Page 1

Santo André Avelino descobriu que a felicidade se encontrava no seguimento de Jesus Cristo e não na busca de dignidades e êxitos, e te incorporastes àquela comunidade de clérigos que buscavam o mesmo que ele. Foi um guia benigno, amável e discreto, que soube ajudar a muitos que queriam seguir esse mesmo caminho. Teve a alegria de deixar este mundo enquanto começava a celebração da Eucaristia. Ajuda-nos, Santo André Avelino, a ter sempre como objetivo de vida, viver unidos a Jesus Cristo e seguir o caminho do seu Evangelho . ORAÇÃO À SANTO ANDRÉ AVELLINO Ó Deus, Que inspirastes a Santo André, presbítero, O difícil voto de melhorar Cada dia na virtude Para ascender até a ti; Concedei-nos, por seus méritos e intercessão, Que buscando sempre a perfeição maior, Cresçamos sobretudo naquele que é nossa cabeça, Cristo Jesus, E mereçamos entrar no reino de tua glória.

INFORMATIVO SÃO CAETANO — PADRES TEATINOS

01


O principal aspecto da espiritualidade de André Avelino está no seu ardente amor a Cristo. Seu grande ideal é imitar a Jesus o mais perfeitamente possível, seguir-lhe pelos mesmo caminhos e renunciar a tudo para poder unir-se melhor a Ele. Buscar a Cristo e seguir-lhe. Este era o programa de vida e que sempre propunha ao seus filhos espirituais. b) Espiritualidade Eucarística Outro rasgo característico de sua espiritualidade era seu ardente fervor pela eucaristia. Avelino acreditava que para sermos participantes dos méritos da Paixão, deveríamos receber-lhe na eucaristia com uma atual, ou pelo menos virtual, memória de seus sofrimentos. As imagens de André Avelino mostram a sua alma sacerdotal e eucarística. A missa era para ele um vivo encontro de amor; foi um apóstolo da comunhão, seguindo, assim, os passos de São Caetano e dos primeiros teatinos. Avelino, em suas direções espirituais, aconselhava sempre, além da comunhão, também a necessidade da confissão com frequência, pois considerava o sacramento da penitencia com um instrumento eficaz para adquirir uma consciência pura e sensível, e progressar dessa maneira, na vida espiritual e no caminho da perfeição. A comunhão e a confissão constituem os principais meios para avançar na virtude, e são condições para aqueles de desejam e amam purificar e embelezar a própria alma. Esta pureza de coração, no ensinamento de Avelino atrai sobre a alma o olhar de Deus e ajuda a unir-se com Ele; união que se reforça e se concreta na eucaristia e da qual Avelino estava sedento por unir-se e transformar-se em Cristo. c) Espiritualidade Mariana Sua devoção, além da eucaristia, estava acompanhada por um grande amor filial pela Virgem Maria, de quem se considera seu próprio filho também. Esta devoção, certamente, herdada por parte de sua mãe, Margarida Apelli, quem era devotíssima de Nossa Senhora. Avelino a proclama como sua protetora e intercessora junto a Jesus na hora de suas lutas para conservar sua pureza, nos esforços por vencerse a sí mesmo e crescer constantemente na santidade. Além de protetora, a considera também como maestra da vida espiritual e modelo de humildade. Nos seus escritos sempre fazia alusão a Maria como aquela que solicita nossas necessidades no Céu. SEM. CARLOS GARCIA INFORMATIVO SÃO CAETANO — PADRES TEATINOS

02


01/11 – Dia de todos os Santos (Solenidade) 02/11 – Dia de Finados 03/11 – Dia Instituição do Direito e Voto da Mulher (1930) 04/11 – Dia do Inventor 05/11 – Dia da Ciência e Cultura Dia do Cinema Brasileiro Dia do Radioamador e Técnico Eletrônica Dia Nacional do Designer 07/11 – Dia do Radialista 08/11 – Dia Mundial do Urbanismo Dia do Radiologista 09/11 – Dia da Dedicação da Basílica de Latrão (Festa) Dia do Hoteleiro 10/11 – Dia do Trigo 11/11 – Dia do Soldado Desconhecido 12/11 – Dia do Diretor de Escola Dia do Supermercado 14/11 – Dia Nacional da Alfabetização 15/11 – Dia da Proclamação da República 16/11 – Dia da Semana da Música 17/11 – Dia da Criatividade 18/11 – Dia do Conselheiro Tutelar 19/11 – Dia da Bandeira 20/11 – Dia do Auditor Interno Dia Nacional da Consciência Negra Dia do Esteticista Dia do Técnico em Contabilidade Dia do Biomédico 21/11 – Dia da Homeopatia Dia das Saudações 22/11 – Dia do Músico 25/11 – Dia Nacional do Doador de Sangue 27/11 – Dia do Técnico da Segurança do Trabalho 28/11 – Dia Mundial de Ação de Graças 30/11 – Santo André, Apostolo (Festa). Cristo, Rei do Universo (ultimo domingo do tempo comum). SEM. DAVI

INFORMATIVO SÃO CAETANO — PADRES TEATINOS

03


Farei uma pequena introdução sobre o tema que estou estudando referente a matéria Filosofia Helenística: A Metafísica de Aristóteles. Aristóteles filósofo grego nasceu em 384 a.C., na cidade antiga de Estágira, e morreu em. Foi aluno de Platão e professor de Alexandre, o Grande. Em seus escritos Aristóteles abrange diversos assuntos como: a física, a metafísica, as leis da poesia e do drama, a música, a lógica, a retórica, o governo, a ética, a biologia e a zoologia. Com Platão e Sócrates, Aristóteles é visto como um dos fundadores da filosofia ocidental. O termo "Metafísica" não é aristotélico; o que hoje se denomina metafísica era chamado por Aristóteles de filosofia primeira. É uma ciência que se ocupa com realidades que estão além das realidades físicas que possuem fácil e imediata apreensão sensorial. E possui como uma das definições, uma ciência que indaga o ente enquanto aquilo que o constitui, enquanto o ser do ente; sendo mais especifico o estudo do ser enquanto ser. Aristóteles quis investigar o ser.E o que consistia investigar o ser enquanto ser? Consistia em buscar compreender o que tornava as coisas como elas são. Para ele o ser não existe não é nada, o que existe é o ente, ou seja, aquilo que é e o ser desse ente possui uma essência, ou seja, a substância. Ela está abaixo é o fundamento, a base que sustenta toda a construção; é aquilo que faz do ente, aquilo que o ente é verdadeiramente; portanto a substancia é o ser do ente. Entende-se por substancia: o que é necessariamente aquilo que é; essa expressão significa aquilo que o ser era, onde o imperfeito "era" indica a continuidade ou estabilidade do ser, seu ser desde sempre e para sempre. Em geral, a obra de Aristóteles gira em torna do ser, que é seu objeto central de estudo e de investigação. Sabemos que a Metafísica foi muito importante no tempo de Aristóteles, e que para nós hoje no século XXI ela não é importante. Mas é bom ressaltar que o estudo da Metafísica para mim está sendo muito importante, pois é sempre bom adquirir conhecimento sobre essa ciência, embora ela não seja utilizada e aplicada nos dias atuais. SEM. RENAN FELIPI INFORMATIVO SÃO CAETANO — PADRES TEATINOS

04


A COROA DE ADVENTO Desde a sua origem a Coroa de Advento possui um sentido especificamente religioso e cristão: anunciar a chegada do Natal sobretudo, preparar-se para a celebração do Santo Natal, suscitar a oração em comum, mostrar que Jesus Cristo é a verdadeira luz, o Deus da Vida que nasce para a vida do mundo. O lugar mais natural para o seu uso é família. Simbolismo da Coroa de Advento Podemos dizer que a Coroa de Advento constitui um hino à natureza que se renova, à luz que vence as trevas, um hino a Cristo, a verdadeira luz, que vem para vencer as trevas do mal e da morte. É, sobretudo, um hino à vida que brota da verdadeira Vida. A mensagem da Coroa de Advento é percebida a partir do simbolismo de cada um de seus elementos. O Círculo A coroa tem a forma de círculo, símbolo da eternidade, da unidade, do tempo que não tem início nem fim, de Cristo, Senhor do tempo e da história. O círculo indica o sol no seu ciclo anual, sua plenitude sem jamais se esgotar, gerando a vida. Para os cristãos este sol é símbolo de Cristo. Os ramos verdes Os ramos verdes que enfeitam o círculo costumam ser de abeto ou de pinus, de ciprestes. É símbolo nórdico. Não perdem as folhas no inverno. É, pois, sinal de persistência, de esperança, de imortalidade, de vitória sobre a morte. Para ornar a coroa usam-se também laços de fitas vermelhas ou rosas, símbolo do amor de Jesus Cristo que se torna homem, símbolo da sua vitória sobre a morte através da sua entrega por amor. Deste modo, nas guirlandas penduradas nas portas das casas, os laços ocupam o lugar das velas. Lembram os pontos cardeais, a cruz de Cristo, que irradia a luz da salvação ao mundo inteiro. As velas As quatro velas indicam as quatro semanas do Tempo do Advento, as quatro fases da História da Salvação preparando a vinda do Salvador, os quatro pontos cardeais, a Cruz de Cristo, o Sol da salvação, que ilumina o mundo envolto em trevas. O ato de acender gradativamente as velas significa a progressiva aproximação do Nascimento de Jesus, a progressiva vitória da luz sobre as trevas. Existem diferentes tradições sobre os significados das velas. Uma bastante difundida: a primeira vela é do profeta; a segunda vela é de Belém; a terceira vela é dos pastores; a quarta vela é dos anjos. SEM. DIOGO HENRIQUE

INFORMATIVO SÃO CAETANO — PADRES TEATINOS

05


A festa do dia de Todos os Santos é celebrada em honra de todos os santos e mártires, conhecidos ou não. A Igreja Católica celebra a Festum omnium sanctorum. Em 1 de novembro seguido do dia dos fieis difuntos a 2 de novembro. A Igreja Ortodoxa celebra esta festividade no primeiro domingo depois do Pentecostes, fechando a época litúrgica da Páscoa. Na Igreja Luterana o dia é celebrado principalmente para lembrar que todas as pessoas batizadas são santas e também aquelas pessoas que faleceram no ano que passou. O dia de todos os Santos como uma festa em “honra a todos os santos, conhecidos e desconhecidos”. No fim do segundo século, professos cristãos começaram a honrar os que haviam sido martirizados por causa da sua fé e, achando que eles já estavam com Cristo no céu, oravam a eles para que intercedessem a seu favor. A comemoração regular começou quando, em 13 de maio de (609 ou 610 DC), o Papa Bonifácio IV dedicou o Panteão o templo romano em honra a todos os deuses, a Maria e a todos os mártires. A data foi mudada para novembro quando o Papa Gregório III (731-741 DC) dedicou uma capela em Roma a todos os santos e ordenou que eles fossem homenageados em 1.° de novembro. Não se sabe ao certo por que ele fez isso, mas pode ter sido porque já se comemorava um feriado parecido, na mesma data, na Inglaterra. Segundo o ensinamento da Igreja, a intenção catequética desta celebração que tem lugar em todo mundo, ressalta o chamamento de Cristo a cada pessoa para o seguir e ser santo, à imagem de Deus, a imagem em que foi originalmente criada e para a qual deve continuar a caminhar em amor.

SEM. MARCOS SEGUNDO INFORMATIVO SÃO CAETANO — PADRES TEATINOS

06


A solenidade de Cristo Rei, recorda-nos um rei diferente, para um reinado diferente , rei esse que fora anunciado a muitas gerações antecessoras, que o desejavam conhecer. Ao ser julgado por Pilatos, ele, Jesus confirma o questionamento do governador romano. Este defendia e verdade, sem ter medo de anunciar a boa notícia aos desesperançados, aos aflitos e principalmente aqueles que se consideravam condenados perante a lei. Por defender a justiça e a verdade, o reino teve um grande diferencial, pois não pensava e agia como os governantes da terra, e seu poder não tinha limites, e tão pouco o seu reinado. Jesus anunciava um reino de aze justiça, sem interesses de território, sem apego aos bens passageiros, e não há exclusão

ou divisão de

classes sociais. A feste de Cristo foi instituída pelo papa Pio XI em 1925, n o calendário é comemorado no ultimo domingo do mês de Outubro , após isto sofreu uma mudança no calendário , sendo celebrado no ultimo domingo do tempo comum, para recordar que nele, em Jesus todas as coisas são conduzidas a ele, pois ele mesmo afirma de si: “Sou alfa e o Ômega princípio e fim “.

SEM. JARDIEL VIEIRA INFORMATIVO SÃO CAETANO — PADRES TEATINOS

07


Nasci no dia 30 de novembro de 1991, sou o sétimo filho do Sr. Antonio Aleixo Pedroso e da Sra. Sebastiana Garcia Pedroso, durante toda minha vida morei no sitio, e foi neste ambiente calmo, que cresci em corpo e em espírito. Minha mãe sempre fora uma mulher piedosa e não deixava de ir à igreja, sendo pequeno e órfão de pai, me levava com ela. Com o passar dos anos fui buscando um sentido de vida, e nesta busca me deparei com o ardente desejo de seguir a vida religiosa. Quis ser coroinha, e de maneira extremamente providente assim se fez. Servindo ao altar naquele serviço, o desejo a vida religiosa foi tomando posse de minha vida, e neste momento o Senhor me providenciou participar de um encontro vocacional em Fartura/SP. O encontro foi maravilhoso, no entanto, o reitor chega até mim e me fala “Você é muito novo, e não posso te aceitar, mas continue firme na fé e em sua vocação”, fiquei triste, mas concordei, afinal, tinha apenas 12 anos. Chego em casa, e falo a minha mãe “o encontro foi muito bom, mas sou muito novo e não posso ser padre”, então “Dexei correr o barco até ver as coisas claras”(São Caetano). Nesse processo, o ardente desejo a vida religiosa foi se aquietando e por fim, fiz outros planos, mas nunca deixei a Igreja, continuei sendo coroinha, e sendo crismado fui catequista. Passou-se, quatro anos, e novamente o desejo a vida religiosa, foi se revelando em meu ser. Participei do Estagio Vocacional no ano de 2007, e fui aceito a morar no seminário. No dia 09 de fevereiro do ano santo de 2008, ingressei no Seminário São Pio X, em Fartura-Sp, e lá residi durante três anos, período esse abençoado, pois fui conhecendo e amando o carisma Teatino. E no dia 23 de janeiro do ano santo de 2011, o Senhor me chamou a confiar ainda mais em sua providencia, e iniciei os estudos acadêmicos de filosofia no seminário São Caetano em Guarulhos, lugar onde estou construindo muitas pilastras em resposta a minha vocação, e dentre elas quero ressaltar: a acadêmica, a espiritual, a comunitária e a pastoral. Procuro a dia-a-dia corresponder ao chamado, e como dizia Santo André Avelino “quero progredir a cada dia em minhas virtudes”. Quero agradecer em primeiro lugar a Deus, autor de minha vida e de minha vocação, a minha mãe, que se deixou ser um instrumento nas mãos de Deus, me ensinando o caminho do Senhor, e a Ordem teatina, ordem essa que a amo e admiro. Quero pedir as orações de todos, para que reze pela minha vocação e que pela interseção de São Caetano, fundador da Ordem Teatina, a graça de cada dia confiar, mais e mais na providencia divina, pois quero ligar minha vida à cruz de Cristo. SEM CARLOS GARCIA EXPEDIENTE INFORMATIVO SÃO CAETANO RESPONSÁVEIS: Carlos Garcia / Davi Silva COLABORADORES: Todos os irmãos de caminhada

INFORMATIVO SÃO CAETANO — PADRES TEATINOS

08

Jornal ISCA - Seminário São Caetano  
Jornal ISCA - Seminário São Caetano  

Informativo do Seminário São Caetano de Guarulhos - Padres Teatinos

Advertisement