Issuu on Google+

Informativo mensal da ArcelorMittal Manchester AGOSTO DE 2010 – NÚMERO 15 Divulgação

Responsabilidade social

Com as bênçãos do baobá Empresa apoia espetáculo e projeto baseados em árvore que inspirou clássico da literatura

Espetáculo impressiona pela beleza dos movimentos e pela mensagem consciente

O teatro Sesc Laces, em Contagem, recebeu, no último dia 22, o projeto Baobá, concebido pela Companhia de Dança Cisne Negro e patrocinado pela ArcelorMittal com recursos da Lei de Incentivo à Cultura, a Lei Rouanet. Cerca de 500 crianças de cinco escolas do município se envolveram nas atividades do projeto, inspirado na lendária Baobá, uma árvore com galhos de formato peculiar, copa majestosa e tronco volumoso. Essas características despertaram a imaginação de autores, artistas

e mestres curandeiros, que criam, em torno dela, metáforas sobre a importância de se preservar a natureza. Presente no filme O Rei Leão, como a casa do macaco Rafiki, e no livro O Pequeno Príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, o baobá empresta agora seu nome a um projeto cultural e educativo voltado para crianças do ensino fundamental de escolas públicas em sete municípios – Contagem (MG), Joinville (SC), Feira de Santana (BA), Bauru (SP), São Bernardo do Campo (SP), Ribeirão Preto (SP) e Araraquara (SP).

Sala, palco e poesia A iniciativa é desenvolvida, primeiro, dentro da própria escola, quando os alunos estudam sobre a importância da conservação ambiental a partir de O Pequeno Príncipe. Nos palcos dos teatros das cidades, os estudantes debatem a temática da sustentabilidade com os membros da Cia. Cisne Negro e assistem, então, ao espetáculo elaborado pela equipe de dança sobre o assunto. O público recebe uma cartilha pedagógica e o regulamento do concurso de poesias produzidas com base no aprendizado adquirido, que compõem a fase final do projeto. Os autores das melhores poesias de cada cidade receberão prêmios e o vencedor nacional ganhará ingressos para assistir ao espetáculo O QuebraNozes, a ser realizado no Teatro Alfa de São Paulo em dezembro, com todas as despesas pagas. “O cuidado com o meio ambiente é uma das diretrizes do Grupo ArcelorMittal e, através deste projeto, podemos sensibilizar jovens de vários locais do país sobre essa preocupação”, diz Aline Gonçalves, analista da Fundação ArcelorMittal Brasil. A produção local do projeto contou com o apoio da equipe de Comunicação da ArcelorMittal Manchester, por meio da coordenadora Fernanda Fagundes. “Ficamos muito satisfeitos em colaborar com um projeto tão interessante”, declara.


Qualidade

Melhorias

Unificar para certificar

Mais informação na

Sistema único de gestão vai contemplar as áreas de Qualidade, Saúde e Segurança e Meio Ambiente Até junho de 2011, a ArcelorMittal Manchester tem uma meta desafiadora: certificar seus processos de Qualidade, Meio Ambiente e Saúde e Segurança Ocupacional, igualando-se assim às outras unidades do Grupo. Para alcançá-la, um modelo de gestão integrado está sendo adotado, a fim de cumprir de forma unificada as especificações exigidas pelas normas ISO 9001/2008, ISO 14001/2004 e OHSAS 18001/2007. “Atender de uma maneira integrada aos itens comuns às normas sem perder as especificidades de cada uma delas é um trabalho que exige preparação de toda empresa tanto no nível gerencial, quanto no piso de fabrica. Além disso, também é necessário uma reavaliação nos procedimentos, incluindo os itens de cada norma, preferencialmente no mesmo documento do processo”, defende Ronis Calegari, supervisor de Qualidade. A adoção do Sistema de Gestão Integrada (SGI), como é chamada a ação, vai resultar em economia de tempo, definição de padrões e direcionamento para as novas iniciativas. Para dar base às mudanças necessárias à obtenção das certificações, o livro Gerenciamento da rotina de trabalho do dia a dia, do professor e consultor Vicente Falconi, tem sido estudado e discutido, capítulo a capítulo, pelas áreas. “Os métodos contidos nesse livro vão contribuir muito para o entendimento, preparação, realização e manutenção das certificações atuais e futuras”, explica Ronis. Treinamentos, campanhas de comunicação e palestras também estão sendo organizadas para mobilizar os empregados sobre a importância de participar desses avanços.

Expediente

tela do computador Desde agosto, todos os computadores da empresa passaram a contar com novas ferramentas de comunicação. Cada usuário tem em sua estação de trabalho – desktop ou notebook – um plano de fundo da área de trabalho padronizado e um protetor de tela que veiculam campanhas, recados e mensagens corporativas elaborados pela área de Comunicação. Denominado Safeboard, tal ferramenta utiliza recursos comuns a qualquer computador para ampliar os canais de comunicação. “Ele foi implantado com o objetivo de padronizar os planos de fundo e as telas de descanso e reforçar a divulgação das campanhas internas. É um meio rápido de comunicar e que não demanda investimentos”, informa Fernanda Fagundes, coordenadora de Comunicação da ArcelorMittal Manchester. O recurso foi implantado com apoio da ArcelorMittal Sistemas, responsável pela Tecnologia da Informação do Grupo. A empresa também está ampliando suas conexões com a web. Em breve, será inaugurado o site da ArcelorMittal Manchester. Outro importante passo da área será o desenvolvimento da intranet, rede interna que permite o compartilhamento de documentos. Fernanda Fagundes

Márcia Santos, da Recepção: Safeboard veicula mensagens de interesse da empresa e do empregado

Universo | Informativo mensal da ArcelorMittal Manchester Produzido pela Comunicação da ArcelorMittal Manchester | Coordenação: Fernanda Fagundes (fernanda.fagundes@arcelormittal.com.br) e Ilton Zamprogno | Redação: BH Press Comunicação | Editoração: AVI Design


Boletim Universo