Page 1


2


Editorial Expediente DIREÇÃO Paschoal Sabatine paschoal@topbrasileditora.com.br

O marketing de volta ao passado Sabe aquela

situação, alguns já vivenciaram outros ouviram as histórias, de

que os donos do armazém, da birosca e da farmácia do bairro tratavam os clientes PUBLICIDADE Marco Aurélio vendas1@topbrasileditora.com.br (11) 3271-5867 JORNALISTA RESPONSÁVEL Lia Freire (MtB 30.222) redacao@topbrasileditora.com.br PROJETO GRÁFICO, DIAGRAMAÇÃO Cristiana Lacutissa (ClStudio) (11) 3589-5381/ 2749-0738 Whats App (11) 9 96047300 producao@topbrasileditora.com.br CAPA - Patricia Chammas patriciachammas@yahoo.com.br ADMINISTRAÇÃO Av. Alcântara Machado, 924 cj. 03 – Brás CEP 03102-001 – São Paulo Fone (11) 2306-1246 www.topbrasileditora.com.br

pelo nome, sabiam os seus gostos, entendiam suas necessidades e criavam uma relação afetuosa, que extrapolava os negócios? Pois bem, sem saber estes comerciantes já praticavam o H2H - marketing humanizado, que recentemente voltou à cena, com a proposta de criar com os clientes, uma relação humanizada, sensível e personalizada. “O marketing H2H estabelece relações mais humanas com o consumidor, focadas no respeito, em elos emocionais e cada vez mais no atendimento personalizado. Os negócios podem não ter emoções, mas as pessoas têm e elas gostam de ser incluídas em algo que considerem maior que a sua própria existência”, enfatiza Ana Vecchi, diretora da consultoria Vecchi Ancona – Inteligência Estratégica, que trata sobre o tema nas próximas páginas.

E quem não se deparou com alguma peça ou objeto produzido em E.V.A? Em evidência, o material é versátil e flexível e vem sendo amplamente usado em diferentes áreas, ganhando as mais distintas versões, apresentadas nesta edição da revista Papelaria & Negócios. Por falar em produto versátil, mapas mundi e globos terrestres, importantes instrumentos de estudos, em suas versões mais elaboradas e sofisticadas ganharam ares de peças decorativas, confira algumas das inúmeras opções disponíveis.

Completamos a edição de maio com as novidades e tendências em categorias A Revista Papelaria e Negócios é uma publicação mensal da Top Brasil Editora dirigida a lojistas e fornecedores de artigos para papelaria e informática. Circulação nacional.

O conteúdo dos artigos e as declarações textuais contidas nas reportagens da Revista P&N são de responsabilidade dos articulistas e entrevistados.

4

como pastas, réguas e itens para desenhos técnicos. São mercados maduros, que não abrem mão da qualidade, investem em variedade, funcionalidade e, muitas, muitas cores.

Boa Leitura!


Sumário

6 Entrevista Categoria de Produto

14 Novidades 22 Tendência 26 Lançamentos 30Seções

10


Entrevista

H2H O marketing

humanizado

Criar uma relação humanizada, sensível e personalizada, atendendo as necessidades dos clientes, fazendo-os arrepiar, comentar, prestar atenção e não simplesmente criar soluções para vender produtos e serviços. Esta é a proposta do marketing H2H Depois do mercado investir no Business to Business (B2B) e no Business to Consumer (B2C) é a vez do Human to Human (H2H), focado no elemento humano e suas necessidades. Se, por um lado, este é o futuro do marketing, por outro pode-se afirmar que ele volta ao passado, olhando um a um, mas se apoiando à tecnologia do presente e do futuro. O big data favorece o reconhecimento de cada indivíduo e possibilita saber quem é quem, do que os consumidores gostam, o que compram, com que frequência, entre outros aspectos, podendo ser utilizado para reesta“O marketing H2H tem o propósito de causar individualidade de marca, criar conexão e, por consequência, fidelizar”, Ana Vecchi.

6

belecer o equilíbrio na relação entre o marketing e o social. No passado, os gerentes sabiam os nomes dos clientes e suas características pessoais, familiares, expectativas, gostos etc. Com a divisão de categorias B2B e B2C as pessoas passaram a ser números e estatísticas,


as campanhas passaram a focar em produtos e seus atributos, o life style vem sempre de forma exuberante e o consumidor talvez tenha ficado confuso com tantos adjetivos e a ‘felicidade’ que é vendida, não é compatível com a realidade dele. Os negócios podem não ter emoções, mas as pessoas têm e elas gostam de ser incluídas em algo que considerem maior que a sua própria existência, gostam de sentir e de perceber que as marcas estão trabalhando para satisfazê-las. No marketing H2H a abordagem do aspecto sentimental das pessoas é um diferenciador e faz com que o potencial consumidor se identifique com a marca. Nesta entrevista, Ana Vecchi, diretora da consultoria Vecchi Ancona – Inteligência Estratégica trata sobre o tema. Revista Papelaria & Negócios - Qual é o conceito do marketing H2H? Ana Vecchi- O marketing costumava ser dividido em duas categorias: de empresas para empresas, chamado de Business to Business (B2B) ou de empresas para consumidores, conhecido como Business to Consumer (B2C). Isso ocorreu para distinguir as especificações, audiências e segmentos, em um esforço para melhor dividir os grupos de pessoas que consomem a mensagem da marca. Atualmente, o marketing caminha para se tornar one-to-one, com soluções para coletar e big data para oferecer experiências mais personalizadas. Social e marketing devem trabalhar juntos para personalizar conversas individuais, assim como entregar experiências que pessoas com os mesmos valores possam se beneficiar. Isso é o que o social e o digital nos deram e agora humanos interagem e se sentem mais compelidos a agir. O objetivo do H2H (Human to Human) é o de estabelecer relações mais humanas com o consumidor, focadas no respeito, em elos emocionais e cada vez mais no atendimento personalizado.   Revista Papelaria & Negócios - Já que estamos falando de um marketing “humanizado”, quais são as atuais necessidades humanas? Ana Vecchi - A verborragia (o uso de uma quantidade excessiva de palavras) dos atributos de produtos cansou os consumidores, que rapidamente zapeiam e mudam de canal; trocam de loja; mudam a estação do rádio, substituem marcas; entre tantas outras ações quando “aquilo” já não faz mais sentido a eles. A linguagem fria e mecânica deixou de ser futurista e não atrai mais. O simples em todos os contextos está em evidência. Prioriza-se a comida caseira e orgânica; o suco detox; os carros compactos; a bicicleta voltou a ser valorizada; as roupas devem ser confortáveis, os cabelos soltos e livres de chapinhas e secadores, os cachos


Entrevista

dos afrodescendentes finalmente valorizados, passando a ser como a propaganda de margarina – ensolarado, sorridente e o casal de idosos dançando. Tudo deve-se voltar ao atendimento e interativi-

“O marketing H2H est abelece relações mais humanas com o consumidor, focadas no respeito, e m elos emocionais e cada ve z mais no atendimento persona lizado.”

dade com o cliente, por todos os canais existentes, e que seja eficiente! Reforço que, a meu ver, a nomenclatura H2H não é nova, mas está em evidência.

Ana Vecchi - Como mencionei na questão anterior, a tecnologia vem

Volto a dizer que os nossos pais e avós já presen-

proporcionando novas possibilidades de retomada na relação com os

ciaram este marketing e esta relação humanizada,

consumidores através do mapeamento dos comportamentos atuais. En-

quando eram chamados pelo nome, quando os seus

tendendo como se comporta o consumidor e o que ele quer, torna-se

fornecedores ou marcas os reconheciam e sabiam

possível esse marketing mais próximo. No entanto, é preciso cuidado por

identificar suas preferências. A tecnologia trouxe

parte das marcas, pois a barreira entre H2H e B2C é tênue e um exagero

de volta a possibilidade das empresas mapearem

pode transformar toda a relação. O consumidor demonstrou necessidade

seus clientes e comportamentos atuais. A massifi-

de se sentir único às vistas de uma marca. Ele não quer representar ‘todo

cação está dando lugar a um relacionamento mais

mundo’. Neste caso, o ‘ser’ representa mais que simplesmente ‘ter’ e para

cuidadoso e valorizado, porém os consumidores

ter é preciso valer muito à pena, pois significa um posicionamento, uma

não são tolos e sabem cada passo que as marcas

atitude. A voz humana substituiu a eletrônica. Está claro que não quere-

estão dando para abocanharem uma fatia das suas

mos robôs dizendo o que precisamos fazer e que tecla devemos apertar.

carteiras ou cartões de crédito. São poucas as que

                                                                                                                                                                         

demonstram carinho pelos sentimentos e sensações

Revista Papelaria & Negócios - Quais são os benefícios em traba-

dos clientes, que dizem “Estou te ouvindo”; “Eu sei o que você quer”; “Eu sei o que você precisa”; “Eu sei do que você gosta”. Estas, sim, estão fazendo H2H.

lhar com esta vertente de marketing? Ana Vecchi – Desenvolve elos emocionais e empatia, fala ao coração do consumidor, demonstra sensibilidade e apelo, marca na memória, por-

tanto, causa individualidade de marca, cria conexão e, por consequência,

Revista Papelaria & Negócios - Embora não

fideliza. São muitos os exemplos de campanhas que poderemos citar que

seja uma nomenclatura nova, por que agora este

seguiram esta vertente, tais como: “Não Esqueça a Minha Caloi” e o “O

tipo de marketing voltou a estar em evidência?

Primeiro Sutiã a Gente Nunca Esquece.” Revista Papelaria & Negócios - Como o comércio pode trabalhar com este tipo de marketing? Ana Vecchi – Para criar uma relação humanizada, sensível e personalizada é fundamental aplicar ao marketing uma proposta que atenda demandas e necessidades dos clientes. E, como já mencionei, que os faça arrepiar, comentar, prestar atenção e não apenas apresentar, oferecer e criar soluções de vendas. Atualmente, as campanhas do ‘O Boticário’ têm

“A massificação está dando lugar a um relacionamento mais cuidadoso e valorizado.”

8

feito isso com maestria. Revista Papelaria & Negócios - O consumidor mudou ao longo dos anos, sendo assim, por que trazer de volta um marketing usado antigamente? Ana Vecchi – Exatamente porque ele cansou da massificação e de se


sentir igual a todos. Até no quesito tecnologia os smartphones sugerem que o consumidor personalize sua tela de celular. Revista Papelaria & Negócios - Em quais ocasiões as vertentes do marketing B2B e B2C devem ser usadas? Quando optar pelo H2H? Ana Vecchi – Há vários autores defendendo que o B2B e B2C vão deixar de existir ou já deixaram. Mas, acho radical este raciocínio. O B2B direciona

Revista Papelaria & Negócios - O que se espera do marketing H2H? Ana Vecchi – Inovação na comunicação, no posicionamento das marcas e atitude diferenciada. Revista Papelaria & Negócios - Que mensagem você deixa para o mercado?

suas ações às empresas, embora estas sejam construídas, geridas e tocadas

Ana Vecchi – Repense o marketing, o cliente e

por pessoas, neste ambiente prevalece o comportamento business, onde

a comunicação são vitais para se manter conheci-

metas e índices de crescimento são imprescindíveis; situação que se difere

do, reconhecido e, acima de tudo, lembrado com

quando o foco é no ser humano, nos seus momentos de lazer com a família,

carinho e respeito. Esta será a diferença na hora da

por exemplo. São linguagens distintas, mesmo que mais humanizadas. Não

decisão da compra. O marketing deve deixar de ser

podemos abandonar o marketing B2B, porque há empresas vendendo para

commodity e copiado. Cada indivíduo é único, assim

empresas. A maneira de lidar com esta categoria é que está mudando, mas

como cada consumidor. O desafio está em criar co-

daí deixar de existir há uma grande diferença. O objetivo do H2H é criar

municação a todos aqueles que ao assistirem uma

relações mais humanas com o consumidor, com foco no respeito e elos

campanha, sintam como se estivéssemos falando só

emocionais. A defesa do atendimento personalizado existe desde quando

para ele ou ela. Para um de cada vez, na forma e

se começou a falar sobre este assunto, portanto, não há novidade nenhu-

na linguagem que ele(a) pense: “eles sabem o que

ma no discurso do atendimento personalizado “by H2H” e que, na prática,

preciso e gosto. É para mim...!”

ainda deixa muito a desejar nos pontos de venda brasileiros.


Categoria de Produto Nos globos da Libreria há o uso de LED, novos recursos visuais e a presença de modernas tecnologias.

Mapas mundi e globos terrestres

Importantes instrumentos de estudos ganham ares de peças decorativas Usados por educadores para mostrar as relações entre países, distâncias entre as cidades, onde

aprimoramentos constantes para manter a importância e o interesse pelo

estão as referências exatas e para ajudar a esclare-

produto. “Lançamos uma linha chamada Aquarela, em que a represen-

cer onde e como os marcos históricos aconteceram,

tação do mar é feita em cores vivas, tais como, amarelo, rosa, vermelho,

os globos terrestres e os mapas mundi são utiliza-

branco, preto, azul e verde. Também trouxemos a tecnologia LED para os

dos no ambiente escolar e também, por vezes, no

nossos globos, tem a opção em branco e o RGB 16 cores, com controle

corporativo. Porém, mais elaborados e sofisticados,

remoto e ainda iluminação em lâmpadas incandescentes. Neste tipo de

eles vêm ganhando outras funções...

produto é imprescindível atualizar as informações, por isso, aqui na Libre-

Globos terrestres de 10 cm até 40 cm de diâmetro e opções sob encomenda que podem chegar a 2

10

Fiorentino, destaca que existe a necessidade de investir em mudanças e

ria ele é executado com a colaboração de profissionais especializados em cartografia, dentro e fora do Brasil”, explica Mario.

mts de diâmetro são algumas das versões disponi-

E mais novidades chegarão nos produtos da Libreria. A empresa está

bilizadas pela Libreria Editora. Como qualquer outro

desenvolvendo um sistema integrado com fotocélula em que um peque-

tipo de produto, o sócio diretor da empresa, Mario

no sensor é capaz de detectar diferenças de luminosidade no ambiente


e ajustar a luz do globo. Essa detecção de luz permite que o interruptor,

calizações. Para a criação dos mapas, por exemplo,

presente dentro da fotocélula, seja acionado automaticamente quando

temos acordo com uma empresa de satélite que

a luz do ambiente diminui, acendendo o globo. Na situação inversa, ou

nos fornece informações geográficas atualizadas e

seja, quando a luminosidade externa aumenta, a luz do globo desliga-se

com um elevado nível de detalhamento. Mantemos

instantaneamente.

o conceito adotado há quase 70 anos que é ofere-

É fato que os globos terrestres tornaram-se mais sofisticados e, além

cer a máxima qualidade para garantir encantamento

do uso escolar, ganharam o status de peça decorativa. Por isso, eles fo-

dos nossos clientes e a fidelidade dos nossos par-

ram parar em escritórios, salas comerciais e nos quartos, servindo como

ceiros e revendedores, com preço justo, riqueza nos

abajur. “O globo é um produto versátil, que consegue levar requinte ao

detalhes e alta durabilidade”, destaca Judicaël Re-

ambiente e ao mesmo tempo serve como fonte de pesquisa para estu-

nouard, diretor da Tecnodidattica. A empresa, que

dantes ou quem deseja entender um pouco mais de geografia”, afirma o

está no Brasil há três anos, possui parcerias com

executivo da Libreria Editora.

renomados designers para oferecer novas opções.

Funções decorativas e informativas em só produto

Das versões clássicas às modernas, os globos estão alinhados com as tendências da moda, decoração e até arquitetura. “Trabalhamos constantemente com

Produzidos na Itália por meio de processos 100% automatizados, os

novas propostas de bases, cores, embalagens, técni-

globos brinquedos, didáticos e de decoração, da Tecnodidattica são sub-

cas cartográficas e de polímeros. A tendência atual

metidos a três estágios de controle de qualidade, comprovando que para

é unir as funções decorativa e informativa. Temos o

o fabricante este é um aspecto primordial. “A qualidade é fundamental

globo Premium que representa muito bem esta ca-

e está no DNA da nossa empresa, por isso, temos um cuidado especial

racterística com a nova linha licenciada pela National

nesta fase. Todos os detalhes são minuciosamente desenvolvidos e ana-

Geographic. Nestes três anos atendendo o mercado

lisados para que não haja nenhum tipo de erro nas informações e lo-

brasileiro, notamos que o consumidor se interessa


Categoria de Produto Além da função informativa, os globos terrestres passaram também a ser usados como peças decorativas. Nas imagens, produtos da Tecnodidattica.

por novidades e tem um gosto muito bem definido. Acredito que nosso êxito esteja relacionado aos esforços permanentes do time marketing e da equipe de criação e desenvolvimento na Itália, em criar novos produtos a cada ano.”

Especialista em mapas Em seu portfólio, a Multimapas disponibiliza aproximadamente 300 opções de mapas, dentre eles, Mundi, do Brasil, dos Estados e várias outras opções. Sócio gerente da empresa, Aloísio de Figueiredo Rocha explica que o uso de mapas customizados, conforme desejo e possibilidades de uso, vem tendo uma crescente procura. Para o uso escolar, Aloísio, destaca que os mapas com imagens claras, objetivas e menor quantidade de textos são os preferidos, enquanto para uso decorativo há possibilidades com modelos vintage, customizados e magnéticos para uso com imãs. “Com o advento da internet e, mais recentemente com a chegada do GPS, houve um grande desinteresse dos jovens pelo conhecimento da geografia e a aquisição de mapas decresceu substancialmente. Percebemos também o desinteresse de lojistas em comercializar o produto. Mas, estamos tentando reverter essa situação com a formação de um grande contingente de vendedores operando a venda de mapas de porta em porta, por todo território nacional”, enfatiza Aloísio.

Opções para todos os estilos de consumidores e finalidades de uso são disponibilizadas pela Tecnodidattica.

12

Os mapas também estão mais estilosos, como esta versão vintage desenvolvida pela Multimapas.


Novidades

As diferentes possibilidades no segmento de pastas Seja para organizar, arquivar ou transportar documentos, sempre há um novo produto Elas estão nas escolas, nos escritórios e nas residências, em diferentes formatos, cores, estampas e conceitos. Estamos falando das pastas! Com o uso cada vez mais abrangente de computadores e serviços de armazenamento de dados, especulavase que produtos para arquivo de informações em papel, como as pastas, cairiam em desuso. Mas o que se observou foi o contrário: cada vez mais há procura por este tipo de produto e os fabricantes constantemente inovam e renovam as suas linhas. A marca Acrimet tem em seus modelos com argolas, registradoras AZ e suspensas, as pastas mais

Em suas pastas argolas e registradoras AZ, a Acrimet utiliza o polipropileno injetado e uma única peça (monobloco), garantindo resistência e durabilidade.

procuradas pelo segmento office. A versão suspensa é fabricada pela empresa há quatro anos e mostra-

sil, seja nos países da América Latina para onde exporta o produto. Em

se uma categoria com grande potencial, seja no Bra-

suas pastas argolas e registradoras AZ utiliza o polipropileno injetado e tudo em uma única peça (monobloco), o que de acordo com o fabricante, garante alta resistência e durabilidade, evitando os problemas inerentes às pastas de papelão puro ou plastificado, que se desgastam com certa facilidade e com a presença de umidade podem gerar bolor e fungos. Já no âmbito escolar, a empresa lembra que as versões tipo fichário, para apresentação de trabalhos e a aba elástica prevalecem. “No decorrer dos anos o que percebemos foi a utilização de novos materiais e diferentes cores de pastas, tanto para uso corporativo, quanto escolar, nesta última categoria também é observada mudanças constantes em virtude dos temas licenciados”, analisa a equipe da Acrimet. Em meio a um período conturbado na economia brasileira, a marca tem razões para comemorar: Diferentes opções de sua produção de pastas vem crescendo a um índice de pastas suspensas na 60% ao ano e as exportações estão atingindo números linha da Acrimet. bastante expressivos, em alguns países tornou-se líder

14


Novidades

é que além das cores lisas, o produto passou a ter versões decoradas. “As pastas DAC se adaptam a necessidade atual do cliente e do consumidor”, Pastas decoradas, nos mais diferentes formatos, é a aposta da DAC.

de mercado, em especial na América Central.

Estampas criativas São mais de 45 categorias no segmento de pastas, totalizando mais de 1000 itens, entre pastas catálogo, sanfonadas, aba elástica e em ‘L’ e a DAC trabalha em busca de novas soluções com o melhor custo-benefício, sem deixar de prestigiar a qualidade. “Com a grande oferta de produtos, o consumidor está cada vez mais exigente e os itens de mais qualidade, apresentação visual e preços competitivos terão destaque no momento da compra. Um dos principais diferenciais entre as categorias são as estampas criativas e as cores fortes que estão em alta”, analisa Nathalia Ibelli, analista de marketing da DAC. Todas as pastas do fabricante são desenvol-

observa Nathalia, citando algumas atuais demandas como o formato A3, voltado para profissionais e estudantes da área de arquitetura, engenharia, design e comunicação. As pastas catálogos, sanfonadas, aba elástico, registradores AZ, canaletas e as em ‘L’ são os tipos mais procurados no mix do fabricante, que destaca o emprego dos seguintes materiais como bemsucedidos: PP, PVC, tecidos lisos com gravação e estampados e também em papelão plastificado.

Soluções pensadas para cada tipo de arquivamento A gerente de marketing da Dello, Juliana Rett, afirma que as transformações e tendências na categoria de pastas envolvem mudanças na qualidade dos produtos, no design e cores, exigidos pelos diferentes públicos que prezam também por custo-benefício e praticidade. “Estamos atentos às necessidades e tendências. A Dello foi precursora, por exemplo, na mudança das hastes das pastas suspensas, antes produzidas em arame, que com o tempo oxidavam tendo uma vida útil curta e, agora fabricadas em haste plástica reciclada. Continuaremos atentos às demandas para sempre oferecer o melhor ao mercado”, destaca Juliana.

vidas seguindo as características particulares dos segmentos office e escolar e o que a empresa percebeu é que mesmo que alguns formatos tenham sido produzidos para atender a uma determinada categoria, por exemplo, a pasta registrador AZ, utilizada inicialmente para arquivos de documentos em escritórios e home office, estudantes do ensino médio também passaram a utilizá-la em substituição aos cadernos e tradicionais fichários, já que o número de matérias e quantidade de folhas aumentaram nos últimos anos. O resultado

16

As cores ganham destaque nos produtos Dello.


Novidades

Cores vibrantes Em um setor tão maduro e tradicional como o de pastas, não é apenas possível, como imprescindível apostar em novidades para atender as atuais demandas. “Além do nosso mix regular, possuímos as linhas Premier e Quality que trazem produtos diferenciados e de valor agregado. Nos últimos anos, investimos em cores mais vibrantes, atualizamos alguns formatos de produtos e desenvolvemos embalagens apropriadas. Com isso, além de atendermos as atuais exigências dos consumidores finais, colaboramos com o trabalho das revendas”, analisa Fernando Fialho de Castro, gerente de vendas da Polycart. Para o público esco-

As pastas com aba e elástico, confeccionadas nos materiais como car-

lar, a Dello consolida sua

tão, PP transparente ou PP alveolar, continuam sendo as mais procuradas,

linha de pastas aba elás-

no mix da Polycart, pelos estudantes e desde 2013 estão devidamente

tico, sanfonadas, porta

certificadas pelo Inmetro, assegurando a qualidade do produto. Já para o

cheques e catálogo da

setor office, Fernando explica que é um pouco mais abrangente a deman-

linha Top Line. Já para

da. “Além das pastas aba elástico, os escritórios têm o costume de usar

o público office, o fabri-

as pastas registradores AZ, pastas suspensas (permitem uma organiza-

cante lançou a maleta

ção adequada, por exemplo, nos gaveteiros de aço) pastas classificadoras

arquivo com pastas suspensas no tamanho A4 e a

com cartão de 480gr e arquivo morto (para o arquivo permanente) nas

maleta arquivo empilhável com pastas kraft, ambos

versões em papelão, PP alveolar e o Pronto-box. Notamos que além da

produtos para organizar arquivos em espaços pe-

demanda por produtos tradicionais, existe também um mercado em vasta

quenos.

expansão para as novidades”, declara o gerente da Polycart.

Constante aprimoramento. A Dello substituiu as hastes das pastas suspensas, antes produzidas em arame e facilmente oxidáveis, por material plástico reciclado.

Juliana explica que o tipo de arquivamento é a principal diferença entre as pastas. “O público office, por exemplo, utiliza pastas para um alto volume de

Pastas licenciadas

arquivamento em pastas suspensas, que são organi-

A diferenciação de pastas, de acordo com as mais distintas necessida-

zadas em arquivos. Neste caso, os níveis das gavetas

des e estilos de consumidores, faz com que o portfólio da Tilibra seja bem

podem diferenciar o arquivamento por documentos

amplo. As pastas registradoras AZ, por exemplo, habitualmente usadas

de maior ou menor necessidade de busca ou con-

nos escritórios, ganham um novo público com as versões estampadas de

sulta. Já o público escolar utiliza pastas para um vo-

personagens como Jolie, Jolie Pet, Capricho, Monster High e Minnie. To-

lume menor de papel, muitas vezes apenas para o

das no formato ofício, possuem interior decorado e etiqueta adesiva para

transporte de trabalhos e apostilas entre a casa e o

identificação. Mas, há ainda as versões convencionais, como o recente

ambiente escolar ou para organização do material

lançamento registrador AZ Classic, fabricado com papelão resistente e

escolar por matérias.”

revestido em couché, disponível nos formatos A4 e Ofício. A Polycart investiu em cores mais vibrantes e atualizou formatos.

18


A marca também investe nas cores vibranVersões estampadas com personagens trazem novos consumidores para formatos até então usados em ambiente corporativo. Produtos Tilibra.

tes em suas pastas fichário, aba elástico, grampo fraqueta e catálogo. “A ampliação de nosso portfólio na linha Neon, que ganhou recentemente 4 modelos em pastas, vai ao encontro da demanda por produtos com cores diferenciadas. Nesta linha temos modelos em polipropileno e textura camurça, destacamos as cores vibrantes como o rosa e o lilás, além das opções azul e preta”, cita Karina Marchini, gerente de produtos da Tilibra. Para quem prefere modelos neutros, dentre as várias opções, tem as pastas canaletas e em ‘L’ desenvolvida em polipropileno (Ofício e A4). “Produtos com materiais e cores diferenciadas tem sido uma tendência nos últimos anos, por isso estamos sempre atentos às mudanças e buscamos através de pesquisas anteciparmos esta necessidade. Além das pastas e fichários ofertamos aos clientes e consumidores produtos variados na linha de Organizadores e Arquivamento, como caixas organizadoras, caixas de ar-

A linha Neon, da Tilibra, é ampliada o que comprova a tendência por cores vibrantes na categoria de pastas.

quivo morto e divisórias”, lembra Karina.


Novidades estampas antenadas com o mundo da moda. São 8 linhas, sendo 5 femininas e 3 masculinas. “Os fichários escolares são alvo de desejo de muitos jovens. As estampas modernas, a aplicação de acessórios e sua facilidade em organizar são atrativos no momento da decisão de compra”, afirma a analista de marketing, Nathalia. As outras opções da DAC são os fichários executivos como o modelo Office Plus em nylon com etiqueta em metal, bolsos e divisórias internas e o tradicional Classic, disponível em material requintado nas cores preto e marrom com estojo interno e dispositivo para cartões. Na linha de fichários arquivo com 2, 3 e 4 argolas em metal, fabricados em PVC, é possível personalizar a frente, lado e verso, disponíveis nos lombos de 25cm, 40cm, 50cm, 60cm e 75cm, em A4, Ofício e Colegial. Tem também os fichários em PP, translúcidos e com lombos de 45cm e 75cm. “Enquanto os fichários executivos atraem consumidores que frequentemente fazem cursos profissionalizantes e são ótimos para reunião de trabalho e apresentações comerciais, na categoria de fichários para arquivo os principais consumidores são os corporativos que exigem qualidade e custo-benefício”, explica Nathalia.

Fichários nas versões: escolares, executivos e arquivo são disponibilizados pela DAC.

Um ‘up’ nos fichários Assim como as pastas, os fichários ao longo dos anos evoluíram. Com visual moderno, especialmente para atrair os jovens estudantes, tornaram-se um acessório da moda, estão mais práticos e resistentes. E não foram apenas as versões escolares que melhoraram, as opções para uso em escritórios e home office também foram modernizados. É verdade que nos últimos anos constatou-se uma queda na venda deste tipo de produto, mas a indústria não deixou de investir e aprimorar o produto, que pouco a pouco vem sinalizando uma retomada. A DAC está entre os principais fornecedores do produto, pesquisando e trabalhando constantemente para conquistar cada vez mais espaço no mercado. Na linha escolar, a marca destaca a riqueza de detalhes e

20

Os cadernos argolados Ao invés de fichários, cadernos argolados. Esta é a proposta da Tilibra. “Buscamos inovar a todo momento, pesquisar novos materiais e ouvir nossos clientes e consumidores. Com os nossos cadernos argolados, o estudante pode organizar as matérias da forma que preferir. O produto possui bolsa portfólio, cartela de adesivos, folhas para escrita, divisórias e bolsos internos. O público feminino é o grande consumidor desse produto, mas também existem opções para o público masculino”, enfatiza a gerente Karina. A Tilibra destaca duas novidades em sua linha, nas propriedades Minnie e Pooh. Na capa há mistura de materiais e na parte interna, com a proposta de ajudar na organização escolar, há bolso expansível, espelho, estojo e ferragem removível. “Os cadernos argolados seguem as tendências da moda, Os cadernos além disso, combinamos o uso de materiais argolados da resistentes e escolhemos as principais licenças do Tilibra possibilitam mercado, dentre elas: Jolie, Capricho, Monster organizar as High, Princesas, Fadas, Hello Kitty, Betty Boop, matérias como Snoopy, Ecko, Red Nose, Minnie e Pooh”, pontua o consumidor Karina. preferir.


Tendência

O E.V.A em evidência Versátil e flexível, o emborrachado vem sendo amplamente usado em diferentes áreas e ganhou as mais distintas versões

duto, desenvolvendo linhas que podem ser aplicadas na construção civil, indústria têxtil, calçadista, de brinquedos, artigos escolares, comunicação visual, sinalização, área esportiva, náutica, aviação e muitas outras. “A nossa expertise e pioneirismo nos permitiu inovar neste segmento. Desenvolvemos medidas padrões das folhas (40x50mm e 40x60mm)

Ele é usado para confeccionar artigos de papelaria e brinquedos; serve como ferramenta de ensino ao se transformar em diferentes produtos didáticos; também é disponibilizado nas lojas de artesanato, em cores, estampas e variadas gramaturas, podendo dar origem as mais diversas peças, dentre tantas outras possibilidades de uso, devido suas características como leveza, versatilidade e flexibilidade. E, poderíamos ficar aqui descrevendo inúmeras vantagens e características destes materiais, que são facilmente comercializados pelas papelarias. Especializada em fabricar este tipo de emborrachado, a Kreateva confirma a versatilidade do pro-

que posteriormente foram adotadas pelo mercado, também agregamos valor ao produto introduzindo a serigrafia UV, a quadricromia, o floqueado, as lantejoulas e novas cores. Atualmente somos os únicos a

“Possuímos um departamento de

disponibilizar 27 cores de E.V.A, marketing que trabalha para criar nas linhas escolar e artesanato. e desenvolver novos produtos Possuímos um departamento e utilizações”, Tadeu Falsoni, da de marketing que trabalha para

Kreateva.

criar e desenvolver novos produtos e utilizações”, declara Tadeu Falsoni, gerente comercial da Kreateva. O fabricante todos os anos lança mais de 20 produtos, disponibilizando novas tendências de estampas, modelos e espessuras. As mais recentes, apontadas por Tadeu, são o E.V.A para   scrapbook, que devido sua formulação elástica permite o uso de perfuradores, tesouras e estiletes, além de ser um material diferenciado, de fácil acesso e mais econômico que outros materiais tradicionalmente usados no scrapbook; e o E.V.A para o revestimento de paredes, seja de quartos infantis, que sempre necessitam de cuidados especiais ou demais ambientes internos. Atualmente, a Kreateva tem em portfólio mais de 1.500 itens, entre cores lisas, linha escolar, Premium cor com 27 tonalidades, coleções espePlaca de E.V.A listrada da Kreateva. Opção que aponta as novas tendências deste mercado.

22

ciais como listrados, estampados serigrafados, atoalhados, brinquedos infantis, escolares e didáticos, jogos, produtos para festas, decoração, scrabpook e kit artesanato. Os produtos


chegam aos pontos de venda em embalagens personificadas e na linha

a ser uma atividade que complementa a renda de

de brinquedos, por exemplo, são desenvolvidas embalagens em caixas

muitas pessoas”, contabiliza Magnólia.

especiais destacando o uso e aplicação dos produtos. “Alguns produtos enviamos os moldes para a confecção de novas peças”, explica Tadeu,

De linha pedagógica a pisos

acrescentando que os E.V.A’s da empresa possuem selo de garantia. A expectativa de negócios da Kreateva para este ano é bem otimista

A linha pedagógica com tatames que trazem le-

(um aumento de 14% em relação a 2015), mesmo o Brasil atravessando

tras, números ou bichos é uma das possibilidades

uma crise importante e isso se deve a três razões: de 2014 até o primeiro semestre de 2015 a empresa otimizou sua operabilidade quase duplicando a produção, o que a possibilitou, segundo o gerente, produzir itens de melhor qualidade e ser uma companhia mais competitiva; o segundo aspecto é que devido a alta do dólar, o produto importado que sempre abocanhou uma fatia importante do mercado foi perdendo espaço e o E.V.A nacional passou a ter os melhores preços, mais opções e eficiência nas entregas. Por último, com a otimização dos seus custos e inovação, a Kreateva obteve a EN 71/3 - exigente normativa europeia para produtos não tóxicos. Todos estes fatores ainda contribuíram para que a empresa ampliasse as suas operações na Europa.

Metalizado, holográfico e 3D Quem também disponibiliza opções em E.V.A é a marca Make+, da GTX Imports, por meio de placas de E.V.A liso, atoalhado, metalizado, bordado com paetê, glitter, tecido e estampado, em diversas cores. “Seja para uso no artesanato, seja para utilização pedagógica ou na decoração é preciso atualizar as coleções para garantir que o produto não fique obsoleto. A Make+ lançou o E.V.A metalizado, holográfico e 3D, proporcionando diferentes opções para o uso em artesanato. Em relação às atuais demandas percebemos que o E.V.A glitter caiu no gosto do consumidor, principalmente com as cores que podem estar relacionadas às licenças do momento como ‘azul frozen’, além das versões metalizadas e de tecido”, pontuou Magnólia Moulaz, gerente nacional de vendas da Make +, reforçando que se trata de um produto que tem demanda crescente no Brasil devido as facilidades e diferentes opções de uso. A expectativa da Make+ para este ano é manter o crescimento na demanda do produto em torno de 20%, já que o consumidor está descobrindo novas formas de uso e aplicações, especialmente em substituição a papéis, tintas, couros e tecidos, com um excelente custo-benefício. “Com a crise o consumidor procura alternativas de menor custo, por exemplo, na hora de comprar produtos para decoração de festas, as opções feitas em E.V.A ganham destaque por apresentarem valores interessantes. Tem também uma outra situação percebida nestes períodos de crise e que acaba alavancando as vendas do E.V.A é o artesanato, que de hobby passa

Versões metalizadas, com glitter, estampadas, atoalhadas...a marca Make+ oferece diferentes possibilidades em E.V.A.


Tendência “Seja para uso no artesanato, seja para utilização pedagógica ou na decoração é preciso atualizar as coleções para garantir que o produto não fique obsoleto”, Magnólia Moulaz, da Make+.

surf, a procura é alta. Estes consumidores mostram-se bastante exigentes e buscam produtos de boa performance e eficientes”, observa Geraldo Alves, diretor presidente da E.V.A Técnica. O fabricante também está com uma linha de piso, especialmente desenvolvida para ambientar os quartos infantis, com desenhos amadeirados e nas tonalidades rosa, azul, verde e bege. “Além de proteger contra a queda, o E.V.A é acústico e isolante térmico, evitando que a criança tenha contato direto com o piso frio e

duro. As medidas começam com 33cm x 33cm e 10 mm de espessura até 1m x 1m, atendendo a diferentes tamanhos de ambientes”, explica Geraldo.

Da cartolina para o E.V.A apresentada pela E.V.A Técnica, que conta ainda com quadros educativos (usados pelas escolas na fase de alfabetização), além dos produtos para reabilitação comercial e esportivos. “Em determinados setores, o E.V.A está gradativamente substituindo a borracha e o isopor. A procura também aumentou na área de esportes. As academias são grandes usuários do produto e em modalidades como o “Em determinados setores, o E.V.A está gradativamente substituindo a borracha e o isopor. A procura também aumentou na área de esportes”, Geraldo Alves, da E.V.A Técnica.

Sócia gerente da Evamax, Carla Brasolin, lembra que se antigamente as cartolinas reinavam quase absolutas no ambiente escolar, hoje o E.V.A ganhou a mesma importância, ou até mais, devido a sua facilidade no manuseio e possibilidades de uso. O fabricante disponibiliza o E.V.A nos formatos 48x40cm, 60x40cm, 90x40cm e 190x80cm, nas espessuras que variam de 1,5 mm a 5mm. Além das versões lisas e coloridas, a Evamax criou opções com glittter (15 cores), decorada (250 tipos de desenhos), atoalhada (aspecto felpudo), arco-íris e neon. “Incrementamos o nosso mix com o E.V.A lantejoula e filme. Embora não seja um lançamento, a nossa linha infantil de tapetes também tem uma excelente demanda, sendo uma ótima opção para os papeleiros comercializarem”, garante Carla.

A E.V.A Técnica tem uma extensa linha, que atende as demandas pedagógicas, esportivas, decorativas, entre tantas outras.

24


Há 15 anos no mercado de E.V.A Pioneirismo, inovação e qualidade caracterizam os seus negócios No Brasil são mais de seis mil clientes atendidos e o E.V.A produzido pela Kreateva também chegou a países da América Latina e Europa. Trabalhando com a mais alta tecnologia em um sistema operacional integrado e que possibilita total controle, desde a entrada da matéria-prima até a etapa final na expedição, a Kreateva mantém o compromisso de entregar produtos de qualidade e inovadores. As folhas de E.V.A produzidas são atóxicas e sem cheiro, possuem cores vibrantes, desenhos exclusivos, texturas homogêneas, espessuras perfeitas, são resistentes e fáceis de serem moldadas sem deformações. Os produtos inicialmente criados para os mercados de artesanato e escolar, chegaram a outros setores, tais como: brinquedos, calçados, decorações e até na construção civil. Submetidas a um rígido controle de qualidade, as folhas passam por processo de revisão para detectar se existe alguma anormalidade, caso exista, o produto danificado é separado e reciclado dentro do próprio processo produtivo, sendo um sistema totalmente sustentável. A Kreateva oferece uma linha completa, com produtos certificados por laudos de qualidade, tornando a marca a mais requisitada no mercado.

Desenhos exclusivos, cores vibrantes, novas texturas e qualidade assegurada nos produtos Kreateva.


Lançamentos

Entre réguas, esquadros

e transferidores Os lançamentos das principais marcas para a categoria de instrumentos voltados aos desenhos técnicos

Esteticamente mais bonitos e sem perder a funcionalidade, as réguas, esquadros e transferidores ganham versões aprimoradas. Na linha de desenho, a Acrimet afirma que quesitos como qualidade e eficiência são fundamentais e estão presentes nos itens da marca, que também quando possível e oportuno, procura deixar os produtos mais bonitos e divertidos, como as réguas FUN! com 30 cm e que trazem motivos infantis, tanto para meninos, quanto para meninas. Se o consumidor busca versões comuns, também disponibiliza as réguas tradicionais com 15, 20, 30, 40, 50 e 60 cm. Na categoria de transferidores há as opções de 180° e 360° e no segmento de esquadros, os modelos de 45° e 60°, nos tamanhos 16, 21 e 26 cm. Visando oferecer uma solução prática aos estudantes e uma alternativa de produto de valor agregado para o lojista, desenvolveu conjuntos de esquadros e kits escolares para desenho, compostos por esquadros, réguas e transferidores. Os dois tipos de conjuntos são oferecidos em diversos tamanhos para atender desde o consumidor que está nos primeiros anos do ensino fundamental

Solução prática para os estudantes, a Acrimet desenvolveu os kits para desenho. Conceito lúdico com a linha de réguas FUN! da Acrimet.

ao profissional que utiliza este tipo de material no seu dia a dia. “A inovação nesta categoria de produto acaba acontecendo na temática, com o

Réguas tradicionais em vários tamanhos também são oferecidas pela Acrimet.

26


A Acrinil realizou algumas alterações em relação ao design, também trouxe cores aos produtos e mais precisão.

emprego de cores e novos materiais. Além disso, a Acrimet prima e investe na alta qualidade, pois um dos grandes desafios deste mercado é tentar eliminar os produtos de baixa qualidade, pois não faz sentido comprar uma régua que irá durar poucos meses se o aluno precisará dela durante todo o ano letivo”, afirma a equipe da Acrimet. e que por essa razão as demandas se diferem em

Com uma nova linha de réguas, esquadros e transferidores, a empresa Acrinil explica que realizou algumas

alguns aspectos: o escolar, que procura por produ-

alterações em relação ao design, também trouxe cores aos produtos e

tos mais modernos e coloridos, sendo imprescindí-

mais precisão, além disso, esquadros e réguas ganharam pontas arre-

vel atender as determinações legais de segurança

dondadas para atender as exigências legais, resultando de acordo com o

(certificados pelo IQB, organismo de certificação

fabricante, em mais qualidade.

de produtos acreditado pela CGCRE - Coordena-

Em seu mix, a Acrinil possui réguas com 15, 20, 22, 30, 40, 50 e 100 cm;

ção Geral de Acreditação do Inmetro) e o profissio-

esquadros com 45° e 60°, transferidores com 180° e 360°, além dos con-

nal que busca itens nas versões mais tradicionais,

juntos escolares fundamental e ensino médio. “Nossas réguas, esquadros

que sejam seguros e de alta qualidade.

e transferidores têm qualidade, resistência, durabilidade e, quando possível também são lúdicos, chegando sempre a um resultado compensador”, afirma Henrique Salles, diretor admi-

Produtos neon, versão flexível e certificação do INMETRO

nistrativo da Acrinil. O executivo lembra que há dois públicos distintos

Feitos em poliestireno, os produtos desenvol-

que consomem estes itens

vidos pela Waleu após serem injetados repousam por até 48 horas antes de ser realizada a tampografia e o moderno sistema de gravação, garantindo aos produtos maior precisão nas escalas, qualidade, durabilidade e resistência. O fabricante acrescenta que todos os produtos recebem a certificação do INMETRO.

Cores neon e versão flexível nas réguas da Waleu.


Lançamentos

No quesito régua, a Waleu desde o ano passado vem apostando nas cores fortes, como amarelo, rosa, verde, laranja e roxo, tonalidades que compõem as linhas Neon e Neon Flex (régua flexível), que têm bordas arredondadas e são feitas com molde especial. “Temos um portfólio de régua bastante amplo. Além das duas citadas, há as versões: Populares, Feitos em poliestireno, os produtos desenvolvidos pela Waleu após serem injetados repousam por até 48 horas antes de ser realizada a tampografia e o moderno sistema de gravação.

Newl Line, Super, de Alumínio, Geométricas e Escalímetros, com tamanhos que vão de 15 cm a 60 cm.” Na categoria de esquadros, a Waleu disponibiliza opções nas linhas Popular (45° e 60°) e na New Line ( 45° e 60°). Os transferidores também são encontrados nas linhas Popular (180° e 360°), New Line (180° e 360°) e tem o Gabarito Geométrico cristal.

Para uso profissional “O grande diferencial nos produtos da linha Vision é a alta qualidade. O objetivo é surpreender e atender com excelência a necessidade de nossos clientes”, ressalta o gerente comercial da Visitex, Robson Trassi. Os produtos da marca são direcionados para o uso profissional, razão pela qual mantém as cores e características padrões. Robson acredita que as empresas que não se atentarem para a qualidade de seus materiais terão muita dificuldade quanto à comercialização e fidelização da marca, mediante consumidores tão exigentes. “Basicamente a evolução desses materiais está diretamente ligada à qualidade da matéria-prima empregada. Esses produtos devem ter um perfeito acabamento, por isso, ao invés do plástico é utilizado na composição aço ou acrílico, além disso tem que ser prático, leve com perfeita precisão técnica e indeformável. Com o avanço tecnológico, hoje é possível obter itens mais leves, mais resistentes e extremamente precisos. No desenvolvimento dos nossos produtos tudo é minuciosamente pensado e avaliado O material empregado na fabricação dos itens da linha Vision passa por rigorosos testes e ensaios em laboratório”, explica. A linha Vision de materiais técnicos dispõe das versões, modelos e

28


Os produtos Vision são direcionados para o uso profissional, razão pela qual mantém as cores e características padrões.

tamanhos mais utilizados no mercado, o transferidor possui a formato semicircular de 0º a 180º nos dois sentidos com diâmetro de 12cm, os esquadros possuem quatro versões (45º-32cm), (45º-28cm), (60º-28cm) e (60º-32cm). Quanto às réguas, as opções são de acrílico e aço nas medidas de 30cm, 50cm, 60cm e 100cm.

Opções para todos os consumidores

e segurança durante o uso dos produtos são requisitos muito valorizados pelos clientes e consumidores. “Nossos produtos são testados internamente e submetidos à certificação do INMETRO. Além deste cuidado, constantemente investimos em pesquisas para conhecer necessidades e desenvolver produtos que atendam aos mais variados públicos”.

Para atender públicos variados, a Tilibra procura desenvolver produtos em diferentes conceitos. Por exemplo no caso das réguas, além das opções convencionais e transparentes, há uma variedade de opções com personagens que são sucesso entre crianças e jovens. “A qualidade e a diversidade são os nossos principais diferenciais e estão presentes em nossa coleção. Para a temporada escolar 2016 apresentamos mais de 20 opções de réguas de personagens. Para o público infanto-juvenil, destacamos as marcas Transformers, Ecko, Titio Avô, Chococat e Equestria Girls com réguas de 30 cm. Outro importante lançamento foi na marca Académie, com réguas de 15, 20, 30, 40, 50 e 60 cm produzidas em poliestireno, material muito resistente e transparente, além do lançamento de um mix completo de transferidores, esquadros e os conjuntos escolares Académie compostos por transferidor, régua e esquadro”, cita Karina Marchini, gerente de produtos da Tilibra, ao lembrar que inovação, atributos, conforto

Os produtos da Tilibra são testados internamente e submetidos à certificação do INMETRO.


Giro

30

Acessibilidade e inclusão nos novos produtos da Mercur Desde 2011 quando lançou o projeto Diversidade na Rua, a Mercur está envolvida com as temáticas de acessibilidade e inclusão. Dialogando com uma rede colaborativa composta por professores, profissionais de APAES, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais, fonoaudiólogos, pessoas com deficiência e seus familiares, a empresa passou a entender e identificar as necessidades destes consumidores. No ano passado, por exemplo, observou que a inabilidade em segurar objetos nas mãos era uma questão que precisava urgentemente de solução. Após inúmeros diálogos e pesquisas, a Mercur materializou alguns produtos que estão disponíveis na loja do Diversidade na Rua. Nesse contexto surgiu uma linha de trabalho ligada à Tecnologia Assistiva e direcionada a construção de dispositivos Facilitadores de AVDs (atividades de vida diária). Um grupo de colaboradores de diferentes áreas da empresa, foi instituído para dedicar-se a seguinte temática: como desenvolver soluções que atendam a necessidade de pessoas com dificuldade de preensão para realizar suas atividades de vida diária – alimentação, higiene e aprendizagem – gerando independência, autonomia e dignidade, de forma acessível (preço e disponibilidade)? Foram realizadas oficinas com diferentes pessoas, dentre profissionais da área da saúde, educação e deficientes, nas cidades de atuação do projeto (Porto Alegre, Caxias do Sul e Santa Cruz do Sul). O resultado dessas atividades foi a criação dos três novos produtos: fixador de mão em tira, engrossador em discos e a cinta de posicionamento para cadeirantes. O fixador de mão em tira auxilia quem tem dificuldade de preensão e, portanto, de segurar objetos como escova de dentes, brinquedos, talheres, pinceis e canetas. É flexível e tem características multifuncionais, podendo ser fixado na mão de diferentes maneiras, inclusive funcionando como um abdutor de polegar. O engrossador em discos traz mais conforto às pessoas com dificuldade de preensão, tornando o ato de escrever ou pintar um momento ainda mais feliz e prazeroso. Pode ser montado de diferentes formas, de acordo com a necessidade de cada pessoa, tanto por destros quanto por canhotos. Está disponível em duas apresentações: uma desenvolvida em borracha macia e leve, pesando ao todo 20g e outra em borracha mais firme e pesada, totalizando 65g. Esta diferença de textura e peso se faz necessária, pois cada pessoa tem uma necessidade específica. O engrossador em discos leve é indicado para pessoas que possuem diminuição de força muscular. Já aquelas pessoas que apresentam movimentos involuntários, provavelmente se beneficiarão do engrossador em discos mais pesado, pois ele pode possibilitar mais estabilidade da mão no momento da escrita. O terceiro lançamento é a cinta de posicionamento para cadeirantes, que surgiu da necessidade de um produto que auxiliasse os jogadores de basquete cadeirantes a ficarem seguros e confortáveis sobre as cadeiras de rodas durante a prática do esporte. Como precisam se movimentar bastante e muitos deles não têm controle de tronco, nem sensibilidade nos membros inferiores, precisam estar fixos na cadeira para evitar que se machuquem durante o jogo. Devido a sua característica de multifuncionalidade, a cinta pode ser utilizada para a prática de diversos esportes em cadeira de rodas, além de auxiliar como forma de posicionar-se em bancos de automóveis, aviões e ônibus. Está disponível em três diferentes tamanhos, para uso em abdômen, pernas e pés. Os produtos já estão disponíveis na loja do Diversidade na Rua:  http://loja.mercur.com.br/


Kalunga inaugura nova unidade no Rio de Janeiro

DAC tem novo site O novo portal www.dac.com.br foi redesenhado de acordo com o atual posicionamento da marca e reflete: proximidade, modernidade, dinamismo e organização, segundo o fabricante, atributos Em seu novo site, a DAC permite da sua relação com os clientes. Além que os clientes façam os seus disso, o site permite realizar pedidos pedidos. on-line, traz um vídeo institucional que apresenta a DAC de maneira clara e criativa, há acesso às notícias da empresa, aos representantes comerciais e aos feeds dos canais DAC nas redes Facebook, Twitter, G+, Instagram e Youtube.

Pritt traz novos jogos infantis on-line A marca de produtos escolares acaba de lançar, em seu endereço eletrônico, os jogos “Crie sua aventura medieval” e “Quebra-cabeça princesas e cavaleiros”. As atividades foram desenvolvidas com o propósito de promover o desenvolvimento da criatividade entre o público infantil. O “Crie a sua aventura medieval” oferece aos pequenos diferentes cenários, personagens, acessórios e caixas de diálogo para que as crianças criem a sua própria história em quadrinhos e compartilhem via e-mail ou impressão. Já o “Quebra-cabeça princesas e cavaleiros” apresenta diversos personagens medievais invertidos. A missão é encontrar as partes corretas de cada um para montar o quebra-cabeças. “Os novos jogos que oferecemos seguem o mote Inspiração para crescer e têm como objetivo estimular a imaginação e a criatividade das crianças. Esperamos que os pequenos possam brincar com as atividades junto a seus pais, amigos e familiares”, diz Rafael Mira, gerente da marca Pritt.

A rede varejista de suprimentos de informática, material de escritório e papelaria inaugurou sua vigésima sexta unidade na capital fluminense, desta vez no Park Shopping Campo Grande. São 472 m² e um mix de mais de 10 mil produtos. “Mesmo em um ano mais desafiador, seguimos com nosso plano de expansão. A escolha do Rio de Janeiro tem a ver com a demanda importante que identificamos entre clientes e empresas. É o segundo Estado com o maior número de lojas da Kalunga e o objetivo é ampliar ainda mais a cobertura nessa região”, afirma o diretor comercial da empresa, Hoslei Pimenta. A estimativa é de que a loja fature entre R$ 800 mil e R$ 1 milhão por mês, quando alcançar o nível de maturação.

Em um ano desafiador, a Kalunga segue plano de expansão.

Natal Show amplia mix de produtos A sétima edição da feira, que acontece de 3 a 6 de junho, no Expo Center Norte, em São Paulo, virá com um mix ainda mais amplo, oferecendo novas oportunidades de negócios, com a inclusão do Salão de Artigos Religiosos e a Expo Velas. A Natal Show traz lançamentos mundiais e apresenta as tendências em arranjos de mesa, artigos de decoração, árvores, bolas e velas, bonecos, caixas e papéis de presente, cenários, fitas e tecidos, guirlandas e presépios, iluminação, peças artesanais, presentes e utensílios especiais. A partir deste ano, no entanto, os visitantes também terão a oportunidade de conferir as novidades em velas, incensos, medalhas, vestuário, móveis, castiçais, tapetes, imagens, objetos litúrgicos, esculturas, artesanato sacro, bem como editoras e gravadoras. Na edição 2015, o evento recebeu compradores de 1.257 cidades e registrou aumento de 28% na visitação, em relação ao ano anterior, inclusive de empresários vindos de outros 17 países.


Giro

Engajada em fomentar a educação no país, BIC lança projeto Prestes a completar seis décadas no Brasil, a BIC® apresenta novidades como o projeto para a educação ‘Talentos que Educam’. Desenvolvido pela ProjectHub tem como objetivo incentivar a parceria entre educadores, professores e produtores de conteúdo audiovisual para ampliar ainda mais o acesso de estudantes a conteúdos educacionais e socioculturais por meio da tecnologia. Essa ação premiará três trabalhos audiovisuais de caráter cultural educativo, que tragam o ensino de temas ligados a disciplinas de humanas, com foco no vestibular e ENEM. O prêmio de 50 mil reais para cada educador deverá ser utilizado em dez curtas metragens de até cinco minutos, que serão produzidos com apoio de youtubers renomados, com oficinas de capacitação. A BIC® irá ainda aumentar o alcance dos vídeos produzidos com investimentos adicionais.“O projeto permite levar mais educação Brasil a fora, de forma democrática, e estimular a produção independente de educadores de diversas áreas. Participar e patrocinar essa iniciativa foi um processo natural para a BIC®, pois queremos, cada vez mais, colaborar com a educação no país”, comenta Emerson Cação, diretor de marketing da BIC® Brasil. A dinâmica - Para participar do concurso será necessária a produção de um vídeo de até três minutos com conteúdo cultural educativo relevante dentro das temáticas propostas: Geografia + Literatura, História + Tecnologia ou Música + Idiomas. Será permitido apenas um vídeo por participante, com link direcionado para seu próprio canal no YouTube, nas inscrições que vão de 29 de abril a 19 de junho. Os ganhadores serão definidos através de uma comissão julgadora, composta por sete curadores especialistas das áreas de educação, audiovisual e/ou entretenimento para o público jovem. A iniciativa, que conta com o apoio do Instituto Inspirare, por meio do Porvir, irá divulgar os três vencedores no dia 07 de julho desse ano, no site do concurso (www.bictalentosqueeducam.com.br). A Escola Digital, plataforma de busca que reúne objetos e recursos digitais para professores e alunos no processo de aprendizagem, também apoia o projeto.

33ª ABRIN agita o mercado de brinquedos

Foram apresentados 1.500 lançamentos que vão atender a demanda de datas importantes para o setor de brinquedos.

32

No mês de abril foi realizada mais uma edição da ABRIN - Feira Brasileira de Brinquedos, responsável por movimentar entre 20% e 25% do faturamento anual da indústria, que em 2015 registrou R$ 5, 7 bilhões (no varejo correspondem a mais de R$ 9 bilhões). Na ocasião foram apresentados 1.500 lançamentos que vão atender a demanda de datas importantes para o setor de brinquedos, como Dia das Crianças e Natal. Um dado curioso é que desde 2014 o segmento Primeira Idade, que representa a produção para a faixa de 0 a 3 anos, mostra crescente participação nas vendas e a tomada da liderança, com 20,7% do total comercializado naquele ano. Em 2015, a Primeira Idade colaborou com 21,3%. “Há alguns anos a indústria vem cortejando essa faixa de idade de 0 a 3 anos”, conta Synésio Batista da Costa, presidente da Abrinq - Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos. Synésio também destacou que 2016 promete boas notícias para o setor e a previsão é um crescimento de 12%. O presidente da Abrinq aposta em mais 20% de queda das importações, com nova injeção de dinheiro na indústria nacional. Este ano a Abrinq vai realizar quatro feiras regionais, a primeira delas em Brasília, e as demais em direção ao Nordeste e em mercados considerados “verdes”. “Não temos distribuição que alcance o País inteiro e nenhum mercado tem o aporte de criança como o nosso”, analisa.


Escolar & Papelaria

Cadernos de notas nas versões clássicas e licenciadas A Moleskine, marca mundialmente conhecida pelo icônico caderno de notas e distribuída no Brasil pela A.S Fun Gifts, amplia a linha com produtos em cores diferenciadas da linha clássica e também capas licenciadas dos personagens Toy Story, Batman, Snoopy e Pequeno Príncipe. Todas as opções podem ser encontradas com ou sem pautas.

Divertidos stickers para scrapbook Atenta à tendência de impressão de fotos digitais, a Pimaco lança no mercado etiquetas para scrapbook que proporcionam mais criatividade na composição dos álbuns personalizados. São três temas de stickers: namoro, amizade e viagem.

Dispensadores para blocos adesivos A Post-It® lança dispensadores compactos e elegantes, disponíveis em três cores (acqua, preto com transparente e branco com transparente). Os novos suportes são indicados para uso do refil pop-up Post-it®, que ficam presos e podem ser retirados com apenas uma mão.

34


Profile for Revista Papelaria & Negócios

Pn140site  

Pn140site  

Advertisement