Page 1

Jornal Paroquial Jornal da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem Rua João Motta Espezim, 1023, Saco dos Limões - Florianópolis - SC - 88045-400 Edição 37 - Junho/2010

Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem: 44 anos a serviço da vida e da esperança

“Ó mãe padroeira da nossa paróquia, com o vosso Filho, vinde abençoar!” A mãe de Jesus e nossa, com seu Filho, tem-nos abençoado há muitos anos. Maria, que se envolveu na obra da redenção humana desde a Anunciação e o será por toda a eternidade, em muitos lugares manteve a fé dos católicos através

de sua devoção. Muitos migrantes que se localizaram em sertões distantes da assistência religiosa da Igreja, se eram pessoas com devoção a Nossa Senhora, se mantiveram fiéis à sua religião. Mãe será sempre mãe. Mesmo em vida, Maria fez questão de manter-se silenciosa e em seu lugar, para que Jesus, o grande protagonista, executasse a sua missão, a de salvar a humanidade. Nos próprios relatos bíblicos os escritores sagrados só fazem constar o nome e as ações de Maria, onde era extremamente necessário. Era muito importante que a vida e as obras de Jesus aparecessem e isto aconteceu. Se hoje, ela aceita tantas homenagens,agradecimentos,peregrinações, rezas, a construção de santuários, grutas, oratórios em sua homenagem, temos absoluta certeza que a cada devoto o seu maior desejo é que a pessoa amando-

a, ame, respeite, homenageie e adore o seu Divino Filho, o Divino Pai Eterno e o Espírito Santo. Por estes motivos, nestes 44 anos de paróquia, o nosso povo tem caminhado fazendo eco com as Diretrizes da Igreja através dos Párocos, dos Bispos e da Igreja, do Papa. Se a catequese do cristão começa no ventre da mãe e dura a vida toda, nossos pastores nos querem encaminhar para uma verdadeira vida de fé adulta, consciente, ativa e cheia de esperança. O próprio mestre fala dizendo que quem perseverar até o fim, este será salvo. Nos últimos quatro anos, a paróquia tem-se esforçado para caminhar planejando sua ação através das Diretrizes da Igreja, da CNBB e da Arquidiocese. Teve e terá muitos desafios pela frente, quer internos ou externos, mas é preciso continuar. Lendo a Bíblia percebemos que

Participando do Plano Pastoral Arquidiocesano A Coordenadora e assessores do CPP de nossa paróquia, juntamente com representantes das demais sessenta e sete paróquias da Arquidiocese de Florianópolis, estão, participando da elaboração do Plano Pastoral Arquidiocesano. Na metodologia Ver, Julgar e Agir, serão desenvolvidos os trabalhos de mobilização, conscientização, explicação, pesquisa, análise e definição de prioridades e ações, seguindo as diretrizes dos documentos da Igreja Católica, inclusive o Documento de Aparecida. Este Plano será desenvolvido em três fases, consistindo as fases em: 1ª. fase - Ver (diagnóstico da realidade); 2ª fase - Julgar (conhecer a realidade, analisar e avaliar os dados) e 3ª fase - Agir (parte prática com a criação do documento onde estarão as orientações e ações definidas). Elaborado o documento, as paróquias terão o Plano Pastoral Arquidiocesano como documento orientador das atividades religiosas da Arquidiocese, inclusive com a possibilidade de elaborar o seu Plano ou adaptar o já existente. A primeira fase, que consiste no Ver, terá revelada a realidade de fé e vida da arquidiocese. Esta fase já iniciou e muitos cidadãos já participaram, diretamente pelo questionário de pesquisa aplicado às paróquias, aos sacerdotes, diáconos e indiretamente na

contagem dos participantes das missas e celebrações realizadas nos dia 24 e 25 de abril próximo passado. Em nossa paróquia, o Questionário de Pesquisa Aplicado às Paróquias foi debatido, na última reunião do CPP, seguida de reunião extraordinária, e as respostas foram organizadas pelos membros do CPP e secretárias, sob a coordenação do pároco Pe. Luis Caon. Uma vez concluído o questionário foi entregue para a equipe arquidiocesana no dia 17 do mês de maio próximo passado, conforme solicitação. Neste questionário foram respondidas perguntas em relação: A Estrutura Organizacional; Ao Atendimento da Paróquia; A Vivência Litúrgica e Sacramental;- As Novas Vocações; Ao Público Atingido pelas Ações de Evangelização; A Participação e Realização de Eventos Formativos;A Comunicação da Paróquia; A Estrutura Física da Matriz; Aos Recursos Financeiros; Ao Cenário em que a Paróquia está Inserida Tendo em vista que nossa paróquia já trabalha com diretrizes, prioridades e ações elaboradas em Plano de Pastoral Paroquial desde 2006, têm sido prazeroso participar deste esforço arquidiocesano pelos trabalhos orientados e seguidos em unidade para a Evangelização, através dos compromissos com a promoção da

dignidade da pessoa, a renovação da comunidade e a construção de uma sociedade justa e solidária, definidos no objetivo de evangelização da arquidiocese, adota pela nossa paróquia.

Ciclo do Divino

Jesus, também, passou por momentos difíceis, mas continuou seu programa até o fim. A nossa paróquia, da forma como está evangelizando, está no caminho certo. Há muitos desafios pela frente, mas convidamos a todos os católicos de nossas comunidades para se engajarem e somarem com o CPP e CPCs no sentido de construir comunidades de amor, dedicação, entrega e cheios de esperança. Parabéns Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem pelos 44 anos como comunidade que vê uma luz muito forte no horizonte da caminhada. Esta luz é, com certeza, o Cristo Ressuscitado, dizendo: "Vinde, benditos do meu Pai! Recebei em herança o Reino que meu Pai vos preparou desde a criação do mundo" (Mt 25,34)! Diácono Pedro Carbonera

pela Fundação Cultural de Florianópolis Franklin Cascaes (FCFFC) para valorizar esse legado secular trazido do arquipélago dos Açores. A iniciativa conta com apoio da Casa dos Açores Ilha de Santa Catarina e Arquidiocese de Florianópolis. A articulação com a arquidiocese, foi feita, pela comarca da Ilha, sob a coordenação do Pe. Caon. Na próxima edição teremos as festas do Divino de nossa comunidade. Coroa, bandeira e pomba branca são alguns dos símbolos da festa

Em Florianópolis, cuja tradição resiste ao tempo, pela primeira vez as bandeiras e cortejos do Divino de 14 comunidades da Capital e de cinco municípios da Grande Florianópolis estiveram juntos num grande desfile pelo centro da cidade para anunciar o início do ciclo de festividades. O evento, que aconteceu no sábado (15/05), às 9h30,e integra um conjunto de ações desenvolvidas (foto/divulgação:Celso Martins)


2

Jornal Paroquial

Dízimo, Catequese, Liturgia, Ação Social

Mensagem do Arcebispo

Corpus Christi:

é Cristo que passa!

Entrar na cidade Quando estava próximo o dia dos pães sem fermento, tradicional festa judaica em que se imolava o cordeiro pascal, Jesus disse a Pedro e a João: "Ide e preparai-nos a ceia da Páscoa" (Lc 22,8). Desejando dados mais concretos sobre essa celebração, eles lhe perguntaram onde ela deveria acontecer. Em resposta, Jesus mandou-os entrar na cidade, assegurandolhes que lá outras pessoas lhes dariam informações mais precisas. Mandou-os entrar na cidade... Na solenidade de Corpus Christi (nome litúrgico: Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo), quem entra em nossa cidade é Jesus. Percorre nossas ruas, é aclamado e adorado, numa celebração marcada pela fé. Mais do que entrar em Florianópolis, Belo Horizonte, Recife, Salvador ou em sua cidade, ele quer, na realidade, entrar em nossas casas, participar da vida de nossas famílias e ter um lugar especial em nosso coração. Essa é a razão de ser dos tapetes, cantos e orações desse dia; esse é o motivo da Procissão de Corpus Christi. Em cada uma de nossas cidades, Jesus quer comer a Páscoa com seus discípulos - e nós somos esses seus discípulos. Comer a Páscoa é fazer uma experiência de fraternidade. Nossa cidade deve ser um lugar de solidariedade e de partilha. Onde está presente o amor de Cristo, não há lugar para o ódio, para a injustiça e para a opressão. Onde há opressão, injustiça e ódio, ali Cristo ainda não tem espaço. Entrando em nossa família, Jesus ensina-nos que seu gesto de comunhão é possível porque ele nos perdoa. Não há comunhão sem perdão; sem perdão não há aliança. Jesus vem, pois, ensinar-nos a perdoar: perdoar o esposo, a esposa e o filho; o vizinho, o companheiro de trabalho e o colega de escola. Entrando em nosso coração, o Senhor vem propor-nos uma aliança. Ele se oferece, oferece sua amizade, seus

EXPEDIENTE Direção Geral: Pe. Luís Antonio Caon Diagramação e Editoração: Olga Oliveira Revisão: Diác. José Antônio Schweitzer

Tiragem: 2000 exemplares

Dom Murilo S.R. Krieger, scj Arcebispo de Florianópolis

dons, seus sacramentos e sua Igreja. E o que nos pede? Pede-nos fidelidade ao batismo; pede-nos coerência de vida, entusiasmo por sua pessoa e dinamismo missionário. Esse dinamismo é tanto mais necessário quando se sabe que há muitos que ainda não conhecem suas riquezas e seu amor e, por isso, não o aceitam como Senhor. Uma antiga solenidade Acolhendo Jesus em nossa cidade no dia de Corpus Christi, participamos de uma festa que tem uma longa história. No século treze, uma religiosa belga, Irmã Juliana de Mont-Cornillon, tornou-se uma grande promotora da devoção a Jesus presente na Eucaristia. Ela queria que houvesse uma data especial para celebrar essa presença, já que na Quinta-Feira Santa as celebrações estão muito voltadas para os últimos momentos da vida do Salvador. A festa foi aprovada pelo Bispo de Liège (Bélgica), Dom Roberto de Thourotte, em 1246. Anos depois, quando Dom Roberto foi eleito Papa, assumindo o nome de Urbano IV, estabeleceu por um decreto que a cada ano, na quinta-feira depois da Festa da Santíssima Trindade, em todo o mundo, se celebraria uma solene festa em honra do Sacramento do Corpo e Sangue do Senhor (em latim: "Corpus Christi" = Corpo de Cristo). Corpus Christi é, pois, a celebração da presença de Jesus Cristo em sua Igreja, no sacramento da Eucaristia, sob as aparências do pão e do vinho. Em cada Missa, no momento da consagração, Cristo, na pessoa do celebrante, diz: "Tomai e comei, isto é o meu corpo... Tomai e bebei, isto é o meu sangue" (Mt 26,26-28). Além de se oferecer ao Pai pela humanidade, oferece-se a todos como alimento de vida, garantindo-nos que "quem comer deste pão viverá eternamente; o pão, que eu hei de dar, é a minha carne para a salvação do mundo" (Jo 6,51-52). Na procissão de Corpus Christi, é Cristo que passa em nossas cidades. Vamos acolhê-lo?...

Palavra do Padre

Prontos para os desafios Neste mês de junho, a Igreja celebra Corpus Christi (Corpo de Cristo) como exaltação, onde os fiéis se unem em torno de sua herança mais preciosa deixada por Cristo, o Sacramento da sua presença real, de Jesus Cristo no sacramento da Eucaristia, pela mudança do pão e do vinho na de seu Corpo e de seu Sangue.Por isto é que: "todas as vezes que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, anunciais a morte do Senhor, até que Ele venha" (1Cor 11,26). Certamente estas palavras, São Paulo recorda aos Cristãos de Corinto, que a "Ceia do Senhor" não é apenas um encontro de convívio, mas também e sobretudo o memorial do Sacrifício redentor de Cristo. Quem nele participa, explica o apostolo, une-se aos mistérios da morte do Senhor, aliás, faz-se "anunciador" da mesma. Após Pentecostes e a Solenidade de Corpus Christi, então estaremos prontos para enfrentarmos todos os tipos de desafios, porque, se Deus está conosco, quem estará contra nós! Penso que ninguém. Uma vez que recebemos o Espírito Santo somos renovados e restaurados, por isto, nada mais nos abaterá, assim creio e assim espero. Contamos também com todas as graças vindas do coração de Jesus.

Meus irmãos e irmãs, revivamos esta maravilhosa realidade e belíssima solenidade de Corpus Christi, em que a Igreja não apenas celebra a Eucaristia, mas também a leva de forma solene em procissão, anunciando publicamente que o sacrifício de Cristo é para salvação do mundo inteiro. É meus queridos, somente Jesus poderá ser nosso socorro em nossos momentos difíceis. Seguir exige de nós coragem para enfrentarmos todos os tipos de obstáculos, que a vida nos apregoa e na verdade devemos fazer sempre a pergunta de Pedro: "Senhor, a quem iríamos? Só tu tens palavras de vida eterna." (Jo 6, 52-68). Continuemos na missão evangelizadora, com a benção de São João e São Pedro. Nosso plano pastoral continua sendo o carro chefe da paróquia. Estão acontecendo as reuniões do CPP e CPC's e neste tempo estamos nos aprofundando no estudo do documento Iniciação da vida cristã e sua aplicabilidade em nossas ações pastorais. E a vida paroquial segue seu ritmo. Até a próxima edição. Minha benção e minhas orações sacerdotais. Um abraço a todos. Pe. Luis Antônio Caon Pároco

“Em cada uma de nossas cidades, Jesus quer comer a Páscoa com seus discípulos - e nós somos esses seus discípulos. Vamos acolhê-lo?”

Mercado Ideal Qualidade e Bons Preços

Fone 3733 6509 Aberto de Segunda a sábado das 7h às 21h. Domingos e Feriados das 8:00 as 20:00 hs. Aceitamos seu cartão de Credito/Debito e também cheque pré para ate 30 dias.


3

Jornal Paroquial

Tantas são as vezes que ficamos a pensar sobre nossa existência neste mundo de Deus. Tantas são as perguntas que vem a mente, que o conhecimento humano não dá conta de respostas satisfatórias. São tantas as dúvidas, os medos, as incerteza, que normalmente nos levam a buscar a Igreja. Esta busca se dá em diversas fases da vida e por diversos motivos. Quando crianças, normalmente são os pais, os parentes, a escola ou amigos que nos despertam o interesse pelos assuntos inerentes a Igreja. Quando adolescentes, jovens, adultos e idosos o interesse aparece, muitas vezes pela "saudade do Deus da infância, busca de significado para a vida, impacto provocado por alguma situação difícil, admiração diante de um testemunho autêntico, necessidade de cura ou consolo, desejo de regularizar alguma situação de vida." (Iniciando à Vida Cristã - Estudos da CNBB, 97). São muitos os motivos da busca por um objetivo comum de viver a vida em abundância, aquela que Cristo veio anunciar. "Em vim para que todos tenham vida e vida em abundância." (Jo 10,10) Quanto mais questionamos, mais incomodados ficamos, mais forças sentimos para transformar nossas dúvidas em desafios. São os desafios que mexem com nossa comodidade e nos impulsionam a busca do conhecimento e quando se trata de busca de conhecimento para respostas existenciais, normalmente procuramos a Igreja e iniciamos a catequese. A catequese, uma das quatro prioridades do Plano Paroquial de Pastoral, nos coloca em aprendizado, em alguns momentos e para algumas pessoas, este aprendizado acontece na catequese inicial, em outros, na catequese de aprendizado permanente. Diz-se catequese inicial, quando tratase do início do aprendizado sobre as questões que envolvem a doutrina da Igreja, os mistérios da fé e o conhecimento da existência de perfeitos instrumentos de comunicação entre o homem (criatura) e Deus (criador), destaca-se aqui a Oração e a Bíblia Sagrada. Ao ouvir a palavra catequese, imediatamente nos lembramos dos momentos de preparação para o recebimento de sacramentos. A esta catequese chama-se catequese inicial. Mas a catequese não é só inicial. Ela é continuada/ permanente e acontece nos encontros e reuniões, como no início da vida Cristã "Eram perseverantes em ouvir o ensinamento dos apóstolos, na comunhão fraterna, no partir do pão e nas orações". (At 2,42) São tantos os meios de catequese continuada/permanente, que normalmente não nos damos conta. A participação nas celebrações e missa, encontros de preparação para os sacramentos, estudos Bíblicos, leitura orante da Bíblia, reuniões de CPP, CPCs, Grupos Bíblicos em Família, Retiros, Grupos de Orações,

Nova postura de pais e padrinhos

Iniciação à vida cristã Pastorais, Movimentos, Associações e Serviço, são exemplos de catequese continuada/ permanente e estão bem presentes nas atividades de nossa Paróquia. Faz-se catequese continuada/permanente também nas reuniões familiares e de amigos quando há oração e meditação da Palavra. Lembramos aqui a Palavra de Jesus "onde dois ou mais estiverem reunidos em meu nome, ali eu estarei" (Mt 18,20) Então podemos concluir que a catequese é aprendizado inicial e continuada/ permanente. Ambas alimentam a fé e conduzem ao encontro pessoal com Jesus Cristo. O mesmo menino Jesus que está dentro de nós que não pode permanecer criança. Ele precisa crescer dentro de nós, forte como diz a Palavra em Lucas 2,52 "Jesus crescia em estatura, sabedoria e graça diante de Deus e diante dos homens...." Em qualquer que seja a fase de vida, a catequese inicial e continuada/permanente impulsiona o conhecimento inicial, fortalecendo a fé e estimulando o catequizando ao seguimento dos ensinamentos da Palavra de Deus e de seu plano perfeito: "Vejam! Eu vou criar um novo céu e uma nova terra. As coisas antigas nunca mais serão lembradas, nunca mais voltarão ao pensamento. Por isso fiquem para sempre alegres e contentes, por causa do que vou criar." (Is 65, 17-18) Ficar apenas na catequese seria o mesmo que "enjaular o conhecimento". É preciso que a catequese permanente abra nosso entendimento para além de nossa satisfação pessoal. Que o conhecimento pela catequese nos transforme. Que possamos deixar nosso comodismo de lado e seguir o que diz o profeta Isaias no capítulo 1, versículo 17: "... aprendei a fazer o bem, buscai o que é correto, defendei o direito do oprimido, fazei justiça...". É preciso "Acreditar que Deus faz novas todas as coisas". (Ap. 21,6) e seguir com atos e atitudes a Palavra "O Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a vida em resgate por muitos" (MT 20,28) Praticar os ensinamentos vindos da

catequese nos torna mais confiante, mais forte com mais paz e com a certeza de que os trabalhos feitos em prol do crescimento da Igreja na fé e nas ações de melhoria para a comunidade, visando à qualidade de vida dos cidadãos nos aproximam do Criador e respondem muitos de nossos questionamentos existenciais. Precisamos ter em mente o que diz o estudo da CNBB em Iniciação à Vida Cristã "Qualquer esforço missionário exige de maneira particular, a participação ativa e comprometida dos fiéis em todas as etapas do processo (...) Ele há de ser parte ativa e criativa na elaboração e execução de projetos pastorais em favor da comunidade (...) é necessário que o leigo seja levado em consideração com um espírito de comunhão e participação". O documento de Aparecida lembra que "São muitos os cristãos que não participam da Eucaristia dominical nem recebem com regularidade os sacramentos, nem se inserem ativamente na comunidade eclesial. (...) além disso, temos alta porcentagem de católicos sem a consciência de sua missão de ser sal e fermento no mundo com identidade cristã fraca e vulnerável" (DAp 286). Nós cristãos de boa vontade, acreditamos fielmente que pela catequese continuada/permanente, estamos em sintonia com o texto sobre Missão Continental, tirado do livro Iniciação à Vida Cristã - CNBB 97 que diz as "dificuldades e perseguições, em vez de gerar desânimo, produzem mais ardor missionário. As comunidades se sentem portadores de uma missão transformadora, vivem com entusiasmo a experiência do chamado. Sendo assim rezemos: Senhor, fazeinos testemunhar nossa fé com amor e alegra. (Deus Conosco de 16.5.10) Fonte: Lenir Lidia

A Vida Cristã esfria e se torna mesquinha sem uma renovação permanente. Os batizados têm o direito à participação na Comunidade de fé, mas também o dever de aprofundar seu Encontro pessoal com Cristo e dar qualidade à Vivência na Comunidade. No mês de abril, quarenta Pais e Padrinhos da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem reuniram-se em preparação ao Sacramento do Batismo. Esta é uma prática mensal da Catequese desenvolvida na Paróquia em preparação ao primeiro sacramento da Iniciação Cristã - o Batismo. Batizar um filho, filha ou afilhado e afilhada é pedir à Igreja o dom da Fé que se pronuncia nos oito Artigos do Creio. Por isso, pedir o batismo para si ou para um membro da família é manifestação concreta do Ato de Fé no Deus que acreditamos e amamos e escolhemos por livre decisão pessoal. A Igreja abraça o pedido e abre as suas portas aos batizados, que passam a ter o direito e a obrigação dos outros dois sacramentos da Iniciação Cristã - a Eucaristia e a Crisma. Os pais e padrinhos, nesse encontro, fortalecem a consciência de que o Batismo cristão é a porta da fé, e a entrada da Igreja de Jesus Cristo para os novos batizados. Pais e Padrinhos assumem por seus filhos e afilhados essa Entrada como um processo de crescimento chamado Iniciação à Vida Cristã. Temos algumas certezas básicas: Pais e mães sem fé oferecem um caminho árido da fé de seus filhos. Padrinhos de fé tímida e insegura dão de presente a mesquinhez espiritual aos seus afilhados. Por isso, é urgente a renovação permanente da Fé, da relação com o Senhor para imprimir à vivência espiritual o grau de excelência que ela merece. Afinal, a vida espiritual é o alicerce de vida pessoal, de convicções e também a melhor segurança para as relações na Sociedade, tão ameaçadas depois que a Legislação Brasileira tirou a Formação Religiosa das escolas públicas. Parabéns, Pais e Padrinhos! Vocês estiveram atentos e atentas em atender ao pedido da Igreja de renovar seu ATO DE FÉ, sua ADESÃO A JESUS CRISTO e sua FIDELIDADE À IGREJA e à COMUNIDADE. Cultivem em seus corações este santo desejo: fazer que, no coração e espírito de filhos e afilhados, Jesus Cristo e a Igreja tenham um lugar bem reservado e cultivado. Fonte: Pastoral do Batismo


4

Dízimo, Catequese, Liturgia, Ação Social

Jornal Paroquial

Plano Paroquial de Pastoral Neste primeiro semestre de 2010 aconteceram duas reuniões do Conselho Paroquial de Pastoral e duas reuniões dos Conselhos de Pastoral das Comunidades. Uma novidade nas reuniões está sendo o tema de estudo sobre o documento 97 da CNBB "Iniciação à Vida Cristã", onde estamos sintonizados com a caminhada da Igreja no Brasil buscando fazer uma evangelização que não só prepare para receber sacramentos e sim, inicie e faça perseverar na vivência dos sacramentos e na vida cristã. Outro aspecto importante que estamos trabalhando é o Planejamento Arquidiocesano de Pastoral, nesta fase do VER a realidade. O assunto principal do CPP e CPC's tem sido as prioridades aprovadas na assembléia paroquial de pastoral no dia 13/12/2009. DÍZIMO A Paróquia adquiriu o sistema SGCP, de acordo com a orientação da Arquidiocese. Este sistema permite, entre outras possibilidades, fazer um cadastro paroquial de dizimistas. Nós temos hoje cadastrados um total de 1.618 dizimistas, Assim distribuídos: - Comunidade Nossa Senhora do Rosário - Caeira - 181 dizimistas - Comunidade Nossa Senhora da Boa Viagem - Saco dos Limões - 448 dizimistas - Comunidade Nossa Senhora Aparecida - Limoeiro - 89 dizimistas - Comunidade São Pedro Apóstolo Costeira do Pirajubaé - 418 dizimistas - Comunidade São José Operário - Seta - 61 dizimistas - Comunidade Senhor Bom Jesus Cachoeira do Rio Tavares - 68 dizimistas - Comunidade Santa Catarina de Alexandria - Ressacada - 133 dizimistas - Comunidade Santa Rita de Cássia Carianos - 220 dizimistas. O número de habitantes estimado no território da paróquia é de 55.000 mil. Portanto, percebe-se um vasto campo aberto para o trabalho de evangelização com a Pastoral do Dízimo. O ponto de referência para trabalhar a prioridade do dízimo na paróquia são as Diretrizes da Pastoral do Dízimo da Arquidiocese de Florianópolis, que orientam sobre a diferença entre dízimo e oferta e deixam claro que o sustento normal da paróquia deve provir do dízimo. Todos os outros meios de manutenção da vida eclesial são supletivos. No final do ano de 2009 tivemos a visita do MEAC (Missionários para Evangelização e Animação de Comunidades) que realizou a Celebração da Partilha em cada comunidade e fizemos formação com as equipes do dízimo. Chamamos a atenção para o investimento em dois materiais muito importantes: O livro "Dízimo e Oferta na Comunidade" entregue a cada dizimista juntamente com o calendário do dízimo, esclarecendo e motivando o dizimista a

partir da fundamentação bíblica e pastoral. O livro "Dízimo Expresssão Forte de comunidade " que está orientando o trabalho das equipes do dízimo na organização, celebração, implantação e manutenção. 1.Cada liderança, participante de CPP, CPC, Pastoral, Movimento, Associação e Serviço, deve dar testemunho sendo dizimista. Nossa paróquia tem 8 CPCs, 12 Pastorais, 3 Movimentos, 2 Serviços, 3 Associações. Até o dia de hoje tivemos somente o retorno de: 1 CPC, 2 Pastorais, 2 Movimentos, 1 Serviço, 2 Associações. Cada coordenador de Pastoral, Movimento, Associação e Serviço da comunidade estão trazendo na secretaria paroquial a lista de nomes de seus membros para verificar a situação de cada liderança de seu grupo em relação ao cadastro de dizimistas e orientar para que todos dêem testemunho. Pastoral, Movimento, 2.Cada Associação, Serviço deve ter uma ou mais pessoas para ser membro da equipe da Pastoral do Dízimo da Comunidade. - Nas reuniões dos CPC`s estão sendo repassados alguns nomes das lideranças para serem membros da equipe do dízimo. a) As equipes do Dízimo das comunidades, bem como a equipe paroquial do dízimo deve orientar-se pelas "Diretrizes da Arquidiocese para Pastoral do Dízimo" e pelo livro "Dízimo - Expressão Forte de Comunidade". b)A equipe deve entregar mensalmente na secretaria da paróquia a relação das ofertas para atualização no sistema; (A data para entregar a relação dos valores devolvidos pelos dizimistas no mês é até o dia 15) c)A equipe deve atualizar os cadastros dos dizimistas que não possuem endereço completo afim de que o Pároco possa enviar correspondência para todos; d)Foi organizada uma lista com nomes, telefones e email dos coordenadores e membros da equipe do dízimo para valorizálos como Pastoral do Dízimo; e)Em cada missa/celebração da Palavra

que acontece nas comunidades nos finais de semana, deverá ter um plantão da equipe do dízimo (cadastro, calendário do dízimo, livro, texto bíblico no final da missa...), para motivar e conscientizar a comunidade; f) No sábado/ domingo do dízimo (segundo do mês) haja uma motivação e conscientização maior e uma integração da equipe do dízimo com a equipe de celebração; g)Cabe ao administrador econômico elarar o relatório da prestação de contas do dízimo; h) A equipe paroquial fará reuniões mensais.Haja também reuniões da equipe na comunidade. Haverá outros encontros de formação paroquial; 3.Conscientizar sobre o Dízimo e a Oferta. Fundamentação Bíblica e Pastoral nas Dimensões Litúrgica, Pastoral, Comunitária, Social, Missionária e Vocacional. - A equipe do Dízimo, auxiliada pelas lideranças das Pastorais, Movimentos, Serviços e Associações deve programar e realizar visitação nas casas. 4.De acordo com as Orientações Administrativas e as Diretrizes da Ação Evangelizadora da Arquidiocese de Florianópolis, o sustento financeiro da Paróquia deve ser feito através do Dízimo e Oferta. Lembramos mais uma vez o nº 27 das diretrizes da Pastoral do Dízimo da Arquidiocese: "Como o fiel é chamado a partilhar seu dízimo com a comunidade, esta deverá ofertar o dízimo de todas as suas receitas à paróquia. Esta, por sua vez, fará

o mesmo em favor da Arquidiocese." Assim o dízimo tem um destino certo, está direcionado para seis dimensões da obra evangelizadora: Dimensão Litúrgica, Pastoral, Comunitária, Social, Missionária e Vocacional.

LITURGIA 1.Formação para Lideranças Serão promovidos dois encontros de formação para as equipes de celebração e para as equipes dos ministérios de música. Dia 10 de julho na comunidade do Caeira e 04 de setembro na comunidade Saco dos Limões. 2.Orientações Básicas sobre Liturgia - A equipe Paroquial de liturgia juntamente com o Pároco irá elaborar um material com orientações sobre liturgia para todas as equipes de celebração e ministério de música da paróquia. 3.Ministério da Acolhida - Em todas as Missas e/ou Celebrações da Palavra haverá uma equipe exercendo o ministério da acolhida. CATEQUESE 1.Evangelizar família

a

Estamos implantando, fortalecendo e criando novos Grupos Bíblicos em Família com a participação das Lideranças, Pastorais, Movimentos, Serviços e Associações. Nosso objetivo é criar e manter GBFs por ruas e condomínios. 2.Visitação e Benção nas Casas Vamos preparar visitadores com participação das lideranças para fazer


5 Jornal Paroquial visitação e benção nas casas neste segundo semestre de 2010. 3.Comprometimento das lideranças das Pastorais, Movimentos, Serviços e Associações Estamos identificando lideranças para serem catequistas nas diversas etapas da catequese: Preparação para o Batismo, Eucaristia, Crisma, Matrimônio, Catequese com Adultos. Para assumir Ministérios na Comunidade.Para serem coordenadores de CPC`s, Pastorais, Movimentos, Serviços e Associações. AÇÃO SOCIAL 1.Fortalecimento da Equipe da Ação Social nas 8 (oito) Comunidades da Paróquia - Queremos ampliar a equipe da Ação Social nas Comunidades; elaborar e realizar projetos sociais, indo além do assistencialismo, integrando cada vez mais o trabalho da Ação Social Paroquial de Saco dos Limões com a ASA. 2.Formação para novos lideres da Pastoral da Criança - Vamos realizar mais um curso de capacitação neste ano de 2010 para líderes da Pastoral da Criança no segundo semestre. Estamos também vendo a possibilidade de elaborar e executar o projeto de cozinha industrial. 3.Movimento das Comunidades do Maciço Pirajubaé - A Diretoria da Ação Social Paroquial de Saco dos Limões, juntamente com representantes das Associações de Moradores, Conselhos Comunitários, Associações de pescadores, Associações de Catadores de Berbigão e outros de nossa região está programando para o segundo semestre uma reunião com o objetivo de articular o Movimento das Comunidades do Maciço Pirajubaé. Além das prioridades, destacamos como ações evangelizadoras muito importantes em nossa paróquia:

Jornal Paroquial O Jornal Paroquial tem grande importância na vida da paróquia. Além de dar visibilidade as ações e trabalhos pastorais, traz informações e reflexões que formam valores e nos faz crescer na evangelização. Ele amplia a capacidade de comunicação na paróquia. A informação sai do espaço das reuniões, formações, entre outros, e, chega nas casas, nos locais públicos (como comércios, repartições, etc) dando assim visibilidade a paróquia e ajudando a formar e informar pessoas que não estão no nosso convívio. A Paróquia do Saco dos Limões tem sido exemplo na edição de Jornal Paroquial que é elogiado por outras paróquias e por pessoas

que não participam no dia a dia e ficam felizes ao receber cada edição. Neste ano, agregamos a Palavra de nosso Pastor, Dom Murilo, que muito se alegra com iniciativas duradouras de comunicação nas paróquias. Outro ponto a destacar é a visibilidade que o Jornal tem dado ao Plano de Pastoral, trazendo sempre suas ações e as realizações das comunidades. Ano Sacerdotal Estamos fortalecendo a Pastoral Vocacional. Destacamos o ingresso de dois jovens da paróquia nos Seminários da Arquidiocese: Propedêutico (Camboriu) e Filosofia (Azambuja). O ingresso de uma jovem numa congregação religiosa.

Pastoral da Juventude Das oito comunidades da paróquia existem grupos de jovens em seis. Estamos realizando reuniões mensais com coordenadores e assessores para: Motivando a organização de grupos nestas duas comunidades; Preparando o encontro paroquial de jovens no dia 16/05; Preparando o retiro paroquial da PJ nos dias 09 a 11/07; Participando das atividades da comarca e da Arquidiocese.

Projeto do Patrimônio Paroquial - Aquisições de novos terrenos - Comunidade Nossa Senhora do Rosário - CPC Caeira - Comunidade São Pedro Apóstolo - CPC Costeira - Comunidade São José Operário - CPC Seta Reformas de Patrimônio - Comunidade Nossa Senhora da Boa Viagem CPC Saco dos Limões - Comunidade Santa Rita de Cássia - CPC Carianos Construções - Comunidade São José Operário - CPC Seta - Comunidade Senhor Bom Jesus - CPC Cachoeira do Rio Tavares e Comunidade Santa Catarina de Alexandria - CPC Ressacada.

Nosso site está de cara nova Nosso site está de "Cara Nova". O novo visual acompanha o padrão dos sites integrados ao site da Arquidiocese de Florianópolis. A proposta do novo site é permitir uma maior integração dentro da paróquia e uma informação mais abrangente, e servir como um instrumento de evangelização e Ação Social. A integração deverá ser realizada também entre as paróquias da Arquidiocese,

implementada através da criação de sites para as paróquias vinculados ao site da Arquidiocese (http://www.arquifln.org.br/), como é o caso do site da paróquia do nosso site. A idéia é permitir que as informações comuns e notícias sejam divulgados em todos os sites das paróquias simultaneamente, e o site/portal da Arquidiocese faria a ponte para esta integração, mantendo assim a unidade, e ao mesmo tempo evangelizando maior numero de pessoas. Desta forma, qualquer informação das paróquias estaria disponível também no site da Arquidiocese. Cursos de batismo, festas, reuniões pastorais, etc podem ser divulgadas em âmbito de Arquidiocese. Acesse: www.boaviagem.org.br

Cursos de artesanato para mulheres Ação Social da Capela Santa Rita de Cássia dá início aos cursos Desde o início de 2008, a Ação Social da Capela Santa Rita de Cássia, na comunidade do Carianos, tem promovido reuniões com o objetivo de implementar ações que promovam a valorização do trabalho das mulheres na comunidade. Para alcançar esta meta, que também tem o intuito de fazer com as mulheres possam colaborar na renda familiar, desde o dia 29 de abril já estão em andamento os cursos de artesanato, ministrados todas às quintas-feiras, das 14h às 17h, por professoras voluntárias da comunidade (agradecimento especial para Ilizete, Celina, Margot, Giza, Aurélia, Nilda e Joana). São oferecidos cursos de pintura em tela e tecido, crochê, tricot, madeira, vagonite, entre outros. Até o momento, 30 senhoras participam das oficinas, preenchendo o número total de vagas. "O objetivo geral é contribuir para que este trabalho envolva pessoas, tanto que desejam aprender quanto ensinar, num processo de integração e troca de experiências, repleto de alegria. Assim o conhecimento comunitário pode ser repartido junto do crescimento pessoal de cada participante", comenta Clélia Terezinha Morossino, uma das mentoras do projeto. Para a Ação Social da Capela de Santa Rita, a realização dos cursos também possui outro

GRUPO DE ORAÇÃO EL SHADAI Aconteceu no dia 16 de maio, em Florianópolis, o CENÁCULO DE PENTECOSTES. Evento promovido pela Renovação Carismática Católica, muito importante ao movimento, e que já acontece há muitos anos na Ilha. Neste dia estiveram reunidos no Santuário do Sagrado Coração de Jesus, nos Ingleses, os Grupos de Oração de nossa cidade,

importante papel: o de contribuir para que as mulheres envolvidas neste processo obtenham, de fato, um conhecimento mais aprofundado sobre as técnicas estudadas, garantindo desse modo a qualidade da confecção de peças artesanais. Ao final da realização dos cursos, no mês de outubro, será feito uma exposição dos trabalhos desenvolvidos pelas participantes, para mostrar a toda a comunidade o potencial de cada integrante. A Ação Social da Capela Santa Rita de Cássia agrade a todos que colaboram para que este trabalho continue sendo realizado e faz um convite para interessados em contribuir voluntariamente nesta iniciativa. As voluntárias responsáveis pelas Oficinas de Artesanato: Clélia, Ieda, Romilda. com a participação dos Servos do Grupo de Oração El Shadai (foto). Foi um dia muito especial, sendo que um dos carismas de nosso grupo está a vivência diária do Pentecostes, vivido em nossa Igreja em sua Liturgia, encerrando assim o tempo pascal.

GRUPO DE ORAÇÃO EL SHADAI COMUNIDADE SACO DOS LIMÕES Todas as segundas feiras as 20h00


6 Dízimo, Catequese, Liturgia, Ação Social

Noticias da Comunidade Santa Catarina de Alexandria - Ressacada

CONVITE PARA FESTA JUNINA Oh Mô Quiridu! Tu já sábixs u qui vai tê na Com. Sta. Catarina nu dia 12 di junho? Tu não sábixs? Ólhó-lhó, vô ti contá intão! Vai tê a festa junina, mô pombo! Muitu quentão, pinhão, pipoca, doces, boi de mamão, quadrilha (qui não é aquela qui assalta banco), casamento açoriano, pescaria, cançons... Uma montuera di coisa, istepô! Cunvida a parentada pra participá. I Pódi ficá tranqüilo, a festa é anoitinha, mas não vaixs ficá nu iscuro; ano passado o Augustinho, taxista lá da rodoviária, sigurô a pomboca da Maricota du Boi di mamão, gosto tantu, qui essi ano vai ficá alumiando a festa cum a pomboca, a noite todinha, todinha! Ohh Seu Anízu; uma côsa mô santo, será qui na pescaria a genti pode usá a tarrafinha?

SEMENTINHA DE JESUS "Porque as sementes de hoje, são os frutos de amanhã!" No jornal do mês de maio, fiz uma prévia sobre o Grupo de Evangelização Infantil Sementinha de Jesus e; esse mês tive vontade fazer uma entrevista com as coordenadoras Maria Rosinete (Nete) e Zuleidy (Zú) para saber mais sobre esse movimento que se inicia em nossa comunidade. PC: Quais foram às atividades realizadas nesse primeiro mês? Nete e Zú: As atividades foram teatros, confeccionamos "terços de dedo", participamos da festa de páscoa da comunidade... enfim, foram várias. PC: Vocês sentiram alguma dificuldade em "Evangelizar Brincando"? Ou as crianças estão aceitando com facilidade? Nete e Zú: A aceitação foi muito boa, estamos no caminho certo. PC: Ainda é muito cedo para falar em frutos; mas, vocês já perceberam alguma mudança nas crianças, desde que começaram a participar do grupo? Nete e Zú: Sim, sentimos mudança. As crianças gostam muito de ir ao grupo, elas falam muito bem do grupo aos seus familiares, passaram a participar mais das missas e inclusive, nos dia 30, fomos responsáveis pela liturgia da missa dominical. Foi uma bênção.

PC: O que vocês esperam para o próximo semestre e o qual mensagem vocês deixam aos leitores? Nete e Zú: Que mais crianças passem a participar do grupo; pois essa é a nossa meta, evangelizar. A mensagem que deixamos é: Pais, incentivem mais os seus filhos a participar da igreja, "Porque as sementes de hoje, são os frutos de amanhã!"

MISSA DO DIA DAS MÃES A comunidade Sta. Catarina de Alexandria, homenageou todas as mães, com uma Missa em Ação de Graças em comemoração ao Dia das Mães, no dia 09 de maio. Ao som de violão, todos cantaram e se emocionaram com a homenagem feita pelo grupo JOVE, que contou até com uma linda encenação. GINCANA DOS JOVENS É com muita alegria que no dia 06 de junho, a partir das 9h, os Grupos de Oração Jovem JOVE e RUAH, estarão realizando uma Gincana Pró - Retiro PJ. Além de inúmeras atividades recreativas, haverão atividades beneficentes, duas delas em prol ao HEMOSC, que receberão doações de sangue e plaquetas, como tarefas da gincana; o que é de muita valia para os irmãos que sofrem com algum problema e necessitam de sangue ou plaquetas para o seu tratamento. ENCONTRO DA JUVENTUDE - PJ

No último dia 16, ocorreu o encontro da Pastoral da Juventude, no Salão Paroquial. Estiveram reunidos aproximadamente 70 jovens e o JOVE marcou presença. O nosso Grupo JOVE fez um teatro belíssimo, abordando como tema: "A violência e o extermínio da juventude", fato que vemos todos os dias nos meios de comunicação e que muito nos preocupa. Uma Bênção de Deus, fiquei muito contente com a atuação dos nossos "atores"! Parabéns a todos que promoveram esse evento e principalmente aos jovens que estiveram presentes. Que Jesus e Nossa Senhora estejam sempre junto de vocês. Fonte: Lucas dos Santos.

Jornal Paroquial

União de catequistas aos pais e mães na catequese da comunidade Foi uma noite favorável! Assim uma das mães avaliou o encontro de pais e mães da Catequese de Eucaristia da Comunidade Nossa Senhora do Rosário, enquanto alguns pais faziam suas inscrições para melhor se integrar na comunidade. Como foi linda e proveitosa a participação dos Pais e de muitos filhos e filhas no encontro de oração e diálogo pessoal com Maria. Vocês são abençoados, pais, mães, que ensinam filhos e filhas a participar e a se integrar na comunidade de fé, e fazer a experiência de Deus Felizes as famílias cujos pais CULTIVAM a consciência que não é suficiente levar os filhos e filhas à pia do Batismo, mas precisam explicar, motivar e conduzi-los no caminho da Comunidade, das celebrações dominicais para a Palavra de Deus e para a Vida Cristã. Participar das celebrações e servir-se dos Sacramentos da Igreja é ter à disposição a fonte da Maior riqueza - A unidade com o Senhor. O agito do mundo não permite mais esta consciência. É feliz quem consegue manter a prática. Muito animador ver pessoas dispostas a ajudar na pastoral da Catequese. Parabéns às novas Catequistas Cida e Eliete. Mantenham seu coração ardente para o bom desempenho desta Missão da Igreja de Cristo. Com força da Fé e com clareza de inteligência repassem

aos outros a experiência pessoal que têm de sua relação com Cristo e com sua Igreja. Parabéns para as incansáveis Bernardete, Sibila, Norma, Eliete, Elisete e Vilma pela perseverança na caminhada. Saudamos também seus familiares agradecendo a compreensão por toda vez que admitem e até desejam que as esposas e mães saiam de casa para tarefa tão abençoada. Você Leitor ou Leitora não ouve em seu coração um chamado para ser Catequista? Em todos reine a certeza de que o melhor que temos em nosso coração nós devemos ao Senhor da Vida. A gratidão é nosso melhor sentimento e a Fidelidade, nosso anseio maior. Fonte: Pastoral da Comunicação - Caeira do Saco dos Limões.

AÇÃO SOCIAL DO MAVC No dia 24/04 realizamos a nossa Ação Social. Foi uma visita ao Asilo Irmão Joaquim. O asilo abriga 38 idosos entre homens e mulheres. Foi uma tarde abençoada onde levamos as nossas doações e também o lanche para os idosos naquela tarde. Além das doações que são necessárias e essenciais levamos algo especial, o nosso carinho e nossa dedicação durante o tempo que lá passamos. Outro momento marcante foi o de podermos compartilhar as histórias de vida emocionantes de alguns dos idosos. Obrigado a todos que participaram fazendo suas doações. RETIRO DE NOVOS 2010 O Retiro de casais novos, para o Movimento Água Viva Casais será realizado nos dias 02, 03 e 04 de julho, pedimos a todos os membros da paróquia para divulgarem e convidarem os casais para participar. Será um final de semana maravilhoso, onde os casais poderão refletir sobre a vida a dois. Esperamos vocês de bracos abertos. Interessados procurar os casais do MAVC.

15ª Festa do Divino Espirito Santo na Comunidade Senhor Bom Jesus A Comunidade do Senhor Bom Jesus vai realizar nos dias 05 e 06 de junho de 2010, a 15ª Festa do Divino Espirito Santo, na rua Divino Espirito Santo. A saída do Cortejo Imperial será no dia 05 ás 19:00hs da casa do Casal Imperador Eunice e Vilson Amaral. Logo após missa na Igreja haverá um grandioso bingo com serviços de bar e cozinha.

No dia 06 o Cortejo saíra da casa do Casal Imperador ás 09:00 hs e seguira até a Igreja, após a missa haverá um delicioso almoço e as 14:00 hs Bingo e outras atrações. A Comunidade do Senhor Bom Jesus conta com a sua presença! Particpe da grandiosa Festa do Divino Espirito Santo.


7

Jornal Paroquial

Reunião do CPC Aconteceu, no dia 13 de maio, a a reunião do Conselho Pastoral da comunidade Nossa Senhora do Rosário (CPC). A reunião do CPC é o momento mais importante da vida da comunidade. Nela e por ela, os representantes de todas as Pastorais e Movimentos e todos os que participam da vida da comunidade são representados e têm VEZ e Voz para refletir, pensar e decidir sobre seus encontros, celebrações e sobre as ações da vida de fé. Na reunião da CPC, há o momento de reflexão sobre temas que interessam à vivência da comunidade, de analisar as ações e critérios em relação à Liturgia, do resultado e destino dado ao fruto da generosidade dos participantes, e sobre as prioridades que devem ser dadas, assim como as metas e métodos das muitas ações. Do ponto de vista pastoral, participar da reunião do CPC é dispor-se a ouvir a Igreja e ao próprio Jesus Cristo. Segundo Ele mesmo, "onde dois ou mais estiverem unidos em meu nome, aí estarei entre eles" (Mt 18,20). Isto quer dizer, a Igreja se estabelece e se desenvolve "onde dois ou mais estiverem unidos" na intenção de Cristo. Do ponto de vista da Evangelização, a reunião do CPC é momento catequético essencial, onde acontecem o estudo, as decisões e os métodos de ação para que o Corpo de Cristo - a Comunidade - se constitua, se manifeste e caminhe. Do ponto de vista do Amor, e o amor é a base e a culminância da Igreja, é na reunião do CPC que todos,pessoalmente ou por representação, podem se manifestar, podem decidir pelo que é

melhor para si e para os seus para as relações com Deus, com a comunidade e com toda a Paróquia. E a paróquia é a comunidade base na grande Comunidade que é a arquidiocese presidida pelo Senhor Bispo. Do ponto de vista administrativo, na CPC a comunidade mostra, defende e faz sua adesão quando à forma de administrar seus procedimentos, de estar ligada à Comunidade Paroquial. A Comunidade Paroquial, por sua vez, obedece as Diretrizes da Diocese, que também segue normas e Diretrizes da Igreja Católica do Brasil (CNBB). Então, a vibração pelo mês de maio, por ser mês de Maria, mês das noivas, da Libertação dos negros, do Pentecostes e também da reunião do CPC. Maria do Rosário, abençoa nossas lideranças, todos os participantes, os coordenadores da Paróquia. Te pedimos,Virgem Santa, e ao Divino Espírito, que nos conduzam pelos caminhos que julgamos oportunos para nossa caminhada. Fonte: Pastoral da Comunicação Comunidade do Caeira do Saco dos Limões.

Encantamento pela eucaristia por Maria Neste mês de Maria, Maio, a Tarde Paroquial de Oração foi no dia quinze, sábado, nas dependências do CPP. Na tarde, foram assessoras três senhoras da Equipe do Padre Carlos Viana (jesuíta): D. Milene (Paróquia da Trindade), D. Fátima (Paróquia São José) e D. Aparecida (Santo Antônio). Em quatro momentos, três de meditação silenciosa e um de partilha, a tarde se tornou curta pelo Fruto aprazível alcançado, na união com o sobrenatural e pelos diálogos com Maria. Os temas escolhidos constituem trechos da Encíclica do Papa João Paulo II sobre a Eucaristia - Ecclesia de Eucharistia - na parte em que ele apresentou, pela primeira vez na História da Igreja, a íntima relação de Maria com a Eucaristia: I.Maria, Mulher "Eucarística". II.A dimensão sacrifical da Eucaristia e da Vida. III.União e Presença, a Eucaristia e nossa espiritualidade. O quarto momento, a partilha da Experiência vivida, revelou o que cada participante viveu intensamente nos momentos, porém pode manifestar apenas o que considerou "mais forte" para si. Um dos presentes afirmou: "vale a pena ter Maria como guia da nossa relação com a Eucaristia porque Ela nos sugere o caminho: 'Façam tudo o que Ele vos disser'" (Jo 2,5). Outra participação revelou o aprofundamento da fé: "Não devo ter dúvidas. Se Cristo pode transformar a água em vinho, também podia se transformar no Pão da Eucaristia. A Igreja, na missa, atualiza para nós esse prodígio realizado por Jesus Cristo".

Porém, Maria se fez Estrela na maioria dos diálogos, como nesta partilha, que pode ser adotada como Salmo rezado na Tarde de Oração: - "Na minha vida tive muitos momentos de fraqueza, mas, ao contemplar Maria aos pés de Jesus, levantei-me e continuei a caminhada. - "Fazei o que Ele vos disser!" Ela disse. É mais fácil fazer a minha vontade do que a vontade do Senhor. - Nos murmúrios do mundo de hoje, achamos pouco tempo par orar em silêncio. Sinto falta de orar a sós, meditando a vida de Maria. - Nas horas de aflição, ajuda-me, ó Mãe! - Nas horas de saudade, me envolve, ó Mãe! - Nas horas de tristeza, me acolhe, ó Mãe! - Nas horas felizes, te agradeço, ó Mãe!.Mãezinha, quero te saudar, quero te aclamar e quero te contemplar.Para, assim, rezar e dizer que te amo, ó Mãe!" A admiração de todos pelos que participaram! Você, leitor/a, curta a riqueza de estar unido/a com Deus e com sua Igreja pela Experiência prodigiosa da Oração. A todos o convite para a próxima Tarde. Será na Comunidade do Limoeiro, dia 26 de junho. "A Oração Pessoal é o segredo íntimo para o sucesso nos empreendimentos pessoais e comunitários. A condição de a oração atingir seu motivo é que ela esteja nos Caminhos do Pai". Fonte: Pastoral da Comunicação

Ano Sacerdotal chega ao fim O Papa Bento XI convocou para a Igreja universal um "Ano Sacerdotal", por ocasião do 150º aniversário da morte do Santo Cura de Ars, a quem proclamou como padroeiro de todos os sacerdotes do mundo. O ano sacerdotal termina no dia nove de Junho. O tema escolhido para o Ano Sacerdotal foi "Fidelidade de Cristo, fidelidade do sacerdote". O Papa abriu solenemente o Ano Sacerdotal, com uma celebração de Vésperas, no dia 19 de Junho de 2009, na Solenidade do Sagrado Coração de Jesus e Dia de Santificação Sacerdotal.

O encerramento será celebrado com um "Encontro Mundial Sacerdotal" na Praça de São Pedro. O objetivo deste ano foi segundo o Papa Bento XVI , "ajudar a perceber cada vez mais a importância do papel e da missão do sacerdote na Igreja e na sociedade contemporânea". Acompanhe abaixo uma breve entrevista com o Pe. Caon, sobre o ano sacerdotal 1.Pe Caon, estamos proximos ao encerramento do ano sacerdotal, na sua opinião qual foi o objetivo do Sumo Pontífice ao instituir o Ano Sacerdotal? Pe. Caon: Despertar em todos os fiéis, todos os batizados, que pelo Batismo, participam do Sacerdócio de Cristo pelo sacerdócio comum dos fiéis. Cada cristão é convidado

a ser discípulo e missionário do Senhor. Também foi um novo despertar da Igreja para mais orações e um maior empenho na promoção das vocações sacerdotais. Foi também um convite para cada sacerdote reavivar o dom de Deus recebido como padre. Renovar sua fidelidade a exemplo de Cristo fiel ao Pai. 2.O Ano Sacerdotal teve início no mesmo dia da Solenidade do Sagrado Coração de Jesus, quando a Igreja comemorou 150 anos da morte de São João Maria Vianney. Quais virtudes de Cura d'Ars os padres devem tomar como exemplo a ser seguido? Pe. Caon: Vida de oração, humildade, zelo pastoral, valorização de cada pessoa, criatividade, atenção especial aos mais pobres, entre outras... 3. As famílias estão preparadas para

formar vocacionados ao sacerdócio? Pe. Caon: Em parte. Muitas famílias que participam da comunidade estão mais conscientes. Mas outras tantas passam por dificuldades e precisam ser ajudadas e orientadas e é neste trabalho que a comunidade pode também despertar vocações. 4.No encerramento do Ano Sacerdotal qual os frutos que o senhor sente para sua vida como padre e para a vida da comunidade paroquial? Pe. Caon:Para minha vida uma renovação do compromisso assumido com Deus e com a Igreja. Para a paróquia, o despertar de dois vocacionados para o seminário e a colaboração dos paroquianos na Pastoral Vocacional.


8

Dízimo, Catequese, Liturgia, Ação Social

Jovens debatem sobre a violência e extermínio da juventude No dia 16 de maio do corrente ano, a Pastoral da Juventude (PJ) da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem, se reuniu para uma tarde de formação. O Movimento Água Viva Jovem (Matriz) e Via Christi (Caieira) acolheram com carinho os mais de 70 jovens participantes do encontro. O tema trabalhado foi a Campanha Nacional pelo fim da violência e extermínio da Juventude, promovida pela PJ do Brasil. Os jovens Gelson Nezi e Fabiana Gonçalves assessoraram as discussões do assunto abordado. A participação foi animadora. Para iniciar a tarde, o Grupo JOVE, da Ressacada, apresentou um teatro muito interessante sobre a violência nos dias atuais, e sobre as atitudes que devemos ter frente à essas situações de violência. O teatro apresentou as palavraschaves: Justiça, Educação, Solidariedade, Unidade e Segurança como ações estratégicas para a construção de uma cultura de paz. O teatro ainda provocou a reflexão: "Onde pões a tua confiança?" (CF 2009) Na policia, na sociedade ou em Deus? Ao término os jovens passaram a mensagem de que a paz e a justiça devem ser construídas por todos, de maneira organizada.

O grupo de canto do Movimento Elo Jovem, da Costeira, animou a tarde com cantos e músicas alegres, o que proporcionou a integração da juventude. O tema foi todo trabalhado a partir da realidade das comunidades, em pequenos grupos, os jovens conversaram sobre: a) o perfil do jovem presente nos bairros; b)quais os tipos de violência que encontramos nas nossas comunidades e c) quais os locais onde a violência está mais presente. Com todas essas informações, os assessores trouxeram a reflexão sobre o papel da Pastoral da Juventude frente ás situações que ameaçam a nossa juventude.

Como compromisso de contribuir com a construção de uma cultura de paz, cada grupo jovem apontou ações concretas que serão realizadas nas suas comunidades para a diminuição da violência: - Buscar o diálogo com os diversos grupos sociais da comunidade (futebol, Igreja, escola, associações comunitárias) e criar alternativas junto a juventude; Buscar aproximação com os jovens que estão mais vulneráveis (drogas, violência, etc.) para uma mudança de vida; Cursos e Oficinas de Musica, teatro e outros para a juventude da comunidade; Ação integrada nas Escolas do bairro, envolvendo um número maior de jovens na campanha; Atividades de rua (pedágio, caminhadas, etc.) conscientizando sobre a violência contra a juventude e a construção de uma cultura de paz; Estudo do tema nos grupos de jovens, com vídeos, livretos e dinâmicas. Ao término, o Grupo Jovem Ruah, do Carianos, motivou uma oração final, por meio de uma vela (luz de Jesus) cada grupo jovem reafirmou seu compromisso com a campanha e com uma vida melhor para a juventude. Destacamos ainda, a contribuição e generosidade das catequistas e mães dos jovens do Movimento Água Viva Jovens, do casal Luci e Osmarino na preparação de um saboroso lanche da qual a meninada pode desfrutar. Pe. Caon, sempre animando a caminhada da juventude, esteve presente em todo o encontro, contribuindo com falas e nas discussões dos grupos. Os jovens avaliaram como positivo esse momento, pois além de promover a integração, fortaleceu a caminhada da PJ em nossa Paróquia. O encontro deixou um gostinho de "quero mais", sinalizado pelos jovens na avaliação. Fica a certeza de que a juventude tem muito que oferecer em nossa caminhada pastoral, e que a PJ é uma ferramenta importante no protagonismo juvenil e na construção de adultos conscientes e envolvidos com a construção de uma cultura de paz.

Fonte: Carla e Donizeti Guimarães Assessores da PJ Paroquial

Festa do Sagrado Coração de Jesus na comunidade Matriz Saco dos Limões. Confira a programação: 18/06(sexta-feira) Adoração ao santíssimo às 19:00h; 20:00h Santa Missa. 19/06 (sábado) 18h missa na Matriz e Bingo 20/06 (domingo) 9::00h Procissão em seguida Santa Missa; 12h almoço..

Jornal Paroquial

Fato e Foto

O CPC do Bom Jesus em reunião no dia 21/05/2010 refletindo a vida da comunidade à luz do Plano Paroquial de Pastoral

Pastoral da juventude em noite de balada

O grupo de jovem Ruah, da comunidade do Carianos, promoveu no último dia 24 de abril uma festa para os demais grupos de jovens da Paróquia. A festa teve como objetivo a integração entre os Pejoteros, proporcionandolhes uma balada cheia de música, luzes, gente animada, num ambiente saudável sem bebidas alcoólicas e cigarros, ao som do DJ Fabiano. Algumas lideranças da comunidade auxiliaram nos serviços de cozinha e bar; também contribuíram com a festa algumas "mamães e vovôs". Apesar da chuva que caiu durante todo o dia, alguns jovens não se abateram, capricharam no visual e aproveitaram a noite. A festa contou com a presença de 60 jovens dos grupos JOVE (Ressacada), ELO JOVEM (Costeira) e RUAH (Carianos). Foi um momento bonito, onde a juventude se divertiu bastante, mostrou que dançar de "cara limpa" e de maneira saudável é sempre muito divertido! Fonte: Donizeti Mendes Guimarães Carla C. de Oliveira Guimarães Assessores da Pastoral da Juventude

01 -20h - Reunião Paroquial de Liturgia CPP - Sala 1 02 - Início da Visita aos Doentes nas Comunidades 03 - 09h - Corpus Christi - Missa Paroquial - Igreja Matriz 03 -15h -Reunião com a Assessoria da PJ CPP/Sala 1 04 -20h - Reunião de Assessoria MAV-C CPP/Sala 1 04 a 06 -FESTA DO DIVINO ESPÍRITO SANTO - CPC - Cachoeira 07 -08:30h -Reunião Coordenação e Assessoria do CPP 08 - 20h - Reunião Paroquial Pastoral Familia - CPP - Sala 1 08 - 20h - Reunião Coordenação Paroquial com Dirigentes MI - CPP - Sala 3 09 - 20h - Reunião Geral dos Ministros da Comunhão - CPP - Sala 1 11 - Encontro dos Presbíteros com o Papa Roma/Itália. 11 - Dia de Oração pela Santificação dos Sacerdotes e Encerramento do Ano Sacerdotal 11 - 20h Reunião Geral MAV-C -CPPAuditório 12 - 14h - Encontro de Preparação de Pais e Padrinhos -Equipe Batismo -CPP Auditório 12 - 16h - Batizado na Matriz 13 - 19:30h - 44 Anos da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem - Igreja Matriz 14 - 20h - Reunião do Conselho Comarcal de Pastoral da Comarca da Ilha Colégio Catarinense 18 a 20 - FESTA DO SAGRADO CORAÇÃO DE JESUS CPC S a c o dos Limões 19 -Encerramento do Ano Sacerdotal Pastoral Litúrgica - Igreja Matriz

19 - 20h - Festa Junina MAV-C C P P / Salão 22 -Reunião Coordenação Paroquial de Catequese - CPP - Sala 1 23 - Reunião Ação Social Paroquial CPP - Sala 2 24 - 20h - Reunião Paroquial do Dízimo Pastoral do Dízimo - CPP - Sala 3 25 - 15h às 17h - Reunião da Cúria Legião de Maria -CPP - Auditório 25 - 20h - Reunião de Assessoria MAV-C CPP - Sala 1 26 - 14h - Tarde Paroquial de Oração e Espiritualidade - Limoeiro 26 - 16h - Batizado na Matriz 27 - 14h às 17h Sarau dos Praesidia Legião de Maria - CPP - Auditório 29 - 20hReunião Geral do Movimento de Irmãos - CPP - Auditório

Jornal da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem Junho/2010  

Jornal Informativo da Paróquia Nossa Senhora da Boa Viagem Edição 37, Junho de 2010

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you