Page 1

Ano XIII Nº 135 nov 2015 R$ 15,00

Esferográficas

e marcadores de texto Por trás de simples objetos há muita

tecnologia envolvida

Tá na cara que é mais

diversão em forma de cores As pinturas

faciais

Qual é a impressão

que a sua loja passa?

Atenção ao visual merchandising


4


Editorial Expediente DIREÇÃO Paschoal Sabatine paschoal@topbrasileditora.com.br William Gimenes william@topbrasileditora.com.br PUBLICIDADE Marco Aurélio vendas1@topbrasileditora.com.br (11) 3271-5867 JORNALISTA RESPONSÁVEL Lia Freire (MtB 30.222) redacao@topbrasileditora.com.br PROJETO GRÁFICO, DIAGRAMAÇÃO Cristiana Lacutissa (ClStudio) (11) 2749-0738 producao@topbrasileditora.com.br CAPA - Cristiana Lacutissa ADMINISTRAÇÃO Av. Alcântara Machado, 924 cj. 03 – Brás CEP 03102-001 – São Paulo Fone (11) 2306-1246 www.topbrasileditora.com.br

Fique atento ao visual merchandising! Ele traduz a personalidade da sua marca, do seu negócio e neste caso da sua loja, que fica conhecida pela impressão que causa. O visual merchandising ganha evidencia à medida que valoriza a experiência de compra e devido a necessidade de diferenciar pontos de venda para atrair os clientes para as lojas físicas. Ele deve ser trabalhado por todos os tipos de estabelecimentos. Tanto a organização, quanto à disposição dos produtos são extremamente importantes, pois determinarão a visibilidade e o fluxo do ambiente. Os consumidores precisam ter uma visão clara da localização dos produtos e encontrar o que procuram. O visual merchandising deve vender para o cliente, antes que o vendedor atenda, portanto, precisa ser muito bem feito ou simplesmente não funciona. Conversamos com Mariana Santos, arquiteta e analista de Visual Merchandising da Uatt?, que traz importantes informações e sugestões aos lojistas. Nesta edição destacamos as novidades para o volta às aulas relacionadas às canetas esferográficas e marcadores de texto. Por trás de objetos aparentemente simples, há muitas inovações e tecnologias envolvidas. As escritas ficaram macias e versáteis; e os produtos ganharam novos e diferentes visuais. Hoje, um amplo universo de possibilidades se descortina para o mercado e os consumidores agradecem. Também apresentamos as tendências em tintas faciais. Usadas nas atividades recreativas das festinhas de aniversário, nas escolas, nas brincadeiras de casa, ou ainda, por profissionais que criam caracterizações, as pinturas faciais estão sendo cada vez mais procuradas. Esta demanda é impulsionada inclusive em datas comemorativas a exemplo do Carnaval, Páscoa, Dia do Índio, Dia das Crianças, Dia das Bruxas, Natal, entre outras. Em épocas de grandes eventos esportivos, como é o caso das Olimpíadas no ano que vem, a tinta facial também tem uma grande procura, já que muitos torce-

A Revista Papelaria e Negócios é uma publicação mensal da Top Brasil Editora dirigida a lojistas e fornecedores de artigos para papelaria e informática. Circulação nacional.

O conteúdo dos artigos e as declarações textuais contidas nas reportagens da Revista P&N são de responsabilidade dos articulistas e entrevistados.

6

dores utilizam o produto para se caracterizarem com as cores do seu país. Em meio as mais recentes novidades apresentadas, uma vem chamando a atenção: as tintas neon, que brilham no escuro. A moda pegou e fez com que as principais marcas investissem nesta linha. Confira a seguir.

Boa leitura!


Sumário

10 Entrevista 16

Categoria de Produto

26 Tendência Novidade

38Seções 8

32


Entrevista

“Para que se alcance um bom resultado no visual merchandising, primeiro é preciso ter pleno conhecimento do ponto de venda, dos produtos expostos e do posicionamento de venda do momento”, Mariana Santos.

Qual é a impressão que a sua loja causa? O visual merchandising é um conjunto de elementos que compõe a exposição de produtos e ambientação de lojas. É fundamental usar os elementos visuais corretos para chamar atenção de um determinado público, seja dentro ou fora do estabelecimento. A ferramenta ganha evidencia à medida que valoriza a experiência de compra e devido a necessidade de diferenciar pontos de venda para atrair os clientes para as lojas físicas. O visual merchandising deve ser trabalha-

Fique atento ao visual merchandising. Ele traduz a personalidade da sua marca, do seu negócio e neste caso da sua loja, que fica conhecida pela impressão que causa

do por todos os tipos de estabelecimentos. Tanto a organização, quanto a disposição dos produtos na loja são extremamente importantes, pois determinarão a visibilidade e o fluxo do ambiente. Os consumidores precisam ter uma visão clara da localização dos produtos e encontrar o que procuram. O visual merchandising deve vender para o cliente, antes que o vendedor atenda, portanto, precisa ser muito bem feito ou simplesmente não funciona. Conversamos com Mariana Santos, arquiteta e analista de Visual Merchandising da Uatt?, que traz importantes informações e sugestões aos lojistas. Confira: Revista Papelaria & Negócios - Quais as dicas para planejar um bom merchandising? Mariana Santos - De modo geral, para que se alcance um bom resultado no visual merchandising, primeiro é preciso ter pleno conhecimento do ponto de venda, dos produtos expostos e qual o posicionamento de venda do momento. Ou seja, precisamos saber o que queremos vender e

10


“Observamos lojas qu e querem transmitir o máximo de informações possíveis ao cliente e acabam poluindo o ponto de venda. A comunicaçã o deve focar no essencial a ser tran smitido para que o consumidor se interesse.”

Entrevista o porquê queremos vender, desta maneira é possível decidir qual a melhor forma de expor. Revista Papelaria & Negócios - Como criar uma atmosfera de compra no ponto de venda? Quais são os aspectos que devem ser levados em consideração a fim de melhorar a experiência de compra do consumidor? Mariana Santos - Quando falamos em “atmosfera de compra” precisamos, na verdade, pensar na experiência de compra que estamos proporcionan-

dessas categorias podemos criar subgrupos, onde organizamos os obje-

do ao cliente. Não devemos focar na compra iso-

tos por cores, tamanho ou especificidades. No ambiente da papelaria é

lada, mas em algo que leve ao encantamento pelo

muito interessante organizar os produtos por cores e, se for possível, criar

produto e pela loja, levando o consumidor a retor-

uma harmonia cromática entre as diversas colorações.

nar ao estabelecimento e realizar novas compras.

Se a loja possui diferentes produtos de uma mesma marca ou tem

Após checar o que o nosso ponto de venda transmi-

várias marcas em seu portfólio, outra opção é criar espaços de exposi-

te, passamos por todos os aspectos que envolvam

ções para cada marca individualmente e, dentro desse espaço, dispor os

a atividade de compra, ou seja, desde o momento

produtos de acordo com a linha a que pertencem, seus tamanhos, cores,

em que o cliente é atraído para dentro da loja até

subcategorias etc.

quando ele deixa o estabelecimento. Uma vitri-

ne bem montada, produtos organizados, visíveis e

Revista Papelaria & Negócios - Quais são os principais equívocos

acessíveis, uma boa iluminação, um atendimento de qualidade, um odor suave e uma música agradável.

Mariana Santos - Há uma tendência em querer deixar todos os pro-

Tudo isso deve ser pensado para proporcionar um

dutos em evidência, já que para vender é preciso expor. No entanto, mui-

bom momento ao cliente.

tas vezes somado a grande variedade de produtos para expor há também

Quando bem trabalhados e alinhados com a

vários displays para acomodá-los adequadamente e aí, o que deveria

proposta da marca ou da loja, esses detalhes criam

informar e se destacar, perde-se em meio ao excesso de elementos. É

uma memória afetiva, o que influencia diretamente

preciso dar atenção a essa questão, mantendo os produtos em ordem e

na decisão de compra do cliente. Assim como essa

um ambiente visualmente limpo, com o intuito de aumentar as potencia-

lembrança de estar em um ambiente agradável faz

lidades dos produtos para que os clientes os percebam. Na contramão

com que o retorno do cliente ao ponto de venda

disso, muitas vezes em virtude da correria diária, com toda a dinâmica

seja muito mais provável.

do ambiente comercial, o produto vendido não é reposto na exposição,

fazendo com que o conjunto perca sua força e a escassez fique aparente.

Revista Papelaria & Negócios - Sobre a ex-

É necessário estar atento a esses pontos, saber dosar a exposição, não

posição das categorias de produto, por onde o

pecar por excesso e nem por escassez.

lojista deve começar? Quais aspectos devem ser

levados em consideração, pensando em uma pa-

Revista Papelaria & Negócios - Quais as tendências atuais obser-

pelaria que possui produtos tão diversificados?

12

cometidos atualmente na organização das lojas?

vadas em técnicas de exposição? Explique-as.

Mariana Santos - Um bom modo de organizar

Mariana Santos - Em geral, o mercado tem caminhado para a cons-

uma loja com uma gama tão variada de produtos é

trução de uma experiência multissensorial no ponto de venda, buscando

agrupar os itens por categorias (ex.: cadernos, blo-

proporcionar ao cliente não apenas um produto, mas uma experiência

cos de papel, canetas e assim por diante). Dentro

que cria um universo muito maior. Essa tendência tem sido adotada por


grandes redes, porém pode ser adaptada ao microempresário também. Por exemplo, por meio da exploração de odores, sons, cores e texturas. A escolha de um odor característico para a sua loja ativa a memória olfativa do indivíduo que, quando exposto ao mesmo odor ou a um odor semelhante, recorda a experiência que teve anteriormente. Uma música que “converse” com o público-alvo da loja cria uma identificação, uma simpatia maior do cliente pelo espaço. Uma iluminação quente e suave, acolhe e aconchega. Já uma iluminação mais clara transmite vibração e energia. Tudo deve estar em sintonia com o que se quer passar ao cliente! Revista Papelaria & Negócios - Quais as vantagens de uma exposição bem feita?  Mariana Santos - Uma exposição bem feita não valoriza apenas o produto, como também o negócio em si, mostra cuidado com a loja e com o cliente. Torna o local mais atraente, convidativo e, consequentemente, aumenta o poder de venda dos produtos.   Revista Papelaria & Negócios - Em relação ao layout da loja, quais devem ser os cuidados e atenções que o lojista deve ter? Mariana Santos - Existem diversos pontos que devem ser observados pelo lojista, mas um dos principais e bastante crítico na maioria das lojas é a circulação. Quantas vezes ao entrar em uma loja não esbarramos nos produtos e prateleiras ou temos que nos esquivar para dar passagem para outra pessoa? Isso prejudica a nossa experiência de compra. Ela deve ser fácil, positiva e o cliente precisa se sentir à vontade dentro do ponto de venda para que percorra todo o circuito de exposição. Uma boa circulação é essencial! Para isso, podemos e devemos inserir pontos de exposição nos centros de loja, porém precisamos tomar cuidado para que os corredores estejam sempre livres de obstáculos. É importante, que eles tenham uma largura confortável, não somente para o caminhar, mas também para que o cliente consiga tomar distância para perceber o produto. Outro erro muito comum está no acesso à loja. A porta de entrada precisa abraçar o cliente e convidá-lo a entrar. Devemos possuir um mobiliário de acesso com produtos ou promoções que sejam atrativos, porém, muitas vezes, queremos rechear a entrada de exposição, de produtos interessantes e acabamos gerando uma obstrução do acesso, que causa justamente o efeito contrário ao desejado. O excesso de informação intimida o cliente.   Revista Papelaria & Negócios - Em relação às áreas quentes da loja. Quais são elas e como potencializá-las?


Entrevista Mariana Santos - As áreas quentes da loja são

um aspecto de descuido. Esse material precisa ser sempre renovado, pois

aquelas com maior índice de visitação dentro do

mesmo sendo um apoio para as vendas, ele interfere diretamente na ima-

ponto de venda, devido o acesso fácil ou por hábito

gem que a loja transmite.

de consumo. Neste espaço devemos trabalhar com

produtos ou promoções atraentes, que despertem

Revista Papelaria & Negócios - Quando houver vitrine, quais são

no cliente o desejo de entrar na loja. Revista Papelaria & Negócios - E quais são as áreas frias e como trabalhá-las?

Mariana Santos - A vitrine é o ponto principal quando falamos da atração do cliente para dentro do ponto de venda e deve ser tratada como tal. Ela funciona como uma zona quente onde devem estar expos-

Mariana Santos - As áreas frias são as de me-

tos os produtos que puxarão as vendas, sejam eles itens promocionais ou

nor acesso dentro do ponto de venda. Geralmente

lançamentos. Além disso, é possível inserir elementos que o cliente não

estão localizadas ao fundo. Para melhor trabalhá-las

espera que estejam ali, como trabalhar cenários com peças gráficas inte-

é preciso observar o percurso do cliente dentro do

gradas aos produtos. Também esteja sempre atento aos aspectos técni-

PDV e perceber quais são os pontos mais proble-

cos, por exemplo, a boa iluminação é fundamental para a valorização das

máticos. Um bom exemplo para aumentar a visita-

peças. Outro ponto que podemos observar é o vidro da vitrine refletindo

ção a esses pontos é dispondo neles (ou próximo a

o ambiente externo. Se este problema existir na loja é necessário instalar

eles) produtos que gerem maior interesse e levem

uma película antirreflexo, isso aumentará a visibilidade de sua vitrine e

os consumidores até essa área, fazendo com que

consequentemente a percepção dos produtos expostos.

eles percorram um número maior de expositores

e tenham acesso a um maior número de produtos.

Revista Papelaria & Negócios - Fale-nos sobre o projeto Uatt+.

Outro aspecto que desvaloriza algumas áreas das

Mariana Santos - Além da Uatt? atuar em franquias e e-commerce, a

lojas é a iluminação insuficiente. Às vezes podemos

marca também trabalha com o canal multimarcas, oferecendo o projeto

simplesmente intensificar um pouco a iluminação

especial chamado Uatt+, um modelo de negócio baseado na parceria en-

de certos pontos e isso já é responsável por alterar

tre a marca e o lojista. Nele, desenvolvemos um espaço sinalizado e exclu-

todo o visual.

sivo nas multimarcas, com o objetivo de auxiliar na exposição de nossos

produtos dentro do ponto de venda.

Revista Papelaria & Negócios - Quais são os

Por meio do Uatt+, nossos parceiros multimarcas têm acesso a todos

problemas que ainda persistem no varejo quanto

os produtos, modelos de exposição adotados e conhecimento do varejo

ao uso dos materiais de PDV?

de presente, contando sempre com a ajuda de consultores especializa-

Mariana Santos - Mais uma vez destaco o ex-

dos. Além disso, recentemente implementamos o projeto “Boas Vendas”,

cesso de informação. Observamos lojas que querem

visando ajudar cada vez mais os lojistas a melhorarem e atualizarem as

transmitir o máximo de informações possíveis ao

estratégias em suas lojas e, consequentemente, venderem mais. Há um

cliente e acabam poluindo o ponto de venda. A co-

blog com guias, dicas e e-books de varejo, tudo para ajudar lojistas de

municação deve focar no essencial a ser transmitido

todo o país dos mais diversos segmentos, inclusive as papelarias a au-

para que o consumidor se interesse pelo produto

mentarem o desempenho do negócio. Além do blog, o projeto tem um

ou promoção. Informações complementares devem

aplicativo para celular, tablet e computador, facilitando o acesso a es-

ser passadas pela equipe de vendas no contato di-

ses materiais, mesmo quando não conectado à internet. Para conhecer,

reto com o cliente.

acesse www.uatt.com.br/boasvendas.

Outro ponto que deve ser observado é o tempo em que esse material está exposto. Não raro, vemos no varejo displays informativos danificados pelo tempo, o que acaba imprimindo ao ambiente

14

as suas sugestões para melhor aproveitá-la?


Categoria de Produto

As poderosas esferográficas Por trás de um objeto aparentemente simples, há muitas inovações e tecnologias envolvidas

Item essencial em nosso dia a dia, as canetas esferográficas desde 1938, quando as primeiras versões começaram a ser produzidas comercialmente, foram submetidas a importantes inovações e aprimoramentos. A escrita ficou mais macia e versátil; e o produto ganhou novos e diferentes visuais. Hoje, um amplo universo de possibilidades se descortina para o mercado e os consumidores e colecionadores agradecem. Já são mais de seis décadas que a BIC® trabalha com o propósito de democratizar a escrita no Brasil. São esferográficas de valores acessíveis, com um portfólio amplo, desde produtos mais tradicionais, como a BIC® Cristal, até canetas com mais

A famosa esferográfica da BIC® ganha tons metalizados: prata e ouro. A BIC® Cristal Celebration é uma homenagem aos 60 anos de BIC® no Brasil.

funcionalidades, como a linha 4 Cores, entre outras versões. “A caneta tornou-se um produto democrático. Utilizada na escola, em casa e no escritório, ganhou versões para atender a necessidade dos mais distintos públicos. Independente do estilo de caneta, o consumidor procura mais durabilidade na escrita, um produto que não falha a um preço acessível”, cita Emerson Cação, diretor de marketing da BIC®. A empresa neste ano traz produtos como BIC® Cristal Stylus 2 em 1, esferográfica que contém uma ponta siliconada para utilizar em tablets e smartphones. E as novidades na família Cristal continuam com os tons metalizados – prata e ouro - da BIC® Cristal Celebration, que tem ponta fina, com tinta azul ou preta, desenvolvida em comemoração aos 60 anos da BIC® no Brasil. Já para os fãs da BIC® 4 Cores - a edição Original Fine, nas tintas (azul, preto, vermelho e verde), tem agora ponta fina de 0,8mm e corpo na cor laranja; e aproveitando o êxito da BIC® 4 Cores Metallic, lançada no ano passado, haverá duas novas cores no corpo metalizado, roxo e azul. Ampliar as opções de cores ® e trazer produtos cada vez mais Repaginada. A BIC 4

Cores vem na edição Original Fine, agora ponta da nova coleção Tilibra. Para o fina de 0,8mm e corpo na volta às aulas 2016, a empresa cor laranja.

confortáveis compõem o foco

16


traz mais de 30 opções em esferográficas, com diferentes versões de pontas, formatos e cores, além das canetas com personagens e associadas às marcas - Simpsons, Jolie, Ben 10, No Stress, UNICEF, Red Nose, Snoopy, Ecko e Chococat - e os modelos tradicionais como as canetas Noir (ponta 0.7mm), Vista, Tech e Force, estes três com ponta 1.0mm e disponíveis nas cores azul, preta e vermelha; e as novidades na Neon com os modelos Max Neon e RC4 Cores Neon, em ponta 1.0mm, tradicionais e retráteis; e os modelos RC2 Cores e RC6 Cores, ambas retráteis e com ponta 0.7mm. “Muitas mudanças e melhorias ocorreram nas esferográficas ao longo dos anos, principalmente na qualidade do traço, conforto e ergonomia. Hoje são comuns modelos com formatos anatômicos e que apresentam grip emborrachado, os quais proporcionam firmeza e conforto durante o uso”, justifica Karina Marchini, gerente de produtos da Tilibra.

Esferográficas Tilibra. Noir com ponta 0.7mm e grip emborrachado, Force com ponta 1.0 mm e Max Neon, a retrátil em cores vibrantes.


Categoria de Produto As canetas com quatro opções de cores de tinta se popularizam. A Tilibra apresenta a moderna versão RC4 Cores Neon.

Sistema de escrita hi-tech e muito mais! A supervisora de trade marketing da Newell Rubbermaid, Marina Anacleto, destaca que a companhia está sempre buscando atender às necessidades dos clientes com inovação e valor agregado. “Ao longo dos anos fizemos mudanças nos sistemas de escrita, no design dos produtos e lançamos novas cores. É notável que desde nossa primeira caneta, a Kilometrica® Plus, tivemos grandes evoluções. Desenvolvemos o corpo triangular, que é ergonomicamente mais confortável para escrever, também trouxemos o revolucionário sistema de escrita hi-tech, que proporciona uma escrita sem esforço, com cores vivas e traços macios; e fomos a marca pioneira na incorporação do grip emborrachado em canetas esferográficas. Continuamos inovando a cada ano, trazendo cada vez mais novidades!” Sob a marca Paper Mate, a Newell Rubbermaid traz para 2016, as seguintes novidades: Kilometrica® Quatro, que embora o seu conceito - caneta com quatro cores em um único produto - já seja conhecido, a marca inova ao criar características como corpo mais fino para deixar a escrita confortável, botões de acionamento mais largos para facilitar a troca de cor, acabamento premium na cor branco piano e grip com ranhuras para maior conforto e clip. A caneta está disponível nas opções: Business (tintas nas cores azul, preta, vermelha e verde) e Fun (roxo, magenta, turquesa e verde limão); já a Kilometrica® 100 Colorz ganhou cartuchos com 12 peças nas cores verde escuro, laranja e marrom café, tonalidades definidas após solicitação do mercado. Com o conceito de produto gift e praticidade, chega ao mercado as canetas Kilometrica® Mini, nas versões Mini Retrátil e com Tampa, com 10 cm, encontradas em blisters com 3 cores básicas (azul, preto e vermelho) e blisters com 4 cores fashion (rosa, azul turquesa, verde limão e roxo). A Kilometrica® Mini vem em embalagem diferenciada, que incentiva a compra por impulso. Para ter acesso ao produto é necessário rasgar a embalagem e abrir o zip, aumentando a segurança no ponto de venda. A quarta novidade é a Kilometrica® Stylus,

A Kilometrica Quatro, da Paper Mate, tem corpo mais fino, botões de acionamento mais largos e acabamento na cor branco piano.

18

caneta que reúne o modelo tradicional de esferográfica e touch screen, com ponta de silicone, atendendo o crescente mercado das telas touch screen, disponível nas cores preta e azul. “Todas as nossas canetas possuem a exclusiva tecnologia hi-tech, revolucionário sistema de escrita que proporciona traços mais macios com cores vivas”, ressalta Marina.


Em seu portfólio, a Molin apresenta uma ampla gama de esferográficas, desde as mais básicas de ponta média até as versões associadas a personagens e marcas que encantam a garotada, totalizando mais de 30 modelos. Novos visuais que mesclam o fosco com o brilhante, corpo triangular e tinta de baixa viscosidade com o propósito de oferecer suavidade ao escrever caracterizam os recentes lançamentos em esferográficas da Molin. Tem a linha Trion vendida em caixas com 12 unidades de uma cor ou blisters com diversas composições. Com corpo triangular, partes foscas e brilhantes, sua tinta é de baixa viscosidade, o que traz uma sensação de suavidade ao escrever. Com tintas azul, preta e vermelha, nas pontas média 1.00 mm e fina 0.7 mm e nas tintas especiais rosa, roxo, verde claro e laranja, na ponta média 1.00 mm. Outra novidade é a CR – 45, retrátil, com corpo metalizado, grip emborrachado, escrita fina 0.7 mm de baixa viscosidade, cor azul, comercializada em caixas com 12 unidades e blisters com 2 peças. E, por último, a esferográfica BOSS, com escrita de 0.5 mm, tinta de baixa viscosidade, clip metálico e pega triangular. O diretor comercial da Molin, Ricardo M. Santos, afirma que além das mudanças nos formatos, as

Na pegada do produto gift. A Kilometrica® Mini vem em embalagens diferenciadas.


Categoria de Produto Mais uma tendência observada na categoria de esferográficas. Kilometrica® Stylus, caneta que reúne o modelo tradicional de esferográfica e touch screen.

esferográficas evoluíram no quesito, tinta, que está cada vez mais fluída e confortável.

De olho nas exigências dos consumidores Entender as necessidades do consumidor e priorizar a qualidade são os dois pilares da Faber-Castell para desenvolver o seu portfólio. “O consumidor está mais preocupado com a qualidade dos produtos e também busca por itens ecologicamente corretos, com funcionalidade aliada ao design. Na criação e desenvolvimento de nossas canetas esferográficas, seguimos estes princípios e os mais rigorosos padrões internacionais de qualidade. Um exemplo disso são as canetas da linha GRIP, fruto de tecnologia de ponta que possuem um design inovador e se destacam pelo formato triangular ergonômico que facilita a pega, além das exclusi-

Trion, da Molin, a esferográfica com cores tradicionais e especiais. Partes foscas e brilhantes compõem o seu visual.

vas esferas antideslizantes, que proporcionam maior firmeza, conforto e melhores resultados ao escrever”, observa Elaine Mandado, gerente de comunicação corporativa da FaberCastell. Os últimos lançamentos da empresa foram a Xtreme Colors, disponível nas cores azul claro, rosa e roxo, na versão ponta média (1.0mm). Entre os diferenciais estão o grip emborrachado para maior firmeza no traço e a tinta de baixa viscosidade para uma escrita macia. O corpo transparente, a ponta metálica e o clip na cor da tinta completam o design. Para o ponto de venda, as canetas estão disponíveis em uma caixa display no sistema “Ready to Display”, ou seja, a embalagem se transforma em um mostruário. Solução rápida e prática para a exposição do produto na loja. A Faber-Castell também destaca a caneta Xtreme, que tem como pro- Xtreme Colors é a

esferográfica da Faber-Castell com jado com conforto. O produto possui grip emborrachado grip emborrachado, ponta metálica e tinta de baixa e tinta de baixa viscosidade. “Esses viscosidade para uma escrita macia.

posta mesclar design moderno e arro-

atributos fazem desta caneta, que é

completa e perfeita para uso diário de consumidores que buscam alto desempenho”, afirma Elaine. Várias outras opções podem ser encontradas no portfólio da FaberCastell como a linha Grip com versões como Stick, com formato triangular ergonômico, esferas antideslizantes para maior firmeza no traço e nas cores azul, preta e vermelha; Retrátil, que se caracteriza por ser mais prática

20


Categoria de Produto e sem tampa, também nas cores azul, preta e vermelha; Retrátil Colors com ponta 1.0mm, design divertido e voltada ao público teen. Com o corpo na cor da tinta e disponível em três tonalidades: azul claro, rosa e roxo. Opção cool, portátil e prática, a Mini Retrátil por sua característica colecionável também atrai a atenção do público teen. Com grip emborrachado é encontrada em cores vibrantes: rosa, roxa, azul claro, azul, vermelha e preta. No formato triangular, ponta média (1.0 mm) a linha Trilux é disponibilizada nas tintas azul, preta e vermelha; e nas versões Ponta Fina (0.8mm) e Colors, nas cores roxa, laranja, rosa, verde e azul claro. Completando as opções em esferográficas a 062 Fine tem ponta fina metálica (0.7 mm), nas cores vermelha, azul e preta.

Detalhes para uma escrita confortável e de qualidade Focada em atender as exigências dos consumidores, oferecendo esferográficas de qualidade e versáteis, a Pentel disponibiliza opções com Versões mini, formatos triangulares, esferas antideslizantes e cores vivas são opções encontradas no portfólio da FaberCastell.

características que possuem “comfort zone”, proporcionando maior conforto e controle na escrita; linhas finas de 0.7mm; versões retráteis e com controle lateral e esferográfica em que é possível visualizar o nível de tinta da carga. “Todas as linhas foram lançadas com a preocupação de proporcionar maior conforto e praticidade para o consumidor. Desenvolvemos canetas com cores variadas e mais vivas. Além disso, foi levado em consideração o cuidado com a natureza, expresso em alguns modelos que recebem uma grande quantidade de material reciclado em sua composição”, pontua Tamy Marins Perazzolo, supervisora de marketing da Pentel. Dentre as opções em esferográficas da marca há as versões BK90 (ponta esférica metálica de 0.7 mm, disponível nas cores preta, vermelha e azul) e BK91 (ponta esférica metálica de 1.0 mm, nas cores verde,

Retráteis com controle lateral e cores vivas caracterizam as canetas Wow! – BK437 e BK440, da Pentel.

laranja, rosa, azul clara e roxa); a Super Pentel – BK997 com linhas finas de 0.7mm, com confortável grip emborrachado “comfort zone” e produzida com 73% de material reciclado; a RSVP RT – BK93, uma versão retrátil, corpo translúcido e tinta preta, vermelha, azul, verde, laranja, rosa, azul clara e roxa, produzida com 61% de material reciclado; Wow! – BK437 e BK440 que são as retráteis com controle lateral, em cores vivas e visual clean e as opções BK417 e BK420 com pontas 0.7mm e 1.0mm, respectivamente.

Retráteis e coloridas

22


As esferográficas retráteis da Newpen são os destaques da empresa. Fabricadas no Brasil, as canetas Clic Sensations são disponibilizadas em 16 cores - azul, preta, vermelha, verde, azul neon, verde neon, pink, laranja, roxa, marrom, azul turquesa, amarela, marrom claro, rosa neon, violeta e vinho. “Somos pioneiros e a única empresa a oferecer 16 cores de tintas na linha de esferográficas retráteis”, esclarece Charles Fann, gerente comercial da

A esferográfica Super Pentel – BK997 tem grip emborrachado “comfort zone” e é produzida com 73% de material reciclado.

Newpen, acrescentando que as canetas ainda se destacam pela ultrassuavidade que oferecem durante a escrita, resultando em menos cansaço, graças a nova formulação de tinta, chamada de Ultra Smooth Ink que são tintas mais suaves e deslizantes. A Clic Sensations é disponibilizada em embalagens em caixa com 12 ou 50 unidades sortidas. A Newpen também lançou a linha executiva de metal Fortress com 25 modelos, em diversas opções de design e cores, sendo todas recarregáveis com cargas tipo “cross” ou “parker”. Completa a linha de esferográficas, as opções com tampa e a linha multifuncional, com duas ou mais cores de tinta em uma única caneta.

Versatilidade nas opções de cores. A Clic Sensations é produzida no Brasil pela Newpen, em 16 tonalidades.

As canetas gel Elas também evoluíram com o passar dos anos. A caneta gel ganhou novos contornos para que a escrita se tornasse suave, diferentes opções de tintas foram desenvolvidas, perfumes foram incorporados e a tecnologia para melhorar a tinta foi aprimorada. A Pentel, por exemplo, desenvolveu a Energel Ink Inside, uma tinta especial - de baixa viscosidade, o que significa que é mais líquida que as tintas geis - proporcionando uma escrita ultrassuave e secagem mais rápida, evitando borrões. “No Brasil ainda existe certo preconceito com as canetas gel porque há alguns anos foram colocadas no mercado canetas de secagem demorada, que borravam demais. No entanto, a Pentel sempre primou pela alta qualidade e vem

Sofisticação. A Newpen traz a linha Fortress, com opções em canetas esferográficas de metal.


Categoria de Produto tentando quebrar este paradigma investindo em canetas gel. Nossa linha traz tudo aquilo que o consumidor deseja: cores vivas e secagem rápida”, declara a supervisora da Pentel, Tamy, lembrando que as canetas gel da empresa também apresentam como diferencial o fato de serem produzidas em materiais reciclados, depenAs canetas gel da Pentel têm tinta especial, que proporciona uma escrita ultrassuave e secagem mais rápida, evitando borrões.

dendo do modelo da caneta pode chegar até 84%. A Molin também oferece em seu portfólio as canetas gel que são produzidas na Coreia, país onde surgiu esse tipo de caneta. Atualmente a linha é composta por cores tradicionais (azul, preta e vermelha), neon (violeta, rosa, laranja e azul claro) e metálicas (violeta, rosa, ouro e prata). Para o próximo ano, a empresa trará novas cores neon e metálicas.

A Molin também oferece em seu portfólio as canetas gel que são produzidas na Coreia, país onde surgiu esse tipo de caneta.

24


A história da esferográfica O revisor tipográfico húngaro Laszlo Biro foi quem teve a ideia de criar uma caneta com tinta de secagem rápida. Ele se dedicou a criar um novo tipo de instrumento de escrita que utilizava uma tinta semelhante a tinta do jornal – que saía imediatamente seca e quase nunca borrava. E, para evitar que a caneta entupisse com uma tinta espessa, propôs o uso de uma pequena esfera de metal que rolava em uma extremidade do tubo onde estava esta tinta de secagem rápida. A esfera então teria duas funções: agir como um protetor para impedir que a tinta secasse e permitir que a tinta fluísse para fora da caneta a uma velocidade controlada. Em 1938, Biro e seu irmão Georg, que era químico, entraram com o pedido de patente e começaram a produzir os primeiros modelos comerciais, as canetas Biro. Posteriormente, o governo britânico comprou os direitos da caneta patenteada para que pudessem ser utilizadas pela tripulação da Força Aérea Real. Além de serem mais resistentes que as convencionais, as canetas esferográficas funcionavam em grandes altitudes onde há menos pressão. Seu desempenho de sucesso para a Força Aérea Real colocou a caneta Biro sob os holofotes e durante a Segunda Guerra Mundial, a caneta esferográfica foi amplamente utilizada pelos militares. Nos Estados Unidos, a primeira caneta esferográfica de sucesso a ser produzida comercialmente, que viria a substituir a caneta tinteiro comum, foi apresentada por Milton Reynolds, em 1945. Vinha com uma pequena esfera que liberava uma tinta pesada e gelatinosa sobre o papel. As canetas Reynolds foram divulgadas como “a primeira caneta que escreve debaixo d’água” e eram caras, principalmente por causa da nova tecnologia. Em 1945, as canetas esferográficas acessíveis foram fabricadas quando o francês Marcel Bich desenvolveu um processo industrial de fabricação de canetas que reduzia significativamente o custo por unidade. Em 1949, Bich lançou suas canetas na Europa. Deu a elas o nome “BIC”, uma versão abreviada do seu nome que seria fácil de lembrar. Dez anos depois, a BIC® vendeu suas primeiras canetas no mercado norte-americano. Fonte: http://casa.hsw.uol.com.br/canetas-esferograficas2.htm


Tendência

Eles chamam

atenção...

...e não estamos falando apenas da sua função, que é destacar trechos de textos, frases etc. Os marcadores de texto também atraem a atenção dos consumidores pelo produto em si. São novas cores, tecnologias e aparência renovada Nas mãos dos estudantes eles são um instrumento de auxílio nos estudos, servindo para destacar trechos importantes do que está sendo estudado. Nos escritórios também são utilizados com frequência em reuniões, apresentações e nas tarefas diárias para chamar atenção de algum documento/informação importante, entre outras situações. Os marcadores de texto chegaram a diferentes ambientes e ganharam várias versões para atender e cativar os consumidores. É verdade que a cor amarela continua sendo a preferida dos consumidores, mas já é muito comum encontrar outras opções como rosa, laranja, roxo, azul e verde. Em relação ao tamanho, tem mini, tem jumbo - para uso mais intenso; as pontas também passaram por mudanças e ganharam novas espessuras para atender as diferentes finalidades de uso; a praticidade ganhou evidencia nos marcadores bicolores e suas duas opções de cores em um mesmo produto e nas linhas retráteis que dispensam o uso da tampa. E se faltava o marcador de texto apagável - afinal era preciso encontrar uma solução quando um trecho de texto era destacado por engano -, agora já não falta mais! O BIC® Marking Apagável será lançado no volta às aulas 2016 e é uma Marcador apagável da BIC®. Uma das pontas marca o texto e a outra apaga a tinta do marcador.

26

inovação no segmento, pois permite marcar e remover a tinta, tudo no mesmo produto. Disponível na cor amarela, em uma das pontas ele marca e na outra apaga a tinta do marcador, em traço fino ou grosso (1,5 - 3,5 mm), devido às pontas chanfradas. Além desta novidade, a BIC® atualmente traz diferentes tipos de marcadores e pontas, em formatos pocket


A BIC® traz marcadores com diferentes tipos de pontas.

(BIC® Marking, vendidos unitariamente ou em estojo nas cores amarela, verde, laranja, rosa e roxa) e tanque (BIC® Marking tank que oferece traço de 1,5 a 5,5 mm, disponível nas cores amarela, laranja, rosa e verde). “O segmento de marcadores tem uma tendência positiva de crescimento e a BIC® acompanha esta evolução, com investimentos em inovação. Segundo dados da Nielsen Scantrack, somos líderes de mercado nesta categoria”, afirma Emerson Cação, diretor de marketing da BIC®. Para o público jovem, a empresa Molin desenvolveu marcadores com as licenças da Minnie, Coca-Cola e Minions. Em seu portfólio também há as linhas tradicionais de marcadores fluorescentes nas cores amarela, verde, rosa e laranja, em caixas com 12 unidades e blisters com composições variadas. Este ano a empresa lançou um novo corpo de marcador, com partes brilhantes e foscas; e um design mais moderno. “Em relação à concorrência os nossos diferenciais são a fluorescência das cores, a carga de longa duração e a grande durabilidade da cor no papel. Os marcadores de texto vendem durante todo o ano e a nossa expectativa é de crescer no mínimo 10% ao ano, à medida que os consumidores conhecem os nossos marcadores e não trocam mais de marca”, cita Ricardo M. Santos, diretor comercial da Molin. No mix da Tilibra são três opções de canetas marca texto, com variedade em cores e formatos de pontas. Além dos modelos tradicionais com ponta chanfrada, há versão ponta dupla, com uma mesma opção de cor ou bicolor e no portfólio também há marcadores permanentes com ponta chanfrada, redonda ou dupla e o marcador para quadro branco, com destaque para os novos modelos Bold e Neon, em cores sortidas e ambos com reservatório transparente de tinta. “Houve ampliação em cores e estilos de pontas em nossa linha e, desta forma, clientes e consumidores encontram uma grande diversidade de produtos. Com frequência realizamos pesquisas de mercado e buscamos entender tendências, que apontam a importância de uma coleção com vários formatos, cores, tamanhos e estilos de pontas”, afirma Karina Marchini, gerente de produto da Tilibra, acrescentando que os modelos com ponta dupla da marca possuem importante diferencial em relação aos modelos encontrados no mercado. O Marca Texto 700, por exemplo, tem uma das pontas chanfrada 4mm, ideal para grifar textos


Tendência

Marcadores com as licenças da Minnie, Coca-Cola e Minions são as opções para atrair o público jovem.

e a outra redonda de 1mm para sublinhar conteúdos. Com tampa antiasfixiante vem em caixa display, que auxilia na valorização da exposição do produto no ponto de venda.

Alta tecnologia nas tintas Além da cor amarela, a Newpen traz marcadores com tinta verde, laranja, azul, roxa e vermelha e versões perfumadas (com a opção de ponta dupla), jumbo (para um uso mais intenso), além da retrátil. O gerente comercial da empresa, Charles Fann, acrescenta outros dois diferenciais de seus marcadores como a tecnologia CAP-OFF, que garante a escrita mesmo que a caneta permaneça três meses destampada e o fato da tinta não atravessar o papel. A Newpen destaca ainda que os seus marcadores de texto são disponibilizados em até seis cores de tinta: amarela, verde, laranja, azul, roxa e vermelha.

Para uso artístico, técnico e profissional Distribuidora da marca japonesa Sakura Color Products Corporation, a Miwa disponibiliza ao mercado, marcadores para ilustração, permanentes, à base de água, para tecido e industriais. Em seu mix há novidades como os marcadores para ilustração feitos

A Molin destaca a fluorescência das cores e a carga de longa duração de seus marcadores.

28


Tendência

Com ponta chanfrada, o marca texto 400 da Tilibra, vem em seis opções de cores e embalagem display premium.

a partir de tinta à base de água, mais resistente à umidade e luz solar. Tem o Pigma Pen com ponta em nylon para maior resistência e indicado para desenhos artísticos e mangá; e o Pigma Pen Brush com pena feita de esponja e ponta mais durável, em três espessuras. Na linha de marcadores para caligrafia o Pigma Calligrapher possui ponta em nylon nas versões 2mm e 3mm, com desempenho similar às penas de metal, poA Newpen aposta na praticidade do marca texto retrátil.

rém com mais praticidade; e por fim, os marcadores para tecido, Tailors Marker um marcador temporário, com pontas fina e extrafina, que apaga automaticamente em até três dias, ou então, imediatamente ao usar o apagador próprio, o Tailors Marker Eraser.

Marca texto gel e cores superfluorescentes Um portfólio completo de marcadores de texto, com diferentes tipos de cores, formatos e tamanhos para atender a diversos públicos é apresentado pela Faber-Castell, que tem entre as principais novidades o A Miwa disponibiliza marcadores para ilustração, permanentes, à base de água, para tecido e industriais, da marca japonesa Sakura.

marca texto Super Gel. “Devido a tinta gel, não requer tempo de secagem, não mancha o outro lado da página e, quando destampado, não seca. Além disso, seu design moderno e ergonômico o torna um produto muito confortável de ser utilizado, com uma aplicação supermacia. O produto permite marcações em grandes áreas e está disponível nas cores superfluorescentes amarela, verde e rosa”, explica Elaine Mandado, gerente de comunicação corporativa da Faber-Castell. Outro lançamento é o marca texto Bicolor, com duas cores na mesma ponta: amarelo/verde e rosa/laranja e duas medidas de traço: para marcar e para sublinhar. A gerente destaca que os marca textos fabricados pela empresa possuem cores mais vivas do superfluorescentes. “O marca tex-

30


to Grifpen é o nosso produto com a maior variedade de cores: amarelo, verde, rosa, laranja, azul e roxo. Já em relação ao tamanho, temos desde os menores, como o marca texto Mini Tri, com design pequeno e divertido, ao maior, que é o marca texto Grip com corpo mais grosso e esferas antideslizantes. Sobre os formatos, o destaque fica com o triangular ergonômico, garantindo maior conforto e melhor escrita. Para os próximos anos pretendemos manter nosso ritmo intenso de investimentos e promover a melhoria contínua da qualidade, da nossa competitividade e da inovação dos nossos produtos, visando sempre atender as necessidades dos nossos consumidores”, declara Elaine.

A Faber-Castell desenvolve marca texto no formato mini e opções com esferas antideslizantes.

O marca texto da Faber-Castell com tinta gel não requer tempo de secagem, não mancha o outro lado da página e, quando destampado, não seca.


Novidades

A diversão tá na cara As tintas faciais neon são a bola da vez Usadas nas atividades recreativas das festinhas de aniversário, nas escolas, nas brincadeiras de casa, ou ainda, por profissionais que criam caracterizações, as pinturas faciais estão sendo cada vez mais procuradas. Esta demanda é impulsionada inclusive em datas comemorativas a exemplo do Carnaval, Páscoa, Dia do Índio, Dia das Crianças, Dia das Bruxas, Natal, entre outras. Em épocas de grandes eventos esportivos, como é o caso das Olimpíadas no ano que vem, a tinta facial também tem uma grande procura, já que muitos torcedores utilizam o produto para se caracterizarem com as cores do seu país. O lojista que comercializa as tintas faciais precisa estar atento a algumas questões: o produto deve ser atóxico e totalmente seguro para o uso sobre a pele, ter formulação cosmética, além de ser aprovado pelos órgãos regulamentadores. Também é fundamental acompanhar as tendências para estar com um mix adequado e rentável. Em meio as mais recentes novidades apresentadas, uma vem chamando a atenção: as tintas neon, que brilham no escuro. A moda pegou e fez com que as principais marcas investissem nesta linha. Criada em 2010, a linha Color Make Fluor, da Color Make, segue em expansão devido o sucesso que faz com as cores que brilham na luz negra. A empresa que tem em seu portfólio mais de 200 itens voltados para Criada em 2010, a linha Color Make Fluor, da Color Make, segue em expansão devido o sucesso que faz com as cores que brilham na luz negra.

32

a maquiagem artística, oferece produtos desde base até a finalização. No segmento de tintas cremosas são seis opções em cores cítricas (flúor), doze cores normais e duas metalizadas, comercializadas em embalagens individuais ou em blister com 3, 5, 6 e 10 cores. Na categoria de tintas


Novidades

líquidas são seis cores cítricas, dez cores normais e sete metalizadas. “Temos uma linha completa de produtos em cores cítricas que brilham sob a luz negra. Um sucesso em baladas, aniversários e festas temáticas”, afirma Cleide Couto, gerente comercial da Color Make, ressaltando que toda a linha da empresa é cosmética e certificada pela Anvisa. Quem também investiu nas cores neon foi a Glitter em sua linha Pintakara, certificada de acordo com as normas da Anvisa. A coleção Neon vem nas versões líquida e blend. “Seguindo a última tendência do mercado, lançamos neste ano a linha Neon que brilha sob o efeito de luz negra e é muito utilizada nas baladas, no teatro e nas festas. Entretanto, no ramo como um todo, temos observado o crescimento do consumo da pintura facial, em festas comemorativas e infantis e até mesmo em ações promocionais corporativas”, analisa André Vaccaro, diretor executivo da Glitter, explicando que a maioria dos produtos é à base de água, com exceção do Quem também investiu nas cores neon foi a Glitter em sua linha Pintakara, certificada de acordo com as normas da Anvisa, vem nas versões líquida e blend.

blend cremoso. “Temos produtos que podem ser utilizados em crianças a partir de 3 anos de idade, com indicações nos rótulos.” Complementam o mix da Pintakara, a pintura facial líquida, em frascos de 15ml; a linha Profissional, que resulta em maior resistência e vem em frascos de 50ml; o Roll on que é de fácil aplicação e o Blend cremoso em embalagem compacta e econômica (frascos de 4g).

No prático formato de lápis A maioria dos produtos da Glitter é à base de água, podendo ser utilizada em crianças a partir de 3 anos de idade.

Cara Pintada é a opção da Faber-Castell na categoria de pintura facial. O produto está disponível no formato de ecolápis, em cartela contendo três ecolápis Jumbo (cada um traz duas cores distintas: vermelha e preta, azul e branca, amarela e verde, totalizando seis cores) e 1 apontador cosmético. Os produtos possuem formulação cosmética e são testados dermatologicamente, podendo ser usados no corpo e no rosto, destaca o fabricante. “Seu formato é ideal para detalhes e contornos e sua textura macia de fácil aplicação e remoção, apenas usando água e sabonete. Além disso, foram testados dermatologicamente e aprovados pela Anvisa e submetidos a avaliações por órgãos competentes para assegurar sua qualidade, trazendo o selo do Inmetro e também atendendo à legislação da União Europeia (bastante rígida em relação à toxidade dos compostos) e as especificações técnicas dos órgãos competentes dos Estados Unidos”, explica Elaine Mandado, gerente de comunicação corporativa, da Faber-Castell.

34


Novidades

A pintura facial da Faber-Castell vem no formato de lápis.

Qualidade assegurada Uma outra opção para o varejo ter em seu mix é a marca Rostinho Pintado, que desenvolve as tintas faciais líquidas que podem ser aplicadas em crianças a partir de dois anos. Produzidas à base de água e glicerina, o fabricante lembra que elas obedecem as normas da Anvisa e são aprovaA marca Rostinho Pintado desenvolve tintas faciais líquidas à base de água e glicerina, como também, à base de vaselina que não escorre com suor.

das pelo Ministério da Saúde para uso infantil, não trazendo nenhum tipo de malefício para a pele dos pequenos. “Temos outras linhas à base de vaselina que não escorrem com suor, essas por sua vez são indicadas para crianças a partir de cinco anos”, esclarece Jekson Oliveira, proprietário da Rostinho Pintado. Na linha da empresa há também as tintas cremosas, gel glitter cremoso, glitter em pó, tinta cremosa em bastão, entre outros itens, em cores tradicionais, metalizadas e fluorescentes. “A Rostinho Pintado foi a primeira tinta facial infantil líquida a obter a certificação do Ministério da Saúde para uso infantil. Na Anvisa há dois tipos de registros para produtos cosméticos: grau 1 para os produtos de higiene pessoal e cosméticos que não contêm ingredientes restritos ou possuem propriedades básicas/elementares, que não necessitam de confirmação por meio de testes clínicos e grau 2, onde estão inseridos os produtos infantis e são exigidas comprovações de segurança ou eficácia, por conterem ingredientes restritos. Foi este registro de grau 2 que nos deu o título da primeira tinta facial aprovada pela Anvisa, para uso infantil”, comemora Jekson. Para 2016, a Rostinho Pintado pretende atingir um aumento de 50% nas vendas e iniciar a fabricação para terceiros das tintas faciais. “No ano que vem estão previstos importantes lançamentos, por enquanto não podemos adiantar, mas certamente irão revolucionar o mercado”, afirma Jekson.

36


Giro

Acrinil investe em máquina de corte a laser

Especialista em produzir produtos acrílicos, a Acrinil implementou em seu parque industrial mais um equipamento de corte a laser. De acordo com o fabricante, a máquina é de alta potência, conferindo máxima eficiência no corte e gravação, além da precisão e riqueza de detalhes. Outra característica apontada pela Acrinil é a alta produtividade, permitindo as mais variadas aplicações. O destaque vai para a produção das urnas acrílicas usadas no comércio, na indústria e em ambiente doméstico. “A qualidade, o fino acabamento e a ótima relação custobenefício da linha acrílica da Acrinil pode ser encontrada em grandes redes”, destaca Henrique Salles, diretor administrativo.

Equipamento de corte a laser utilizado pela Acrinil possibilita alta precisão e riqueza de detalhes nas peças em acrílico.

Vulcan apresenta novidades para o volta às aulas Referência em autoadesivos, a Vulcan lança três linhas para a próxima temporada. São eles: Vulcan-ad (produto com mais de 20 anos de mercado no exterior, lançado no Brasil com uma espessura maior e de posicionamento Premium) que tem proposta similar aos livros de colorir e lançado inicialmente em quatro opções: Floresta Secreta, Fundo do Mar, Jardim Encantado e Universo Mágico; o Con-Tact Azulejos na versão em rolo e o Vini-Tac, que ganha estampas decorativas exclusivas e mais quatro cores na linha Tunning, que reproduz gravação em fibra de carbono. “Queremos oferecer muito mais aos nossos clientes! Já somos líderes no mercado de autoadesivo há 50 anos, inovação e criatividade são nossas palavras para nos manter no topo por tanto tempo”, afirma Daniel Brodsky, gerente de mercado papelaria Vulcan.

Acrimet promove mais uma edição de seu tradicional evento de confraternização, na Colômbia No mês de outubro, em Barranquilla, na Colômbina, a Acrimet realizou a sua já tradicional festa de confraternização com a equipe da papelaria Tauro, um de seus mais importantes clientes da região. Participaram mais de 150 pessoas, incluindo a diretoria da revenda, além de funcionários e representantes de todas as localidades onde aTauro atua. O encontro teve partidas de futebol, almoço e muita música, em um ambiente amistoso e familiar, em que também foram celebradas as duas décadas da papelaria. A Acrimet agradece ao seu parceiro Tauro e mais uma vez reitera a importância do mercado latino-americano em seus negócios.

Partidas de futebol, almoço e muita música embalaram o evento da Acrimet com a equipe da papelaria Tauro, na Colômbia.

38


Escolar & Papelaria

Toque fashion em lapiseira técnica Lançada em 2013 e disponibilizada em cinco cores (preta, branca, azul marinho, lilás e rosa), a lapiseira técnica P360 da Pentel chega na vibrante cor amarela. Com dual grip, metal e emborrachado, para maior conforto e precisão está disponível em quatro calibres 0.3, 0.5, 0.7 e 0.9mm.

Mais diversão com lápis de colorir A linha de colorir da BIC® ganha uma divertida versão: BIC® Evolution Circus. São 12 cores disponíveis em lápis no formato sextavado e que tem como diferencial o visual todo colorido, em tons diferentes de corpo, “capa” e ponta. O produto é 50% reciclável.

Linha para desenhos técnicos A Acrinil oferece para profissionais, amadores e estudantes, pranchetas, réguas graduadas, esquadros, e transferidores para a criação e execução dos desenhos técnicos. São peças translúcidas em diferentes cores, além da opção cristal, todas certificadas pelo Inmetro. São pranchetas nos tamanhos A3 e A4; réguas de 15, 20, 22, 30, 50 e 100 cm; esquadros 60º e 45º e transferidores 180º e 360º.

40


E&P

Base para corte Para quem usa estilete e outros instrumentos cortantes, a Base para Corte, da Acrimet, serve de base e apoio para os trabalhos. Com 360 x 260 mm, tem superfície antirreflexo, antideslizante e laterais identificadas em cm. Também pode ser usada como protetor para mesa de trabalho.

Envelopes em embalagens para as papelarias O Grupo Celucat, formado pelas empresas Maittra e Hallamo, considerado o maior fabricante de envelopes da América Latina traz embalagens mais econômicas e rentáveis para as papelarias. Compõem o portfólio do fabricante, opções tipo blister com 10 unidades. A categoria é composta pelas linhas Carteira, Saco Kraft Ouro, Saco Kraft Natural e Off Set.

Reparos em apenas 60 segundos A Loctite apresenta a Loctite 60 Sec., cola universal, extraforte e reposicionável que em apenas 60 segundos faz os reparos. O produto adere a maioria dos materiais porosos e não porosos – como madeira, metal e porcelana -, é flexível, permitindo a colagem de substratos como couro e borracha, além de ser livre de solventes, secar transparente e ter fórmula em gel que não escorre.

Réguas coloridas As cores neon se destacam na linha de réguas da Waleu. Tem as réguas ps, de 30cm, nas tonalidades rosa, roxa, laranja, verde e amarela e a versão flexível, também com 30 cm, nas opções verde, rosa, amarela e laranja, ambas com desenhos exclusivos.

42


Profile for Revista Papelaria & Negócios

Pn135site  

Pn135site  

Advertisement