Page 14

Para não esquecer Outubro 12 Jornada dos Sem Terrinha

A Soberania Alimentar é a proposta da Via Campesina para garantir alimentos de qualidade e saudáveis a todas as pessoas do mundo. Cerca de 1 bilhão de pessoas passam fome. Ao longo do mês de outubro a Via Campesina realiza diversas ações para pautar essa questão.

16 Dia Mundial da Alimentação/ Dia Internacional de Luta pela Soberania Alimentar 16 Criada a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), 1952 18 Realizada a 1ª convenção nacional de defesa do petróleo, com a Campanha do Petróleo é Nosso, 1952

50 anos depois, movimentos sociais e centrais sindicais lutam pela suspensão do leilão de petróleo do campo de Libra, marcado para dia 21/10, que entregaria as reservas do présal às transnacionais. Elas defendem que a Petrobrás explore integralmente o que seria o maior campo de petróleo do mundo.

Arquivo MST

21 Assassinato de Valmir Motta, o Keno, líder Sem Terra no Paraná, 2007

Arquivo MST

A Jornada dos Sem Terrinha é nosso momento especial para mostrar como as crianças são capazes de pensar, refletir, planejar, lutar, estudar, brincar, denunciando o capitalismo como sistema que degrada o ser humano, e anunciando o projeto popular.

Escolas Itinerantes completam 10 anos de luta no Paraná Lá se vão quase 10 anos desde a primeira Escola Itinerante do estado do Paraná, inaugurada em 30/10 de 2003, em Quedas do Iguaçu. Batizada de Escola Chico Mendes, no acampamento José Abílio dos Santos, a escola foi construída coletivamente pelas próprias famílias do MST. O objetivo é garantir aos acampados, crianças, jovens e adultos o acesso de qualidade a educação, formando um sujeito Sem Terra consciente, crítico e capaz de propor novas alternativas ao atual modelo de sociedade.

Para Alessandro Mariano, do setor de educação do MST no Paraná, a Escola Itinerante é fundamental para a vida dos acampados, pois garante o direito à educação. “O povo Sem Terra precisa ter acesso à escola estando no acampamento, em condição de luta. É preciso pensar a escola no sentido da formação humana, desde o cultural, político, social e econômico; e é necessário que fique claro que ela é uma escola do MST e pública, portanto, exige políticas públicas que garantam o seu funcionamento.”

O assassinato de Keno ganhou notoriedade internacional e dezenas de países protestaram contra a multinacional Syngenta. A pressão da sociedade, somada às duas ocupações anteriores da área, levaram à desapropriação do Centro Experimental, rebatizado de Centro de Ensino e Pesquisa em Agroecologia Valmir Motta de Oliveira “Keno”.

Gustavo Marinho

Feiras da Reforma Agrária levam alimentos saudáveis à cidade As Feiras da Reforma Agrária de Maceió (AL), Rio de Janeiro e Euclides da Cunha (SP) puderam levar o alimento saudável produzido nos assentamentos diretamente para o consumidor, durante o mês de setembro. Para o MST, esse é um momento de celebração e de valorização das conquistas do povo Sem Terra e da Reforma Agrária, por ser uma oportunidade de criar um espaço onde os assentados possam expor seus produtos agroecológicos, e poder dialogar com o público da cidade ao mostrar que é possível produzir alimentos sadios sem agrotóxicos.

Novembro 04 Assassinato de Carlos Marighella, militante comunista e na época líder da ALN, 1969 20 Massacre de Felisburgo, Minas Gerais, 2004 21 Faleceu, aos 27 anos, Salete Stronzake, educadora e dirigente do MST, 1997

Jornal Sem Terra • Set-out-Nov 2013

15

Jst 322  

Lutar, Construir Reforma Agrária Popular! Rumo Ao 6º Congresso Nacional do MST: os desafios do movimento para os próximos anos, e a propost...

Jst 322  

Lutar, Construir Reforma Agrária Popular! Rumo Ao 6º Congresso Nacional do MST: os desafios do movimento para os próximos anos, e a propost...

Advertisement