Page 1

Fidel Castro

Claudio Blanc


Sindicato dos Padeiros de S찾o Paulo

Presidente: Francisco Pereira de Sousa Filho (Chiquinho Pereira) Coordenador: Aparecido Alves Ten처rio (Cid찾o) Curador: Claudio Blanc www.padeirosspmemoria.com.br


Sindicato dos Padeiros de São Paulo - Projeto Memória

Fidel Castro

F

idel Castro foi ditador de Cuba entre 1959 e 2008, quando criou o primeiro Estado comunista do Ocidente.

Filho de um bem sucedido agricultor de cana-de-açúcar, Fidel Alejandro Castro Ruz nasceu na província de Holguin em 1926. Logo depois de se formar em Direito pela Universidade de Havana, Castro começou a se preparar para dar início à sua carreira política. Ele planejava concorrer nas eleições de 1952, mas o governo foi derrubado pelo general Fulgêncio Batista, e as eleições acabaram sendo canceladas. O golpe de Estado teve um impacto profundo no jovem advogado. Decepcionado com o governo pró-americano instalado por Fulgêncio, Castro se decidiu pela luta armada. Em 1953, ele e seu irmão mais novo, Raul, lideraram um levante contra Batista. No 3


Sindicato dos Padeiros de São Paulo - Projeto Memória

entanto, o movimento fracassou, e Fidel foi condenado a 15 anos de prisão. Libertado sob a anistia promovida por Batista, o líder guerrilheiro se exilou no México, onde conheceu um marxista argentino, cuja influência seria marcante não só na vida de Castro, mas também na revolução cubana. O nome desse comunista era Ernesto “Che” Guevara.

Che Guevara e Fidel Castro

4


Sindicato dos Padeiros de São Paulo - Projeto Memória

Em 1956, Castro e Guevara chegaram a Cuba com um pequeno grupo de insurgentes. O Movimento de 26 de Julho, como os guerrilheiros haviam batizado sua iniciativa, iniciou imediatamente um levante armado contra o governo de Fulgêncio Batista. Em dezembro de 1958, Castro comandou um ataque maciço contra as tropas do governo, e Fulgêncio se viu obrigado a fugir. A tomada do poder era só uma questão de tempo. Em fevereiro de 1959, Castro era empossado como primeiro-ministro de Cuba. En-

Castro antes da revolução, quando estudava Direito

tre suas primeiras medidas, o governo anunciou a introdução de um programa marxista-leninista adaptado à realidade de seu país. Como resultado, milhares de cubanos deixaram o país, a maioria exilando-se nos Estados Unidos. 5


Sindicato dos Padeiros de São Paulo - Projeto Memória

Fotos aéreas mostram instalações militares soviéticas em Cuba

Assombrado pelo fantasma da Guerra Fria e temendo a aliança entre Havana e Moscou, Washington retaliou imediatamente o novo governo. O que os americanos menos desejavam era um Estado comunista na porta da sua casa. Já em 1960, a Casa Branca impôs duras sanções econômicas a Cuba e manobrou para que o pequeno país fosse expulso da Organização dos Estados Americanos (OEA). As já depauperadas relações cubano-americanas atingiram a proporção de crise em abril de 1961, quando exilados cubanos patrocinados pela CIA tentaram invadir Cuba, no episódio da Baía dos Porcos. Os americanos fracassaram em seu intento, amargando uma 6


Sindicato dos Padeiros de São Paulo - Projeto Memória

humilhante derrota para Fidel. Mas Castro não parou por ali e foi adiante no seu desafio aos Estados Unidos. Secretamente, o ditador permitiu que os soviéticos construíssem complexos para lançamento de mísseis nucleares em Cuba. O pesadelo dos americanos se tornava realidade: Cuba poderia servir de base para uma possível invasão dos Estados Unidos pela União Soviética. A construção das bases para mísseis levou ao capítulo mais nevrálgico da Guerra Fria, a Crise dos Mísseis Cubanos, quando os EUA e a URSS quase entraram em guerra.

Fidel discursa na ONU, em 1978

7


Sindicato dos Padeiros de São Paulo - Projeto Memória

Vista da Sierra Maestra, Cuba

O forte apoio econômico garantido pelos soviéticos, cujo interesse estratégico em Cuba era enorme, permitiu que Castro se consolidasse no poder. Apesar do seu estilo ditatorial de governo, o que pressupõe dura repressão contra os opositores do regime, Fidel conseguiu se manter popular. De fato, muitos cubanos se beneficiaram da educação gratuita e dos programas de saúde introduzidos 8


Sindicato dos Padeiros de São Paulo - Projeto Memória

pelo seu governo. Em 1976, a Assembleia Nacional de Cuba elegeu Castro presidente do Conselho de Estado, o que equivale à liderança suprema do país. Ao longo das décadas de 1970 e de 1980, Castro se projetou como um dos principais líderes das nações não alinhadas. No entanto, a partir do fim da ajuda soviética, em 1991, Cuba tem enfrentado uma longa crise econômica. Os investimentos externos no país são pequenos, quase sempre direcionados à área de turismo. O dinheiro enviado à ilha pelos cubanos que vivem no exílio é crucial. Idoso e debilitado, Castro renunciou ao poder em 19 de fevereiro de 2008. No ano e meio que precedeu a renúncia, Fidel fez apenas uma aparição em público, quando, em dezembro de 2007, leu uma carta à nação durante um programa da TV estatal. “Meu dever é não me apegar ao poder, nem obstruir o caminho de gente mais jovem, mas, sim, passar adiante minhas experiências e ideias, cujo modesto valor deriva da era excepcional na qual vivi”, declarou o ditador. Fidel foi substituído pelo irmão, Raul Castro, primeiro vicepresidente, comandante das Forças Armadas e presidente em exercício durante os 19 meses que Fidel esteve afastado da função por problemas de saúde. 9


Sindicato dos Padeiros de São Paulo - Projeto Memória

Fidel Castro, em 2010

Logo após o anúncio da renúncia de Fidel, analistas de todo o mundo se puseram a debater o futuro da ilha. Embora muitas previ10


Sindicato dos Padeiros de São Paulo - Projeto Memória

sões sejam contraditórias, todos concordam que o socialismo na ilha não acabará com a saída de Fidel. As mudanças, se houverem, serão lentas. Dessa forma, o ex-guerrilheiro continua a influenciar os rumos de Cuba. Muitos cubanos também concordam que, mesmo sem a figura do ditador, o regime castrista não sofrerá qualquer mudança. Em contrapartida, em Washington, a Casa Branca se pronunciou afirmando que “logo” a democracia retornará a Cuba.

Sindicato dos Padeiros de São Paulo Direito reservados: Sindicato dos Padeiros de São Paulo, 2014 Este artigo pode ser reproduzido para fins educativos

11

Fidel castro  

Projeto Memória Sindicato dos Padeiros de São Paulo

Advertisement