Issuu on Google+


apresentação


Energia para gerar sustentabilidade O Grupo CEEE é uma empresa pública, concessionária dos serviços de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica na Região Sul-Sudeste do Estado do Rio Grande do Sul. Criada em 1º de fevereiro de 1943, a CEEE teve papel estratégico para o desenvolvimento do Estado e para o crescimento da riqueza de todas as regiões. Através da energia, de diferentes fontes, possibilitou o aparecimento de indústrias fortes, de um comércio atuante e de uma agropecuária competitiva. Além da geração de energia, investiu fortemente na construção de novas linhas de transmissão e de redes de distribuição, para que mais pessoas tivessem acesso à energia elétrica, no campo e na cidade. A Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) foi a precursora das empresas que hoje compõem o Grupo CEEE. Em 2006, após reestruturação societária, originaram-se as seguintes organizações:  Companhia Estadual de Energia Elétrica Participações – CEEE-Par;  Companhia Estadual de Geração e Transmissão de Energia Elétrica – CEEE-GT e  Companhia Estadual de Distribuição de Energia Elétrica – CEEE-D.

1 3


apresentação

O Grupo CEEE é o 117º maior conglomerado brasileiro, 17º da região Sul e o 6º do Rio Grande do Sul, contando com mais de 4 mil funcionários e apresentando a oitava maior receita bruta do Estado e o 10º maior ativo da Região Sul do Brasil. A riqueza do Grupo CEEE está em gerar bens e serviços para o bem-estar e a prosperidade dos seus clientes, acionistas, colaboradores, fornecedores e sociedade. E, com responsabilidade social, suprir o Estado com energia segura, limpa, confiável e efetiva, em termos de custo, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social. Através de suas empresas, destaca-se no panorama nacional e latino-americano pelo elevado índice de satisfação, manifestado por seus clientes e consumidores. Produz 75% da energia hidrelétrica gerada no Estado, transmite energia para todas as regiões, além de distribuir energia elétrica para um terço do mercado gaúcho. São 47 mil qui­­­lômetros de redes urbanas e rurais, localizadas em 72 municípios, fornecendo eletricida­ ­de a cerca de 3,5 milhões de pessoas. Atua, também, em programas de combate ao desperdício de energia e eletrificação rural, além de projetos sociais, culturais e ambientais. Com faturamento anual de aproximadamente R$ 3 bilhões, o Grupo CEEE quer perma­ ­necer cada vez mais atuante no mercado gaúcho, cumprindo a sua missão de gerar, transmitir e distribuir energia elétrica, e proporcionar mais qualidade de vida aos gaúchos.

2


Valores Ética Atuar, interna e externamente, de forma íntegra e transparente, orientando-nos pela justiça, respeito e honestidade. Profissionalismo Realização de atividades com determinação e competência, buscando a melhoria contínua e eficiência dos serviços e resultados. Responsabilidade Promover em todos os processos e etapas do trabalho o respeito aos aspectos sociais e ambientais. Reconhecimento Reconhecer e valorizar as características, competências e contribuições de cada empregado, com igualdade de oportunidade, propiciando o desenvolvimento pessoal e profissional. Espírito empreendedor Os empregados pautam suas ações com base na ousadia, criatividade e iniciativa, visando ao crescimento dos negócios da empresa. Espírito de equipe Trabalhar para atingir melhores resultados, compartilhando ideias e talentos, respeitando a diversidade de opiniões e fortalecendo o trabalho em equipe. Segurança O Grupo CEEE prioriza a execução de suas competências dentro dos princípios de seguran­ ­­ça e confiabilidade tanto de seus colaboradores como da sociedade para qual presta servi­­ço.

3


Exposição do cenário


exposição do cenário

Energia gerando desenvolvimento Acionar um interruptor de luz quando começa a escurecer é um ato tão normal quanto procurar água para beber quando bate a sede. Quando uma luminária da rua acende ao anoitecer, uma rede de inteligência foi acionada naquele instante. Essa rede é composta por mais de 4 mil funcionários do Grupo CEEE empenhados e dedicados em fazer mais do que gerar, transmitir e distribuir energia às famílias, escolas, hospitais, indústrias, áreas rurais, a todo lugar. Essa malha humana está mobilizada em fazer seu trabalho com excelência de qualidade, implementando ações que perseguem o desenvolvimento sustentável do Estado. Ao mesmo tempo em que cultiva o conceito de responsabilidade social empresarial, está disseminando na sociedade práticas inovadoras no campo socioambiental. Atua, também, em programas de combate ao desperdício de energia e eletrificação rural, além de desenvolver projetos sociais, culturais e ambientais de reconhecimento comprovado. Com mais de quatro mil funcionários, o Grupo CEEE situa-se como o 117º maior do Bra­­­sil, o 17º da região Sul e o 6º do Rio Grande do Sul, apresentando a 8ª maior receita bruta do Estado e o 10° ativo da região Sul do Brasil. O conglomerado produz 75% da energia hidrelétrica gerada no Estado e distribui energia elétrica para um terço do mercado gaúcho através de 47 mil quilômetros de redes urbanas e rurais, localizadas em 72 municípios, fornecendo eletricidade a cerca de 3,5 milhões de pessoas. Com faturamento anual de aproximadamente R$ 3 bilhões, a empresa está cada vez mais atuante. Justamente pelo seu perfil de atuação, o conglomerado não se detém apenas ao seu negócio, de gerar, transmitir e distribuir energia elétrica; também se dedica a implementar e apoiar programas de combate ao desperdício de energia e eletrificação rural, além de patrocinar projetos sociais, culturais e ambientais.

4


Problema | oportunidade


problema | oportunidade

Problema que virou oportunidade para evoluir A dispersão e a fragilidade da medição de retorno das ações de sustentabilidade desenvolvidas pelo Grupo CEEE eram o grande problema enfrentado pela organização. Muitas atividades eram promovidas pelas três empresas do Grupo, para seus públicos interno e externo, no Estado inteiro, de máxima importância, abrangência e repercussão, mas não da forma coesa que a Companhia desejava. Faltava unidade, um acompanhamento claro dos resultados e mensurar de forma objetiva se os investimentos estavam de porte e abrangência adequados a cada um dos projetos e dinâmicas desenvolvidas. Havia práticas da governança, do diálogo com a sociedade de forma consistente e determinada, porém, no modelo da organização, não existia nenhuma área responsável e específica para atender a essa demanda. Cada vez mais, se mostrava necessária uma estrutura que agregasse, questionasse e qualificasse os procedimentos e investimentos da organização de forma responsável e respeitando a dinâmica socioambiental. No ano de 2005, a apresentação do primeiro Relatório de Responsabilidade Social empresarial mostrou a necessidade premente da instituição em unificar e agregar suas ações de sustentabilidade. No início de 2008, o Grupo estrutura um Departamento de Sustentabi­ ­­lidade, que, no segundo semestre, passa a se chamar Coordenadoria de Sustentabilidade.

5


Soluçþes encontradas


soluções encontradas

A unidade faz a força A implantação de uma Coordenadoria de Sustentabilidade foi a solução encontrada pelo Grupo CEEE para conter a dispersão e supervisionar de forma efetiva as ações de todas as áreas das três empresas que compõem o Grupo CEEE, com especial dedicação a dissipar o conceito e caráter de transversalidade. Sua atuação é predominantemente estratégica e tem a missão de integrar, articular e sistematizar as ações socioambientais desenvolvidas pelos diversos órgãos do Grupo CEEE. Promove, em conjunto com as demais áreas, o fortalecimento do conceito de responsabilidade social e ambiental nos processos de trabalho, propiciando um sistema de gestão integrado. Buscar rentabilidade associada ao atendimento das questões socioambientais de maneira permanente e pró-ativa é a meta da Coordenadoria de Sustentabilidade estruturada em 17 de outubro de 2008, subordinada diretamente à Presidência. Essa Coordenadoria é responsável também pela proposição de objetivos, políticas e formulação de estratégias, bem como pela condução, implementação e supervisão das ações de sustentabilidade, tendo em vista que as variáveis, social e ambiental perpassam os processos de trabalhos inerentes às áreas fins e às áreas meio da empresa. Atualmente, 11 profissionais atuam na Coordenadoria de Sustentabilidade, com formações nas áreas de administração, pedagogia, engenharia florestal, direito e psicologia. Entre os trabalhos conduzidos por essa coordenadoria, estão:  Padronização e sistematização de todos os procedimentos de patrocínio da empresa (Política de Patrocínio)  Formulação da Política de Responsabilidade Social  Constituição da Unidade Pescar – CEEE  Programa de Voluntariado Corporativo  Engajamento em projetos sociais, tais como Criança Energia, Rede Parceria Social e A Nota é Minha  Programa de Capacitação na área ambiental para funcionários.

6


soluções encontradas

Coordenadoria de Sustentabilidade

Programas Sociais Escola do Projeto Pescar

programas ambientais

programa de voluntariado corporativo

ações de público interno

política de patrocínios

7


soluções encontradas

Com a criação de uma Coordenadoria de Sustentabilidade, em 2008, o Grupo CEEE passou a investir ainda mais fortemente na qualificação de seus processos e do quadro funcional.

PROGRAMAS SOCIAIS Política de Responsabilidade Social O Grupo CEEE busca promover a inserção do conceito de Responsabilidade Social em todos os processos que compõem sua gestão empresarial, apoiando ações socialmente responsáveis junto a seus diversos públicos. A política de Responsabilidade Social está representada pelo ato de refletir sobre as práticas da empresa, analisar seu modo de produção, relacionamento entre os públicos de interesse, para promover o desenvolvimento, sem descuidar dos aspectos ambientais, sociais e econômicos.

8


soluções encontradas

Os seguintes princípios estão presentes nessa política:  Comprometimento  Diálogo, comunicação e transparência  Respeito à dinâmica socioambiental. Ações de inserção do conceito de Responsabilidade Social:  Desenvolvimento de programas de capacitação e desenvolvimento do público interno  Revisão dos processos/procedimentos/atividades de trabalho  Práticas de gestão dos diversos níveis hierárquicos  Relações com os diversos públicos  Demonstrações oficiais de suas atividades empresariais, promovendo a transparência de suas decisões e dos resultados decorrentes das mesmas. Promover e apoiar ações junto aos seus diversos públicos que visem:  Incentivar o desenvolvimento e a difusão de tecnologias ambientalmente sustentáveis  Potencializar a responsabilidade ambiental  Proteger os direitos humanos reconhecidos internacionalmente  Erradicar qualquer forma de trabalho forçado ou compulsório e de trabalho infantil  Erradicar qualquer forma de discriminação  Combater a corrupção em todas as suas formas.

9


soluções encontradas

Ações de Sustentabilidade Chamar para si a responsabilidade não é tarefa fácil, tampouco para qualquer organização. Responsabilidade socioambiental envolve atos do presente que refletem no futuro. E é exatamente isso que o Grupo CEEE tem feito. Além da missão de gerar, transmitir e levar energia elétrica, iluminar o mundo, ela tem o compromisso de fazer isso respeitando o meio ambiente e, consequentemente, as pessoas. Essa atitude lança luz direta nas comunidades em que está inserida, de forma a valori­ ­zá-las e incentivá-las a não só receber técnicas de manejo sustentável, como agir como ele­ ­­­mentos multiplicadores. Está lançando sementes que vão gerar os frutos mais nutritivos.  Implantação da Unidade Pescar – CEEE O Projeto Pescar destina-se à formação pessoal, cidadã e profissional de adolescentes em situação de vulnerabilidade social. Desde 2007, o Grupo CEEE participa deste projeto como organização mantenedora, aportando recursos mensais para a Fundação responsável. Como organização franqueada, a Companhia implantou uma unidade em sua sede, dando oportunidade de ingresso no mercado de trabalho a jovens com idades entre 16 e 19 anos, que aprendem uma profissão, utilizando a estrutura da empresa. Eles são oriundos da comunidade Vila Amazônia, na Zona Norte de Porto Alegre.

10


soluções encontradas

 Rede Parceria Social Em 2008, o Grupo CEEE integrou-se à Rede de Parceria Social, programa coordenado pela Secretaria da Justiça e do Desenvolvimento Social do Rio Grande do Sul. A Rede recebe inscrições de projetos sociais, por áreas de atuação. Os escolhidos são beneficiados com R$ 30 mil, destinados à manutenção e execução do projeto. As empresas privadas e estatais que apoiam um ou mais projetos valem-se da Lei da Solidariedade, a qual visa promover ações de inclusão e parceria. Em 2008, o Grupo CEEE destinou R$ 630 mil a 19 projetos, dirigidos a jovens de 12 a 18 anos, através da carteira Por uma Juventude Cidadã, desenvolvida pelo Serviço Social da Indústria (SESI/RS), uma das nove entidades-âncora da primeira edição do Rede de Parceria Social. A empresa apoia projetos sediados em 10 municípios gaúchos, com enfoques em prevenção ao uso de drogas, orientações à qualidade de vida, valores pessoais e sociais, autoestima, noções básicas de higiene e saúde e de ciências humanas (desigualdades e conflitos sociais, trabalho e ética, entre outros), além de atividades artísticas, culturais e recreativas. Em 2009, o Grupo CEEE investiu em torno de R$ 1 milhão em três importantes projetos que utilizam a Lei da Responsabilidade: Rede Parceria Social, Prato Popular – Restaurante de Pelotas – e Projeto EMA – Vila Bom Jesus, Porto Alegre. São projetos articulados com parceiros públicos e da iniciativa privada que evidenciam a conduta adotada pelo Grupo em suas práticas de responsabilidade social.

11


soluções encontradas

 Inclusão social O Grupo CEEE investe na diversidade e trabalha pela inclusão social daqueles que são vistos como diferentes. Abre suas portas para trabalhadores com deficiência física e ajuda os empregados que têm filhos excepcionais, com recursos mensais.  Ações em favor de adolescentes e Pessoas Portadoras de Deficiência Os contratados com idade inferior a 18 anos fazem parte do Programa Aprendiz Senai/RS ou do convênio mantido com a Fundação Brigada Militar. O Aprendiz proporciona a estudantes de 14 a 24 anos a oportunidade de aumentar seus conhecimentos e desenvolver-se no contato com profissionais de empresas estatais e privadas. A Fundação da BM beneficia adolescentes vinculados à instituição e filhos de soldados, na faixa etária dos 16 aos 18 anos. Eles trabalham na área administrativa em turno inverso ao da escola e são supervisionados na função. A Companhia, junto com o Centro de Reabilitação de Porto Alegre, desenvolve um projeto de inclusão de portadores de necessidades especiais. A empresa financiou a montagem de uma sala de informática, dotada de todos os recursos e serviços que contribuem para o desenvolvimento de habilidades funcionais de 78 crianças com paralisia cerebral. O Centro atende a 171 pes­­soas, das quais 98 são alunos de séries do ensino fundamental e 71 utilizam os serviços clínicos da entidade, como fisioterapia.

12


soluções encontradas

 Bolsas de estudos, oportunidade de aprender Nas áreas científica e de educação, a empresa investe também na formação de jovens de baixa renda, por meio do Programa Aprendiz Senai/RS. O Aprendiz, através de bolsas de estudo, busca oportunizar a qualificação dos jovens por meio do contato com profissionais de empresas estatais e privadas. A remuneração desse jovem corresponde a uma bolsa-auxílio, relativa ao número de horas/aula trabalhadas mensalmente. Em 2007, cerca de 90 jovens receberam bolsas, sendo que, em 2008, este número cresceu para 207 beneficiados.  Acesso universal à energia Há 65 anos, a empresa estatal de energia elétrica trabalha para que todos os gaúchos tenham acesso à energia elétrica, vivam eles no campo ou nas cidades. Foi uma das primeiras empresas a criar um programa de eletrificação rural, em parceria com os governos estadual e federal. Energia elétrica é sinônimo de conforto e de crescimento econômico aos quais todos têm direito. Dentro desta linha de pensamento, a Companhia aderiu imediatamente aos programas de inclusão, lançados pelo governo federal, como Luz no Campo e Luz para Todos. O total investido em 2008 chegou a R$ 43,5 milhões, contra os R$ 42,4 milhões aplicados no ano anterior.

13


soluções encontradas

 Internet que salva Outro projeto de promoção e inclusão social está localizado na Vila Restinga, Zona Sul de Porto Alegre. Ali, a empresa implantou um projeto-piloto de uso da Internet pela rede elétrica, desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Sul (Ufrgs), Procempa e Centro de Excelência em Tecnologias Avançadas do Senai. O Power Line Communication é um sistema que permite associar em um mesmo cabo a energia elétrica e o sinal DSL, possibilitando que a conexão à rede mundial de computadores ocorra por meio das tomadas, existentes em mais de 97% das residências gaúchas. O Telemedicina, como o projeto foi batizado, permite que os profissionais da saúde da Vila, localizada a 30 quilômetros do centro da Capital, enviem as imagens dos exames de ultrassonografia feitos em gestantes aos especialistas do Hospital Presidente Vargas, no bairro Independência. O médico especialista acompanha o exame praticamente em tempo real e pode intervir durante a sua realização. A imagem que sai do posto de saúde mostra a evolução do exame, a própria paciente, além do som do diálogo entre os dois profissionais médicos. Atualmente, são feitos exames nas tardes de quartas e sextas-feiras. O tempo de espera para a realização do exame antes do projeto Telemedicina, de acordo com as informações do posto de saúde, era superior a seis meses. Atualmente, as gestantes realizam o exame com uma espera que não ultrapassa quinze dias.  Ações junto a Creche Comunitária A Creche Comunitária Tia Inês Maria está localizada na Vila Amazônia, na Zona Norte de Porto Alegre, no Eixo Baltazar. Essa Vila é resultado de uma ocupação irregular de área pública ocorrida em 1998, cujos proprietários também obtiveram reintegração de posse na Justiça. A Creche surgiu da mobilização de um pequeno grupo de pessoas da comunidade, que conseguiu a doação do terreno e iniciou a construção da mesma. Frente a dificuldades, a obra estava parada desde janeiro/2008, sem condições financeiras para prosseguir. É nesse contexto que entra o Grupo CEEE, investindo mais de R$ 200 mil na construção da re­­­de de distribuição interna na Vila. Após fazer o cadastramento e ligação dos clientes a fim

14


soluções encontradas

de regularizar as ligações clandestinas, instalou os postes de energia no local. A empresa realiza projeto paisagístico da Creche, visando harmonizar os ambientes interno e externo, com o plantio de espécies florestais e frutíferas, além da criação de uma horta suspensa, entre outras iniciativas. Além da função paisagística, foram criados benefícios tais como: proteção contra ventos; diminuição da poluição sonora, absorção de parte dos raios solares e da poluição atmosférica, sombreamento e ambientação a pássaros. Para despertar a conscientização ambiental nas crianças da comunidade, será estimulado o plantio por estas, que estão acompanhando todas as etapas do processo. A horta suspensa faz uso de garrafas PET como recipientes para o plantio de mudas. É assim chamada porque os vasos ficam dependurados pelas paredes, pelos tetos e em árvo­ ­res. Os produtos gerados são consumidos e aproveitados no enriquecimento da merenda escolar. Além da Oficina de horta suspensa, as crianças da comunidade passarão por atividades de sensibilização sobre a destinação de resíduos domiciliares.

15


soluções encontradas

A creche atende a 38 crianças carentes da comunidade da Vila Amazônia, em Porto Alegre, e tem como objetivo o acolhimento destas, contribuindo para sua proteção e desenvolvimento.

 Energia solar e recolhimento de água da chuva Utilizando um modelo de racionalização para aquecimento de água com energia solar, foram desenvolvidos aquecedores solares com recicláveis, utilizando garrafas PET incolor, caixas de longa vida e canos de PVC. Também foi estruturada uma cisterna para armazenamento de água da chuva para uso não-potável, como forma de utilização da água nos banheiros e na limpeza das dependências do centro comunitário.  Rodas que conquistam o mundo O esporte paraolímpico sensibiliza e emociona a todos porque trata da superação de limites em meio a dificuldades. Em 2009, o Grupo CEEE estruturou iniciativas para apoiar o esporte paraolímpico, buscando difundir as modalidades de atletismo de pista e campo, dentro e fora do Brasil. O público-alvo são as pessoas com deficiência, vítimas de lesão medular, poliomelite, amputados e outros. Entre os objetivos do projeto, estão a localização e o encaminhamento de crianças e adolescentes com deficiência para a prática dessas modalidades, conquistar medalhas para o RS e Brasil e estimular a inclusão social, que é a finalidade maior desse incentivo. Com esse projeto, o Grupo CEEE espera manter uma porta aberta para as pessoas com deficiência, em que elas possam encontrar a esperança de um futuro melhor, praticando esporte de alto rendimento ou o paradesporto como lazer e aumentando sua autoestima.

16


soluções encontradas

P R O G R A M A S A M B I E N TA I S Respeito à natureza dá bons frutos Há três anos, 300 pessoas são beneficiadas pelo Projeto Semear. De forma autônoma e responsável, famílias de agricultores transformam áreas de terra antes ociosas em produtivas, gerando seu sustento. As faixas de domínio, existentes sob as linhas de transmissão de energia elétrica, são liberadas pela empresa para o plantio de árvores frutíferas, verduras e legumes. Em sua totalidade, o projeto tem aproximadamente 147 hectares, abrange 22 quilômetros de linhas de transmissão, dos 6.026 existentes. São cultivados aipim, feijão, milho, abóbora e batata, além de uva, maracujá e plantas medicinais. A preparação da área de plantio é feita pela CEEEGT em parceria com a prefeitura de Cachoeirinha, que coloca à disposição dos pequenos agricultores o uso do maquinário agrícola. A empresa cerca a área, faz a sinalização com placas explicativas e de advertência e proporciona condições de irrigação. Além da geração de renda para a comunidade, o projeto evita o risco da população viver sob as linhas de transmissão. Os resultados obtidos são tão positivos, que a Companhia pretente transformar essa iniciativa em tecnologia social para replicá-la em outros municípios.

17


soluções encontradas

Participação crescente Projeto Semear

2007-2008

2008-2009

42

300

Número de agricultores Investimento da CEEE Safra

R$ 7.223,30 46 toneladas

114 toneladas

“Neste espaço, plantamos, colhemos e compartilhamos. Todos estão tendo lucro. Já estamos na terceira safra de feijão e, no final de março, iniciamos a colheita de 35 mil quilos de aipim. Nós temos o privilégio de usufruir de uma área para plantar alimentos sadios e sem agrotóxicos.” Jandir Santos da Silva, o mais antigo pequeno agricultor em solo sob as linhas de transmissão da CEEE-GT, em Cachoeirinha  Energia solar com tecnologia nacional O Grupo CEEE participa do projeto de tecnologia de módulos fotovoltaicos para a produção de energia solar, que foi totalmente desenvolvido em Porto Alegre, no Núcleo Tecnológico de Energia Solar (NT-Solar), da Faculdade de Física da PUCRS. Em 2002, foi iniciado o desenvolvimento de uma planta-piloto de produção de módulos fotovoltaicos, ou seja, placas que absorvem radiação solar e a convertem em eletricidade. Em 2003, a partir de recursos do Ministério da Ciência e Tecnologia, foram firmados convênios com o Grupo CEEE, Eletrosul e Petrobras. A propriedade relativa às metodologias e inovações técnicas, passíveis de patenteamento ou não, direitos de venda ou de comercialização dos produtos, processos, sistemas ou serviços obtidos em virtude da execução do projeto, ficou assim distribuída: CEEE 14,4%, Eletrosul 16,8%, Petrobras 16,8%. Foram investidos cerca de R$ 6 milhões no desenvolvimento desta tecnologia totalmente nacional.

18


soluções encontradas

 Teatro sensibiliza para redução do consumo O Programa Luzes da Cidade, coordenado pelo Departamento de Eficiência Energética, é uma atividade educativa e cultural do Grupo CEEE, criada em 2004 e destinada a estimular o uso racional de energia elétrica, efi­­ciência energética, segurança e educação ambiental. O público é atingido por meio de seminários e de um espe­ ­­tá­­culo teatral itinerante. Desde 2006, o espetáculo foi batizado de Cheganças. Em 2008, realizou 150 apresentações gratuitas, em 50 cidades da área de concessão da empresa, atingindo um público de 70 mil pessoas. Seminários dirigidos aos professores motivaram os docentes a adotar em aula um projeto que ensina a usar a energia de forma racional, de acordo com as necessidades de cada comunidade. Os eventos foram divididos em workshops de sensibilização e conscientização, nos quais foram abordados conceitos como consumo sustentável, energias alternativas, matrizes energéticas, projetos educativos ambientais, entre outros temas.  Programa Recicle Adotado em 2002, o Programa Recicle CEEE incentiva a separação do lixo seco e orgânico e o tratamento adequado de resíduos considerados perigosos, como pilhas e baterias de celulares, em todas as unidades da empresa. As lâmpadas são descontaminadas ou substituídas. Convênio assinado com o Centro de Educação Ambiental da Vila Pinto (CEA), em Porto Alegre, permite a retirada de lixo seco e sucata de papel. Os 60 recicladores, sócios do Centro, separam e reutilizam, mensalmente, 70 toneladas de resíduos sólidos, que rendem a cada um deles R$ 415,00 mensais. O Centro oferece, também, creche e oficinas de arte e preparação profissional, como a de costura.

19


soluções encontradas

“O lixo que a Companhia fornece gera renda, cidadania e, principalmente, dignidade aos moradores da Vila Pinto.” Marli Medeiros, presidente do Centro de Educação Ambiental, da Vila Pinto, Porto Alegre  Programa de Eficiência Energética O Programa de Eficiência Energética atende ao determinado na Lei Federal nº 9.991, de 24 de julho de 2000, a qual estabelece que as concessionárias de energia elétrica devem aplicar 0,5% de sua receita operacional líquida no combate ao desperdício de energia elétrica. Em 2008, a empresa realizou 11 projetos de eficiência energética e dois de atendimento às comunidades de baixa renda – doação de lâmpadas e o projeto Cheganças, beneficiando 62 municípios.

20


soluções encontradas

Em Porto Alegre, por exemplo, as instituições beneficiados pelo Programa foram o Hospital de Clínicas, o Instituto de Cardiologia e o Pronto Socorro, gerando economia de 4.086 MWh/ano e uma redução de demanda de 1.229 kW, energia suficiente para atender a um município com população de 12.700 pessoas, como Pinheiro Machado, na Região Sul do Estado. O investimento no Programa, em 2008, foi de R$ 8,43 milhões. No ano de 2009, estão previstos dois ciclos de eficiência energética: 2008 e 2009. Os recursos do ciclo 2008, R$ 13,12 milhões, serão aplicados em 17 projetos. Os referentes ao ciclo de 2009 totalizam R$ 13,99 milhões. Prevê-se aplicar mais da metade destes valores em programas voltados para o atendimento aos clientes enquadrados como de baixa renda. Entre as principais ações do Programa, destacam-se a troca de reatores e lâmpadas em escolas, hospitais, órgãos públicos e entidades filantrópicas, além dos programas Casa Iluminada e Reluz.  Práticas de proteção ao Meio Ambiente A postura ética da empresa tem lhe garantido o reconhecimento de organismos ambientais nacionais e internacionais. Em 2008, apenas as atividades em educação atingiram um público externo de aproximadamente 3 mil pessoas. O investimento em meio ambiente foi 30,13% superior ao realizado em 2007, saltando de R$ 9.381.000 para R$ 12.208.000. Desde 2007, o Grupo CEEE tem definida a sua Política de Meio Ambiente, a qual vem norteando suas ações, inclusive com a implementação de um Sistema de Gestão Ambiental em todas as suas unidades de geração e estruturas associadas, tendo, em 2008, obtido a Certificação ISO 14.001 para a Usina Hidrelétrica de Canastra e a sede da Divisão do Sistema Salto, ambas no município de Canela. Quanto às usinas em operação ou em processo de construção, há o cuidado de adotar medidas que neutralizem ou reduzam ao máximo os impactos ambientais decorrentes da geração de energia. O trabalho, realizado da fase do inventário até a entrada em operação das usinas, subestações e linhas de transmissão, garante a preservação dos ecossistemas terrestre e aquático.

21


soluções encontradas

 Menos poluição com os Hortos Desde que nasceu como CEEE, há 66 anos, a Companhia atua no setor elétrico buscando estabelecer o equilíbrio entre a geração, transmissão e distribuição de energia e a preservação do ambiente natural. Para tanto, trabalha em três frentes: 1 na substituição da energia poluente pela limpa, por meio da substituição de equipamentos e materiais e da conscientização de seus empregados sobre a necessidade de evitar o uso de produtos que agridem a natureza; 2 no investimento do uso racional da energia elétrica. Desenvolve ações voltadas ao consumidor, orientando a consumir menos energia e ensinando-o como fazer isso, sem afetar a sua qualidade de vida; 3 no plantio em larga escala de madeira reflorestada, utilizada na produção de postes que sustentam a rede de eletrificação instalada pela CEEE-D.

O Programa de Reflorestamento e Produção de Postes de Madeira é responsável pelo plantio de eucaliptos e espécies nativas em 14 hortos de proteção ambiental. As árvores contribuem para o abrandamento da poluição e para o fim de áreas desertificadas no Estado. O plantio de florestas destinado à produção de postes é feito há quase 50 anos, sendo a empresa gaúcha a única no Brasil a ser responsável pelo ciclo completo de construção de redes de transmissão de energia, modelo utilizado pelos países europeus, pelos Estados Unidos e pelo Japão. As redes de distribuição e de transmissão usam postes de madeira preservada, oriunda dos hortos ambientais, mantidos pela empresa. As árvores plantadas pela Companhia necessitam de 12 anos para chegar ao tamanho ideal de um poste. Neste período, cada uma chega a sequestrar 605 quilos de CO2 da atmosfera. Nos hortos são produzidas, anualmente, 300 mil mudas de 60 diferentes espécies de árvores nativas.

22


soluções encontradas

Os investimentos feitos em programas ambientais, redução de resíduos e educação ambiental, reflorestamento, poda e eficientização energética, em 2008, superaram os realizados no ano anterior em cerca de 18%.

Ações permanentes em nome da natureza  Reservatórios recebem peixes O Programa de Piscicultura é um dos mais antigos programas ambientais da empresa, que possui uma estação no município de Tio Hugo, onde são criados alevinos e várias espécies de peixes: piava, traíra, grumatã, cascudo e peixe-rei, entre outros. Os peixes são utilizados no repovoamento das barragens. A produção de peixes e o repovoamento dos reservatórios integram o Programa de Educação Ambiental, do qual participam alunos das escolas localizadas no entorno dos reservatórios, associações de pescadores, ONGs, batalhão ambiental, prefeituras e secretarias do Meio Ambiente. Em 2008, houve a participação voluntária de 345 alunos de sete escolas municipais.  Podas de árvores Equipes especializadas podam as árvores que interferem nas redes de energia do Grupo CEEE. O cuidado é duplo neste trabalho: evitar acidentes, como choques, e evitar danos às árvores. Em 2008, foram realizadas 895 mil podas em todo o Estado. O investi­ ­­mento feito nesta área praticamente quadruplicou em um ano, passando de R$ 360,8 mil para R$ 1,37 milhão.  Plano para o uso e ocupação do solo A área de Geração do Grupo CEEE mapeou todas as suas propriedades para a execução de um plano que defina o uso e a ocupação do solo com respeito permanente à preservação da área e de seu entorno. O estudo detectou a existência de construções irregulares em áreas de propriedade da empresa, de lavouras no entorno das áreas, criação de gado, construção de benfeitorias, como trapiches e rampa e a destruição de vegetação nativa. Em reunião com o Ministério Público, foi anunciado o estabelecimento de rotinas de vistorias, para evitar a ocorrência destes problemas.

23


soluções encontradas

Educação ambiental  Aprendendo a respeitar a natureza Várias ações são realizadas em Porto Alegre e no interior do Estado, no intuito de ensinar os trabalhadores, empregados do Grupo CEEE e a comunidade gaúcha a respeitar a natureza, bem como orientar sobre atitudes coletivas e individuais que efetivamente preservam o meio ambiente. Os investimentos em educação ambiental, no ano de 2008, foram 11 vezes superiores aos de 2007, passando de R$ 2.000,00 para R$ 30.107,91. Entre as atividades das quais a empresa participou em 2008, estiveram: Semana dedicada ao Meio Ambiente | O Grupo CEEE promove uma Semana do Meio Ambiente, com a realização de palestras na sede da empresa e em escolas, distribuição de mudas de árvores nativas, oriundas de seus hortos, colocação de peixes nos reservatórios, realização de oficinas de Eco Arte. JardinAção aproxima a comunidade | O Projeto JardinAção foi criado para aproximar os gaúchos dos mais diversos segmentos da sociedade organizada, proporcionando-lhes a oportunidade de obter novos conhecimentos e enriquecerem-se intelectualmente. Para isso, são realizadas no Jardim Botânico, em Porto Alegre, atividades educativas, culturais, ambientais e sociais. Todos podem aprender brincando ao participar das oficinas, trilhas e mostras interativas. Podem, também, fazer uma visita guiada às coleções científicas do Jardim Botânico. Oficinas de Eco Arte | Com a realização das Oficinas de Eco Arte, o Grupo CEEE colabora para a reaproximação de adultos, jovens e crianças da natureza, fazendo-os refletir sobre como desfrutar dos rios, da terra e das matas, sem explorá-los até a exaustão. Nas oficinas são usados materiais de origem vegetal: sementes, folhas e cascas, extraídas dos hortos florestais próprios. São ministradas palestras pelos empregados do Grupo CEEE, nas quais são feitos alertas para os cuidados com o meio ambiente. Em 2008, aconteceram sete oficinas, com a participação de cerca de duas mil pessoas.

24


soluções encontradas

A Ç Õ E S PA R A O P Ú B L I C O I N T E R N O Empresas com conduta ética e socialmente responsáveis, como o Grupo CEEE, reconhecem que a formação e a manutenção de uma boa imagem na sociedade e entre seus clientes e fornecedores devem-se, prioritariamente, à existência de um quadro fun­­­cional qualificado, responsável e saudável. O bem-estar da equipe reflete-se na imagem de qualquer empresa. Ciente disso, a organização considera como sua maior rique­ ­za os seus 4.147 funcionários. Em 2008, a empresa investiu R$ 163,25 milhões em saúde, segurança, capacitação, inclusão do público interno, benefícios, participação nos lucros e no pagamento dos encargos sociais obrigatórios.

25


soluções encontradas

P R O G R A M A D E V O L U N TA R I A D O C O R P O R AT I V O Ilumine Vidas – Fazer o bem faz bem O voluntariado é uma das principais marcas de gestão da empresa, que incentiva seus empregados a ser solidários e a dedicar espontaneamente e sem remuneração horas de seu dia à melhoria da qualidade de vida dos gaúchos. Aqueles que desejam ser voluntários participam de projetos de responsabilidade socioambiental, aproveitando até 4 horas/ mês de seu horário de expediente, sem qualquer prejuízo na remuneração. Com o apoio da ONG Parceiros Voluntários, criada em 1997, a empresa implantou o Programa de Voluntariado Corporativo. O Programa Ilumine Vidas conta com 120 voluntários cadastrados desenvolvendo ações arrecadatórias, ações socioeducativas, ações ambientais e também para o desenvolvimento de gestão de instituições apoiadas em projetos sociais.

26


soluções encontradas

P O L Í T I C A D E PAT R O C Í N I O S No início de 2009, de forma inovadora no Estado, o Grupo CEEE institucionalizou sua Política de Patrocínios Culturais, a qual está sob a responsabilidade da Coordenadoria de Sustentabilidade. A Política tem por objetivo democratizar o acesso a seus recursos de patrocínio, fortalecendo sua imagem perante a sociedade e seus públicos de interesse, apoiando ações que promovam o desenvolvimento humano, a cidadania, a inclusão social, as inovações, as produções e as divulgações tecnológicas ambientalmente sustentáveis, os projetos desportivos e os paradesportivos, e, ainda, o setor cultural, nas suas diferentes manifestações. Neste período, os resultados efetivos da política de patrocínios já podem ser computados pelos 153 projetos aprovados para patrocínio, da Capital e de várias cidades do Estado, o que representa um investimento por parte da empresa de R$ 7.871.556,34. Até o final do ano, o total de investimentos previstos é de R$ 8,8 milhões. O novo plano de patrocínios, com os seus critérios técnicos e não mais subjetivos, como era usual antes da implementação, permite mais transparência nos processos, um maior controle das finanças públicas e também incrementa a organização de fluxo de informações e documentos.

27


resultados obtidos


resultados obtidos

Com os gaúchos em todos os momentos Aos colaboradores, o Grupo oferece programas destinados ao seu bem-estar tanto na atividade quanto na inatividade. Os fornecedores e parceiros são incentivados a adotar políticas de respeito ao ambiente, contra a ocupação de mão de obra infantil e a favor da qualidade de seus produtos e serviços. Os números comprovam. Em 2007, o investimento em saúde, educação, capacitação profissional, além de encargos sociais e benefícios, foi de R$ 143.784. Para 2008, verificou-se um crescimento de 13,53%, totalizando R$ 163.244. Indicadores Sociais Internos (valor em R$ mil) 2008

2007

163.244

143.784

Às comunidades às quais está ligada, o Grupo CEEE oferece programas de cultura, educação, preservação ambiental e inclusão social. Também fomenta, com patrocínio, a realização de feiras, festas e encontros regionais. O objetivo é criar um impacto positivo na vida dos cidadãos, especialmente daqueles de baixa renda. Em ações voltadas para os públicos externos com os quais se relaciona, a empresa investiu, em 2007, o total de R$ 660.912. Já em 2008, este número cresceu para R$ 732.367, representando uma elevação de 10,81%. Indicadores Sociais Externos (valor em R$ mil) 2008

2007

732.367

660.912

Por sua natureza, o Grupo CEEE investe fortemente na preservação socioambiental. A cada ano, são crescentes os recursos para aumentar a eficácia na utilização de recur-

28


resultados obtidos

sos naturais, envolvendo as áreas de educação, gestão de resíduos, programas ambientais, entre outras. Exemplo disso foi verificado em 2008, quando este investimento cresceu 30,13% em relação ao período anterior. Indicadores Ambientais (valor em R$ mil) 2008

2007

12.208

9.381

O resultado foi compensador, pois várias certificações foram conquistadas, entre elas o Prêmio de Responsabilidade Social, conferido pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio Grande do Sul, na categoria governamental. Com o Balanço Social de 2007 e a apresentação de cases de projetos de interação social, a empresa atingiu a pontuação exigida nos indicadores da edição 2008 desse mesmo prêmio, obtendo medalha e certificado. A Revista Amanhã, que elabora o ranking das 100 maiores empresas do Rio Grande do Sul, destacou o Grupo CEEE em 14º lugar entre os grandes empreendimentos que atuam no Estado. Do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia – CREA/RS recebeu o Certificado de Distinção, porque permitiu que dois de seus funcionários participassem como conselheiros titulares das Câmaras Especializadas de Engenharia Elétrica e Industrial, confirmando sua gestão voltada para a responsabilidade social e o desejo de colaborar com a sociedade.

29


conclus達o


conclusão

Energia e vigor em nome da responsabilidade socioambiental O Grupo CEEE se projeta como um paradigma de organização pública focada na perpetuidade de seu negócio e na sustentabilidade socioambiental de suas atividades. Há mais de seis décadas, quando a CEEE foi criada, não existiam os desafios da sustentabilidade hoje reconhecidos e preconizados no mundo inteiro. As diversas administrações que estiveram à frente da Companhia nesses anos, empenhadas em contribuir para o desenvolvimento do Estado e da sociedade, preocuparamse em avançar, crescer e se firmar no mercado, dedicando atenção integral em executar suas atividades com responsabilidade social e observando as questões ambientais. Mais do que ampliar o fornecimento de energia contínua e de qualidade às áreas urbanas e rurais do Rio Grande do Sul – o que efetivamente tem ocorrido –, o Grupo CEEE tem promovido programas que buscam a contenção do desperdício de energia e oferecem soluções para as questões que se apresentam no contexto de um desenvolvimento responsável e sustentável. A organização tem se destacado no panorama nacional e latino-americano pelo elevado índice de satisfação manifestado por seus clientes e consumidores, o que se traduz pelas premiações conquistadas. O Grupo CEEE está convicto que esse modelo de gestão, focado na preservação dos recursos naturais, ao receber maior visibilidade da sociedade, contribuirá para a evolução e disseminação das boas práticas de responsabilidade socioambiental. Os resultados positivos e diversificados em nome da sustentabilidade servem para que a organização se sinta satisfeita por fazer a sua parte em nome de um planeta mais saudável. E mais do que isso, energiza os mais de 4 mil funcionários a desenvolver novas ações que garantirão um futuro pleno e digno para as novas gerações. Essa é a única luz que não é incentivada a ser poupada. Ela tende a brilhar cada vez mais.

30


expediente

DIRETORIA Presidente

Sérgio Camps de Morais Diretores

Caio Tibério Dornelles da Rocha José Francisco Pereira Braga Rogério Sele da Silva Sérgio Souza Dias Sérgio Tadeu Ladniuk Silvio Marques Dias Neto

Assessora de Comunicação Social

Margareth Josane Massing Coordenadora de Sustentabilidade

Iara Teresinha Coelho Tonidandel

PROJETOS EDITORIAL E GRÁFICO, REDAÇÃO, REVISÃO E COORDENAÇÃO GERAL

Coletiva Comunicação e Marketing Ltda. fotografia

Beto Rodrigues, Fernando Vieira e L.A. Ferreira REALIZAÇÃO

Novacentro

Av. Joaquim Porto Villanova, 201 | 7º andar Bairro Jardim Carvalho | 91410-400 | Porto Alegre - RS Telefone: 51. 3382.4500



Case CEEE