Page 1

DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE PIRITUBA

PROJETO ESPECIAL DE AÇÃO - 2011

CADASTRO DA CE N°

16.71.143-4

UNIDADE EDUCACIONAL: E.M.E.I. Professora Eunice dos Santos


DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE PIRITUBA UNIDADE EDUCACIONAL: EMEI PROFª EUNICE DOS SANTOS PROJETO ESPECIAL DE AÇÃO – P.E.A. – ANO 2011

NOME DO PROJETO: “Aprendizagens e Registros- Marcas da construção do currículo da pedagogia da infância ” GRUPO

INÍCIO

TÉRMINO

Nº HORAS

I e III

01/03/2011

30/11/2011

176 horas

II

01/03/2011

30/11/2011

176 horas


“Por meio do registro travamos um diálogo com nossa prática, entremeando perguntas, percebendo idas e vindas, buscando respostas que vão sendo elaboradas no encadeamento da escrita, na medida em que o vivido vai se tornando explícito, traduzido e, portanto passível de reflexão.” “Através do exercício da criação pessoal dos registros diários e da socialização dos relatórios, numa determinada instituição educativa, podemos vislumbrar as histórias de cada um e de todos.”

Ostetto (2008)


PROJETO ESPECIAL DE AÇÃO – P.E.A. – 2011 UNIDADE ESCOLAR:EMEI PROFª EUNICE DOS SANTOS DIRETORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO DE PIRITUBA NOME DO PROJETO:“Aprendizagens e Registros- Marcas da construção do currículo da pedagogia da infância ”

JUSTIFICATIVA

O tema dá continuidade aos estudos do ano anterior e amplia novos olhares sob o que já é realizado na E.M.E.I. Estudar sobre a aprendizagem e seus registros, faz percebermos diferentes possibilidades sobre aquilo que conhecemos e fazemos. É uma forma de articular a própria prática, em que o agir permanente e a sua sistematização possibilitam a interlocução sobre o que se registra e o que é realizado. Registrar é contar a história da criança, muitas vezes junto com ela, dando o direito, inclusive político, de ter essa documentação impressa em diferentes linguagens e através da linguagem pictórica produzida pela própria criança.


OBJETIVOS Compreender registro como construção em processo, que se organiza e se reorganiza na dialogicidade com os diferentes segmentos que compõem a comunidade educativa e com aprofundamento de estudos teóricos sobre aprendizagem; Apropriar-se do conceito de infância numa perspectiva sócio-cultural entendendo que a educação não constitui apenas um processo de transmissão cultural, mas de produção de sentidos e de criação de significados; Desenvolver a atitude critica diante da prática educativa, repensando-a continuamente (reflexão-ação-reflexão); Entender o registro como direito da criança de ter sua história impressa, inclusive como direito político; Compreender o espaço como “parceiro pedagógico” , a organização e reorganização dos espaços/ambientes de aprendizagem como parte integrante da prática pedagógica e como um dos elementos fundamentais na construção da pedagogia da educação infantil; Que os educadores se apropriem da visão da infância numa perspectiva sócio-cultural-política refletida na prática pedagógica; Á partir das discussões coletivas, promover o envolvimento de todos os segmentos da escola e da comunidade; Sensibilizar os educadores para importância do registro enquanto instrumento de reflexão para transformação da prática. E, entender o registro como direito da criança em reler sua própria história e recontá-la através de registros pictóricos.


RESULTADOS ESPERADOS / METAS Ampliar conhecimentos sobre a aprendizagem das crianças através de estudos teóricos; Ampliar os conhecimentos de diferentes formas de registros( impressos,midiáticos,pictóricos...); Reflexão do fazer pedagógico, priorizando o protagonismo e a autonomia das crianças, vendo-as como sujeito de direitos; Entender o registro como marcas de uma história a ser contada e relida pelos seus protagonistas; Priorizar os registros como documento pedagógico e de avaliação das práticas, contendo as “vozes” das crianças, depoimentos, entrevistas, escritas espontâneas, registros pictóricos, dentre outras; Apropriação dos espaços da escola, entendendo-os como aliados pedagógicos dos fazeres e intencionalidades promovidos pelos educadores, como palco das histórias a serem contadas.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS


LEGISLAÇÃO: Indicadores da qualidade na educação infantil-SME Parâmetros Nacionais de Qualidade para as Instituições de Educação Infantil Regimento da Escola Orientações Curriculares e proposição de expectativas de aprendizagens para Educação Infantil Tempos e espaços para infância e suas linguagens no CEIs, Creches e EMEIs da Cidades de São Paulo Manual de brincadeiras São Paulo é uma escola – Portaria Nº 6.617/05 A Rede em Rede – a Formação continuada na Educação Infantil SME/DOT/CE Shores, Elizabeth e Grace,Cathy- manual de portfólio- Um guia passo a passo para o professor- Artmed Becker,F.-Vygotsky versus Piaget ou sociointeracionismo e educação- Formação de educadores. Desafios e perspectivasEd. UNESP Wallon Henri- A evolução psicológica da criança- Martisn Fontes -2010 Cox, Maureen- Desenho da criança- martisn Fontes 2010 Tonucci, Francesco- com olhos de criança,40 anos- Artmed Revista Avisalá- A gramática singular das linguagens infantis- pg24. Maio de 2009 Revista Avisalá- Praticas promotoras da igualdade social- pg 9. Fevereiro de 2009 Outros materiais trazidos ou sugeridos pelo grupo.


CRONOGRAMA Carga Horário Semanal:

5 horas/aula

GRUPO (I) (III)

Dias da Semana: Grupo I: 2º feira: (1h/a) : das 11:50 as 12:35 3º feira: (2h/a): das 11:05 as 12:35 4ª feira: (2h/a): das 11:05 as 12:35

Total anual horas/aula HORAS/AULA: 176 Hora/aula

Grupo III: 2º feira: (1h/a) : das 14:10 as 14:55 3º feira: (2h/a): das 13:25 as 14:55 4ª feira: (2h/a): das 13:25 as 14:55

MÊS Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

01 04 02 01 04 01 05 03 01

02 05 03 06 05 02 06 04 07

14 06 04 07 06 03 12 05 08

15 11 09 08 25 08 13 10 09

16 12 10 13 26 09 14 11 14

Descrição do Dia da Semana 21 22 23 28 29 13 18 19 20 25 11 16 17 18 23 14 15 20 21 22 27 10 15 16 17 22 19 20 21 26 27 17 18 19 24 25 16 21 22 23 28

30 26 24 27 23 28 26 29

27 25 28

30 29

31

24

29

30

31 30

31

Total 19 20 23 22 10 25 18 19 20


CRONOGRAMA Carga Horário Semanal:

Dias da Semana: Total anual horas/aula 3º feira: ( 3h/a ) 4ª feira (2h/a)

5 horas/aula

HORAS/AULA: G II-

Descrição do Dia da Semana 01 05 03 01 05 02 06 04 01

02 06 04 07 06 03 13 05 08

176 horas/aula

das 08:40 as 10:55

MÊS Março Abril Maio Junho Julho Agosto Setembro Outubro Novembro Dezembro

GRUPO ( II )

15 12 10 08 26 09 14 11 09

16 13 11 14 27 10 20 18 16

Total h/a

22 19 17 15

23 20 18 21

29 26 24 22

30 27 25 28

31 29

16 21 19 22

17 27 25 23

23 28 26 29

24

30

30

31

20 20 23 22 10 25 18 18 20


DOCENTES

GRUPO

R.F.

JORNADA

Regina Coeli Munhoz Mesquita

I

514.543.1.02

JEIF

Neusa Maria Rodrigues Danza

I

566.231.1.01

JEIF

Sandra Lia Muro Romio Maria Cristina O. Silva Jozala Alessandra Matias Brito de Lima

I I I

606.149.4.00 569.150.8.00 727.693.1.00

J40 JEIF JEIF

Andrea dos Santos Bagestero Solange Machado de Almeida Janaina Cardoso R. Trindade

II II II

750.818.200 630.793.1.01 712.076.1.02

J40 JEIF JEIF

Mariana de Oliveira de Almeida Adriana Ribeiro de S. Ananias Sirlei dos Santos Souza Rufato Mariana Bratti Costa

II II II II

770.732.1.00 727.422.0.00 750.709.7.00 779.086.4.00

JEIF JEIF JEIF JEIF

Maderlei Ap. Bronze Macioni Cleusa Maria Serra Rosangela Isabel Zonzini

III III III

560.721.3.01 553.760.6.01 553.141.1.03

JEIF JEIF JEIF

Alice de Souza Karina da Silva Cavalcante

III III

7176953 6944523

JEIF JEIF

ASSINATURA


PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS * IDENTIFICAÇÃO DOS ASPECTOS RELEVANTES (LEVANTAMENTO E ANÁLISE DE DADOS) - Refletir sobre as práticas educativas que norteiam o trabalho do educador; - Formação dos educadores, promovendo aprimorar os conhecimentos e os registros na educação infantil;

* SISTEMATIZAÇÃO - Leitura, análise e síntese da bibliografia elencada ano projeto especial de ação; -Discussões, trocas de experiências, levantamentos de hipóteses e de práticas, materiais e idéias; -Registros em caderno próprio; -Vídeos pertinentes aos temas tratados; -Visitas às unidades de Educação Infantil, museus, parques e outros espaços de formação; -Programa “Rede em Rede”;


*ALTERNATIVAS

DE SOLUÇÃO

Sensibilização através de atividades práticas / vivências; Laboratório de informática educativa; Palestras; Textos; Vídeos.


AVALIAÇÃO

PERIODICIDADE A avaliação dar-se-á no decorrer do processo, garantindo-se uma avaliação formal com registro bimestral. INDICADORES E INSTRUMENTOS PARA ACOMPANHAMENTO DO PROCESSO *Filmes produzidos pela escola para socialização e reflexão das práticas *Registros fotográficos das diversas ações *Elaboração de portfólios *Observação e socialização das práticas desenvolvidas *Relatórios *Depoimentos dos educadores e crianças INDICADORES E INSTRUMENTOS DE REGISTRO PARA AFERIÇÃO DE RESULTADOS *Ficha para avaliação da participação individual e coletiva *Síntese das discussões em livro próprio *Portfólios *Análise dos filmes produzidos pela U.E. contendo registros das práticas cotidianas *Rádio da U.E.- Jacaré/ Eunice *TV Cedro Rosa


DESCRIÇÃO DAS FASES / ETAPAS

1º Momento Estudos teóricos das temáticas propostas. Trocas de experiências 2º Momento Tematização das práticas 3º Momento Reformulação das práticas


PARECER DA EQUIPE TÉCNICA DA UNIDADE EDUCACIONAL Aprimorar os registros e entender como ocorre a aprendizagem tem sido o principal foco do Projeto desta Unidade Educacional há alguns anos, por isso investimentos na formação dos educadores desta U.E. têm sido necessários na construção de registros que narrem a historia dessa criança que vemos como sujeito de direitos, produtora de cultura e detentora de direitos políticos, como seus registros. E, para isso, entendemos que compreender como a criança adquiri conhecimentos é fundamental. Acreditamos que os documentos da SME, tais como o Programa “A rede em rede” e as Orientações Curriculares para a Educação Infantil, dentre outros referenciais teóricos, possam contribuir para a transformação das práticas pedagógicas com vistas ao desenvolvimento pleno da imaginação, ludicidade e expressão da criança através das diferentes linguagens e diferentes registros , razão pela qual somos favoráveis à continuidade desse Projeto. Apresentado e discutido em Conselho de Escola em Data _________________________________________ Carimbo e assinatura do Coordenador Pedagógico

_________________________________ Carimbo e assinatura do Diretor de Escola

PARECER DA SUPERVISÃO ESCOLAR Data:____/____/____

_________________________________ Assinatura e carimbo do Supervisor

AUTORIZAÇÃO DA SUPERVISÃO ESCOLAR DATA: ____/____/_____

HOMOLOGAÇÃO: ____/____/_____

_____________________________________ Assinatura e carimbo do Supervisor Escolar

__________________________________ Carimbo e assinatura do Coordenador de Educação Pirituba

Projeto Especial de Ação 2011  

Aprendizagens e Registros- Marcas da construção do currículo da pedagogia da infância

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you