Issuu on Google+

A solução desenvolve-se, em diferentes espaços articulados e dimensionados para os usos propostos, que devido às suas características, resultam num edifício funcional e versátil de grande sustentabilidade, garantindo não só uma eficaz distribuição, como salvaguardando o cumprimento de todas as normas de salubridade e segurança. A organização e articulação entre as diferentes áreas baseou-se na sua sistematização em grupos funcionais que, estruturado pelos 3 pisos, denominamos de: Admissão e público em geral, constituído pelo átrio, recepção, espera, loja, cafetaria, instalações sanitárias, distribuição e circulações. Serviços, constituído por áreas de acesso restrito a funcionários como recepção e apoio, back office, área de pessoal, estruturado por uma coluna de distribuição completa que liga os diferentes pisos com auxilio de escada e monta-cargas. Tratamento de roupa e áreas técnicas, directamente ligado ao serviço e exterior, é constituído por áreas de acesso restrito a funcionários. Vestiários, constituídos por vestiários, I.S., cacifos, cabinas de muda e duches. Área de tratamentos Termais (Balneoterapia), constituída por balcão de apoio, gabinetes equipados, distribuição, circulação, Piscinas e área de repouso Área de Fisioterapia, constituída por átrio, recepção, secretariado, balcão de apoio, serviços, vestiários, sanitários, piscinas com todos os requisitos, corredor de marcha e área de repouso comuns a todo o edifício e Tratamentos Termais, conta ainda com distribuição, circulação, gabinetes médicos, enfermagem, terapeutas, sala de tratamentos, ginásio. Bem-estar, constituído por conjunto de piscinas dinâmicas, área de repouso, ginásio, sauna, banho turco, gabinetes de massagem, Área médica, constituída por espera, gab. Médico e gab. do Director Clínico Administrativa constituída por secretariado, gab. Administrativos e sala de reuniões. É no Piso 0 que se sintetizam, estruturadas pela área de serviço, as principais funções do Programa Base, constituído pela área de Acolhimento, Serviços, Vestiários, Área de tratamentos e Bem-estar: Átrio - Generoso espaço com um pé-direito a toda a altura do edifício, ligado ao exterior por antecâmara, para além de servir como zona de espera, é onde se dá toda a distribuição de público no edifício. Constituído por uma recepção internamente ligada à coluna de serviço comum, acessos aos vestiários, área de O.R.L., fisioterapia e sanitários de público, deste desenvolve-se as circulações verticais à cafetaria, gabinetes médicos, secretariado e zona administrativa, através de um elemento dinamizador de todo o espaço, constituído por uma galeria aérea apoiada sobre um cilindro de escada/elevador. Recepção - A sua localização é privilegiada no centro do átrio, permitindo a visão e atendimento em várias direcções. Sustentada pela coluna de Serviço e “Back Office” que a congrega à área administrativa e área de pessoal, é nesta que se dá o controlo geral e acompanhamento, de todos os utentes. O fornecimento de roupa de banho é assegurado por este balcão que a recebe, devidamente acondicionada directamente da lavandaria através do monta-cargas.

DISTRIBUIÇÃO DE ÁREAS

Vestiários - Com acessos independentes directamente do átrio à esquerda da recepção, estão equipados, tal como previsto nas fichas técnicas, com seis cabines duches e sessenta cacifos por sexo, dois dos quais preparados para pessoas com mobilidade reduzida. As instalações sanitárias, encontram-se ligadas ao corpo dos vestiários quer do lado dos tratamentos, quer do público em geral. Área Balneoterapêutica - Desenvolve-se em todo o corpo no sentido Poente na extensão dos Vestiários. O acompanhamento em todo o percurso é assegurado pelo pessoal que se mobiliza do balcão de apoio. Segue-se o conjunto de espaços para os tratamentos previstos no Programa Base culminando com área de piscinas de hidroterapia em comum com a fisioterapia, previstos no extremo Poente/Norte do Balneário numa vista panorâmica sobre a paisagem. O percurso dos tratamentos termais complementado com a piscina de hidroterapia e integrada com o tanque de mobilização, termina com um retiro de chá e repouso, virado para o Ribeiro do Cró. O tratamento do ar dos gabinetes de hidroterapia foi estudado com recurso a um sistema de ventilação passiva e iluminação natural através de clarabóias individualizadas com abertura por comando, permitindo assim, uma economia de recursos energéticos como alternativa ao sistema de ventilação forçada previsto. Estas clarabóias surgem como a melhor solução de fenestração para o enriquecimento da relação entre o utente e o exterior, sem que ponha em causa a sua privacidade Prevê-se ainda uma área de repouso na ocupação da área de reserva para futura ampliação no final da área de circulação. Relativamente à capacidade de ampliação do edifício, revelamos o facto de todo o projecto ter sido estudado para a possibilidade de uma ampliação futura prevendo o maior sucesso do empreendimento devido ao conjunto das suas características. Esta viabilidade foi potenciada de uma forma simples, rápida e económica, com a duplicação de todos os gabinetes previstos tal como os respectivos vestiários, no piso1 sobre a estrutura do corpo de tratamentos, através da colocação de uma cobertura sobre o terraço encaixada entre as paredes.

GABINETES DE TRATAMENTO TERMAL

CONCURSO

PÚBLICO

DE

CONCEPÇÃO

/

CONSTRUÇÃO

BALNEARIO TERMAL DO CRÓ

3

CAMARA MUNICIPAL DO SABUGAL

Área de Fisioterapia - À direita da entrada principal no seguimento da recepção e ORL, este conjunto assegura de uma forma independente todos os tratamentos nesta área, através de um percurso que começa nos gabinetes dos terapeutas, enfermagem, ginásio, sala de tratamentos, e culmina com uma área de hidroterapia comum à piscina termal. Neste espaço de hidroterapia, depois de consultados vários terapeutas, ao contrário do corredor de marcha que depende de fluxos de água com diferentes temperaturas, inclui-se as tinas de turbilhão e a tina de reabilitação individual, conjuntamente com o tanque de reabilitação, apoiadas pelo corredor seco dos auxiliares para o duche subaquático manual. Salientamos ainda o facto de actualmente as piscinas de reabilitação serem tanques polivalentes dentro dos quais são experimentados diversos equipamentos móveis que estão em permanente actualização. As tinas de banho de membros serão incluídas em gabinete próprio na área de tratamentos junto ao gabinete de tratamento por ondas curtas.

TERMAS DO CRÓ

Área de O.R.L. - À direita da entrada principal, este conjunto assegura de uma forma independente todos os tratamentos nesta área terapêutica, com gabinetes de aplicação médica e drenagem, a área de auto-aplicação desenvolve-se através de um percurso que começa com os duches nasais e termina com as nebulizações. Prevê-se a possibilidade de ampliação desta área para o dobro com a duplicação de postos de auto aplicação, no átrio em espaço agora ocupado por uma área de espera.


CART-03.pdf