Page 26

‚Ótimo,‛ eu digo, e posso ver como ela est{ contente com minha resposta. Desde que estive em casa eu tenho tentado consertar meu relacionamento com minha mãe. Pedindo para ela fazer coisas para mim ao invés de esnobar qualquer oferta, como eu fiz durante anos por raiva. Deixando-a pegar todo dinheiro que eu ganho. Devolvendo-a abraços ao invés de tolerá-los. O tempo que passei na arena me fez perceber que eu precisava parar de puni-la por algo que ela não podia evitar. Porque às vezes coisas acontecem às pessoas e elas não estão preparadas para lidar com elas. Como eu, por exemplo. Agora mesmo. Além do mais, há uma coisa maravilhosa que ela fez quando eu voltei para o distrito. Após nossos amigos e familiares cumprimentarem Peeta e eu na estação de trem, poucas perguntas eram feitas pelos repórteres. Alguém perguntou à minha mãe o que ela achava do meu novo namorado, e ela respondeu que, enquanto Peeta era um modelo do que um jovem deve ser, eu era muito jovem e não deveria ter namorado algum. Em seguida ela encarou Peeta. Houve muitas risadas e coment{rios como ‘’Alguém est{ encrencado’’ da imprensa, e Peeta largou minha mão e saiu de perto de mim. Isso não durou muito tempo — havia muita pressão para agir diferentemente— mas nos deu uma desculpa para sermos um pouco mais reservados do que seriamos no Capitol. E talvez isso possa explicar o quão pouco que eu fui vista com Peeta desde que as câmeras se foram. Eu subo as escadas até o banheiro, onde uma banheira quente aguarda. Minha mãe adicionou um pequeno saco de flores secas que perfumam o ar. Nenhum de nós está acostumado com a luxúria de ligar uma torneira e ter uma quantidade ilimitada de água quente em nossas mãos. Nós só tínhamos água fria em nossa casa no Seam, e um banho significava ferver os restos no fogo. Eu tiro minhas roupas e entro debaixo da água sedosa – minha mãe havia posto algum tipo de óleo também — e tento me concentrar nas coisas. A primeira pergunta é a quem contar, se eu for contar a alguém. Não para minha mãe ou Prim, obviamente; eles só ficariam doentes de preocupação. Não para Gale. Mesmo se eu pudesse falar para ele. O que ele faria com a informação de qualquer forma? Se estivéssemos sozinhos, eu poderia tentar persuadi-lo a fugir. Certamente ele conseguiria sobreviver na floresta. Mas ele não está sozinho e certamente não abandonará sua família. Ou eu. Quando eu chegar a casa terei de contar algo a ele sobre por que nossos domingos são uma coisa do passado, mas eu não posso pensa nisso agora. Só na minha próxima jogada. Além do mais, Gale já está tão zangado e frustrado com o Capitol que às vezes eu acho que ele vai organizar sua própria rebelião. A última coisa que ele precisa é

JOGOS VORAZES 2  
Advertisement