Issuu on Google+

Fundamentação Pedagógica do curso Safety net – Navegar na internet Paulo Ferreira paulojorgeferreira@sapo.pt

MESTRADO EM PEDAGOGIA DO ELEARNING

Fundamentação pedagógica do curso

SAFETY NET NAVEGAR NA INTERNET PAULO FERREIRA paulojorgeferreira@sapo.pt

NO ÂMBITO DA

PROCESSOS PEDAGÓGICOS EM ELEARNING

UC

PROFESSOR JOSÉ MOTA

MARÇO 2012


Fundamentação Pedagógica do curso Safety net – Navegar na internet Paulo Ferreira paulojorgeferreira@sapo.pt

CONTEXTUALIZAÇÃO DO TEMA A segurança das crianças e adolescentes na utilização da Internet, deve ser, cada vez mais uma prioridade para as escolas e comunidade em geral, bem como para a família em particular. Alguns estudos recentes apontam para o facto de que os pais raramente se sentam com os filhos quando estes estão na Internet. Percebe-se hoje, que as preocupações com os perigos associados com a utilização da internet por crianças e jovens, são claras e evidentes. A Internet é simultaneamente uma porta aberta para o mundo mas também pode assumirse como proporcionadora de isolamento dos jovens e até mesmo de dependência. É neste contexto que se torna útil a comunicação entre a escola e a família e se justifica este curso. A utilização das tecnologias de informação e comunicação (TIC) e a sua generalização nos últimos anos, têm transformado profundamente a forma como as pessoas vivem, como aprendem, trabalham, ocupam os tempos livres e interagem entre si, tanto no plano pessoal como profissional. Este é um percurso ambivalente. A par dos benefícios de utilização das TIC, nomeadamente no acesso ao conhecimento e no estreitamento de relações, emerge uma outra realidade que apresenta muitos mais riscos paras os utilizadores e sobre os quais importa refletir e estarmos atentos. No Plano Nacional para a Sociedade da Informação “Ligar Portugal”, adoptado pelo anterior Governo em Julho de 2005, refere-se a necessidade de “garantir que todos, e em particular as famílias, dispõem de instrumentos para proteção de riscos que possam ocorrer no uso da Internet”. Neste sentido, o Governo estabeleceu ainda metas de aprendizagem na área das TIC para cada um dos ciclos de aprendizagem e onde são já visíveis as preocupações relativamente aos perigos a que os jovens em geral estão sujeitos. PRÉ-ESCOLAR | No final da educação pré-escolar, a criança cuida e responsabiliza-se pela utilização de equipamentos e ferramentas digitais, observando as normas elementares de segurança definidas em grupo (e.g. ligar/desligar computador; cuidado com as tomadas). 1.º CICLO | O aluno reconhece, com a ajuda do professor, a existência de perigos na utilização de ferramentas digitais (para o utilizador e para os equipamentos) e adopta comportamentos de segurança. | O aluno identifica, com o apoio do professor, a autoria da informação disponibilizada nas fontes electrónicas consultadas. | O aluno assume comportamentos que respeitam as regras de conduta on-line (“Netiqueta”) e as normas de utilização subjacentes a cada ferramenta digital. 2.º CICLO | O aluno reconhece a existência de perigos na utilização de ferramentas digitais (para o utilizador e para os equipamentos) e assume comportamentos responsáveis de segurança. | O aluno respeita os direitos de autor e a propriedade intelectual da informação disponibilizada em fontes electrónicas. | O aluno assume comportamentos que respeitam as regras de conduta on-line (“Netiqueta”) e as normas de funcionamento subjacentes a cada ambiente digital. 3.º CICLO | O aluno reconhece a existência de perigos na utilização de ferramentas digitais (para o utilizador e para os equipamentos), assume comportamentos responsáveis de segurança e certifica-se da existência de medidas técnicas de protecção (anti-vírus, anti-spyware, etc.). | O aluno respeita os direitos de autor e a propriedade intelectual da informação disponibilizada em fontes electrónicas. | O aluno assume comportamentos que respeitam as regras de conduta on-line (“Netiqueta”) e as normas de funcionamento de cada ambiente digital. Estas preocupações são então comuns à comunidade em geral e à comunidade académica em particular. Os pais e encarregados de educação cada vez mais devem estar e muitos já estão preocupados com esta realidade. Cada vez mais a nossa casa deixou de ser apenas o nosso espaço apenas.


Fundamentação Pedagógica do curso Safety net – Navegar na internet Paulo Ferreira paulojorgeferreira@sapo.pt

PLANO DE FORMAÇÃO / AMBIENTE DE APRENDIZAGEM A Internet é simultaneamente uma porta aberta para o mundo mas também pode assumir-se como proporcionadora de isolamento dos jovens e até de dependência. É neste contexto que se torna útil a comunicação entre a escola e a família e que se justifica este curso. Entende-se que a metodologia de B-learning, favorecerá a aproximação entre o grupo, mas ao mesmo tempo permitirá a flexibilidade desejada ajustada à disponibilidade de cada um. Este curso está organizado em duas sessões presenciais e quatro módulos de desenvolvimento e decorrerá durante um mês.

OBJETIVOS Refletir sobre os perigos de utilização da internet. Aprofundar os conhecimentos sobre os riscos de utilização da internet. Envolver pais e filhos na utilização da internet de forma segura. Conhecer formas e ferramentas de ajuda à utilização da internet de forma segura.

CONTEÚDOS SESSÃO 1 – PRESENCIAL Apresentação do Curso, modelo de implementação, objetivos, programa e avaliação das aprendizagens. MÓDULO DE AMBIENTAÇÃO ONLINE | CALENDARIZAÇÃO | 3 A 8 DE JANEIRO 2012 | | TAREFAS A DESENVOLVER | (a) Completar a inscrição no Moodle. (b) Ler e analisar o programa de curso. (c) Criar um blogue de suporte às atividades desenvolvidas. (d) Conhecer a bibliografia / webgrafia de suporte ao curso. (e) Participar no Fórum SAFETY NET - "Primeiros passos..." MÓDULO 1 |CALENDARIZAÇÃO| DE 10 A 20 DE JANEIRO |TAREFAS A DESENVOLVER| (a) Aceder ao site http://www.seguranet.pt/educadores/ e consulte a informação disponível nos diferentes tópicos; (b) Participar no forum de apoio ao módulo 1; (c) Colocar um post (reflexão) no blogue, sobre um dos aspetos sugeridos nas orientações detalhadas.

MÓDULO 2 |CALENDARIZAÇÃO| DE 21 A 30 DE JANEIRO |TAREFAS A DESENVOLVER| (a) Organizar um resumo com as ideias-chave dos tópicos analisados no módulo anterior. (b) Criar uma apresentação / documento para apresentar na sessão presencial. (c) Pesquisar outras fontes para complementar o resumo com as ideias-chave. MÓDULO 3 |CALENDARIZAÇÃO| 31 DE JANEIRO | PRESENCIAL Este módulo (Módulo 3) decorrerá de forma presencial à semelhança da reunião inicial que decorreu antes do início da formação. Neste encontro pretendemos apresentar o resultado das pesquisas que oe encarregados de educação realizaram conjuntamente com os seus educandos e, em conjunto, procuraremos refletir sobre cada um dos aspetos salientados na formação. Pretendemos que este encontro seja um espaço de partilha das conclusões


Fundamentação Pedagógica do curso Safety net – Navegar na internet Paulo Ferreira paulojorgeferreira@sapo.pt

alcançadas por cada par ao longo da formação, tendo como ponto de partida a webpage seguranet e as competências definidas pelo Ministério da Educação.

MÓDULO 4 Após a realização da sessão presencial, no dia 31 de janeiro, pretendemos que, como reflexão final, coloque um post, em que reflita sobre a aprendizagem que fez ao longo deste mês, que aborde a sua impressão sobre o encontro inicial e o encontro final de partilha de conclusões, realizado na escola. Deixe igualmente, algumas sugestões no fórum criado para o efeito, neste tópico.

AVALIAÇÃO Cada módulo terá uma avaliação de 1 a 5 valores sendo, perfazendo um total de 20 valores, sendo que será atribuída uma classificação qualitativa: - de 0 a 9 valores (Não Satisfaz) - de 10 a 14 valores (Satisfaz) - de 15 a 17 valores (Bom) - de 18 a 20 valores (Muito Bom) No final do curso será feita a avaliação da Formação e do Formador/Tutor.

Como verificamos, a aprendizagem está organizada em módulos e prevê-se a realização de duas sessões. Uma sessão inicial, na presença dos formandos (alunos e Encarregados de Educação), aceites através de uma préinscrição de caráter espontâneo. Posto isto, na primeira sessão presencial, será apresentado o plano de curso a cada um dos pares participantes e explicada a metodologia bem como a avaliação. É dado conta igualmente dos resultados esperados e objetivos da formação bem como do papel de cada um na formação.

INTERVENIENTES Os intervenientes são, por um lado, o professor e por outro, os pares (Encarregados de Educação e alunos). Esperase que o professor sirva de mediador do processo de ensino/aprendizagem, na medida em que deve motivar e apoiar os formandos no seu processo de aprendizagem e de realização do curso. É sua tarefa igualmente, moderar os fóruns criados em cada módulo, esclarecendo dúvida que surja, quer no plano tecnológico, quer pedagógico. Para além destas funções / tarefas de âmbito mais geral, cumpre ao professor, um acompanhamento mais específico, no decorrer dos módulos e de uma forma mais específica e particular. Dos formandos espera-se a realização das actividades previstas em cada módulo e acima de tudo disponibilidade para aprender com o erro e querer melhorar em cada momento da formação. O que se pretende ao longo da formação, é troca de informação, a aprendizagem mútua, a partilha de ideias e o esclarecimento de dúvidas, assentes numa perspectiva construtivista do conhecimento e valorização da aprendizagem. Daí, decorre uma natural valorização dos fóruns realizados em cada módulo.


Fundamentação Pedagógica do curso Safety net – Navegar na internet Paulo Ferreira paulojorgeferreira@sapo.pt

CONSIDERAÇÕES FINAIS Como já foi referido no início deste documento, este curso justifica-se tanto mais quanto nos é exigido enquanto pais e encarregados de educação, um maior acompanhamento relativamente às tarefas diárias dos nossos educandos. A nossa função hoje, para além do apoio na realização das tarefas escolares é o de vigilância relativamente à utilização do computador, principalmente com acesso à Internet. Acreditamos que este curso permita a reflexão sobre determinadas práticas e nos faça inclusive adotar outras estratégias perante a utilização da internet quer pelos nossos filhos, quer inclusive por cada um de nós. Em muitos casos, a resposta é a prevenção e o diálogo. É nessa prevenção que pretendemos atuar com a implementação do curso. No final, esperamos que, pela partilha, pelas dificuldades, se possa melhorar numa edição seguinte.


Fundamentação Pedagógica