Page 1

Novembro 2008

Serra do Japi: um patrim么nio da ecologia


Editoriais

Mensagem da Diretoria Estimados colaboradores do Grupo Böllhoff no Brasil e Argentina O início da longa trajetória de sucesso de nossa companhia no Brasil foi em 1964, no Rio de Janeiro, com a denominação de “Tecnoproduto”. Fundei a empresa por acreditar nas potencialidades do País e do povo brasileiro. A Böllhoff teve importantes “impulsionadores”, que nunca serão esquecidos: Johannes Hirschberger, Heinz Mirow, Berthold Brehm e, especialmente, Dr. Klaus Henkel, Giuliano Dodi e seus irmãos. Devo destacar também a participação ativa de Wolfgang Schrott na consolidação e desenvolvimento da empresa. Foram eles que criaram as bases sobre as quais o Grupo Böllhoff, sob a administração local, continua crescendo. Com a busca contínua por produtividade e inovação, aliada à dedicação e participação ativa de todos os colaboradores da Böllhoff América do Sul, iremos moldar, juntos, o nosso sucesso também no futuro. Para isso, envio a todos os meus votos de apreço e, especialmente, desejo que cada um de vocês alcance o pleno sucesso pessoal e profissional. Cordialmente Dr. Wolfgang Böllhoff – Chairman do Grupo Böllhoff

Os desafios do crescimento Com o mercado automobilístico em pleno crescimento, o Brasil deve superar a marca de 3,4 milhões de veículos este ano e as expectativas para 2009 são muito boas. No setor agrícola, a produção de máquinas e implementos também registrou índices históricos. Esse crescimento superou todas as nossas previsões e as projeções do próprio mercado, o que requer um esforço adicional de cada um de nós. Por isso, a Böllhoff tem investido na contratação de novos colaboradores, aquisição de equipamentos e insumos, bem como na ampliação de nossa capacidade de produção.

Nossa divisão de porcas automotivas já entrou em operação, com a instalação das primeiras máquinas. Outras entrarão em funcionamento ainda este ano. Parabéns a toda a equipe por cumprir o cronograma dentro do prazo estabelecido. Concluímos também a separação do setor FSS nas áreas ECOSIT e ECOTRADE, pois acreditamos que, com essa nova estrutura, cada área consiga se concentrar ativamente em seu ramo de atuação, focando no cliente específico e no crescimento dos negócios. Tão importante quanto os investimentos feitos pela empresa é a contribuição e comprometimento de cada colaborador. Nossos clientes precisam que façamos muito mais do que cumprir os prazos de entrega e as quantidades estabelecidas nos contratos. Eles necessitam que sejamos ágeis e eficientes para suprir o grande aumento da demanda e atender suas necessidades. São momentos como esse que fortalecem os laços de confiança e parceria entre fornecedor e cliente. Mas é importante destacar: devemos manter sempre nosso alto nível de qualidade e nortear nossas ações de acordo com os princípios e valores do Grupo Böllhoff. No final do primeiro semestre, lançamos a primeira edição brasileira do Manual “Princípios, Cultura e Colaboração no Grupo Böllhoff”, que se concretizou com a contribuição valiosa dos colegas Paulo Leierer, Fabiano Mingotti e Clarisse Vicentin, aos quais quero expressar meus sinceros agradecimentos. Os colaboradores de todas as nossas unidades estão sendo treinados para a correta interpretação e compreensão dessa importante ferramenta, que apresenta os princípios, as diretrizes sobre comportamento de liderança, princípios de gestão, regras de conduta e de desenvolvimento pessoal da Böllhoff, que devem ser seguidos por todos. Boa leitura! Thomas Bösenberg

2


Missão empresarial

Destaque mundial

Böllhoff – grupo familiar de atuação internacional, fornecedor de elementos de fixação e de sistemas de montagem – parceiro estratégico de empresas inovadoras. Nosso objetivo é fornecer suporte completo em toda a cadeia de negócios de nossos clientes. Em atenção a nossos clientes em todo o mundo, orientamos, desenvolvemos e fornecemos um extenso programa de elementos de fixação destinados a aplicações específicas, bem como as respectivas soluções de montagem.

A meta de nossos clientes é a alma de nosso negócio Associação de materiais modernos a métodos construtivos 0 Otimização do aprovisionamento, estocagem e fornecimento 0 Redução dos tempos e custos de montagem 0 Nós criamos soluções!

Gerência de projeto Engenharia de Aplicação

Fornecer suporte completo em toda a cadeia de negócios de nossos clientes

Logística

Garantia de Qualidade

Aprovisionamento

Montagem/ Produção

Grupo Böllhoff: unidades em 22 países Para garantir a proximidade dos clientes e, dessa forma, o atendimento pleno de suas necessidades, o Grupo Böllhoff mantém unidades em 22 países. A empresa, portanto, está presente nos continentes europeu, americano, asiático e africano. É uma posição conquistada com muito trabalho, tecnologia e qualidade durante 131 anos de existência do Grupo Böllhoff.

3


Destaque mundial

Relatório Comercial mostra resultados de 2007 Estimados colaboradoras e colaboradores O Grupo Böllhoff alcançou um novo recorde de faturamento: próximo a 500 milhões de euros. Essa é uma importante marca, que amplia nossas expectativas de crescimento e gera novos desafios. Isso pode ser constatado em nosso relatório comercial detalhado de 2007, que temos o prazer de apresentar nesta edição. Em 2007, o faturamento do Grupo Böllhoff totalizou 493 milhões de euros. Após a consolidação de todas as vendas internas, esse faturamento equivale a 420 milhões de euros. Portanto, o Grupo conseguiu prosseguir em sua rota de "crescimento lucrativo" também em 2007. Para isso, foram necessários muito esforço e muita flexibilidade em todas as regiões e setores empresariais. O número de colaboradores cresceu durante o ano, chegando a 2.094 pessoas no final de 2007, o que demonstra que a Böllhoff responde ao crescimento mundial de vendas com novas contratações. Ao analisar as diversas regiões e setores empresariais, é visível que, embora o crescimento não tenha sido igual para todos, o Grupo Böllhoff continua apoiado, de forma sólida, sobre vários pilares.

Setor empresarial: Suprimentos e Serviços para Fixação (FSS) Crescimento acentuado no mercado local e no Sudeste da Europa: os negócios com comércio e prestação de serviços na área de fixadores cresceram 17,8% no ano fiscal, totalizando 236 milhões de euros. No mundo, esse setor comercial teve, em média, 683 colaboradores (ano anterior eram 605). Um crescimento acentuado foi registrado na Alemanha e na Áustria, respectivamente em todo o Grupo no Sudeste europeu. Mesmo que em nível ainda relativamente baixo, também foi possível registrar um nítido aumento do volume de negócios nos mercados emergentes do Brasil (+ 56,7%), Rússia (+ 153%) e Polônia (+ 47,5%). O negócio de DLV mostra uma crescente internacionalização, o que se reflete, inclusive, no deslocamento de nossos clientes em direção ao Leste Europeu.

Setor empresarial: Tecnologia de Fixação e Montagem (FAT) Um ano movimentado, fechado com bom resultado: no setor empresarial “Tecnologia de Fixação e Montagem”, o volume de negócios consolidado cresceu 5,1 %, atingindo 168 milhões de euros.

Faturamento total (consolidado) 2007: 420 milhões de euros (2006: 374 milhões de euros) Norte da Europa (cons.): 269 milhões de euros (2006: 241 milhões de euros) Sudoeste da Europa (cons.): 65 milhões de euros (2006: 60 milhões de euros) Sudeste da Europa (cons.): 46 milhões de euros (2006: 37 milhões de euros) América do Norte (cons.): 11 milhões de euros (2006: 15 milhões de euros) América do Sul (cons.): 26 milhões de euros (2006: 19 milhões de euros) Outras Regiões (cons.): 2 milhões de euros (2006: 1 milhão de euros)

4


Faturamento Empresas* milhões 500 450 400 350 300 250 200

Relatório comercial 2007

150 100 50 0 2003 2004 2005 2006 2007 2008

Total Prestador de serviços Elementos de Fixação Tecnologia de Fixação e Montagem Engenharia de Sistemas Planejamento 2008

Distribuição do faturamento* milhões 500 450 400 350 300 250 200 150 100 50 0 2003 2004 2005 2006 2007 2008

Total Exterior Interior

Indústria Automotivo Planejamento 2008

Empregados* 2500

2000

1500

1000

500

0 2003 2004 2005 2006 2007 2008

Total Interior Exterior

Planejamento 2008

* Para fins de comparação, os números até 2006 foram considerados sem as joint-ventures

Enquanto em algumas regiões o volume de negócios apresentou um crescimento extraordinário de 30% (China e África do Sul), o resultado comercial nos mercados saturados e desenvolvidos da Europa Central foi bastante estável, mas ainda registrando um aumento de 5 a 6%. Em média, o setor empresarial empregou 1.180 colaboradores (contra 1.142 no ano anterior). Especialmente a conjuntura mundial da indústria automotiva teve um efeito inibidor, impedindo um crescimento maior das marcas próprias do setor de Tecnologia de Fixação e Montagem (VMT). Na América do Norte, o volume de negócios apresentou até uma queda em relação ao ano anterior. Na América do Sul, foi possível registrar um aumento de 9,5% com as marcas próprias. A divisão VMT enfrenta os desafios da indústria automotiva, com a internacionalização cada vez mais abrangente, ampliação para novos campos comerciais na indústria e na aviação, assim como a intensificação do desenvolvimento de produtos e a melhoria dos processos e organizações internas. Nesse sentido, já foram tomadas as providências necessárias no âmbito do planejamento estratégico na Alemanha, França e Europa, que está sendo implementado este ano. Tais medidas consistem, basicamente, na fundação das duas filiais no Japão e Índia em 2007, na iniciativa industrial européia sob direção da BOF, no projeto "Entrada no ramo da aviação" liderado pela divisão VMT alemã, diversos projetos de desenvolvimentos na Alemanha e França, conduzidos e coordenados pelo departamento de Pesquisa e Desenvolvimento do Grupo, e do início de um conceito de produção na Alemanha, que inclui as fábricas em Bielefeld, Sonnewalde e Wuxi/China. Além disso, as demais atividades estratégicas se baseiam na introdução movimentada e bem-sucedida do programa Movex-M3 no Grupo francês e alemão, que completou – após dois adiamentos – a integração total do modelo comercial VMT na Europa, no final do ano. Seguindo o lema “depois de um Movex, sempre vem outro Movex”, esse passo deverá trazer mudanças decisivas tanto no decorrer do ano em curso quanto para o futuro. Engenharia de Sistemas Ano de definição de novos rumos e de rentabilidade implementada de forma conseqüente – o setor empresarial Engenharia de Sistemas, ao qual pertencem, na Alemanha, a Böllhoff Engenharia de Sistemas e a Böllhoff Tecnologia de Rosca, cresceu 18,3% no ano fiscal, faturando 21 milhões de euros. Esse crescimento satisfatório foi concretizado em ambas as empresas, apesar do contexto complicado, graças à conquista e implementação de projetos singulares. Dessa forma, os esforços para a rentabilidade sustentável foram aplicados com sucesso, embora tenham sido complementados pelo projeto "ProfiSYT", de tal maneira que a orientação a longo prazo do negócio de sistemas seja integrada na tecnologia de fixação e montagem. Esse projeto, cuja implementação deverá ser concluída em 2009, compreende a orientação estratégica de agrupar os negócios de sistemas dentro do Grupo e reforçar a comercialização conjunta de sistemas e elementos de fixação (marcas próprias). Devido à crise nos mercados financeiros e outros fatores, a conjuntura mundial registrou uma desaceleração, de forma que, para este ano, estamos nos preparando para enfrentar um eventual desequilíbrio também da conjuntura alemã. Seja como for, continuamos bem posicionados no mercado, graças inclusive ao seu apoio ativo, lealdade com a empresa e iniciativa para constantes mudanças, pois, juntos, poderemos concretizar nossas metas. Assim, agradecemos a todos pelo trabalho realizado e desejamos força e coragem para vencer os desafios que virão. Wilhelm A. Böllhoff

Michael W. Böllhoff

5


Destaque regional

Porcas-rebite: grande aumento de vendas A Böllhoff registrou um aumento de 80% no volume de vendas de porcas-rebite da marca RIVKLE ® nos dois últimos anos. A filial Porto Alegre, que atende os Estados do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina, atua principalmente na indústria geral, segmento que corresponde a 40% do total das vendas. O crescimento da economia na região, bem como o intenso trabalho da equipe de vendas no desenvolvimento de novos clientes e novas aplicações permitiram esse expressivo resultado.

Faturamento recorde

A Divisão ECOSIT ® registrou um recorde de faturamento no primeiro semestre deste ano. Nos meses de janeiro a julho, o faturamento da divisão aumentou 67% em relação ao valor registrado no mesmo período de 2007.

Grande crescimento na subsidiária Argentina Enquanto a economia argentina deve apresentar uma desaceleração este ano – com um crescimento estimado em 7% frente aos 9% de 2007 –, a subsidiária da Böllhoff na Argentina tem registrado resultados bastante positivos. No primeiro semestre deste ano, a produção da empresa cresceu 19% em comparação a igual período de 2007. Já as vendas da subsidiária argentina tiveram um aumento de 45% neste primeiro semestre de 2008, quando comparado ao mesmo período de 2007. O crescimento na subsidiária argentina aconteceu de forma geral, tanto no setor automotivo como na indústria. Vários projetos iniciados na empresa no segundo semestre do ano passado foram decisivos para os resultados alcançados.

6


Böllhoff retoma produção de porcas no Brasil Resgatando uma tradição iniciada nos primeiros anos de operação no Brasil, a Böllhoff retomou a produção de porcas em agosto deste ano. A decisão foi tomada em 2006 pela diretoria do Grupo em virtude da constatação de que o mercado tinha necessidade de mais um fabricante de porcas no Brasil para suprir o aumento da demanda.

Prêmios

A Böllhoff sempre foi um importante fabricante de porcas no país, mas, em função da separação de sua antiga coligada, interrompeu sua fabricação. Agora, com a carência do mercado, a diretoria entendeu que este era o momento de reiniciar a produção de porcas. A decisão foi muito bem recebida pelo mercado porque, historicamente, a Böllhoff sempre foi reconhecida como uma empresa de excelência em qualidade e confiabilidade. Para a retomada da fabricação, foram promovidos altos investimentos em aquisição de máquinas de estampagem e de segundas operações, bem como ampliação das instalações. Hoje, já são aproximadamente 1.000 metros quadrados dedicados exclusivamente à produção de porcas e de peças especiais conformadas a frio (FORMTEC), que substituem as tradicionais peças usinadas, resultando em economia e melhora da performance do produto do cliente. Até o final deste ano, numa primeira fase, a empresa deve vender ao setor automotivo 3,5 milhões de porcas e 1,5 milhão de produtos FORMTEC. Mas em 2009, a expectativa é que as vendas atinjam expressivo crescimento. As instalações serão ampliadas, já no ano de 2009, em 700 metros quadrados.

John Deere concede prêmio à Böllhoff A filial de Porto Alegre recebeu da John Deere o Prêmio Achieving Excellence, ou seja, prêmio de alcance à excelência, durante o Encontro de Fornecedores realizado na planta industrial da empresa, em Montenegro (RS). O prêmio foi entregue ao gerente da filial, José Adolfo Paradeda. Com essa premiação, a Böllhoff passou a ser considerada Key Supplier, ou seja, fornecedora-chave da John Deere. Foram vários os critérios que precisaram ser preenchidos pela Böllhoff para a conquista desse prêmio: pontualidade de entrega, qualidade de produção, custo, relacionamento comercial e suporte técnico.

Honra ao Mérito A Böllhoff foi homenageada pela Honda Automóveis com uma placa de Honra ao Mérito por ser reconhecida como um fornecedor que cumpre todos os requisitos de excelência em qualidade, pontualidade e flexibilidade de entrega, além do bom relacionamento entre cliente e fornecedor em 2007. A empresa fornece várias peças aos veículos Honda Civic e Honda Fit, da Honda Automóveis do Brasil, e participa ativamente nos projetos de novos veículos a serem lançados.

7


Nosso Cliente

Case IH e New Holland: liderança em máquinas e equipamentos agrícolas Produtos da Böllhoff Service equipam grande parte dos tratores, colheitadeiras e equipamentos agrícolas fabricados pela New Holland e Case IH – empresas do Grupo Fiat, líderes mundiais do setor.

A Böllhoff é responsável pelo fornecimento de aproximadamente 4 mil itens diferentes de elementos de fixação para as linhas de produção dessas empresas, reconhecidas como dois dos maiores e mais respeitados fabricantes de equipamentos agrícolas. A New Holland produz uma ampla e completa linha de tratores de pequena, média e grande potência, além de colheitadeiras de grãos e implementos, para atender especificamente às necessidades dos produtores de todos os portes. De cada cinco tratores vendidos no mundo, um é New Holland. No Brasil, a planta da New Holland está localizada em Curitiba (PR), onde também funciona seu centro de pesquisa e desenvolvimento de tratores e colheitadeiras de grãos. Já a Case IH monta tratores, colheitadeiras, colhedoras especializadas de algodão, açúcar e café, equipamentos para feno e forragem, equipamentos para a preparação do solo, plantadeiras e pulverizadores. No Brasil, mantém uma fábrica e um centro de pesquisa e desenvolvimento em Piracicaba (SP), onde são produzidas as máquinas de colher cana-de-açúcar mais modernas do mundo.

Ricardo Ribeiro, L.A. Purchasing - Diretor de Compras da New Holland e Case IH

Participação do Grupo Fiat – New Holland e Case IH – no mercado brasileiro As duas empresas são responsáveis pela fabricação de: 0 50,6% das colheitadeiras 0 24,5% dos tratores 0 60% das colhedoras de cana-de-açúcar

8


Produto

FLEXITOL®: inovação em compensação de tolerâncias

A Böllhoff está ampliando a produção do FLEXITOL® – elemento de fixação compensador de tolerâncias. A empresa é o único fabricante desse produto na America do Sul.

O FLEXITOL® foi lançado pelo Grupo Böllhoff para compensar folgas que se formam na montagem de diferentes componentes, em substituição aos antigos e já obsoletos calços compensadores. Pode ser aplicado, por exemplo, em várias partes dos veículos: na fixação de painéis de instrumentos, faróis e lanternas, no espelho retrovisor, na instalação de pára-choques, painéis laterais, bancos, etc. São várias as vantagens que o FLEXITOL® oferece: flexibilidade, facilidade de instalação e, principalmente, economia nos processos de fabricação do cliente, gerando redução de custos de seus componentes. Isso porque, por ser um elemento de flexível adaptação, o FLEXITOL® permite que os componentes do cliente sejam fabricados sem uma rígida exigência de pequenas tolerâncias. A produção das empresas se torna mais econômica à medida que são permitidas maiores tolerâncias de fabricação. Com um único produto, é possível eliminar calços e arruelas de várias espessuras. Hoje, a produção do FLEXITOL® na Böllhoff é destinada ao mercado brasileiro, principalmente às montadoras de veículos. Engenheiros de aplicação da empresa estão realizando apresentações aos clientes automotivos sobre as aplicações e vantagens do produto. O FLEXITOL® pode ser usado também na linha branca e máquinas industriais. Por isso, a expectativa é que a produção triplique a médio prazo.

9


Quem esteve por aqui

Eventos

Workshop discute atuais desenvolvimentos e projetos futuros No período de 2 a 5 de junho, a matriz em Jundiaí sediou o Workshop FSS (Suprimentos e Serviços para Fixação). Com a participação do diretor corporativo, Wilhelm A. Böllhoff, o evento reuniu profissionais do Brasil e da Alemanha. A finalidade do Workshop foi promover o intercâmbio de informações sobre o mercado e a troca de experiências sobre as melhores práticas adotadas no setor. Durante o evento, foram feitas apresentações sobre os desenvolvimentos em andamento e potenciais projetos futuros.

Feira Mercopar

Na Feira Mecânica

A Feira de Inovação Industrial Mercopar teve como público alvo profissionais, compradores, fornecedores, representantes de vendas e distribuidores que trabalham com metal em mecânica, plásticos, automação industrial, eletroeletrônicos e serviços industriais. A Böllhoff recebeu mais de 500 visitantes no estande, onde foram expostos os principais produtos da empresa. A feira foi realizada de 23 a 26 de outubro, em Caxias do Sul, no Rio Grande do Sul.

A Böllhoff participou da 27ª Feira Internacional da Mecânica, que reuniu aproximadamente 1.950 expositores e 115 mil visitantes de mais de 35 países, no Pavilhão de Exposições do Parque Anhembi, em São Paulo. O evento, que deu origem às feiras industriais no Brasil, acabou se tornando um dos mais importantes eventos de maquinários e de equipamentos industriais na América Latina e um dos mais tradicionais do mundo. O estande da Böllhoff recebeu mais de 2.600 visitantes, o que gerou várias oportunidades de negócios.

Fortalecendo a parceria

Na FIMAQH 2008

O gerente da filial de Porto Alegre, José Paradeda, e o responsável pela área de Logística da Böllhoff, Markus Plaum, visitaram a Bossard North America, em Cedar Falls, nos Estados Unidos, para conversar sobre a parceria firmada entre as duas empresas para o atendimento da montadora John Deere.Foram discutidos o relacionamento de negócios entre Bossard e Böllhoff e as estratégias dessa parceria. A experiência foi muito valiosa, não somente no aspecto de negócios com a John Deere Brasil, mas também para debater novas idéias que serão muito positivas para as atividades da filial Porto Alegre.

A subsidiária da Böllhoff na Argentina esteve presente na FIMAQH, a mais importante feira de maquinários e ferramentais, bem como serviços para Produção, daquele país. Realizada no período de 28 de maio a 1º de junho deste ano, em Buenos Aires, a feira combinou tecnologia, inovação e negócios, reunindo pequenas, médias e grandes companhias. O estande da Böllhoff recebeu a visita de muitos profissionais de montadoras, além de várias outras indústrias.

Presidente do Conselho

Diretor financeiro corporativo

Com o objetivo de promover uma avaliação sobre o desempenho da empresa no último ano e as perspectivas para 2009, o presidente do Conselho de Administração do Grupo, Dr. Wolfgang Böllhoff, esteve na matriz em Jundiaí, em agosto.

O diretor financeiro corporativo do Grupo Böllhoff, Dr. Carsten Loeffler, esteve no Brasil, em fevereiro deste ano, para acompanhar o encerramento dos resultados e do relatório anual de 2007.

Diretor corporativo A matriz em Jundiaí recebeu a visita, em fevereiro, do diretor corporativo do Grupo, Michael W. Böllhoff, bem como do eng. Luis de Vingo, diretorpresidente da subsidiária da Böllhoff na Argentina, e de Liliana Gomez, diretora de Finanças daquela unidade.

10


Industrialização: foco do Encontro Mundial realizado no Brasil A Böllhoff sediou, no Brasil, o Encontro de Coordenação Mundial RIVKLE/ RIVNUT, do qual participaram executivos da Alemanha, França, China e Estados Unidos. O foco principal do encontro foi definir os mesmos padrões de industrialização, produtividade, eficiência, bem como fontes de fornecimento de matérias-primas e ferramentais em todas as plantas do Grupo no mundo. Para tanto, no período de 8 a 12 de setembro, foram discutidos os processos de industrialização, determinados parâmetros de performance e de produtividade.

Na China O primeiro encontro sobre industrialização ocorreu nas instalações da Böllhoff em Wuxi, na China, em 2007. O diretor-presidente da Böllhoff América do Sul, Thomas Bösenberg, e Ricardo Veloso, responsável pela unidade de negócios automotiva, foram à China participar do evento. O gerente de Compras e Logística, Odair Souza, aproveitou a oportunidade para estreitar o relacionamento com fornecedores e realizar novos contatos comerciais e técnicos.

Feira de Corte e Conformação de Metais

Na Metal Expo

Mais de 800 pessoas visitaram o estande da Böllhoff na Feira e Congresso de Corte e Conformação de Metais – maior evento do segmento de chapas metálicas, realizado em outubro de 2007, no Expo Center Norte, em São Paulo. Durante a feira, a Böllhoff lançou a rebitadeira RIVQUICK ® – para rebites de repuxo. Também foram expostos no estande: as porcas-rebite RIVKLE ® e RIVKLE HRT ®, bem como as porcas prensáveis RIFAST ® e RIVPRESS ®. Complementando a participação da Böllhoff, os engenheiros Ivar Benazzi Júnior e Fábio Ribeiro fizeram uma apresentação, no Congresso, sobre “Porcas de Alta Resistência para Chapas Metálicas”.

Na Feira Metal Expo, promovida em Buenos Aires, entre os dias 2 e 4 de agosto de 2007, a subsidiária da Böllhoff na Argentina destacou os principais produtos destinados ao mercado argentino. A Metal Expo foi voltada, principalmente, a dois grandes setores: de produtos industriais e de equipamentos (máquinas, ferramentais e Tecnologia da Informação).

Troca de experiências Mario Grassy, da Böllhoff GMBH (Alemanha), veio ao Brasil para acompanhar os projetos ECOSIT, assim como trocar experiências e idéias com a equipe.

Avaliando as operações da fábrica Durante uma semana, o consultor da Böllhoff França, Jean Wittemberg, permaneceu em Jundiaí, avaliando as operações da fábrica, identificando não somente oportunidades de melhorias, mas também levantando dados sobre as melhores práticas adotadas no Brasil, que possam ser incorporadas pelas outras

empresas do Grupo. O objetivo do levantamento de todas essas informações é preparar a unidade de Jundiaí para uma possível implementação do Programa OBS (Optimized Böllhoff System), que visa o aumento de produtividade e redução de custos, principalmente com relação a refugos e retrabalhos.

11


Nossa Gente

Resultados da 3ª Pesquisa de Satisfação e de Clima Organizacional A 3ª Pesquisa de Satisfação e de Clima Organizacional da Böllhoff no Brasil contou com a participação de 83% do total de colaboradores, que responderam a 43 perguntas sobre segurança, organização e limpeza, benefícios, condições de trabalho, relacionamento entre as áreas, etc. Esse índice de participação fornece uma amostragem abrangente sobre o clima organizacional na Böllhoff.

Os resultados da pesquisa foram tabulados no primeiro semestre e avaliados pela diretoria. As oportunidades de melhorias apontadas pelos colaboradores direcionarão as ações e os investimentos que serão desenvolvidos na empresa. Com base nas duas pesquisas realizadas anteriormente, várias medidas foram implementadas no último ano: reformas do restaurante e dos vestiários, ajustes salariais, treinamentos para capacitação profissional e pessoal, etc.

Os resultados da pesquisa A segurança no trabalho, a organização e limpeza, as instalações prediais da empresa, bem como as instruções operacionais foram apontadas como pontos fortes pelos colaboradores da Böllhoff na pesquisa de satisfação e de clima organizacional. Eles também destacaram como pontos fortes a comunicação interna, a abertura para expressar opiniões, a oportunidade de crescimento, a qualidade dos produtos e a condição estável do emprego. Os colaboradores destacaram, por meio da pesquisa, a constatação de várias melhorias nos últimos dois anos: no ambiente de trabalho, no Programa de Participação dos Resultados (PPR) e no processo de evolução da própria empresa. Eles reconheceram, inclusive, a melhoria nas instalações dos vestiários – que foi efetuada justamente em resposta à pesquisa de clima organizacional anterior. A pesquisa também serviu para apontar oportunidades de melhorias em várias áreas, que Reformas no vestiário foram realizadas com serão analisadas pela base nos resultados da pesquisa anterior empresa

Em sintonia com a informática A Escola de Informática da Böllhoff já treinou e formou 258 colaboradores – tanto da área administrativa como da Produção – desde que foi criada em 2002 no Centro de Treinamento.

Foram aplicadas 32 mil horas de treinamento para colaboradores que não tinham nenhum conhecimento sobre informática ou que precisavam se atualizar e reciclar para a execução de suas atividades profissionais. Para tanto, são ministrados dois cursos: o Básico (sobre Windows, Word, Excel e Internet) e Avançado (Word, Excel, Excel VBA e Power Point). “A Escola de Informática é uma grande oportunidade de inclusão digital para todos os colaboradores da Böllhoff. Isso porque, consideramos que a informática deve fazer parte da alfabetização profissional de todas as pessoas”, destaca Fabiano Mingotti, responsável de Recursos Humanos. Atualmente, há 47 colaboradores realizando o curso de Informática nas 13 turmas em andamento. As aulas são ministradas de segunda a sexta-feira em três horários: às 10h30, 13h30 e às 17h30. Os interessados em participar do curso devem se inscrever no RH.

12


Empresa Cidadã Melhoria Contínua

Colaboradores participam de mais um Perfil de Saúde A melhoria da qualidade de vida dos colaboradores da Böllhoff é o foco das Campanhas de Prevenção de Riscos à Saúde, promovidas anualmente na matriz em Jundiaí, com o objetivo de identificar o perfil de saúde dos colaboradores.

Os dados coletados contribuem para definir ações e programas de saúde a serem realizados na empresa. A nova campanha foi promovida entre 24 e 26 de setembro. Além da aplicação de questionários de avaliação sobre o estilo de vida da equipe, foram realizados também exames de pressão arterial, glicemia, colesterol e medição do índice de massa corpórea nos colaboradores dos três turnos. Os dados deste ano serão agora tabulados, mas confira algumas informações do Perfil Saúde 2007: 0 278 pessoas participaram, ou seja, quase a totalidade dos colaboradores e terceirizados da matriz. 0 254 colaboradores auto-avaliaram sua saúde como excelente ou boa. 0 110 pessoas apresentaram sobrepeso – mais do que em 2006 (66 pessoas). 0 Os hábitos alimentares melhoraram em 2007 em comparação a 2006. 0 A quantidade de sedentários – que não praticam atividades físicas – aumentou de 141, em 2006, para 205 pessoas em 2007. 0 Os problemas de estresse, depressão, distúrbios do sono e dores no corpo diminuíram significativamente em 2007.

Participação pode resultar em prêmios Participe do Programa de Sugestões e Melhorias e ganhe prêmios. Desde que o programa foi lançado em outubro de 2003, foram apresentadas 301 sugestões, que foram cuidadosamente analisadas pela empresa.

Desse total, 97 já foram aprovadas e seus autores receberam prêmios em dinheiro. O Programa resultou até agora em premiações no valor total de R$ 16.500,00. Quatro colaboradores foram premiados com R$ 1.000,00 cada pelas sugestões apresentadas. Oito receberam a quantia de R$ 500,00 e outras 85 propostas renderam prêmios no valor de R$ 100,00. Sugestão criativa O preparador de máquinas da área de Rosqueadeira, Jeferson Douglas Russo, foi um dos contemplados pelo Programa de Sugestões e Melhorias com um prêmio no valor de R$ 500,00. O colaborador sugeriu que fossem colocados reforços nos pés das caçambas de peças para evitar que se abrissem e quebrassem constantemente, gerando economia com reformas.

13


Qualidade e Meio Ambiente

Reconhecimento

Mantida a Certificação ambiental ISO 14001 A preocupação com a preservação ambiental garantiu à Böllhoff a manutenção da Certificação ISO 14001. Este ano, todo o Sistema de Gestão Ambiental, tanto da matriz em Jundiaí como das filiais de Curitiba e Porto Alegre, foi novamente auditado pelo órgão certificador BRTÜV, no período de 22 a 24 de abril deste ano. Essa auditoria de manutenção confirmou a Certificação do Sistema de Gestão Ambiental da empresa no desenvolvimento, fabricação, comercialização e assistência técnica de elementos de fixação, ferramentas de aplicação e montagem. A certificação ISO 14001 é válida até abril de 2009, quando nova auditoria será realizada.

Qualidade confirmada pela Certificação ISO/TS 16949 A Böllhoff no Brasil obteve a manutenção da Certificação ISO/TS 16949, que é reconhecida e exigida pelas montadoras e outros grandes clientes em todo o mundo. A auditoria de manutenção foi realizada pelo órgão certificador BRTÜV entre os dias 28 de setembro e 3 de outubro. A Certificação ISO/TS 16949 atesta que a empresa mantém um Sistema da Qualidade eficiente e organizado. Foi obtida pela empresa em 2003.

Os homenageados Os colaboradores que completam 10, 20 e 30 anos de serviço na Böllhoff são homenageados em uma festa promovida anualmente pela empresa. Afinal, durante anos, eles têm se dedicado e trabalhado com entusiasmo, contribuindo para o crescimento da empresa. Confira nossos homenageados de 2007:

1

4

3

2 8

6 7

9

30 anos 0 Doraci Segalla 0 Geraldo de Fátima Silva

5 10

20 anos 0 Jairton Borges Abrão 0 José Adolfo Vieira Paradeda 0 Paulo Antonio dos Santos

1 - Ricardo Pozzo Rios Rolla 2 - Odair Alves Santana 3 - Marcel Antunes 4 - Paulo Antonio dos Santos 5 - José Adolfo Vieira Paradeda 6 - Nivaldo Junior Lenzi da Silva 7 - Doraci Segalla 8 - Jairton Borges Abrão 9 - Vera Lucia Alves dos Santos 10 - Geraldo de Fátima Silva

10 anos 0 Marcel Antunes 0 Nivaldo Junior Lenzi da Silva 0 Odair Alves Santana 0 Ricardo Pozzo Rios Rolla 0 Vera Lucia Alves dos Santos

Expediente: Böllhoff Interno é uma publicação interna da Böllhoff América do Sul. • nº 2 • Novembro/2008 Comissão Editorial: Ricardo Veloso, Ivar Benazzi, Odair Souza, Fabiano Mingotti e Simone Lazarotti Martinelli • Produção Editorial e Gráfica: Letters Jornalismo e Marketing (fone 19-3236-2588 – e-mail letters@metrosat.com.br ) • Jornalista Responsável: Cristina Belluco – MTb 16.777 • Editoração: Paola Clemente • Fotos da cachoeira e das flores na capa: Fotos de Divulgação/Eduardo Pontes • Foto da borboleta na capa: Foto de Divulgação Prefeitura de Jundiaí • Fotos no interior da revista: Rennato Testa e Humberto de Castro • Tiragem: 500 exemplares • É permitida a reprodução integral ou parcial de matérias desde que citada a fonte. • Esta revista é produzida com papel reciclado Participe da produção de nossa revista. Sua contribuição é fundamental para melhorarmos esta publicação a cada edição. Sugestões podem ser feitas pelo e-mail: slazarotti@bollhoff.com ou pelo telefone: (11) 2136 2510

14


Perfil

Treinando os futuros craques de bola Três vezes por semana, José Caetano Fantausse coloca as chuteiras, shorts e camiseta para ensinar aproximadamente 70 crianças a praticarem uma das maiores paixões nacionais: o futebol. Ele é professor de uma escola de futebol society, em Jundiaí, onde dá aulas a crianças de 5 a 14 anos de idade.

Caetano ingressou na Böllhoff em 2005 como coordenador de Manutenção Industrial – função da qual se orgulha por ter contribuído para a reestruturação do setor. “Adotamos manutenções preventivas, preditivas, programadas, corretivas e reforma de máquinas, com nossa equipe de profissionais altamente qualificados, na qual existe uma interação muito positiva, proporcionando um ambiente de trabalho saudável. Em conseqüência, nos últimos dois anos, o setor tem se destacado nas auditorias de Certificação ISO/TS 16949, apresentando resultados bastante positivos.” Mas além de técnico em Manutenção, Caetano também é formado em Educação Física pela Universidade e Faculdades Metropolitanas Unidas (UNIFMU/SP). Ao concluir a universidade, realizou estágio de um ano na Escola de Futebol Bate-Bola, em Jundiaí. Foi logo depois disso que assumiu todas as aulas de futebol society infantil da escola.

Caetano dá aulas às 2ª e 5ª feiras à noite e aos sábados pela manhã. “Crianças de 5 a 8 anos não sabem exatamente ainda qual esporte querem praticar. Na verdade, elas querem brincar. Por isso, procuramos usar uma metodologia lúdica com brincadeiras, onde incluímos ensinamentos de futebol. O enfoque lúdico é importante para que aprendam a jogar futebol brincando. Por exemplo, para crianças que ainda não possuem uma postura correta ao correr, realizamos brincadeiras de pega-pega. Mas o mais importante não é formar jogadores, e sim, pessoas, pois no futebol, as crianças aprendem também disciplina, comportamento, educação e convívio social”, ressalta Caetano. Ele destaca que há uma interação muito grande entre escola, professor, pais e também do pessoal da lanchonete da escola, principalmente quando ocorrem as comemorações de Natal, Dia dos Pais, Dia das Mães e Dia das Crianças. São promovidos desde campeonato de pênaltis entre as mães, jogos entre pais e filhos, bem como campeonatos entre os próprios alunos.

15


Não é todo mundo que tem o privilégio de estar próximo a um dos santuários ecológicos mais importantes do mundo. A localização da fábrica no município de Jundiaí, à beira da Serra do Japi, considerada uma das últimas áreas remanescentes de Mata Atlântica no interior do Estado, é motivo de grande orgulho para a Böllhoff no Brasil.

Fotos de Divulgação / Eduardo Pontes

Foto de Divulgação Prefeitura de Jundiaí

O que o Brasil tem

Um paraíso em Jundiaí

Com uma área total de 350 km², a Serra do Japi abrange os municípios de Jundiaí, Cabreúva, Bom Jesus de Pirapora e Cajamar. Existem várias explicações para a origem do nome. Uma delas é a semelhança com o canto de um pássaro, ao som de iapi iapi. Há também quem acredite que Japi seja em função da palavra tupi-guarani iapy (nascente de rios). Considerado um dos principais cartões postais de Jundiaí, a Serra do Japi foi tombada, em 1983, pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat). Em 1992, foi declarada pela Unesco como reserva da biosfera da Mata Atlântica. Além de formar uma série de nascentes de águas cristalinas, o local abriga ainda uma enorme variedade de espécies animais.

16

Só de borboletas são mais de 600 tipos já registrados, sem contar as mais de 200 espécies de aves que vivem ali permanentemente. A variedade de mamíferos também é grande. Por ali vivem gambás, tamanduás, onças pardas, veados e capivaras, entre uma série de outros animais, alguns ameaçados de extinção. A Serra do Japi também é rica em espécies vegetais, com mais de 300 tipos de árvores catalogadas. A Serra atrai visitantes interessados em explorar sua riqueza para o desenvolvimento de importantes estudos e pesquisas nas mais diferentes áreas. Além das visitas constantes de pesquisadores, alunos de escolas da região também costumam transformar o local numa grande sala de aula a céu aberto.

Böllhoff Interno  

Böllhoff Interno é uma publicação interna da Böllhoff América do Sul.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you