Page 161

decepcionada. "Achei que o seu Distrito muito..." Ela diminui, distraída com alguma coisa na sua cabeça. "Interessante", completa Beetee. "Nós dois achamos". Eu me sinto mal, sabendo que o Distrito deles deve ter sofrido muito mais que o nosso. Sinto que tenho de defender meu povo. "Bem, não há muitos de nós no doze", eu digo. "Não que você saberia hoje em dia pelo tamanho da força dos Pacificadores. Mas acho que somos interessantes o suficiente." À medida que avançamos para a estação de segurança, Wiress para e olha para cima para as arquibancadas onde os Gamemakers estão perambulando por aí, comendo e bebendo, às vezes, tomando conhecimento de nós. "Olha", diz ela, dando um ligeiro aceno de cabeça na direção deles. Eu olho para cima e vejo Plutarch Heavensbee no magnífico manto roxo com o a gola de pelo curto que o designa como Gamemaker Chefe. Ele está comendo uma perna de peru. Eu não vejo por que esse comentário, mas eu digo: "Sim, ele foi promovido a chefe Gamemaker este ano." "Não, não. Lá no canto da mesa. Você pode apenas... " diz Wiress. Beetee dá uma olhada sob os óculos. "Apenas fazer isso." Eu olho naquela direção, perplexa. Mas então eu vejo. Um espaço de cerca de seis centímetros quadrados no canto da mesa, quase parece estar vibrando. É como se o ar está se propagando em pequenas ondas visíveis, distorcendo as bordas afiadas da madeira e uma taça de vinho que alguém colocou ali. "Um campo de força. Eles criaram um entre os Gamemakers e nós. Eu me pergunto o que motivou isso", Beetee diz. "Eu, provavelmente," confesso. "No ano passado eu atirei uma flecha contra eles durante a minha sessão de treino privado". Beetee e Wiress me olham com curiosidade. "Eu fui provocada. Então, todos os campos de força tem um ponto como esse?" "Fissura", diz Wiress vagamente. "Na armadura, por assim dizer", conclui Beetee. "O ideal seria ser invisível, não é?"

JOGOS VORAZES 2  
Advertisement