Issuu on Google+


Realização na Câmara Legislativa de Sessão Solene em comemoração ao Dia Mundial da Informação sobre o Desenvolvimento junto ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O Dia Internacional da Informação sobre o Desenvolvimento foi instituído pela Assembléia Geral das Nações Unidas em 1972, para informar a opinião pública sobre os problemas relacionados com o desenvolvimento e sobre a necessidade de intensificar a cooperação internacional no sentido de resolver esses problemas (resolução 3038 XXVII). A Assembléia decidiu que a data escolhida para celebrar este dia deveria coincidir em príncípio, com o Dia das Nações Unidas, 24 de outubro, que foi também a data de aprovação, em 1970, da Estratégia Internacional de Desenvolvimento para a Segunda Década das Nações Unidas para o Desenvolvimento. A Assembléia entendeu que intensificar a difusão informação e a mobilização da opinião pública, particularmente entre os jovens, conduziria a um maior interesse pelos problemas do desenvolvimento, favorecendo assim os esforços feitos no domínio da cooperação internacional em prol do desenvolvimento. Sessão Solene com entrega de Menções Honrosas. Aliada a esta agenda, propomos ainda Sessão Solene com entrega de Menções de Honra ao Mérito em celebração aos 51 anos de Brasília como casa legisladora do Distrito Federal que em 1991 teve efetivada sua instalação física, e que até então tinha sua função exercida por Comissão do DF do Senado Federal, composta de sete parlamentares.


Dia Mundial da Informação sobre o Desenvolvimento – Brasília 51 Anos O presidente Juscelino Kubitschek, conhecido como JK, empenhou-se em introduzir na nação novo conceito de desenvolvimento, com o predomínio das indústrias sobre a agricultura. A política econômica do presidente JK foi chamada de "Plano de Metas" e procurava atingir seis setores estratégicos da economia: energia, transporte, alimentação, indústria básica, educação e a construção da nova capital, Brasília. Ao obter os recursos para concretizar seus planos, ele acabou criando uma ousada política econômica que combinava a ação do Estado com a empresa privada nacional e o capital estrangeiro. Seu Plano de Metas contava também com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico (BNDE), com o Banco do Brasil e a Superintendência da Moeda e do Crédito (Sumoc). JK desenvolveu não só a indústria automobilística, como também abriu vinte mil quilômetros de rodovias, três mil de ferrovias, aumentou 15 vezes a produção de petróleo e construiu as hidrelétricas de Furnas e Três Marias, a indústria automobilística brasileira teve início em 1956, quando foi criado o Grupo Executivo da Indústria Automobilística (Geia). No governo de JK houve progresso e desenvolvimento enorme, porque a exportação era maior que a importação, com a substituição da agricultura pela indústria. O maior progresso ocorreu na região Centro-Sul, fato que agravou os desequilíbrios regionais, sobretudo no Nordeste. O setor industrial necessitava de mais operários, enquanto o rural estava estagnado. Em decorrência disso, houve êxodo do campo e crescimento de favelas nas cidades industriais. Dos países industrializados, o líder em produção industrial, ainda são os Estados Unidos, posto ocupado desde o final da Segunda Guerra Mundial. O segundo lugar cabe ao Japão, que em alguns setores supera os Estados Unidos. Destacam-se ainda: Alemanha, Canadá, França, Itália, Reino Unido e Países Baixos. Nas últimas duas décadas, o Brasil conseguiu bastante sucesso na diversificação e expansão da produção de bens manufaturados e duráveis. Estimulou indústrias tecnologicamente sofisticadas, como as do campo das telecomunicações, processamento eletrônico de dados, biotecnologia e novos materiais. Quatro setores-chave - o do aço, o automotivo, o petroquímico e o de serviços públicos - foram fundamentais, não só para o progresso industrial, mas também para o desenvolvimento da economia em geral. O Brasil é considerado, portanto, um país em plena expansão e desenvolvimento, visto que 40% da sua produção total é industrial, 10% é agrícola e 50% é procedente das outras atividades econômicas. A maior parte do capital do parque industrial brasileiro pertence a empresas estrangeiras; por isso, nossas empresas são transnacionais.


Fórum Internacional do Desenvolvimento DF - 51 Anos 05 de Dezembro - Dia Internacional do Voluntário para o Desenvolvimento Econômico e Social. Objetivos: 1. Convidados Nacionais e Internacionais que comporão as Mesas. 2. Discussão de ações para o Distrito Federal e Entorno. 3. Orçamento biênio 2012-2015.

4. Definição de itens específicos dos 10 Blocos Temáticos: • Painel de Assuntos Econômicos e Serviços de Infraestrutura. • Painel de Constituição, Justiça e Cidadania • Painel de Desenvolvimento Regional, Turismo, Educação, Cultura, Esporte • Painel de Assuntos Sociais, Direitos Humanos e Legislação Participativa • Painel de Relações Exteriores e Defesa Nacional • Painel de Ciência, Tecnologia, Inovação, Energia Renovável, Comunicação e Informática • Painel de Agricultura, Desenvolvimento Sustentável, Rural, Reforma Agrária e Meio Ambiente • Painel Saúde, Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado • Painel - Políticas Públicas para População Afro Brasileira • Painel - ORUN – Pólo Internacional de Intercâmbio do Turismo Cultural, Educacional e Étnico – 2011 Ano Internacional dos Povos Afrodescendentes – ONU – Organização das Nações Unidas


5 de Dezembro - Dia Internacional do Voluntário para o Desenvolvimento Econômico e Social Em 17 de dezembro de 1985, a Assembléia Geral das Nações Unidas criava o Dia Internacional do Voluntário para o Desenvolvimento Econômico e Social, com o objetivo de incentivar a participação voluntária em todo o mundo. Na Resolução sobre a criação do Dia Internacional do Voluntário, a Assembléia Geral reconhece a importância do voluntário e convida a todos os setores da sociedade – Governos, organizações não-governamentais e a sociedade civil – a incentivarem e divulgarem o importante trabalho dos voluntários. Tradução não-oficial da Resolução de criação do Dia Internacional do Voluntário. A Assembléia Geral, Tomando nota do informe do Administrador do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento sobre o Programa de Voluntários das Nações Unidas e da relevante decisão do Conselho de Administração. Considerando que os serviços de voluntários, incluído o dos Voluntários das Nações Unidas, dão uma contribuição importante às atividades de desenvolvimento socioeconômico. Reconhecendo a conveniência de estimular o trabalho de todos voluntários, que trabalham tanto sobre em campo como em organizações – multilaterais, bilaterais ou nacionais, não-governamentais ou com apoio dos governos – e de incentivar esses voluntários, muitos dos quais prestam seus serviços a custa de consideráveis sacrifícios pessoais, a Resolução: • Convida aos governos: “ a celebrar todos os anos”, o 5 de dezembro, o Dia Internacional dos Voluntários para o Desenvolvimento Econômico e Social, e os exorta a adotar medidas para que se cobre maior consciência sobre a importância da colaboração dos voluntários, a qual estimulará mais pessoas de todas os níveis sociais a oferecer seus serviços como voluntários, tanto em seus países de origem como no estrangeiro; • Convida também organismos especializados: outras organizações do sistema das Nações Unidas e organizações não-governamentais que promovem serviços de voluntários estão afiliados a esse tipo de serviços ou se beneficiam deles em qualquer forma, a que empreendam e promovam atividades para estimular um melhor conhecimento sobre a contribuição que os voluntários aportam a seu trabalho. • Pede ao Secretário Geral que continue promovendo em todo mundo a publicidade acerca da importante função que cumprem os serviços de voluntários.


O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) é o órgão da Organização das Nações Unidas (ONU) que tem por mandato promover o desenvolvimento e eliminar a pobreza no mundo. Entre outras atividades, o PNUD produz relatórios e estudos sobre o desenvolvimento humano sustentável e as condições de vida das populações, bem como executa projetos que contribuam para melhorar essas condições de vida, nos 166 países onde possui representação. É conhecido por elaborar o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), bem como por ser o organismo internacional que coordena o trabalho das demais agências, fundos e programas das Nações Unidas - conjuntamente conhecidas como Sistema ONU - nos países onde está presente. Além disso, o PNUD dissemina as metas de desenvolvimento do milênio, conjunto de 8 objetivos, 18 metas e 48 indicadores para o desenvolvimento do mundo, a serem cumpridos até 2015, definidas pelos países membros da ONU em 2000, e monitora o progresso dos países rumo ao seu alcance.

Os 8 MDM são: 1. A redução pela metade da pobreza e da fome 2. A universalização do acesso à educação primária 3. A promoção da igualdade entre os gêneros 4. A redução da mortalidade infantil 5. A melhoria da saúde materna 6. O combate ao HIV/AIDS, malária e outras doenças 7. A promoção da sustentabilidade ambiental


8. O estabelecimento de parcerias para o desenvolvimento

“Convidados Internacionais” do Fórum : Sistema ONU - Agências especializadas das Nações Unidas

Nº Acrônimo Bandeira

Agência

Sede

Chefe

Fundada em

1

FAO

Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura

Roma, Itália

2

AIEA

Agência Internacional de Energia Atómica

Viena, Áustria

Mohamed ElBaradei

1957

3

OACI

Organização da Aviação Civil Internacional

Montreal, Canadá

Raymond Benjamin

1947

4

IFAD

Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola

Roma, Itália

5

OIT

Organização Internacional do Trabalho

6

OMI

Organização Marítima Internacional

Londres, Reino Unido

Efthimios E. Mitropoulos

1948

7

FMI

Fundo Monetário Internacional

Washington, D.C., EUA

Christine [20] Lagarde

1944

8

UIT

União Internacional de Telecomunicações

Genebra, Suíça

9

UNESCO

Organização para a Educação, a Ciência e a Cultura

Paris, França

Irina Bokova

1946

Organização para o Desenvolvimento Industrial

Viena, Áustria

Kandeh Yumkella

1967

10 UNIDO

Genebra, Suíça

José Graziano da Silva

1945

Kanayo F. Nwanze 1977

Juan Somavía

1946

Hamadoun Touré 1947


11 UPU

União Postal Universal

12 WB

Banco Mundial

13 PAM

Programa Alimentar Mundial

14 OMS

Organização Mundial da Saúde

15 OMPI

Berna, Suíça

Washington, D.C, EUA

Edouard Dayan

1947

Robert B. Zoellick 1945

Josette Sheeran

1963

Genebra, Suíça

Margaret Chan

1948

Organização Mundial da Propriedade Intelectual

Genebra, Suíça

Francis Gurry

1974

16 OMM

Organização Meteorológica Mundial

Genebra, Suíça

17 OMT

Organização Mundial de Turismo

Roma, Itália

Madrid, Espanha

Alexander Bedritsky

1950

Taleb Rifai

1974


O Fórum Internacional do Desenvolvimento – DF foi apresentado a Presidência da Câmara Distrital pelo CETRAB – Centro das Tradições Afro Brasileiras, uma idealização de Leonel Ribeiro a frente da CoordenAÇÃO de Intercâmbios & Assessoria Parlamentar do CETRAB – Nacional, com intuito de fazer estabelecer políticas de desenvolvimento na Capital do País em 2011 no Ano Internacional dos Povos Afro Descendentes estabelecido pela ONU – Organização das Nações Unidas.

CETRAB é uma Instituição  Entidade Nacional Associativa de Assistência Social, Educacional, Cultural e Religiosa, sem fins lucrativos, fundada juridicamente em 14 de janeiro de 2000, sediado na Rua Drumond, nº 65, em Olaria – Rio de Janeiro, com trabalhos desenvolvidos desde 1994. A prestação de Assistência Social, Educacional, Cultural e Religiosa contribuindo para a defesa, o resgate e a preservação das Tradições Culturais e Religiosas de Matriz Africana e Afro-Brasileiras, em busca de descobertas e elevação crescente do espírito do ser humano . É regido por seu estatuto, registrado no Cartório de Pessoas Jurídicas sob matricula n. 179.919 e no CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas sob o n. 03.643.652/0001-32. Marcelo Monteiro - Presidente do CETRAB – Nacional (61) 91523674 marcelo.monteiro@cetrab.org.br

CETRAB – Centro das Tradições Afro Descendentes – Nacional Endereço: SGHIS 705 BL. A cs. 35 - ASA SUL – Brasília/DF CEP : 70.350-701 Telefone: 61-3542.7792 Site: http://www.cetrab.org.br

Ficha Técnica Produção Executiva: Alex Dias - Secretário Geral CETRAB Nacional (61)99298989 alexdias@aclcontroladoria.com.br Leonel Ribeiro - CoordenAÇÃO de Intercâmbios & Assessoria Parlamentar (21) 79606114 (61) 82148551 leonelribeiro2012@gmail.com Site : Brasília TSS – Tecnologia, Suporte e Soluções. Realização : Gabinete do Exmo. Sr. Presidente da Câmara do Distrito Federal , Deputado Patrício.


O Evento