Page 1

Director: Álvaro Azedo | Nº 20 | Agosto 2013

Fregue ia de Santo Agostinho // Sumário

BOLETIM // Editorial

Obrigado!

Livros Escolares chegaram a 262 alunos .......................................... 2 Kit-Bebé deu as boas vindas a 131 crianças..........................................2 Prémio Mérito Escolar ............................ 3 «Crescer Estudante» já beneficiou 27 crianças ..............................................3 Despedida - Teresa Félix .........................3 Bolsas de Estudo para o ensino superior ............................3 Prémio Mourense do Ano ........................4

E

ncontramo-nos no final de mais um mandato e, após 29 de Setembro, as Freguesias do nosso Concelho vão começar a dar conta da nova realidade, gerada pela Reforma Administrativa. Uma realidade que nos foi imposta, mas que teremos de enfrentar unidos! Enquanto aguardamos por essa nova realidade, compete-me -enquanto responsável máximo pela Freguesia de Santo Agostinhofazer um balanço do mandato que terminará em breve.

e meio, como Presidente; Obrigado, por terem entendido a vossa Freguesia como um serviço de proximidade, capaz de vos ser útil, de vos ajudar nos problemas do dia-a-dia. E sinto um orgulho imenso, por ao longo deste três mandatos, termos conseguido criar esta relação de confiança e exigência com todos vós; Obrigado, às nossas Funcionárias, Colaboradores e Amigos, que de forma generosa muito nos ajudaram no desenvolvimento da nossa missão;

Este balanço, está explanado em cada página desta última edição do nosso Boletim. Mas, quero também apresentar um imenso agradecimento a todos aqueles que se envolveram com a sua Freguesia. Por isso, fazendo justiça: Obrigado, a todos vós, pelo privilégio que me concederam ao estar presente nas vossas vidas durante três mandatos, como membro do Executivo e, no último mandato

Obrigado, a todos aqueles que fizeram – e fazem - parte dos Órgãos da Freguesia (Executivo e Assembleia de Freguesia), pelo trabalho dedicado e generoso que todos nós reconhecemos.

Em Jeito de Balanço - Hélio Pereira ........4 Apoios ao Associativismo ....................... 5 Até Breve - José Joaquim Chaparro ........5 Notas - Fátima Ourives ...........................6 Freguesia Porta-a-Porta apoio Idosos e Pensionistas .............................7 A CDU continuará a lutar pelas freguesias ......................................8 Freguesia de Santo Agostinho promoveu Passeios destinados a Pensionistas ............................................9 Memórias de uma Freguesia .................10 Uma Missão Sem Fim - Fernando Ramos ...................................................12 Ficha Técnica Propriedade: Freguesia de Santo Agostinho Tiragem: 3.000 exemplares Paginação e Impressão: S.E.B. Distribuição Gratuita

Até sempre! Álvaro Azedo Alegria Presidente


2

boletim informativo

Uma Freguesia que Vive para as Pessoas! Foi com as familias no centro das nossas prioridades que abordámos mais um mandato. Os nossos meios financeiros foram sempre reduzidos, mas a vontade de participar na vida das pessoas, e apoiá-las no seu dia-a-dia, foi bem maior que qualquer dificuldade, que aqui e acolá, fomos encontrando no nosso caminho. Por tudo isto, prestamos contas da nossa atividade e compromissos assumidos ao longo do mandato:

Livros Escolares Chegaram a 262 Alunos Entre 2009 e 2012, foram beneficiados 262 alunos do 1.º Ano, das Escolas do Fojo e Porta-Nova, num investimento global de €11.152,83 . Em 2013, iremos apoiar os alunos dos 1.º e 2.º ano. Como à data da preparação do Boletim, ainda desconheciamos a formação das turmas para o ano letivo 2013/2014, não podemos, por esse motivo, informar-vos do número de crianças beneficiadas e os valores em causa.

Kit-Bebé deu as boas vindas a 131 crianças

www.jfsagostinho.pt

O Kit-bebé entrou na vida das familias em 2009. Até à data, demos as boas vindas a 131 crianças, num investimento global de €5.240,00. Aos Pais, que por algum motivo ainda não tenham conhecimento da iniciativa, O Kit-Bebé

edição número 20 • agosto 2013

é uma oferta de produtos de higiene para todas as crianças registadas na Freguesia de Santo Agostinho. Para usufruir deste “kit”, basta entregar nos serviços da Freguesia uma cópia do Assento de Nascimento do recém-nascido.


Freguesia de Santo Agostinho - Moura

3

DESPEDIDA!...

OPINIÃO

Prémio Mérito Escolar

www.jfsagostinho.pt

Teresa Félix

E

ste é o último boletim informativo da Junta de Freguesia de Santo Agostinho, e também o “fim” da nossa Junta.

O Prémio de Mérito Escolar é hoje em dia um estímulo para os alunos das Escolas da Porta-Nova e Fojo. Um estímulo para que se envolvam na vida da sua Escola e obtenham os resultados escolares que todos deseja-

mos. Criado no ano 2009, este Prémio, cujo valor monetário é convertido em material escolar a adquirir nas papelarias de Moura, já contemplou 9 alunos das nossas Escolas e acarretou um investimento de €2.000,00.

As políticas de restrições exacerbadas… levam a este desígnio, decepando ideias, projetos, iniciativas, dedicação de quem neste momento orienta os seus destinos, e de muitos que ao longo de tantos anos se dedicaram e contribuíram para que a Junta de Freguesia de Santo Agostinho, tivesse um papel ativo nesta cidade. Na nossa junta destaca-se o seu dinamismo, as suas muitas iniciativas inovadoras, na vertente educação/formação, no associativismo, na cultura e na informação, visando sempre a relação, o contacto a afetividade, a proximidade enfim… as pessoas. A todos que fizeram parte do projeto da nossa Junta (autarcas, funcionários e demais colaboradores)… obrigada! Congratulo-me de ter feito parte do elenco desta história… agora liquidada. Termino com o lema que sempre nos norteou - “Vencer os desafios do presente com os olhos postos no futuro”… que futuro?.....

Crescer Estudante

Bolsas de Já beneficiou 27 crianças Estudo para o Ensino Superior

O Crescer Estudante, seguiu na linha dos apoios destinados às famílias das crianças e jovens em idade escolar. Entre 2009 e 2012, foram beneficiadas 27 crianças com este apoio à aquisição de material escolar -também a adquirir no comércio local- num investimento global de €2.050,00 . Em 2013, já se encontra a decorrer o concurso para a atribuição de 18 apoios, no valor de €100,00 por cada beneficiário. Os pais e encarregados de educação que desejem candidatar-se a este benefício, deverão dirigir-se aos nossos

serviços para recolha do Regulamento e Formulário de Candidatura.

Entre 2009 e 2013, mantivemos a nossa aposta nos apoios destinados a jovens estudantes do Ensino Superior. Atualmente, a Freguesia apoia 3 jovens Bolseiros com uma bolsa mensal de €100,00, tendo durante o mandato aplicado neste apoio €8.250,00.

...as notícias da sua Freguesia


boletim informativo

PRÉMIO MOURENSE DO ANO

OPINIÃO

4

MAIS 4 ANOS A RECONHECER O MÉRITO POR UMA CAUSA CHAMADA MOURA Hélio Pereira Tesoureiro

Em jeito de Balanço…

www.jfsagostinho.pt

C

aros Munícipes: É com grande Honra e Orgulho que desempenhei o meu mandato 2009-2013, como último Tesoureiro da Junta de Freguesia de Santo Agostinho, em virtude do novo “desordenamento” do território. Foi um mandato dominado, como todos sabemos, por uma grave Crise Económica em Portugal e na Europa. Todos os anos, o Fundo de Financiamento, nos retira verbas, que chegaram a perdas, nestes 4 anos, de cerca de 20%. Assim, com parcos recursos económicos foi uma tarefa hercúlea cumprir na integra os nossos Planos de Atividades, baseados no Apoio Social às camadas mais desfavorecidas (crianças, jovens e idosos). Quero agradecer aos meus colegas de Executivo, Álvaro e Fátima, assim como às nossas eficientes Funcionárias, o bom ambiente de trabalho ao longo destes 4 anos. Aos membros da Assembleia de Freguesia, sempre colaborantes para o bom funcionamento da nossa Instituição e finalmente a todos os Munícipes da Freguesia de Santo Agostinho, pela confiança que depositaram em mim. Até um dia, Bem Hajam edição número 20 • agosto 2013

Moura é parte importante da nossa Alma. E as pessoas, aquelas que oferecem o melhor de si à Cidade e às suas Gentes, são credoras do nosso respeito e admiração. E o Prémio Mourense do Ano (criado em 2004) tem procurado devolver aos Mourenses

Cooperativa Agrícola Moura-Barrancos, a importância dos seus contributos na vida da nossa Cidade e dos Mourenses. O Prémio Mourense do Ano, conseguiu em todos estes anos ser uma “pedrada no

a admiração e o reconhecimento que a Cidade lhes deve prestar. Entre 2009 e 2012, Moura agradeceu a figuras como João da Mouca; Helena Arvelos; Alberto Fernandes e à

charco”, no imenso charco em que muita das vezes nos tornamos, esquecendo que esta linda Cidade tem tido ao longo da sua existência, pessoas tão bonitas e com histórias de vida que nos enchem de orgulho.


Apoios ao Associativismo

OPINIÃO

Freguesia de Santo Agostinho - Moura

a atividade das coletividades. Entre 2009 e 2013, foram satisfeitos 365 pedidos de cedência da viatura e percorridos 75.360 km’s . Exceção a esta metodologia de apoio ao Associativismo, têm sido as Festas em Honra de Nossa Senhora do Carmo, que contaram com o apoio financeiro global de €6.250,00

5

Até Breve...

José Joaquim Chaparro

O

Foi definido pelo Executivo, que para este mandato, os apoios ao Associativismo iriam ter apenas contornos de apoio logístico ao desenvolvimento de atividades. Esta decisão foi bem acolhida pelos dirigentes associativos, que entretanto foram beneficiando da oferta de materiais vários e da cedência da viatura da Freguesia para deslocações relacionadas com

www.jfsagostinho.pt

titulo desta escrita de hoje , neste boletim, diz tudo. Não me despeço porque creio que, talvez um dia mais tarde, sob outra forma, tudo possa ainda reverter e voltar a ser o que era. Pela força da Lei e do Decreto, para saciar essa harpia moderna que se chama troika, corta-se a direito e extinguem-se inúmeras freguesias. Que importa se elas correspondem ao património histórico e cultural desses povos, ao seu ser intrínseco? Isso não conta, com tanta coisa, mas tanta , onde se poderia cortar… Assim se tenta apagar a memória de seculos de História, de seculos de lutas dos povos pela sua própria identificação. No nosso caso a Paróquia de Santo Agostinho, com um conjunto de características tão próprias vai fundir-se com outras duas, S. João Baptista e Santo Amador. Administrativamente justifica-se? Não tenho a certeza. Historicamente é legitimo? Não, nunca será . Mas, o que interessa é o raciocínio económico. No que toca à nossa Freguesia de Santo Agostinho trata-se de uma entidade secular, que resulta da própria paroquia do Santo referido e que, desde sempre, a nível urbano e até a nível sociológico teve características próprias e diferentes das restantes do concelho. Um núcleo populacional mais recente e com evolução mais tardia e que possui uma serie de equipamentos de grande qualidade e da mais variada natureza. Nesta hora que não é despedida ,recordo a minha colaboração com esta Junta, desde os meus primórdios da historia e da pena com os meus saudosos amigos Chagas e António José Ramos. Depois o tempo faz estas coisas e é um jovem e dinâmico aluno, o Álvaro Azedo, a quem toca o turno de governar esta Casa. Daquilo que foi a actividade desta Junta nestes últimos anos gostaria de realçar três aspectos fundamentais. Em primeiro lugar o apoio dado aos jovens das escolas do 1º ciclo e aos idosos com uma série de serviços e iniciativas a eles destinados. Em segundo lugar o apoio dado ao desporto e à cultura com uma serie de eventos que aqui foram promovidos dentro destas áreas ( aqui lembro o Natal e o “Cantar ao Menino” ) e, em terceiro lugar, a criação do Prémio Mourense do Ano que se tornou uma referência de reconhecimento desta terra para os seus conterrâneos mais destacados. Ou seja, para além daquilo que foi o seu serviço de dia a dia, esta Junta foi sempre um pólo de grande dinamismo que, espero, não se perca nesta viragem administrativa. Termino este meu escrito pedindo aos responsáveis futuros por esta Casa, que agora passará a ter triplo caracter, que nunca deixem de preservar a identidade da Junta de Santo Agostinho, que não se perca todo este movimento e esta vida própria que ela teve há uns anos a esta parte mas, o mais importante, que não se deixe morrer nunca na memória curta dos homens, a imagem de diferença de pertencer a esta Junta, é a História secular destas ruas e destes edifícios, das vidas dos homens e das mulheres que aqui viverem e morreram quem nos brada: “Não deixem morrer a memória deste canto da nossa terra! “. Esperemos nós que, brevemente, e também do corpo da Lei, possa surgir uma forma de não se extinguirem as Freguesias que são parte inquestionável da nossa História. Dai o meu …. Até Breve Junta de Freguesia de Santo Agostinho!

...as notícias da sua Freguesia


boletim informativo

Notas...

OPINIÃO

6

www.jfsagostinho.pt

N

Fátima Ourives Secretária

ão irei explanar aqui a atividade e obra desenvolvida por esta freguesia quede todos já é conhecida . No entanto, não poderei deixar de fazer uma pequena abordagem ao Programa CREATI (Centro de Recursos para a educação, Associativismo e Terceira Idade) e referenciar as duas vertentes que mais me sensibilizaram. A criação desta Programa de carater social, tem potenciado a proximidade entre a freguesia e as suas gentes, tanto no plano individual, como no coletivo. Saliento que me é extremamente gratificante a vertente de apoio á Terceira Idade, na medida em que, colmatando algumas das suas dificuldades, contribuímos para o seu conforto e bem estar, proporcionando-lhe uma melhor qualidade de vida. A outra vertente é apoio ás nossas crianças, que nos tem merecido especial atenção, tanto nos incentivos escolares como nas comemorações das datas que lhe são tão especiais. É já com saudade e em jeito de despedida que aqui deixo algumas notas sobre a nossa freguesia de Santo Agostinho e sobre a minha passagem pela mesma. Digo despedida por razões obvias, uma por questões jurídico territoriais (União de freguesias) , a outra pela cessação das minhas funções no final do mandato. Senhora de um grande legado histórico e patrimonial, tanto em casas brasonadas, como em imponentes monumentos edição número 20 • agosto 2013

que fazem o histórico do seu precioso espólio, a freguesia de Santo Agostinho acolhe ainda, considerável numero de serviços públicos, estabelecimentos comerciais e zonas de lazer, tornando-a uma importante parcela da cidade de Moura. Por estes e outros tantos motivos lamento a perda da sua autonomia e identidade. Pela mão de um homem que sobejamente admirei, tanto pela sua honestidade, integridade e sábio fazedor do bem estar dos outros, me convenci a integrar as listas para a assembleia de freguesia de santo agostinho. Assim no ano 2001 António José Ramos é eleito presidente desta freguesia e, eu passo a integrar a assembleia na qualidade de seu membro. Nestes 4 anos de mandato, se algum contributo pude dar a esta freguesia, outro tanto recebi e que bastante me enriqueceu, fruto do trabalho desenvolvido com todos os intervenientes da Assembleia de Freguesia. No mandato seguinte (ato eleitoral de 2005) faço parte da Assembleia de freguesia na qualidade de presidente da mesma. No ano de 2008, por partida inesperada do presidente António José Ramos, e por decisão da assembleia sob proposta do presidente substituo Álvaro Azedo, integro-me no órgão executivo, na qualidade de secretária. No ano 2009 e, por sufrágio eleitoral, volto a integrar o executivo na qualidade de secretária até a presente data. Sinto-me grata pela partilha com estes homens e mulheres que, comigo fizeram parte da história desta freguesia durante mais de uma década. Todos fomos úteis, todos tentamos dar o nosso melhor em prol das nossas gentes, tentando fazer da

nossa freguesia um exemplo de rigor e gestão. Deixo aqui um apreço especial ás funcionárias, que com dedicação e empenho nunca pouparam esforços para bem servir a população, sendo um exemplo da honestidade que se pretende na função publica. Se pessoas há que empenhadas numa causa, possam merecer admiração, o presidente da

freguesia de Santo Agostinho, Álvaro Azedo, é certamente uma delas. Reconheço-lhe não só grande dedicação, competência e honestidade, como também enorme capacidade de trabalho. Fico esperançada que em breve possa dar continuidade à sua obra. Bem haja a freguesia de Santo Agostinho

O Boletim da Nossa Freguesia O nosso Boletim, tem contado com a colaboração dedicada de um conjunto de personalidades, que em muito enobreceram este espaço. Falamos de pessoas, tais como, António Rosado; António Venâncio; David Albino; Isabel Barreto; João Caralinda; José Chaparro; José Joaquim Oliveira e Teresa Félix. A todos, apresentamos os nossos sinceros agradecimentos pelos valiosos contributos que ao longo dos anos prestaram à nossa Freguesia.


Freguesia de Santo Agostinho - Moura

www.jfsagostinho.pt

Freguesia Porta-a-Porta Apoia Idosos e Pensionistas Mourenses que prestam estes serviços a custos muito reduzidos, o que nos permite apoiar a totalidade dos pedidos que nos são formulados, até ao máximo de €750,00 por apoio/ano.

Os Idosos e Pensionistas da Freguesia têm sido um dos públicos para os quais temos tido particular atenção. Desde a iniciativa “Reformas em Segurança”, com a qual transportamos os beneficiários aos Bancos e CTT para levantamento das pensões de reforma, o empréstimo de cadeiras de rodas e outros

Entre 2009 e 2013, deram entrada nos nossos serviços, 24 pedidos de apoio, todos eles foram resolvidos de forma satisfatória, num investimento global de €7.264,41 .

equipamentos de apoio a pessoas com mobilidade reduzida (52 empréstimos entre 2009 e 2013) e os trabalhos de pequenas reparações nas áreas da canalização, carpintaria, instalações elétricas e, pequenos trabalhos de construção civil. Estes trabalhos são gratuitos e contam com a colaboração de Firmas

...as notícias da sua Freguesia

7


boletim informativo

A CDU CONTINUARÁ A LUTAR PELAS FREGUESIAS

OPINIÃO

8

www.jfsagostinho.pt

A

Ana Maria Farinho Eleita CDU

proxima-se o final deste mandato autárquico e com ele o início de uma nova realidade. Encontramo-nos a poucas semanas de uma nova configuração das nossas freguesias. A Freguesia de Santo Agostinho passará a integrar a União das Freguesias de Moura (Santo Agostinho e São João Baptista) e Santo Amador. O recente processo legislativo de extinção de freguesias, no nosso país, ficará efetivado com a tomada de posse dos novos eleitos que resultarem das eleições de 29 de Setembro. Por essa altura, teremos um único órgão executivo (junta de freguesia) e um único órgão deliberativo (assembleia de freguesia) para o conjunto destas três freguesias. “União”, “fusão”, “agregação” são, no entanto, sinónimos de uma mesma realidade. O processo de destruição das freguesias que, na prática, são aquelas que têm uma maior proximidade às populações terá efeitos lesivos a vários níveis. Desde logo, a capacidade e a eficácia de resposta aos problemas da comunidade ficará significativamente diminuído; os territórios já de si isolados continuarão a caminhar para a desertificação; acentuar-se-á o alheamento das pessoas nos processos de decisão que lhes dizem diretamente respeito – basta lembrar, por exemplo, que com esta nova reformulação a participação democrática dos cidadãos nas listas ficará significativamente reduzida. No entanto, nada disto é novo. O edição número 20 • agosto 2013

processo de extinção de freguesias insere-se num conjunto de políticas, mais ou menos concertadas, que têm vindo a ser prosseguidas pelo poder central. Desde o encerramento de hospitais, centros de saúde, linhas de transportes públicos, escolas ou postos de correio há muito que, assumidamente, se ignoram as populações e as suas necessidades mais elementares e prementes. As pessoas deixaram de estar no centro das decisões em detrimento de interesses, tantas vezes, duvidosos. Do convite à litoralização do país passámos a ser convidados a sair do nosso próprio país e poucos são os que se atrevem a apostar quando e de que forma sairemos destas políticas programadas e apostadas no empobrecimento. Sobre a extinção de freguesias e, a seu favor, continuam a utilizar-se os argumentos da racionalização de meios, das restrições económicas, das medidas impostas pela troika e assinadas no famigerado Memorando. No fundo, falsas questões, quando contabilizados os valores irrisórios inscritos, para as freguesias, no Orçamento de Estado. Ao invés, foram esquecidos, nessa contabilização, os inumeráveis custos que todo este processo já acarretou e virá ainda a acarretar. Esqueceram-se, no fundo, de equacionar o que nunca deveria ter saído da equação: o bem-estar das populações que merecem, acima de tudo, o direito a viver condignamente. É por isso fundamental que as pessoas não se resignem nem se deixem tentar pela abstenção como forma de protesto. Não há leis irreversíveis nem processos consumados – muito menos quando não correspondem, minimamente, aos anseios e legitimas expeta-

tivas das populações. Os eleitos da CDU estiveram, desde a primeira hora, contra o processo de extinção das freguesias e manifestaram-no, por diversas vezes, quer em tomadas de posição nos órgãos autárquicos quer na participação nos vários protestos organizados pelas freguesias afetadas. Acreditamos que a Freguesia de Santo Agostinho, tal como a conhecemos (a par de outras freguesias do nosso concelho) não acabará aqui nem agora. Nesse sentido, os eleitos da CDU assumem o compromisso de persistirem em lutar pela reversão deste processo e pela reposição das freguesias tal como existiam antes da entrada em vigor da lei que vem impor a sua extinção. Até lá, cada uma destas

freguesias continuará a merecer, da nossa parte, o respeito pela sua identidade histórica, cultural e patrimonial – elementos distintivos e valorizadores das suas comunidades. Durante este mandato – como em outros que o precederam – os eleitos da CDU na Assembleia de Freguesia de Santo Agostinho procuraram sempre, de forma positiva e construtiva, apresentar contributos e sugestões para a melhoria da atuação da Junta de Freguesia junto da sua população. É com esta atitude que sempre estaremos presentes, conscientes da importância do poder local democrático no desenvolvimento do nosso território e na satisfação das necessidades das pessoas que o integram.


Freguesia de Santo Agostinho - Moura

www.jfsagostinho.pt

Freguesia de Santo Agostinho Promoveu Passeios Destinados a Pensionistas

Ao longo deste mandato, realizámos também alguns passeios destinados a Pensionistas.Além da deslocação ao Teatro Maria Vitória para assistir a “Revista à Portuguesa”, também tivemos

bons momentos com passeios a Fátima e Nazaré, Sevilha e, este ano, com passeios de barco na Albufeira de Alqueva. A estas iniciativas ficou associado o valor global de €1.260,00.

...as notícias da sua Freguesia

9


boletim informativo

10

Memórias de uma Freguesia E para fechar este ciclo, convidamo-lo (a) a recordar alguns dos momentos que a sua Freguesia viveu a seu lado. Memórias de uma Freguesia... 4

1

5

2

6

www.jfsagostinho.pt

3

edição número 20 • agosto 2013

mem


Freguesia de Santo Agostinho - Moura

www.jfsagostinho.pt

11

10 7

11 8

12 9

mórias Legendas:

1 - Festa de Natal das Escolas 2003 2 - Assembleia de Freguesia – sessão Ordinária no ano 2006 3 - Passeio de Pensionistas 2006 – PArque das Nações 4 - Mourense do Ano 2005 5 - Dia Internacional da Mulher 2006 6 - Cidade Sobre Rodas – Inauguração do Parque de “Biclas”

7 - Protocolo com a PSP para criação de “Ciclo-Patrulhas” – 2009 8 - Oferta de Livros EScolares 2009 9 - Mourense do Ano 2004 10 - Mourense do Ano 2004 11 - Campanha de Recolha de alimentos “Dar+” 2011 12 - Campanha de Recolha de alimentos “Dar+” 2011

...as notícias da sua Freguesia


12

boletim informativo

OPINIÃO

mos tudo fazer para que as nossas populações continuem a acreditar no sentido de missão, no caráter e na capacidade dos Autarcas de Freguesia, para fazerem das fraquezas forças e, continuarem a servir o povo com brio e dedicação total. Fernando Ramos Enquanto Presidente da Presidente Assembleia Assembleia de Freguesia, senti em cada membro deste Órgão esse compromisso para com a nossa Freguesia. Este grupo de pessoas, com personalidades e cores partidárias tão diferentes, foram tão iguais na defesa dos interesses da nossa população uiseram os políticos que devem ser vistos como que vivem fechados exemplo a seguir. Tiveram, é a sete chaves nos verdade, um Executivo que gabinetes de Lisboa soube ouvir, acolher proposinventar uma "reforma" do tas e recomendações, e com poder local, que por sinal, só este tipo de diálogo tudo se "reformou", as Freguesias. O torna mais fácil. Dei o melhor de mim, e sei "novo Mouzinho", que vai ago-

1

Uma Missão sem fim!

2

Q

www.jfsagostinho.pt

3

ra mostrar os seus dotes além mar, conseguiu abrir feridas no coração do povo, que espero, um dia mais tarde gente de bom senso consiga sarar. O nosso Concelho também terá de saber cuidar dessas feridas. Unidos, teremos de tudo fazer para as sarar. Não podemos nem devemos alimentar essas feridas. Deveedição número 20 • agosto 2013

que contribuí para este clima saudável, que me deixará saudades, das pessoas e do trabalho feito. Sei que o mal também tem solução e, um dia, os senhores dos gabinetes de Lisboa irão ver que se tem de devolver ao povo aquilo que é do povo...as suas Freguesias!

Legendas: 1 - Cidade Sobre Rodas – Inauguração do Parque de “Biclas” 2 - Ação de formação de Informática para pensionistas – 2012 3 - Gatinhar na Informática - Férias de Verão

Boletim Freguesia de Santo Agostinho  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you