Page 1

Portfólio Panaceia Delirante Bahia – Brasil O Panacéia Delirante é um grupo de 4 atrizes com 7 anos de existência que atua no cenário nacional e internacional. Nos distinguimos no cenário local pelo enfoque em temáticas de gênero, que investiga femininos em cena. Nossos espetáculos já participaram de festivais no Equador, Costa Rica e Bielorrússia. Em 2010, co-fundamos uma rede de artistas da America Latina Colectivo Âmbar. Através da qual temos mantido continuo intercâmbio com criadores latinoamericanos e muitos grupos de referência a exemplo do Yuyachani - Peru, Malayerba - Equador, Teatro de Los Andes- Bolívia, Abya Yala - Costa Rica, Microscopia Teatro - México. E estamos a caminho da Colômbia (2016) para uma formação com o Grupo La Candelária. Esse diálogo foi um importante disparador para uma pesquisa autoral sobre a qual nos dedicamos desde 2011 (A FACE OCULTA DA LUA), que gerou alguns produtos artísticos, entre eles a peça LUA CHEIA, nossa mais nova produção.


DOROTÉIA – espetáculo de sala | 2010 Texto: Nelson Rodrigues | Direção: Hebe Alves

Montada em 2010 com financiamento da Funarte (Myriam Muniz 2009), já circulou pelo interior da Bahia, participou do Premio Nelson Brasil Rodrigues (em comemoração ao centenário do autor, em 2012), foi apresentada no Equador (Quito) e na Bielorrusia (Minsk), onde participou como primeiro representante do Brasil e representante das Américas no festival internacional de teatro “Teatralny Koufar” (2011). Essa participação lhe rendeu um premio especial da crítica, o “Special Prize for Innovation and Creativity” (Prêmio especial por Inovação e Criatividade). Preservando o caráter de Farsa Irresponsável proposto pelo autor Nelson Rodrigues, a encenação aposta no uso do grotesco, do patético e da farsa, associados a um jogo dinâmico de troca de personagens realizado pelas atrizes em cena. Dessa forma, o drama de Dorotéia, das primas Maura, Carmelita e Flávia, bem como da adolescente Das Dores, é vivido por todas as atrizes, evidenciando que a situação limite em que se encontram essas personagens poderia ser vivida por qualquer mulher. Dados Técnicos: Duração: 1:20h

Cenário: uma mala + 1 lustre de

Equipe: 7 pessoas

1m X 0,80cm.

(atrizes+diretora+técnicos).

Luzes: Refletores de Vara e Chão

Operador de Legendas quando for o

Luz negra (o grupo possui)

caso.

Censura: 16 anos. Legendas: espanhol.


LUA CAÍDA – Intervenção de rua | 2013 É um conjunto de intervenções urbanas em espaços públicos como parques, praças e paradas de ônibus. Preferencialmente, a localização das performances não é previamente divulgada, para que as intervenções aconteçam sem formação de platéia prévia e, efetivamente, promovam interferências no trânsito e no cotidiano dos transeuntes dos espaços públicos ocupados, criando espaços de corte, sensibilização e reflexão. São 5 solos performáticos e independentes que podem acontecer em diferentes espaços, ao mesmo tempo (ou não). As intervenções discutem configurações culturais que definem o conceito de feminino, propondo discussões sobre as construções sociais, simbólicas e culturais que o limitam e universalizam. São abordadas também questões como o automatismo da vida contemporânea nas grandes cidades, a construção de identidades essencializadas e os padres normativos da sociedade de consumo. Dados Técnicos: Duração: 1h aproximadamente. Equipe: 5 pessoas (atrizes), sendo que a intervenção acontece mesmo sem todo o elenco completo. Exigências técnicas como aparelho de áudio ou iluminação não são exigidas; Não possui cenário. *É necessário um auxiliar de produção acompanhando à distancia o desenvolvimento da intervenção.


LUA CRESCENTE – espetáculo infanto-juvenil de Sala (adaptável para rua) | 2013 Discute a comunicação interpessoal a partir da mescla entre ficção, relatos biográficos das atrizes, o mito de Lilith (a primeira mulher) e mitos tradicionais (indígena;hebraico;ioruba). O eixo condutor da obra é a história de Mariana, menina que só se comunica verbalmente em noites sem lua. A peça acontece em formato de arena e pressupõe o contato próximo com o público, além de conter momentos de improvisação e escuta. Apresenta de forma poética, lúdica e bem-humorada para o público infantil perguntas sobre a origem do mundo e dos indivíduos, além de questionar os processos de criação dos universos pessoais, das identidades que cada uma e cada um assume para estar e dialogar com seu entorno. Como começou o mundo? Como começamos cada uma de nós? Quantas histórias sobre a criação do mundo podemos (nos) contar? Essas são algumas das perguntas compartilhadas com o público. Indicado para toda a família. Há em geral, um bate papo após a peça, no qual o elenco escuta histórias de criação inventadas ou recordadas pelo público. A obra estreou 2013 e é parte do atual projeto de pesquisa do grupo Panacéia Delirante, voltado para a montagem do espetáculo A Face Oculta da Lua. Dados Técnicos: Duração: 30 minutos Cenário: Adereços cênicos + 3 cadeiras comuns Censura: a partir de 4 anos. Som: um som portátil + amplificador Equipe: 4 pessoas (3 atrizes + 1 técnico) Luz: refletores de Vara e chão (teatro ou local) + 3 Formato: Arena / Sala adaptável para Rua pinbins móveis (o grupo possui).


LUA CHEIA – Espetáculo adulto itinerante | 2015 Espetáculo itinerante, onde 3 atrizes e uma Doula (auxiliar de cena) versam sobre a maternidade e o parir (a sim mesmas, a outras vidas, a desejos, posicionamentos, ideias etc). É um convite a entrar nesse universo uterino que vai para além do ser mulher. Há cenas em conjunto e cenas de monólogo nas quais cada atriz traz sua visão acerca do parir e da maternidade: A descoberta do querer ser mãe; o direito ao aborto; e a escolha por não ser mãe, mas parir muitas outras coisas. As atrizes operam num modo de atuação que alterna entre a performance (quebra da quarta parede), trazendo relatos pessoais, e a representação de personas (personagens). As personagens eixo da dramaturgia são Mariana feto e sua mãe que dialogam desde a barriga, transparecendo medos, desejos, anseios e a eterna busca por inventar-se para descobrir-se. Há ainda personagens lúdicas que conferem momentos de humor ao espetáculo, como as professoras de Lua e as escavadoras do infinito. O espetáculo estreou em 2015, dentro do FITLÂ (festival internacional realizado pela rede Colectivo Âmbar). Dados Técnicos: Duração: 1:10h Censura: 16 anos Equipe: 5 pessoas (3 atrizes+1 doula+1 técnico) Cenário: adereços cênicos + 1 cabideiro (grupo) + 3 cadeiras comum.

Luz: refletores de vara ou torre e chão (teatro) + luzes portáteis (grupo). Outros: maquina de fumaça (o grupo possui) Público: itinerante

*Pode ser apresentado em Português ou Espanhol. *Espetáculo de local alternativo (casa, prédio, galpão ou edifício teatral – bastidores/palco/foyer etc.)


CONTATO: panaceiadelirante@gmail.com Skype: panaceiadelirante

Camila Guilera (71) 8812-6416 camila_guilera@hotmail.com Lílith Marques (71) 92771446 lilith.volt@gmail.com

PARA MAIS INFORMAÇÕES SOBRE O GRUPO:

www.panaceiadelirante.blogspot.com

https://www.facebook.com/panaceiadelirante5

Portfólio produtos Panacéia Delirante  

Catálogo com informações e dados técnicos dos produtos estéticos do grupo de teatro Panacéia Delirante.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you