Local: Portão Cultural – Sala Roseli Giglio Ingresso: Gratuito 19h30 - Abertura do FICBIC – Festival Internacional de Cinema da Bienal de Curitiba Local: Espaço Itaú de Cinema

24 de setembro

20h - Mostra principal “Éden” (Bruno Safadi, Brasil, 2012, 73 minutos) Local: Espaço Itaú de Cinema

15h30 - Mostra universitária competitiva “Ausência” (Jardel Luiz Galdino Tambani, Academia Internacional de Cinema – AIC) “Festa no Apartamento da Suzana – 10 de Julho de 2011” (Christopher Faust Pereira, Faculdade de Artes do Paraná – FAP)

21h30 - Mostra principal “Canção para minha Irmã” (Pedro Severien, Brasil, 2012, 16’) “Los Mejores Temas” (Nicolás Pereda, México/Canadá/Holanda, 103 min, 2012) Local: Espaço Itaú de Cinema

Foto: Divulgação

É a oportunidade de ver e debater o que se faz de melhor no cinema internacional, brasileiro e paranaense

Filme “Eles Voltam”, na mostra principal de longa metragem 25 de setembro

26 de setembro

15h30 - Mostra universitária competitiva “Mulheres no Funk” (Luisa Nolasco, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro – PUC-Rio) “Acordo a noite – e subitamente…” (Tomás von der Osten, Faculdade de Artes do Paraná – FAP) “Bertolini” (Carlos Eduardo Macagi, Faculdade de Artes do Paraná – FAP) “Antes de Palavras” (Diego Carvalho Sá, Academia Internacional de Cinema – AIC) “Time is Money” (Américo Fazio Neto, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUCSP) “Nem a mim, nem a ti” (Tomás von der Osten, Faculdade de Artes do Paraná – FAP) Local: Cine Guarani

15h30 - Mostra universitária competitiva “Catástrofe” (Gian Orsini, Universidade Federal da Paraíba – UFPB) “Alice na Cama” (Fernando Bassani, Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUCRS) “Volga ou tudo ao redor é colorido e se desbota” (Guilherme Farkas e Eduardo Brandão Pinto, Universidade Federal Fluminense – UFF) “Espelho de Alice” (Nathália Araújo Miranda e Gabriel Lima, Universidade Federal da Bahia – UFBA) “Movediça Loop” (William Moreira dos Santos, Universidade Tuiuti do Paraná) Local: Cine Guarani

15h30 - Mostra infanto-juvenil “Maria Clara” (Leonardo Peixoto, 2012, 17 min) “As melhores coisas do mundo” (Laís Bodanzky, 2010, 107 min) Local: Teatro SESI Portão 17h - Palestra com Marcus Werneck (gerente de produção da RPC TV) e Carlyle Ávila (diretor de programação da RPC TV) Tema: Integração entre estudantes de cinema e comunicação e o mercado de trabalho Local: Portão Cultural – Sala Roseli Giglio 19h30 - Mostra principal “Pátio” (Aly Muritiba, Brasil, 2013, 17 min) “PoslednataLineika na Sofia” (IlianMetev, Bulgária/Alemanha/Croácia, 75 min, 2012) Bate-papo com o diretor de “Pátio”, AlyMuritiba Local: Espaço Itaú de Cinema 21h30 - Mostra principal “De Jueves a Domingo” (Dominga Sotomayor, Chile/Holanda, 94 min, 2012) Local: Espaço Itaú de Cinema

15h30 - Mostra infanto-juvenil “A Vida deve ser assim” (Roberto Burd, 2012, 14 min) “Antes que o mundo acabe” (Ana Luiza Azevedo, 2009, 100 min) Local: Teatro SESI Portão 17h - Palestra com Fagner Zadra e CaduScheffer (integrantes do projeto “Tesão, piá”) Tema: Produção e roteiro para internet Local: Portão Cultural – Sala Roseli Giglio 19h30 - Mostra principal “A Feiticeira da Guerra” (Kim Nguyen, Canadá, 90 min, 2012) Local: Espaço Itaú de Cinema 21h30 - Mostra principal “Tremor” (Ricardo Alves Junior, Brasil, 2013, 15 min) “Kauwboy” (BoudewijnKoole, Holanda, 81 min, 2012) Local: Espaço Itaú de Cinema

27 de setembro 10h - Mostra infanto-juvenil “O Fim do Recreio” (Vinicius Mazzon e Nélio Spréa, 2012, 17 min) “Corda Bamba” (Eduardo Goldenstein, 2012, 80 min)

Local: Centro Cultural Sistema FIEP – Sala Multiartes 15h30 - Mostra universitária competitiva “O Matador de Bagé” (Felipe Iesbick, Universidade do Vale do Rio dos Sinos – Unisinos) “Cohab” (Lincoln Péricles, Academia Internacional de Cinema – AIC) “Eternamente” (Rodrigo Fragata dos Santos, Pontifícia Universidade Católica do Paraná – PUCPR) “Mole” (Ligia de Mello Teixeira, Faculdade de Artes do Paraná – FAP) “Leprosário” (Luís Augusto Barbosa, Universidade Federal da Paraíba – UFPB) “Não Importa” (Marcela Goellner, Faculdade de Artes do Paraná – FAP) “O mensageiro” (Dácio Cardoso (Academia Internacional de Cinema – AIC) “Bússola” (Pedro Giongo, Faculdade de Artes do Paraná – FAP) Local: Cine Guarani 17h - Palestra com Carlos Rocha (diretor geral da TV UFPR) Tema: A rede de integração das TVs universitárias de todo o Brasil e sua utilização na distribuição de obras Local: Portão Cultural – Sala Roseli Giglio 18h30 - Lançamento do DVD “Cinema de Poesia”, de Joel Pizzini Local: Livraria Arte & Letra 19h30 - Mostra principal “A onda traz e o vento leva” (Gabriel Mascaro, Brasil, 2010, 28’) “Polvo” (Julio Hernández Cordón, Guatemala/Espanha/Chile/Alemanha, 90 min, 2012) Local: Espaço Itaú de Cinema 21h30 - Mostra principal “Olho Nu” (Joel Pizzini, Brasil, 101 min, 2012) Bate-papo com o diretor de “Olho Nu”, Joel Pizzini Local: Espaço Itaú de Cinem


CULTURA

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 21 A 27 DE SETEMBRO DE 2013

PÁGINA 15

Agenda Cultural SHOWS

Iron Maiden A banda britânica se apresenta no dia 24, às 18h30, no BioParque, em São José dos Pinhais. O show faz parte da turnê “Maiden England Tour” que já passou pela Europa e América do Norte. Junto com o grupo, se apresentam as BIG 4, Slayer e Ghost, fenômeno sueco do heavy rock. Ingressos: entre R$ 200 e R$ 340. Onde comprar: LivePass, na agência Amplitur (Rua Padre Leonardo Nunes, 440) e na Loja Multisom (Rua Marechal Deodoro, 222). Gogol Bordello A banda norte-americana tem agenda no próximo dia 24, ás 19 horas, no Curitiba Master Hall. O grupo de gypsy punk é liderado pelo ucraniano Eugene Hütz e conhecido pelos sucessos “Start Wearing Purple”, “Wonderlust King” e “American Wedding”. Ingressos: entre R$ 140 e R4 180. Informações: (41) 3248-1001 / 3315-0808. Rodrigo Simões O músico curitibano se apresenta no Teatro Paiol, no dia 24, às 20 horas. O show marca o lançamento do disco “Aos Velhos Amigos”, primeiro trabalho autoral do guitarrista e bandolinista. Ingressos: R$ 20. Informações: (41) 3213-1340.

dias 28 (21h) e 29 (19h), no Teatro Regina Vogue. Ingressos: R$ 40. Informações: (41) 2101-8292. Pacto da Mediocridade Com encenações às 21 horas, a peça fica em cartaz até o próximo dia 29, no Teatro Rodrigo D’Oliveira. A comédia política surrealista é uma homenagem a Sócrates. Ingressos: R$ 20. Informações: (41) 3223-2205. Homens de Ferro A comédia tem apresentações até o próximo dia 29, no Miniauditório do Teatro Guaíra. O espetáculo questiona até onde os homens conseguirão aguentar as controvérsias do universo feminino. Ingressos: R$ 20. Informações: (41) 3304-7982. De Verdade (ou A Mulher Certa) A peça será encenada entre os próximos dias 27 e 29, no Teatro da Caixa. O espetáculo é uma adaptação do romance “De Verdade”, do autor húngaro Sándor Márai, e conta a história de um triângulo amoroso, formado por um aristocrata, uma pequena burguesa e uma empregada. Ingressos: R$ 10. Informações: (41) 2118-5111. Disney Live! - Festival Musical do Mickey

Edith Camargo A cantora, vocalista da banda Wandula, tem show nos dias 24 e 25, às 20 horas, no Teatro da Caixa. A apresentação faz parte da turnê de lançamento do álbum “Sing Song”, trabalho poético e musical da artista. Ingressos: R$ 10. Informações: (41) 2118-5111.

TEATRO

A peça tem apresentações do dia 27 a 29 deste mês, no Teatro Positivo. Os personagens da Disney cantam músicas clássicas dos filmes e desenhos em versões modernas. Ingressos: entre R$ 80 e R$ 145. Informações: (41) 3317-3107.

Razões Para Ser Bonita Com encenações marcadas para os próximos dias 28 (21h) e 29 (19h30), no Teatro Guairá, a comédia, com direção de Neil LaBute, trata criticamente a importância das aparências. Fala sobre o excesso de julgamentos e a importância dada ao padrão de beleza vigente. Ingressos: entre R$ 50 e R$ 100. Informações: (41) 3304-7982.

Parque de Transgressões As galerias SIM e Simões de Assis apresentam a mostra até o próximo dia 28. Entre as obras estão a velha cadeira Louis XVI, de Rodrigo Bueno, fotografias de Juliana Stein, a palavra/poema/objeto Mind/Wind, de Arnaldo Antunes, e o feixe de linhas negras da instalação de Edith Derdyk. Entrada gratuita. Informações: (41) 3232-2315.

Ninguém Me Disse que Ia Ser Assim A peça, que será encenada no próximo dia 22, às 21 horas, no Teatro Lala, discute o cotidiano frio e monocromático, com falta de diálogo, afeto e personalidade. Ingressos: R$ 30. Informações: (41) 3232-4499.

1 pouco de tudo em 1 O comediante Marco Zenni faz shows nos

EXPOSIÇÕES

Deslocamentos A exposição da fotógrafa Charly Techio, fica em cartaz na Fnac do Park Shopping Bari-

gui até o próximo dia 30. A mostra reúne autorretratos em paisagens vazias, adicionando um sentido imaginário a cada imagem, utilizando a técnica de quadro vivo, que une conceitos de autorretrato e performance. Entrada gratuita. Informações: (41) 2141-2040. Cores Sem Fronteiras A exposição fica aberta até 4 de outubro na Galeria de Arte Um Lugar ao Sol. A mostra reúne 31 obras do escultor e muralista Adélio Sarro. Para a exposição em Curitiba, ele expõe somente obras inéditas. Entrada gratuita. Informações: (41) 3015-7163. Atlas A mostra pode ser vista na Galeria da Caixa, até 20 de outubro. A exposição contrapõe os diversos formatos estéticos da obra de João Machado e reúne instalações, esculturas, gravuras, fotografia e vídeo que mantêm diálogo com três elementos: espiritualidade, natureza e tempo. Entrada gratuita. Entrada gratuita. Informações: (41) 2118-5114. História da Farmácia A exposição resgata os primeiros passos da história da farmácia na capital paranaense, por meio de importante acervo de objetos, documentos e outros materiais. A mostra retrata a história de Augusto Stellfeld, assim como a instalação por ele da primeira farmácia em Curitiba, em 1857. Além disso, mostra a história de O Boticário. Local: Universidade Positivo. Entrada franca. Informações: (41) 3317-3000.

CINEMA

As Bem-Armadas A agente Sarah Ashburn está em vias de ser promovida no FBI, mas precisa aprender a trabalhar com os outros. Ela é enviada para Boston para capturar um traficante de drogas com a ajuda de uma policial nada convencional. Elenco: Sandra Bullock, Melissa McCarthy, Taran Killam, Kaitlin Olson, Michael Rapaport, Thomas F. Wilson e Demián Bichir, entre outros. Cinemark Barigüi Sala 6 - Sexta a quinta: 13h50, 16h30, 19h10 e 21h50.

A família Depois de presenciar um crime e entrar para o programa de proteção à testemunha, uma da família vai embora para a França, onde inicia uma nova vida. Porém, aos poucos os velhos hábitos da família – que mais parece uma máfia - reaparecem e eles começam a resolver os problemas do seu jeito. Elenco: Robert De Niro, Michelle Pfeiffer, Dianna Agron, John D’Leo, Tommy Lee Jones, Domenick Lombardozzi, Stan Carp, Vincent Pastore, Jon Freda, Michael J. Panichelli Jr., Paul Borghese, Anthony Desio, Ted Arcidi e David Belle, entre outros. Cinemark Barigüi - Sala 8 - Sexta e sábado: 13h10, 16h, 18h30, 21h10 e 23h50; Domingo a quinta: 13h10, 16h, 18h30 e 21h10; Espaço Itaú de Cinema (Shopping Crystal) Sala 5 - Sexta a quinta (legendado, VIP): 14h, 16h30, 19h e 21h30. Frances Ha Frances é aprendiz de uma companhia de dança, que se contenta em não ter o sucesso e o reconhecimento que deseja. Mesmo assim, a jovem ambiciosa encara a vida de maneira leve e otimista. Elenco: Greta Gerwig, Mickey Sumner, Michael Esper, Adam Driver, Michael Zegen, Charlotte d’Amboise, Grace Gummer, Daiva Deupree, Isabelle McNally, entre outros. Espaço Itaú de Cinema (Shopping Crystal) - Sala 3 Sexta a quinta: 21h30 - Sala 3 - Terça a quinta: 19h30 e 21h30. Aviões Dusty é um avião de uma cidade pequena que sonha em participar de uma corrida aérea. Para que isso se torne realidade, ele terá que enfrentar o seu medo de altura com a ajuda dos amigos. Cinemark Barigüi - Sala 2 - Sexta a quinta (dublado, em 3D): 13h20, 15h30, 17h50 e 20h10 Sala 3 Sexta a quinta (dublado): 12h50, 15h, 17h10 e 19h30 Sala 6 Sexta a quinta (dublado): 13h30, 15h40, 17h50 e 20h Cinemark Mueller - Sala 3 - Sexta (dublado, em 3D): 13h10, 15h20, 17h30 e 19h30 Sábado e domingo (dublado, em 3D): 11h, 13h10, 15h20, 17h30 e 19h30 Segunda a quinta (dublado, em 3D): 13h10, 15h20, 17h30 e 19h30 Cineplex Batel (Shopping Novo Batel) - Sala 1 - Sexta a quinta (dublado): 13h40, 15h30, 17h20 e 19h10 Cine Água Verde - Sala 1 - Sexta a quinta (dublado, em 3D): 14h40, 16h50 e 19h Cineplus Jardim das Américas - Sala 5 - Sexta a quinta (dublado, em 3D): 14h20, 16h20, 18h30 e 20h30 Cineplus Xaxim - Sala 4 - Sexta a quinta (dublado, em 3D): 14h30, 17h e 19h20 Cinesystem Cidade - Sala 1 Sexta a quinta (dublado): 14h20 e 16h20 Sala 5 - Sexta a quinta (dublado, em 3D): 13h30, 15h30, 17h30 e 19h30 Cinesystem

Curitiba - Sala 4 - Sexta a quinta (dublado, em 3D): 13h30, 15h30, 17h30 e 19h30 Cinesystem Total - Sala 1 - Sexta a quinta (dublado): 14h20 e 16h20 Sala 2 - Sexta a quinta (dublado, em 3D): 13h30, 15h30, 17h30 e 19h30 Espaço Itaú de Cinema (Shopping Crystal) - Sala 3 – Sexta a quinta (dublado, em 3D): 13h30, 15h30, 17h30 e 19h30 UCI Estação - Sala 2 - Sexta (dublado): 14h05, 16h10 e 18h15 Sábado e domingo (dublado): 12h, 14h05, 16h10 e 18h15 Segunda a quinta (dublado): 14h05, 16h10 e 18h15 Sala 5 - Sexta (dublado, em 3D): 14h10, 16h15, 18h20, 20h25, 22h30 Sábado e domingo (dublado, em 3D): 12h05, 14h10, 16h15, 18h20, 20h25, 22h30 Segunda (dublado, em 3D): 14h10, 16h15, 18h20, 20h25, 22h30 Terça (dublado, em 3D): 14h10, 16h15, 18h20 e 20h25 Quarta e quinta (dublado, em 3D): 14h10, 16h15, 18h20, 20h25, 22h30 UCI Palladium - Sala 4 - Sexta a quinta (dublado): 13h, 15h05, 17h10 e 19h15 Sala 7 - Sexta (dublado, em 3D): 14h25, 16h30, 18h45, 20h50 e 23h15 Sábado (dublado, em 3D): 12h20, 14h25, 16h30, 18h45, 20h50 e 23h15 Domingo (dublado, em 3D): 12h20, 14h25, 16h30, 18h45 e 20h50 Segunda a quarta (dublado, em 3D): 14h25, 16h30, 18h45 e 20h50. Elysium

No ano de 2154, os ricos vivem em uma estação espacial chamada Elysium, um lugar sem doenças, pobreza ou guerras. O resto da população mora na Terra, que está devastada. O governo quer criar leis para dificultar qualquer tipo de imigração, mas um homem vai desafiar as regras e tentar invadir o “paraíso”. Elenco: Matt Damon, Jodie Foster, Alice Braga, Wagner Moura, William Fichtner, Jose Pablo Cantillo, Diego Luna, Michael Shanks e Sharlto Copley, entre outros. Espaço Itaú de Cinema (Shopping Crystal) - Sala 2 - Terça a quinta: 14h30, 17h, 19h20 e 21h20

HORÓSCOPO Leão (23/7 a 22/8)

Grandes e novas oportunidades caracterizarão esta semana. Aproveite, muito bem, tudo o que lhe surgir; no entanto, deverá analisar todas as propostas, para que não corra riscos por excesso de otimismo.

Seja extremamente cuidadoso em tudo o que se relacionar com este aspeto. Evite as despesas desnecessárias e os compromissos financeiros que não possa assumir para evitar problemas futuros.

Touro (21/4 a 20/5) Aproveite a companhia de quem ama para se sentir, um pouco, mais em paz. Novos conhecimentos poderão contribuir para se equilibrar, um pouco mais e para ver as questões sobre uma óptica menos pessimista.

Gêmos (21/5 a 20/6) Não se pode considerar que atravesse um bom momento, no que se refere a questões de ordem financeira. Será uma situação que lhe poderá tirar a estabilidade que tanto necessita.

Câncer (21/6 a 22/7) Um relacionamento sentimental muito agradável será o que esta semana lhe reserva. O diálogo, a compreensão e o prazer de estar com quem gosta deverá ser aproveitado, da melhor forma.

Virgem (23/8 a 22/9) Será uma semana muito positiva e gratificante. As suas tarefas e objetivos deverão ser alcançadas. O resultado dos seus esforços poderá ser motivo de grande alegria, com uma proposta para assumir novas funções.

Libra (23/9 a 22/10) Tudo o que se relacionar com dinheiro poderá ser motivo de alguma preocupação. Tente fazer uma boa gestão do seu pecúlio e aguardar que este período, menos positivo, termine.

Escorpião (23/10 a 21/11) Um clima de nervosismo poderá criar-lhe algumas dificuldades no seu ambiente de trabalho. Tente concentrar-se no que considera essencial e mantenha-se atento ao que se passa à sua volta.

Sagitário (21/11 a 21/12) Os seus relacionamentos com amigos e familiares atravessam um período muito positivo. Conseguirá ajudar aqueles que necessitarem e receberá, igualmente, ajuda em questões que lhe levantam algumas dúvidas.

Capricórnio (22/12 a 20/1) As suas finanças caracterizamse pela regularidade e não será este aspeto que lhe levantará problemas. Não serão aconselháveis, durante este período, investimentos e aplicações de capital.

CRUZADAS

P R E

Aquário (21/1 a 19/2) Será uma semana regular, no aspeto financeiro. Algumas dificuldades que possam surgir serão ultrapassadas. Para o fim da semana, a situação tenderá a melhorar e novas oportunidades surgirão.

Peixes (20/2 a 20/3) A sua relação amorosa poderá conhecer nesta semana um período, extremamente, gratificante. Não evite o diálogo construtivo e abra o seu coração com o seu par. O entendimento cria-se e consolida-se nesta semana.

Solução:

Áries (21/3 a 20/4)


HOSPITAL SAINT LOUIS SEGURANÇA SEM FERIR O CONFORTO DO PACIENTE. TECNOLOGIA DE ÚLTIMA GERAÇÃO.

Rua Vicente Machado, 2455 Batel - Curitiba - PR - Telefone:(41) 3269-8400


Paraná Em Foco