__MAIN_TEXT__

Page 1

[MUGUNZÁ – FEIRA DE SANTANA - BA] Autoria: Mariste Carvalho Instituição: Escola Municipal Coriolano Farias de Carvalho Município: Feira de Santana

Em momentos de comemoração, é comum que as instituições de Educação Infantil procurem marcar isso também na merenda, buscando sempre oferecer nessas oportunidades algo saboroso e diferenciado, que agrade tanto às crianças quanto aseus pais ou responsáveis que por ventura estejam participando da festa. Uma das merendas apreciadas por todos é o famoso mugunzá, prato típico da região e que foi servido na comemoração do Dia das Mães da Escola Municipal Coriolano Farias de Carvalho. Conforme Mariste Carvalho, por ter sido feito com os temperos do amor e do carinho pela merendeira do matutino, Josivânia, foi sucesso de crítica e de público.

Ingredientes Milho pilado branco ou vermelho Leite Coco Açúcar Coco ralado Manteiga Cravo Canela a gosto Modo de preparo Primeiro colocar o milho de molho por duas horas aproximadamente, depois escorrer e cozinhar com água quente, cravo e canela até amolecer. A seguir, bater o coco com o leite, o açúcar, a manteiga e sal a gosto. Juntar tudo e deixar cozinhar por mais vinte minutos ou até que ferva bem. ps: Outra instituição que também faz um bom munguzá em momentos especiais é a Escola Municipal Judite Figuerôa, de Jaboatão dos Guararapes - PE. Só que lá, a dona da receita tem apenas 5 anos de idade e atende pelo nome de Kayllanne, na verdade Kayllanne Elaine Martins da Silva. Segundo relato da professora Joselma Maria Ribeiro da Silva e o registro da supervisora Viviane Melo, numa roda de conversa sobre as iguarias juninas, a menina não titubeou em demonstrar seus dotes culinários e afirmar a preferência por alimentos não industrializados:


“Tia! Tu já comeu munguzá de milho no sabugo? Oia, tia, pense! É muito bom, visse! Vou te ensinar, é assim: pega o milho e corta com a faca dentro duma panela, aí pega o coco, rala dentro do liquidificador e tira o leite e derrama no milho da panela e ajunta o açúcar e espera um bocadinho e come. Faz tia, tu vai ver como é bom”. E é preciso dizer também que professora Joselma experimentou fazer a receita de Kayllanne em casa e toda a família aprovou. Por isso, quando for fazer o munguzá, pense em Kayllanne. Pense! Textos retirados do Estação Paralapracá.

Profile for Paralapracá

Paisagens gastronômicas: Mugunzá  

Paisagens gastronômicas: Mugunzá  

Advertisement