Page 1

PARANÁ DISTRIBUIÇÃO GRATUITA

EM FOCO

Foto: Divulgação

Sempre atual, a poesia de Paulo Leminski conquista cada vez mais público. Pagina 11

CURITIBA, 13 A 19 DE ABRIL DE 2013 - ANO I - Nº 1 - PUBLICAÇÃO SEMANAL

Gigante de concreto de 152 metros de altura Projetado para ter 44 andares, o Universe Life Square será o prédio mais alto de Curitiba. Atualmente com 75% do projeto concluídos e 130 metros de altura, a obra, que está sendo erguida no centro da capital, já pode ser vista do Aeroporto Afonso Pena. A entrega está programada para o ano que vem. Página 3

Prefeitos elegem nova diretoria da AMP Em essembleia realizada no dia 8, Luiz Sorvos foi aclamado presidente. Página 6

ARTIGOS Foto: Felipe Rosa

Tendências de sustentabilidade

CONFIRA NESTA EDIÇĂO: ARTIGOS ....................................... 2 CIDADES ................................. 3 e 4 SAÚDE ........................................... 5 POLÍTICA ................................ 6 e 7 ECONOMIA .............................. 8 e 9 CULTURA .................................... 11 ESPORTES ................................... 12

COLUNISTAS NILSON MONTEIRO ...................... 4 SÉRGIO BASSI ............................... 5

Melhores amigos do dono e do mercado Em media, o brasileiro gasta R$ 350 por mês com o animal de estimação. Página 5

Prevenção é o melhor remédio Vacinação contra a gripe começa na segunda-feira (15) no Paraná. Página 5

Contra a violência Ministra dos Direitos Humanos condena declarações de Feliciano. Página 7

Tânia Kamienski – Jornalista ambiental e gestora de sustentabilidade - (Página 2)

Solução do risco social pela cultura Ivan Moraes – Músico e produtor cultural - (Página 2)

Fomento de riquezas no Paraná As cooperativas movimentaram 18 milhões de toneladas de grãos e faturaram R$ 32,5 bilhões em 2012. Página 8


PREVISÃO DO TEMPO PÁGINA 2

CURITIBA Sábado 17º 24º

Pancadas de chuva

Parcialmente Nublado

Parcialmente Nublado

Parcialmente Nublado

Parcialmente Nublado

Parcialmente Nublado

Parcialmente Nublado

Domingo 14º 23º

> TÂNIA KAMIENSKI*

Segunda-feira 13º 24º

Tendências de sustentabilidade Solução do risco

Terça-feira 13º 24º

Toda mudança nas corporações gera conflito e leva algum tempo para ser aceita. Com a sustentabilidade não foi diferente. Primeiro vieram os “ecochatos” e “abrasadores de árvores” e finalmente surge, em 1987, o conceito de sustentabilidade, nos discursos da ex-primeira ministra da Noruega, Grorundtland. “Desenvolvimento sustentável significa suprir as necessidades do presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de suprirem as próprias necessidades”, pregava a ministra, na época. Atualmente, as empresas já têm departamentos de sustentabilidade que são considerados estratégicos para seu crescimento. Após a primeira etapa, a sustentabilidade segue tendências que mudaram a relação da empresa com seu consumidor. Entre as tendências crescentes está a transparência, onde o consumidor deve ter cada vez mais informação sobre o que está consumindo, de onde vem a matéria usada, se usa trabalho escravo, respeita o direito das crianças etc. Uma segunda tendência é a redução e reutilização da água como um

Quarta-feira 142 25º Quinta-feira 13º 25º Sexta-feira 14º 25º

Informações CPTEC – www.cptec.inpe.br

PARANÁ

ARTIGOS

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 13 A 19 DE ABRIL DE 2013

> TÂNIA KAMIENSKI > IVAN MORAES

EM FOCO

Publicação Hora Extra Comunicação Editor Lucian Haro Redação Lucian Haro e Caroline Sagaz Colunistas Nilson Monteiro Sérgio Bassi Colaboradores Tânia Kamienski Ivan Moraes Fotos Felipe Rosa Comercial Guaracy Ribas Junior Projeto Gráfico e Diagramação Celso Arimatéia Tiragem 30.0000 exemplares auditados pela BDO Auditores

O Jornal Paraná em Foco é impresso em papel certificado FSC, garantia de manejo florestal responsável, e com tinta ecológica elaborada com matérias-primas bioderivadas e renovável pela Gráfica RBS Zero Hora Editora Jornalística S/A.

A tiragem e distribuição desta edição de 30.000 exemplares são auditadas pela BDO Auditores. FALE COM A REDAÇÃO redacao@horaextramkt.com.br COMERCIAL comercial@horaextramkt.com.br (041) 3013-1096 www.facebook.com/paranaemfoco @paranaemfoco

> IVAN MORAES*

Desenvolvimento sustentável significa suprir as necessidades do presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de suprirem as próprias necessidades.

A cultura, através de suas diversas áreas de expressão, ao contrário do que a grande maioria pensa, tem como finalidade maior e nobre dar princípios humanísticos e de cidadania ao indivíduo. O trabalho em grupo, quando realizado seja em um coral comunitário ou em orquestra, dá a noção de cooperação mútua e vivência social. A Venezuela, por meio do projeto “Sistema Orquestral e Movimento Coral Venezuelano”, idealizado por José Antônio Abreu, que existe há 40 anos, tem tirado das drogas e do tráfico crianças em situação de risco. Portanto, as diversas orquestras e coro na Venezuela são bom exemplo do que o Estado pode fazer ao investir no talento de pessoas em situação de risco social. Aqui, no nosso estado, é necessário um olhar atento das autoridades para que seja realizado, com a estrutura existente, uma ação integrada entre secretarias da Educação, Cultura e Social, com um projeto de gestão autossustentável culturalmente. O que temos atualmente são movimentos sem expressão, sem continuidade e sem resultados, porque não há formação sistêmica adequada dos educadores nesta área. Exemplo maior de tudo isso, é o enorme sucesso que o maestro venezuelano Gustavo Dudamel Ramírez, atual diretor musical da Orquestra Filarmônica de Los Angeles (EUA), tem feito nas salas de concertos mais importantes do mundo, fruto de um projeto que tenho divulgado e levado aos nossos governantes para que sirva de modelo para nosso estado.

* Tânia Kamienski é jornalista ambiental e gestora de sustentabilidade em Curitiba

* Ivan Moraes é músico, produtor cultural e membro do Conselho Artístico da Camerata Antiqua de Curitiba

TELEFONES ÚTEIS SEGURANÇA

SAÚDE Ambulância – SAMU Ambulância – SIATE Hospital Cajuru Hospital de Clínicas Hospital Evangélico Hospital do Trabalhador Hospital Pequeno Príncipe Hospital Angelina Caron Vigilância Sanitária

192 193 3271-3000 3360-1800 3240-5000 3212-5700 3310-1010 3679-8100 3330-4300

Unidades de Saúde 24 horas Centro Municipal de Emergências Médicas Boa Vista 3251-1013 Boqueirão 3217-1201 / 3217-1258 Cajuru 3261-4026 / 3226-1994 Campo Comprido 3373-1332 / 3279-1623 CIC 3314-5061 / 3314-5058 Fazendinha 3314-5112 / 3314-5105 Pinheirinho 3212-1468 / 3212-1457 Sítio Cercado 3378-6405

social pela cultura

bem precioso. Esta mudança gera economia e inovação dentro dos processos produtivos. A fabricação de produtos concentrados já vem acontecendo, o que gera economia de água e de embalagem. Mensurar, gerir e reportar emissões de carbono de efeito estufa, através da publicação de relatórios de sustentabilidade, é outra tendência, visto que muitos investidores analisam estes números antes de disponibilizarem seus recursos às empresas. No Brasil, inventário público, como Índice Bovespa de Sustentabilidade, já tem grande aceitação no mercado financeiro. Menos é mais para o planeta, sendo tendência nas corporações a desmaterialização, como um aumento da eficácia dos produtos, reutilização, reciclagem, automação, virtualização e criação de melhores produtos. Estes produtos devem também seguir a química verde (uso produtos que não agridem o meio ambiente), utilizar matérias-primas sustentáveis e de forma eficiente, minimizando a geração de resíduos e consumo de energia em sua fabricação. Para beneficiar quem respeita as questões de sustentabilidade, outra tendência é o pagamento por serviços ambientais, onde cada vez mais os produtos levarão em conta quanto custa para o planeta fornecer matéria-prima para fabricá-lo.

Bombeiros 193 Defesa Civil Estadual 199 Guarda Municipal 153 Instituto Médico Legal (IML) 3281-5600 Força Verde / Polícia Ambiental 0800-643-0304 Narcodenúncia 181 Ouvidoria das Polícias 0800-410-090 / 3323-7535 Polícia Militar 190 Polícia Civil 197 Polícia Federal 3251-7500 Polícia Rodoviária Estadual 198 / 3281-9000 Polícia Rodoviária Federal 191 / 3535-1910

UTILIDADE PÚBLICA Aeroporto Afonso Pena Copel Detran Previdência Social (INSS) Procon Rodoferroviária Sanepar

3381-1515 0800-510-0116 0800-643-7373 135 0800-411-512 3320-3000 115


PÁGINA 3

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 13 A 19 DE ABRIL DE 2013

CIDADES

“Logo deve surgir um maior ainda.” Luiz Antonio de Oliveira

Projetado para ter 152 metros de altura, edifício mais alto de Curitiba será entregue em 2014

Não há quem passe pela esquina das ruas Comendador Araújo e Visconde do Rio Branco, no centro de Curitiba, e não se surpreenda ao descobrir que no local está sendo erguida imensa torre de concreto, que já alcança mais de 130 metros de altura. É o Universe Life Square, que terá 44 andares de espaços comerciais, empresariais e residenciais e irá quebrar recordes. Depois de pronto, o edifício deve chegar a 152 metros distante do chão - tornando-se o edifício mais alto da cidade e entrar para a lista dos maiores arranha-céus do País. “É enorme”, disse a aposentada Maria Dolores Silva, de 65 anos, que revelou sentir vertigem toda vez que precisa esticar o pescoço para enxergar o topo da edificação. Mais do que o visual imponente, as proporções usadas para

pôr o Universe de pé são dignas de um gigante: atualmente, há pelo menos 290 homens trabalhando no prédio e a estimativa é de que sejam utilizadas, até o final da obra, 2,7 mil toneladas de aço e 30 mil toneladas de cimento. A construção teve início em 2009 e está 75% concluída, de acordo com Bruno Teodoro, gerente regional da Rossi, uma das incorporadoras responsáveis pelo empreendimento. Segundo ele, a previsão é o prédio ficar pronto somente no ano que vem, mas já está tão alto que é possível vê-lo a quase 20 quilômetros de distância. “A obra já foi vista por nossos técnicos do Aeroporto Afonso Pena, em São José dos Pinhais”, assegurou. Com todo esse tamanho, o Universe deixará para trás o atual edifício mais alto de Curitiba – o Curitiba Trade Center (localizado na Alameda Carlos de Carvalho e com um enorme relógio na frente) – que tem 34 andares de salas comerciais distribuídos em 147 metros de altura. Para efeitos comparativos, a Torre Panorâmica da Telepar, no bairro Mercês, considerada o maior mirante da cidade, mede 109,5 metros e ficará “nanica” perto do Universe.

Fotos: Felipe Rosa

Prédio deixará curitibano mais perto do céu

Nas alturas

A construção de prédios tão altos exige, também, atenção redobrada quando o assunto é a prevenção de acidentes. Pelo que explica o major Sandro Marcos Mota, do Corpo de Bombeiros do Paraná, “quanto maior a edificação, maiores serão as dificuldades encontradas pelos bombeiros, caso precisem agir”. No entanto, de acordo com ele, se cumpridas as normas contidas no Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico feito pela corporação, não há risco iminente de tragédias.

Torre do Universe vai chegar aos 152 metros de altura

Sono interrompido Apesar de reclamar do barulho do bate-estaca constante e do sol que não bate mais em sua janela, o porteiro Luiz Antonio de Oliveira, que mora num prédio em frente à obra, diz estar im-

pressionado com as dimensões do novo edifício. Ele revela que “era difícil imaginar uma obra desse tamanho em pleno Centro de Curitiba”, ao acrescentar que teria receio de morar em uma construção tão alta. Quanto

ao fato de o Universe ser o maior prédio (em construção) da cidade, Oliveira garantiu não ficar admirado, por acreditar que “com os prédios chegando cada vez mais altos, logo deve surgir um maior ainda”.


COLUNISTA

NILSON MONTEIRO*

Verdades Foi emocionante e revelou maturidade a posse dos sete componentes da Comissão Estadual da Verdade, no último dia 3, no Palácio Iguaçu, juntando antigos e atuais esquerdistas, direitistas, centristas e “istas” de vários matizes, um bando democrata, com representantes de órgãos públicos, instituições, entidades e movimentos sociais. Foi curioso recordar que somente São Paulo, Rio de Janeiro e Pernambuco já instalaram uma comissão com este propósito. Foi interessante frisar que o Paraná foi o primeiro a franquear os arquivos públicos, expondo as violações dos direitos humanos nessas terras de 1946 a 1988, e a criar lei em 1995, de autoria do então deputado estadual Beto Richa, para indenizar ex-presos políticos ou a suas famílias. Foi importante saber que os sete membros da Comissão foram indicados ou referendados pelo Fórum Paranaense de Resgate da Verdade, Memória e Justiça. Foi minúsculo o espaço da mídia ao assunto. O véu da história parece pesar uma tonelada. Ou esta senhora está morta e enterrada.

Porta-voz O presidente do Uruguai, José Mujica, já era ídolo de milhares de latinoamericanos, especialmente de seus conterrâneos. Depois dos comentários no início do mês sobre o “caolho” e “la vieja” virou meu ídolo desde criancinha.

PÁGINA 4

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 13 A 19 DE ABRIL DE 2013

CIDADES COMPORTAMENTO

Negócio bom pra cachorro Com tendência de crescimento do setor, em Curitiba e região há dois mil pet-shops em funcionamento A aposentada Selma Villanueva Zacarias, moradora do centro de Curitiba, não pensa duas vezes na hora de mimar o pequeno Misky, seu yorkshire de nove anos de idade. Invocado e muito curioso, o cãozinho, que mora com ela desde que nasceu e tem uma vida de rei, é sua única companhia. “Em casa, ele tem um quarto só para ele, cama e um cesto cheio de brinquedos”, contou a aposentada. Os agrados ao bichinho, no entanto, não param por aí. Pelo menos uma vez por semana, Misky vai ao pet-shop para banho e tosa, onde também visita o veterinário e ganha novos pacotes de ração, roupas e acessórios. “Eu gasto aproximadamente R$ 300 por mês com o Misky. Mas ele merece, é um ótimo companheiro”, justificou Selma. A “mesada” que a aposentada gasta com seu “filho de quatro patas” pode saltar aos olhos de alguns, mas está dentro do orçamento de milhões de famílias, segundo pesquisa da Associação Brasileira da Indústria de Produtos para Animais de Estimação (Abinpet), feita ano passado. O levantamento mostra que o gasto médio mensal do brasileiro com o bicho de estimação é de R$ 350 - o equivalente a 51% do salário mínimo, hoje em R$ 678. O cálculo, porém, foi feito com base em quem tem apenas um cão ou gato. No caso de possuir mais

de um animal, as cifras podem facilmente chegar a R$ 1 mil. Do ponto de vista econômico, a Abinpet também revela dados interessantes sobre o mercado dos pets: o consumo mundial de produtos ligados aos peludos (rações, medicamentos, acessórios e serviços) gerou faturamento de R$ 14,2 bilhões, em 2012. Do montante, o Brasil foi responsável por 8%, perdendo em participação apenas para os Estados Unidos, que respondem por 30%. O saldo positivo para a indústria refletiu, ainda, no crescimento das exportações nacionais. Com alta de 11,7%, em relação a 2011, o Brasil fechou o ano passado com receita de US$ 184,3 milhões com essas transações.

Invasão Concentrados basicamente nas classes A e B, o crescimento dos lares com animais, também fez aumentar o número de pet-shops no País - estima-se que, atualmente, sejam 40 mil. No Paraná, não poderia ser diferente: somente em Curitiba e região há 2 mil lojas funcionando, o que é mais do que o número de panificadoras abertas (são 1,6 mil, segundo o Sindicato da Indústria da Panificação e Confeitaria do Estado). Dono de uma rede de petshops em Curitiba - a Pet Show -, o administrador de empresas Fábio Assahi descobriu no ramo dos animais de

Gargalhadas Os palhaços Sarrafo e Vilson Chevchenco, em “Concerto em Ri Maior”, são de chorar de rir. Desopilantes. Eles se apresentaram durante o Festival de Teatro. E ameaçam voltar ainda nesta semana. Olho na programação da Cia. dos Palhaços (Amintas de Barros, 307). * Nilson Monteiro é escritor e jornalista em Curitiba

Sonho real: Jussara não conseguiu ser veterinária, mas fez do amor pelos animais sua profissão

Treze anos e quatro pet-shops depois, Fábio presenciou ampla expansão do setor estimação a fórmula para o sucesso. “Foi o amor pelos animais que nos motivou a abrir a primeira loja, em 2000, e depois o próprio mercado foi nos ensinando”, disse o empresário, que, atualmente, tem dois pontos próprios e dois franqueados na cidade. Ainda de acordo com ele, o segmento é promissor - com forte tendência a crescer mais nos próximos 10 anos - e não há por que temer a concorrência. “O mercado tem bastante espaço de atuação, e sempre há espaço para os bons negócios”, justificou. Foi o amor pelos animais que também motivou a empresária Jussara Mítie Doi a largar o emprego numa grande empresa de telefonia e dedicar-se ao que mais gosta de fazer: cuidar dos bichinhos. Segundo ela, a ideia de abrir o Pet Água Verde, que fica no bairro com o mesmo nome da loja, surgiu depois de um trabalho de faculdade bem sucedido. “Foi a forma que encontrei de resgatar um sonho antigo e torná-lo realidade”, disse Jussara, que sonhava em ser veterinária, mas acabou cursando Administração. “Hoje, a loja atende 10 animais por dia, o que dá 300 num mês, e conta com clientes fiéis há mais de três anos”, revelou.

Além do banho e tosa, ração e brinquedos estão na lista de compras de Selma para mimar o pequeno Misky

SERVIÇO Pet Show: Loja 1: Avenida República Argentina, 900 (dentro do Angeloni), no Água Verde. Fone: (41)3027-0622. Loja 2 : Rua Des. Costa de Carvalho, 841 (também dentro do Angeloni), no Batel. Fone: (41) 3014-4088. Atendimento de segunda a sábado, das 9 às 22 horas e aos domingos das 10 às 21 horas.

Pet Água Verde: Rua Brasílio Itiberê, 4412, no Água Verde. Atendimento de segunda a sexta-feira, das 9 às 18 horas e aos sábados das 9 às 17 horas. Telefone: (41) 3244-6043


“É importante que as pessoas não deixem a vacinação para a última hora.”

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 13 A 19 DE ABRIL DE 2013

SAÚDE

COLUNISTA PÁGINA 5

SÉRGIO BASSI*

Sezifredo Paz, superintendente de Vigilância em Saúde da Sesa

A próstata e seus mitos e verdades

Vacinação contra gripe começa no dia 15 Meta da Secretaria da Saúde do Paraná é imunizar 2,8 milhões de pessoas

Água e sabão Que a vacina continua sendo o método mais eficaz de prevenir a gripe, ninguém contesta, mas a regra universal da boa higiene continua valendo para quem quer ficar longe da doença. Segundo a médica Rosana Camargo, presidente da Sociedade Paranaense de Infectologia, lavar bem as mãos – seja com álcool em gel ou mesmo com água e sabão –, evitar lugares onde há aglomeração de pessoas e manter os ambientes de casa bem arejados, “são maneiras simples, mas eficientes, de se evitar a contaminação”.

ção dos grupos prioritários antes do período mais crítico de disseminação da doença – meados do outono e entrada do inverno”, explicou o superintendente de Vigilância em Saúde da Sesa, Sezifredo Paz. Ainda de acordo com ele, a vacina contra as influenzas (vírus da gripe) tem uma janela imunológica de 15 dias, ou seja, após sua aplicação, ela demora em torno de duas semanas para começar a agir. “Por isso, é importante que as pessoas não deixem a vacinação para

a última hora e procurem os postos de saúde já nos primeiros dias”, alertou. O Ministério da Saúde já enviou parte das doses para a campanha no Paraná e, de acordo com a Secretaria de Saúde, elas já estão sendo distribuídas para as 22 regionais distritais. Somente o município de Curitiba receberá 474,5 mil unidades da vacina e, se somadas às doses enviadas à região metropolitana da capital, o número chega a 825 mil.

Idosos de 60 anos ou mais fazem parte do público-alvo da campanha Foto: Luiz Costa/ SMCS ARQUIVO

Além dos tradicionais grupos de risco (idosos acima de 60 anos, crianças entre seis meses e dois anos e trabalhadores da saúde), mulheres no período de até 45 dias após o parto e pessoas com problemas crônicos também poderão ser imunizadas gratuitamente contra a gripe nos postos de saúde do Paraná. A informação é da Secretaria do Estado da Saúde (Sesa), que deflagra, na segunda-feira (15), a campanha de vacinação de 2013. O objetivo é alcançar 80% do públicoalvo, o que corresponde a cerca de 2,8 milhões de paranaenses. O período de imunização vai até o dia 26 deste mês. A vacina previne contra os três tipos de vírus da gripe dominantes no País, incluindo o H1N1 (gripe suína), que matou 40 pessoas no Paraná, em 2012. A preocupação desta vez, no entanto, é também quanto à prevenção de outros tipos de gripe, que igualmente podem ser fatais. A ocorrência do vírusH3N2, (gripe “normal”), por exemplo, atingiu 700 pessoas no Estado,em 2012, das quais 15 delas acabaram morrendo. A imunização ainda será estendida à população indígena e do sistema carcerário paranaense, como já ocorre há alguns anos. Outra novidade da campanha é que a vacinação começará 20 dias mais cedo em todo o Brasil, “o que permitirá a imuniza-

Quem deve tomar a vacina? Idosos com 60 anos ou mais, crianças de seis meses a dois anos de idade, indígenas, funcionários da saúde, mulheres no período de até 45 dias após o parto e pessoas com doenças crônicas (como problemas respiratórios e de coração, obesas ou transplantados renais). Onde? Em qualquer uma das quase 2,5 mil unidades básicas de saúde do Paraná, os chamados “postos de saúde”. Só em Curitiba, são 109. O que levar? Idosos devem levar um documento (identidade, por exemplo) para comprovar que têm mais de 60 anos; Mulheres no período de resguardo devem levar a carteirinha de vacinação do bebê; No caso das crianças de seis meses a dois anos, os pais devem levar a carteirinha de vacinação delas; Já para os doentes crônicos, será pedida a prescrição médica comprovando o problema e um documento de identificação.

Tão pequena e interna, porém tão temida pelos homens: a próstata. Com minha experiência de 26 anos tratando pacientes de todos os cantos do mundo, posso afirmar que o assunto é polêmico. Alguns conceitos importantes devem ser esclarecidos: 1. No Brasil, o câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens (atrás apenas do câncer de pele não-melanoma). 2. Em valores absolutos, o câncer de próstata é o sexto tipo mais comum no mundo e o mais prevalente nos homens, representando cerca de 10% do total de cânceres. 3. O único fator de risco bem estabelecido para o desenvolvimento do câncer da próstata é a idade. 4. Aumento da próstata é benigno e chama-se Hiperplasia. Este aumento de volume atrapalha para urinar, mas não se transforma em câncer! 5. Câncer de próstata não apresenta sintomas urinários. Cresce silenciosamente! 6. Quanto mais cedo é diagnosticado o câncer de próstata, maior é sua chance de cura, podendo chegar a mais de 90%. 7. Exames de próstata anuais permitem o diagnóstico precoce e a maior chance de cura. Nos estágios iniciais do tumor, quando a doença ainda não invadiu gânglios pélvicos, ossos ou outros órgãos, o paciente pode ser tratado de forma curativa. Na escolha do tipo de tratamento curativo, as seguintes orientações devem ser seguidas: Não existe tratamento pior ou melhor para o câncer da próstata. Existe o tratamento mais adequado a cada caso em específico. O médico não pode mais, nos dias de hoje, oferecer ao paciente apenas uma opção de tratamento. Isto é sonegar informação. Tem que oferecer ao paciente todos os métodos possíveis, segundo cada necessidade individual. Câncer de próstata é uma doença de abordagem multidisciplinar e não de uma única especialidade. Nunca existe somente uma alternativa para o tratamento do câncer de próstata, sendo que os tratamentos variam em eficácia e índice de sequelas. * Sérgio Bassi é médico cirugião em Curitiba


PÁGINA 6

POLÍTICA

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 13 A 19 DE ABRIL DE 2013

Eleito por aclamação no último dia 8 deste mês, o novo presidente da Associação dos Municípios do Paraná (AMP), Luiz Lázaro Sorvos (PDT), prefeito de Nova Olímpia, município com cerca de 5 mil habitantes no noroeste do estado, adiantou aos presentes à assembleia da AMP, que cumprirá uma extensa agenda de trabalho em defesa dos interesses dos municípios, nos próximos dois anos. Citou, entre elas, a questão da distribuição dos royalties do petróleo, que considera “uma ação importantíssima para o municipalismo”. Ao assumir o cargo, logo após a eleição, Sorvos lembrou que as união dos prefeitos é fundamental para que as

Foto: Arnaldo Alves/ANPr

tar “as relações com a AMP e ampliar a parceria com os municípios paranaenses”. O governador, que estava acompanhado do secretário da Indústria e Comércio, Ricardo Barros, enfatizou a Sorvos que “a associação terá total respaldo do Governo do Estado”.

Peso

Foto: Everson Bressan/SMCS

A justa distribuição dos royalties do petróleo e dos resultados dos impostos será uma das lutas da nova administração da entidade

Foto: EFrans Rodrigues/AMP

Sorvos é o novo presidente da AMP

O governador Beto Richa prometeu a Sorvos o total apoio do Governo do Estado à AMP

trabalho, determinação, honestidade e acima de tudo humildade. Para isso, espero contar com o apoio de todos vocês.” Ele sucedeu o ex-prefeito de Piraquara, Gabriel Jorge Samaha.

Agenda Fruet com Sorvos: fortalecimento das entidades municipalistas

causas dos municípios tenham repercussão em todos os poderes do país e do estado. Defendeu uma distribuição mais justa dos recursos do país, pois, segundo ele, “a maior parte dos impostos fica com a União”. E acrescentou: “Podem esperar de mim muito

O prefeito Gustavo Fruet (PDT) que, em companhia do presidente da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), Paulo Ziulkoski, acompanhou a eleição e posse de Sorvos, adiantou que está à disposição para debater as questões e as soluções para os municípios, como os casos dos consórcios de lixo, saúde e transporte coletivo que têm

ocorrido nas cidades da Região Metropolitana de Curitiba. “Temos de fortalecer as entidades municipalistas e a agenda de discussões”, defendeu.

FOTO Apoio

Ao receber o presidente da AMP, Luiz Sorvos, no Palácio Iguaçu, o governador Beto Richa (PSDB) colocou a estrutura do governo à disposição da entidade e prometeu estrei-

Nova diretoria

O prefeito de São José dos Pinhais, Luiz Carlos Setim (DEM), eleito 2º presidente na chapa Município Forte, destacou a importância da AMP em defesa dos interesses dos municípios frente aos governos estadual e federal. “Se o município vai sozinho ao governo do Estado, ou até Brasília, em busca de melhorias e de verbas ele tem um peso. Agora quando os municípios se organizam e buscam juntos as melhorias que a população necessita, o peso e os resultados encontrados são diferentes”, disse.

Além de Sorvos e de Setim, compõem a chapa Município Forte, os prefeitos Roberto Pupin (Maringá), 1º vice-presidente; Pedro Ivo Ilkv (União da Vitória), 3º vice-presidente; Reni Pereira (Foz do Iguaçu), 1º secretário; Cezar Bueno (Bom Jesus do Sul), 2º secretário; Valetim Milleo (Piraí do Sul), 1º tesoureiro; Rogério Lorenzetti (Paranavaí), 2º tesoureiro, e Beto Vizzotto (Paraíso do Norte), diretor de Relações Institucionais.


Deputado tem atitudes inconstitucionais, diz ministra Para a ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Maria do Rosário, as declarações do deputado Pastor Marco Feliciano (PSC-SP), presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minorias, fora do Congresso Nacional têm incitado o ódio a e intolerância. Feliciano deu mostras de seu radicalismo ao afirmar durante culto evangélico, há cerca de duas semanas, que, antes de sua chegada à presidência da CDHM, o colegiado era comandado por Satanás. Pior que isso: em vídeos postados na internet, chega a dizer que Deus teria manda-

do matar o cantor John Lennon, dos Beatles, e os integrantes da banda Mamonas Assassinas, vítimas de um acidente aéreo. “É lamentável que nos deparemos a cada dia com mais um pronunciamento, intervenção que incita o ódio, a intolerância e o preconceito. Já ultrapassa a barreira de uma comissão da Câmara. Diz respeito a todos nós”, afirmou Maria do Rosário, durante evento realizado no Senado, no início desta semana. “A Câmara, certamente, encontrará uma solução, ou o próprio Ministério Público, porque incitar

a violência e o ódio é uma atitude ilegal e inconstitucional”, acrescentou. Ao chegar à exposição em memória dos mortos no Holocausto e para marcar os 70 anos da insurreição dos judeus no Gueto de Varsóvia, na Polônia, Maria do Rosário lembrou que a intolerância e o preconceito foram responsáveis por massacres. “Jamais uma etnia, uma religiosidade, uma forma de existência pode perceber-se superior às demais formas de existência humana. Estamos vendo aqui, em uma exposição sobre o Holocausto, o resultado do ódio, da intolerân-

Foto: Agência Brasil

PÁGINA 7

Ministra Maria das Graças: “Diz respeito a todos nós” cia e do desrespeito humano ao próximo, seja do ponto de vista étnico ou religioso”, afirmou a ministra. O deputado Feliciano é acusado de homofobia e racismo por ter postado nas redes

sociais comentários considerados ofensivos a homossexuais e negros. Ele nega as acusações e já pediu desculpas pelas declarações publicadas na internet. (Com Agência Brasil)


Na segunda-feira (15/04), serão creditadas as restituições referentes aos lotes residuais do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF) dos exercícios de 2012 (ano-calendário 2011), de 2011 (anocalendário 2010), de 2010 (ano-calendário 2009), de 2009 (ano-calendário 2008) e de 2008 (ano-calendário 2007). As restituições, totalizando R$ 145.209.606,11, beneficiarão 64.321 contribuintes, segundo a Receita Federal. Para o exercício de 2012, serão beneficiados 44.433 pessoas. O total é de R$ 100.014.724,72 , já acrescidos da taxa Selic de 7,64 % (de maio de 2012 a abril de 2013). Do total, 7.563 são contribuintes amparados pelo Estatuto do Idoso. Eles receberão R$ 34.264.269,04. Para o exercício de 2011, serão creditadas restituições para 9.409 contribuintes, no total de R$ 21.796.296,66, já corrigidos pela taxa Selic, em 18,39 % (referente ao período de maio de 2011 a abril de 2013). Quanto ao lote residual do exercício de 2010, serão creditadas restituições para 6.574 contribuintes, no valor de R$ 16.589.693,57, corrigidos pela Selic de 28,54% (de maio de 2010 a abril de 2013). Com relação ao lote residual do exercício de 2009, receberão as restituições (no valor total de R$ 5.321.880,31) 3.070 contribuintes. A correação pela Selic é de 37% (de maio de 2009 a abril de 2013). Referentes ao lote de 2008, serão feitas restituições para 835 contribuintes (R$ 1.487.010,85). A correção pela Selic é 49,07% (de maio de 2008 a abril de 2013). Para saber se teve a restituição liberada, o contribuinte deve acessar a página da Receita na internet ou ligar para o Receitafone 146. A consulta aos lotes do multiexercício do IRPF está liberada desde o último dia 8 deste mês. (Com Agência Brasil)

PÁGINA 8

ECONOMIA

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 13 A 19 DE ABRIL DE 2013

AGRONEGÓCIO

Fábricas de prosperidade Com participação de 54% no PIB agropecuário do Paraná, as cooperativas de produção agropecuária faturaram R$ 32,5 bilhões em 2012 No ano passado, as 81 cooperativas paranaenses de produção agropecuária, constituídas por 135.150 associados, movimentaram 17,7 milhões de toneladas de grãos. Esse volume representa 67% da safra de soja, 54% da produção de milho e 71% do trigo colhido no Paraná. Além disso, são responsáveis por 29% da produção de aves, por 42% do leite e 38% dos suínos produzidos no estado. Para fazer frente à demanda, da recepção e estocagem de matéria-prima à industrialização, o setor investiu R$ 1,32 bilhão em 2012. A maior parte dos recursos – R$ 654 milhões – foi para a agroindústria. Ainda foram aplicados R$ 486 milhões em armazenagem e R$ 182 milhões foram investidos em outros segmentos. Com desempenho 19,52% superior ao de 2011, as cooperativas faturaram R$ 32,5 bilhões no ano passado. Do total da receita, 43% foram proporcionados pelas agroindústrias, informou João Paulo Koslovski, presidente do Sindicato e Organização das Cooperativas do Paraná (Ocepar). Ao lembrar que essas empresas empregam 62 mil pessoas, ele destacou que o mercado interno consome 75% dessa produção e 25% são exportados.

Agregação de valor Além de promover a interiorização dos negócios e dinamizar a economia das regiões onde atuam, gerando empregos e distribuindo renda, as cooperativas parana-

Fotos: Divulgação

Restituição de lotes residuais de IR

A agroindustrialização agrega valor aos produtos primários e gera milhares de emprego

enses buscam elevar a agregação de valor à produção de seus cooperados. Atualmente, por exemplo, 43% dos produtos agropecuários recebidos passam por algum processo de industrialização. Koslovski adiantou que a meta é aumentar cada vez mais o índice de processamentos da matéria-prima a ponto dos produtos industrializados responderem por

50% do faturamento do setor até 2015. Lembrou ainda que vários produtos das cooperativas paranaenses têm espaço garantido nas gôndolas de supermercados em muitos estados brasileiros e são reconhecidos como marcas de origem e qualidade garantidas.

Benefício geral A participação ativa das

cooperativas pode ser observada pela melhoria do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) nos municípios onde atuam. Ocorre que, além de atender as demandas dos cooperados, elas representam o equilíbrio econômico entre os diversos agentes que atuam no mercado, dando segurança aos negócios dos associados. “O cooperativismo transforma sonhos em realidade. Por meio da cooperação é possível construir uma sociedade mais justa, igualitária, solidária e voltada ao bem de todos”, disse Koslovski, ao acrescentar que “uma cooperativa é uma sociedade de prestação de serviços, pois é através dela que o cooperado viabiliza sua atividade”.


PÁGINA 9

Divisão do lucro Em 2012, as cooperativas paranaenses tiveram lucro (sobras) de R$ 1,2 bilhão, que foi distribuído entre os associados e capitalizado pelas empresas. “É um diferencial do cooperativismo que representa acréscimo importante à renda dos cooperados e irriga a economia em centenas de municípios do estado”, esclarece o presidente da Ocepar, João Paulo Koslovski. Segundo ele, as cooperativas do ramo agropecuário estão investindo cada vez mais na profissionalização de suas atividades, tanto dentro da porteira (cooperados e familiares) como fora

(colaboradores e dirigentes). O setor vem gradativamente mudando o foco de atuação,ao deixar de ser apenas uma atividade primária (produzir grãos) para uma visão de cadeia produtiva, integrando o fornecimento de insumos e fatores de produção, com a produção dentro das unidades agrícolas, o processamento, a agroindustrialização, distribuição e vendas no varejo. “Para chegarmos a esta situação foram necessários muitos investimentos em pesquisa e inovação, bem como na profissionalização das pessoas”, afirmou o presidente da Ocepar.

ASPAS

Koslovski: “O cooperativismo transforma sonhos em realidade”

Queremos crescer. Por isso, me coloco à disposição das cooperativas para destravar mercados, auxiliar com políticas que incentivam o aumento de produtividade e criar condições sanitárias ideais para o Paraná vender seus produtos para o mundo. Norberto Ortigara Secretário de Estado da Agricultura


PREFEITURA SÃO JOSÉ DOS PINHAIS


PÁGINA 11

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 13 A 19 DE ABRIL DE 2013

CULTURA

Paulo Leminski no topo

“Isso de querer ser exatamente o que se é ainda vai nos levar além”, já dizia o poeta curitibano Paulo Leminski. Parceiro letrista de Caetano Veloso, professor e colunista de jornal, o poeta gostava mesmo de transbordar emoção em textos e, com certeza, o que ele representou para a literatura brasileira, levou o seu nome muito mais além. Quase 24 anos após a morte de Leminski, a editora Com-

Foto: Divulgação

Nova geração de leitores aprova poemas do eterno poeta Curitibano

Sempre atual, a poesia de Paulo Leminski conquista cada vez mais público

panhia das Letras lançou o livro “Toda poesia”, que reúne a coletânea poética do autor em 424 páginas. Em uma das maiores redes de livraria, a Cultura, o livro do curitibano ficou entre os mais vendidos em todas as semanas desde o lançamento. Além disso, está na lista dos dez livros de ficção mais procurados. Segundo a editora, já foram feitas três reimpressões da edição. Para a leitora Luciane Cristina Maia, a falta de poesias que fogem do romantismo tradicional, fazem com que Leminski ganhe o publico jovem. “A linguagem jovial, porém culta, chama a atenção. É bom ver algo ousado e cultural ao mesmo tempo nos dias de hoje, onde a maioria dos livros fala sobre histórias sem nenhuma poesia clássica”, disse.

Agenda Cultural Nx Zero A banda NX Zero tem show neste sábado (13), no Curitiba Master Hall. No repertório do grupo, estão músicas como “Maré”, “Onde Estiver”, “Cedo ou Tarde” e “Tudo Passa”. Ingressos: R$ 50. Informações: (41) 3315-0808.

Melhor do mundo Eduardo Sterblitch traz para Curitiba, também neste sábado (13), no teatro Positivo, a peça “O Melhor Melhor do Mundo”. A representação de forma autêntica e divertida, explica a razão do personagem ter ganho este nome. Ingressos: R$ 90. Informações: (41) 3317-3107.

Oblivion No filme encenado por Tom Cruise, Jack Harper (seu personagem) é um dos últimos limpadores restantes na terra. Ele é parte de uma grande força tarefa para extrair os recursos vitais, após décadas de guerras contra uma ameaça terrível conhecida como os Scavs. Tendo a missão quase finalizada, e sempre vigiando os céus a metros de distância, sua vida é alterada radicalmente depois que ele salva uma mulher (Olga Kurylenko) em uma nave espacial que caiu. A chegada dessa mulher fará ele questionar tudo o que sabe, e o destino da humanidade é colocada sob sua responsabilidade. Elenco: Tom Cruise, Morgan Freeman, Melissa Leo, Nikolaj Coster-Waldau, Olga Kurylenko, Nikolaj Coster-Waldau, Zoe Bell, Andrea Riseborough, James Rawlings, Catherine Kim Poon. A estréia ocorreu ontem (12).

Dali A exposição “A Divina Comédia de Dalí”, que fica na Galeria da Caixa até 19 de maio, conta com xilogravuras e aquarelas originais de Salvador Dali sobre a famosa obra de Dante Alighieri, um dos maiores poetas renascentistas. Dali é figura emblemática do surrealismo. Entrada gratuita. Informações: (41) 2118-5114.

HORÓSCOPO Leão (23/7 a 22/8)

A Lua em seu signo faz um tenso aspecto com Plutão e você pode sentir-se mais denso e fechado. Isso é passageiro, mas você deve estar atento para a sutil mensagem que ela traz a você. Nada de adiar uma mudança.

A Lua entra em Áries e, em tenso aspecto com Plutão, pode gerar um pequeno problema em um projeto que envolva pessoas de cultura diferente da sua. Solucione o que for necessário calmamente, pois a energia é passageira.

Touro (21/4 a 20/5) A Lua entra em Áries e, unida a Plutão, pode deixar você um pouco mais fechado e meio baixo astral. Pegue leve nas atividades no dia de hoje, pois sua energia está mais baixa. Ótimo momento para os estudos e leituras.

Gêmos (21/5 a 20/6) A Lua entra em Áries e faz um tenso aspecto com Plutão, podendo trazer um pequeno problema à tona. Um amigo pode estar passando por dificuldades e precisar de sua ajuda. Evite o burburinho social.

Câncer (21/6 a 22/7) A Lua entra em Áries e, em tenso aspecto com Plutão, pode trazer à tona um pequeno problema relacionado à sua carreira ou a um projeto. Se houver tensão no dia de hoje, mantenha a calma.

Virgem (23/8 a 22/9) A Lua entra em Áries e, unida a Plutão, pode aprofundar pensamentos e sentimentos. Um relacionamento pode ganhar importância extra no dia de hoje também. Um pequeno problema financeiro pode preocupar você.

Libra (23/9 a 22/10) A Lua entra em Áries e, unida a Plutão, pode trazer à tona emoções mais pesadas ou mais profundas. Você pode ficar chateado com um amigo(a) ou com seu amor. Procure não levar nada tão à sério.

Escorpião (23/10 a 21/11) A Lua entra em Áries e, em tenso aspecto com Plutão, pode trazer à tona um problema de relacionamento em seu trabalho. É possível que você se chateie, mas procure não levar tão à sério.

Sagistário (21/11 a 21/12)

CRUZADAS

A Lua entra em Áries e, em tenso aspecto com Plutão, pode trazer à tona emoções não muito bem vindas por você. O amor ou um romance pode estar incomodando seu coração, procure não dar tanta importância.

Capricórnio (22/12 a 20/1) A Lua entra em Áries e, em tenso aspecto com Plutão em seu signo, pode trazer à tona um mal estar vivido em família há algumas semanas. Procure não dar muita importância ao fato, pois essa energia é passageira.

Solução:

Áries (21/3 a 20/4)

Aquário (21/1 a 19/2) A Lua entra em Áries e faz um tenso aspecto com Plutão, aprofundando emoções e pensamentos. Não se deixe levar pelo pessimismo, pois essa energia é passageira. O momento é ótimo para aprofundas os estudos.

Peixes (20/2 a 20/3) A Lua entra em Áries e, em tenso aspecto com Plutão, pode trazer à tona uma preocupação com dinheiro. Se puder adie qualquer decisão para amanhã, pois isso será passageiro, para você levá-la tão a sério.

A A


Próximos jogos

9ª RODADA

PÁGINA 12

Campeonato Paranaense

Sábado (13) - 18h30 ESTÁDIO COUTO PEREIRA

PARANÁ EM FOCO CURITIBA, 13 A 19 DE ABRIL DE 2013

Coritiba X Rio Branco

Domingo (14) - 16h ESTÁDIO JANGUITO MALUCELLI J. Malucelli X Atlético Paranaense ESTÁDIO ALBINO TURBAY

ESPORTE

Goleiro ídolo quer o acesso a série A Depois de uma longa temporada no exterior, Marcos retorna ao gol do Paraná sonhando com o time na elite do futebol brasileiro

ESTÁDIO WALDEMIRO WAGNER Paranavaí X Londrina ESTÁDIO DOS PÁSSAROS Arapongas X Paraná Clube ESTÁDIO GEMANO KRÜGER Operário X Nacional

Após dez anos atuando em times do exterior, um dos maiores ídolos da torcida paranista, o goleiro Marcos, reestreou com a camisa tricolor no último domingo contra o J. Malucelli, na Vila Olímpica. No “hall” de preferência, ao lado de grandes craques como Lúcio Flávio e Régis, ele volta com o objetivo de colocar o Paraná na elite do futebol brasileiro. Aos 36 anos de idade, Marcos retorna ao Paraná, depois do clube viver momentos conturbados, principalmente em relação a problemas financeiros. Para o goleiro, que começou nas categorias de base em 1989, ainda na época do Pinheiros, voltar a vestir a camisa tricolor é uma honra. “Meu coração falou mais alto. Comecei minha carreira aqui, tenho lembranças de bons momentos e jogos inesquecíveis. Tenho um grande amor pelo Paraná”, afirmou. Entre os jogos inesquecíveis do goleirão, estão a semifinal do campeonato estadual de 2001, quando o tri-

color disputou o titulo contra o Atlético Paranaense, depois de eliminar o Coritba e a conquista do módulo amarelo da Copa João Havelange em 2001. Para essa temporada, Marcos ressalta que o elenco paranista está focado e unido, para trazer o time de novo para a série A. “O elenco é jovem, porém com muita qualidade, temos tudo para faze ruma boa campanha e subir para a série A. Novas contratações vão nos ajudar a melhorar ainda mais o elenco, já que o campeonato é longo”, acrescentou. Sobre a torcida paranista, o goleiro fala que a cobrança é normal. “A torcida tem que cobrar. Mas temos que entender que muitas vezes o torcedor é emotivo, não podemos cair na pressão. Temos que trabalhar e melhorar cada dia mais. A torcida merece esse acesso à elite, mas para isso acontecer precisamos do apoio da nossa torcida”, reconheceu. Com poucas chances de

Foto: Paraná Clube

Cianorte X Toledo

FOTO

Marcos volta ao Paraná, após 10 anos jogando no exterior

conseguir o título do segundo turno da campeonato estadual, o tricolor cumpre tabela no campeonato estadual e foca principalmente no campeona-

to brasileiro que começa no dia 25 de maio. A primeira partida do Paraná, será contra ABC de Natal, no estádio Frasqueirão, em Natal (RN).

Atlético é o novo líder do Paranaense Derrota do Londrina favoreceu o rubronegro, que venceu na última rodada O Atlético venceu o Arapongas pela oitava rodada do returno do campeonato paranaense. Para assumir a liderança, além do resultado positivo, o rubro-negro tinha que contar ainda com um tro-

peço do Londrina. No Ecoestádio, o Atlético fez 2x1 no Arapongas, e encerrou a rodada com 20 pontos. Já o Londrina, no jogo do último domingo conta o Operário de Ponta Grossa, no Estádio do Café, decepecionou a grande torcida, que acreditava em um resultado positivo. Porém, em um jogo movimentado, o Tubarão perdeu para o Fantasma por 1 X 0 e foi ultrapassado pelo Atlético, em um ponto.

Perto da artilharia Com o gol marcado no jogo contra o Arapongas, o atacante Douglas Coutinho tem 10 gols no estadual em 11 jogos, e divide a artilharia com Alex, do Coxa. O jogador, de 19 anos, fez seu primeiro gol contra o J. Malucelli, no primeiro turno do campeonato estadual. Com o destaque, o técnico Ricardo Drubscky, promoveu Coutinho para o time principal do rubro-negro.

Coxa briga pela liderança geral Também pela oitava rodada do returno do Campeonato Paranaense, o Coritiba venceu o Toledo (2 X 0) fora de casa e conseguiu igualar a pontuação geral. Com os três pontos conquistados, o alviverde chegou a 42 pontos gerais (soma do primeiro turno e returno). O Londrina, tem a mesma pontuação, mas soma uma vitória a mais. Em caso de final, a classificação geral é importante, pois o time que mais somou pontos nos dois turnos, tem a vantagem de jogar em casa e por dois resultados iguais.

PRemFC  

Jornal Semanario