Page 36

torna-se evidente a necessidade de uma de metodologia de trabalho adequada para a pesquisa e leitura de tendências nas mídias sociais, conforme veremos a seguir. Netnografia

Participação e observação cultural: essa é a base do trabalho dos coolhunters, que buscam reconstruir com profundidade cenários culturais. Nesse sentido, esses profissionais bebem de algumas técnicas da Antropologia, que auxiliam na identificação dos (futuros) padrões buscados.

estuda as culturas e comunidades on-line emergentes, mediadas por computador, ou comunicações baseadas na Internet, onde tanto o trabalho de campo como a descrição textual são metodologicamente conduzidas pelas tradições e técnicas da Antropologia cultural”. (Kozinets, 1998)

A Etnografia Digital exige procedimentos específicos, a depender dos objetivos e dos campos que estejam diante do pesquisador³. Nesse sentido, ela também solicita por vezes uma aproximação com outras metodologias, a exemplo dos aparatos fornecidos pela Análise de Conteúdo, Análise do Discurso A Antropologia construiu-se, etc. Tudo isso será avaliado de acordo com os historicamente, como o estudo casos em que a Netnografia será empregada. do outro, entendido como outra sociedade, outra cultura, outro grupo social, enfim, aquele que se comporta de forma diferente. A antropologia é usada para conhecer e entender a nível mais profundo os comportamentos, dinâmicas, motivações e práticas dos diferentes grupos sociais. (Fioravanti, 2002)

36

Kozinets (1997) apontou que a Etnografia Digital pode ser usada de três formas:

• Metodologia para estudar ciberculturas e comunidades virtuais puras4; • Metodologia para estudar ciberculturas e comunidades virtuais derivadas5; • Ferramenta exploratória para estudar A Etnografia, que constitui uma área da diversos assuntos. Antropologia, é um método de investigação o autor define quatro especialmente indicado na identificação Além dos usos, 6 de tendências. Além de propor diferentes procedimentos que compõem a Etnografia técnicas para a coleta de dados (entrevistas, em sua versão digital: observação e documentos), resultando em descrições narrativas (com eventuais fotos, a) Entrée cultural - Constitui a preparação gráficos etc.), ela compreende a realidade para o trabalho de campo, em que são a partir de um viés cultural, em que o definidos os objetivos, tópicos, grupos e pesquisador mergulha no campo de trabalho, espaços onde será realizada a pesquisa, além das ferramentas que serão utilizadas para o a fim de mais bem compreendê-lo. armazenamento dos dados; A partir da necessidade de estabelecer b) Coleta e análise dos dados – Constitui pesquisas em ambientes online, Robert ao momento em que o pesquisador obtém Kozinets cunhou a expressão ‘Netnografia²’, os dados e, após contextualizá-los, realiza a que constitui “uma descrição escrita interpretação deles, transformando-os em resultante do trabalho de campo que informações.

#MidiasSociais: Perspectivas, Tendências e Reflexões  

Ebook organizado pelos sócios da agência PaperCliQ (Marcel Ayres, Renata Cerqueira e Tarcízio Silva) em parceria com Danila Dourado. Com o i...

#MidiasSociais: Perspectivas, Tendências e Reflexões  

Ebook organizado pelos sócios da agência PaperCliQ (Marcel Ayres, Renata Cerqueira e Tarcízio Silva) em parceria com Danila Dourado. Com o i...

Advertisement