Page 1

Jornal Paroquial Jornal da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem Rua João Motta Espezim, 1023, Saco dos Limões - Florianópolis - SC - 88045-400 Edição 40 - Agosto/2010

8º Retiro Paroquial da Pastoral da Juventude

Pág. 05

Semana da Família 2010 - 07 a 15 de agosto Tema: Iniciação Cristã

Jornal Paroquial: 40 edições anunciando a Boa Notícia nas comunidades

Pág. 03

Pág. 02


2

Jornal Paroquial

Dízimo, Catequese, Liturgia, Ação Social

Mensagem do Arcebispo

Palavra do Padre

Dom Murilo S.R. Krieger, scj Arcebispo de Florianópolis

Adote um padre Graças às reflexões e textos do Concílio Ecumênico Vaticano II (19621965), houve uma reviravolta na maneira de se abordar a questão das vocações na vida da Igreja. Até então, falar de vocações era referir-se particularmente às vocações sacerdotais. A partir do Vaticano II, os horizontes tornaram-se mais amplos: passou-se a insistir, primeiramente, na vocação de todos à santidade. Pelo batismo, Deus nos chama - chama cada batizado - a ser santo. Num segundo momento é que se vai pensar nas vocações específicas - isto é, na vocação dos cristãos leigos e leigas, na dos religiosos e religiosas, e na vocação dos ministros ordenados (diáconos, presbíteros e bispos). Fiz essa introdução para deixar claro que não ignoro a importância de todas as vocações. A partir de minha vivência episcopal - vinte e cinco anos como bispo, em três dioceses diferentes - convenci-me profundamente de quanto é importante, para nossas comunidades, a presença e a atuação do sacerdote. Não há novidade nisso. O próprio Vaticano II já havia afirmado que "os presbíteros, quer se entreguem à oração e à adoração, quer preguem a palavra de Deus, quer ofereçam o sacrifício eucarístico e administrem os demais sacramentos, quer exerçam outros ministérios a favor dos homens, concorrem não só para aumentar a glória de Deus, mas também para fazer progredir os homens na vida divina" (PO, 2). A vida dos sacerdotes sempre foi exigente. E nem poderia ser diferente, já que são chamados a continuar a missão de Cristo, o Bom Pastor. Em nossos tempos, porém, os desafios se multiplicam e exigem respostas sábias, decisões imediatas e constantes posicionamentos sobre os mais diversos temas. Portanto, quanto mais santo e sábio for o presbítero, melhor ele servirá a Igreja. Além disso, como a vocação sacerdotal é um dom de Deus não só para aquele que é seu primeiro destinatário, mas para a Igreja inteira, um bem para sua vida e missão, toda a Igreja é chamada a proteger esse

EXPEDIENTE Direção Geral: Pe. Luís Antonio Caon Diagramação e Editoração: Olga Oliveira

Tiragem: 2000 exemplares

dom, a estimá-lo e a amá-lo. Dito isso com palavras do saudoso Papa João Paulo II: "Todos os membros da Igreja, sem exceção, têm a graça e a responsabilidade do cuidado pelas vocações" (PDV, 41). Essa responsabilidade sempre foi cultivada na Igreja. Prova disso é, entre outras coisas, o apelo constante para que todos rezem não só pelo aumento das vocações sacerdotais, mas também para a santificação daqueles que já são padres. Sempre houve na Igreja grupos, comunidades e associações com o propósito principal de rezar pelos sacerdotes. É nessa linha que se entende a sugestão que agora apresento: adote um padre! Dentre os sacerdotes que você conhece ou que atuam na Igreja, escolha um deles, e passe a rezar diariamente por sua santificação. Ofereça sacrifícios para que ele exerça bem seu ministério. Se for o caso, ofereça por ele até sua vida. De preferência, nunca lhe fale sobre isso, nem faça comentários a esse respeito com outras pessoas. Os detalhes dessa "adoção" sejam conhecidos somente por você e pelo Bom Pastor. Guarde esse segredo cuidadosamente em seu coração, mas seja fiel a ele, dia por dia. Fazendo isso, você estará respondendo a um apelo da Igreja, que constantemente nos recorda: "Todo o Povo de Deus deve incansavelmente rezar e trabalhar pelas vocações sacerdotais" (PDV, 82). Sua resposta ao apelo de adotar um padre determinado terá uma particularidade: você não estará rezando somente pelo clero em geral, mas por um padre com um nome e um rosto, o que, certamente, motivará ainda mais suas orações, jejuns e sacrifícios. E, tenha certeza: com a santificação de seu "adotado", todo o clero se santificará. Deus, então, será mais glorificado. E o Povo de Deus, mais e mais se enriquecerá.

Vocação “Uma Palavra que chama e envia". Assim Bento XVI se refere a Deus, autor de toda vocação. Diante desse mistério de Deus que chama e envia, a igreja no Brasil se debruça sobre as vocações no mês de agosto. A cada semana nos colocamos diante de uma das grandes vocações dentro do projeto de Deus. Lembramos na primeira semana da vocação ao ministério ordenado dos diáconos, padres e bispos, por causa da comemoração de São João Maria Vianey no dia 4 de agosto. O Dia dos Pais, tão celebrado nas famílias, nos coloca diante da vocação à vida familiar. Ser pai é ser reflexo de Deus para os filhos: de Deus que é pai e mãe. Essa tão ampla vocação está exigindo da Igreja uma mais cuidadosa preparação não só para o casamento visto como um momento na vida, mas para toda a vida familiar. A pastoral familiar se propõe trabalhar nessa preparação desde os primeiros passos da criança e do jovem na comunidade eclesial. Os Consagrados na vida religiosa e os consagrados leigos são recordados na terceira semana por causa da solenidade de Nossa Senhora Assunta ao céu. Os consagrados e

consagradas são chamados a ser um sinal de santidade, de proximidade com Deus no meio de um mundo sempre mais distante dEle. São chamados a trazer Deus para mais perto da humanidade como Maria que ao visitar Isabel leva Jesus dentro dela e glorifica a Deus com o seu cântico. A vocação aos ministérios e serviços da comunidade é comemorada na quarta semana. Lembra a vocação especial dos leigos na Igreja, participação em todas as pastorais e todos os serviços. O dia do Catequista resume todos esses trabalhos dos membros de nossas comunidades. Ninguém pode ficar de fora de uma pastoral ou de um serviço. Conforme os dons que cada um recebeu de Deus, coloque o seu, a serviço da Igreja de Jesus, a sua comunidade eclesial. Neste mês vocacional o Jornal Paroquial chega há 40 edições, consolidando sua presença na vida paroquial, trazendo formação, informação e a partilha da vida paroquial. Sempre em frente! Deus abençoe a todos os pais no seu dia e a todos que se doam na construção do Reino de Deus. Pe. Luís Antônio Caon Paróco

Ser Pai Ser pai é ser companheiro, construindo no ninho familiar a grandeza dos filhos, para alicerçar valores que edificam a sociedade. Ser pai é ser jardineiro, plantando raízes de virtudes com mãos delicadas, para que o lar seja sementeira de luz e de verdade. Ser pai é ser herói, protegendo o espaço sagrado de seu templo-família,

cultivando no coração dos filhos o germe da harmonia. Ser pai é ser fonte de vida, inaugurando nossa história com gestos de amor, renovando perenemente a herança da criação. Ser pai é ser poeta, declamando com carinho os versos de sua vivência, para cultivar e enobrecer os projetos de nossa existência. Feliz dia dos Pais! Deus abençoe!


3

Jornal Paroquial

Pai e Mãe "Honra teu pai e tua mãe, como o Senhor teu Deus te ordenou, para que vivas por longos anos e sejas feliz na terra que o Senhor teu Deus te dará" (Dt 15,16) No mês de maio a sociedade dedica um dia especial às mães, nossa mãe, à minha mãe. No mês de agosto é dedicado às diversas vocações, entre elas à paternidade. Pai e mãe realizam seus planos, seus sonhos de forma conjunta, trazem os filhos ao mundo, sustentamnos, educam-nos e vivem juntos as alegrias, tristezas e tudo quanto de bom e de ruim os filhos lhes proporcionam. Por isso, torna-se impossível separar duas figuras que Deus colocou juntas desde o momento em que celebram o compromisso da vida a dois com todas as conseqüências que irão vivenciar. A bíblia, no AntigoTestamento, em diversos livros fala das obrigações dos filhos em relação aos pais e, também, dos pais em relação aos filhos. Em todos os momentos cita o pai e a mãe. Insiste no respeito, obediência, amparo, tolerância, ajuda mesmo que ambos ou um dos dois não corresponda às obrigações de genitor. A quem seguir tal sabedoria divina, advirão: alegria, paz, longa vida, bênção de Deus, felicidade, perdão dos pecados, vida honrada e a

eternidade feliz. Por sua vez, o não cumprimento desses princípios à vida familiar e individual trará muita desunião, adversidade, dissabores, intrigas e infelicidade. Valer dizer: Deus nos aponta dois caminhos: "Vê que eu hoje te proponho a vida e a felicidade, a morte e a desgraça. Escolhe, pois a vida, para que vivas tu e teus descendentes" (Dt 3,15.19) Por ocasião do dia dos pais nos leva a uma profunda meditação e decisão: Com Deus, tudo; sem Deus, nada. Todas as formas de obrigação, vivência cristã, o sabor da vida com a entrega de tudo nas mãos do criador terá centuplicadamente chance de ser bem sucedido. Sendo assim, nos casos em que nosso plano não seja contemplado, a pessoa possui um maior discernimento em aceitar e de reagir de maneira mais consciente e otimista. Vale igualmente citar o que o próprio Jesus Cristo falou: "Procurai primeiro o Reino de Deus e a sua justiça e o mais vos será dado por acréscimo" (Lc 12,31) Ao comemorar o dia dos pais, aos vivos nossa homenagem e aos falecidos nossas preces para que Deus os conduza na paz definitiva na casa do Pai eterno. Fonte: Diácono Pedro Carbonera

SEMANA DA FAMÍLIA2010 07/08 À 15/08/2010 Iniciação à Vida Cristã Objetivo: DAR SUSTENTAÇÃO À FAMÍLIA ATRAVÉS DA PRÁTICA DA VIDA CRISTÃ Como acontecerá:INICIAÇÃO da família À VIDA CRISTÃ. Ao longo da semana haverá:Estudo nas Comunidades;Seminário no CPP; Oração, celebração, Encontros e Confraternização Como preparar a semana da família na comunidade: Foi entregue um questionário na reunião do CPP do dia 01/07 para ser trabalhado na comunidade antes da Semana da Família. Cada comunidade deve responder as questões e preparar uma apresentação dos pontos para o seu dia programado na Semana da Família. Envolvimento da comunidade: Além da lideranças, das pastorais, movimentos, serviços e associações é importante convidar pais e padrinhos de catequizandos, dizimistas e o povo em geral que frequenta as missas e celebrações. PROGRAMAÇÃO PARA SEMANA DA FAMÍLIA CASAMENTOS COMUNITÁRIOS -DIA 07/08 - SABADO - 15HS - IGREJA MATRIZ - ABERTURA DA SEMANA DA FAMÍLIA NAS COMUNIDADES

-DIA 07/08 - SABADO - 18HS - MATRIZ E SETA 19:30HS - COSTEIRA E CARIANOS -DIA 08/08 - DOMINGO - 8:30HS CACHOEIRA E RESSACADA 18:00HS - CAEIRA E LIMOEIRO 19:30HS - MATRIZ -DIA 09/08 - segunda-feira - 20h Estudo e apresentação do questionário com as comunidades do Caeira, Saco dos Limões e Limoeiro na igreja Matriz. -DIA 10/08 - terça-feira - 20 h- Estudo e apresentação do questionário com as comunidades da Costeira, Bom Jesus e Seta na capela da Seta. -DIA 11/08 - quarta-feira - 20h - Estudo e apresentação do questionário com as comunidades da Ressacada e Carianos na capela da Ressacada. -DIA 12/08 - quinta-feira - 20h - Oração, estudo e confraternização em cada uma das comunidades -DIA 13/08 - sexta-feira - 20h Celebração paroquial na Matriz, seminário e confraternização no CPP. - DIA 14/08 - sábado 14HS - Encontro de pais e padrinhos no CPP 16HS Celebração de batizados na Matriz. -DIA 15/08 - domingo - 14HS Encontro paroquial de coroinhas Encerramento da Semana da Família nas comunidades

Família e evangelização A Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem,tem como proposta para a Semana da Família/2010 a leitura e aprofundamento do livro INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ - uma proposta catecumental. A COMUNIDADE CRISTÃ se constitui com os indivíduos que vivem os três sacramentos da Iniciação Cristã: Batismo, Crisma, Eucaristia; ganha qualidade com o compartilhamento da Palavra de Deus e se propaga pelos sacramentos de Serviço Cristão - Matrimônio e Ordem. Está sendo característica de nossa época as pessoas não mais participarem passivamente de uma comunidade religiosa por tradição ou por aspectos culturais ou por motivos assim. Só uma razão profunda, significativa e geradora de felicidade pode levar um indivíduo à sua comunidade de fé, a ser participante ativo nas celebrações e práticas religiosas como é a fidelidade e sustentação digna da família. Esta particularidade de nosso tempo traz como conseqüências a mudança de convicções e de hábitos em relação à Família, como percebemos na crescente opção pelo não casamento definitivo e litúrgico na formação de novas famílias, na prática do divórcio e nos desvios de relacionamentos conjugais. Se as razões sociais, grupais ou econômicas não bastam para garantir a participação livre de um indivíduo em sua comunidade de fé, essas mesmas razões levam

a convicções e práticas da não fidelidade e não sustentação da família. Então, o que fazer para que os batizados conheçam em profundidade, sejam fiéis ao CREIO católico e participem fielmente da comunidade de fé? Há respostas e respostas. Para melhor analisar a questão será necessária uma análise em seu interior. Religião por religião, ou Religião por Instituição, não convence. Hoje, nem a Ética e nem a Moral convencem. O que convence, então? Só convence o que justifica, anima e motiva intimamente um indivíduo. E os indivíduos se motivam e se decidem por valores que os seduzem interiormente. Só o que persuade intimamente é capaz de levar a práticas que

exigem ascese da vivência cotidiana, consciente e, por isso, permanente. Em religião, só a experiência de Deus pode levar permanentemente e fielmente as pessoas a Deus. Impõe-se, então, o binômio da família: Fé consciente e Matrimônio cristão. O entendimento, por exemplo, do segundo inciso do CREIO católico, que afirma que "Jesus Cristo é o Filho único do Pai", nos leva ao entendimento de que é pela participação plena na comunidade cristã, isto é, na fraternidade dos batizados e batizadas em Cristo, que se pode pronunciar o Abba, meu Pai! A família tanto mais pode se sustentar e alicerçar quanto mais for integrada nessa fraternidade, pois só pode rezar satisfatoriamente o Pai Nosso através da adesão a Cristo, o Irmão Primeiro. No íntimo do indivíduo batizado, a consciência dos efeitos do Batismo, da eficácia da Eucaristia e da força da Crisma alimenta a sustentação dos valores que a família exige para subsistir e se fortalecer: o Amor, o Diálogo e o Perdão. Só a adesão que leva ao entendimento de Cristo pode fazer acontecer a aproximação afetiva com Ele, Ele que é o Rosto da Palavra do Pai, ouvida e ilustrada na Casa da Palavra, a Igreja que, mais que Instituição, é a Comunhão entre os batizados, Crismados e que fazem a partilha da Palavra e do Corpo e Sangue de Jesus. A proposta de estudo e aprofundamento da INICIAÇÃO À VIDA CRISTÃ tem este objetivo e meta: Entender o que é e qual é a natureza da adesão que os batizados e batizadas fazem a sua Igreja e a Jesus Cristo. Lideranças ordenadas ou não, catequistas, Pastorais e Movimentos de Espiritualidade, todas as famílias das comunidades da paróquia, todos estão, pois, convocados na SEMANA DA FAMÍLIA a este significativo passo para renovação do ânimo e, se necessário, do realinhamento dos relacionamentos familiares por uma sustentação maior do ATO DE FÉ CRISTÃO. O desafio está feito: participe de todos os atos programados para a segunda semana de agosto - SEMANA DA FAMÍLIA. Fonte: Cornélio Angelo Marcon


4

Dízimo, Catequese, Liturgia, Ação Social

8º Retiro Paroquial da Pastoral da Juventude

Aconteceu nos dias 09 a 11 de julho o 8 º Retiro Paroquial da Pastoral da Juventude, na Casa de Encontros das Irmãzinhas da Imaculada Conceição em Nova Trento. O retiro foi todo pensado, preparado e executado pelas assessorias dos grupos de jovens, pároco, jovens e assessoria arquidiocesana da PJ. Dentre as diversas iniciativas de ação evangelizadora para a juventude, o retiro espiritual é uma delas. Ele foi todo planejado dentre de uma proposta já em caminhada, ele não se configura como uma ação setorizada nem tampouco isolada, ele está dentro de um contexto que iniciou um pouco mais de um ano: a retomada da articulação paroquial da pastoral da juventude.

O retiro seguiu a metodologia do VER-JULGAR-AGIR. Na primeira parte do AGIR, dentro de uma proposta simples, mas bem abrangente, procurou-se trabalhar questões inerentes a presença do jovem nos diversos espaços onde ele está inserido ou tem alguma relação: escola, família, trabalho, política, violência, sexualidade, amizade, entre outros. A partir de uma metodologia lúdica e bem apropriada ao publico jovem, o assessor Hélio (equipe de assessoria arquidiocesana da PJ), procurou retratar

esses temas a partir da compreensão que cada jovem tem sobre eles, por meio de "esculturas vivas". Foram fotografadas essas imagens, com detalhes, que posteriormente foram sendo trabalhadas com o auxilio de um projetor. Dentro de uma metodologia de educação popular, o assessor se utilizou dos elementos trazidos pelos jovens, nos debates e trabalhos em grupos e complementando com suas contribuições. O momento do JULGAR foi todo conduzido pelo Pe. Luiz Caon. Com o intuito de proporcionar momentos fortes de experiência com Deus, foram preparados momentos de deserto. Iluminados pelas passagens bíblicas do evangelho de Mateus, e assim cada um pôde ler, refletir e dar sua resposta a Deus ao chamado que Ele faz hoje a cada jovem inserido em nossas comunidades. Cada jovem preparou uma carta com sua resposta. Para enriquecer ainda mais esse espaço, os jovens em pequenos grupos partilharam a experiência com os demais. O primeiro momento de deserto, também motivou para uma reflexão sobre a vida, as opções e caminhos percorridos pelos jovens. Na segunda parte da dinâmica, esse momento foi fortalecido com a preparação para a reconciliação com Deus. A leitura do texto do Pai Misericordioso (Filho Pródigo), contribuiu para que os jovens refletissem com mais critério sua vida, seu comportamento, sua relação com os outros e sobretudo com a família. Em seguida, num momento pleno de muita graça e benção, foi realizada a Celebração da reconciliação. Foi um momento rico e cheio de emoção, onde os jovens verdadeiramente buscaram o perdão a Deus. Ao final do sábado, a adoração ao Santíssimo Sacramento foi marcado por um momento de oração pessoal, de louvor e

gratidão a Deus: pelo chamado, pela vida, pelo perdão recebido e por aquele momento de adoração, de intimidade com Deus. O domingo e ultimo dia, foi marcado por alegria, entusiasmo e paixão. Foi o momento do AGIR. É a hora de pensar os passos adiante. O retiro nos anima, nos fortalece e nos impulsiona para caminhar, mas se ele não for permanentemente revisto, avaliado e motivado ele se perde no caminho e fica solto. Por isso, a importância de pensar o que fazer na segunda-feira, semana que vem, mês que vem... O assessor Hélio num primeiro momento refletiu sobre a Pastoral da Juventude e a sua organização nas comunidades, da mesma forma metodológica que em outros momentos, em pequenos grupos. Na parte da tarde, os jovens se reuniram com seus grupos jovens e sinalizaram as pistas de ação para a PJ de nossa paróquia e comunidades. O retiro foi todo iluminado por momentos de oração, ora na rua, ora na Capela. Foram momentos que nos ajudaram a rezar, a rezar com a natureza, com o outro, com a vida. Que nos abastecia para continuar seguindo em frente. O domingo também foi marcado pela visita do nosso arcebispo Dom Murilo Krieger que estava de passagem por Nova Trento celebrando a Festa de Santa Paulina e foi até o retiro e levou sua mensagem de pastor e valorizou a PJ e a sua organização em nossa paróquia. Foi com certeza, um dos momentos importantes para os jovens, esse contato direto com o Arcebispo. O retiro encerrou com a Missa de chegada na Igreja matriz, os jovens foram recepcionados pelas comunidades, pais, padrinhos e amigos que numa bonita confraternização selaram essa caminhada tão importante que nossos jovens trilham e fazem a historia na Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem.

“...o encontro pessoal com Cristo acontece pela Palavra de Deus e a Palavra nos conduz ao novo mandamento: “amem-se uns aos outros. Assim como eu amei vocês, vocês devem se amar uns aos outros”.

Jornal Paroquial

Animados para missão Baseando-nos no tema "Vem me seguir, servindo em missão", trabalhamos a caminhada com Deus, vivenciada na Pastoral da Juventude, em nossas comunidades, em nossos grupos de jovens e, em fim, em nossas vidas! Partindo deste tema, desde o princípio Deus nos convida a um caminho de missão e evangelização, através de palestras motivadas com a intenção de orientar a caminhada dos jovens na Igreja e no mundo. Neste sentido contamos com momentos importantes e especiais conduzidos com todo o carinho pelos assessores do retiro, por nosso Pároco e por cada membro da equipe de serviço, através de suas funções. Temos a certeza de que foram três dias de muitas emoções, reflexões, espiritualidade, bênçãos de Deus e de toda a alegria de uma juventude abençoada e, realmente, muito especial, que nos surpreendeu com toda a entrega e dedicação que vivenciaram neste retiro. "É, de fato, maravilhoso e gratificante ver que, nesta caminhada junto à juventude, o mundo ainda pode contar com jovens que fazem o presente e, com certeza, farão um futuro maravilhoso". E é claro que todas estas bênçãos são frutos da vontade de Deus e das orações que cada um , que trabalhou ou esteve envolvido de alguma forma com este retiro. Foram momentos inesquecíveis para cada um de nós e deixaram frutos importantíssimos para renovação da Pastoral da Juventude e dos nossos respectivos grupos de jovens, nos caminhos preparados por Deus, além de ter promovido verdadeiros laços de amizade. . Juliane Dutra da Rosa, coordenadora do Movimento Elo Jovem (Costeira) e Liturgia do 8º retiro da PJ.


5 Jornal Paroquial

Tarde de Oração Nos reunimos para rezar inspirados no documento 97 da CNBB intitulado "Iniciação à Vida Cristã". No primeiro momento refletimos sobre a procura por Deus e também nosso encontro com Jesus e seu Reino. O projeto de Jesus não tem nada de pequeno ou mesquinho, pelo contrário somos chamados a um trabalho exigente e emocionante no qual, diante das injustiças do mundo Jesus nos impulsiona a defender a vida. O texto inspirador foi o das bem-aventuranças em Mateus 5, 1-12. No segundo momento refletimos como é o nosso encontro com Jesus Cristo? Pulsa em nós a vida de Jesus? Para isso usamos o texto de Mateus 11, 25-30. Já o documento 69 do Estudo da CNBB nos inspira ao seguinte: "A vida dos primeiros díscipulos mudou a partir do encontro com Jesus de Nazaré e seu mistério. Eles o seguiram nos caminhos da Palavra e dos sinais do Reino. Para nós discípulos católicos seguidores de Jesus hoje fica uma pequena reflexão: Como aprofundar nossa

experiência com Deus? Como levar as pessoas a um contato vivo e pessoal com Jesus? Como fazê-las mergulhar nas profundezas do Evangelho? Para nós um ótimo caminho é a prática da oração pessoal, do silêncio e da escuta da Palavra. O método Inaciano de Oração é um meio simples e eficaz para progredir na arte de orar e assim assumir com empenho nossa missão, com efeito, o Núcleo de Espiritualidade Inaciana tem assessorado as tardes de oração inaciana na Paróquia do Saco dos Limões e haverá outras tardes de oração para você também participar. Fonte: Maria de Fátima M. Coelho Membro do Núcleo de Espiritualidade Inaciana de Fpolis

Próximas datas das Tardes de Oração 21/08 - Sábado na Seta 25/09 - Sábado no Bom Jesus 23/10 - Sábado na Ressacada 13/11 - Sábado no Carianos

Sarau do Presidium Nossa No dia 11 de julho, realizou-se Senhora de Fátima na comunidade de São Pedro Apóstolo, o Sarau do Presidium Nossa Senhora de Fátima.Foi conduzido pelo Diácono Pedro Carbonera. Estavam presentes as Legionárias Ativa, as Auxiliares e as Irmã Lucelena e Dulcenéia (Oficiais da Cúria Nossa Senhora da Boa Viagem). Que Maria nos abençoe e nos de saúde para continuarmos nossa caminhada "Salve Maria".

Ministério dos Coroinhas Coroinhas são os meninos e meninas, adolescentes e jovens que servem ao altar, no presbitério. Sua Função específica consiste em servir o presidente da celebração, de forma simples e discreta, em determinados momentos do rito sagrado. É preciso deixar claro que não

se trata de uma função de carreira, nem há graus num grupo de coroinhas, no sentido que alguém começa como aspirante, depois passa a um estágio diferente, superior, com outro nome ou veste. Para ser coroinha, é preciso estar sempre disposto, é ter zelo por tudo que se tem responsabilidade, e principalmente, amar o que faz! Fonte: Leonardo Schmidt.

“Não tem lugar, profissão, atividade, onde um batizado não possa dar bom exemplo, onde não possa agir com a força do Espírito Santo. Se não pode falar claramente pratique a Palavra, será a melhor homilia que poderá fazer. Sem usar discursos enfeitados, mas vivendo a única Palavra que dá sentido a todo o nosso viver, trabalhar e sofrer: o amor”.

Infância Missionária Capela São Pedro Apóstolo

Começamos o mês de julho com muita alegria e diversão participando da festa de São Pedro que teve muita diversão: parquinho, barraquinha, bingão e muitos amigos reunidos No mês de julho os encontros estão sendo semanais, a visita e, no dia da

partilha, vamos fechar com festa julina: o "arraia missionário". Queremos convidar os amigos (as) da catequese para participar também. Na festa vai ter pescaria, brincadeiras e dinâmicas e, é claro, comidas típicas. Vamos celebrar a alegria, a amizade, o Amor de Deus em nossas vidas. Porque temos muito a agradecer e louvar a Deus. Pois ser missionário é estar atento a necessidade do outro, ser solidário e mostrar que Jesus esta em nosso sorriso, nossa amizade, nossa alegria de viver. O lema da infância missionaria é: "criança evangelizando criança" e nosso Senhor Jesus Cristo, nos deixou bem claro, que devemos amar um ao outro como a nós mesmos. Então não esperemos somente pelas festas para lembrar disso, festejemos a alegria de Deus em nossas vidas sempre. Fonte: Infância Missionária

Visita aos doentes com o Sacramento da Reconciliação Dentro de muitos trabalhos realizados em nossa Paróquia, a visita aos doentes em suas casas, acontece todo ano. Este ano de um modo especial, o Pe. Luis Antonio Caon, está visitando a todos aqueles e aquelas que não podem estar na Santa Missa, juntamente com os Ministros Extraordinários da Comunhão, para dar o Sacramento da Reconciliação e também para poder através de palavras levar mais alegria aos seus corações. Sabemos que o Sacramento da Reconciliação nos cura e liberta.Como membros do Corpo de Cristo, tudo quanto fazemos influencia todo o corpo. O pecado fere e enfraquece o Corpo de Cristo; a cura que alcançamos na Penitência restaura a saúde e a energia tanto da Igreja como de nós mesmos. Como nos diz a palavra de João 20, 23 " Aqueles a quem perdoardes os pecados, ser-lhe-ão perdoados; aqueles a quem os retiverdes, ser-lhe-ão retidos". Temos testemunhos de vários desses doentes, que após a visita do padre e ao receberem este Sacramento, em alguns casos, a Unção dos Enfermos pelo padre e também a Santa Eucarístia pelos ministros, semtem-se muito melhor: "Fico

muito feliz com a visita do padre em minha casa e ao receber os sacramentos em sinto mais próximo de Deus" diz o Sr. João Batista( costeira). E D. Lourdes (costeira) diz: " Me conforta muito receber a visita de Deus em minha casa através da Eucaristia e dos outros sacramentos, já que não posso ir ao encontro Dele na igreja" Rezemos por todos os doentes da nossa Paróquia e peçamos que a Misericórdia de DEUS seja sempre derramada em seus corações. Fonte: Nádia Dédalo Gorjão Ministros Extraordinarios da Comunhão da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem.


6 Dízimo, Catequese, Liturgia, Ação Social

Valorizando a Vida - Pastoral da Pessoa Idosa

Na última reunião do Conselho Paroquial de Pastoral - CPP, além dos assuntos comuns às comunidades, houve a apresentação do trabalho da Pastoral do Idoso, que em nossa paróquia é coordenada pela senhora Resilamar Machado da Silva, paroquiana da capela Nossa Senhora do Rosário - Caeira. A Pastoral da Pessoa Idosa, assim como a Pastoral da Criança são ações da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB. No ano de 1993, a Dra. Zilda Arns e o geriatra João Batista Lima Filho, em uma conversa casual, idealizaram trabalho em favor das pessoas idosas. Este trabalho segue a metodologia da Pastoral da Criança e encontra apoio no Documento de Aparecida - DAp, que dedica o capítulo 9.4 ao bem-estar dos idosos. No nº 417, o DAp diz "A Igreja tem feito uma opção pela vida. Esta nos projeta necessariamente para as periferias mais profundas da existência: o nascer e o morrer, a criança e o idoso, o são e o enfermo. São Irineu nos diz que "a glória de Deus é o homem vivo", inclusive o fraco, o recém-nascido, o envelhecido pelos anos e o enfermo. Cristo enviou seus apóstolos a pregar o Reino de Deus e a curar os enfermos, verdadeiras catedrais do encontro com o Senhor Jesus." Zelar pelo bem estar da criança e do idoso é o objetivo destas pastorais que como Jesus dedicam tempo e amor ao próximo, para que tenham vida plena. Assim como a criança, o idoso necessita de convívio saudável e cuidados especiais. Este digno trabalho, que também evangeliza, contempla o que diz a escritura,

em Gálatas 6,2: "Levai as cargas uns dos outros, e assim cumprireis a lei de Cristo." Os líderes (voluntários), da Pastoral da Pessoa Idosa, são pessoas que residente na mesma comunidade do idoso a ser atendido. Uma vez que se sentem chamados a esta missão, apresentam-se a coordenação e recebem capacitação, com as devidas orientações para uma boa visita domiciliar e acompanhamento aos idosos que lhe são confiados. Realizam visitas mensais nas residências de pessoas idosas cadastradas, como missionários a serviço da evangelização, da vida e da esperança, preferencialmente aos mais necessitados, aqueles empobrecidos, que vivem em solidão ou encontram-se enfermos. São pessoas que seguem o ensinamento de

Jesus, que veio para servir e não para ser servido (Mc 20, 17-28). Os líderes procuram ouvir e ter paciência. Agem discretamente, respeitando as diferenças. Fazem visitas sem distinção e independente de crenças religiosas. Estimulam as pessoas idosas a participarem das atividades de sua comunidade, orientam sobre a existência de apoio aos idosos nas diversas instituições locais constituídas. Estas atividades são registradas, levadas à reunião mensal com demais líderes comunitários para avaliação e reflexão. Os dados são entregues à Coordenadora Paroquial, que revisa e encaminha à Coordenação Nacional da Pastoral da Pessoa Idosa. A preparação de cristãos missionários para esta importante ação pastoral, entre outros itens, segue os aqui citados:

Modelo de mulher mãe A comunidade católica do Caeira do Saco dos Limões, com o impulso da Irmandade Nossa Senhora do Rosário e com a orientação das catequistas, elegeu a mãe de Jesus como mulher modelo. Crianças e jovens expressaram com emoção a admiração que a comunidade tem por Maria.

Jornal Paroquial Com. Sta. Catarina de Alexandria

"Promover a mística cristã de fé e vida; "Multiplicar o saber e a solidariedade junto às pessoas idosas, suas famílias e na comunidade; "Visitar mensalmente uma média de 10 pessoas idosas vizinhas, acompanhandoas através de 8 indicadores próprios: I.Atividades físicas; II.Ingestão de líquidos; III.Vacina anual contra gripe; IV.Vacina contra pneumonia a cada 5 anos; V.Prevenção de quedas; VI.Identificação de incontinência urinária; VII.Encaminhamento aos serviços de saúde; VIII.Identificação da pessoa idosa dependente. Além de ser um trabalho dignificante e de reconhecido amor ao próximo, vem valorizar pessoas que contribuíram na construção da sociedade, como muito bem destaca o DAp "Muitos de nossos idosos gastaram sua vida pelo bem de sua família e da comunidade, a partir de seu lugar e vocação. Muitos são verdadeiros discípulos missionários de Jesus, por seu testemunho e suas obras. Merecem ser reconhecidos como filhos e filhas de Deus, chamados a compartilhar a plenitude do amor e a serem queridos em particular pela cruz de suas doenças, da capacidade diminuída ou da solidão. A família não deve olhar só as dificuldades que traz conviver com eles ou o ter que atendê-los. A sociedade não pode considerá-los como um peso ou uma carga. É lamentável que em alguns países não haja políticas sociais que se ocupem suficientemente dos idosos já aposentados, pensionistas, enfermos ou abandonados. Portanto, exortamos a criação de políticas sociais justas e solidárias, que atendam a estas necessidades. (DAp 449). Roguemos a São Joaquim e Sant'Ana, pais de Nossa Mãe Santíssima, avós de Jesus, que ilumine e abençoe a todos(as) que dedicam-se a aliviar a dor daqueles que em muitos momentos de suas vidas, resignaram-se por amor, a educar-nos, muitas vezes como pesadas cargas... Fonte: Lenir Lídia da Silva

Calçamento da Rua

“Coroar Maria, feliz gesto das pessoas e de comunidades inteiras! Felizes as crianças que iniciam o caminho de sua vida na compreensão desses valores e admirando as pessoas que passaram por experiências tão valiosas, significativas e profundas”.

Convite para noite de louvor

Fonte: Comunidade N. Sra. do Rosário Pastoral da Comunicação

As obras estão de "vento em polpa", creio que ainda neste mês de agosto, estará concluído o calçamento da rua da nossa capela. Graças ao Bom Deus.

Retiro da Pastoral da Juventude

Uma vez que não estive presente no retiro, segue abaixo o testemunho que recebi do jovem Jonatan (JOVE): "O Retiro não foi bom só para mim, mas com certeza foi bom para todos que foram. Foi um retiro cheio de benção para todos, e com certeza, cada um que deixou Jesus plantar a semente em seu coração, vai gerar bons frutos no futuro. Simplesmente é uma sensação unica, que só estando onde eu estive, pra saber o que eu estou falando. Me emocionei muito, e com certeza, esse final de semana foi o melhor de todos, e vai ficar marcado para sempre na minha memória. Foi ali que eu tive as minhas certezas, que tirei a mágoa do meu coração, e que principalmente, fiz as pazes com o meu melhor amigo. Meus parabéns à toda equipe que ajudou e que se doou para o bom êxito desse Retiro e pra fazer com que 66 jovens ficassem satisfeitos!!! Agradeço muito à Deus por Ele ter dado essa oportunidade."

O Grupo Bíblico em família convida para a segunda Noite de Louvor em família.O Tema será: "Louvor para as famílias sob a luz da Palavra", os Pregadores serão o casal Lelis e Maura. Acontecerá no dia 09/08/2010 às 20h, na Capela Santa Catarina de Alexandria Ressacada.Contamos com a presença de todos.


7

Jornal Paroquial

Mês vocacional: Dia do Padre Agosto é o mês dedicado as vocações e no primeiro domingo comemoramos o "Dia do Padre.. Este dia foi instituído em homenagem ao Pároco dos Párocos, São João Maria Vianney, o santo Cura d'Ars, na França, que é o padroeiro dos sacerdotes.

Entrevista: Confira uma entrevista com o nosso pároco, Pe. Caon, sobre vocação e missão

1) Pe. Caon depois de 4 anos e meio na paróquia como o senhor vê sua missão? Minha missão como padre é santificar, ensinar e animar a fé dos fiéis. Estou procurando ser fiel a esta missão. Como Pároco nesta paróquia que tem 44 anos de caminhada, tenho procurado juntamente com as comunidades trabalhar em unidade com nossa Arquidiocese. Implantamos no CPP e nos CPCs, temos um Plano Paroquial de Pastoral. Procuramos atender e acolher as pessoas no expediente paroquial. Procuramos ir ao encontro dos doentes em suas casas. Celebrar a eucaristia nas comunidades, Investir na formação das lideranças, etc. Enfim, vejo que a minha missão na paróquia como pároco e padre é dar continuidade a missão que Cristo confiou a todos nós batizados: Evangelizar. 2)O que o senhor tem a dizer aos seminaristas que hoje caminham para missão sacerdotal? Vale a pena ser padre. O povo de Deus acolhe muito bem o sacerdote e colabora na sua missão. Existem também dificuldades, mas elas são ocasião para um amadurecimento maior na vida e na missão. Que o seminarista aproveite ao máximo este tempo de formação inicial e depois como padre, busque a formação permanente. 3)No cotidiano da vida paroquial qual é a função e missão do sacerdote? Já dizia o saudoso e falecido Pe. Chaurboneuux "O padre vive no meio dos outros, convive com os outros, mas é um outro". O sacerdote no cotidiano da vida paroquial é um discípulo e missionário do Senhor. O padre é um seguidor de Jesus e procura viver como Jesus, dedicando

tempo ao Pai na oração e dedicando tempo ao povo na missão. Assim, entre outras atividades que já citei acima, procuro rezar diariamente. Organizar agenda na secretaria para poder atender as pessoas que procuram. Programo visitas nas casas. Organizo as reuniões do CPP e CPCs. Dentro do possível atendo as situações imprevistas como sepultamentos, atendimento nos hospitais, também atendimento de confissões programadas ou não, etc. 4)O CPP e os CPC's são uma realidade na paróquia. Qual a importancia da missão deles na missão que lhe foi confiada como pároco? Os Conselhos de Pastoral representam a vida da comunidade de fé. No conselho nós rezamos, estudamos, tratamos dos assuntos de evangelização, percebemos as necessidades da comunidade e da paróquia, trabalhamos em unidade com a Arquidiocese . A importância da missão do CPP e CPCs está descrita no compromisso que manifestam publicamente na comunidade: "Pela confiança em mim depositada, coloco-me à disposição de minha comunidade paroquial, para o exercício dos cargos que, neste instante, assumo. Com o sentido da mais alta co-responsabilidade, baseada na fé, assumo o compromisso de me dedicar ao máximo em prol do bem comum da nossa Igreja, em favor dos irmãos e irmãs em Cristo, em comunhão plena com nosso Pároco e toda a Igreja. Para tanto, apóio-me no auxílio de Deus e na certeza da colaboração alegre e amiga de todos. Que Nossa Senhor me ajude a ser fiel e perseverante. Amém!" Mensagem final Por ocasião do dia do padre rezo pelos irmãos no sacerdócio, rezo pelas vocações sacerdotais, coloco diante de Deus todo o povo de nossa paróquia e peço a intercessão de Nossa Senhora da Boa Viagem que nos abençoe a todos.

O padre é outro Cristo: assim o vê o povo de Deus e por isso o aceita e o respeita" (cardeal Francis Arinze). Muitas bênçãos e graças na caminhada de todos os padres, principalmente na vida de nosso pároco, Pe. Caon. Seus paroquianos rezam por vocês. Parabéns pelo seu dia!

Caminhada Pastoral na Paróquia No mês de julho aconteceram as reuniões dos CPCs em cada uma das oito comunidades da paróquia. De dois em dois meses, as reuniões dos Conselhos de Pastoral se realizam logo depois da reunião do Conselho Paroquial de Pastoral - CPP. Caminhando para o segundo semestre de 2010, as reuniões dos Conselhos de Pastoral estão sendo momentos muito importantes na vida da nossa Igreja presente nas comunidades de nossa paróquia. No mês de julho houve um tempo especial de oração nas reuniões, pois o nosso trabalho pastoral está inspirado na Palavra de Deus, escrita na Bíblia. A leitura das atas recorda que o trabalho de evangelização é um caminho feito em comunidade e relata o andamento dos diversos trabalhos a serviço da vida. Além dos assuntos mais específicos de cada comunidade, no mês de julho em toda a paróquia tratamos de alguns serviços que mostram a unidade paroquial em torno de projetos concretos de evangelização, tais como:

1.Semana Paroquial da Família: Nossa paróquia já fez uma programação de 07 a 15 de agosto. O tema da semana será "Iniciação à Vida Cristã" de acordo com o documento de estudos da CNBB, número 97. Cada comunidade fará um encontro antes da Semana da Família para estudar um questionário sobre o documento e preparar melhor sua participação. Durante a semana haverá Estudo nas Comunidades; Seminário no CPP; Oração, celebração, Encontros e Confraternização; Casamentos comunitários e outros. Além das lideranças, das pastorais, movimentos, serviços e associações estamos convidando pais e padrinhos de catequizandos, dizimistas e o povo em geral que frequentam as missas e celebrações.

2.Pastoral da Pessoa Idosa: De 03, 04 e 05 de agosto no Centro de Pastoral Saco dos Limões a partir das 20h acontece o Curso de Capacitação para Líderes da Pastoral da Pessoa Idosa. Cada comunidade irá enviar duas ou mais pessoas. Assistimos em toda paróquia um DVD que mostra a situação do idoso e o trabalho dos líderes da pastoral promovendo a vida, a dignidade e a esperança da pessoa idosa. Estamos rezando pela implantação desta pastoral e trabalhando para ir ao encontro dos idosos mais necessitados.

3.Site da Paróquia: www.boaviagem.org.br- A criação do site da paróquia está dentro de um plano da Pastoral da Comunicação que há cinco anos criou o Jornal Paroquial e agora está usando a internet como meio de evangelização. Assim temos mais uma forma de evangelizar em tempo real. O site da paróquia está configurado no sistema da Arquidiocese. Possui diversos links, entre eles: CPCs,´pastorais, movimentos,serviços e associações; Plano de Pastoral; Pedido de Orações e etc. Estamos viabilizando uma senha para cada comunidade através de blogs, para poder enviar notícias e fotos das comunidades

da paróquia. Os pedidos de oração estão sendo bastante acessados pelos fiéis. Um passo mais adiante da nossa Pastoral da Comunicação será a aquisição da Rádio Comunitária Pirajubaé.

4.Acompanhamento das Prioridades do Plano de Pastoral da Paróquia Ficha de Fiéis:O Sistema de Gestão Canônico Pastoral (SGCP) possui uma Ficha de Fiéis. Assim sendo, como na Igreja registramos os batizados, casamentos, etc., temos agora a oportunidade de cadastrar os fiéis da nossa Paróquia. A secretaria entregou a Ficha de Fieis aos responsáveis das comunidades. Os responsáveis estão fazendo cópias da Ficha de Fieis, e entregando as pessoas para que preencham as informações e devolvam na secretaria para ser cadastrada. Esta ficha com as informações permite a paróquia de saber quem são os seus fiéis, seu endereço, facilitando assim um contato mais próximo. Dízimo:Hoje na paróquia trabalham com a Pastoral do Dízimo juntamente com o Pároco e as secretárias, aproximadamente 52 pessoas nas oito comunidades da paróquia. Atualmente temos cadastrados 1653 dizimistas. Na nossa região moram aproximadamente 55.000 habitantes. Estamos contentes com o trabalho da Pastoral do Dízimo, mas sabemos da importância de ter mais pessoas nas equipes do dízimo para trabalhar na evangelização. Nos dias 19, 20 e 21 de novembro haverá pós-missão em nossa paróquia com o missionário Enio Felipin do MEAC (Missionários para EVANGELIZAÇÃO E Animação de Comunidades). A equipe do dízimo se encontra mensalmente para rezar e aprofundar mais ainda o sentido do dízimo. Liturgia:Haverá um encontro de formação para as equipes de liturgia e canto das comunidades da paróquia nos dias 04 e 11 de setembro orientada pela equipe arquidiocesana de liturgia. Um encontro de formação mais teórica e outro encontro de laboratório litúrgico. Catequese:Este trabalho de visitação aconteceu por ocasião do Congresso Eucarístico Nacional aqui em Florianópolis. Neste segundo semestre de 2010 todas as comunidades da paróquia pretendem fazer novamente este trabalho. Para isto estão marcadas a formação e a missa de envio em cada comunidade, após a Semana da Família. Precisamos ir ao encontro das pessoas para evangelizar. Ação Social:A Diretoria da Ação Social Paroquial de Saco dos Limões, juntamente com representantes das Associações de Moradores, Conselhos Comunitários, Associações de pescadores, Associações de Catadores de Berbigão e outros de nossa região está articulando o Movimento das Comunidades do Maciço Pirajubaé neste segundo semestre de 2010. Com alguns destes trabalhos em andamento pode-se perceber a organização e a dedicação de muitas pessoas no trabalho de evangelização.


8

Dízimo, Catequese, Liturgia, Ação Social

Festa de São Pedro Apóstolo Costeira do Pirajubaé

Deus vê o esforço, chama e envia. O Espírito faz com que a palavra não seja vã. Faz a palavra ser vida, faz a vida ser comunhão, partilha e graça de salvação (Imagens da Festa de São Pedro Apóstolo - Costeira do Pirajubaé).

Celebrando somos chamados a tomar consciencia que Deus nos envia para testemunhar o seu Reino: vivendo na unidade da fé, evangelizando na realidade que vivemos, superando os obstáculos e reavivando a esperança de que um mundo diferente será possível através da vivência da paz evangelica. (Imagens da Festa de São Pedro Apóstolo - Costeira do Pirajubaé.

Comunidade do Limoeiro: Buscando realizar seus objetivos A comunidade do Limoeiro esta trabalhando para efetivar os objetivos traçados para o ano de 2010. A catequese esta a todo vapor com 11 crianças. A pastoral Familiar da comunidade esteve a frente da cozinha na festa da Costeira e ainda fez uma visita a uma instituição que trata de pessoas com depedências quimicas. Participaram 25 pessoas. Confira as fotos da reunião do CPC e também do Grupo da Pastoral com a visita da Bandeira do Divino nas casas de nossa comunidade.

Jornal Paroquial

02-08h30 - Reunião da Coord. e AssessoriaCPP 03 - 20h -Reunião da Festa da Padroeira 03 a 05 20h- Formação para Líderes da Pastoral da Pessoa Idosa Pastoral da Pessoa Idosa - Auditório 04 - 20h-Reunião da Coord. e Assessoria Pastoral da Juventude- CPP 05 - 08h30 -Reunião com os Padres da Comarca da Ilha -Paróquia dos Ingleses 06 - 20h -Reunião Geral MAV-C Auditório 07 - 15h -Casamentos Comunitários - Inicio da Semana da Família - Matriz 09- 20h - Reunião do Conselho Comarcal de Pastoral da Comarca da Ilha -CCPCI Par. Sta Teresinha do Menino Jesus Prainha 09 -20h -Semana Nacional da Família Caeira Saco dos Limões/Limoeiro - CPP 10 - 20h -Semana Nacional da Família Costeira/ Seta/ Cachoeira do Rio Tavares Seta 11 - 20h - Semana Nacional da Família Ressacada/Carianos -Ressacada 12 -20h - Semana Nacional da Família CPCs - Comunidades 13 - 20h - Semana Nacional da Família Encerramento do Seminário/ Celebração e Confraternização - CPP e CPCs Auditório e Igreja Matriz 14 - 14h - Encontro de preparação de pais e padrinhos- Equipe do Batismo - Auditório 14 -16h Batizado na Matriz 15 -14h - Encontro Paroquial para Coroinhas- Pastoral dos Coroinhas Auditório 17 e 18 - 08h - Curso de Formação Permanente para o Clero 21 - 09h - Reunião de Coordenadores e Assessores- PJ - CPP 1 21 - 14h Tarde Paroquial de Oração e Espiritualidade Pastoral Litúrgica Seta 22- 14h às 17h-Tarde de Formação Legionária -Legião de Maria - Auditório 24 - 20h - Reunião Paroquial de Catequese Pastoral Catequética - CPP 25 -14h - Reunião Ação Social Paroquial Ação Social - CPP 25 - 20h - Reunião Paroquial de Liturgia Pastoral Litúrgica- CPP 26 - 20h Reunião Paroquial do Dízimo- CPP 27 - 15h às 17h- Reunião da Cúria Legião de Maria CPP - Auditório 28 - 13h - Reunião Comarcal da RCC RCC Auditório 28 - 16h Batizado na Matriz 31 - 20h - Reunião Geral do Movimento de Irmãos MI - Auditório


Jornal da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem Agosto/2010  

Jornal Informativo da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem Edição 40, Agosto de 2010

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you